Instalação de DPS (para rau, faller e demais colegas)

Discussão em 'Energia, Alimentação e Aterramento' iniciada por aornellas, 7 Mai 2010.

  1. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    Olá amigos de HTForum

    Já pesquisei no forum, mas preciso de uma ajuda mais especifica sobre a instalação de DPS no meu quadro de luz.

    Abaixo estao fotos do quadro fechado com a identificação dos circuitos e do quadro todo aberto.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Eu não sei qual é o meu esquema de aterramento. É um apartamento novo em Brasilia (F-N 220V), bifásico, recém entregue pela construtora, supostamente todo de acordo com as normas vigentes. Dá para saber pelas fotos se é TN-CS, TN-S, etc?

    O eletricista disse que há espaço no trilho para a instalação de mais uns 4 até 5 modulos, bastando apenas trocar o pente por um maior...

    Eu queria instalar um disjuntor a mais para uma coifa (o fabricante pede "de no maximo 10A", é isso mesmo? Curva C, não é?) e os DPS.

    Estou com duvidas sobre os DPS, que colegas aqui com maior experiência com certeza me ajudariam facilmente...

    1) No meu caso, posso instalar só 2 DPS, entre cada fase e o neutro? É necessario a instalação de um terceiro DPS, entre N e T, como alguns já mencionaram por aqui? Se for, ou não, como seria a instalação? Em cima ficaria F1, F2, N e em baixo N, N e T?

    2) como ficaria a ordem dos dispositivos? Num artigo que li no site do Carlos Matheus, ele diz que os DPS devem ficar a montante (antes) do DR, mas a jusante (depois) dos disjuntores normais... Isso me soa estranho, pois ficaria algo como

    entrada > DISJUNTOR GERAL > DPS > DISJUNTORES > DR

    estranho, ne? bem diferente do que está agora, acho... O que acham?

    3) Esse disjuntor da coifa, o fabricante fala para ser um de "no maximo 10A". Devo levar isso ao pé da letra, ne? Comprar um curva C (acho), 10A?

    4) Estou com medo de um dos circuitos (o que alimenta as tomadas dos quartos (dois quartos)) ficar sobrecarregado. Num, o escritorio, ficará um computador normalzinho mesmo, anda mais. No outro, a suite, ficará meu HT, com plasma 42, receiver pioneer normalzinho, sub nada potente, net-hd, um bd-player e, no futuro, um condicionador e um trafo. Será que é preciso trocar o disjuntor desse circuito? O que acham?

    Espero o input de vocês, em especial daqueles que nos ajudam tanto aqui, tais como o Faller, o Rau e outros especialistas ou com experiencia em eletrotecnica... Preciso dar orientações ao meu eletricista nos proximos dias...

    Se tiverem mais sugestoes olhando o meu caso e as fotos, fiquem à vontade!

    Augusto
    Brasilia

    ---------- Mensagem adicionada às 17:24 ---------- Mensagem anterior foi às 17:13 ----------

    Só mais uma coisa

    Para quem conhece Brasilia

    O predio é no Guará II, perto da QE 40, perto daquele setor de oficinas, onde tem varios predios em construção.

    Na minha casa anterior, no Park Way (area quase rural, bem descampado), eu tenho MUITOS problemas com raios / surtos... já perdi equipamento, inclusive, por um surto induzido que chegou a um laptop meu pela linha telefonica.

    Que capacidade de DPS seria melhor para mim. O predio tem para-raio... ele tem só cinco andares, e em ambos os lados já existem predios (em construção ainda) que serão BEM maiores, pelo menos de 12 andares... 45K estaria legal? Ou mesmo de 20K?

    Vou colocar por enquanto apenas no quadro dentro do meu apto, mas depois posso até conversar com a CEB para ver se se pode colocar lá junto do relogio tb, como já mencionaram aqui... o que acham?

    Augusto
     
  2. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    Vamos por partes.

