PDA

Ver Versão Completa : Música Clássica - dê sua sugestão.



Páginas : 1 2 3 4 5 6 [7] 8 9 10 11 12 13 14 15

O Carteiro
14-09-2008, 21:19
Prezados mestres, me permito uma intromissão na discussão, pois gostaria de conhecer a opinião dos senhores sobre o pianista Rudolf Serkin (http://en.wikipedia.org/wiki/Rudolf_Serkin).

http://addons.books.com.tw/G/002/3/0020002683.jpg

[...]

Prezado Renato.

Sou fã incondicional de Serkin, é um dos meus pianistas favoritos. Acho suas gravações dos Concertos de Brahms com Szell e Cleveland insuperáveis (todas as gravações que fizeram juntos têm um “campo intrínseco” excepcional).

Gosto tanto de Serkin que consigo ouvi-lo mesmo tocando com Ozawa.

Abraços,
Gondim

Holbein Menezes
15-09-2008, 06:26
Um cara que não tem merecido nossos comentários é Claude Debussy. Não bastasse sua "impressionante" obra "impressionista" para piano, comparável em extensão e criatividade à de Bèla Bartók e Villa-Lobos (e, talvez, Scriabin), se tal não fosse suficiente, suas duas peças cantadas (poder-se-ia classificá-las como óperas, hem Sidão?), "Pelléas et Mélisande" - o canto levada em sussurros, quase um cantochão -, e a música incidental "O Martírio de São Sebastião" - quase o prelúdio do "relaxa e g..." da candidata, música de uma sensualidade "modal" subjacente a contrastar com o drama do martírio (ou o martírio é uma manifestação orgástica? ou será que o orgasmo é que é um martírio... gostoso mas curto?

Debussy não posde ficar nas nossas estantes apenas como o autor dos três esboços sinfônicos, Images, Aprés-Midi d'un Faune" e La Mer...

Holbein.

Renato_CWB
15-09-2008, 07:45
Deixo aqui meus agradecimentos a todos que se manifestaram em relação ao Rudolf Serkin. Obrigado. :legal:

Holbein Menezes
15-09-2008, 11:11
... sem esquecer, Sidão, as três canções denominadas Chansons de Bilitis, uma das coisas mais bonitas da música erudita.

Holbein.

O Carteiro
15-09-2008, 13:50
[...] Além de Pelléas, Debussy escreveu outras óperas dignas de registro: Rodrigue et Chimène, opéra en 3 actes - livret de Catulle Mendès, La chute de la maison Usher, d'après Edgar Allan Poe [...]

Sidão, você conhece "La chute de la maison Usher"? Como é? Que tal?

Abraços,
Gondim

migrando
16-09-2008, 15:26
0 site abaixo oferece mais opções de compra:

http://www.amazon.fr/s/ref=nb_ss_d?__mk_fr_FR=%C5M%C5Z%D5%D1&url=search-alias%3Ddvd&field-keywords=La+chute+de+la+maison+Usher&x=15&y=13

Abraços

:feliz:

O Carteiro
17-09-2008, 10:13
Rapazes, eis o que descobri:

La Chute de la Maison Usher está definido como “drama lírico em um ato e duas cenas d’après Edgar Allan Poe”. Debussy trabalhou na composição entre 1908 e 1917. A “versão” que discutimos foi revisada e orquestrada a partir do manuscrito original pelo chileno Juan Allende Blin, que nasceu 10 anos após a morte de seu colega francês.

A peça que nos chegou é curta: a primeira cena tem cerca de 10 minutos. A segunda, um pouquinho mais. Não descobri se o projeto original era de fato breve, se o esboço era retomado pelo compositor mui esporadicamente, ou se Blin não quis servir de Alfano para Debussy.

A leitura de Poe permite supor uma peça breve. Subtraídas as magistrais descrições da paisagem, do solar e do caráter mórbido de Usher, a ação é de fato contida.

Seja como for, o que restou é – para mim - uma “curiosidade”. Pessoalmente perdi o interesse.

Mas que Poe e Debussy formam um encontro insólito e estimulante, isso formam.

Abraços,
Gondim

Wieniawski
17-09-2008, 13:28
Alô ZpínoZ.

Violino e violinistas são seu forte, segundo confessado por você. A indicação que faço com certeza não lhe será de proveito, mas àqueles que ainda não tiveram a oportunidade de ouvir, procurem discos (http://www.amazon.com/s/ref=nb_ss_m?url=search-alias%3Dpopular&field-keywords=Oscar+Shumsky&x=16&y=18) deste prestigiado violinista, Oscar Shumsky (http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=%22Oscar+Shumsky%22&meta), criança prodígio e aluno de Leopold Auer e Zimbalist.
Pouco afeito a holofotes, cedo retirou-se à cátedra, ficando por 30 anos longe do palco.
“... THE AMERICAN violinist Oscar Shumsky was the last surviving pupil of the legendary Leopold Auer, who trained some of the greatest names of the 20th century at the St Petersburg Conservatoire, including Jascha Heifetz, Mischa Elman and Nathan Milstein. Shumsky's playing was a perfect example of the Auer tradition; impeccable musicianship, a glorious mellow tone and, above all, the romantic style which captivated audiences everywhere. ...”

Valeu pela indicação, Migrando!! :legal:

Não conhecia este violinista, dias atrás achei no Youtube, os 24 caprichos de Pierre Rode interpretados por ele. Há muito tempo queria conhecer estes caprichos, são muito legais, e o som do Shumsky, magnífico.

Isso mostra que tinha e tem muita gente de talento por aí, mas que por um motivo ou outro acabam ficando esquecidos pela maioria.

Abçs

jrfol
17-09-2008, 13:46
acredito que aqui seja o melhor lugar para postar minha duvida.

estou querendo saber qual é a musica que toca nesse site: www.lafoto.com.br (http://www.lafoto.com.br)

ja pesquisei, já ouvi alguns albuns (era, enya, gregorians, the gregorians, Lesiem, Enigma).... e não achei essa musica...

se alguem souber..... desde já obrigado !

jrfol
17-09-2008, 17:00
O amigo há de desculpar a curiosidade, mas já tentou escrever um e-mail para a empresa ou mesmo ligar e perguntar?
Acho que fica mais fácil.
Grande abraço.
Sidão

ja mandei uns 3 e-mails.... ja tentei contato pelo BLOG deles... mandei e-mail para a empresa que fez o site... tentei ligar la (1 vez só, pq é interurbano)... ja coloquei no YAHOO RESPOSTAS.... e nada de achar... ja tentei entender o canto para pesquisar no google.... mas não achei...

O Carteiro
17-09-2008, 23:02
ja mandei uns 3 e-mails.... ja tentei contato pelo BLOG deles... mandei e-mail para a empresa que fez o site... tentei ligar la (1 vez só, pq é interurbano)... ja coloquei no YAHOO RESPOSTAS.... e nada de achar... ja tentei entender o canto para pesquisar no google.... mas não achei...

Prezado Jrfol.

Visitei o site mas não conheço a música. Abri o código da página mas não encontrei referência.

Agora, a música parece ser original, coisa nova.

Um abraço e boa sorte. Se descobrir, divida com a gente.
Gondim

Holbein Menezes
18-09-2008, 07:35
Aqui no Ceará, no interior do Estado pronuncia-se "sindrôme" para o "... conjunto de sinais e sintomas... suscetíveis de despertar reações de temor e insegurança." O que não é de admirar em face do secular descuido cultural dos sempre poderes sulinos, para com estas bandas tórridas do Brasil varonil salve salve. E não é de admirar porque em Santa Catarina, no Sul Maravilha, prouncia-se "pantâno" à "... região inundada por águas estagnadas"...

Também ouvi a música a que se refere o consulente jrfol e não identifiquei o Autor.

Aliás, por falar em Autor desconhecido, tentei ontem pela enésima vez ouvir até o fim a última ópera de Benjamin Britten, "Morte em Veneza"; e não só essa mas todas as outras, e operetas estilo "Sua Magestade", compostas por Britten. E saibam que adoro as duas suítes desse Compositor, para violoncelo solo, dedicadas ao russo Mstislav Rostropovich; adoro!

Os ingleses são engraçados, tenho três edições do "The Good CD Guide", catálogo organizado pela revista "Gramophone" em parceria com a QUAD, e entre os compositores "escolhidos" pelos britânicos, de brasileiro só Villa-Lobos, de latinos americanos, nenhuns...

E não foi por economia de espaço (680 pgs. na edição de 1992) uma vez que entre mais de dúzia de compositores ingleses arrolados estão os "ilustres quem", Richard Addinsell, Thomas Arne, Arnold Bax, Gerard Lord, Rutland Boughton, William Bouce, só para citar meia dúzia de nomes...

De Benjamin Britten, além da "Morte em Veneza", conheço e gosto das peças "War Requiem", "Young Person's Guide", "Serenate for Tenor, Horn and Strings", e as duas suítes para violoncelo solo; ouvi uma ou duas vezes os quartetos de cordas mas não me recordo se gostei ou não...

Deve ter sido pela "sindrôme" da curiosidade de que sou portador...

Holbein.

O Carteiro
18-09-2008, 10:42
[...]Os ingleses são engraçados, tenho três edições do "The Good CD Guide", catálogo organizado pela revista "Gramophone" em parceria com a QUAD, e entre os compositores "escolhidos" pelos britânicos, de brasileiro só Villa-Lobos, de latinos americanos, nenhuns...

E não foi por economia de espaço (680 pgs. na edição de 1992) uma vez que entre mais de dúzia de compositores ingleses arrolados estão os "ilustres quem", Richard Addinsell, Thomas Arne, Arnold Bax, Gerard Lord, Rutland Boughton, William Bouce, só para citar meia dúzia de nomes...

Mestrão, eu sempre me diverti com a crítica inglesa.

Addinsell, por exemplo, é compositor de música de cinema. O tal do "Concerto à Varsóvia" é música de cinema. Nada contra música de cinema, ao contrário, adoro. Tenho "metros" de trilhas de filmes que pouca gente viu ou conhece. Mas a praia é outra.

Arnold Bax está sendo redescoberto pelos ingleses. A Chandos gravou a integral das suas sinfonias. Tenho o álbum. É música muito bonita - mas é só. Bax está muito mais perto de Addinsell do que de Britten (em quem descubro volta e meia uma certa afinidade com Villa-Lobos, não sei se você concorda).

Seja como for, o problema maior é a Gramophone. O editor da revista já disse que não gosta de falar mal das gravações. A revista procura sempre a visão "positiva". E, quando o compositor ou intérprete é inglês, a visão apologética.

Essa mentalidade insular tem promovido a mediocridade da indústria e do ouvinte. Muita gente confunde a Gramophone com as Sagradas Escrituras, e fica repetindo aquelas listinhas das Dez Mais como se fossem referências de alto nível.

Francamente.

Beijos, Mestrão.
O Carteiro

ZpínoZ
18-09-2008, 11:28
Uma pergunta de newbe, que faço meio envergonhado. :D

Gostaria de saber qual a musica do Comercial Honda Accord (veja, chama-se Honda Orquestra (http://br.youtube.com/watch?v=kRSQKfzL5PA) - o comercial mesmo é apenas a parte final). É lindissima e assobiável, mas não sei consigui ainda descobrir qual é.

Quando ao carro, propriamente, acompanho mais o gosto do Sidão. :concordo:

Z

migrando
18-09-2008, 12:01
Prezado ZpínoZ.

Veha o site abaixo:

http://br.youtube.com/results?search_query=Haendel+-+sarabande

Abraços

:feliz:

migrando
18-09-2008, 12:17
Caro ZpínoZ

Veja mais:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Barry_lyndon

:feliz:

ZpínoZ
18-09-2008, 14:57
Mestre migrando,

Quem entende de cinema, não dos blockbusters que nos são ofertados hoje, sabe que, por todos os critérios que se quiser avaliar Barry Lyndon é um dos filmes mais belos, tecnicamente deslumbrantes, e perfeitos que já foram feitos.

Minha especial admiração por Kubrick (de quem tenho a obra completa) é que, alem dessas 2 obras de gênio (Barry Lybdon e 2001), ele fez mais uma avalanche de obras primas: Iluninado, Laranja Mecânica, Doutor Fantástico, Lolita, Spartacus... Chega?

Sem falar do que ele fez com a Música no Cinema...

Z

O Carteiro
18-09-2008, 15:56
Mestre migrando,

Quem entende de cinema, não dos blockbusters que nos são ofertados hoje, sabe que, por todos os critérios que se quiser avaliar Barry Lyndon é um dos filmes mais belos, tecnicamente deslumbrantes, e perfeitos que já foram feitos.

Minha especial admiração por Kubrick (de quem tenho a obra completa) é que, alem dessas 2 obras de gênio (Barry Lybdon e 2001), ele fez mais uma avalanche de obras primas: Iluninado, Laranja Mecanica, Doutor Fantastico, Lolita, Spartacus... Chega?

Sem falar do que ele fez com a mpusica no Cinema...

Z

Z, que tal o Fear and Desire (1953)? Nunca vi.

Abraços,
Gondim

migrando
18-09-2008, 17:30
Prezado ZpínoZ.

O site que remeti a respeito do filme foi apenas uma contribuição adicional.

Todavia, o amigo nada disse a respeito da música de que trata o comercial da Honda, objeto de sua indagação,
que é a Sarabande (http://www.amazon.com/gp/recsradio/radio/B000002A25/002-2540571-3584045?volume=6) from Suite in D minor for keyboard (Suite de piece), vol.2, Nº4, HWV 437.

Abraços

:feliz:

ZpínoZ
18-09-2008, 19:33
Prezado ZpínoZ.

O site que remeti a respeito do filme foi apenas uma contribuição adicional.

Todavia, o amigo nada disse a respeito da música de que trata o comercial da Honda, objeto de sua indagação,
que é a Sarabande (http://www.amazon.com/gp/recsradio/radio/B000002A25/002-2540571-3584045?volume=6) from Suite in D minor for keyboard (Suite de piece), vol.2, Nº4, HWV 437.

Abraços:feliz:

Precedendo qualquer coisa, gostaria de me desculpar e agradecer à sua preciosa e oportuna informação.

Sobre a música, não respondi antes porque só pude ouvi-la atentamente agora, quando cheguei em casa.

Entretanto, fiquei meio vexado. Quando ví Barry Lyndon na sua dica imediatamente a memória me retornou e tudo se exclareceu (Proust de novo). O comercial me chamou a atenção e o tema ficou assobiável na minha cabeça por causa de minha admiração pelo filme, mas não liguei uma coisa com outra. Acho que é a idade.

Pior ainda, recentemente assisti o filme Eu sou a lenda (Will Smith) que também usa esse tema. Acho que veio daí a inspiração para o comercial. Indescupável traição mneumônica.

Sarabande, obviamente, é lindissima, e tudo que eu disser, conforme uma frase conhecida: alguém já disse antes e melhor.

Imensamente grato.

Z

Karlson
18-09-2008, 20:41
A música é Espiritu com Giorgia Fumanti

http://br.youtube.com/watch?v=usxGv0MALiI&feature=related


E aproveite e ouça Vivaldi com Chloe Agnew

http://www.youtube.com/watch?v=ZEf5JqUrSvk

O DVD é este DVD Heavenly Voices
http://www.americanas.com.br/AcomProd/589/841761

Magdalena Kozena-Bach Cantata No 30
http://br.youtube.com/watch?v=jb1vArnFSXw

Sumi Jo - O mio babbino caro
http://br.youtube.com/watch?v=3j1IGnM-eJs&feature=related

Dolores O'Riordan "Ave Maria"(Live) w/ The Passion of Christ
http://br.youtube.com/watch?v=b8BoBU2u3TM&feature=related

Celtic Woman - Ave Maria
http://br.youtube.com/watch?v=SsTJU27a1uc&feature=related


Abraços a todos.
Karlson

migrando
19-09-2008, 08:32
Amigo ZpínoZ.

Realmente, amigo, a memória involuntária (http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=%22mem%C3%B3ria+involunt%C3%A1ria%22&meta) sempre nos traz surpresas.

Abraços vinteuilianos (http://www.sparknotes.com/lit/swannsway/).

:feliz:

migrando
19-09-2008, 10:50
Prezado Sidão.

Caso não conheça, você precisa conhecer o álbum abaixo, (http://www.amazon.com/Haydn-The-Symphonies/dp/B0000042DP/ref=pd_bbs_3?ie=UTF8&s=music&qid=1221831503&sr=8-3) contendo 33 CDs:


http://ecx.images-amazon.com/images/I/41RAZX64FZL._SL500_AA240_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B0000042DP/sr=8-3/qid=1221832071/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music&qid=1221832071&sr=8-3)


Possuo também os 10 volumes desta coleção, (http://www.amazon.com/Joseph-Haydn-Symphonies-1757-60-Chrisopher/dp/B000004CY3/ref=sr_1_22?ie=UTF8&s=music&qid=1221831685&sr=1-22)simplesmente maravilhosa.

:feliz:

ZpínoZ
19-09-2008, 11:42
Amigo ZpínoZ.

Realmente, amigo, a memória involuntária (http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=%22mem%C3%B3ria+involunt%C3%A1ria%22&meta) sempre nos traz surpresas.

Abraços vinteuilianos (http://www.sparknotes.com/lit/swannsway/).

:feliz:
Muito obrigado pelas dicas, Mestre migrando. Sou um leitor, mais que contumaz, desenfreado, assím visitei e li ambos os endereçamentos sugeridos.

Pretenciosamente quero citar uma frase de Merleau-Ponty, amigo de Sartre, do primeiro texto sobre a memória involuntária (numa ousada tradução livre minha).

"A memória involuntária nos dá a eternidade, porém de tal maneira que não temos a força de suporta-la mais que um instante, nem temos os meios de descobrir sua verdadeira natureza."

Sidão,

Estou achando que devemos entrar com um pedido de inventariação dessa prodigiosa e infinita CDteca babilônica que o Mestre migrando, (involuntariamente?) as vezes, nos deixa entrever.

Dizem que tem um lugar em Brasília que o chopp é muito bom, tirado por um mestre austríaco.

Z

migrando
19-09-2008, 19:24
Amigos,

Handel, novamente:

http://br.youtube.com/watch?v=HUF9neEN81I (http://br.youtube.com/watch?v=HUF9neEN81I)
http://br.youtube.com/watch?v=ThVxIrow6-c&feature=related (http://br.youtube.com/watch?v=ThVxIrow6-c&feature=related)

:feliz:

Karlson
20-09-2008, 14:31
Perdoe-me interromper os instrutivos diálogos sobre música clássica, apenas
, no “post” anterior, citei a música que o colega de fórum jrfol (http://www.htforum.com/vb/member.php?u=6027) estava procurando.

Bela música , cantada pela belíssima soprano Giorgia Fumanti.

E indico alguns links com interpretações fantásticas nas vozes femininas e...
Vozes Angélicas

Sara Tavares- Eu Sei
http://br.youtube.com/watch?v=WMYhi17Zw2M&feature=related

Lara Fabian Adagio live at the Wold Music Awards 2001
http://br.youtube.com/watch?v=xQZb6ynP-Cw&feature=related

A Jazz Dance – Dominique Eade
http://br.youtube.com/watch?v=XH_VTDjEhXw

Bossa Nova No Café - em Japonês.
http://br.youtube.com/watch?v=tnrhYVKUjog&feature=related

Isabelle Antena - Le poisson des mers du sud
http://br.youtube.com/watch?v=UxJgbveQFEY

Sophie Milman - Agua De Beber
http://www.youtube.com/watch?v=3xjcoBat2E8

Voltando ao tema – a Coda.

Casta Diva -- Maria Callas
http://www.youtube.com/watch?v=MBW5a77wINQ&feature=related

Abraços a todos.
Karlson

migrando
21-09-2008, 11:33
Amigos,

Kreisler, ao compor trechos desta música (00:27-00:47) (http://br.youtube.com/watch?v=oeETRRsj1Ek), teria sofrido inspiração, ou se teria inspirado por trechos desta outra (00.14-00:54) (http://www.youtube.com/watch?v=HeAlX2S1UwM), composta por Handel?

O detalhe merece importância? De maneira alguma, apenas curiosidade.
:feliz:

O Carteiro
21-09-2008, 16:23
Prezado Sidão.

Caso não conheça, você precisa conhecer o álbum abaixo, (http://www.amazon.com/Haydn-The-Symphonies/dp/B0000042DP/ref=pd_bbs_3?ie=UTF8&s=music&qid=1221831503&sr=8-3)contendo 33 CDs:


http://ecx.images-amazon.com/images/I/41RAZX64FZL._SL500_AA240_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B0000042DP/sr=8-3/qid=1221832071/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music&qid=1221832071&sr=8-3)


Possuo também os 10 volumes desta coleção, (http://www.amazon.com/Joseph-Haydn-Symphonies-1757-60-Chrisopher/dp/B000004CY3/ref=sr_1_22?ie=UTF8&s=music&qid=1221831685&sr=1-22)simplesmente maravilhosa.

:feliz:

Rapazes, modestamente gostaria de fazer um “adendo” à recomendação do mestre Migrando.

Tenho dois volumes da integral das sinfonias de Haydn com Dorati em LP: Sinfonias 82-92 (Decca) e 93-104 (London – o selo americano da Decca). Os discos são prensagens da década de 1970, pesados, alinhados, estão em condições irrepreensíveis e têm o som característico da Decca.

Ainda assim, prefiro a versão em CD que mestre Migrando recomenda.

O som ficou mais natural, com timbres cristalinos e um palco mais arejado.

Por duas vezes ouvi o Haydn sinfonista de cabo a rabo, da primeira à última nota décadas depois.

Uma experiência que vale a pena.

Abraços,
Gondim

migrando
21-09-2008, 17:42
Amigos,
Grande amigo de Campinas remeteu-me a seguinte mensagem:

“Arrisco um palpite: Kreisler se "inspirou" na obra de Handel, mas inicialmente atribuiu-a a Pugnani, para não dar muito na vista.”

"Some of Kreisler's compositions were pastiches (http://en.wikipedia.org/wiki/Pastiche) in an ostensible style of other composers, originally ascribed to earlier composers such as Gaetano Pugnani (http://en.wikipedia.org/wiki/Gaetano_Pugnani), Giuseppe Tartini (http://en.wikipedia.org/wiki/Giuseppe_Tartini), Jacques Marnier Companie (http://en.wikipedia.org/wiki/Jacques_Marnier_Companie), and Antonio Vivaldi (http://en.wikipedia.org/wiki/Antonio_Vivaldi). When Kreisler revealed in 1935 that they were actually by him and critics complained, Kreisler answered that critics had already deemed the compositions worthy: "The name changes, the value remains" he said."

