PDA

Ver Versão Completa : Quando a rede elétrica é atingida por um raio e danifica aparelho eletrico, quem é responsavel?



gcps
12-01-2011, 11:31
Estava havendo trovoada hje, e aí fiquei pensando, se a rede eletrica externa é atingida por um raio, a concessionaria é obrigada a consertar meu aparelho?

trosk
12-01-2011, 13:04
se você conseguir provar que houve uma flutuação da rede que danificou o teu equipamento, a Concessionária vai consertar o teu equipamento....mas creio que você pode esperar sentado lendo alguns bons livro até isso acontecer.
Você terá que provar que o raio caiu de fato na rede da Concessionária e não foi problema interno teu (ou mesmo por exemplo de um problema de cabo de tv ou coisa parecida). Se o raio caiu na tua casa, na minha opinião você deverá arcar com o prejú.

JulioCesar
12-01-2011, 13:33
Responsável , responsável , só ele :

40916

Mas se a descarga elétrica danificar algum aparelho em sua casa , é obrigação da concessionária de energia restituir o prejuízo .

gcps
13-01-2011, 01:28
poderiamos então fazer a seguinte conclusao:
Raio atingiu o sistema eletrico externo- A concessionaria é responsável
Raio atingiu o sistema eletrico interno- O morador arca com o prejuízo

_rau_
13-01-2011, 18:16
Em teoria a CIA Elétrica se responsabiliza pelos danos, o problema é provar que o raio foi o causador do dano!

Não existe meios técnicos pra saber se um raio atingiu a rede elétrica a não ser que haja danos muito sérios na própria rede elétrica da região, ainda assim dificilmente você vai conseguir provar alguma coisa.

E pra começo de história, raios não precisam nem atingir a linha elétrica pra causar danos, raios causam danos de pelo menos três formas:

1 - Potencial Induzido:

Um raio caindo nas proximidades consegue injetar pelo seu forte campo magnético, tensão em excesso na rede. E um raio que entre da forma que for em uma linha elétrica, pode tb induzir energia em outra linha, seja de sinal, como telefone, caso essa esteja proxima dos fios de energia. Se o equipamento foi danificado por uma linha de sinal, TV, Telefone ou qualquer linha de dados, A CIA elétrica não tem culpa alguma e nem a CIA Telefonica vai te ressarcir de nada.

2 - Potencial Transferido:

Tensão transferida do solo pra um condutor aterrado, podendo sua maquina ser intermediario nessa trasferencia de potencial - duas malhas aterradas em pontos distintos, como o neutro da rede é um aterramento em esquema TT.

3 - Potencial Injetado:

Raio descarregado diretamente na fiação.

Caracterizar o que causou e como ocorreu o dano, é muito dificil. Muitas vezes a CIA Elétrica vai dizer que a falha foi do seu equipamento e não na rede dela...

O melhor é se precaver dos danos com o uso de aterramento equipotencializado, de ponto único, instalar DPS's em todas linhas metalicas em diferentes pontos e nos pontos finais de uso. Só essas medidas já ajudam e muito!

amsenna
13-01-2011, 18:33
Recentemente tive vários equipamentos queimados por fluuação de energia durante um dia de chuvas. Reclamei, mostrei as medições e os horários e consideraram procedente a reclamação. Deram 30 dias de prazo para reembolsar.
Só não sei se raios tinham a havercom isso...

gcps
13-01-2011, 20:21
Recentemente tive vários equipamentos queimados por fluuação de energia durante um dia de chuvas. Reclamei, mostrei as medições e os horários e consideraram procedente a reclamação. Deram 30 dias de prazo para reembolsar.
Só não sei se raios tinham a havercom isso...
como faz para medir as flutuacoes?

amsenna
13-01-2011, 20:57
como faz para medir as flutuacoes?

Medi na marra, de tempos em tempos ligava o multímetro, anotava a hora e o valor da tensão.

