Corneta

Discussão em 'DIY' iniciada por Ajun, 25 Jun 2004.

  1. Ajun

    Ajun Denon

    Desde:
    2 Jun 2004
    Mensagens:
    120
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Osasco/Sp/Brasil
    Um amigo me disse que vai "construir" uma caixa central com 2 cornetas ( para os médios ) e um tweter.
    Me disse ainda que vai instalar em caixas tipo torre, 2 falantes de 8 polegadas para os graves e 2 cornetas para os médios e um twtwer para agudos.

    Não conheço o som das cornetas, mas lhe alertei que para uso em Home, poderia surgir ruido.

    Está correta minha afir'mação, ou o método dele ( DiY ) é bom mesmo?

    aguardo comentários com a experiência de todos.
     
    #1    
  2. ableal

    ableal AV Designer

    Desde:
    2 Mar 2004
    Mensagens:
    2.194
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Rio de Janeiro - RJ
    cara, a descriçao é de algo muito estridente. Diga para ele que o nome da caixa vai ser uma contribuição sua: batize a bicha de "A Gralha"
     
  3. J. Schmaedecke

    J. Schmaedecke Usuário Ativo

    Desde:
    19 Mai 2003
    Mensagens:
    2.629
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    36
    Localização:
    Porto Alegre - RS
    Ajun!
    Existe muito controvérsia no uso de cornetas em ambiente residencial assim como muito preconceito.
    Este preconceito é devido principalmente pelo diferente rendimento (sensibilidade) entre cornetas e falantes abertos. coisa que facilmente chegam em 15 dB. É comum encontrarmos cornetas de 105 dB/w/m assim como mediograves de 90 dB/w/m. Isto posto sem a correta atenuação da corneta fica um conjuto "gritante" com o falante de graves com pouco volume e o agudo doendo.
    Analogamente é como se tivessemos numa caixa equilibrada em bi-amplificação o mediograve com um amplifiador de 10 W e o tweeter com um amplificador de 320W. É absurda a diferênça.
    Outra coisa a perceber é a dispersão da corneta enquanto um domo aberto abre em 120 graus a corneta geralmente é 60 graus. Deve-se escolher cornetas com dispersão de 60 vertical e 120 horizontal.
    Assim como nos falantes abertos tambem existem bons e ruins compretando o motivo do preconceito.
    A Klipsch por exemplo é um exemplo de boas cornetas.
    Portanto faça teu amigo atenuar corretamente as cornetas e o resultado pode ser muito interessante.
    Abraço
    Jorge
     
  4. ableal

    ableal AV Designer

    Desde:
    2 Mar 2004
    Mensagens:
    2.194
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Rio de Janeiro - RJ
    o Jorge tem razao em relacao as klipsch... porem este caso nao é bem o do seu amigo aparentemente. a klipsch utiliza tweeters de domo de tinanio montados atras de uma estrutura que faz o trabalho d uma corneta. se bem entendi, o seu amigo pretende fazer uso dos chamados horn drivers (aqueles de atarrachar na corneta) esses sim tendem a um som estridente.

    o que eu gosto na klipsch é que os tweeters começao a trabalhar em 2500 Hz. isso é bom, pois o woofer faz boa parte do trabalho. no caso de um sistema de tres vias como do seu amigo, a corneta vai fazer o maior trabalho, assumindo um corte padrao de 600Hz e 2500Hz. resumindo, o cara vai ouvir praticamente corneta o tempo todo.
     
  5. J. Schmaedecke

    J. Schmaedecke Usuário Ativo

    Desde:
    19 Mai 2003
    Mensagens:
    2.629
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    36
    Localização:
    Porto Alegre - RS
  6. Ajun

    Ajun Denon

    Desde:
    2 Jun 2004
    Mensagens:
    120
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Osasco/Sp/Brasil
    O nobre amigo que disse sobre corneta de rosquear esta correto - meu amigo me chamou para ver o resultado e o amplificador "discreto" passa a não ser mais, pois emite um chiado constante, mesmo atenuando toda a regulagem de agudos - valeu pelas respostas, pois além do resultado prático, lhe mostrei todos estes comentários ( para convence-lo definitivamente ).