Cito Wikipedia, (http://en.wikipedia.org/wiki/Gaetano_Pugnani)após o esclarecimento do amigo.

“...Fritz Kreisler (http://en.wikipedia.org/wiki/Fritz_Kreisler) borrowed Pugnani's name in order to publish some of his pieces (such as Praeludium and Allegro and Tempo di Minuetto), but in 1935 Kreisler revealed that these works were actually his own. ...”

:feliz:

jrfol
21-09-2008, 18:08
Perdoe-me interromper os instrutivos diálogos sobre música clássica, apenas
, no “post” anterior, citei a música que o colega de fórum jrfol (http://www.htforum.com/vb/member.php?u=6027) estava procurando.

Bela música , cantada pela belíssima soprano Giorgia Fumanti.



Venho agradecer por colocar um fim em minha busca, muito obrigado, fiquei alguns dias sem acessar ao forum. Obrigado.

Holbein Menezes
22-09-2008, 07:59
Paul Hindemith é um compositor que gosto, muito mais de sua obra camerística do que da sinfonia do título acima, que me não desagrada, not at all. Mas seus sete concertos "Kammermusik", na gravação da London, com a Royal Concertgebouw Orchestra, e Ricardo Chally regendo, são obras de minha cabeceira, ouço-as tanto quanto os seis quartetos de corda de Bèla Bartók e os quinze de Dimitri Shostakovich; da apreciação dos quais sou coirmão com o querido ZpínoZ.

Estou tão familiarizado com a soberba sonoridade desse álbum de dois discos que cometo o imperdoável pecado de utilizá-lo vez em quando para aferir a musicalidade do meu sistema de som, aliás, tomem no plural...

Que foi o que fiz nesse fim de semana, para testar mais uma "invenção maluca" do meu rico arsenal de diabruras subversivas de um ancião em vias da caduquice; da qual, a última diabrura, dei ciência no sub-forum "Colunas", que poucos lêem. E transcrevo aqui, que muitos lêem pois jornalista que não é lido... foi jornalista!

.... mais importante do que a sala, sua forma e suas dimensões - e não estou a dizer que a sala não é importante - mas mais importante é o suporte do alto-falante, seu continente, sua excelência a caixa; o material de que é feita.

De igual modo, o decisivo para a sonoridade de um instrumento não é sua forma nem suas dimensões, é o fenômeno do formante, isto é, a maneira como é feito o instrumento e, em especial, o material empregado.

Tenho faz algum tempo um par do "full-range" de 8", Fostex, e já o montei em nada menos do que quatro modos diferentes: em caixa de madeira triangular, em cilíndro de concreto, em painel infinito, e agora, semana que se passou, em uma caixa de ferro... sim! de ferro, com a forma triangular (pesa, pacas!).

Nos quatro suportes, em cada um, o Fostex teve um desempenho diferente. Aqui na diminuta "gesso-filled" os tubos de concreto não produziram o mesmo excelente resultado da "sand-filled", fizesse eu o que fizesse, e fiz! - valei-me meu santo padim pade ciço!

Minha "teoria" é a seguinte: em decorrência do fenômeno da interação entre caixa e sala, os péssimos ou bons resultados na sonoridade das caixas irradiam-se pela sala, que os magnificam. O que nos leva a pensar que, quando a caixa é ressonante as ressonâncias irradiam-se pela sala, e o resultado é péssimo; mas a recíprocra não é verdadeira: uma caixa não ressonante as não-ressonâncias não há como irradiarem-se pela sala, e o resultado sonoro é bom, independente do tamanho da sala.

Estou a falar de sonoridade e não dos outros aspectos da música reproduzida, tais ilusão de palco, perspectiva, presença, esses efeitos acústicos.

Informo: na minha diminuta "gesso-filled" os sonofletores Martin-Logan cuja câmara de graves, de madeira, era e é desconfortavelmente ressonante, nesse particular soam bem inferiores aos singelos Fostex nas caixas de ferro!

Acredite quem quiser. Dr. George Magalhães esteve ontem de noite cá em casa e ouviu; como eu, ficou admirado da performance de um singelos alto-falante instalado em caixa de ferro.

Nesse sistema, a sala nem aí! Também pudera, se não há ressonância nas caixas de ferro que ressonâncias a pequena "gesso-filled" iria irradiar, hem?

E que me relevem a este ancião tais "loucurinhas" subversivas.

migrando
22-09-2008, 11:53
Prezado Holbein.

No passado remoto, e bota remoto nisso, amigo construiu uma transmission line (http://www.geocities.com/capecanaveral/9096/rapsodia.htm) com um falante JBL LE8TH (http://www.lansingheritage.org/images/jbl/specs/home-comp/le8t/page1.jpg), full-:feliz: range. De acordo com nossos velhos amigos Thiele & Small, (http://www.thielesmall.com/database.asp?diam=Select&type=0&brand=JBL&use=0&feat=0&prod=0&form=0&order=X)seu Fs é de apenas 45Hz, mas o som era inacreditavelmente bom para
uma caixa do respectivo tamanho.

Longe de mim a pretensão de ensinar padre nosso para o vigário. Mas a experiência que nos proporciona uma vida mais longa nos mostra e ensina muitas coisas. A vida não é somente vivendo a aprendendo, mas sim fazendo e aprendendo.
Uma vez que você possui, graças ao bom Deus, disposição de fazer coisas e experimentá-las, com iniciativa de dar inveja
aos mais jovens, permita-me dar-lhe uma sugestão.

Esse seu FOSTEX, full-range, deve proporcionar um som maravilhoso se colocado em caixa daquele tipo. Vale a pena tentar?

Abraços

Holbein Menezes
22-09-2008, 13:52
Meu bom e companheiro do longo viajar, Mestre Migrando.

Minha inquietação é porque gosto muito de música erudita, e entre nós tupiniquins não há muitos lugares no Brasil varonil salve salve, onde curti-la em carne e osso; desgraçadamente.

Minha inquietação é por causa da ainda grande distância na qualidade sônica entre a música ouvida ao vivo e a ouvida replicada eletronicamente; desde os velhos tempos do saudoso Saul Marantz.

Minha inquietação se agudiza quando com tristeza constato que nos últimos cinqüenta anos avanços reais não se hão feito para diminuir essa distância; porque arranjos cosméticos podem aparentar a tal "ultima geração" mas não têm representado, de fato, melhoria na sonoridade musical; a reprodução eletrônica continua... eletrônica.

Minha inquietação, já agora anciã e por isso cansada e lenta, procura descobrir por via do "avesso do avesso", o xis da questão do porque evento e reprodução continuam tão diferentes sonicamente.

Daí minhas "invenções" estrambóticas. Daí meu interesse pelo lado oculto da Lua. Daí minha cisma cada vez mais cismarenta sobre quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha. Daí o inusitado das minhas propostas. Daí a raiva que se me apossa de estar a chegar ao fim sem conhecer, enfim, o fim...

Aprendi que toda linha reta é curva, cosmicamente; sei que o ser tem sido a história do vir-a-ser porquanto, na longa distância, nada é; desconfio de que o possível pode às vezes ser o impossível. Mas, diabo, nada me custa tentar; senão suor, nenhum sângue mas muitos calos nas mãos,,,

Obrigado pela sugestão, Mestre Migrando, mas a "linha de transmissão" é minha velha conhecida, fi-la inclusive de concreto; na construção do qual labirinto de cimento, gastei trinta dias!

O resultado? Hoje o par dessa caixa deve estar em algum "living" lá na distante Inglaterra... Um professor inglês viu e comprou.

Receba o macróbico abraço do

Holbein.

migrando
22-09-2008, 16:05
Prezado Holbein.

Disse você

“...O resultado? Hoje o par dessa caixa deve estar em algum "living" lá na distante Inglaterra... Um professor inglês viu e comprou. ...”

Veja como são as coisas, a minha TDL-RSTL (http://www.htforum.com/vb/showthread.php?p=620511#post620511) veio da Inglaterra, adquirida diretamente do saudoso John Wright (http://www.stereophile.com/news/10468/index.html), pouco antes de sua morte em 1999. :rever1:

ZpínoZ
22-09-2008, 16:22
Primeira,

É um prazer e um prívilégio desmedido poder acompanhar a "conversa" de dois mestres, que, somados, podem ter visto e experimentado tudo.

Obrigado.

Segunda,

Holbein, argumentos são meio assim, ou convergem e vale a pena concersar, ou divergem e só causam aborrecimentos. Goethe chamava os primeiro de afinidades eletivas. Assim quando conversamos bastante com alguém começamos a perceber o ponto de convergência dos argumentos.

Isso posto, mesmo por vias indiretas (e até involuntariamente talvez) você corrobora minha disparada predileção por música ao vivo. Nada, absolutamente nada, nenhum sistema a substitui.

Minha CDteca, meu setup (pobre) servem para "agudizar" a vontade de ouvir ao vivo, ou mitigar as lembranças e saudades do que já ouvi.

Por conta disso, em vez de comprar um novo e milagroso cabo, vou ouvir música na Europa.

Z

migrando
22-09-2008, 17:03
Prezado ZpínoZ.

Citando você “...Isso posto, mesmo por vias indiretas (e até involuntariamente talvez) você corrobora minha disparada predileção por música ao vivo. Nada, absolutamente nada, nenhum sistema a substitui. ...”,

reitero minhas considerações do passado:

“... Alta fidelidade estereofônica está para a música real ao vivo, o que a pintura está para a escultura, ou seja, plana, chata. Os melhores esforços para a reprodução do som servem apenas para criar uma ilusão de dimensionalidade, para iludir/enganar o ouvido como se estivesse ouvindo dentro de um espaço acústico.
No processo de gravação também se faz o que fazem os melhores pintores, digamos da Vinci, iludem/enganam o olho, como se estivesse vendo uma cena com realística perspectiva. Nas gravações se controla o volume, colocação dos planos direito-esquerdo, alinhamento de fase e resposta de freqüência da mesma forma que os artistas usam claro e escuro, cores, texturas e cuidadosanente fazem ângulos para criar profundidade.
Mas plano é plano. O que nós estamos perdendo é a inacreditavelmente rica quantidade de som reverberado que experimentamos numa audição de música ao vivo. ...”

Parabéns pelas idas à Europa.:rever1:

Holbein Menezes
23-09-2008, 06:20
Não sei quem é essa pessoa a que o Migrando e você, Edison, referem-se; mas sem dúvida é um HONESTO!

Uso o Arataca, com igual topologia, no caminho digital; uso-o como interconnect, no caminho analógico; e o uso como cabo de força. E não noto diferença nesses vários pontos. É verdade que jogo com a soberba referência dos cabos das marcas Logical Cable, Cardas e Van den Hul.

Paradoxalmente, sustento a tese de que o melhor pré é pré nenhum; mas o pré passivo chega a não ser pré sem ser "pré nenhum"!

E durma-se com um barulho desses.

Holbein.

Hertz
24-09-2008, 02:07
Aos eruditos (as) participantes desse fórum, fonte de aprendizado, gostaria de indicar duas gravações recentes com Daniel Barenboim.

Beethoven – Piano Concertos (os cinco)
Staatskapelle Berlin
Solista e regente – Daniel Barenboim
DVD duplo – gravação de maio de 2007
Áudio: PCM stereo – DD 5.1 – DTS 5.1
Formato de video: 16:9

Mozart – Europa – Konzert From Prague
Sinfonia nº 35 “Haffner”
Sinfonia nº 36 “Linz”
Concerto para Piano nº 22
Concerto para trompa nº 1 – solista Radek Baborák
Berliner Philharmoniker
Regente Daniel Barenboim
Gravação de maio de 2006
Áudio: PCM stereo – DD 5.1 – DTS 5.1
Formato de video: 16:9

Como sou novo no fórum, não sei se já foram sugeridas, mas não as encontrei com a ferramenta “buscar”

Abraços

Holbein Menezes
24-09-2008, 06:17
No domigão do Faustão desse último domingo o pianista João Carlos Martins, confundido pelo apresentador do programa como maestro, respondeu pergunta do Faustão sobre a diferença entre música clássica e música erudita. E cometeu o mesmo erro dos menos dotados - como nós musicistas -, ao definir "erudito" como manifestação do esnobismo das classes privilegiadas...

Já informei aqui muitas vezes,e agora torno a esclarecer ao "maestro" João: erudita é toda composição musical que segue as regras de composição grego-romanas; e clássica é toda obra que logra ultrapassar seu tempo. Portanto, há muita música erudita que não se transformou em clássica e muita música não erudita (popular) que se tornou clássica.

Não é preciosismo meu, é que é assim; a língua que não define o exato sentido das coisas, e as palavras que não representam os objetos ou não são representações de ocorrências, não é língua, são zumbidos herdados da Torre de Babel!

Vejam exemplos: abusa-se do adjetivo "através" no significado de "por meio de", quando através significa "de um lado para outro". Correlaciona-se o pronome indefinido "tanto" com a conjunção "como", quando a língua culta (e tal termo não é esnobismo, é assim que se chama a língua escrita corretamente) determina a correlação de "tanto" com "quanto".

"Mas de tanto ver triunfar..."(Rui), de tanto ler-se nos jornais e ouvir-se na televisão erros que tais, o "uso do cachimbo torna a boca torta".

Que fazer, ó meu santo padim pade ciço?

Holbein.

O Carteiro
24-09-2008, 09:23
Caros Mestres Holbein, Migrando e Brandão:


Fico muito satisfeito em observar que não sou o único maluquinho aqui do nosso canto, e vou explicar em qual sentido digo isso.
Segundo a intelligentsya dos audiófilos de plantão existem dogmas - na acepção religiosa mesmo - que devem nortear a formação de um bom sistema de áudio.
Discussões analíticas e pseudo-profundas à parte, acho a experimentação que rompe conceitos uma das formas mais salutares de não apenas se pensar no novo, como se ultrapassar verdades que nunca foram mais que o apanágio de algumas mentes egocêntricas.
Não tenho meios de tentar tudo, até em razão de não ter dinheiro pra tanto, mas fico sempre muito alvoroçado quando noto que algumas pessoas têm coragem de inovar e mais ainda de propagar suas experiências.
Aqui em casa, por exemplo, tenho uma formação que arrepiaria os últimos fios de cabelo de alguns audiófilos de plantão: em caixas com ring domme radiator, como as minhas Sonus Faber Grand Piano, não estou nem aí em ligá-las a supertweeters Tannoy S25. O Mestre Brandão terá condições técnicas melhores do que as que não tenho para explicar no que consistiria essa abominação sonora, ou, antes, audiófila.
Eu, como mero escutador de música, gosto do resultado, em função da maior transparência dos médios e agudos, no respiro, no signficativo aumento de palco sonoro.
Mas dizem que é uma aberração.
Então está bem, meus ouvidos são aberrados.
Assim, continuarei maluquinho, fora dos cânones, enquanto meus aparadores de cabeça assim determinarem.
Fiquei muito feliz com essa amostragem de revolução.
Grande abraço em todos,

Sidão

Grande, Sidão: viva a liberdade e a coragem de pensar diferente, de enfrentar o “maisntream”.

Viva o atrevimento.

Nas aulas de redação para mídia eletrônica exponho progressivamente as regras “clássicas” do rádio, da TV, etc. Quando a conversa termina, repito: “agora que você aprendeu as regras, sempre que possível faça o favor de esquecê-las. Seja original”.

Um dos expoentes “históricos” da publicidade, Bill Bernbach dizia que “sem arrogância não dá pra fazer propaganda”.

Ele tinha razão. É impossível mudar qualquer coisa sem arrogância – entendida, naturalmente, como atrevimento.

Abraços,
Gondim

membroativo
24-09-2008, 09:31
Mozart – Europa – Konzert From Prague
Sinfonia nº 35 “Haffner”
Sinfonia nº 36 “Linz”
Concerto para Piano nº 22
Concerto para trompa nº 1 – solista Radek Baborák
Berliner Philharmoniker
Regente Daniel Barenboim
Gravação de maio de 2006
Áudio: PCM stereo – DD 5.1 – DTS 5.1
Formato de video: 16:9


Prezado Hertz,
tenho esse disco, e ele está acima da média, com uma qualidade de imagem decentíssima.
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51WiJtHtgdL._SS500_.jpg

Só o visual do Theatre of the Estates já paga o ingresso. :legal:
http://www.czechopera.cz/grafika/estatestheatreprague2.jpg

E o trompista tcheco é muito bom.
lCilh3esigY

Pelo que li do outro disco (concertos para piano) já foi para a lista dos futuros DVDs.

Abraços,
Mauricio

Hertz
24-09-2008, 12:08
Prezado Hertz,
tenho esse disco, e ele está acima da média, com uma qualidade de imagem decentíssima.
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51WiJtHtgdL._SS500_.jpg

Só o visual do Theatre of the Estates já paga o ingresso. :legal:
http://www.czechopera.cz/grafika/estatestheatreprague2.jpg

E o trompista tcheco é muito bom.
lCilh3esigY

Pelo que li do outro disco (concertos para piano) já foi para a lista dos futuros DVDs.

Abraços,
Mauricio


Belas as imagens que você postou. Infelizmente ainda não aprendi como faze-lo. Até baixei o Picasa, indicação colocada no fórum, passei as capas pelo scaner, mas as imagens não surgiram no post. Paciência, acabo aprendendo, embora com meus neurônios remanescentes, Tico e Teco, fique mais difícil.
A gravação dos concertos tem imagem e áudio excelentes.
Gosto muito do Barenboim, não só pela sua atuação como músico, mas por seu comportamento.
Abraços.

membroativo
24-09-2008, 12:42
Seguindo os passos dos mestres Gondim e Sidão adquiri os Vols. 1 e 2 da série de 5 DVDs do Toscanini com a NBC Symphony Orchestra. Espetáculo!
Na semana passada recebi outras obras em CD:

Beethoven - Symphonies Nos. 7 & 1
NBC Symphony Orchestra, Toscanini
RCA 1951
Mastering: JVC XRCD 24Bit Super Analogue from Original Tapes
http://img.hmv.co.jp/image/jacket/400/27/5/0/204.jpg

Beethoven - Symphony No. 9 'Choral'
NBC Symphony Orchestra, Toscanini
RCA 1952
Mastering: JVC XRCD 24Bit Super Analogue from Original Tapes
http://img.hmv.co.jp/image/jacket/400/26/5/3/058.jpg
Toscanini Plays Your Favorites
Beethoven 'Egmont', Berlioz, Herold, Ponchielli & Sibelius 'Finlandia'
NBC Symphony Orchestra, Toscanini
RCA 1952 e 1953
Mastering: JVC XRCD 24Bit Super Analogue from Original Tapes
http://img.hmv.co.jp/image/jacket/400/26/5/3/059.jpg

Dvorák - Symphony No. 9 'From The New World'
NBC Symphony Orchestra, Toscanini
RCA 1953
Mastering: JVC XRCD 24Bit Super Analogue from Original Tapes
http://img.hmv.co.jp/image/jacket/400/25/6/4/381.jpg
Mendelssohn - Symphonies Nos. 4 'Italian' & 5 'Reformation'
NBC Symphony Orchestra, Toscanini
RCA 1953 e 1954
Mastering: JVC XRCD 24Bit Super Analogue from Original Tapes
http://img.hmv.co.jp/image/jacket/400/25/6/4/377.jpg

Até agora só escutei os CDs da 7a, 1a e 9a de Beethoven, e mesmo com a limitação do meu setup deu para sentir muito boa qualidade do áudio.

Por mim, o Gondim poderia acrescentar um item à lista de coisas que não existem:

6 - ex-fã de Toscanini.

Abraços,

Karlson
24-09-2008, 16:11
Esta é versão do Réquiem de Mozart com adição do Libera me.


Por Arthur Torelly Franco
torelly@polors.com.br


O Réquiem Carioca

[/CENTER]
[/CENTER]

Quando as tropas francesas lideradas pelo Marechal Junot ameaçaram invadir Portugal, a família real foi procurar asilo no Brasil. No dia 22 de janeiro de 1808 a frota imperial fez sua primeira escala em Salvador. Ela era formada por oito navios de carreira, três fragatas, quatro brigues e duas escunas.

Além de transportar o rei Dom João VI e seus familiares, o grupo era integrado por três ministros, dezenas de membros da alta nobreza de Portugal, clérigos e administradores da Casa Real. A dinastia dos Bragança transferia sua soberania para colônia brasileira. Estima-se em quinze mil pessoas o total de refugiados que buscaram o exílio, em levas sucessivas.

Além de móveis, vestuário e obras de arte pertencentes à Coroa, Dom João VI preocupou-se em despachar para o Brasil sua biblioteca particular composta por um acervo de 60.000 volumes. Isto simboliza seu interesse pela cultura, temas intelectuais e criação artística.

Antes da chegada da família real o território das Minas Gerais já se destacava pelo florescimento das artes e nos salões de Ouro Preto se escutava a música de Joseph Haydn e Wolfgang Amadeus Mozart.

Com a chegada de Dom João VI ao Rio de Janeiro, o Brasil passou a receber convidados ilustres da Europa como pintores, cientistas, escritores e músicos.
Grandes concertos passaram a fazer parte dos eventos musicais proporcionados pela corte, como a estréia de A Criação de Haydn, em 1819 e reprisada várias vezes.

Em dezembro de 1821, a Confraria de Santa Cecília apresentou na igreja do Parto seu tradicional concerto anual em memória aos músicos falecidos naquele ano. A obra escolhida foi o Réquiem de Mozart a ser apresentado pela primeira vez no continente sul americano. Destacamos fragmento de um artigo publicado na Gazeta Musical de Viena – Allgemeine Musikalische Leitung:

A regência da Orquestra Real ficou a cargo do padre José Maurício Nunes Garcia. O entusiasmo com o qual o padre Garcia superou as dificuldades para viabilizar a execução da obra-prima do nosso imortal Mozart merece nossos agradecimentos mais calorosos. O concerto não deixou nada a desejar. Todos os talentos se conjugaram para receber, com dignidade, o estrangeiro Mozart neste novo mundo.

