Saudade do 60 minutos de música contemporânea da Rádio JB-AM no Rio...

Discussão em 'Música e Shows' iniciada por Gangster of Love, 12 Jul 2005.

  1. Gangster of Love

    Gangster of Love A Amazônia é nossa!

    Desde:
    7 Jun 2005
    Mensagens:
    614
    Obrigados:
    1
    Troféus:
    0
    Localização:
    Rio de Janeiro/RJ/Brasil
    Será que ninguém percebe que há público para apenas uma horinha diária, tocando o velho e bom rock&roll ? Pensar que foi nesse programa que eu tomei contato com Caravan, Up, Can, PFM, Bad Company, Wishbone Ash, Curved Air, Soft Machine, Hawkwind e por aí vai. Quanta saudade!!!

    Saudações,

    GOL
     
  2. Angelo Lopes

    Angelo Lopes Jazz, Blues...

    Desde:
    1 Mar 2005
    Mensagens:
    1.041
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Ilha Solteira/SP/Brasil
    Você me fez lembrar o Big Boy da Rádio Mundial (Hello, Belows, Here's Big Boy, crazy again...), sintonizava-se em 850, se não me falha a memória após quase 40 anos passados. Eu, garotão de 12 anos, nas noites em Mato Grosso, quase sertão brabo, com um Transglobe da Philco do tamanho de uma mala, grudado aos ouvidos, ouvindo altos rock's recheados de chiados, estalidos e crepitares... Putz, que saudade...
    Angelo (y)
     
  3. adrianofps@hotmail.c

    adrianofps@hotmail.c ADRIANO VINIL

    Desde:
    1 Jul 2005
    Mensagens:
    75
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    BELO HORIZONTE
    SALVE BIG BOY, O REI DOS DJs :rever1: :rever1: :rever1:
     
  4. Gangster of Love

    Gangster of Love A Amazônia é nossa!

    Desde:
    7 Jun 2005
    Mensagens:
    614
    Obrigados:
    1
    Troféus:
    0
    Localização:
    Rio de Janeiro/RJ/Brasil
    Ou então " Hello crazy people, Big Boy rides again ". Não era assim?

    Saudações,

    GOL
     
  5. Angelo Lopes

    Angelo Lopes Jazz, Blues...

    Desde:
    1 Mar 2005
    Mensagens:
    1.041
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Ilha Solteira/SP/Brasil
    Pois é...era isso e assim mesmo. Coisa de louco...
    Acho que lá se vão bem uns 32/35 anos.
    Cacetada, este cara realmente merece ser homenageado como o eterno rei dos DJ´s, na minha opinião. Sacudiu o Brasil roqueiro.
    Cara, que saudade daquela época e que malabarismo eu tinha que fazer para conseguir comprar pilhas "das grandes" para o Transglobe. Eu ouvia a todo o volume, não me importando se tinha estalos por descargas atmosféricas, se a sintonia ia e voltava, com ou sem chiados, matava até aula...
    Uma pindúuuura desgraçada...E como as pilhas custavam caro...E como aquela caixa de abelha consumia...E como eu delirava e nem tinha vontade de ir dormir depois. Era a época dos 90 milhões em ação, prá frente Brasil...Tricampeão Mundial. Ditadura braba...Dom & Ravel e (quase) todo mundo com o Mobral "Você também é responsável, então me ensine a escrever..." E eu mandando bala no rock, hehehe...
    Acho que é por essas e outras que posso me assumir como melômano convicto. Um dia fuçando este rádio de meu pai descobrí a Rádio Mundial. Simplesmente confisquei o rádio. E daí endoidei de vez no Rock'n Roll, bateu na veia...

    E o "gordinho" morreu...Nem me recordo como, se alguém souber...

    Cara, que saudades...Vale o lugar-comum: Recordar é viver!

    Desculpem o embalo neste tópico, mas..quem mais conheceu o inesquecível :rever1: Big Boy :rever1: aquí do HTForum?