_rau_
13-01-2011, 23:00
Só que isso aí não tem nada haver com a pergunta do tópico, que é o ressarcimento de danos causados por raios. Oscilações de tensão ocorrem indepedente do clima, mas pode até ser que por algum fator como ventos, fios se tocando, etc, a tensão oscile, mas raios são diferentes, eles causam elevação de tensão de forma instantanea e de duração que nem o melhor multimetro é capaz de captar, na verdade ele poderia se danificar durante a medição, sendo perigoso até pra quem o manuseie. Raios quando causam algum efeito na rede elétrica não dura mais do que alguns microsegundos, os efeitos secundários pode ser uma queda de energia devido atuação de proteções na rede ou dano mesmo, mas a elevação de tensão ocorreu muito antes da queda.

amsenna
13-01-2011, 23:22
Só que isso aí não tem nada haver com a pergunta do tópico, que é o ressarcimento de danos causados por raios. Oscilações de tensão ocorrem indepedente do clima, mas pode até ser que por algum fator como ventos, fios se tocando, etc, a tensão oscile, mas raios são diferentes, eles causam elevação de tensão de forma instantanea e de duração que nem o melhor multimetro é capaz de captar, na verdade ele poderia se danificar durante a medição, sendo perigoso até pra quem o manuseie. Raios quando causam algum efeito na rede elétrica não dura mais do que alguns microsegundos, os efeitos secundários pode ser uma queda de energia devido atuação de proteções na rede ou dano mesmo, mas a elevação de tensão ocorreu muito antes da queda.

Perfeitamente _rau_, tenho bem claro que qualquer multímetro não seria capaz de medir a tensão de um raio.
Sobre não ter nada a haver com o tópico, acredito que diretamente, sim, pode ser que não tenha mesmo. No entanto, vamos por partes...
Se o autor do tópico quer apurar responsabilidades, é bem provável que ele queira ressarcimento por parte da concessionária fornecedora da energia elétrica.
Sendo assim, acredito que este depoimento possa ajudar aos demais colegas de fórum que queiram buscar seus direitos.
Sinceramente, postei acreditando estar contribuindo!

gcps
14-01-2011, 02:59
pessoal, basicamente quero saber como ter ciência se um raio atingiu a rede eletrica interna ou externa, para assim apurar a resposnabilidade...

---------- Mensagem adicionada às 01:59 ---------- Mensagem anterior foi enviada às 01:56 ----------


Em teoria a CIA Elétrica se responsabiliza pelos danos, o problema é provar que o raio foi o causador do dano!

Não existe meios técnicos pra saber se um raio atingiu a rede elétrica a não ser que haja danos muito sérios na própria rede elétrica da região, ainda assim dificilmente você vai conseguir provar alguma coisa.

E pra começo de história, raios não precisam nem atingir a linha elétrica pra causar danos, raios causam danos de pelo menos três formas:

1 - Potencial Induzido:

Um raio caindo nas proximidades consegue injetar pelo seu forte campo magnético, tensão em excesso na rede. E um raio que entre da forma que for em uma linha elétrica, pode tb induzir energia em outra linha, seja de sinal, como telefone, caso essa esteja proxima dos fios de energia. Se o equipamento foi danificado por uma linha de sinal, TV, Telefone ou qualquer linha de dados, A CIA elétrica não tem culpa alguma e nem a CIA Telefonica vai te ressarcir de nada.

2 - Potencial Transferido:

Tensão transferida do solo pra um condutor aterrado, podendo sua maquina ser intermediario nessa trasferencia de potencial - duas malhas aterradas em pontos distintos, como o neutro da rede é um aterramento em esquema TT.

3 - Potencial Injetado:

Raio descarregado diretamente na fiação.

Caracterizar o que causou e como ocorreu o dano, é muito dificil. Muitas vezes a CIA Elétrica vai dizer que a falha foi do seu equipamento e não na rede dela...

O melhor é se precaver dos danos com o uso de aterramento equipotencializado, de ponto único, instalar DPS's em todas linhas metalicas em diferentes pontos e nos pontos finais de uso. Só essas medidas já ajudam e muito!

obrigado pela explicação!