O autor dessa matéria foi o compositor austríaco Sigismund Ritter von Neukomm (1778-1858) natural de Salzburg, cidade natal de Mozart. Ao chegar ao Rio de Janeiro, em 1816, Neukomm logo estabeleceu fortes vínculos de amizade com o padre José Maurício. Coube a ele auxiliar os músicos da Orquestra Real a preparar a primeira apresentação do Réquiem.

Cabe destacar um pequeno parêntese. Mozart, ao falecer, deixou sua obra inconclusa. Sua esposa precisava conseguir dinheiro para manter-se a si e aos seus dois filhos pequenos. Ela necessitava urgência na conclusão daquela que seria a obra póstuma de Mozart e que lhe garantiria bons dividendos financeiros.

Constanze delegou a Joseph Leopold von Eybler, aluno de Mozart, a tarefa de completar o Réquiem. Ele chegou a escrever alguns movimentos, mas abandonou o projeto. O trabalho passou para Franz Xavier Süssmayr que concebeu o final de Lacrimosa e escreveu o Offertorium, Benedictus, Sanctus, Agnus Dei e Lux Aeterna.

Já comentamos em coluna anterior – K 525 - que o conceituado maestro Nikolaus Harnoncourt nunca acreditou na capacidade de Süssmayr em concluir o Réquiem. Anos mais tarde Contanze revelou para a família Novello que as contribuições do jovem e obscuro aluno de Mozart foram rotineiras e mecânicas, já que Mozart deixou rascunhado o material para os últimos movimentos. Musicólogos como Wolfgang Plath e Richard Maunder desqualificam o papel de Süssmayr na finalização do Réquiem ao afirmar que Mozart deve ter lhe deixado um quase completo esquema do Agnus Dei.

Apesar de todas as polêmicas, o Réquiem composto por Mozart e finalizado por Süssmayr é a versão oficial aceita e interpretada até os dias de hoje.

Durante os ensaios da obra, no Rio de Janeiro, Neukomm comentou com o Padre Nunes Garcia que segundo os rituais da Igreja Católica Romana, um ofício para os mortos deve ser finalizado com um movimento chamado Libera me. Para dar mais brilho à estréia da obra imortal de Mozart, o compositor compôs especialmente este encerramento para o Réquiem.

Aluno brilhante de Michel Haydn, Sigismund Neukomm ousou ao criar uma conclusão musical e litúrgica para uma das obras mais famosas da história da música. A partitura e as anotações manuscritas feitas pelo autor a respeito do Libera me foram guardadas durante muitos anos nos arquivos da Confraria de Santa Cecília, sendo mais tarde transferidos para a Cúria Metropolitana do Rio de Janeiro. Por motivos desconhecidos, o precioso acervo foi parar na Biblioteca Nacional, sendo descoberto no final do século XX.

Graças ao maestro e musicólogo Jean-Claude Malgoire, o Réquiem completado por Neukomm acaba de ser gravado em CD, pela Télérama. Malgoire não é um fanfarrão nem um ingênuo. Ele é um especialista em música barroca e clássica, extremamente respeitado em toda Europa. Ao descobrir o manuscrito do Rio de Janeiro e analisar os textos de Neukomm, ele não hesitou em dar seu aval para reger e gravar o Réquiem Carioca.

Segundo o crítico Piotr Kaminki este disco permite ao melômano descobrir o final acrescido por Neukomm. Esse último movimento – com a duração de oito minutos – nos causou uma curiosa satisfação, como se conseguisse fechar um ciclo dramático natural. Isso talvez aconteça porque ele utiliza duas citações importantes de Mozart (Introitus e Dies Irae). Quanto à sua própria invenção, amável e melodiosa, tão respeitosa ao estilo, não voa mais baixo que Süssmayr, não insultando em nada o resto da obra.

RÉQUIEM

1791 Vienne – Rio de Janeiro 1821
W. A. Mozart – conclu par Sigismund Neukomm
Hjordis Thébault, soprano – Gemma Coma-Alabert, mezzo soprano – Simon Edwards, tenor –Alain Buet, baryton basse.
La Grande Ecurie et la Chambre du Roy
Kantorei Saarlouis
Jean-Claude Malgoire
Premier Enregistrement mondial.
Télérama.
Artigo deste link.
http://www.revistadigital.com.br/adagio.asp?NumEdicao=366&CodMateria=3126
W.A. Mozart: Requiem (1791 Vienna - Rio de Janeiro 1821) - La Grande Écurie et la Chambre du Roi / Kantorei Saarlouis / Jean-Claude Malgoire [IMPORT]
http://www.amazon.com/W-Mozart-Kantorei-Saarlouis-Jean-Claude/dp/B000CCG21W/ref=sr_1_2?ie=UTF8&s=music&qid=1222281069&sr=1-2

Réquiem – Mozart edição Neukomm
http://www.operatoday.com/content/2008/01/mozart_requiem_2.php

http://www.submarino.com.br/cds_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=2&ProdId=1879127&franq=143007

Amadeus - Salieri helps Mozart write his Requiem
http://www.youtube.com/watch?v=ROllcRNrGI4&feature=related

Karlson.

Holbein Menezes
24-09-2008, 17:44
Muito bom, Karlson, mas muito bom mesmo! Desconhecia grande parte da história dessa peça. Aprendi, sempre é tempo para aprender; pois quem nasceu sabido, nasceu morto...

Só não entendi a participação do maestro Nikolaus Harnoncourt nessa história; ele não é nascido em 1929... mais novo que eu seis anos? Você disse: "...que o conceituado maestro Nikolaus Harnoncourt nunca acreditou na capacidade de Süssmayr em concluir o Réquiem." Harnoncourt não acreditou? Esclareça isso, por favor.

Obrigado pelas informações.

Holbein.

Karlson
24-09-2008, 18:50
Holbien este artigo é do Arthur Torelly Franco.

A controvérsia com o Maestro Nikolaus Harncourt é que ele não crê que o Franz Xaver Süssmayr completou o Réquiem de Mozart.

“O último K

O roteiro do filme “Amadeus” insinua que Mozart morreu envenenado pelo músico Antonio Salieri. O mesmo teria encomendado o “Réquiem” através de um misterioso mensageiro, para apresentá-lo na corte de Viena, como se fosse obra de sua autoria. Já tratamos dessa lenda no artigo “Aqua Tofana”, publicado na Revista Digital de 17.10.2002.

Na realidade, quem encomendou a obra, foi o conde Walsegg-Stuppach, em meados de 1791. Através do trabalho de Mozart, ele queria homenagear sua esposa, recentemente falecida, com uma Missa de Réquiem. Nessa época, o compositor estava trabalhando na conclusão de duas óperas. Uma delas “La Clemenza de Tito”, baseada em textos de Metastasio, foi estreada em Praga no dia seis de setembro como parte das festividades de coroação do Imperador Leopoldo II como rei da Bohemia. A outra, estreada em 30 de setembro, sob a regência de Mozart, foi “A Flauta Mágica”.

Devido a isso, o trabalho no “Réquiem” sofreu uma série de interrupções, visto que, após quatro meses de seu início, apenas estavam completos o Intróito, o Kirie e a seqüência que vai do Dies Irae até Confutatis. A maioria dos biógrafos de Mozart afirma que ele levou sua obra até o trecho Lacrymosa. Na véspera de sua morte, Mozart e um grupo de amigos ensaiaram as partes corais já concluidas.

A parte final do “Réquiem”, que compreende o Offertorium, Sanctus, Benedictus e Agnus Dei teria sido completada por seu discípulo e auxiliar, Franz Xaver Süssmayr. Esta versão é contestada pelo músico e dirigente Nikolaus Harnoncourt, um dos maiores estudiosos dos períodos clássico e barroco. Ele afirma que um compositor medíocre, como Süssmayr, jamais teria condições de escrever as partes acima citadas. Apesar da polêmica, a maioria das gravações do “Réquiem” destaca que a obra foi completada pelo discípulo de Mozart.”

O artigo original encontra-se neste link.
http://www.revistadigital.com.br/adagio.asp?CodMateria=1569

Mozart - Requiem (Discography)
http://www.amazon.com/Mozart-Requiem-Discography/lm/R10TI1WDIMNUT6

Versão do Maestro Nikolaus Harnoncourt.
Mozart: Requiem in D Minor, K. 626 [Hybrid SACD with CD-ROM track of Mozart's Original Manuscript]

http://www.amazon.com/Mozart-Requiem-Mozarts-Original-Manuscript/dp/B00022UO9I/ref=cm_lmf_tit_16

Um link audiófilo explicando a polêmica.
Recording of September 2004: Mozart: Requiem
http://www.stereophile.com/recordingofthemonth/904rotm/

Abraços a todos,
Karlson

migrando
25-09-2008, 17:54
Amigos,
Abrindo os e-mail recebidos desde a última semana, deparei-me com o seguinte:

“. . . Qual o nº que dariam à peça abaixo mencionada? Seria o K. 627?
Encontrada partitura inédita de Mozart em biblioteca francesa

Uma peça musical de Mozart até agora desconhecida foi descoberta em uma biblioteca francesa.
Ulrich Leisinger, chefe de investigações da Fundação Internacional Mozarteum de Salzburgo, disse não haver dúvida de que o manuscrito seja do compositor. Trata-se de um esboço preliminar de uma composição encontrada por uma equipe de uma biblioteca de Nantes, França, que revisava seus arquivos.
A folha única foi legada à biblioteca por um colecionador de manuscritos do século 19 e inscrita no catálogo. Mas logo se deu por efetivamente perdida para os musicólogos durante mais de um século. Leisinger calculou que se o manuscrito fosse colocado à venda alcançaria cerca de US$ 100 mil.
Ele é do tamanho de uma página de caderno e está dividido em duas partes: na primeira consta uma quinzena de compassos de quatro tempos em ré menor, que constituem um episódio religioso. A segunda parte do documento é "muito mais difícil de decifrar", segundo especialistas, "porque há notas por todas as partes, como se fosse mesmo um rascunho ilegível". . . .”
Estadão (http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080919/not_imp244384,0.php)

O Carteiro
25-09-2008, 18:07
Amigos,
Abrindo os e-mail recebidos desde a última semana, deparei-me com o seguinte:

“. . . Qual o nº que dariam à peça abaixo mencionada? Seria o K. 627?
Encontrada partitura inédita de Mozart em biblioteca francesa

Uma peça musical de Mozart até agora desconhecida foi descoberta em uma biblioteca francesa.
Ulrich Leisinger, chefe de investigações da Fundação Internacional Mozarteum de Salzburgo, disse não haver dúvida de que o manuscrito seja do compositor. Trata-se de um esboço preliminar de uma composição encontrada por uma equipe de uma biblioteca de Nantes, França, que revisava seus arquivos.
A folha única foi legada à biblioteca por um colecionador de manuscritos do século 19 e inscrita no catálogo. Mas logo se deu por efetivamente perdida para os musicólogos durante mais de um século. Leisinger calculou que se o manuscrito fosse colocado à venda alcançaria cerca de US$ 100 mil.
Ele é do tamanho de uma página de caderno e está dividido em duas partes: na primeira consta uma quinzena de compassos de quatro tempos em ré menor, que constituem um episódio religioso. A segunda parte do documento é "muito mais difícil de decifrar", segundo especialistas, "porque há notas por todas as partes, como se fosse mesmo um rascunho ilegível". . . .”
Estadão (http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080919/not_imp244384,0.php)


O catálogo de Köchel já sofreu 7 edições desde o século XIX, três delas somente pelas mãos de Alfred Einstein. Nenhuma delas tirou o Réquiem do posto de última obra.

A princípio, Mozart terminou mesmo ali.

Abraços a todos,
Gondim

Holbein Menezes
26-09-2008, 07:42
Ó O Carteiro, Mozart terminou? ou foi "terminado", hem Salieri? Sua obra completou-se com o Réquiem não completado? Como pode?

Gênio é isto: nada em sua vida é rotina ortodoxa. E Mozart é um double gênio, que fez do mesmismo barroco um barroco original mozartiano, que não é igual a barroco nenhum!

Inventou sobre o inventado não o desinventando; ao contrário, criando um inventado próprio, mozartiano.

Holbein, amanhecido de ponta-cabeça.

cheriato
26-09-2008, 11:10
Sempre vejo aqui no forum indicacoes de cds, porem nunca vi indicacoes de vinil. Muitas pessoas defendem o vinil como sendo a mais pura reproducao de audio, sendo a mais fiel a gravacao original de estudio.(claro boas gravacoes de vinil). Vcs tbm escutam classicos em vinil?

Eu recentemente comprei em sebos algumas colecoes por precos muito interessantes de disco de vinil importados muito interessantes, inclusives com os libretos etc..obras de Beethoven, Mozart, um disco muito interessante "Cavalleria Rusticana" gravado em 1940, ainda em mono, mas com um libreto, caixa etc.. em perfeito estado. Claro que nao podemos compara-lo a um cd super audio, mas sera que nesses casos o valor historico, sentimental tbm nao vale a pena?

Me parece que fora do Brasil o volume de Vinil escutado por audiofilos eh muito maior que no nosso pais isso procede?

Abs.

migrando
26-09-2008, 17:34
Prezado Carlos.

No site abaixo você poderá encontrar opiniões variadas a respeito de suas indagações.

http://www.htforum.com/vb/showthread.php?t=20338&highlight=VINIL+cdS

:legal:

O Carteiro
28-09-2008, 13:23
Rapazes.

A editora Planeta DeAgostini lançou uma coleção em DVD chamada “O Melhor da música sacra”. O primeiro volume já está no jornaleiro a preço de banana madura trazendo dois fascículos. O Réquiem de Mozart e um concerto dedicado a Bach, que tem inclusive Rostropovich e Carreras.

Pelo que entendi as gravações são exclusivas, a coleção é um ambicioso projeto da editora.

O Réquiem, além de burocrático, foi regido por um metrônomo. O Bach é totalmente dispensável.

Mas como os DVDs são uma bagatela, não custa conferir.

Abraços,
Gondim

migrando
28-09-2008, 17:14
Prezado Gondim

Seria esta (http://www.planetadeagostini.pt/numerosAtrasados) a coleção por você referida?

http://www.planetadeagostini.pt/uploads/bodegones/243_bodegon.jpg

:feliz:

O Carteiro
28-09-2008, 20:41
Prezado Gondim

Seria esta (http://www.planetadeagostini.pt/numerosAtrasados)a coleção por você referida?

http://www.planetadeagostini.pt/uploads/bodegones/243_bodegon.jpg

:feliz:


Não. Observe a foto, note o layout da DG e o símbolo da Unitel no canto inferior esquerdo das embalagens. Ao consultar o site português da editora o amigo se equivoca – e nos deixa a todos com água na boca pela DG Collection (será que chegará até nós?).

A coleção O Melhor da música sacra está aqui, no site brasileiro:

http://www.planetadeagostini.com.br/colecionavel/o-melhor-da-musica-sacra.html (http://www.planetadeagostini.com.br/colecionavel/o-melhor-da-musica-sacra.html)

Abraços,
Gondim

O Carteiro
29-09-2008, 23:05
A respeito da DG Collection, escrevi à Planeta DeAgostini. A resposta é desanimadora:



"Infelizmente, os produtos das filiais estrangeiras não podem ser vendidos no Brasil, pois os lançamentos são independentes e com base em estudo de mercado.
Visite nosso site e conheça nossas coleções já lançadas no Brasil, de grande interesse e com a qualidade Planeta DeAgostini: www.planetadeagostini.com.br (http://www.planetadeagostini.com.br/)."

Pois é.

Abs,
Gondim

Holbein Menezes
30-09-2008, 15:10
"... os produtos das filiais estrangeiras não podem ser vendidos no Brasil..."

Parecido, Ricardo, com o aviso daquela editora de Lisboa, que nos adverte aos leitores brasileiros de que os livros da "Colecção Vampiro" têm "Venda interdita na República Federativa do Brasil."

E a tal editora denomina-se, acreditem:

"Livros do Brasil Lda. (sic)"!

E durma-se com burrezas que tais, pois, pois!

Holbein.

O Carteiro
01-10-2008, 12:36
Amigos do nosso cantinho:

Prosseguindo na minha saga Toscaniniana, ontem recebi pelo correio dois novos DVD's com concertos levados ao ar pela NBC, com o legendário Maestro.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41%2BsCn1uSIL._SS400_.jpg

Telecast: 3 November, 1951 at Carnegie Hall, New York City
Introduction to the concert
Weber
Euryanthe * Overture
Brahms
Symphony No.1 in C minor, Op.68
NBC Symphony Orchestra

Telecast: 29 December, 1951 at Carnegie Hall, New York City
Introduction to the concert
Wagner
Lohengrin * Prelude to Act I
Siegfried * Forest Murmurs
Tristan und Isolde * Prelude & Liebestod
Götterdämmerung * Siegfried's Death & Funeral Music
Die Walküre * Ride of the Valkyries
NBC Symphony Orchestra

[...]

Sidão, esses concertos - especialmente o Brahms e o Wagner - são patrimônio da humanidade.

Espetaculares.

Abraços,
Gondim

Karlson
01-10-2008, 21:15
A respeito da DG Collection, escrevi à Planeta DeAgostini. A resposta é desanimadora:


"Infelizmente, os produtos das filiais estrangeiras não podem ser vendidos no Brasil, pois os lançamentos são independentes e com base em estudo de mercado.
Visite nosso site e conheça nossas coleções já lançadas no Brasil, de grande interesse e com a qualidade Planeta DeAgostini: www.planetadeagostini.com.br (http://www.planetadeagostini.com.br/)."

Pois é.

Abs,
Gondim
Que departamento de Marketing tem esta firma!!!???.
Excelente dublagem da Quinta de Beethoven
Argument to Beethoven's 5th
http://www.youtube.com/watch?v=EEhF-7suDsM


Ao que desejam conhecer a Arte dos Maestros, algumas aulas de condução no Youtube.
http://www.youtube.com/results?search_query=Conducting+Techniques&search_type=
Conducting Techniques: Starting & Stopping Orchestra : Dynamics of Preparation Beats for Orchestra
http://www.youtube.com/watch?v=1nX2jOEHvmQ
INTRODUZIONE ALLA TECNICA DELLA DIREZIONE D'ORCHESTRA
http://www.youtube.com/watch?v=HLYn4wRuYH8&feature=related
Bernard Haitink Conducting Masterclass
http://www.youtube.com/watch?v=HjMyx06nR5M&feature=related

London Symphony Orchestra conducting masterclass
http://www.youtube.com/watch?v=T2Eh9MFyNT4

Divirtam-se...
Victor Borge, What Does A Conductor Do?
http://www.youtube.com/watch?v=wXDEDClfZhc
Victor Borge Dance Of The Comedians
http://www.youtube.com/watch?v=wGESFaMl84U

Victor Borge Composes
http://www.youtube.com/watch?v=yX4jcMEslq4


Alguns exemplos famosos:
Bruno Walter The Maestro the Man
http://www.youtube.com/watch?v=aztB7E1Wjbs&feature=related

Karl Böhm rehearses Beethoven - Part 1
http://www.youtube.com/watch?v=Y9owM7OUKHw&feature=related

Hermann Scherchen rehearses Bach
http://www.youtube.com/watch?v=4s-coTlGgBU&feature=related

Algo interessante A Sinfonia N.38 em comparação de interpretação entre cinco regentes.
http://www.youtube.com/watch?v=8_TvU-rokP0&feature=related

Klemperer/NPO Eroica 1st Mov. 1/2
http://www.youtube.com/watch?v=HtyLBBq9f_E&feature=related

HANS KNAPPERTSBUSCH 1943 5TH BEETHOVEN
http://www.youtube.com/watch?v=XKRCmLDk16Y&feature=related

Furtwaengler conducts Beethoven 9th Sym finale 1942
http://www.youtube.com/watch?v=R7y08vr4ulI&feature=related

Karajan in rehearsal
http://www.youtube.com/watch?v=E740D--6s04&feature=related

Karlson.

cheriato
02-10-2008, 20:54
Ola Srs. gostaria de uma indicação de um bom CD de alguma peça feita para cello. Gostaria de presentear uma professora e ela tem verdadeira paixao por classicos, em especial as que são feitas para cello.

Já agradeço antecipadamente pois sei que terão muitos posts e com certeza todos serão especiais.

Abs.

Holbein Menezes
03-10-2008, 10:27
Aviso aos amigos.

Desde fins de setembro último meus textos serão exclusivos do saite www.logoseletronico.com (http://www.logoseletronico.com). Fico no HTForum só nos tópicos.

Só para despertar interesse dos musicistas eruditos - e que me desculpe o Dennis pelo oportunismo - dou abaixo dica de como estou a elaborar as matérias:

O DVD completa a leitura da música?

Por Holbein Menezes.

A neurociência brasileira acaba de descobrir que o ato da leitura se processa no cérebro humano pela conjugação das zonas corticais responsáveis pela fala e pela visão. Ora, extrapolando-se tal descoberta pode-se dizer que a música é a leitura dos tons organizados de acordo com o método grego-romano, se erudita, e conforme a tradição folclórica, se popular e jazz.

Donde se pode concluir que a visão – e o devedê dos dias de hoje – é técnica a serviço do cérebro para processar pleno o ato da leitura musical.

Aliás, e a rigor, condição sine qua non. Porque, caso contrário, a leitura da música interagirá necessariamente com zonas corticais outras, tais a do aprendizado, a da memória, e a da imaginação. A sair, destarte, dos circuitos neurônicos próprios da leitura musical para adentrar nos obscuros escaninhos das emoções. Portanto, energia que deixa de fluir pelas vias normais da leitura da música e aí processar-se, para desviar-se, se sem o auxílio da visão, pelas múltiplas vielas das emoções temporais, nem sempre fiéis aos símbolos das partituras musicais, e à criação dos compositores.

Holbein.

Rui Fernando
03-10-2008, 13:27
[quote=Holbein Menezes;1337170]Aviso aos amigos.

Desde fins de setembro último meus textos serão exclusivos do saite www.logoseletronico.com (http://www.logoseletronico.com). Fico no HTForum só nos tópicos.