    Angelo
     
  6. washingtonimw

    washingtonimw Usuário

    Desde:
    21 Jan 2008
    Mensagens:
    3
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Rio de Janeiro
    Eu estou estreando hoje no Fórum - sou jornalista e assessor de imprensa - e agradeço o carinho de todos, e parabenizo os mantenedores.
    O companheiro aí do Fórum, eu fiz uma reportagem para a Manchete em 1987 sobre os 20 anos do Sgt. Pepper´s e conversei com a viúva dele, na casa em que eles viveram no Jardim Botânico. E sobre a pergunta sobre a morte do apresentador Big Boy eu respondo:
    Ele, em 1977, dividia o seu tempo entre a TV Globo, Jornal Hoje, Rádio Mundial 860, Eldo Pop FM e uma emissora FM em SP, se não me engano, a Jovem Pan. Numa noite, em que ele estava lá hospedado num hotel, asmático em último grau, teve uma crise asmática fatal e morreu no próprio apartamento, sem chances de ser medicado e salvo.
    Ele usava aquela bombinha e isso já vinha prejudicando muitissimo seu estado frágil de saúde. Morreu com 30 e poucos anos, deixando viúva, mãe e dois filhos de 2 e 4 anos. E uma legião enorme de fans em todo o Brasil. Os dois filhos dele há alguns anos produziram um curta metragem com imagens dele e depoimentos de produtores e radialistas que o conheceram. Espero ter sido útil. Foi o maior de todos. Um mestre. O Jimi Hendrix das rádios brasileiras.

     
    Miro Teixeira agradeceu.
  7. ag-silva

    ag-silva Vivendo e Aprendendo

    Desde:
    31 Mai 2007
    Mensagens:
    3.761
    Obrigados:
    11
    Troféus:
    38
    Localização:
    Rio de Janeiro
    Caraca :eek:loko: pensei que só eu lembrava disso :LOL: bons tempos aqueles que dava para ouvir música contemporânea ( lançamentos e grandes novidades da época ) no radio (y) em compensação um programa desses com a música que temos hoje..... :choro:
     
  8. SILVERLEMON

    SILVERLEMON Rock & Blues - Paz & Amor

    Desde:
    13 Set 2005
    Mensagens:
    579
    Obrigados:
    14
    Troféus:
    18
    Localização:
    Teresopolis/RJ/Brasil
    Caraca... este tópico foi aberto pelo "Gangster" em julho de 2005 (eu ainda não estava por aqui... no Forum!), e foi revitalizado a poucos dias pelo Washingtonimw, legal(y)
    Gostaria de dizer que também tive uma formação rockeira ouvindo os "60 minutos da JB AM" que rolava de 2ª a 6ª no horário de 15 às 16 horas se não me engano, e eu tinha um "radinho de pilha" da Sharp (alguem lembra?) Ouvia no trabalho e através desse programa fiquei conhecendo muita gente boa no Rock, eles tocavam o LP inteiro, lembro de ter ouvido em primeira mão o lançamento do novo LP do Jeff Beck "Blow By Blow". Fiquei alucinado e saí logo a procura para comprá-lo. Bons Tempos. Rádio hoje é piada, aqui no Rio então nenhuma merece registro.:-/
     
  9. washingtonimw

    washingtonimw Usuário

    Desde:
    21 Jan 2008
    Mensagens:
    3
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Rio de Janeiro
    Silverlemon,

    Você lembrou bem, e aqueles eram os ano 70.
    Na Rádio Mundial, 860,o comandante supremo era a Big Boy, Newton Alvarenga Duarte, que chegou a ter quatro programas no ar:A Mundial é Show Musical, programa de variedades musicais de 2a a 6a feira, sempre às 18 horas com patrocínio da Quinta Avenida,uma loja de roupa masculina super classuda, e que ficava na esquina da Rua 7 de Setembro com Av. Rio Branco, no Centro do Rio. No lugar hoje fica a H. Stern.

    Outro programa dele, era o Cavern Club, Beatles Somente Beatles, aos sábados, às 18 horas. Duas curiosidades sobre esse programa, uma, o Big Boy em 1966 esteve em Londres - conheceu pessoalmente Paul McCartney - e trouxe de lá um contrato verbal, não oficial, e passou a receber em primeira mão todos os discos dos Beatles, a começar, lógico por Sgt Pepper´s. No dia 1o. de junho ele levou ao ar o disco em primeira mão, e os ouvintes foram para a portaria da rádio em prantos comemorar tal lançamento. Ali começava a lenda do Big Boy, com aquele furo internacional de reportagem.

    A outra curiosidade é que, quando em vez o Big Boy ou viajava ou ficava de cama por sofrer de asma furiosa, e aí quem o substituía era o Pedrinho Nitroglicerina que arrancava um timbre de voz parecido com o dele, o Pedrinho viria a falecer nos anos 80.