Davide
14-01-2011, 10:05
Em tese a Concessionária é a responsável, embora seja difícil e demorado o caminho de ressarcimento, mesmo sendo fácil provar que o raio não caiu em cima da casa, até porque se isso acontecer de fato as consequências são bem maiores que queima simples de alguns eletro/eletrônicos.

O ideal mesmo é ter seguro residencial para danos elétricos, que custa muito barato em face ao benefício, o que encarece em demasia um seguro residencial são as coberturas contra roubos, os sinistros elétricos em geral não ficam caros e é perfeitamente possível fazer um seguro só com eles.

Abraços

_rau_
14-01-2011, 10:50
Perfeitamente _rau_, tenho bem claro que qualquer multímetro não seria capaz de medir a tensão de um raio.
Sobre não ter nada a haver com o tópico, acredito que diretamente, sim, pode ser que não tenha mesmo. No entanto, vamos por partes...
Se o autor do tópico quer apurar responsabilidades, é bem provável que ele queira ressarcimento por parte da concessionária fornecedora da energia elétrica.
Sendo assim, acredito que este depoimento possa ajudar aos demais colegas de fórum que queiram buscar seus direitos.
Sinceramente, postei acreditando estar contribuindo!

Ok, o que você disse é válido, eu mesmo já fiz isso muito isso para corrigirem um problema constante de tensão baixa na minha região, depois de muito reclamar eles adicionaram um novo transformador e fizeram melhorias na rede, mas como eu disse, é outro assunto...


pessoal, basicamente quero saber como ter ciência se um raio atingiu a rede eletrica interna ou externa, para assim apurar a resposnabilidade...

---------- Mensagem adicionada às 01:59 ---------- Mensagem anterior foi enviada às 01:56 ----------



obrigado pela explicação!


Disponha!


Em tese a Concessionária é a responsável, embora seja difícil e demorado o caminho de ressarcimento, mesmo sendo fácil provar que o raio não caiu em cima da casa, até porque se isso acontecer de fato as consequências são bem maiores que queima simples de alguns eletro/eletrônicos.

O ideal mesmo é ter seguro residencial para danos elétricos, que custa muito barato em face ao benefício, o que encarece em demasia um seguro residencial são as coberturas contra roubos, os sinistros elétricos em geral não ficam caros e é perfeitamente possível fazer um seguro só com eles.

Abraços

Um raio FELIZMENTE, dificilmente atinge em cheio uma casa, é mais fácil ganhar na Mega-Sena! A não ser que vc more no meio do nada e o ponto mais alto seja sua casa. Mas pode acontecer sim e quando acontece o estrago é mesmo muito maior que eletrônicos queimados, a própria estrutura da casa é danificada, abrindo buracos no telhado, destruindo paredes e claro, queimando tudo pela frente. Esse tipo de situação não seria ressarcida por ninguém, nesses casos somente um sistema de para-raios muito bem feito e proteções cascateadas por todas as linhas elétricas e todos aterramento equipotencializados dariam alguma chance.

Seguro é uma boa idéia, mas além disso a adoção de DPS's tb ajuda visto que mais de 90% das descargas que causam algum dano não atingem em cheio as redes elétricas e dependendo da instalação dos DPS's e sistema de aterramento, protege mesmo contra descargas diretas na rede. É melhor se previnir do que esperar alguns dias resolver a papelada do seguro e ficar sem seu equipamento.

Davide
14-01-2011, 11:03
RAU, raio atingindo uma casa em cheio é mais uma figura de linguagem, ou exemplo grosseiro talvez, que uma situação real, mas, pode acontecer de cair nas proximidades e mesmo assim o estrago é grande e o susto é gigantesco.

Aconteceu há cerca de dez anos atrás na casa da minha mãe e no momento do raio eu estava lá ouvindo música num portátil JVC, os demais eletro/eletrônicos estavam desligados porém na tomada.