    Pelas fotos não tem como saber qual o esquema de aterramento, mas provavelmente seu aterramento é um TN-S, vindo de um TN-C-S global. Por ser uma instalação relativamente nova, creio que alguma variante de TN, mas nada impede de terem jogado um TT aí no quadro, de qualquer forma você deverá instalar DPS entre Neutro-Terra.

    Se você colocar mais um ou dois disjuntores, creio que sobra o espaço na contra para os três DPS's que necessitará. 1 pra cada fase + um entre Neutro-Terra.

    1) Sim você precisará de 1 DPS entre N e T. A forma mais fácil que to vendo aí pra instar os três DPS's, sem mexer no posicionamento atual dos componentes do quadro é a seguinte. Instale os três DPS's após o barramento de fases. Na parte de cima do DPS você liga um fios pra cada DPS - pelo menos 6mm2 - e leve-os até a parte de cima do DR. O fio de um dos DPS vai ao neutro, os outros dois que sai de cada DPS irá à cada fase na parte de cima do DR. Na parte de baixo você pode optar por duas forma de ligação. Ligar um fio de pelo menos 6mm2 direto no barramento de aterramento - fio verde, pode derivar um fio de cada DPS ou colocar um pente monofásico nos três DPS's e derivar um fio direto ao barramento de aterramento.

    A segunda forma de ligar é mais "complicada" pq você teria que ligar as saídas dos DPS de forma que o fio que "sair" dos dois DPS's que tiverem ligados nas fases, direto no neutro (azul) que entra na parte de cima do DR. O fio do DPS entre N-T deve ser ligado no barramento de aterramento.

    Ligando dessas duas formas garante que os DPS's fiquem antes do DR. Se ligar por exemplo a saida do DPS no barramento de neutro, o DR poderá desarmar durante a atuação dos DPS's.

    (Não se preocupe, vou desenhar um esquema no paint pra você)

    2) Respondido acima e ficará mais claro no esquema que desenharei em cima da sua foto.

    3) 10A Curva C pode ser, se o fabricante garante que o consumo não será mais do que 10A.

    4) Pelo que vi na imagem, esse circuito comporta 20A, não vai ficar sobrecarregado não. 20A @ 220V = 4400W - considerando carga 100% resistiva.

    Junto ao "relógio" se colocar DPS's, você deve colocar um pra cada Fase contra o neutro e no seu caso, eu sugiro o modelo de 60kA para instalar nesse ponto.

    No se quadro geral, considere DPS's de 45kA.

    PS: Surtos pela linha telefônica, recomendo que adote algum DPS que faça uso do fio terra. A Clamper possui alguns modelos... A simples adoção de um DPS após a tomada telefônica ajuda e muito!


    Esquema de ligação 1:

    [​IMG]

    Esquema de ligação 2:

    [​IMG]

    Notas:

    Dessa forma o DR ficará a montante do DR, não interferindo com seu funcionamento e ainda por cima protegendo-o também.

    No esquema que desenhei, todos fios azuis vão ao mesmo ponto onde o neutro azul que entra no DR.

    Pela foto tenho impressão que as Fases do seu DR tão ligadas de forma errada, mas não tenho certeza. Quando você pressiona o botão de teste, ele desarma?

    O uso de protetores locais, após a tomada é de grande valia também, eles ajudam a conter o residuo dos DPS's, abaixando a tensão residual no caso de uma descarga muito intensa. Protetores como filtors de linha de qualidade reconhecida por exemplo.

    Aqui nesse canal do Youtube tem vídeos dos esquemas possiveis de instação de DPS's, mas nos exemplos o quadro não tinha DR...

    http://www.youtube.com/user/clampermexico#p/u
     
  3. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    Oi Rau

    obrigado pela resposta... Ficou quase tudo claro. Vamos a mais perguntas sobre suas sugestões...

    Primeiro, o Seupaulo (ele me respondeu por email - pode postar aqui tb, se quiser, amigo!), acha que é TN-S (vindo de um TN-C-S global) tb... Não acho que seja TT, porque é um predio com 180 unidades... Seria complicado fazer um TT para cada unidade, nao?