    Valeu
     
    #6    
  7. J. Schmaedecke

    J. Schmaedecke Usuário Ativo

    Desde:
    19 Mai 2003
    Mensagens:
    2.629
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    36
    Localização:
    Porto Alegre - RS
    Caro Ajun!
    Qual o atenuador utilizado e quais as cornetas utilizadas e com quais medios graves.
    Se for o atenuador no controle de agudos do amplificador esta errado. Não é possivel controlar o desnivel de sensibilidade por este método.
    abraço
    Jorge
     
  8. jbmattos

    jbmattos Usuário

    Desde:
    1 Mai 2004
    Mensagens:
    511
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    santos sp
    Ajun,

    Diga pro seu amigo "eliminar" uma das cornetas e os tweerters.

    Ficaria uma caixa de duas vias, com 2 woofers e uma corneta. Seria uma caixa bem mais equilibrada do que a que ele montou.

    Mesmo assim, vai dar trabalho afinar a coisa. Para dar festas vai ser ótimo, mas para ouvir música esta caixa vai exigir um divisor muito bem projetado, para compensar a diferença de eficiência dos falantes.

    Drivers são equipamentos muito eficientes, e, em termos de qualidade, é dificil de se achar um que seja realmente "musical". Existem vários fabricantes brasileiros de renome, mas seus projetos são voltados para a área de P.A., onde o mais importante é "falar" alto.


    Na pagina da snake você acha vários projetos com cornetas: www.snakepro.com.br

    Abraços,

    joão batista.
     
  9. elmano

    elmano Participante

    Desde:
    8 Mar 2004
    Mensagens:
    1.150
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Fortaleza/Ce/Brasil
    jbmattos,

    Quero pedir permissão para aproveitar este tópico e perguntar-lhe como atenuar a twitter de uma caixa ativa. Vou tentar explicar. Troquei a twitter original (arlen 08ohms 90 W) de uma caixa de som Sony Sigma 12 por uma twitter da marca Selenium ST 324 08ohms 80 W 40 W RMS. Como a twitter ficou gritando muito, tentei atenuar, colocando em paralelo um resistor de 01R. Mesmo assim, os agudos ainda estão muito estridentes, principalmente quando utilizo as caixas para ouvir MP3. Agradeço antecipadamente.
     
  10. LUIS - RS

    LUIS - RS Campeão de TUDO

    Desde:
    15 Mar 2004
    Mensagens:
    2.067
    Obrigados:
    1
    Troféus:
    38
    Localização:
    Porto Alegre
    Isto é um trabalho para o Jorge "Mig" Schmaedecke.

    Vai, Jorjão!

    Abraços

    Luis
     
  11. elmano

    elmano Participante

    Desde:
    8 Mar 2004
    Mensagens:
    1.150
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Fortaleza/Ce/Brasil
    Realmente, Luis. Não havia percebido que a mensagem sobre atenuação fora postada pelo JSchmaedecke. Mas de quem vier a resposta ou vierem as respostas, pode estar certo de que serão muito bem vindas. Espero que venham de ambos e a ambos agradeço.
     
  12. J. Schmaedecke

    J. Schmaedecke Usuário Ativo

    Desde:
    19 Mai 2003
    Mensagens:
    2.629
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    36
    Localização:
    Porto Alegre - RS
    Caro Elmano!
    A corneta escolhida tem domo fenólico, ela é mais suave nas altas frequencias e tambem não vai muito Longe 18KHz. O corte ideal desta é acima de 4KHz, em que ela é mais plana e tem reduzida a distorção de terceira harmônica. Em compensação o custo é interessante.
    Para calcular a atenuação use o site http://www.lalena.com/audio/calculator/lpad/
    Lembra que os resistores devem suportar a potencia dissipada. Tem como saber tambem neste site.
    qualquer coisa é só pedir.
    O dado não fornecido é a sensibilidade desta caixa Sony. A diferença das duas sesibilidades é igual ao valor do atenuador necessario. A sensibilidade da corneta é 103dB/1W/1m digamos que a sensibilidade da caixa é 93dB/1W/1m a diferença é 10dB. Então temos que calcular um atenuador que nos forneça esta atenuação e continue com os 8Ohms de impedância.
    colocando estes valores recebemos uma resistencia em paralelo com o tweeter de 3,7 Ohms 16W e uma resistencia em série com o valor de 5,47 Ohms 24W. O cálculo da potencia foi baseado nos 40 Watts RMS permitidos pelo Tweeter.
    Se me forneceres a sensibilidade da caixa faço o cálculo para ti alem da associação de resistores apropriados. Por falar nisto preferencialmente usar resistores de carvão.

