Amplificadores Digitais - ICEpower, Tripath

Discussão em 'Amplificadores, Prés e Integrados' iniciada por Pedro-RJ, 22 Nov 2005.

  1. Pedro-RJ

    Pedro-RJ AVFreak

    Desde:
    25 Jan 2004
    Mensagens:
    570
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Rio de Janeiro
    Lendo o último número da Stereophile, vi o anúncio da nova linha de amplificadores e.One da BelCanto onde destacam-se os modelos S300 e Ref1000.
    Utilizando uma tecnologia conhecida como ICEpower, tecnologia de amplificação por chaveamento analógico, a Bel Canto muda a tecnologia digital empregada em seus amplificadores, em relação à Tripath que usava em seus modelos evo.
    ICEpower também está sendo empregada pela Jeff Rowland.
    Martin Logan e B&W a estão utilizando em seus módulos de subwoofers.
    Desenvolvida em conjunto com a Bang & Olufsen, aparentemente a tecnologia ICEpower está encontrando grande aceitação junto aos fabricantes de nome.

    O link abaixo fornece mais detalhes sobre essa tecnologia digital.
    http://www.6moons.com/industryfeatures/classd/classd.html

    Dentre os novos amplificadores a utilizar a tecnologia digital, um me chamou a atencão baseado nos reviews encontrados pela internet.

    O NUForce Reference 9.
    http://www.6moons.com/audioreviews/nuforce2/9_2.html

    Gostaria de saber se alguém aqui no fórum teve a oportunidade de ouvir esses amplificadores e se poderia tecer alguns comentários.

    Sds,

    Pedro
     
  2. Murilo

    Murilo Moderador Moderador

    Desde:
    9 Mar 2003
    Mensagens:
    33.468
    Obrigados:
    8
    Troféus:
    38
    Localização:
    São Paulo - SP
    O Johnnie já deve estar se coçando... :D
     
  3. cras-sp

    cras-sp Usuário

    Desde:
    27 Out 2003
    Mensagens:
    8.500
    Obrigados:
    7
    Troféus:
    0
    Localização:
    São Paulo - SP
  4. fazambuja

    fazambuja Usuário

    Desde:
    8 Jan 2005
    Mensagens:
    6.265
    Obrigados:
    5
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasil
    Esses amplificadores são os mesmos que vem na Beolab 5.
    São o futuro. E imaginar que um amp do tamanho de uma caixa de cigarro da 250w!

    Abraços
     
  5. Pedro-RJ

    Pedro-RJ AVFreak

    Desde:
    25 Jan 2004
    Mensagens:
    570
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Rio de Janeiro
    Tripath and Ice power Class-D amplifiers are band-limited to 20Khz upper bound. NuForce has power bandwidth from 10- 100Khz, technology used in D-100 is capable of 70Khz b/w. Higher b/w means lower phase shift at listening frequencies. Lower phase typically has better imaging.

    Definitivamente preciso ouvir esses amplificadores.
     
  6. cras-sp

    cras-sp Usuário

    Desde:
    27 Out 2003
    Mensagens:
    8.500
    Obrigados:
    7
    Troféus:
    0
    Localização:
    São Paulo - SP
  7. Desotti

    Desotti Say hello to my little friend!

    Desde:
    11 Ago 2002
    Mensagens:
    6.630
    Obrigados:
    6
    Troféus:
    38
    Localização:
    80's Miami...
    A Rotel também aplicou a tecnologia Icepower da B&O no seu novo amp RMB-1077 bem como em dois novos powers a serem lançados brevemente, um monobloco e outro estéreo, ambos com 500WRMS. (y)

    [[]]'s
     
  8. cras-sp

    cras-sp Usuário

    Desde:
    27 Out 2003
    Mensagens:
    8.500
    Obrigados:
    7
    Troféus:
    0
    Localização:
    São Paulo - SP
    Creio que em breve teremos novamente o embate analógico x digital; já vi isso antes...:D
    Carlos R.
     
  9. victornba

    victornba Usuário

    Desde:
    27 Mai 2004
    Mensagens:
    3.991
    Obrigados:
    2
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasil
    Já tem alguma coisa aqui no HTForum falando do ICEPower, inclusive perguntei algumas coisas, coloquei alguns links e a galera que sabe das coisas, como o C.A. e o Allan responderam...

    Já escutei os monoblocos (ou seriam mini-blocos? :D ) JR 201 empurrando caixas Nautilus 801D, bem como 2 304 empurrando as Nautilus Caracol e tocam muitíssimo bem, irrepreensíveis. É o futuro sem dúvida. Muito mais eficientes, menores, flexíveis....

    E olha que esse módulo do ICe Power é vendido quase completo, ou seja, as diferenças entre um Rotel e um JR provavelmente é nula. E viva os novos RB1091 e 1092 da Rotel!

    Abraço,

    Victor
     
  10. fazambuja

    fazambuja Usuário

    Desde:
    8 Jan 2005
    Mensagens:
    6.265
    Obrigados:
    5
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasil
    Sabe que esses dias vi um amp que vinha com um modulo ICEpower de 250w completo que vem com fonte e tudo, bom era menor que uma caixa. E o fabricante vendia ele por 3k de dolar devido a uns cabos que ele tinha trocado. Esses cabos ele não informava direito o que eram e pelo que lembro eram no maximo 5. Tinha um cheiro de aplique....

    Pena não ter nenhuma opção de amp nesse estilo na faixa que procuro (8ch 60w).

    Abraços
     
  11. johnnie

    johnnie Usuário

    Desde:
    25 Out 2002
    Mensagens:
    7.880
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Bahia
    O Johnnie já deve estar se coçando...