    Sobre o disjuntor da coifa, no manual eles falam literalmente "É importante que o disjuntor correspondente à tomada em que será ligada a coifa tenha capacidade para suportar uma carga máxima de 10 A". A curva eu é que, de enxerido, supus, uma vez que li que cargas resistivas (como chuveiros) pedem curva B e cargas indutivas (como motores - a coifa é um motor, ne?) pedem curva C... Mas o Seupaulo me disse que provavelmente é curva B... Qual seria?

    Agora, sobre a ligação dos DPS...

    Eu achei seu primeiro esquema mais facil de entender (e de explicar pro eletricista da obra, hehe). Então ficaria F1-T, F2-T e N-T? Isso teria o mesmo efeito de ligar os DPS entre fase-neutro, só que sem disparar o DR? Desculpa, é que meu conhecimento da área se resume a ler MUITOS manuais tecnicos (como o que tem no site da Pial ou da Siemens, nao me lembro bem).

    Só nao entendi bem as ligações da parte de cima...

    As fases (fio preto) eu ligo ao terceiro quarto parafuso de cima do DR, junto com o que já está ligado? Quero dizer, colocar mais um fio alem do que já tem em cada um dos slots (3o e 4o) e ir até cada DPS?

    E o neutro (fio azul)? Eu faria a mesma coisa, com um fio ligando do PRIMEIRO parafuso/slot do DR até o DPS do neutro? Se não for isso, daonde viria esse fio de neutro?

    Em baixo seria só colocar um pente diferente de tres modulos e liga-lo até o barramento de terra (fio verde), nao?

    Desculpa por nao colocar uma foto do quadro inteiro. Eu até tenho uma foto assim no meu celular com que tirei a foto, mas o cabo ficou no meu trabalho...

    Sobre o DR, me explique melhor porque você acha que o DR está ligado de forma errada...

    Eu ainda nao moro aí, eu ACHO que quando me entregaram o apto o mestre de obras testou na minha frente, mas posso testa-lo de novo. Como deveria fazer esse teste? Ligo o disjuntor geral (preciso ligar algum dos outros normais?), ligo o DR, aperto o botão de teste. O que deve acontecer se estiver certo? O DR deve desligar?

    Eu posso testar isso na segunda-feira...

    Se não tiver nada errado, só o que você já indicou resolveria o meu problema?

    Se estiver errado, como devo proceder e falar pro eletricista?

    Obrigadão!

    Augusto
     
  4. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    Poderiam ter feito uma malha TT com várias hastes com um fio partindo pra um barramento que seria dividido para todas unidades, mas duvido que tenha feito assim.

    Sobre o disjuntor da coifa, creio que possa sim ser curva B, afinal creio que não há nenhum componente interno que gerará um pico de corrente elevado que justifique curva C. Disjuntor é barato, põe Curva B, se der problema, troque, mas duvido que dê.

    A primeira forma de ligar os DPS's é prevista pela norma quando no quadro geral chega Fase(s) neutro e terra (separados), como acontece no seu caso. Pode ligar sem problema dessa forma, o efeito é o mesmo no que diz respeito à proteção contra picos de tensão, surtos.

    Sim, a ligação seria feita junto com os fios existentes, no mesmo Borne que tão ligada as fases, pode se usar terminais para isso.

    Sim, no mesmo parafuso que tá ligado o neutro, você vai ligar um fio indo até o DPS.

    Não, embaixo liga um pente monofásico, igual pros três DPS e um fio saindo direto pro barramento de terra, ou na falta do barramento monofasico, você pode ligar três fios, um em cada DPS indo pro barramento ou ainda poderia fazer uma ponte com fios de um DPS ao outro e ligar em um deles um fio indo ao barramento de terra. Eu prefiro usar barramento tipo pente e um fio ligado em um dos DPS's indo pro barramento terra. Fica tudo melhor organizado.