    Tchê Luiz!
    Mas que tal??
    Não sei porque , mas eu sabia que estavas acompanhando este tópico.:maldoso:
    Quando é que vou merecer uma visita?? o sobrinho está esperando.:):)

    abraço a todos
    Jorge
     
  13. LUIS - RS

    LUIS - RS Campeão de TUDO

    Desde:
    15 Mar 2004
    Mensagens:
    2.067
    Obrigados:
    1
    Troféus:
    38
    Localização:
    Porto Alegre
    Grande Jorge,

    Como tu sabias que eu estava acompanhando este tópico? És paranormal, por acaso? :LOL:

    Hoje tenho um compromisso, se topares posso dar uma cruzada por aí amanhã à noite para dar uma conferida no afilhado. Que tal? Me dá uma ligada ou manda MP para combinarmos.

    Abração

    Luis
     
  14. elmano

    elmano Participante

    Desde:
    8 Mar 2004
    Mensagens:
    1.150
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Fortaleza/Ce/Brasil
    Jorge,

    Antes de tudo, obrigado pela verdadeira aula. Infelizmente não sei a sensibilidade(1W/1m) destes falantes. Mas há no Fórum alguns usuários que possuem esta mesma caixa e, em vista disso, estou tentando conseguir com algum deles essa informação. De posse desse dado, informá-lo-ei a você esperando que então, você possa completar a lição. Grato.
     
  15. J. Schmaedecke

    J. Schmaedecke Usuário Ativo

    Desde:
    19 Mai 2003
    Mensagens:
    2.629
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    36
    Localização:
    Porto Alegre - RS
    Elmano!
    Estou a disposição esperando as informações.

    Luiz !
    O sobrinho está esperando para fazer o ensaio do batismo de fogo.:)
    Tá combinado(y)

    abraço a todos
    Jorge
     
  16. jbmattos

    jbmattos Usuário

    Desde:
    1 Mai 2004
    Mensagens:
    511
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    santos sp
    Elmano,

    Depois da aula do Jorge eu tenho mais é que ficar quieto e aprender um pouco.

    Realmente excelente. Além disso, não conheço o assunto tanto assim, a ponto de poder lhe ajudar de forma segura...

    Quanto às caixas sigma 12, eu tenho uma apresentação da linha completa na revista SomTrês, inclusive com fotos do modelo sigma 15 desmontado. Estou procurando a revista e assim que achar eu posto aqui as especificações técnicas completas das caixas. São os dados fornecidos pela Sony.

    Se não me engano, a sigma 15 tinha sensibilidade de 97~98 Db/w/m, e a sigma 12 era bem próximo disso. Vou verificar e te retorno entre amanhã e sábado. Não são caixas muito potentes, principalmente se levarmos em conta o tamanho delas, mas gostava do som que produziam.

    Abraços,

    joão batista.
     
  17. elmano

    elmano Participante

    Desde:
    8 Mar 2004
    Mensagens:
    1.150
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Fortaleza/Ce/Brasil
    João Batista,

    De qualquer maneira, obrigado. Estarei aguardando suas valiosas informações sobre as Sigma. Abraço.

    Elmano Alves.
     
  18. J. Schmaedecke

    J. Schmaedecke Usuário Ativo

    Desde:
    19 Mai 2003
    Mensagens:
    2.629
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    36
    Localização:
    Porto Alegre - RS
    Caro, JBMattos!
    O melhor deste site é que todos somos aprendizes. A troca de informações e experiências nos enriquecem todo dia.
    Quanto as informações acima entra em contato com o Audiorama e manda para ele que acho que vai te agradecer e tb. todos nós que usamos aquele site para informações vintage.(y)
    abraço
    Jorge
     
  19. jbmattos

    jbmattos Usuário

    Desde:
    1 Mai 2004
    Mensagens:
    511
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    santos sp
    Crianças,

    Desculpem a demora, mas tava difícil de achar a revista. Eu tenho todas as minhas revistas guardadas juntas. Economiza espaço, mas dá uma baita confusão quando quero uma específica...