Meus queridos mestre Holbein e mano Ricardo,
Por força do distanciamento só agora tomei conhecimento da novidade.
Era o que faltava.
Desejar sucesso é chover no molhado da vossa competência.
Então, um grande beijo aos dois.
Rui Fernando

cheriato
03-10-2008, 14:57
Agradeco aos amigos pelas indicacoes. Olha vindo dos Sr. acho que eh melhor eu comprar os 2 pois nao vou ficar sem. eehhe O lugar mais facil de acha-los seria a Amazon?

Sidao, se assim me permite chama-lo, agora com o Brasao do timao te admiro ainda mais. :ataque::ataque:

Holbein Menezes
04-10-2008, 05:06
Pena que o velho Sergiu Celibidache tenha morrido; que dá uma aula de articulação nas obras que rege, lá isso dá. Pega uma música batidíssima como a do Hector Berlioz, Sinfonia Fantástica, e a transforma numa obra de profundas e variadas nuanças, preferindo sempre a poesia eloquente do doce silêncio entre partes da peça aos tutti espetaculares e apressados; a vagareza no andamento; o pianíssimo mais sofisticado quase inaudível de certas passagens, como que a degustar acorde por acorde, tom por tom e sobretom, quase nota por nota como queria o pai de Mozart; um virtuose da regência!

Pena que o velho Celibidache tenha morrido; certas mortes além de injustas são estúpidas. E tantos Bush e Chavez por aí a dar sopa. Merde!

Holbein.

Karlson
04-10-2008, 23:45
Carlos sem saber mais detalhes das preferências de sua professora.
Qual compositor que mais admira?
Qual período da Música?
Concerto? Sonatas? Trio? Quartetos? Etc.

Poderão já as possuir em sua coleção, as nossas indicações:

Minhas humildes sugestões:

Debussy: Cello Sonata
http://www.youtube.com/watch?v=nvM9Hr-xLkQ&feature=related

Beethoven: Cello Sonata No. 4
http://www.youtube.com/watch?v=humUy2ddxqQ&feature=related

Beethoven - Cello Sonata - Glenn Gould & Leonard Rose
http://www.youtube.com/watch?v=GchB9unYkOE&feature=related

Bach, Suites pour violoncelle - Anne Gastinel
http://www.youtube.com/watch?v=Qv0yDQLMSiQ&feature=related
http://home.amazon.com/s/ref=nb_ss_m?url=search-alias%3Dpopular&field-keywords=Anne+Gastinel&x=21&y=16
Site:
http://lagastinelette.free.fr/


Yo-Yo Ma plays the prelude from Bach´s Cello Suite No. 1
http://www.youtube.com/watch?v=dZn_VBgkPNY&feature=related

Elgar Cello Concerto 1st Movement: Jacqueline du Pre
http://www.youtube.com/watch?v=OH0jUQTCCQI&feature=related
Jacqueline du Pré Haydn Cello Concerto No. 1 Moderato
http://www.youtube.com/watch?v=8I0mxuMyzfg&feature=related

Peter Wispelwey and Violons du Roy
http://www.youtube.com/watch?v=DkvlROnS5w4
Site: http://www.pieterwispelwey.com/home.html

Vivaldi Cello Sonatas - Ophelie Gaillard
http://www.youtube.com/watch?v=ed8WKw9ZSUI&feature=related
http://home.amazon.com/s/ref=nb_ss_gw?url=search-alias%3Dpopular&field-keywords=Oph%E9lie+Gaillard+&x=9&y=17
Site
http://www.opheliegaillard.com/

Filme: Tous Les Matins du Monde
Tous Les Matins du Monde - Improvisation sur les Folies
http://www.youtube.com/watch?v=MoXrMOsnRVo

Tous les matins du monde - Excerpt
http://www.youtube.com/watch?v=pnriefsHKsQ&feature=related

Trilha: Tous Les Matins du Monde
http://www.amazon.com/Tous-Matins-Monde-Dix-Apres/dp/B00005S0MD

Jordi Savall
http://www.lastfm.com.br/music/Jordi+Savall/Tous+Les+Matins+Du+Monde
http://fr.wikipedia.org/wiki/Tous_les_matins_du_monde

Filme: http://www.imdb.com/title/tt0103110/

http://cineclick.uol.com.br/cinemateca/ficha_filme.php?id_cine=4675


Pablo Casals plays BACH - Suite no 1 for Cello
http://www.youtube.com/watch?v=VhcjeZ3o5us&feature=related

Ballet inspirados em Debussy
Debussy - "Prélude à l'après-midi d'un faune"
http://www.youtube.com/watch?v=rbIzYgq0anU&feature=related
Vaslav Nijinsky 1890-1950
http://www.youtube.com/watch?v=LQwoQOrZ7o4&feature=related
"Evening in Grenada" from "Debussy Soiree"
http://www.youtube.com/watch?v=92QnjYEyAKE&feature=related
"The White Peacock" from Roman Sketches
http://www.youtube.com/watch?v=FGzert8kEAQ&feature=related
A Tribute to Loie Fuller
http://www.youtube.com/watch?v=zFHfNf3acgo&feature=related
Bishi 'The Swan'
http://www.youtube.com/watch?v=iLa9VisCrUQ&feature=related
Danza Serpentina
http://www.youtube.com/watch?v=NDUn-VK4MJQ&feature=related

Minha sugestão para a escolha de um compositor contemporâneo.
Compositor: Pēteris Vasks

Artist: Rudolf Werthen/I Fiamminghi
Recording: Vasks: Cantable Symphony Stimmen & Musica Dolorosa
http://www.telarc.com/gscripts/title.asp?gsku=0457&mscssid=HEKMCS041K4L8LX2Q6NV26HVNB3W9757]
Outra interpretação :
Vasks – Message

http://www.amazon.co.uk/Vasks-Message/dp/B00069I6QU

Peteris Vasks
http://www.amazon.co.uk/exec/obidos/search-handle-url/203-8177983-4683168?_encoding=UTF8&search-type=ss&index=music&field-artist=Peteris%20Vasks

Vasks - Cello Concerto; Symphony No 3
http://www.amazon.co.uk/Vasks-Cello-Concerto-Symphony-No/dp/B000I5YVLG/ref=pd_sim_m_h__5

Karlson

cheriato
06-10-2008, 08:44
OLa Karlson, agradeco muito a disposicao para me indicar tantos links, Farei uma pesquisa entre eles.

Abs.

O Carteiro
06-10-2008, 13:56
Moçada:


Pra quem quiser saber um pouco mais da vida do genial compositor GIUSPPE VERDI, faço indicação de uma série que foi exibida em televisão há quase 20 anos e que, agora, foi lançada em DVD.
http://images.dvdworld.com.br/images/VS19840.jpg

[...]


http://dvdworld.com.br/dvdworld.hts?+VS19840+acha

Pela qualidade da série, que eu tinha em VHS, e que vou comprar correndo, eu recomendo muito. É uma excelente oportunidade para quem queira conhecer um pouco da vida, dos dramas e das glórias do Maestro de Bussetto.

Abraço fraternal,

Sidão

Sidão, eu acho um “filmaço”. Renato Castellani foi um grande nome do cinema italiano e escreveu o roteiro do “Verdi” para ele mesmo dirigir. São 10 horas de magia “cinematográfica”, ainda que produzidas para a TV.

Que bom que agora está em DVD.

Abraços,
Gondim

membroativo
06-10-2008, 15:06
Bela coincidência: há poucos minutos vi essa caixa na Cultura do Conjunto Nacional, e, por não conhecê-la, estava procurando informação sobre ela.
Agora está com dupla chancela.

abraços,

ZpínoZ
06-10-2008, 22:34
Meus amigos,

Voltei do meu giro. Com 70 CDs na bagagem, depois de ter asssitido 3 monumentais óperas (Holandez Voador, Viena - Aida, Praga - Tosca, Berlin) e inúmeros concertos. Preciso deglutir tudo isso.

Mas antes de entrar nas conversas preciso ler os "posts" das últimas semanas.

Saudações alviverdes,

Z

Holbein Menezes
07-10-2008, 07:10
Sei não, Z; lembro-me, a propósito, do comentarista esportivo da Ilha do Desterro: "uma coisa é uma coisa, e a outra, completamente diferente".

Estava com saudade suas, Z. Fizeram a viagem dos sonhos dos dois? Lady Z matou sua fome viageira?

Recado ao Walder: recebi ontem; hoje vou começar a degustar...

Holbein.

cheriato
07-10-2008, 22:56
Srs, na opinao dos Srs. qual seria o Cd ideal para ouvir a 5 Sinfonia de Beethoven?

Abs.

ZpínoZ
07-10-2008, 23:14
Estava com saudades desse convivio...

Só para esquentar as conversas, comecei a ouvir uma série de interessantes registros históricos que trouxe na mala, daqueles que o Holbein e seus ouvidos abominam, por deficiências na captação e excesso de ruídos. Mas que Gondim e o Sidão, desatinados e adictos, adoram.

Mahler por Bruno Walter, Mengelberg, Mitropoulos ...
Badrich Smetana inteiro, tocado por velhas orquestras Tchecas.
Toscanini e Mitropoulos, desses não é preciso falar nada.

Interessante o repertório “atual” dessas gravações realizadas entre 30 e 50.



http://ecx.images-amazon.com/images/I/51JZBNH403L._SL500_AA240_.jpg http://ecx.images-amazon.com/images/I/411G%2BGf-YwL._SL500_AA240_.jpg

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41n-PkWY36L._SL500_AA240_.jpg http://ecx.images-amazon.com/images/I/51zGmDsCx9L._SL500_AA240_.jpg

Tem mais...

Z

ZpínoZ
07-10-2008, 23:27
Srs, na opinao dos Srs. qual seria o Cd ideal para ouvir a 5 Sinfonia de Beethoven?

Abs.

O probelma é que ninguém que efetivamente goste de Música é capaz de apontar apenas uma Quinta boa. Fora estes celerados, te indicaram a versão com o Karajan.

Como estou numa fase arqueológica, neste momento recomendo Toscanini.

Mas da Quinta, bom mesmo é ter várias.

Z

O Carteiro
08-10-2008, 05:26
Srs, na opinao dos Srs. qual seria o Cd ideal para ouvir a 5 Sinfonia de Beethoven?

Abs.

Vai nessa aqui:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51kGDOtViJL._SS500_.jpg

A regência do Kleiber tem a dignidade do Toscanini, a Filarmônica de Viena é a maior orquestra do mundo e o som é sensacional.

http://www.amazon.com/Beethoven-Symphonies-5-7/dp/B000001GPX/ref=pd_bbs_sr_1?ie=UTF8&s=music&qid=1223454208&sr=8-1

Bagatela na Amazon: $8.97.

Abraços,
Gondim

O Carteiro
08-10-2008, 05:29
Estava com saudades desse convivio...

Só para esquentar as conversas, comecei a ouvir uma série de interessantes registros históricos que trouxe na mala, daqueles que o Holbein e seus ouvidos abominam, por deficiências na captação e excesso de ruídos. Mas que Gondim e o Sidão, desatinados e adictos, adoram.

Mahler por Bruno Walter, Mengelberg, Mitropoulos ...
Badrich Smetana inteiro, tocado por velhas orquestras Tchecas.
Toscanini e Mitropoulos, desses não é preciso falar nada.

Interessante o repertório “atual” dessas gravações realizadas entre 30 e 50.

[...]

Tem mais...

Z

Bem vindo ao lar, meu bom. Nada como um passeio no shopping, hein? (rs) E aí, cara? O que nos conta? O que ouviu de bom?

Você fez muita falta.

Abraços,
Gondim

migrando
08-10-2008, 08:18
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51H37HCMVML._SS400_.jpg

Recebi, hoje, o seguinte e-mail:

Ligeti's "out there" Violin Concerto"

On today's date in 1992, one of the strangest -- and some would say most strikingly original -- Violin Concertos of the late 20th century had its premiere performance in Cologne, Germany. It was written by the Transylvanian-born Hungarian composer György Ligeti.

This Violin Concerto combined several aspects of Ligeti's style, a style that tend to divide audiences pro or con in performance. It's hard for performers or audiences to remain indifferent where Ligeti's music is concerned.
Ligeti became famous in the West when some of his music appeared in the 1968 Stanley Kubrick film, "2001." Kubrick used Ligeti's music to evoke the eerie and empty vastness of outer space. And, in fact, Ligeti was fascinated by the sounds traditional orchestral instruments make when pressed to the extreme limits of their range: their own sonic "outer limits."

There's some of that in Ligeti's 1992 Violin Concerto, plus a dash of the traditionally melancholic Hungarian strain familiar from the music of Ligeti's famous compatriot, Béla Bartók. Also tossed in for good measure is Ligeti's puckish fondness for thumbing his nose at life, the universe, and traditional concert hall decorum.
As if to counterbalance his melancholic strain, or perhaps just express it in a more surprising way, there's a good deal of the clown in Ligeti, who includes a chorus of ocarinas in the score of his Violin Concerto.

ZpínoZ
09-10-2008, 12:46
Às Operas, começando pela última.

Sexta passada (03/10) assisti a Tosca no Staatsoper de Berlin, obviamente tudo foi novo: o teatro, o público e o “em torno” do espetáculo. Infelizmente, como comprei de última hora, o lugar não era muito bom (mas foi barato). Entretanto, exceto por esse detalhe, tudo o mais foi perfeito.

O teatro estava absolutamente cheio, com um público babilônico, de todas as línguas. Muitos orientais. Interessante que muitos entram no segundo ato, e nos melhores lugares.

Sobre a montagem, não tem reparo. Pode-se não gostar do estilo, da levada, mas tecnicamente não tem nenhum erro, nenhum deslize grave.

Gostei particularmente das vozes de Tosca (Micaela Carosi) e de Scarpia (Gerd Grochowski). Do resto foi um deslumbramento de um homem de Alfenas/MG.

Aqui algumas fotografias e a ficha técnica.

http://www.staatsoper-berlin.de/spielplan/detailansicht.php?id_event_date=192527&id_event_cluster=67271&id_language=1

Z

O Carteiro
09-10-2008, 13:13
GONDIM:

No sábado prometo que retomarei as exposições de vozes líricas, destacando os mezzosopranos.

BRANDÃO:

O discípulo humildemente solicita ao Mestre citar, em grupos de 10, os melhores tenores, barítonos, baixos, sopranos, mezzosopranos e contraltos.
Não sonegue a seus alunos mais essa inexcedível aula.

:ataque::ataque::ataque::ataque::ataque::ataque::a taque::ataque:


É, Brandão, estamos todos esperando :fogo:(rs).
Abraços,
Gondim

O Carteiro
09-10-2008, 13:16
Às Operas, começando pela última.

Sexta passada (03/10) assisti a Tosca no Staatsoper de Berlin, obviamente tudo foi novo: o teatro, o público e o “em torno” do espetáculo. Infelizmente, como comprei de última hora, o lugar não era muito bom (mas foi barato). Entretanto, exceto por esse detalhe, tudo o mais foi perfeito.

O teatro estava absolutamente cheio, com um público babilônico, de todas as línguas. Muitos orientais. Interessante que muitos entram no segundo ato, e nos melhores lugares.

Sobre a montagem, não tem reparo. Pode-se não gostar do estilo, da levada, mas tecnicamente não tem nenhum erro, nenhum deslize grave.

Gostei particularmente das vozes de Tosca (Micaela Carosi) e de Scarpia (Gerd Grochowski). Do resto foi um deslumbramento de um homem de Alfenas/MG.

Aqui algumas fotografias e a ficha técnica.

http://www.staatsoper-berlin.de/spielplan/detailansicht.php?id_event_date=192529&id_event_cluster=67271&id_language=1

Z

Muito bacana. Que tal a orquestra e o regente? E a acústica da casa? É boa como dizem?

Abraços,
Gondim

ZpínoZ
09-10-2008, 15:24
Gondim,

Eu quase cheguei a acreditar naquela lenda audiófila, disparatada como soem ser as lendas: se for boa a Música tocada numa sala (instrumento), ela (ele), progressivamente, aprende a soar bem.

Digo isso porque, como o lugar não era muito bom (via o palco de cima e meio enviesado), comecei a prestar atenção no som. E foi exatamente a orquestra o que mais me deslumbrou. Obviamente perfeita para uma ópera. O regente a mantinha absolutamente adequada à narrativa, acentuava, na precisa intensidade, na altura certa, no tempo correto, a cadeia de sentimentos do libreto, distendendo e evidenciado as emoções da ópera. Me extasiei sobretudo com os seus registro mais graves, pontuando e colorindo as seqüências dramáticas. Aliás quase com certeza são músicos também da Filarmônica de Berlin.

Numa poetice desabusada quero usar uma imagem. Gosto quando a orquestra cerca os solistas como o Mestre-sala cerca a Porta-bandeira, surfando nos efeitos, nas firulas, nas fissuras, nos galanteios e negaceios, mas sempre completamente consciente de que é coadjuvante, luxuoso e imprescindível, mas coadjuvante, não a estrela do espetáculo.

A acústica me pareceu soberba. Porém não era intrinsecamente diferente do TM de São Paulo, do Rio e outros que já ouvi. Mesmo porque os espaços, tirante a decoração, são grandemente parecidos.

É como nos restaurantes. Jamais se come mau numa casa 5 estrelas. Pode-se até não gostar, mais aí por secretas idiossincrasias pessoais.

Num próximo “post” vou falar do Holandês Voador em Viena e de alguns requintes tecnológicos que me surpreenderam.

Z

Karlson
09-10-2008, 19:48
Gondim realmente o “velho” mestre tinha uma dignidade que flui em emoção com a Música.
Que o workshop seja de plena satisfação da Bell’Arte entre amigos.

Outros mestres do passado:
Pierre Fournier plays Robert Schumann's Cello Concerto

Schumann: Cello Concerto (part 1)
http://br.youtube.com/watch?v=l4ggs8ZpPbg&feature=related
Schumann: Cello Concerto (part 2)
http://br.youtube.com/watch?v=t3qjORcbJ9o&feature=related
Schumann: Cello Concerto (part 3)
http://br.youtube.com/watch?v=kW0xm1tjDwc&feature=related
Schumann: Cello Concerto (part 4)
http://br.youtube.com/watch?v=YaJpAEwxW7c&feature=related

Chopin: Introduction and Polonaise Brillante - part 1
http://br.youtube.com/watch?v=k5oKNtpLKdc&feature=related
Chopin: Introduction and Polonaise Brillante - part 2
http://br.youtube.com/watch?v=tGprIaYIAAA&feature=related

Gregor Piatigorsky plays Chopin Sonata
http://br.youtube.com/watch?v=OqipjgPDYxk&feature=related
Gregor Piatigorsky plays Tchaikovsky Waltz
http://br.youtube.com/watch?v=4txRGrOrUyU&feature=related

Miklós Perényi and András Schiff
Schubert: Arpeggione Sonata, D. 821 (part 1)
http://br.youtube.com/watch?v=KT1n-woNg6o&feature=related

Schubert: Arpeggione Sonata, D. 821 (part 2)
http://br.youtube.com/watch?v=hfwTUg7XDms&feature=related

Schubert: Arpeggione Sonata, D. 821 (part 3)
http://br.youtube.com/watch?v=45I8ZLE96lI

Schubert: Arpeggione Sonata, D. 821 (part 4)
http://br.youtube.com/watch?v=651YUh9l3qU

Arturo Benedetti Michelangeli
http://www.arturobenedettimichelangeli.com/


(Michelangeli)Beethoven Piano Concerto No. 1 Mvt III
http://br.youtube.com/watch?v=BVa4LQq_Df4
Michelangeli - Giulini, Beethoven Emperor concerto [1-1]
http://br.youtube.com/watch?v=jhqanqbraLU&feature=related

Michelangeli - Giulini, Beethoven Emperor concerto [2]
http://br.youtube.com/watch?v=zSSpazV1gIE&feature=related
Michelangeli - Giulini, Beethoven Emperor concerto [3]
http://br.youtube.com/watch?v=ft-1DRsETJQ&feature=related
Michelangeli plays chopin
http://br.youtube.com/watch?v=Cvu05oT7UB8&feature=related

Diversão:
This Old Cello
http://br.youtube.com/watch?v=zDGphZaQoSw&feature=related

Amazing Video of a Song Composed Entirely of 37 Cello Parts
http://br.youtube.com/watch?v=gsavk0FX3Ro&feature=related

Bach Bach Bach
http://www.youtube.com/watch?v=rXSp8Oi6vYc&feature=related
Baaaaaaaaaaach
http://www.youtube.com/watch?v=63X3GI_EMCI

CANON EM D - by Paulinho Winterle
http://www.youtube.com/watch?v=kN61_VrTzRU&feature=related

Ode To Joy
http://www.youtube.com/watch?v=xpcUxwpOQ_A&feature=related

Abraços,
Karlson

ZpínoZ
09-10-2008, 19:58
Tenho muitas ressalvas para recomendar CD/DVDs, porque gosto pessoal é como DNA, cada um tem o seu, porém ainda não foi mapeado o genoma dos gostos, trabalho que presumo seria muito mais complicado.

Mas me arrisco a indicar, para os adictos do violoncelo, um Box que trouxe da viagem, quando pude analisar bem o conteúdo.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51UU2Zypk3L._SL500_AA240_.jpg

É bom chamar atenção para o título do Box: Historic Russian Archives. Certamente, não é difícil de intuir, que atrás de Shostakovith, Prokofiev, Stravinsky e Katchaturian, por exemplo, existia um imenso contingente de compositores ou obras soviéticas que nunca chegaram ou se impuseram no ocidente. Não por falta de qualidade, mas de oportunidade.

Rostropovich era um ponto natural de convergência, atento e receptivo, assim inúmeras obras pouco conhecidas foram acolhidas e gravadas por ele. Miakovsky (um Cello concert), Glazunot, Tishchenko, Vlosov, Mirzoyan e vários outros. Além de outras obras raramente registradas: Saint-Saens, Honegger, Merle (Brazilian Dance “Tijuka”)... Sempre com sua peculiar clarividência e competência.

Esse Box alargou muito meus horizontes do repertório do Cello.