    O DR eu acredito estar ligado de forma errada, pq geralmente, na maioria dos modelos, pelo menos uma fase deve passar próxima do neutro, que é onde fica a bobina de teste do DR. Se não passar uma fase por essa bobina, o botão de teste do DR não atua. Mas pode ser que essa marca aí o esquema seja diferente. Na frente do DR tem um esqueminha ensinando a ligação.

    Pra testar o DR, liga o disjuntor geral e aperta o botão "T" na frente, o DR deve desligar no mesmo instante. Se não desligar, deve se deslocar ao menos uma fase no parafuso vago, perto do neutro. O problema que vc teria é que mudaria a posição do barramente de fase... De qualquer forma isso não interfere no desempenho do produto, apenas o botão de teste não servirá de nada. É recomendado testar o DR uma vez a cada 6 meses no minimo, já que como todo dispositivo eletro-eletronico, não está imune a dar defeito.

    Por enquanto é só.
     
  5. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    Rau

    eu olhei o esquema, no Manual do Eletricista da Schneider (que fabrica esses disjuntores), e você estava certo, parece que tem de ter uma fase no borne logo ao lado do neutro para funcionar o teste...

    Olhe aqui, na pagina 79-80

    Guia do Eletricista

    só não entendi porque eles colocaram um disjuntor monopolar na entrada do neutro... Isso é necessario?

    Como é que se muda o pente/barramento de fase sem bagunçar tudo? É só soltar o pente e mover ele uma casa para a esquerda? As fases para cada circuito vão se inverter assim, mas não tem problema? o contato do pente que ficar na ultima casa do DR que nao vai ser utilizada nao atrapalha em nada, ne?

    Augusto

    ---------- Mensagem adicionada às 22:53 ---------- Mensagem anterior foi às 22:49 ----------

    só para deixar mais claro, o esquema está nas paginas 3/20 e 3/21 (a numeração nas paginas está separada pelos capitulos)... Para ver pagina 79 e 80, é só olhar no contador abaixo da pagina

    ignore o resto do esquema, parece ser de duas fases de 110 (F-N 110V), em que se liga os chuveiros em F-F para dar 220V, e por isso tem pequenos DRs para cada chuveiro, etc...

    O que me interessou é o começo do esquema, que parece ser EXATAMENTE o que você explicou na primeira opção que você me deu... conectar o neutro em cima do primeiro DPS, as duas fases no segundo e terceiro, e os tres saindo pro barramento de terra.

    E aí, o que diz?
     
  6. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    Disjuntor no neutro?? Cara, tira isso imediatamente se não quiser ter seus equipamentos queimando caso esse neutro seja seccionado. Se houver um seccionamento do neutro a corrente que era para circuilar pelo neutro circulará pelas fases ativa e ao mesmo tempo que a tensão cair numa fase, vai subir na outra menos carregada e aí já viu a *****! E DPS não protege contra perda de neutro. <<<< Cara, to com sono danado, e achei que tinham colocado o disjuntor no neutro aí do apartamento... Agora que abri o esquema lá do link e vi aquele disjuntor monopolar na entrada antes do DR. É um grande erro aquilo ali! Não entendi uma empresa desse nome cometer um erro básico desse num de seus textos. Quem desenhou esse esquema tá equivocado. Tá claro em nossa norma que é proibido seccionar o neutro a não ser que as fases sejam seccionadas juntamente, num disjuntor que seccione todas as linhas simultaneamente, o que não é comum de se encontrar no nosso mercado, mas existe disjuntor tetrapolar por exemplo, falo de disjuntor mesmo e não DR.



    Você pode mover o pente uma casa à esquerda, não tem problema um "dente" do pente ficar num borne vazio, só tem problema se ligasse uma terceira fase aí, aí ia dar curto, mas claro que teria que ser muito "zé" pra fazer isso sem antes trocar o pente por um trifásico.

    Sim, é o método mais fácil de se fazer a ligação dos DPS's aí. Não cheguei abrir o esquema citado por você, mas pela explicação sua, é isso aí mesmo.
     