    Bem, vamos lá:

    Caixas acústicas série Sigma, da Sony. Reportagem (apresentação) publicada na revista SomTrês n.º 24, de dezembro de 1980. Matéria assinada pelo Walter Ullmann.

    A série é composta de quatro modelos - Sigma 8 (SS-S303 BS), Sigma 10 (SS-S305 BS), Sigma 12 (SS-S307 BS) e Sigma 15 (SS-S309 BS). O número após o nome indica o tamanho, em polegadas, do woofer.

    Estas caixas foram projetadas no Brasil, em conjunto com a Novik, que produziu todos os falantes. No projeto, levou-se em consideração o gosto "brasileiro" em termos de sonoridade (MPB e samba).

    Os woofers, para todos os modelos da série, utilizam-se de um aro de alumínio entre a suspensão do cone e a carcaça do falante, com a finalidade de aumentar a massa do cone, abaixando sua freqüência de ressonância . A carcaça em si é de alumínio injetado e o cone moldado por densidade variável.

    O acabamento externo de todas as caixas da linha é feito em folha de bicuiba, levemente escurecida e o painel frontal é pintado de preto. A tela frontal é confeccionada em náilon especial, na cor preta e presa ao painel frontal por quatro pinos tipo ITW.

    CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:

    Sigma 15:
    Caixa "bass reflex" com gabinete em aglomerado de 20mm e painel frontal em aglomerado de 25mm. Dotado de reforço lateral-lateral e frente-trás. O gabinete é forrado internamente com feltro de 10mm colado em suas laterais.

    Alto falantes:

    Baixas freqüências: 1 woofer de 38cm ou 15" de diâmetro, tipo cônico, com cone de papel; bonina móvel de 2" de diâmetro.

    Médias freqüências: 2 unidades de 10cm ou 4" de diâmetro, tipo cônico, com cone de papel; com corneta (cone acoplado a corneta) de alumínio. Os falantes tem bobina móvel de 1" de diâmetro.

    Altas freqüências: 2 unidades com diâmetro de 5 cm ou 2", tipo cônico, com cone de papel, acoplados a lentes acústicas em ABS; bobina móvel de 3/4" de diâmetro.

    Impedância nominal: 8ohms.

    Máxima potência admissível: 80WRMS.

    Sensibilidade média: 98dB/W/m, medido no eixo geométrico da caixa.

    Resposta de freqüência: 25Hz a 25Khz. Condições não especificadas.

    Freqüências de corte: 1.2Khz e 5Khz.

    Atenuação: simétrica de 12dB por oitava em ambos os cortes.

    Dimensões: 394mm x 760mm x 378mm (LxHxP)

    Peso líquido: 29Kg

    Embalagem: papelão triplex com calços, também de papelão nos vértices da caixa, no tampo superior e no tampo inferior.


    Sigma 12:
    Caixa "bass reflex" com gabinete em aglomerado de 20mm. O gabinete é forrado internamente com feltro de 10mm colado em suas laterais.

    Alto falantes:

    Baixas freqüências: 1 woofer de 30cm ou 12" de diâmetro, tipo cônico, com cone de papel; bonina móvel de 2" de diâmetro.

    Médias freqüências: 2 unidades de 10cm ou 4" de diâmetro, tipo cônico, com cone de papel; com corneta (cone acoplado a corneta) de alumínio. Os falantes tem bobina móvel de 1" de diâmetro.

    Altas freqüências: 1 unidade com diâmetro de 5 cm ou 2", tipo cônico, com cone de papel, acoplados a lentes acústicas em ABS; bobina móvel de 3/4" de diâmetro.

    Impedância nominal: 8ohms.

    Máxima potência admissível: 60WRMS.

    Sensibilidade média: 96dB/W/m, medido no eixo geométrico da caixa.