    O terceiro progama do Big Boy na Rádio Mundial era o Ritmos de Boate, sempre depois da meia noite, e com patrocínio de um motel recém inaugurado em São Conrado, chamado Vip´s Motel. A locução dele nessa hora era mais light e as músicas - todas inéditas - eram mais comerciais, porém de altíssima qualidade. Pra você ter uma idéia ele tocou em primeira mão Top Top com Yoko em solo de Eric Clapton, aliás a única música dela que era executável em rádio, e Gimmie Shelter, com Barbara Streisand, imagina Barbra Streisand cantando Rolling Stones em 1971, demais...

    E quando a JB lançou o 60 Minutos de Música Contemporânea, o Big Boy infelizmente levou ao ar para concorrer possivelmente, um programa nos mesmos moldes e no mesmo horário. Não vingou. A JB era muito forte com aquele programa que se tornaria um marco na voz do Sérgio Chapelin.

    No final de cada ano, Big Boy apresentava as 50 músicas e LPs mais vendidos segundo a Billboard num programa de fim-de -ano. Ele tinha todos os discos e do mundo inteiro, eu estive na casa dele - já falecido - e vi paredes com toneladas de Lps e rolos de fitas de material que ele recebia em primeira mão das principais gravadoras internacionais.

    Mozart não deixou herdeiro musical. Hendrix, também não, e Big Boy foi único no seu ramo...

    Washingtonmw
    Janeiro de 2008
     
    Miro Teixeira agradeceu.
  10. Rodrigues

    Rodrigues Turn On, Tune Up, Rock Out!

    Desde:
    20 Jan 2006
    Mensagens:
    15.514
    Obrigados:
    715
    Troféus:
    83
    Localização:
    Rio de Janeiro
    Sérgio Chapelin era o locutor daquele programa? :eek:loko:
    Caraca, disto eu não lembro... mas lembro do som do ELP na abertura :rever1:
     
  11. cabasafado

    cabasafado Usuário

    Desde:
    25 Mai 2009
    Mensagens:
    3
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    Aracaju/SE/Brasil
    Ha algum tempo tentei, por e-mail pelo site da Radio JB obter (sem sucesso, pois nao obtive qq resposta) uma programacao qq que fosse de qq dia que rolava naquele programa naqueles tempos, fiquei decepcionado. E hoje lembrei-me outra vez do programa, por ter baixado uma musica apenas, datada de 1976 da banda (naquela epoca nem se usava esse termo se nao me engano "conjunto"), "Bebop de Luxe" que me lembro de tb de ter ouvido essa naquele programa. Eu meus irmaos e alguns amigos moravamos em uma Republica no Rio e ouviamos diariamente as 15Hs aquela programacao. Chegamos a gravar algumas fitas ksete que se perderam no tempo, com um gravador, cassete ligado a um Radio Transglobe Philco tb. Bons tempos.
     
  12. CARIOCA52

    CARIOCA52 Usuário

    Desde:
    14 Mai 2012
    Mensagens:
    1
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    0
    Localização:
    MACEIÓ/AL/BR
    Tentando contribuir com a história. O programa "60 minutos de música contemporânea" ia ao ar das 16:00 h até 17:00 h. Com certeza era na JB FM. No entanto, e se a minha memória não for traiçoeira, quem apresentava era Eliakim Araújo.
     
  13. Claudio Lousada

    Claudio Lousada Usuário

    Desde:
    6 Nov 2009
    Mensagens:
    11
    Obrigados:
    0
    Troféus:
    1
    Localização:
    Rio de Janeiro, R.J., Brasil
    Realmente era o Eliakim Araújo o locutor do programa, mas eu tenho a ligeira impressão que era de 15 às 16hs nos sábados inclusive.
     
  14. Rodrigues

    Rodrigues Turn On, Tune Up, Rock Out!

    Desde:
    20 Jan 2006
    Mensagens:
    15.514
    Obrigados:
    715
    Troféus:
    83
    Localização:
    Rio de Janeiro
    Acho q era JB AM. FM era luxo nessa época :) talvez passasse nas 2, daí a confusão nos horários :idea:

    Abs
     
  15. zeppeliano

    zeppeliano Usuário Ativo

    Desde:
    5 Mai 2003
    Mensagens:
    8.219
    Obrigados:
    5
    Troféus:
    38
    Localização:
    Niterói, RJ
    A abertura era um trecho do Tarkus do ELP, aquela parte por volta dos 12 minutos.
     
  16. NMA

    NMA ANALÓGICO & ANALÓGICO

    Desde:
    8 Ago 2008
    Mensagens:
    3.233
    Obrigados:
    14
    Troféus:
    38
    Localização:
    RIO DE JANEIRO
    Isso mesmo(y)
     
    #16    

Compartilhar esta Página