  7. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    Vai dormir, amigo! hehe

    achei estranho mesmo o esquema da Schneider...

    tendo em mente o esquema do DR

    N 1 3 5
    | | | |
    N 2 4 6

    Entao, vou fazer assim

    1) atualmente o Neutro está ligado no N e as fases estão entrando no 3 e 5, e saindo no 4 e 6.

    2) vou pegar a fase ligada entre 5-6 e passar para 1-2; manter a fase entre 3-4; deixar vazio os bornes 5-6

    3) Soltar o pente inferior e mover uma casa para esquerda. Vai ficar sobrando só uma casa no pente lá à direita, depois dos disjuntores, em vez de dois

    4) instalar o disjuntor da coifa (10A, curva B) justamente nessa casa à direita que sobrou.

    5) colocar os tres DPS no trilho, na ordem N F1 F2

    6) ligar um pente monopolar na saída dos três DPS, e ligar esse pente no barramento de TERRA

    7) ligar o primeiro DPS na entrada do Neutro do DR

    8) ligar o segundo DPS na entrada da fase 1 (borne 1) do DR

    9) ligaro terceiro DPS na entrada da fase 2 (borne 3) do DR

    pronto!

    acho que é isso, nao é?

    os DPS nesse ponto serão de 45KA. Se eu conseguir depois autorização para colocar DPS na entrada de energia, junto do relogio da CEB do meu apto (fica tudo no terreo do predio, acho, nao sei mesmo), eu junto uma grana e coloco de 60... Nao vou me esquecer de usar filtro de linha com proteção (varistor, pelo menos) junto às tomadas dos equipamentos que quero proteger (em especial computador e conjunto de equipos do HT). Vou ver se vejo com a Clamper que proteção colocar na antena (antena aerea e da NET) e no telefone - em cada andar/prumada tem um quadro onde se tem acesso a essas conexões, a uns 2-3m de fio do meu apto no maximo, aí talvez seria o local para colocar isso, ne?

    Pronto

    acho...
     
  8. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    só mais uma ultima coisa

    os cabos para essas ligações que vc me desenhou você sugere 6mm2 ou "pelo menos" 6mm2?

    como comprarei só um metro de cada cor (preto, azul e verde) para essa instalação, se precisar compro de maior calibre...
     
  9. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    1) Correto
    2) Correto
    3) Correto
    4) Correto
    5) Correto
    6) Correto
    7) Correto
    8)Correto
    9)Correto

    Eu sugeri os DPS's de 45kA de acordo com a orientação que existe de que um prédio com para-raios e a proteção será usada como proteção primária e a área é urbana, deve ser escolhido DPS pelo menos de 45kA.

    A NET é complicado porque o cabo da NET tem sua malha externa aterrada e nem sempre é equipotencializado com a malha de aterramento local da rede e isso pode gerar problemas de queimas, mesmo com DPS. Mas ao ligar o cabo da NET no DPS pra esse tipo de proteção e liga-lo numa tomada aterrada, automaticamente o cabo da NET passará a fazer parte da malha local, mas num ponto não tão ideal. O ponto ideal é no barramento de equipotencialização embaixo do prédio por ter um barramento parrudo e cabos grossos... Um DPS pra NET nesse quadro de distribuição seria bom, mas tem que ver se passa aterramento nele. Aì nesse ponto você ligaria uma centelhador, que é um tipo de DPS usado nesses tipos de conexões, o fio terra tem que ser ligado ao corpo do centelhador. Na impossibilidade, adote o DPS dentro do apartamento mesmo. Talvez a NET já tenha adotado DPS na entrada principal tb, tem q ver...

    O mínimo ideal é 6mm2, não vou indicar pra comprar 10mm2 pq vai ficar dificil ligar os dois fios no mesmo borne do DR junto com o outro cabo de 10mm2 que já tá lá. Ah, compre "fio" flexível ao invés de sólido, "rígido".