    Resposta de freqüência: 30Hz a 20Khz. Condições não especificadas.

    Freqüências de corte: 1Khz e 4,5Khz.

    Atenuação: simétrica de 12dB por oitava em ambos os cortes.

    Dimensões: 390mm x 653mm x 332mm (LxHxP)

    Peso líquido: 19Kg

    Embalagem: papelão triplex com calços também de papelão nos vértices da caixa.

    Continua....
     
  20. jbmattos

    jbmattos Usuário

    Desde:
    1 Mai 2004
    Mensagens:
    511
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    santos sp
    ...continuação

    Sigma 10:



    Caixa "bass reflex" com gabinete em aglomerado de 20mm. O gabinete é forrado internamente com feltro de 10mm colado em suas laterais.

    Alto falantes:

    Baixas freqüências: 1 woofer de 25cm ou 10" de diâmetro, tipo cônico, com cone de papel; bonina móvel de 1 3/4" de diâmetro.

    Médias freqüências: 1 unidade de 10cm ou 4" de diâmetro, tipo cônico, com cone de papel; com corneta (cone acoplado a corneta) de alumínio. Os falantes tem bobina móvel de 1" de diâmetro.

    Altas freqüências: 1 unidade com diâmetro de 5 cm ou 2", tipo cônico, com cone de papel, acoplados a lentes acústicas em ABS; bobina móvel de 3/4" de diâmetro.

    Impedância nominal: 8ohms.

    Máxima potência admissível: 40WRMS.

    Sensibilidade média: 94dB/W/m, medido no eixo geométrico da caixa.

    Resposta de freqüência: 35Hz a 20Khz. Condições não especificadas.

    Freqüências de corte: 1,5Khz e 5Khz.

    Atenuação: simétrica de 12dB por oitava em ambos os cortes.

    Dimensões: 390mm x 653mm x 332mm (LxHxP)

    Peso líquido: 19Kg

    Embalagem: papelão triplex com calços também de papelão nos vértices da caixa.


    Sigma 8:


    Caixa "bass reflex" com gabinete em aglomerado de 20mm. O gabinete é forrado internamente com feltro de 10mm colado em suas laterais.

    Alto falantes:

    Baixas freqüências: 1 woofer de 20cm ou 8" de diâmetro, tipo cônico, com cone de papel; bonina móvel de 1 1/4" de diâmetro.

    Médias freqüências: 1 unidade de 10cm ou 4" de diâmetro, tipo cônico, com cone de papel; com corneta (cone acoplado a corneta) de alumínio. Os falantes tem bobina móvel de 1" de diâmetro.

    Altas freqüências: 1 unidade com diâmetro de 5 cm ou 2", tipo cônico, com cone de papel, acoplados a lentes acústicas em ABS; bobina móvel de 3/4" de diâmetro.

    Impedância nominal: 8ohms.

    Máxima potência admissível: 30WRMS.

    Sensibilidade média: 93dB/W/m, medido no eixo geométrico da caixa.

    Resposta de freqüência: 40Hz a 20Khz. Condições não especificadas.

    Freqüências de corte: 1,4Khz e 5Khz.

    Atenuação: simétrica de 12dB por oitava em ambos os cortes.

    Dimensões: 365mm x 605mm x 318mm (LxHxP)

    Peso líquido: 16Kg

    Embalagem: papelão triplex com calços também de papelão nos vértices da caixa.



    Obs.:

    Nas caixas maiores - sigma 12 e Sigma 15, as cornetas de médios são divididas longitudinal e horizontalmente. Nas outras duas a divisão é a penas horizontal.

    Nos modelos sigma 8 e 10 existem potenciômetros que controlam a intensidade de presença e brilho (volume dos médio e agudos), e seu alcance vai desde totalmente atenuado até atenuação zero. Nos modelos 12 e 15, existem duas chaves seletoras com a mesma função, com alcance que vai desde menos 4dB até mais 4dB





    Bem, o que tenho é isso. Espero que ajude. As fotos vou ficar devendo por enquanto. Meu scanner está com problemas e eu não consigo copiar as páginas da revista.

    Abraços,

    João batista.

     

Compartilhar esta Página