    Murilo,

    amigo confesso que não. Estou super satisfeito com meu setup, cheguei onde queria chegar. Só mesmo uma troca geral de cabos de interconexão para o ano que vem......e mais nada;)

    já havia comentado sobre essses novos powers monoblocos Bel Canto. O mais interessante que eles não tem trafo (os EVO tem trafo toroidal e são pesados) os novos modelos pesam apenas 6 kg e potência de 500w em 8 ohms ou 1.000w em 4 ohms(y)

    se não me engano estão na faixa de u$ 3.000/4.000
     
  12. Carlos Dantas

    Carlos Dantas Usuário

    Desde:
    1 Jul 2002
    Mensagens:
    1.798
    Obrigados:
    7
    Troféus:
    0
    Localização:
    São Paulo
    Prezados amigos
    Esta tecnologia usada pela IcePower foi desenvolvida pela Bang Olufsen (dinamarquesa) e por uma renomada Universidade dinamarquesa. A Internet provê acesso até às teses de mestrado e doutoramento que deram suporte a esta tecnologia. Ela é algo diferente da suposta tecnologia usada pela Tripath que não fornece detalhes sobre a mesma, ele guarda segredo sobre o que está atraz da sua tecnologia enquanto que a B&O a abre completamente. Eu estou estudando os papers da Universidade dinamarquesa que não é muito fácil de entender. Uma empresa brasileira solicitou-me que escrevesse um tutorial sobre amplificadores digitais. Já reuni todo o material e devo começar brevemente a escrevê-lo. Esta empresa pretende distribuir este material graciosamente. Assim que eu terminar aviso voces como conseguí-lo. Esta tecnologia da B&O só veiu reforçar ainda mais a minha crença que estamos assistindo uma mudança de paradigma na amplificação de sinais de audio. Na minha opinião não há retorno, os amplificadores analógicos que se cuidem.
    Abraços
    Dantas
     
  13. vandernog

    vandernog Usuário

    Desde:
    27 Jan 2004
    Mensagens:
    2.660
    Obrigados:
    7
    Troféus:
    0
    Localização:
    Belo Horizonte/MG
    concordo plenamente com o mestre Carlos Dantas.
    Chega de amplificadores pesando muito e esquentando igual a fornos (ainda mais num país tropical como o nosso).

    Provavelmente meu futuro power será digital.
     
  14. ejo

    ejo Usuário

    Desde:
    9 Nov 2004
    Mensagens:
    472
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    16
    Localização:
    Campinas-SP
    Inclusive o frete fica bem mais barato. :D
    Um par de monoblocos Nuforce pesa uns 3 kG apenas !!!
     
    #14    
  15. cras-sp

    cras-sp Usuário

    Desde:
    27 Out 2003
    Mensagens:
    8.500
    Obrigados:
    7
    Troféus:
    0
    Localização:
    São Paulo - SP
    Aí sim, estes Nuforce custam hoje $950 cada e com certeza irão abaixar mais; amplificadores digitais todos nós vamos ter um dia; o que não concordo é com amplificador digital a preço Hi-End pesando 1.5Kg sendo que uns 1,3Kg é só de carcaça, ehehe!!!

    Carlos R.
     
  16. vandernog

    vandernog Usuário

    Desde:
    27 Jan 2004
    Mensagens:
    2.660
    Obrigados:
    7
    Troféus:
    0
    Localização:
    Belo Horizonte/MG
    como eu disse, provavelmente meus proximos amplificadores serão digitais, mas eu pretendo esperar mais uns anos. Não estou com nem um pouco de pressa.
    A vantagem de produtos "high-end" é que não precisamos trocar todo ano, dá pra ficar um bom tempo com o mesmo produto e ainda assim ter um top, hehehe.
     
  17. cras-sp

    cras-sp Usuário

    Desde:
    27 Out 2003
    Mensagens:
    8.500
    Obrigados:
    7
    Troféus:
    0
    Localização:
    São Paulo - SP
    É, mas quando esta tecnologia digital estiver madura você poderá escolher no menu do amplificador : o palco mais ou menos profundo, graves mais relaxados ou mais profundos, médios mais doces ou menos doces, agudos cristalinos ou metálicos, assinatura sônica analítica ou melodiosa, ehehe!!!

    Os mais sofisticados poderão emular as assinaturas sônicas dos já "vintages" Krell, Mark Levinson, BAT, etc; vai ser só uma questão de escolher a marca no menu associada ao software emulador.

    Tudo via software.

    Abs,
    Carlos R.
     
  18. johnnie

    johnnie Usuário

    Desde:
    25 Out 2002
    Mensagens:
    7.880
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Bahia
    Ela é algo diferente da suposta tecnologia usada pela Tripath que não fornece detalhes sobre a mesma, ele guarda segredo sobre o que está atraz da sua tecnologia enquanto que a B&O a abre

    Mestre Dantas tem razão

    pelo segredo de fabricação a Bel Canto só conserta os powers EVO em sua fábrica nos EUA. Diagrama ou manual de serviço não são fornecidos para revendedores e/ou distribuidores
     
  19. Dmaumau

    Dmaumau Moving Forward

    Desde:
    9 Out 2002
    Mensagens:
    27.585
    Obrigados:
    14
    Troféus:
    38
    Localização:
    Campinas - SP
    E quem paga pelo "segredo" em caso de pane ?
     
  20. johnnie

    johnnie Usuário

    Desde:
    25 Out 2002
    Mensagens:
    7.880
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Bahia
    quem comprou:rofl:
     

Compartilhar esta Página