    ATUALIZAÇÃO:

    Vou dar uma indicação pra você, mas que no seu quadro vai ficar dificil. Quanto mais perto dos fios de entrada o DPS em si ficar, menor a tensão residual conseguida durante uma descarga. Aí no seu caso suponho que dê uns 20cm de fio até a entrada do DR, o que ainda está dentro do limite de 50cm aceitos, mas que devem ser evitados ao máximo. Enfim, como seu quadro já tá montado, fica dificil desfazer tudo, mas o DPS poderia estar no local onde agora está o disjuntor geral, daí a fases e neutro chegariam direto no DPS e do mesmo lado seria derivado os fio de 10mm2 ao disjuntor geral e daí segue tudo da mesma forma. Assim é o jeito mais ideal de instalar um DPS.

    O que se pode fazer também é trançar os fios fase e neutro que vão do DPS ao DR. Tem estudo que mostram que essa prática tende a diminuir a impedância que existe ao pico de de natureza de alta frequência nesse pequeno trecho de fio.

    De qualquer forma, não se preocupe, se for ficar dificil demais de mexer e orientar o eletricista que for fazer isso, faça como te orientei antes.
     
  10. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    Que bom que está tudo correto...

    sobre essa sua atualização...

    Se não for pedir muito, será que dava para desenhar no paint essa sugestão (usando a foto onde aparece o disjuntor geral (joga os DPS em cima dos caboes pretos à esquerda mesmo, eu vou entender)?

    E sobre a sugestão de trançar os fios, se você puder explicar melhor, caso eu fique com sua sugestão láá inicial, eu posso pedir pro eletricista pelo menos trançar os fios...

    Fio 6mm2 flexivel, ok.
     
  11. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    Vou desenhar, mas sim, joga os caboes pretos e azul em cima dos três DPS's, um em cada DPS, lógico. Do mesmo lado que for preso os cabões teria que dar um jeito de entrar mais três cabões, 1 azul (neutro) e 2 pretos (fases) e levar o azul até o "N" do DPS e os pretos até o disjuntor geral, e do disjuntor geral ao DR, como tá hj.

    Trançar os fios é pegar os três pedaços e trançar, torcer uns nos outros, fazendo uma trança, e prender com uma abraçadeiras dessas plasticas pra trançar não desfazer.

    ATUALIZAÇÃO

    Tá aí o esquema o mais ideal possível, inclusive modifiquei uma coisa, o DPS fica após o disjuntor geral, é melhor assim, caso o DPS entre em curto pleno (fim da vida util), o disjuntor geral vai ajudar a proteger contra sobrecarga (apesar de dentro do DPS existir um fusível térmico, o que se se ficar melhor ai por qualquer motivo, o DPS pode ficar antes do disjuntor geral tb...):

    [​IMG]
     
  12. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    interessante

    até o disjuntor geral são os cabões já existentes... do disjuntor geral para o DPS, posso usar os caboes que estao agora entre o geral e o DR, ne (o neutro é o que já vem do subsolo)? e do DPS para o DR, coloco que calibre? 10mm2 rigido? Iguais a esses cabos grossões?

    Acho que fora isso, está tudo bem claro...
     
  13. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    Sim, pode usar esses cabões e o neutro vem junto com as fases do subterraneo e o terra. Do DPS pro DR nesse caso precisa ser 10mm2 tb. Pode ser rigido, se preferir.

    Corrigindo o que eu disse antes, a trançagem dos cabos que vão ao DPS não diminui a impedância, mas sim diminui a indutância. Indutância é basicamente a capacidade do próprio fio induzir tensão devido suas características fio-elétricas.
     
  14. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    OK

    se der, eu vou preferir esse seu ultimo esquema (mesmo que o eletricista chie um pouquinho)... acredito que nao seja tao dificil de mudar, é só arrastar no trilho do DR para lá pra direita e abrir espaço pros tres DPS...

    Os fios já estão com um tamanho bom, e só precisaria mesmo de um pouquinho de fio 10mm2 preto e azul e 6mm2 do verde (certo? ou vc acha que nesses 5 cm ou um pouco mais entre o DPS e o barramento de terra preciso de um calibrão?)
     