Z

Karlson
09-10-2008, 20:01
Uma Bela entre as Belas.:aplauso:

Grimaud plays Chopins's Berceuse
http://br.youtube.com/watch?v=8HayHLUZIcU&feature=related

Helene Grimaud - J.S.Bach(PV)
http://br.youtube.com/watch?v=5GQb0ilTpIg&feature=related
Helene Grimaud Chaconne in D minor -2-
http://br.youtube.com/watch?v=2fsekFC-pw8&feature=related

Helene Grimaud - Beethoven(PV)
http://br.youtube.com/watch?v=Owddh5wiL_Q&feature=related

Helene Grimaud -『Credo』(PV)
http://br.youtube.com/watch?v=O6Y4Jn3kvXk&feature=related

Hélène Grimaud @Thé ou café (1/4)
http://br.youtube.com/watch?v=BZjCpnn1BGE&feature=related
Hélène Grimaud @Thé ou café (2/4)
http://br.youtube.com/watch?v=Ivxs50l-I7U&feature=related
Hélène Grimaud @Thé ou café (3/4)
http://br.youtube.com/watch?v=EBKqOqf8zuw&feature=related
Hélène Grimaud @Thé ou café (4/4)
http://br.youtube.com/watch?v=a9y-A7Wa-8A&feature=related

Karlson

ZpínoZ
09-10-2008, 20:13
GONDIM:

No sábado prometo que retomarei as exposições de vozes líricas, destacando os mezzosopranos.

BRANDÃO:

O discípulo humildemente solicita ao Mestre citar, em grupos de 10, os melhores tenores, barítonos, baixos, sopranos, mezzosopranos e contraltos.
Não sonegue a seus alunos mais essa inexcedível aula.

:ataque::ataque::ataque::ataque::ataque::ataque::a taque::ataque:

Brandão,

Não dá mole para estes alunos espertinhos não. Mande estudar e pede na prova.

Posso sugerir uma questão: Quais os melhores cruzamentos, em óperas é claro, de sopranos e baixos?

Z

MARCUS BRAGA
11-10-2008, 16:55
Outra questão bonitinha pra cair numa prova:

Em qual ópera não existe cantoras, só cantores?


Sidão

o que sei é que existiram os "castrati" – cantores de ópera que faziam papéis femininos e eram imensamente populares na Itália dos séculos XVI a XVIII

castrati deve ser eunuco


por deduçao

e porque a igreja nao aceitava mulheres no coro das igrejas nesse periodo

os castrati eram recrutados como cantores da capela sistina; creio

entao deve ser alguma obra do Handel
:)

Zaratrustra
13-10-2008, 11:30
Cheriato:

Se vc quer mesmo fazer essa Professora se emocionar com Cello. não deixe de comprar este disco:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41T95TFV4XL._SS500_.jpg
Nunca mais um anjo como esse vai descer à terra pra nos fazer chorar e ir embora tão cedo.

É simplesmente maravilhoso, lindo, arrebatador e deixa uma frustração danada dela ter sido chamada tão cedo para outras esferas, nos privando de sua inspiração e arte sem paralelo.

Abraços,

Sidão

Prezado Sidney,

Acabei de adquirir este cd e gostaria de agradece-lo pela indicação.

Realmente muito bom,

Abs

ZpínoZ
13-10-2008, 15:13
Jacqueline Du Pré é uma de minha paixões perpétuas.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51X5NB0HAYL._SL500_AA240_.jpg

Tanto que considero a moça co-autora de algumas peças que executa. No Concerto para Cello de Elgar, por exemplo, ela adicionou dimensões que o autor jamais imaginou.

E, sempre que posso, recomendo o filme Hilary and Jackie baseado em sua vida. Uma interessante clarificação de sua trajetoria artística.

http://www.htforum.com/vb/showthread.php?p=1000500&highlight=hilary+jackie#post1000500

Porque na verdade para anjos como Jacqueline Du Pré e Ginette Neveu "biografia" não é apropriado, melhor falar em "aparições".

Zpinoz

ZpínoZ
14-10-2008, 14:48
Sidão,

Uma pergunta contabile...

Daquela imensa quantidade de excelentes SACDs, CDs (em tudo quanto é formato, inclusive uma estupenda oitava de Mahler) que tive oportunidade de ouvir na casa do autodeclarado Mestre, quantos são teus?

Z

ZpínoZ
15-10-2008, 09:31
Edson,

Eu assino as séries Jacarandá e Paineira, cujas programações para 2009 estão excelentes, uma sinfonia de Sibelius, a nona de Shostakovich, a ópera o Cavaleiro da Rosa...

Na série Cedro, entre outras coisas interessantes, tem um Concerto para Violão de Francis Hime e uma Quinta de Mahler, imperdível. Nesta récita, mestre do mestre, estarei lá.

Z

DRAGAO
15-10-2008, 10:19
Uma perguntinha basica para os assiduos frequentadores:
-quais as boas localizacoes na plateia para orquestras sinfonicas. (exceto o mezanino obvio)

:legal:

Redlaw
15-10-2008, 10:32
Vou repassar uma dica da FSP de hoje.

Alison Balsom - Haydn-Hummel: Trumpet Concertos
Avaliação: ótimo

...aos 30 anos de idade, a britânica Alison Balsom, que já tocou no Brasil, abre as portas do "clube do Bolinha" que é o mundo deste instrumento.

Acompanhada pela Deutsche Kammerphilharmonie Bremen, ela executa o brilhante concerto clássico de Joseph Haydn (1732-1809), o pré-chopiniano concerto de Johann Nepomuk Hummel (1778-1837) e duas obras menos conhecidas: o concerto barroco do italiano Giuseppe Torelli (1658-1709) e o classicismo do tcheco Jan Neruda (1711-1776).

Além de agilidade nas passagens rápidas, Alice Balsom também sabe conferir lirismo aos trechos mais cantáveis, como o pungente movimento lento do concerto de Hummel.

...Senso de estilo, clareza na articulação, limpeza e alta virtuosidade fazem de Balsom uma musicista completa.


http://ecx.images-amazon.com/images/I/31pX4vZmHvL._SS500_.jpg

[ ]'s Walder.

DRAGAO
15-10-2008, 10:37
Depende muito da sala de concerto. Na Sala São Paulo, por exemplo, eu prefiro platéia central, uns 20 metros depois da orquestra, pois se vc fica muito perto, corre o risco de não perceber certas nuances.
No Municipal, certamente eu prefiro ficar mais perto, ou num foyer superior.
Varia, portanto, em razão da acústica da sala e da própria forma como vc se sente melhor ouvindo, pois conheço gente que, se pudesse, ficaria sentada dentro a tuba............:ataque::ataque::ataque:

Grande abraço,

Sidão

oPA, desculpe a falha mas eu estava me referindo mesmo a Sala SP.:tu:

ZpínoZ
15-10-2008, 11:37
Vou repassar uma dica da FSP de hoje.

Alison Balsom - Haydn-Hummel: Trumpet Concertos
Avaliação: ótimo

...aos 30 anos de idade, a britânica Alison Balsom, que já tocou no Brasil, abre as portas do "clube do Bolinha" que é o mundo deste instrumento.

Acompanhada pela Deutsche Kammerphilharmonie Bremen, ela executa o brilhante concerto clássico de Joseph Haydn (1732-1809), o pré-chopiniano concerto de Johann Nepomuk Hummel (1778-1837) e duas obras menos conhecidas: o concerto barroco do italiano Giuseppe Torelli (1658-1709) e o classicismo do tcheco Jan Neruda (1711-1776).

Além de agilidade nas passagens rápidas, Alice Balsom também sabe conferir lirismo aos trechos mais cantáveis, como o pungente movimento lento do concerto de Hummel.

...Senso de estilo, clareza na articulação, limpeza e alta virtuosidade fazem de Balsom uma musicista completa.


http://ecx.images-amazon.com/images/I/31pX4vZmHvL._SS500_.jpg

[ ]'s Walder.

Há muito sou fâ dessa moça, e já lhe rendi loás anteriomente (http://www.htforum.com/vb/showthread.php?p=1072703&highlight=balsom#post1072703), tenho comprado todos os CDs dela. O mês passado esteve tocando no RJ, pensei em ir, porém uma longa viagem agendada conflitava com as datas.

Entretanto, que procuro mesmo, é um DVD da beldade em cena.

Z

O Carteiro
16-10-2008, 04:45
Como prometido, retomo hj, para finalizar, as breves explanações acerca das vozes líricas, desta vez abordando os registros de mezzosoprano e contralto. [...]
Sidão

Sidão, obrigado por mais uma aula. Gostei especialmente de ver a Christa Ludwig naquele Fidelio. E tomei um susto com a diluição da beleza da Olga Borodina. Até o olhar se perdeu. “Tempo voraz, ao leão cega as garras”.

Abraços e obrigado.
Gondim

Karlson
16-10-2008, 13:55
A revista Bravo especial – tem o tópico – As 100 obras essenciais da música erudita.
Sei que toda listas ou classificações são escolhas pessoais, que gostaria de por em discussão aos colegas do fórum – se concordam com as escolhas?

Para inicio de polêmica exponho meu ponto de vista:

Noto em alguns textos, tendências políticas – religiosas – não musicais ou que não expressam o real sentido das obras.

http://bravonline.abril.uol.com.br/index.shtml

Helene Grimaud – Beethoven Concerto n. 4
Beethoven's 4 Piano Concert in G opus 58 - 1:4
http://www.youtube.com/watch?v=NuaQ0S2JXSs&feature=PlayList&p=0CC20A383A9471DF&index=0&playnext=1
Beethoven's 4 Piano Concert in G opus 58 - 2:4
http://www.youtube.com/watch?v=xhvbQudpJH8&feature=PlayList&p=0CC20A383A9471DF&index=1
Beethoven's 4 Piano Concert in G opus 58 - 3:4
http://www.youtube.com/watch?v=YtuGrODkUbg&feature=PlayList&p=0CC20A383A9471DF&index=2
Beethoven's 4 Piano Concert in G opus 58 - 4:4
http://www.youtube.com/watch?v=lKIERa3msV0&feature=PlayList&p=0CC20A383A9471DF&index=3

Sugestão:
Home - Warner Music (http://www.warnermusicstore.com.br/Default.aspx) :: Veress : Hommage à Paul Klee, Concerto for Piano Strings & Percussion, 6 Csárdás


http://megastore.uol.com.br/acervo/classico/a/andras_schiff/veress___hommage_a_paul_klee__concerto_for_piano_s trings_e_percussion__6_csardas

Paul Klee, Le silence de l'ange

http://www.youtube.com/watch?v=AMIQkzzm74w&feature=related

Paul Klee (1879~1940)
http://www.youtube.com/watch?v=r0gOb4yhIN4

arte-omaggio a Paul Klee-part.1
http://www.youtube.com/watch?v=_3JHR-7DW8E&feature=related

arte-omaggio a Paul Klee-part.2
http://www.youtube.com/watch?v=ATzHisPZnqQ&feature=related

Paul Klee
http://www.youtube.com/watch?v=VN3MhXwR4ys&feature=related

Paul Klee - 7 paintings
http://www.youtube.com/watch?v=WGAI3naoQrU&feature=related

Paul Klee - Paintings
http://www.youtube.com/watch?v=l2hPd5gY35M&feature=related



Diversão:
77 beautiful Faces
http://www.youtube.com/watch?v=RZTQypmEj5s&feature=related

Sophia Loren - omaggio - hommage - tribute -1960-2007
http://www.youtube.com/watch?v=UYxMWbFqYXo&feature=related

Cary Grant Tribute
http://www.youtube.com/watch?v=DlrQCyHAnsU

An Affair to Remember (1957) Deborah Kerr (Marni Nixon)
http://www.youtube.com/watch?v=X0VQjW2wG80&feature=related


Love Affair (1939) - "Plaisir D'Amour"
http://www.youtube.com/watch?v=y8W8PnZkmm4&feature=related


Tereza Kesovia: Plaisir d"amour
http://www.youtube.com/watch?v=K-jkKZiqOL8&feature=related

Janet Baker. Mezzo soprano. Film of 'Plaisir d'amour'. 1982
http://www.youtube.com/watch?v=RO3k_s9mkio&feature=related

Karlson

Karlson
18-10-2008, 15:41
Graças ao Youtube. :riso:


Rachel Podger & Andrew Manze
Bach - Double Violin Concerto (part one)
http://www.youtube.com/watch?v=LIOh5Iq683o&feature=related

Bach - Double Violin Concerto (part two)
http://www.youtube.com/watch?v=oaUY8bU5XBI&feature=related

Bach - Double Violin Concerto (part three)
http://www.youtube.com/watch?v=k1vEAsJpZ_w&feature=related

Rachel Podger
http://www.amazon.com/exec/obidos/search-handle-url?_encoding=UTF8&search-type=ss&index=music&field-artist=Rachel%20Podger


Bach: Complete Sonatas & Partitas for Violin Solo
http://www.amazon.com/Bach-Complete-Sonatas-Partitas-Violin/dp/B00006JQU1/ref=pd_lpo_k2_dp_k2a_2_img/104-9334134-2899153?pf_rd_m=ATVPDKIKX0DER&pf_rd_s=lpo-top-stripe-2&pf_rd_r=1NY2S8GFCZ35FG7HS3GY&pf_rd_t=201&pf_rd_p=304485601&pf_rd_i=B000034D48

Revista Bravo:

Obra n. 54 - Sinfonia n, 41 (Júpiter) Mozart
Artista: Marc Minkowski / Les Musiciens du Louvre :aplauso:
Gravadora Archiv
Excelente escolha por estilo de interpretação. Mas poderiam...
Ter ofertado Harnoncourt.

Concert of Les Musiciens du Louvre in Brazil
http://www.youtube.com/watch?v=kzXPHPcbtfQ&feature=related
F.J. Haydn - Symphonie Nr.22 Es-dur, II. Presto (Minkowski)
http://www.youtube.com/watch?v=j1iJFrs1B6Q
http://www.youtube.com/watch?v=KHxF4KMj0Ac&feature=related

Minha escolha: :aplauso:
Harnoncourt/VPO Mozart Sym No.41 1st Mov. 1/2
http://www.youtube.com/watch?v=o-Fz2OS2zOo&feature=related
Harnoncourt/VPO Mozart Sym No.41 1st Mov. 2/2
http://www.youtube.com/watch?v=YPZm-nRjZtY&feature=related

DVD http://www.hbdirect.com/album_detail.php?pid=3002452

Outra escolha:
Jeffrey Tate conducts the English Chamber Orchestra

Mozart Symphony 41 K 551 - Allegro Vivace 1/2
http://www.youtube.com/watch?v=LCtD1XzAJSQ

Mozart Symphony 41 K 551 - Allegro Vivace 2/2
http://www.youtube.com/watch?v=ERUs-ofTFrk&feature=related

Mozart Symphony 41 K 551 - Andante Cantabile
http://www.youtube.com/watch?v=jUGN2vMj3bY
Mozart Symphony 41 K 551 - Menuetto, Allegretto -Trio
http://www.youtube.com/watch?v=ybQq3Qt-8J4&feature=related

Mozart Symphony 41 K 551 - Molto Allegro
http://www.youtube.com/watch?v=Fcly8-RGhgw&feature=related

Em CD:
Joseph Krips :aplauso:
Vienna Philharmonic (1972-1981) - Mozart / Krips, Et Al CD

http://www.cduniverse.com/search/xx/music/pid/3528390/a/Vienna+Philharmonic+(1972-1981)+-+Mozart+%2F+Krips,+Et+Al.htm (http://www.cduniverse.com/search/xx/music/pid/3528390/a/Vienna+Philharmonic+%281972-1981%29+-+Mozart+%2F+Krips,+Et+Al.htm)

Josef Krips
http://en.wikipedia.org/wiki/Josef_Krips
Discografia
http://www.geocities.com/Vienna/Studio/2891/krips.htm
http://allmusic.com/cg/amg.dll?p=amg&sql=41:8225
J. Krips
http://www.amazon.com/exec/obidos/search-handle-url?_encoding=UTF8&search-type=ss&index=music&field-artist=Josef%20Krips

Mozart: Symphonies Nos. 40 & 41 [ORIGINAL RECORDING REMASTERED]
http://www.amazon.com/Mozart-Symphonies-Nos-40-41/dp/B000051YDG/ref=sr_1_3?ie=UTF8&s=music&qid=1224354394&sr=1-3
http://www.adorocinema.com/filmes/regras-da-vida/regras-da-vida.asp

Diversão:
A belissima música do Cary Grant Tribute no Youtube é
A trilha sonora do filme Cider House Rules (Regras da Vida) Rachel Portman
http://www.filmtracks.com/composers/portman.shtml

http://www.adorocinema.com/filmes/regras-da-vida/regras-da-vida.asp
http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Cider_House_Rules
http://www.imdb.com/title/tt0124315/

♫ Soundtrack - The Cider House Rules 1/2 :aplauso:

http://www.youtube.com/watch?v=Tt8WMXz1WeE&feature=related
♫ Soundtrack - The Cider House Rules 2/2
http://www.youtube.com/watch?v=KMF7A1kq_4o&feature=related
Montagem:
Wenn du liebst...Cider House Rules
http://www.youtube.com/watch?v=NR2-jlzvCSs&feature=related

Karlson

Karlson
18-10-2008, 20:57
Variações da Flauta Mágica e Natalie Choquette


Farrel & Cecília Bártoli - vozes
Flutte enchanté Mozart
http://www.youtube.com/watch?v=TvAgSgKcppA

LA FLUTE ENCHANTEE NATALIE DESSAY :aplauso:
http://www.youtube.com/watch?v=mY8VgbjhzA8&feature=related

Natalie Dessay - The Queen of the Night - first aria
http://www.youtube.com/watch?v=WGdFavkAzds&feature=related

Natalie Dessay - The Queen of the Night - second aria
http://www.youtube.com/watch?v=9qqDKUKvoIs&feature=related

Natalie Choquette :aplauso:

The Diva and the Maestro - The Queen of the Night
http://www.youtube.com/watch?v=3pR67d1Obgs&feature=related

Natalie Choquette - nessun dorma
http://www.youtube.com/watch?v=xKzNuSL0Rus&feature=related

The Diva and the Maestro - Ah! Je Veux Vivre
http://www.youtube.com/watch?v=BUj-PPVCbBE&feature=related

The Diva and the Maestro - Summertime
http://www.youtube.com/watch?v=IZOUSVOkb8Y&feature=related

The Diva and the Maestro - Mozart
http://www.youtube.com/watch?v=8egCYeSoSXY

Karlson

O Carteiro
19-10-2008, 17:53
Graças ao Youtube. :riso:

[...]

Josef Krips
http://en.wikipedia.org/wiki/Josef_Krips
Discografia
http://www.geocities.com/Vienna/Studio/2891/krips.htm
http://allmusic.com/cg/amg.dll?p=amg&sql=41:8225
J. Krips
http://www.amazon.com/exec/obidos/search-handle-url?_encoding=UTF8&search-type=ss&index=music&field-artist=Josef%20Krips

Mozart: Symphonies Nos. 40 & 41 [ORIGINAL RECORDING REMASTERED]
http://www.amazon.com/Mozart-Symphonies-Nos-40-41/dp/B000051YDG/ref=sr_1_3?ie=UTF8&s=music&qid=1224354394&sr=1-3
http://www.adorocinema.com/filmes/regras-da-vida/regras-da-vida.asp

[...]

Karlson

Com Joseph Krips descobri que a IV não era somente uma sinfonia entre a Eroica e a V. Hoje, tenho as nove com Krips e Viena.

Regentaço.

Abraços,
Gondim

DRAGAO
19-10-2008, 18:59
Tenho uma opera pra assistir no Centro de Cultura Judaica.
Alguem conhece ???

DRAGAO
20-10-2008, 07:03
Sidao, acho que fica na Oscar Freire....

membroativo
20-10-2008, 07:11
Vicente,
o local fica na Rua Oscar Freire, 2.500 - Sumaré, mas qual é a ópera?

abraços,

DRAGAO
20-10-2008, 09:03
A opera é o Barbeiro de Sevilha.
Perguntei pq nao conheco o local e gostaria de saber se é legal. :tu:

Karlson
20-10-2008, 20:37
Com Joseph Krips descobri que a IV não era somente uma sinfonia entre a Eroica e a V. Hoje, tenho as nove com Krips e Viena.

Regentaço. :aplauso:

Abraços,
Gondim


Gondim - temos também os cincos Concertos para Piano de Beethoven com Krips e Rubinstein.
http://www.amazon.com/Beethoven-The-5-Piano-Concertos/dp/B000003FB2


http://www.amazon.com/s/ref=dp_db_clas_perf?ie=UTF8&search-alias=classical&keywords=Artur%20Rubinstein

Infelizmente temos pouco vídeo deste fabuloso Maestro.



Josef Krips Conducts

http://www.vaimusic.com/VIDEO/DVD_4256_69423_krips.htm

Sensibilidade , Arte e Refinamento. (Atributos Platônicos...?)