O raio deve ter caído bem perto pois o estrondo foi muito forte, e simplismente queimou tudo na casa, TV, geladeira, micro-ondas, aparelho de som, instalação e distribuição da net e antena de TV, só pra dar um exemplo. Tinha a caixinha do booster de UHF a poucos metros de mim, presa por 2 buchas na perede perto da TV, ela literalmente voou e se espatifou do outro lado.

Calculo que hoje o prejuízo seria por volta de quinze mil reais (sem contar o som), nada sobreviveu, apenas o JVC que estava ouvindo....hehe...coincidência estranha,

o Itaú vistoriou a casa em menos de 48 horas e pagou TODOS os estragos, completamente, em uma semana estavamos recomprando tudo,

imagina, deixo de fazer seguro todo ano?

abraços

_rau_
14-01-2011, 11:18
Eu não quis com isso dizer que você está errado, vc tá certo, nem precisa atingir a casa em cheio pro dano ser catastrofico, mas blz, talvez você tenha usado como figura de linguagem, só que já vi dois casos em tele-jornais de raios atingindo a casa literalmente em cheio, no teto ou lateral de um muro e o estrago foi feito! Agora coloca lá no Google assim:

raio atinge casa.

Vai ver o tanto de noticias... Esse atingiu aparentemente o lado e não o teto, mas olha o estrago:

http://wp.clicrbs.com.br/erechim/2010/12/04/raio-atinge-casa-em-paulo-bento/

Outro caso:

http://pe360graus.globo.com/noticias/cidades/chuvas/2010/06/05/NWS,514399,4,214,NOTICIAS,766-RAIO-ATINGE-CASA-CAUSA-ESTRAGOS-IGARASSU.aspx

amsenna
14-01-2011, 14:14
Quando morava em um apartamento, vi o raio atingir em cheio o prévio em que eu morava. O estrago foi imenso em todos os eletroeletrônicos que estavam na tomada de todo o condomínio. Quando cheguei em meu ap só não queimou um ar condicionado e uma geladeira. De resto foi tudo, até interfone e telefone. Tinha um transformador 220 X 110, que ficava em um aparador de vidro na entrada da casa que foi parar muito distante, na cozinha. No lugar onde ele estava, o vidro derreteu. Toda a tubulação de telefone e interfone derreteu. Ficou impossível passar qualquer outro fio. O prédio era novo e tinha sistema de para raio tipo gaiola de Faraday (e que provavelmente deve ter sido mal feito).
Assutador!

_rau_
14-01-2011, 14:29
Se não houve danos estruturais no prédio, provavelmente quem salvou foi o para-raios que foi feito pra proteger as pessoas e a estrutura e não eletro/eletrônicos. Os eletro-eletrônicos precisam estar com todas suas linhas protegidas por DPS's em cascata e o sistema de aterramento deve estar equipotencializado.

amsenna
14-01-2011, 21:13
Se não houve danos estruturais no prédio, provavelmente quem salvou foi o para-raios que foi feito pra proteger as pessoas e a estrutura e não eletro/eletrônicos. Os eletro-eletrônicos precisam estar com todas suas linhas protegidas por DPS's em cascata e o sistema de aterramento deve estar equipotencializado.
A não ser as tubulações derretidas, realmente não houve outros danos às estruturas.
Quanto aos danos, ainda bem.... antes os eletrônicos que a gente, he he!
_rau_, você é engenheiro eletricista?

_rau_
14-01-2011, 21:34
Não, sou um auto-ditada da área, digamos assim...

CAEDU
16-01-2011, 01:11
Estava havendo trovoada hje, e aí fiquei pensando, se a rede eletrica externa é atingida por um raio, a concessionaria é obrigada a consertar meu aparelho?