  15. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    Se puder por 10mm2, ponha, se não, no mínimo 6mm2.
     
  16. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    Consegui um dos manuais da Clamper e percebi um pequeno probleminha

    lá ele diz que os bornes do DPS são para fios "de até 10mm2".

    O problema é que no nosso esquema ideal (o ultimo desenhado) na entrada de cada DPS seriam DOIS cabos dessa espessura (os cabos mais grossos da foto são 10mm2 e os outros sao 6mm2, nao?) - um chegando das fases do disjuntor geral (ou do neutro do subsolo) e outro indo para o DR alguns centimetros à frente.

    Devo sair para comprar os DPS e um pouco de cabo (coisa de um metro de cada cor) amanhã na hora do almoço... O que você me diz, colega, desse problema?

    ---------- Mensagem adicionada às 12:49 ---------- Mensagem anterior foi às 12:42 ----------

    Talvez a solução para isso seja isso que você chama de "terminal" para os bornes em questão

    você poderia me apontar para algum site que mostre esse produto, para eu saber o que pedir e comprar?
     
  17. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    Cara, o borne pega cabos maiores, se não me engano até 25mm2, mas recomendo usar terminal de qualquer forma. O nome do terminal se chama, terminal agulha pra cabo 10mm2:

    [​IMG]

    Lá na Camilo, na 309 Sul, creio que tenha, já compra junto com os DPS's. Inclusive eles vendem os barramentos tb, do tamanho que vc quiser.

    ATUALIZAÇÃO:

    Deixa eu fazer uma atualização com relação ao DPS.

    Em prédios que existem para-raios e esteja numa área urbana, a recomendação é que se a proteção for primária, o DPS seja de 60kA e não 45kA, recomendação da própria Clamper na embalagem do produto.

    Eu pessoalmente creio que 45kA seja um valor consideravelmente alto para um quadro elétrico interno residencial. Creio que essa recomendação de utilizar 60kA apenas serve para uso num quadro elétrico na entrada elétrica geral do prédio. Dificilmente uma descarga de 45kA passará por dentro de um quadro interno. Além disso, é muito comum em instalações novas, logo após o transformador, a CIA colocar DPS's, o que deveríamos considerar como proteção primária.
     
  18. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    Olá rau e demais colegas

    fiz hoje a instalação conforme o seu ultimo esquema...

    vamos às fotos...

    Primeiro, como era o quadro como um todo:
    [​IMG]

    Agora o quadro novo, com os três DPS de F-T, F-T e N-T, entre o disjuntor geral e o DR, e um disjuntor de 10A lá no extremo direito para um novo circuito (coifa).
    [​IMG]

    no detalhe
    [​IMG]

    notem uns detalhes

    1) usei quase toda a fiação original. A única fiação nova é entre os DPS e o DR, que ficou de 10mm2 (e não 16mm2 como os da entrada, senão não dava para fazer essas derivações, etc). Do DPS para o barramento de terra, coloquei um pente monopolar e um fio de 10mm2 indo para o barramento.

    2) modifiquei as fases no DR. Realmente, o teste não estava funcionando. Passando as fases para os bornes mais perto do neutro, como orientado pelo Rau, resolveu isso.

    3) como ficaria complicado colocar um fiozão de 16mm2 entrando e um de 10mm2 saindo da parte de cima do DPS (que normalmente só comporta um de 10 a 16mm2), tive de colocar esses terminais maiores em cima. Foram meio carinhos (muito mais que simples terminais agulha), mas ficaram bem legais nesse lugar. Notem que eu nao usei terminais agulha nem aí nem nas ligações novas... Seria uma boa ideia?

    4) troquei de lugar dois disjuntores (4 e 5) para equilibrar mais as duas fases, pois uma fase estava quase todas as tomadas e luzes mais usadas da casa (incluindo as do HT) e o chuveiro da suite (que será mais usado), e a outra só tinham tomadas pouco utilizadas ou nao utilizadas e o chuveiro de visita... Coloquei as tomadas do quarto nessa outra fase subutilizada... Isso deve ser uma boa ideia.