Abraços,
Karlson

Karlson
20-10-2008, 21:03
Anna Moffo


With George London and Anna Moffo
Mozart - Don Giovanni - La ci darem la mano (London, Anna Moffo)
http://www.youtube.com/watch?v=TK6FnLj817c&feature=related

Anna Moffo - Rossini - Barbiere Siviglia - Una Voce Poco Fa
http://www.youtube.com/watch?v=KjKwm3enCTw

The "Una voce poco fa" Contest - Anna Moffo (S´mente Áudio)
http://www.youtube.com/watch?v=9Ao-7CN2zxg

Anna Moffo Sings Batti Batti from Don Giovanni
http://www.youtube.com/watch?v=3IURUgv48ck

Anna Moffo in interview 1990
http://www.youtube.com/watch?v=eQGCkRpvG_o

Anna Moffo - "Ach, ich fühl's"
http://www.youtube.com/watch?v=0dBX87Y2ymc

Anna Moffo - "Voi Che Sapete" (in STEREO!)
http://www.youtube.com/watch?v=D1uhMmhc6K4

Anna Moffo, La Fille du Regiment
http://www.youtube.com/watch?v=OFsJxgMMT5I&feature=related

Anna Moffo - Manon
http://www.youtube.com/watch?v=1Sb1rpZBb0I&feature=related

Anna Moffo Nicolai Gedda La Traviata duet
http://www.youtube.com/watch?v=Jvn5O7QsY5Q&feature=related

AVE MARIA (Bach/Gounod) -- Anna Moffo
http://www.youtube.com/watch?v=fO78AqC1IE4&feature=related

Anna Moffo - "Qui la voce sua soave...Vien, diletto"
http://www.youtube.com/watch?v=9nbKCvmhEs8


Karlson



(http://www.youtube.com/watch?v=9nbKCvmhEs8)

Karlson
20-10-2008, 21:05
Ferruccio Furlanetto - Madamina, il catalogo è questo
http://www.youtube.com/watch?v=OqeyElCHRM8&feature=related
Herbert Von Karajan - His Legacy for Home Video - Mozart - Don Giovanni (1987)
http://www.amazon.com/Herbert-Von-Karajan-Legacy-Giovanni/dp/0738919039/ref=sr_1_13?ie=UTF8&s=dvd&qid=1224542950&sr=1-13

Ferruccio Furlanetto "La Calumnia" Il Barbiere di Siviglia - Calunnia
http://www.youtube.com/watch?v=AFWRaKrmovY&feature=related
Rossini - Il barbiere di Siviglia (The Barber of Seville) / Cambreling, Ewing, Rawnsley, Glyndebourne Festival Opera (1987)
http://www.amazon.com/Rossini-barbiere-Siviglia-Cambreling-Glyndebourne/dp/B00019G8EW/ref=sr_1_14?ie=UTF8&s=dvd&qid=1224542950&sr=1-14

Barbiere Di Siviglia - Mi par d'esser con la testa
http://www.youtube.com/watch?v=gzYe1hqiNQo
E...
THOMAS HAMPSON SINGS "LARGO AL FACTOTUM"
http://www.youtube.com/watch?v=Yf4c8uREO3U&feature=related

Ferruccio Furlanetto - Faust - Le veau d'or
http://www.youtube.com/watch?v=W8ulGDWLnPA

Cinque... dieci... venti... trenta... (Le nozze di Figaro)
http://www.youtube.com/watch?v=Ao3jG-cOEPg&feature=related

Bravo, signor padrone - Se vuol ballare (Le nozze di Figaro)
http://www.youtube.com/watch?v=2THV4GXppZE

Ah! signor... signor... (Le nozze di Figaro)
http://www.youtube.com/watch?v=79G_RwzNa1w

Mozart - Le nozze di Figaro (The Marriage of Figaro) / Jean-Pierre Vincent · Paolo Olmi - G. Furlanetto · Szymtka - Opéra National de Lyon (2001)
http://www.amazon.com/Mozart-Marriage-Jean-Pierre-Furlanetto-National/dp/B00005NGAB/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=dvd&qid=1224543138&sr=1-1

Mozart: Coronation Mass - Benedictus
http://www.youtube.com/watch?v=6fZLKr-pJ7g
High Mass Coronation Celebrated by Pope John Paul (Mozart) (1985)
http://www.amazon.com/High-Mass-Coronation-Celebrated-Mozart/dp/B000056MOQ/ref=sr_1_7?ie=UTF8&s=music&qid=1224542461&sr=1-7

Karlson

ZpínoZ
21-10-2008, 08:38
Sidão,

Meu amigo, um conselho.

Abandone definitivamente este autodeclarado mestre. Viu Kill Bill? Pois é, renegue imediatamente The Cruel Tutelage of Pai Mei. Estou inclinado a pensar que nada de bom pode vir daí. Você, mais do que ninguém, conhece o estranho episódio em que teu mentor foi confundido com Parsifal. Aquela história nunca ficou suficientemente esclarecida.

Esqueça as objeções do guru e persista na deliciosa fluição de vídeos como os da Anna Netrebko e similares. Este é o caminho.

AnonimoZ

Holbein Menezes
22-10-2008, 05:56
Tenho lido tudo, diariamente.

É que estou em estado de transição, deste apê alugado para o de Hermosa, próprio, em fim de construção; ou seja, do Mucuripe para as proximidades do Parque do Cocó; dos 105 decibéis de barulho ensurdecedor das carretas do cais do porto para o remanso do Parque, com seu rio poluído mas sua exuberante vegetação nativa...

Quer dizer... isso se a ganância pantagruélica dos Jereissati não resolver construir outro shopping dentro dessa última reserva de mata atlântica da Cidade de Iracema...

O Tasso me faz lembrar o Frank Sinatra, tudo em Detroit pertencia ao cantor, e aqui em Fortaleza, ao Tasso!

Holbein.

Karlson
22-10-2008, 17:17
Temos nova coleção de Ópera - Tesouros da Ópera.


http://www.tesourosdaopera.com.br/

Mas desta vez em CD ...
Com excelente material e libreto traduzido.

Vídeo promocional
http://www.tesourosdaopera.com.br/video_promocional.asp

Podcast
http://www.tesourosdaopera.com.br/podcast.asp

Mas estou fascinado pelo DVD , que podemos apreciar como o Sydney disse:
- Não apenas cantam, mas encantam.

Karlson

O Carteiro
23-10-2008, 12:58
Deve valer muito pelo material editorial a que teremos acesso, sobretudo acerca da história da ópera.
No que tange às obras, ao lado de algumas absolutamente clássicas, temos outras que, francamente, são desconhecidas e que não poderiam, segundo penso, estar reunidas numa série de tesouros.
Alguém conhece TITO MANLIO, de Vivaldi? Ou PROSERPINE, de Lully?
Onde estão OTELLO, DON GIOVANNI, TOSCA, AIDA, TANNHÄUSER, ANDREA CHENIER, dentre muitas outras que poderiam ser lembradas?????
Ademais, pesquisando os elencos das óperas que comporão a série, nem sempre se terá do melhor em termos de gravações e cantores, o que é uma pena.
Assim, o que deve mesmo ser interessante é o material gráfico, mas, nada obstante isso, é muito bom saber que podemos ter acesso, tanto quanto possível barato, ao mundo da ópera.

Sidão

O Fidelio da coleção é o do Klemperer de 1961 (Testament). Vou conferir, pois nunca ouvi. Klemperer tem um de Budapeste (1948) sem diálogos e a clássica gravação de estúdio pela EMI com Philharmonia – que pessoalmente não gosto, acho muito, muito lenta. Tenho com Fricsay, Böhm, Bernstein e – fiquemos de pé, cavalheiros – com São Toscanini. Gosto de todas as versões e mais ainda da ópera, de modo que uma gravação a mais não será exatamente um trabalho sujo. Tenho também o DVD do Levine, mas acho a direção de cena tão ridícula que prefiro ouvir de costas para a TV.

O Tristão é referência: São Furtwängler.

O Wozzeck é o do Mitropoulos, que eu sempre quis ouvir também.

O Eugene Onegin tem Galina Vishnevskaya e Ivan Petrov. É música muito bonita e eu só conheço pela versão do Solti, aquela do DVD. E esta? Que tal?

Estou à deriva, Mestre Sidão. Rogo para que você nos oriente com o seu conhecimento enciclopédico do mundo lírico.

Beijo,
Gondim

Karlson
23-10-2008, 20:58
Com apresentação de Julie Andrews este DVD é precioso aos apreciadores de Musicais.

DVD - My Favorite Broadway - The Leading Ladies

http://www.extra.com.br/DetalheProduto.aspx?codProduto=4300489&codCategoria=CatDVDsClassicoeJazz

http://www.amazon.com/My-Favorite-Broadway-Leading-Ladies/dp/6305669201

Os musicais da Broadway tornaram-se famosos mundialmente, criando astros e estrelas, consagrando compositores e perpetuando números musicais. Neste show, os grandes nomes femininos da Broadway sobem ao palco do Carnegie Hall para interpretar suas canções preferidas. Recebidas por Julie Adrews, estrelas da magnitude de Liza Minnelli, Marin Mazzie e Elaine Stritch levaram a platéia ao êxtase, no espetáculo que ficou conhecido como " A Noite das Divas".

Faixas:

1- Tony Roberts e Robert Morse - The Beauty That Drives a Man Mad

2- Karen Ziemba e Bebe Neuwirth - Nowadays/Hot Honey Rag
http://www.youtube.com/watch?v=OdphKzImf4M

3- Marin Mazzie - Bewitched, Bathered and Bewildered
http://www.youtube.com/watch?v=L8LEBx_QOv4&feature=related
http://www.marinmazzie.com/

4- Linda Eder - Man of La Mancha
5- Andrea McArdle - Look for the Silver Lining/Tomorrow

6- Jennifer Holliday - And I´m Telling You I´m Not Going
http://www.youtube.com/watch?v=Uw-ZoZjxyLw&feature=related

7- Priscilla Lopez – Nothing
http://www.youtube.com/watch?v=iiXNCqgytCA

8- Debra Monk - Everybodys Girl
http://www.youtube.com/watch?v=coGXbd-RIjU

9- Nell Carter - Aint Misbehavin/Mean to Me
http://www.youtube.com/watch?v=tSfqahmLyuk&feature=related

10- Dorothy Loudon - Fifty Percent
http://www.youtube.com/watch?v=_g0W0rXPyx0

11- Liza Minnelli - Some People
http://www.youtube.com/watch?v=9K2_Yv4w2qY

12- Audra McDonald - Love Changes Everything
13- Marin Mazzie - Unexpected Song

14- Judy Kuhn - I Don´t Know How to Love Him
http://www.youtube.com/watch?v=kWEnLlcm9B8
http://www.youtube.com/watch?v=yHWlXQtVO3k&feature=related

15- Rebecca Luker - Falling in Love with Love

16- Anna Kendricks - Life Upon the Wicked Stage
http://www.youtube.com/watch?v=obb84XG7g6M

17- Audra MacDonald - Down with Love
http://www.youtube.com/watch?v=x3rW4zYcQpg&feature=related

18- Dee Hoty - Could I Leave You?
http://www.youtube.com/watch?v=HUKuJ5N-luU

19- Karen Ziemba - I Wanna Be a Rockette
20- Lea DeLaria - I Can Cook Too
21- Faith Prince - Adelaides Lament
http://www.youtube.com/watch?v=WLnCS-E7a-s

22- Elaine Stritch - The Ladies Who Lunch
http://www.youtube.com/watch?v=8fwfimjV4dQ

23- Ensemble - One


Karlson

Karlson
23-10-2008, 21:35
Uma excelente indicação à Música Barroca com vários compositores magistrais.
Mas poucos conhecidos (do grande público – exceção aos que freqüentam estas páginas...) :riso:

É o CD da trilha sonora do filme Casanova.

Casanova (2005 Lasse Hallstrom film) [SOUNDTRACK]
http://www.amazon.com/Casanova-2005-Lasse-Hallstrom-film/dp/B000BYR9YK/ref=pd_bbs_sr_6?ie=UTF8&s=music&qid=1224807124&sr=8-6

O DVD em Blueray
http://www.amazon.com/Casanova-Blu-ray-Heath-Ledger/dp/B000J6I0U2/ref=pd_bbs_sr_8?ie=UTF8&s=dvd&qid=1224807124&sr=8-8

Compositores:
Johan Helmich Roman :aplauso:
http://www.amazon.com/s/ref=dp_mu_cd_1?ie=UTF8&search-alias=classical&keywords=Roman%2C%20Johan%20Helmich

Roman: 3 Violin Concertos/ 3 Sinfonias
Orpheus Chamber Ensemble (http://www.amazon.com/s/ref=dp_db_clas_orch?ie=UTF8&search-alias=classical&keywords=Orpheus%20Chamber%20Ensemble)
http://www.amazon.com/Roman-Violin-Concertos-Sinfonias/dp/B0000016BL/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=music&qid=1224807493&sr=1-1

Leonardo Leo
http://www.amazon.com/s/ref=dp_mu_cd_11?ie=UTF8&search-alias=classical&keywords=Leo%2C%20Leonardo

Leonardo Leo: 6 Concerti di Violoncello
http://www.amazon.com/Leonardo-Leo-Concerti-Violoncello/dp/B00000DG44/ref=sr_1_2?ie=UTF8&s=music&qid=1224807856&sr=1-2

Vicente Martin y Soler
http://www.amazon.com/s/ref=dp_mu_cd_36?ie=UTF8&search-alias=classical&keywords=Martin%20y%20Soler%2C%20Vicente

Francesco Durante
http://www.amazon.com/s/ref=dp_mu_cd_61?ie=UTF8&search-alias=classical&keywords=Durante%2C%20Francesco

E acrescentando outro fabuloso compositor Domenico Zipoli.
http://www.amazon.com/s/ref=nb_ss_m_0_6?url=search-alias%3Dpopular&field-keywords=zipoli+domenico&sprefix=zipoli

The Magic Of the Oboe
Adagio for oboe, cello & strings
Composed by Domenico Zipoli (http://www.amazon.com/s/ref=dp_mu_cd_13?ie=UTF8&search-alias=classical&keywords=Zipoli%2C%20Domenico)

http://www.amazon.com/The-Magic-Of-the-Oboe/dp/B000005EB2/ref=sr_1_19?ie=UTF8&s=music&qid=1224808266&sr=1-19



Karlson

membroativo
24-10-2008, 11:58
Caríssimos,

depois de observar que este último Eugene Onegin citado pelo Sidão está para sair em BluRay, dei uma busca no site http://www.blu-ray.com e vi que algumas obras já citadas aqui estão com previsão de edição em tal mídia.
Apenas um pequeno lembrete àqueles que pretendem adquirir BDs: dêem uma olhada antes de comprar seus DVDs, para evitar compra em duplicidade, se for o caso.

Tchaikovsky: Eugene Onegin (Blu-ray) United States
Decca | Not rated | Nov 18, 2008 (4 Weeks)
http://images.blu-ray.com/movies/covers/2001_front.jpg

The Opera Gala: Live From Baden-Baden (Blu-ray)
Deutsche Grammophon | Not rated | Oct 21, 2008
http://images.blu-ray.com/movies/covers/1998_front.jpg

The Berlin Concert: Domingo / Netrebko / Villazón Live from the Waldbühne (Blu-ray)
Deutsche Grammophon | Not rated | Nov 18, 2008
http://images.blu-ray.com/movies/covers/2002_front.jpg

Mozart: Le Nozze di Figaro (Blu-ray)
Deutsche Grammophon | Not rated | Nov 18, 2008
http://images.blu-ray.com/movies/covers/2000_front.jpg

..e por aí vai...

abraços,

O Carteiro
24-10-2008, 13:11
Gondim:

Fidelio bom com o Klemperer, e confesso que não fui verificar o elenco da coleção, é aquele do início dos anos 60, com LUDWIG e VICKERS:
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51EJDGTMQHL._SS500_.jpg

Esse é maravilhoso.

Quanto ao Wozzeck, que não é uma das minhas paixões, pois não me adapto à escrita musical de Alban Berg, tenho receio de que a remasterização da versão do Mitropoulos tenha o mesmo efeito do disco do Cantelli regendo Wagner, que recebi e detestei, não o maestro, claro, mas a gravação foi afetada de tal maneira, que tira qualquer prazer de ouvir.
Se vc me permitir uma indicação, contudo, procure ouvir o regido pelo Dohnanyi que, de quebra, ainda traz ERWARTUNG, com as hostes de Viena:
http://ecx.images-amazon.com/images/I/41MW1493AWL._SS500_.jpg

[...] Grande abraço.

Sidão

Sidão, o Fidelio que acho muito lento é justamente esse. Já o Wozzeck do Dohnányi é um velho conhecido, tão desejável quanto os de Böhm, Boulez e Abdado.

O que você disse sobre o Wagner do Cantelli é justamente o meu temor em relação ao do Mitropoulos. Umas das versões mais bonitas que conheço da sinfonia Escocesa é dele, mas ouvi-la exige esforço, boa-vontade e pelo menos duas taças de vinho.

Se for Prima Mano de uva primitivo, basta um cálice.

Obrigado pelas dicas com o Onegin. Não conhecia a versão do Met com Gergiev. Mas deu água na boca – como deu! – e já está no topo da lista. É só o dólar descer da gangorra – ou parar de balançar.

Sidão, meu mano, mais uma vez obrigado.
]
Beijo,
Gondim

PS: o Semyon Bychkov (Onegin/Philips) é Regente com R maiúsculo, não acha?

Redlaw
24-10-2008, 14:47
Uma indicação de um belo disco, triplo.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41R9EOarDCL._SS400_.jpg

O disco é Gramophone Award Winner Classic CD Top 100 CDS of All Time.

Melhor que eu escrever, vai abaixo um excelente texto, que apesar de longo, vale muito a pena perder um pouquinho de tempo.

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Os 24 Prelúdios e Fugas Op. 87

Texto de Anderson Paiva (fragmento).

Em 1950, comemorava-se o bicentenário da morte de Johann Sebastian Bach, em Leipzig. O festival foi o palco da Competição Internacional Bach de Piano, que requeria a execução de qualquer um dos 48 Prelúdios e Fugas do Cravo Bem-Temperado. Entre os jurados, estava Dmitri Shostakovich.
A vencedora do concurso foi Tatiana Nikolayeva, que tocou não apenas um dos prelúdios e fugas do Cravo Bem-Temperado, conforme requeria a competição, mas executou todos os 48 Prelúdios e Fugas. Ela ganhou a medalha de ouro.

Dmitri Shostakovich, que entregou o prêmio à vencedora de 26 anos (na condição de presidente do júri), ficou impressionado com a interpretação da jovem pianista.

A última atração do evento foi o Concerto em Ré Menor para Três (cravos) Pianos, de J. S. Bach, tendo Maria Youdina, Pavel Serebriakov e Tatiana Nikolayeva como solistas. Incrivelmente, após Youdina machucar o dedo, Shostakovich, sem nenhuma preparação, e de última hora, tomou o seu lugar ao piano.

O mestre russo havia sido convidado para participar do festival de Leipzig em uma época que sua música silenciara na União Soviética, após o Decreto de Zhdanov (1948). Mas em meio ao silêncio, ele prosseguia compondo. E após retornar de Leipzig, contagiado pelo espírito de Bach – num primeiro momento, pretendia escrever apenas exercícios de técnica polifônica –, resolveu compor os seus próprios Prelúdios e Fugas. A partir daí, nasceria uma das maiores obras para piano do século XX: os 24 Prelúdios e Fugas Op. 87.

O trabalho é um verdadeiro monumento à arte de J. S. Bach. Shostakovich admirava-o grandemente, e a música do mestre de Leipzig é um dos pilares de sua obra. Aos 44 anos, e a exemplo de compositores como Mozart, Beethoven e Brahms, que em sua fase outonal voltaram-se para o passado em uma justa reverência ao mestre barroco, aqui Shostakovich aprofunda-se no estudo do contraponto e faz música polifônica da mais alta qualidade.

Por que vinte e quatro? São 24 os Prelúdios e Fugas do CBT I, e são 24 os Prelúdios e Fugas do CBT II, de J. S. Bach – que integram os 48 prelúdios e fugas do Cravo Bem-Temperado. Vinte e quatro são os Prelúdios de Chopin, e são vinte e quatro os Caprichos de Paganini. O número 24 não é por acaso – ele corresponde aos vinte e quatro tons da música ocidental: doze maiores e doze menores.

Na Idade Média e em todo o Renascentismo, não havia música tonal. A música era modal. Predominavam os modos antigos (modos gregos), que eram sete. A partir do sistema tonal, que se consolidou no barroco, passaram a existir somente dois modos: o modo maior e o modo menor. Antes, haviam os complicados sistemas de afinação (temperamento), a fim de fazer os “ajustes das comas”. A coma é a nona parte de um tom inteiro, e é considerado o menor intervalo perceptível ao ouvido humano. Os físicos e músicos divergiam sobre o semitom diatônico e o semitom cromático. Para os músicos, o semitom cromático (de dó para dó sustenido) possuía 5 comas, e o diatônico (de dó sustenido para ré) possuía 4. Os físicos afirmavam o contrário. Durante muito tempo persistiu esse dilema, e os diferentes sistemas de afinação. O cravo precisava ser afinado (temperado) constantemente, de acordo com o modo da música que se estava a tocar. Até que surgiu a idéia de afinar o cravo em doze semitons iguais, com um sistema de afinação fixa, de modo que o intervalo entre cada semitom ficasse ajustado em 4 comas e meia (diferença imperceptível ao ouvido humano), quando o teórico Andreas Werckmeister publicou um documento com essa teoria, em 1691. Desse modo, qualquer peça poderia ser transposta para qualquer tonalidade sem precisar fazer constantes “reajustes” de afinação.

Essa idéia foi recebida com polêmica, mas Johann Sebastian Bach foi um dos primeiros a reconhecer a importância da inovação. Em 1722, publicou sua coleção de 24 Prelúdios e Fugas, para cada uma das doze tonalidades maiores e menores, e a chamou “Cravo Bem-Temperado, ou Prelúdios e Fugas em todos os Tons e Semitons”, provando que era possível tocar e transpor uma música para qualquer tonalidade, com o sistema temperado, sem precisar alterar a afinação. Em 1744, vinte e dois anos depois, publicaria o segundo volume (agora chamado Cravo Bem-Temperado, Livro II). Portanto, cada um dos volumes do CBT foram escritos em épocas distintas de sua vida, e é notável o fato de que a primeira parte foi escrita no mesmo ano em que Jean-Philippe Rameau publicou o seu Tratado de Harmonia (1722), com o mesmo objetivo. Ambos trabalhos foram decisivos para a consolidação do sistema tonal, que revolucionou a Harmonia e as técnicas de composição. O Cravo Bem-Temperado é considerado a “bíblia do pianista”, e permaneceu reconhecido mesmo após a morte de Bach, quando todas as suas outras obras foram esquecidas, de modo que o sistema tonal que prevaleceu até a época de Schöenberg, e que ainda é uma vital referência em nossos dias, é o legado de Johann Sebastian Bach.

A combinação entre o Prelúdio e a Fuga (considerada, mais do que uma forma musical, uma técnica de composição) é um casamento perfeito entre duas “formas” distintas, duas forças, dois opostos. A fuga é provavelmente a técnica de composição mais complexa da música ocidental. Ápice da música polifônica, e com regras que submetem o tratamento dos elementos musicais a padrões extremamente rígidos, reúne arte e ciência.

O Prelúdio é uma “forma” musical de caráter extremamente livre, como a Fantasia e o Noturno, e também de caráter improvisatório, como a Toccata e o Impromptu. Remonta à era da Renascença, desde as composições para alaúde, passando a ser utilizado como introdução das suítes francesas no século XVII. O “prato de entrada”, com a função de Abertura, como as antigas Sinfonias barrocas, e de curta duração, com passagens de difícil execução, sempre fazendo improvisar o virtuose (como a Toccata), com o objetivo de chamar a atenção da platéia, antes da execução da “peça principal”. Johann Pachelbel foi um dos primeiros a combinar Prelúdios e Fugas, e a partir de J. S. Bach, o Prelúdio adquiriu grande importância, sendo utilizado depois mesmo individualmente, por compositores como Beethoven, Chopin, Debussy, Rachmaninoff, Hindemith, Ginastera, etc.