Olha a responsabilidade da Concessionária de energia é objetiva e independe do motivo que ocasionou a queima ( caso fortuito ou motivo de força maior ) desde q o mesmo não tenha acontecido nos limites de sua propriedade particular, em outras palavras, se o raio cair nas instalações da rua e vc sofreu uma sobrecarga por conta disso, ela deve pagar todo prejuízo q vc teve, caso o raio tenha caído em uma instalação dentro de sua casa quem arca com o prejuízo é vc.
Abços :legal:

NetoRJ
21-01-2011, 13:33
Olha a responsabilidade da Concessionária de energia é objetiva e independe do motivo que ocasionou a queima ( caso fortuito ou motivo de força maior ) desde q o mesmo não tenha acontecido nos limites de sua propriedade particular, em outras palavras, se o raio cair nas instalações da rua e vc sofreu uma sobrecarga por conta disso, ela deve pagar todo prejuízo q vc teve, caso o raio tenha caído em uma instalação dentro de sua casa quem arca com o prejuízo é vc.
Abços :legal:



Hmm, então, por exemplo, caiu um raio em minha casa, e por conta disso a casa do meu viznho tb foi danificada (parte elétrica), a culpa é minha?

trosk
21-01-2011, 15:01
Hmm, então, por exemplo, caiu um raio em minha casa, e por conta disso a casa do meu viznho tb foi danificada (parte elétrica), a culpa é minha?
Lógico que não, a não ser que você tenha feito um gato na casa do teu vizinho, ou então jogado sua tv queimada na janela dele, kkk.
A Concessionária é que vai ter que pagar, considerando que a flutuação da rede foi transmitida de forma conduzida (ou seja via fios elétricos) e não induzida (via campos eletromagnéticos).
A Concessionária tem a obrigação de fornecer energia com qualidade.

CAEDU
23-01-2011, 00:35
Hmm, então, por exemplo, caiu um raio em minha casa, e por conta disso a casa do meu viznho tb foi danificada (parte elétrica), a culpa é minha?

Ná prática isso é difícil de acontecer, porém se seu vizinho for azarado a esse ponto, vai, assim como vc, arcar com seus próprios prejuízos, a não ser q consiga provar q a concessionária foi omissa ou negligente a ponto de adotar um sistema de fornecimento de energia vunerável q possa ter extendido os danos causados pelo queda do raio em terrenos e instalações distintas, em outras palavras, se a concessionária pudesse ter evitado o prejuízo de seu vizinho em razão da queda do raio nas suas instalações individuais...o que convenhamos não é fácil...porém não é impossível, pois como já foi citado, seu vizinho poderia está com uma ligação clandestina e aí o feitiço viraria contra o feiticeiro pois o prejuízo da concessionária com o furto de energia seria com certeza maior q o causado pelo raio, voltando assim a estaca inicial, sem falar q o furto ou estelionato ( adulteração de relógios medidores de consumo) de energia é crime previsto em lei.
Abços:legal:

leogariba
25-01-2011, 13:19
Gostaria apenas de compartilhar uma situação prática que vivi em relação a dano à equipamentos eletrônicos em função de surtos na rede de energia.

Moro em Goiânia e a Concessionária de energia aqui é a CELG.
Um certo dia a energia acabou e voltou alguns minutos depois. Estava uma chuvinha de leve, sem raios e nem trovoadas. Percebi que o meu Logitech Z-5500 que estava no standby antes da queda, não retornou ao standby com o retorno da energia.
Percebi que havia queimado o fusível, troquei e o fusível explodiu, troquei e explodiu de novo. Evidentemente alguma coisa estava errada e foi causada nesse "meio tempo".

Abri uma ocorrência de pedido de ressarcimento junto a CELG informando o dia/hora do problema e o equipamento que havia sido danificado. Alguns dias depois fui autorizado a levar o equipamento para orçar o valor do conserto. Encaminhei o orçamento para a empresa, que informou que um técnico iria na minha casa verificar o equipamento.
O técnico nunca apareceu e algum tempo depois me ligaram para eu buscar o cheque com valor do conserto.

Essa lenga lenga levou algo em torno de 3 meses mas valeu a pena! O conserto ficou 340 reais! Havia queimado todas as saídas e não me perguntem como! :legal:

trosk
28-01-2011, 19:54
No jornal do diário de São Paulo, saiu reportagem (http://www.4shared.com/document/Cm39kWx7/20110128125125281.html?) sobre o assunto...