    Acho que é isso.

    Pronto, rau, você pode usar essa imagem como exemplo de ligação ideal de DPS com DR...

    Obrigadão!

    Augusto
     
  19. _rau_

    _rau_ Usuário

    Desde:
    31 Jul 2008
    Mensagens:
    400
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasilia
    1) Muito bom! A fiação de 10mm2 não tem problema, o geral tá limitando em 50A, justamente fio 10mm2 suporta em média 50A. Pra mim os principais tb eram de 10mm2, na foto não dava pra ter uma boa idéia...

    2) Ótimo!

    3) Onde você encontrou esses conectores, uma vez procurei deles e não encontrei. Desculpe a indiscrição, mas quanto custou? Eu não indiquei desses conectores pq nunca encontrei... os caras sempre diziam que ou não conhecia ou tava em falta...

    4)Sim, é bom equilibrar as cargas entre as fazes da melhor forma que der. O ideal era ter três fazes aí, ai a distribuição seria melhor e o neutro ficaria menos carregado. Uma rede trifásica equilibrada reduz a corrente no neutro, entretanto só quando as cargas são 100% resistivas, as cargas não lineares geralmente têm a corrente somada no neutro. Mas enfim, seu neutro é 16mm2, está muito bem dimensionado!

    Ok, já guardei as imagens! Valeu!

    Atualização:

    Ah, sobre a pergunte que vc fez, se deve utilizar terminal junto com o conector, digo que apenas se o condutor for flexivel e o parafuso de aperto do conector for o unico contato com o fio. Se o contato for feito atraves de uma chapinha metalica, não precisa.
     
  20. aornellas

    aornellas Usuário

    Desde:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    560
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Brasília-DF
    3) Eu encontrei em uma das eletricas da 109 sul... agora eu nao me lembro bem, pois saí entrando de loja em loja até alguem me dar a luz! Mas certamente é do lado da 109, não da 110.... O cara chamou de "terminal para 25mm2" ou "conector para 25mm2" ou coisa parecida... O produto era novo na loja e nao estava no sistema ainda, então ele se embananou com o preço. Perguntou pro outro e o cara parece que chutou um preço. Achei super salgado - 16 reais cada (isso mesmo!)... Mas como estava com pressa e a solução era PERFEITA para o meu caso, paguei. Eu devo passar por lá esses dias de novo (não paro de ir lá, parece obsessão, hehe) e aí pego o nome da loja direito.

    sobre as conexões sem terminal agulha, na maioria dos casos (nos bornes dos disjuntores) é uma plaquinha segurando, não é só parafuso... Mas talvez seria uma boa ideia colocar um terminal agulha no fio que entra no barramento de terra, que está preso só pelo parafuso nele...

    P.S. Você sabe de algum lugar que venda meio que clandestino um sozinho plugue macho NEMA 5/15 (padrão americano) para montar aqui em Brasilia não? Não preciso de nota, nem nada... Eu preciso montar um cabo de força simples, mas para passar em um conduite, e só acho cabo já montado super ruim (3x0,75mm2), com plugue americano mesmo, mas não desmontavel... Como é que essas lojas continuam a fazer essas extensões, mas não podem nos vender por debaixo dos panos um pluguezinho simples? Eu queria colocar um cabo de melhor qualidade (cabo PP, 3x1,5mm2, Prysmian ou equivalente), para poder ligar a minha TV a um futuro condicionador, etc, a 3m de distancia (meu rack nao ficará abaixo da TV, mas ao lado, por falta de espaço)

    --ATUALIZAÇÃO--

    pelo comprovantezinho do Visa, eu acho que o nome da loja na 109 sul é "ELETRICA 109". Fica mais no meio pro final da 109 (mais pra perto do Beirute)... É uma loja que logo atras do balcao tem pilhas e pilhas de cabos (principalmente Prysmian de 2,5 e 6mm2)... O conectorzinho fica num armario à direita da pilha de cabos, atras do balcão.
     

Compartilhar esta Página