A Fuga é utilizada desde o período medieval, e é uma técnica de composição polifônica que segue o princípio de imitação, como o Canon, porém muito mais complexa do que esse. Toda fuga começa com uma voz sem acompanhamento expondo o tema, que é o sujeito. A seguir, entra a segunda voz repetindo o sujeito na dominante (uma quinta acima ou uma quarta abaixo da tônica), enquanto a primeira voz prossegue, agora dando início a um segundo tema contrastante, que é o contra-sujeito. Os temas devem ser independentes, (como melodias distintas que se combinam), e a distinção entre as vozes, clara. Mas devem “afinar” entre si – e esse é o ponto de desafio que alia a estética da arte à engenharia da ciência. Os temas se contrapõem na direção da música polifônica, que é considerada “horizontal”, ao contrário da música homofônica, em que as partes são dependentes e simultâneas, considerada “vertical”. O contraponto é muito complexo, restrito a muitas regras de consonância e direcionamento de vozes, e, da sua complexidade, a fuga é a expressão máxima. Após todas as vozes exporem o sujeito (a fuga pode ser a duas, três, quatro ou a cinco vozes, etc.) e o contra-sujeito, segue-se um complexo desenvolvimento de temas e
motivos que culminam no ponto alto e de tensão da fuga: o stretto. É onde as vozes se aproximam, cada vez mais – e as vezes ocorrem entradas paralelas –, produzindo a impressão de que uma voz está perseguindo a outra, daí o nome fuga.

Palestrina e outros compositores utilizaram a fuga no Renascentismo. Teve o seu ápice no Barroco, sendo usada por compositores como Sweelinck, Froberger, Corelli, Pachelbel, Buxtehude e Händel. Mas foi através de Bach, com o Cravo Bem-Temperado e A Arte da Fuga, que essa magistral arte e ciência do contraponto atingiu o seu ponto culminante. Depois ela cairia em parcial esquecimento, mas sendo aproveitada por compositores como Haydn, Mozart e Beethoven, no Classicismo; Mendelssohn, Brahms, Schumman, Rmski-Korsakov, Saint-Saëns, Berlioz, Richard Strauss, Rachmaninoff e Glazunov, no Romantismo; e, no século XX, por Max Reger, Kaikhosru Sorabji, Bártok, Weinberger, Barber, Stravinsky, Hindemith, Charles Ives e Dmitri Shostakovich.

... Continua.

[ ]'s Walder.

Redlaw
24-10-2008, 14:51
... Continuação.

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Os 24 Prelúdios e Fugas Op. 87

Ah! Quão belos e magistrais são os 24 Prelúdios e Fugas Op. 87 de Shostakovich! Elaborados, profundos, sinceros, é arte que desabrocha, ora sutil, ora retumbante, do mais íntimo e abissal silêncio. É música que, uma vez expandida, repreendida e calada, retorna a si, ao íntimo do compositor, e tácita e reflexiva, espera a sua hora, para irromper como um monumento, colosso perpétuo para as gerações futuras que ouvirão, ao seu tempo, os pensamentos calados e as palavras não ditas. Shostakovich, de mão dadas a Bach, como um furacão transcende o momento, atravessa o tempo, e chega como brisa aos nossos ouvidos. Quando ela foi executada pelo pianista soviético Svyatoslav Richter, um crítico que estava presente disse: “Pedras preciosas derramaram-se dos dedos de Richter, refletindo todas as cores do arco-íris”. Essa obra, Shostakovich iniciou após retornar do festival de Leipzig, trabalhando rapidamente, levando apenas três dias em média para escrever cada peça. O trabalho completo foi escrito entre 10 de outubro de 1950 e 25 de fevereiro de 1951. Após concluir a obra, Shostakovich dedicou-a a Tatiana Nikolayeva, a pianista que o inspirou, e que brilhou vencendo a competição do festival do bicentenário de Bach em Leipzig, executando os prelúdios e fugas do Cravo Bem-Temperado. Assim que ele completou o ciclo, ele a chamou ao seu apartamento em Moscou para lhe mostrar o seu trabalho. Shostakovich tocou a obra na União dos Compositores Soviéticos, em maio de 1951, e Nikolayeva estreou-a em Leningrado, à 23 de dezembro de 1952.
Mas os 24 Prelúdios e Fugas não foram bem recebidos pelos críticos soviéticos, a princípio, especialmente na União dos Compositores. Desagradaram-lhes a dissonância de algumas fugas, e eles também a reprovaram por a considerarem “ocidental” e “arcaica”. E essa obra, hoje acessível, permanece ainda, por muitos, desconhecida.

Tatiana Petrovna Nikolayeva, pianista russa, como Shostakovich, e também compositora, foi uma das maiores pianistas soviéticas do século XX. Nasceu em 1924 e começou a aprender piano aos três anos de idade. Depois entrou para o Conservatório de Moscou e estudou com Alexander Goldenweiser e Yevgeny Golubev. Após vencer a Competição Internacional Bach de Piano de Leipzig, acumulou um imenso repertório, abrangendo Beethoven, Bártok e diversos compositores. Foi uma das grandes intérpretes de Bach. Enquanto muitos pianistas escolhiam tocar em instrumentos de época, Nikolayeva preferia tocar Bach no moderno piano Steinway, sempre com grande sucesso. Suas composições incluem um concerto para piano em si maior, executado e gravado em 1951 e publicado em 1958, um trio para piano, flauta e viola, gravado pela BIS Records, prelúdios para piano e um quarteto de cordas. A partir de 1950, ela passaria a ser uma das grandes amizades de Dmitri Shostakovich.

Após Nikolayeva gravar os 24 Prelúdios e Fugas Op. 87, surgiram outras grandes gravações. Vladimir Ashkenazy, pela Decca, Keith Jarret, pela ECM, Konstantin Scherbakov, pela Naxos, e Boris Petrushansky, pela Dynamic, estão entre os poucos discos que disputam no mercado. Keith Jarret, mais conhecido como músico de jazz, afirmou o seu nome na música clássica pela ECM, com o seu toque de impecável técnica. Vladimir, Scherbakov e Petrushansky fizeram gravações notáveis, cada um com a sua interpretação única. E o próprio Shostakovich também gravou os seus 24 Prelúdios e Fugas, pela EMI. Dessas gravações, a que possuo, até o momento, é somente a de Sherbakov, a qual considero uma pérola musical.

Mas é Tatiana Nikolayeva a maior intérprete dessa obra cheia de nuanças, e quem desvenda com toque de perfeição o universo musical de Shostakovich. Ela gravou a obra por três vezes: duas pela BGM-Melodya, em 1962 e 1987, e a terceira pela Hyperion, em 1990. Todas as gravações supracitadas (exceto a primeira de Nikolayeva pela Melodya) encontram-se na internet.

Essa obra completa dura mais de duas horas. Os pianistas costumam executá-la em duas apresentações, tocando metade do ciclo em cada uma.
A ordem dos prelúdios e fugas não é aleatória, nem escolhida por um critério extra-musical qualquer. Partindo de dó maior, percorre um ciclo de progressões harmônicas. Os prelúdios e fugas de Bach, no paralelo maior/menor, seguem a ordem da escala cromática ascendente (dó maior, dó menor, dó sustenido maior, dó sustenido menor, etc.). Mas Shostakovich, a exemplo dos 24 Prelúdios de Chopin, com a relação do par maior/menor, segue o ciclo das quintas (dó maior, lá menor, sol maior, mi menor, ré maior, si menor, etc.). E se a obra é construída em torno das 24 tonalidades, quer dizer que a música é tonal. Sim, Shostakovich faz música tonal em plena era do atonalismo, mas com incursões atonais, abuso de dissonâncias e domínio da técnica com diferentes assimilações que sustentam o seu estilo singular e “poliestilista”. Nos Prelúdios e Fugas de Shostakovich há citações de Bach. Mas a substância dessa obra é a expressão musical única e interior do próprio compositor, Shostakovich, que com grande capacidade eclética e assimilativa, e sendo, ao mesmo tempo, profundamente original, percorre os mais diversos climas e variações de humor, com modulações ora bruscas e desconcertantes, ora tênues e elegantes. Serena, como na fuga n.º. 1 ou na fuga n.º. 13, brincalhona, como na fuga n.º. 3 ou no prelúdio n.º 21, a música de Shostakovich permeia os mais distintos aspectos da expressão musical. Estranhas são as fugas n.º 8 e n.º 19, misteriosas; cômica é a fuga n.º 11, ousada é a fuga n.º 6, luminosa é a fuga n.º 7. Os prelúdios de Shostakovich às vezes combinam-se perfeitamente com as fugas, e eles se atraem; e às vezes se contrastam. As fugas magnificamente elaboradas são emolduradas pelos belos prelúdios que, no entanto, não devem ser considerados obras menores. Cada peça, além de ser parte essencial de um todo, é também uma pequena obra-prima à parte, de modo que o conjunto de 24 Prelúdios e Fugas Op. 87 formam, na verdade, uma coleção de 48 obras agrupadas em torno de um trabalho monumental e único.

[ ]'s Walder.

ZpínoZ
24-10-2008, 15:24
Uma indicação de um belo disco, triplo.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41R9EOarDCL._SS400_.jpg

O disco é Gramophone Award Winner Classic CD Top 100 CDS of All Time.

Melhor que eu escrever, vai abaixo um excelente texto, que apesar de longo, vale muito a pena perder um pouquinho de tempo.

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Os 24 Prelúdios e Fugas Op. 87




É, mais uma Supernova do Horizonte de Eventos de Shostakovich. Como o Universo, sempre em expansão.

Z

ZpínoZ
26-10-2008, 11:26
Galera, olha a pechincha: 33 CDs Decca por US$ 55,97. Em estoque na Amazon:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/31-flS6c96L._SL500_AA180_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B00159679S/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music)

http://www.amazon.com/Wagner-Great-Operas-Bayreuth-Festival/dp/B00159679S/ref=pd_sim_m_6

Abs,
Gondim

Sexta-feira última, chegando em casa, encontrei a esperada caixa. Quanto tentei comprar pela Amazon estava esgotada, assim adiquiri dos vendedores de usados, porém uma cópia nova, inviolada. Paguei um pouco mais caro: US$ 61,09.

Eram tantas as opções, comecei pela última das óperas, Parsifal, regência de James Levine, gravada em 1985, produção do centenário do Bayreuther Festspiele.

Gostei muito do cast escalado e da qualidade da gravação. Infelizmente o livreto que acompanha o Box não estava tão bom como deveria. Econômico, restrito, suscinto e com erros de revisão. Por exemplo, as vezes o índice diverge do conteúdo.

Entretanto, como é barato, ainda continua um excelente custo-benefício.

Z

DRAGAO
26-10-2008, 17:03
Agora mais de 97 u$.... e subindo....hehehehhee

migrando
27-10-2008, 07:56
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51WAd1%2BOUaL._SL500_AA240_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B000003FVI/sr=1-3/qid=1225104636/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music&qid=1225104636&sr=1-3)

Efeito Mozart. Quem, da velha guarda, se lembra do José Iturbi?

ZpínoZ
27-10-2008, 08:29
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51WAd1%2BOUaL._SL500_AA240_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B000003FVI/sr=1-3/qid=1225104636/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music&qid=1225104636&sr=1-3)

Efeito Mozart. Quem, da velha guarda, se lembra do José Iturbi?

Mestre migrando,

Lembrar eu lembro, mas me esforço muito para esquecer.

Z

migrando
27-10-2008, 10:41
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51L3NY-n5xL._SL500_AA240_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B00006GA50/sr=1-4/qid=1221853168/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music&qid=1221853168&sr=1-4)

A execução dessas sinfonias, sob a batuta de Adam Fischer e a Austro-Hungarian Haydn Orchesta, recebeu inúmeros elogios. (http://www.amazon.com/Haydn-Complete-Symphonies-Box-Set/dp/B00006GA50/ref=sr_1_4?ie=UTF8&s=music&qid=1221853168&sr=1-4)
“... Compared to Dorati, this set is finer — the contrast between minuets and slow movements is much better articulated. The recording is generally good, although the earlier symphonies are a bit over-resonant. ...”

Se tiver condições de sentir alguma ressonância,tenho a alternativa de ouvir Hogwood ou Antal Dorati.
Pretendo adquirir a coleção.

migrando
28-10-2008, 07:44
Amigos,

A Amazon não mais possui em estoque a coleção com Fischer. Confiando na qualidade das coleções que conheço de Bach, Mozart, Beethoven e Brahms, encomendei a abaixo:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51-oKqkjIeL._SL500_AA240_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B001FY7BFC/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music)

Redlaw
28-10-2008, 14:11
Por falar em Haydn, ouvi na hora do almoço, e indico:

Haydn: The Seven Last Words


http://ecx.images-amazon.com/images/I/51GRQKMPCVL._SS500_.jpg

Mas estou ouvindo mesmo por estes dias Brahms:

Brahms: Horn Trio Op. 40, Violin Sonata Op. 78, Fantasies Op. 116


http://ecx.images-amazon.com/images/I/51cSLe3nQhL._SS500_.jpg

O Horn Trio Op. 40 tem uma melodia adorável, uma das que mais gosto.

Brahms: Piano Trios Nos 1 & 2


http://ecx.images-amazon.com/images/I/41KHV4SS27L._SS500_.jpg

[ ]'s Walder.

Redlaw
29-10-2008, 13:57
Mais uma indicação: Prokofiev: The Five Piano Concertos, com Alexander Toradze e regência de Valery Gergiev, da Kirov Orchestra.



http://ecx.images-amazon.com/images/I/51McHtnKT6L._SS500_.jpg

[ ]'s Walder.

Redlaw
30-10-2008, 10:15
Já que o tópico está um pouco abandonado, vou fazer mais recomendações.

Schoenberg Violin Concerto Op.36/Sibelius Violin Concerto Op.47

Logo na primeira audição, a música soa algo estranha, principalmente o concerto do Schoenberg. Mas com seguidas audições, assim que o ouvido acostuma com a construção melódica, esses concertos passam a ser imprescindíveis.

Li algumas críticas favoráveis ao disco, e está bem cotado na Amazon. Mas o que interessa é que o adorei.



http://g-ecx.images-amazon.com/images/G/01/ciu/43/be/b18581b0c8a0b1062e0fc110.L.png

[ ]'s Walder.

ZpínoZ
30-10-2008, 11:30
Li algumas críticas favoráveis ao disco, e está bem cotado na Amazon. Mas o que interessa é que o adorei.

Num outro forum, num post elogiei um CD de Hilary Hahn com Concertos para Violino de Spohr e Paganini. Fui desancado. "Mas o que interessa e que o adorei", como disse o RedLaw acima. Respondi que concordava que ela não representava nenhum daqueles momentos limites do seu instrumento, o violino, entretanto tinha seus méritos próprios. No CD, apresentava uma das gravações mais competentes, fiéis à partitura, transparentes e profissionais que ja tinha ouvido do Concerto N. 1 de Paganini.

Ou seja, talvez fosse apenas um bife com fritas, mas feito com amor, carinho e honestidade, sem procurar brilhos feéricos e temperos exóticos.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41G1K0Z27KL._SL500_AA240_.jpg

Depois, deixem-me antecipar, diferente da perigosissíma Anna Netrebko do Sidão, tem jeito de boa moça, séria, competente e cheia de prendas e recatos ocultos.


... permitam-me levar a todos uma opção de música lírica de primeiríssima ordem, espetacularmente cantada e acompanhada, demonstrando que Anna Netrebko, no elemento próprio de sua nacionalidade, não é apenas um rosto lindo ou um corpo escultural. É, sobretudo, uma cantora no pleno domínio de seus meios, explodindo de emoção, transbordando interpretações dramáticas da mais absoluta maestria, com variação notável de chiaroscuro, diabólico controle de respiração, a lhe consentir dosar ou expandir, como determine a ária ou o contexto dela, todo um mundo de nuances, de sugestões.

Meu vasto e querido amigo Sidão,

Não entendo direito porque você insiste tanto em lembrar que a belissima, sensual e espetacular Anna Netrebko, não é apenas isso. Todos nos já sabemos o que você acha dela. :p:p:p

Z

Redlaw
30-10-2008, 13:58
Num outro forum, num post elogiei um CD de Hilary Hahn com Concertos para Violino de Spohr e Paganini. Fui desancado...
Z

Pois é ZpínoZ, talvez devido ao rostinho da menina, alguns ficam com a cara virada. Anotei esta recomendação do CD, entrou para a lista :legal:.

Agora, Anna Netrebko, essa é indiscutível, além de muito mais bonita, a sua competência salta aos olhos, e ouvidos :legal:. E o Sidão não nos deixa esquecer.

[ ]'s Walder.

ZpínoZ
30-10-2008, 20:16
Sidão,

You found the paradise´s door.

Z

Karlson
01-11-2008, 19:10
Natalie Dessay

Les contes d'Hoffmann(1) - Natalie Dessay-Olympia
http://www.youtube.com/watch?v=cEf1dvHqxPk&feature=related

Contes d'Hoffmann-Les oiseaux... Natalie dessay
http://www.youtube.com/watch?v=e1k5l4oiCEc&feature=related

Natalie Dessay - Les Oiseaux dans la Charmille
http://www.youtube.com/watch?v=rv1Bj8_6ID4&feature=related

Natalie Dessay - Sempre Libera
http://www.youtube.com/watch?v=5HDKgsXfkaA&feature=related

Natalie Dessay - Lakmé - "Air des clochettes"
http://www.youtube.com/watch?v=bmYRQWYlDbM&feature=related

Natalie Dessay," et incarnatus est " Mozart
http://www.youtube.com/watch?v=GgWG6qtxxrs&feature=related

Mozart - Aria: Io non chiedo, eterni Dei!, K316 (1779)
http://www.youtube.com/watch?v=cHb487aO2Hc&feature=related

Karlson

Karlson
01-11-2008, 19:12
Erik Satie
Jean-Yves Thibaudet
http://www.youtube.com/watch?v=-eStrKU5Jnk&feature=related

Gymnopedia No 1
http://www.youtube.com/watch?v=atejQh9cXWI

Erik Satie, Gymnopedie nr.1
http://www.youtube.com/watch?v=RBiPQKK1upk

Satie: Gymnopedies No. 1 Versão Orquestral
http://www.youtube.com/watch?v=7sJ7kuYt0DM&feature=related

Gymnopedies - Animação
http://www.youtube.com/watch?v=D3QR10EtyME&feature=related

Erik Satie, Gymnopedie nr.2
http://www.youtube.com/watch?v=Bwial1HLsuc&feature=related

Bucharest AV - Gymnopedie nr.2
http://www.youtube.com/watch?v=agxPkQv00h8&feature=related
Satie Gymnopedie #3
http://www.youtube.com/watch?v=0w48h_beG54&feature=related

Erik Satie, Gnosienne n.3
Janne Mertanen plays Satie
http://www.youtube.com/watch?v=of3ZdK8aKqQ&feature=related

Marie Devellereau - Je te veux (Satie)
http://www.youtube.com/watch?v=Isx6LJChufE&feature=related

Norman sings "Je te veux" by Satie (1984)
http://www.youtube.com/watch?v=_nQrAPgjVEI&feature=related

Doll plays "Je te veux"
http://www.youtube.com/watch?v=YacaEiARldQ&feature=related

"Erik Satie : Nocturne no 1"
Romy Schneider and Erik Satie
http://www.youtube.com/watch?v=RcCBEkDhucM&feature=related

Tribute to Erik Satie & Marguerite Duras
http://www.youtube.com/watch?v=zGbYRAfQYF8&feature=related

Karlson

Karlson
01-11-2008, 19:43
Yann Tiersen

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
http://www.adorocinema.com/filmes/amelie-poulain/amelie-poulain.asp


Amélie Poulain by Yann Tiersen
http://www.youtube.com/watch?v=JjgQA76--bQ&feature=related


Amélie Poulain-Sur le fil
http://www.youtube.com/watch?v=UlvcdfuHdfo


Amelie Poulain // Yann Tiersen - Comptine d'un autre ete
http://www.youtube.com/watch?v=ozb1RMC0E-k&feature=related

Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain
http://www.youtube.com/watch?v=aip3836VtZ0

comptine d'un autre été - yann tiersen – Fotos
http://www.youtube.com/watch?v=IyCRJmerW1Q&feature=related

La Valse d'Amelie (Orchestre)
http://www.youtube.com/watch?v=mQ95c-X9QKc&feature=related

La Noyee (Yann Tiersen)
http://www.youtube.com/watch?v=duGbgrv9LRE&feature=related

Yann Tiersen Le Demarche
http://www.youtube.com/watch?v=pv_znFyR4Dg&feature=related


Adeus, Lenin!
http://www.adorocinema.com/filmes/adeus-lenin/adeus-lenin.asp


Goodbye Lenin Soundtrack
http://www.youtube.com/watch?v=CkKxXD9Yz4o&feature=related

Adeus, Lenin! Goodbye Lenin - Yann Tiersen - Summer 78
http://www.youtube.com/watch?v=FKn9qW0IABw&feature=related

Mother's journey
http://www.youtube.com/watch?v=cg7NTPKCq_Y&feature=related

Coma - Yann Tiersen
http://www.youtube.com/watch?v=eaXQYHDbEKE&feature=related


Karlson


(http://www.youtube.com/watch?v=eaXQYHDbEKE&feature=related)

Karlson
01-11-2008, 22:47
Tenores - Baritono - Baixo

David Hobson singing Nella Fantasia
http://www.youtube.com/watch?v=t_f6MosivUo&feature=channel

Teddy Tahu Rhodes sings Mozart's Non piu andrai
http://www.youtube.com/watch?v=c0x4nHr-t4U&feature=related

Enrico Caruso sings "Vesti la giubba"
http://www.youtube.com/watch?v=tXNtuPQMjnI&feature=related
Enrico Caruso - Una Furtiva Lagrima
http://www.youtube.com/watch?v=Miwejo0mgok&feature=related
Leonard Warren sings The Prologue
http://www.youtube.com/watch?v=eMMA0Mlc6yA

Leonard Warren Torreádor dal
http://www.youtube.com/watch?v=lDL-uKgk7hc

Leonard Warren- Prologue to I Pagliacci
http://www.youtube.com/watch?v=A8bQ2Yt-hMU

Leonard Warren Largo al factotum
http://www.youtube.com/watch?v=ZYameVeiRWQ&feature=related

Ezio Pinza - September Song
http://www.youtube.com/watch?v=3xbGwcMrUKc

Pinza Boris Gudonov
http://www.youtube.com/watch?v=_oKbam5v3wY

Ezio Pinza and Mary Martin sing "Some Enchanted Evening"
http://www.youtube.com/watch?v=x1qpQb11YWc&feature=related

Karlson

Karlson
04-11-2008, 20:52
King's Singers - Barber of Seville Overture
http://br.youtube.com/watch?v=Oio1G-7aopo&feature=related

Art of the King's Singers
Flight of the Bumblebee
http://br.youtube.com/watch?v=co0DTURDcRo&feature=related

Black Bird - The King's Singers
http://br.youtube.com/watch?v=Zsst2jSoUbg&feature=related

Christmas Fantasy - Julie Andrews
http://br.youtube.com/watch?v=YHYjTc6k12c&feature=related

William Tell Overture – Spike Jones
http://br.youtube.com/watch?v=jmOCPSraGqI&feature=related

Spike Jones "Its tough to be a girl musician"!
http://br.youtube.com/watch?v=_FT4GucK5X8&feature=related

Spike Jones - - Schiklegruber 1942
http://br.youtube.com/watch?v=Su-LtukGFK4&feature=related

Lovable Musical Lunatics
http://br.youtube.com/watch?v=7HIu4d1f6JQ&feature=related

Spike Jones - Nutcracker Suite Pt 1
http://br.youtube.com/watch?v=tZKp1JvgM3g&feature=related

Famosos no Youtube Non più andrai - Mozart
http://br.youtube.com/watch?v=A46IUxuGHLQ

Les Luthiers Concierto para Piano y Orquesta (primera parte)
http://br.youtube.com/watch?v=Jl6b5OarktI&feature=related

Les Luthiers Concierto para Piano y Orquesta (segunda parte)
http://br.youtube.com/watch?v=18IMY42PLC4&feature=related

Voltando ao tema...

Gioacchino Rossini Duetto buffo di due gatti
Lott & Murray - Cat's duet (Rossini - Proms 1996)
http://br.youtube.com/watch?v=rp0D8qWyVHo&feature=related

Giulietta Simionato sings the Cherubino aria "Voi ch...
Simionato - Voi che sapete (Tokyo 1956)
http://br.youtube.com/watch?v=sSNKuv1zxog&feature=related
Teresa BERGANZA - "Non so piu..." W.A.Mozart
http://br.youtube.com/watch?v=-L_09PweYxc

Eliane Coelho - Salome's final scene 01/02 (2002)
http://br.youtube.com/watch?v=R77wpZh-zcw

ZpínoZ
10-11-2008, 19:16
Sidão,

Considerando:

(a) que não posso levar um IPod de 80 Gigas;

(b) que a Amazon não faça entregas nesta ilha;

(c) que não haja mercado negro;

(d...z) que não seja possível acessar a Internet...

...então faço minhas escolhas, preliminares e sujeitas alterações até a hora da partida.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41ENHS8283L._SL500_AA240_.jpghttp://ecx.images-amazon.com/images/I/4190EJQ4DCL._SL500_AA240_.jpg

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41D7VskEzYL._SL500_AA240_.jpghttp://ecx.images-amazon.com/images/I/41YC3DNMD0L._SL500_AA240_.jpg

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41YY32T6AYL._SL500_AA240_.jpghttp://ecx.images-amazon.com/images/I/411HY7RPWPL._SL500_AA240_.jpg

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41n-PkWY36L._SL500_AA240_.jpghttp://ecx.images-amazon.com/images/I/418M0X5YDCL._SL500_AA240_.jpg

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41KSHJ5VSVL._SL500_AA240_.jpghttp://ecx.images-amazon.com/images/I/41A%2BZBWqWZL._SL500_AA240_.jpg

Este vou tentar contrabrandear, sem caixas e costurados nas minhas roupas.
http://ecx.images-amazon.com/images/I/61YPATC7DML._SL500_AA240_.jpghttp://ecx.images-amazon.com/images/I/412E3GzdYIL._SL500_AA240_.jpg


Z

Karlson
11-11-2008, 22:59
Ótima sugestão Sidney – tem até um programa de décadas na BBC sobre o tema.

http://news.bbc.co.uk/1/hi/entertainment/tv_and_radio/1787472.stm

Paulo Coelho
http://www.bbc.co.uk/radio4/factual/desertislanddiscs_20050703.shtml

http://www.bbc.co.uk/radio4/factual/desertislanddiscs.shtml

Apenas 10 CDs.

Uma pergunta: Como faço os links de imagens?

1. Bach: The Art of Fugue; Musical Offering – Karl Munchinger -The Stuttgarter Kammerorchester-
http://www.amazon.com/Bach-Art-Fugue-Musical-Offering/dp/B000050GK0

2. Glenn Gould – Goldberg Variations
A State of Wonder: The Complete Goldberg Variations (1955 & 1981)
http://www.amazon.com/State-Wonder-Complete-Goldberg-Variations/dp/B00006FI7C/ref=pd_sim_m_4/184-4552392-0571031

3. Franz Schubert: Symphony No. 8; Symphony No. 9
Franz Schubert: Symphony No. 8; Symphony No. 9 [IMPORT] – Günter Wand.
http://www.amazon.com/Franz-Schubert-Symphony-No-9/dp/B000003FYT/ref=sr_1_34?ie=UTF8&s=music&qid=1226452895&sr=1-34

4. Mahler: Symphony No.4 in G –Berard Haitink e Elly Ameling – De todas que ouvi esta é a que mais aprecio.
http://www.amazon.com/Mahler-Symphony-No-4-in-G/dp/B00000419M/ref=sr_1_84?ie=UTF8&s=music&qid=1226453104&sr=1-84

5. Mozart: The Piano Concertos [BOX SET] -Malcolm Bilson – John Eliot Gardiner
http://www.amazon.com/Mozart-The-Piano-Concertos/dp/B00002DEGZ/ref=sr_1_17?ie=UTF8&s=music&qid=1226453268&sr=1-17

5. Beethoven Sonatas
Beethoven: The Complete Piano Sonatas; Bagatelles Op. 119, Op. 126 [BOX SET]
Stephen Bishop Kovacevich
http://www.amazon.com/Beethoven-Complete-Piano-Sonatas-Bagatelles/dp/B0000DB55A/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=music&qid=1226453510&sr=1-1


6. Beethoven: Concerto para Piano n.1
Beethoven: Concerto No. 1 & Sonata Op. 54 – Richter - Munch
http://www.amazon.com/Beethoven-Concerto-No-Sonata-Op/dp/B00024I3EE/ref=sr_1_15?ie=UTF8&s=music&qid=1226453669&sr=1-15

7. Beethoven: Piano Concertos Nos. 3 & 2 – Marriner – Till Fellner
http://www.amazon.com/Beethoven-Piano-Concertos-Nos-2/dp/B000005EEL/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=music&qid=1226453795&sr=1-1

8. Bach com Micahel Studer
Johann Sebastian BACH (1685-1750)
Partita I in B-flat Major, BWV 825 [18:02]
Italian Concerto in F Major, BWV 971 [13:25]
English Suite II in A Minor, BWV 807 [18:49]
French Suite VI in E Major, BWV 817 [14:21]

http://www.musicweb-international.com/classRev/2008/Apr08/Studer_502713-18.htm
http://www.claves.ch/detail_artiste.php?id=69

9. Bach: Goldberg Variations (Transcription for Strings) Dmitry Sitkovetsky
http://www.amazon.com/Bach-Goldberg-Variations-Transcription-Strings/dp/B000005J2R/ref=sr_1_9?ie=UTF8&s=music&qid=1226454137&sr=1-9

10. Best Of Mendelssohn CD – Mendelsshon – Fragmentos das Canções sem palavras com o pianista Werner Haas.
http://www.amazon.com/The-Best-of-Mendelssohn/dp/B00000419F/ref=sr_1_15?ie=UTF8&s=music&qid=1226454700&sr=1-15


Abraços a todos.

Karlson

ZpínoZ
12-11-2008, 08:44
4. Mahler: Symphony No.4 in G –Berard Haitink e Elly Ameling – De todas que ouvi esta é a que mais aprecio.
http://ecx.images-amazon.com/images/I/41PZ1VWXKJL._SL500_AA240_.jpg


Eu topo levar a Quarta de Mahler para uma ilha deserta, mas não abro mão da voz de Juliane Banse.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41YC3DNMD0L._SL500_AA240_.jpg

Eu passei a acreditar em anjos quando a ouvi cantar as Quatro Últimas Canções, de R. Strauss, em abril/2007 na Sala São Paulo.

Z

Karlson
13-11-2008, 21:18
“Eu passei a acreditar em anjos quando a ouvi cantar as Quatro Últimas Canções, de R. Strauss, em abril/2007 na Sala São Paulo.”


"Eu topo levar a Quarta de Mahler para uma ilha deserta, mas não abro mão da voz de Juliane Banse."

Concordo... Mas em se tratando de ilha deserta com ela eu dispensaria Mahler. :riso:

No meu caso foi amor à primeira vista! Encante-me pela fotografia do CD.
A Philips tem uma coleção chamada Silver Line Classic com belíssimas fotos de capa nos CDs, passei a colecionar as edições.

http://www.cduniverse.com/classical.asp?label=Philips+Silverline+Classics

Lá estava numa edição, a Quarta de Mahler com Haitink e a maravilhosa Elly Ameling.
E de Quarta em Quarta - Maestro a Maestros por causa do Ruhevoll ,ficou a interpretação com a Elly Ameling sendo a favorita.

Mas acredito que obsessão mesmo tem o Maestro Bernard Haitink com a Quarta e após várias gravações com várias alterações de afinações e scordatura dos violinos e sopranos, o Terceiro movimento nesta gravação é em minha humilde e infinita ignorância, o mais suave e tranqüilo (Ruhevoll) como o nome indica.

Não me abala a resposta de Mahler, quando o Maestro Bruno Walter indagou a inspiração que o levou a compor o tranqüilo e belo movimento, continuo apreciá-lo com outras visões.

Por falar em seres celestiais aí esta a tradução da ária da Soprano.

Gustav Mahler

Sinfonia Nº 4

das himmlische leben / “a vida celeste“



Quarto Movimento


Des Knaben Wunderhorn De “A Trompa Mágica do Rapaz”

Wir genießen die himmlischen Freuden, Saboreamos os prazeres celestes,
d’rum tun wir das Irdische meiden. por isso evitamos todas
Kein weltlich’ Getümmel as coisas terrenas.
hört man nicht im Himmel! No céu não se escuta
Lebt alles in sanftester Ruh’! nenhum rumor do mundo!
Wir führen ein englisches Leben, Todos vivem em serena paz!
sind dennoch ganz lustig daneben! Levamos uma vida angelical,
Wir führen ein englisches Leben, mas somos também muito alegres!
wir tanzen und springen, Levamos uma vida angelical,
wir hüpfen und singen! dançamos e cantamos,
Sanct Peter im Himmel sieht zu! saltamos e pulamos!
E no céu, São Pedro observa-nos!

Johannes das Lämmlein auslasset, São João solta o pequeno cordeiro,
der Metzger Herodes drauf passet! Herodes,o carniceiro,aguarda por ele!
Wir führen ein geduldig’s, Levamos o manso,
unschuldig’s, geduldig’s, inocente e manso
ein liebliches Lämmlein zu Tod! e doce cordeirinho, para a morte!
Sanct Lukas der Ochsen tät schlachten São Lucas abate o boi
ohn’ einig’s Bedenken und Achten, sem muito pensar ou sentir,
der Wein kost’ kein’ Heller o vinho não custa um tostão
im himmlischen Keller, nas caves celestes,
die Englein, die backen das Brot. e os anjos cozem o pão.

Gut’ Kräuter von allerhand Arten, Ervas aromáticas de diversos tipos,
die wachsen im himmlischen Garten! crescem no jardim celeste!
Gut’ Spargel, Fisolen Bons espargos, feijões,
und was wir nur wollen! e tudo o que quisermos!
Ganze Schüsseln voll sind uns bereit! São-nos servidos pratos fartos!
Gut’ Äpfel, gut’ Birn und gut’ Trauben! Boas maçãs, boas peras, e boas uvas!

Die Gärtner, die alles erlauben! Os jardineiros deixam-nos provar tudo!
Willst Rehbock, willst Hasen, Se quereis corças ou lebres,
auf offener Straßen eles surgem correndo
Sie laufen herbei! pelas ruas espaçosas!
Sollt ein Fasttag etwa kommen, E se é dia de jejum,
alle Fische gleich mit todos os peixes nadam alegremente
Freuden angeschwommen! até à tona!

Dort läuft schön Sanct Peter E eis São Pedro que chega
mit Netz und mit Köder com a sua rede e engodo
zum himmlischen Weiher hinein. ao viveiro celeste.
Sanct Martha die Köchin muss sein! Santa Marta deve ser a cozinheira!
Kein Musik ist ja nicht auf Erden, Não existe música na Terra,
die uns’rer verglichen kann werden. que se compare à nossa.
Elftausend Jungfrauen Onze mil virgens
Zu tanzen sich trauen! lançam-se numa dança!

Sanct Ursula selbst dazu lacht! Santa Úrsula observa e ri!
Kein Musik ist ja nicht auf Erden, Não existe música na Terra,
Die uns’rer verglichen kann werden. que se compare à nossa.
Cäcilia mit ihren Verwandten Cecília e os seus pares
sind treffliche Hofmusikanten! são magníficos músicos de câmara!
Die englischen Stimmen As vozes dos anjos
ermuntern die Sinnen, estimulam os sentidos,
dass alles für Freuden erwacht. e tudo desperta para a alegria.

Tradução de Ofélia Ribeiro





Obs: Modesto o Mahler vocês não acham...-

Elftausend Jungfrauen Onze mil virgens
Kein Musik ist ja nicht auf Erden, Não existe música na Terra,
Die uns’rer verglichen kann werden. que se compare à nossa.
Cäcilia mit ihren Verwandten Cecília e os seus pares
sind treffliche Hofmusikanten! são magníficos músicos de câmara!

Faz a Padroeira dos músicos tocar para ele,
...:hilario:

Elly Ameling

http://www.amazon.com/Artistry-of-Elly-Ameling-Coll/dp/B00007KMSJ

Ave Maria--Lieder
http://www.amazon.com/Ave-Maria-Lieder/dp/B0000040ZA/ref=pd_bxgy_m_img_c

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41V-Di3Tm1L._SS500_.jpg


Sidney Mui Grato à sua generosidade em descrever os procedimentos.

Abraços a todo,

Karlson

ZpínoZ
14-11-2008, 08:51
Karlson,

Eu sou como o meu amigo Sidão, me esforço muito (sem conseguir) para ouvir apenas a voz, sem prestar atenção na cantora.

Porém, já cansado da vâ renitência nesse delicioso pecado, resolvi me entregar ao vício, ou melhor ao video. Isto é, muito lentamente estou começando a comprar DVDs.

Nesta semana comprei um "L´Elisir d´Amore" belissimo...

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51t9-JAKWZL._SS400_.jpg


... e, por sorte, a Anna Netrebko estava nele.

Tambem não atrapalhou o detalhe do Villazon bisar a magnífica "Una Furtiva Lagrima" em cena.

Falando em música e moça bonita, recentemente também fui levado, lógico que por minha admiração por Haydn, à esta compra...

http://ecx.images-amazon.com/images/I/31pX4vZmHvL._SL500_AA240_.jpg

Z

Wieniawski
14-11-2008, 18:14
http://ecx.images-amazon.com/images/I/415SCRJ57ZL._SL500_AA240_.jpg

Uma ótima sugestão, para quem gosta de ouvir obras para violino excelentes mas pouco gravadas.

Aaron Rosand, pra quem não conhece, é um dos últimos sobreviventes da Golden Age (deve estar com uns 80 e poucos anos), e foi o primeiro a gravar os concertos de Joachim, Hubay, Ernst, Arensky e Godard, e os humoresques completos de Sibelius.

Os concertos citados acima (na minha opinião) são sensacionais, e constantemente fico me perguntando, o porquê são tão pouco gravados.

E quanto a interpretação, Rosand tem um som muito bonito e bem articulado, e mesmo nestes concertos como por exemplo o de Joachim e Ernst (este tido como o mais difícil do repertório violinístico, na opinião de muitos), ele faz parecer fácil demais.

Abçs

Wieniawski
14-11-2008, 19:14
http://ecx.images-amazon.com/images/I/41Y6ACXF6YL._SL500_AA240_.jpg

Agora, para este aqui, precisa gostar muito de violino, o que é o meu caso.
Comprei este CD motivado justamente por Wieniawski (óbvio né?), só que o que mais me chamou atenção foram os estudos de Ernst, são bem musicais, destaque para a "Die letze rose", dedicada a Bazzini, aliás, os 6 estudos foram dedicados cada um a um grande violinista da época, o 1º para Laub, o 2º para Sainton, o 3º para Joachim, o 4º para Vieuxtemps, o 5º para Hellmsberger, e o 6º para Bazzini.
Já os de Wieniawski, são puro malabarismos ao violino, mas bem legais também, o último estudo são variações sobre o Hino da Áustria, formidável.
Quanto a Ricci, conheço muito pouco, só tenho com ele este CD, e um outro com as obras completas para cordas de Saint-Saens. Mas gostei muito de sua interpretação destes estudos.
O que sei sobre ele, que trata-se de um dos melhores intérpretes de Paganini, inclusive um dos poucos que toca todos os caprichos com sua arcada original, estive vendo alguma coisa no youtube, e realmente, o 5º capricho, verifiquei diferença na arcada de um intérprete para outro, vejam:

http://www.youtube.com/watch?v=iQHKEbr90qw

http://www.youtube.com/watch?v=amfCqFUMBkY

http://www.youtube.com/watch?v=kyN4L7Zsyos

Karlson
15-11-2008, 17:07
Karlson,

Eu sou como o meu amigo Sidão, me esforço muito (sem conseguir) para ouvir apenas a voz, sem prestar atenção na cantora.

Porém, já cansado da vâ renitência nesse delicioso pecado, resolvi me entregar ao vício, ou melhor ao video. Isto é, muito lentamente estou começando a comprar DVDs.

Nesta semana comprei um "L´Elisir d´Amore" belissimo...

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51t9-JAKWZL._SS400_.jpg


... e, por sorte, a Anna Netrebko estava nele.

Tambem não atrapalhou o detalhe do Villazon bisar a magnífica "Una Furtiva Lagrima" em cena.

Falando em música e moça bonita, recentemente também fui levado, lógico que por minha admiração por Haydn, à esta compra...

http://ecx.images-amazon.com/images/I/31pX4vZmHvL._SL500_AA240_.jpg

Z
Z,
Podemos dizer que ampliaste as sensações Estéticas à categoria de estudo da Beleza em ação. Contemplação do belo sexo em momento d `Arte.

A Primeira Dama Francesa

Carla Bruni Chanson Triste
http://www.youtube.com/watch?v=h32j42BdKaQ&feature=related

Carla Bruni - L´amour (Live)
http://www.youtube.com/watch?v=flmoa2dVOSU&feature=related

Carla Bruni - Quelqu'un m'a dit
http://www.youtube.com/watch?v=cNqTH3mb314&feature=related

Bernarda Fink: Nuits d'été - "Absence"
http://www.youtube.com/watch?v=Y1_PgwhDigE

Bernarda Fink sings Dvorak Biblical Songs (vaimusic.com)
http://www.youtube.com/watch?v=2EtixomXUfY&feature=related

Vergebliches Standchen
http://www.youtube.com/watch?v=piS1Up8wVkY&feature=related

http://www.amazon.com/Brahms-Lieder/dp/B000L439ZI/ref=pd_bbs_sr_1?ie=UTF8&s=music&qid=1226778256&sr=8-1
http://ecx.images-amazon.com/images/I/317GAZQN3ML._SS400_.jpg

Parto ma tu ben mio
http://www.youtube.com/watch?v=v8N6zahqi2Q&feature=related

Veronique Gens and Bernarda Fink Sing Ah Guarda Sorella
http://www.youtube.com/watch?v=Xmy65D7GVEo&feature=related

Ah, guarda, sorella! - Cosi fan tutte
http://www.youtube.com/watch?v=CA8O-P9gYiI&feature=related

Abraço a todos,
Karlson

ZpínoZ
16-11-2008, 10:32
Sidão,

Como gosto, talvez com a mesma intensidade, de Sibelius e Christian Ferras, tenho este DVD, com este magnífico Concerto.
http://ecx.images-amazon.com/images/I/41WXK4HAA7L._SS500_.jpg
Um viés curioso, este DVD acaba com uma peça de Grigoras Dinicu, Hora Stoccato, que é um desafio para violinistas. Heifetz produziu uma belíssima adaptação dessa obra.

Inesperadamente, dias atrás, encontrei uma excelente transcrição dela para trumpete, por Harry James, num musical clássico de 44: Escola de Sereias (Bathing Beauty) com o “sempre úmida” Esther Williams.
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51YcA%2BeGU6L._SS500_.jpg
Quem assistiu o filme também deve se lembrar de uma interessantíssima versão de Tico Tico no Fubá, com Ethel Smith no órgão e uma monte de moças no pandeiro... Só vendo.

Sobre movimentos, aprecio todos: os da bela Esther e os do Concerto de Sibelius.

Z

Wieniawski
17-11-2008, 12:14
http://ecx.images-amazon.com/images/I/415SCRJ57ZL._SL500_AA240_.jpg

Uma ótima sugestão, para quem gosta de ouvir obras para violino excelentes mas pouco gravadas.

Aaron Rosand, pra quem não conhece, é um dos últimos sobreviventes da Golden Age (deve estar com uns 80 e poucos anos), e foi o primeiro a gravar os concertos de Joachim, Hubay, Ernst, Arensky e Godard, e os humoresques completos de Sibelius.

Os concertos citados acima (na minha opinião) são sensacionais, e constantemente fico me perguntando, o porquê são tão pouco gravados.

E quanto a interpretação, Rosand tem um som muito bonito e bem articulado, e mesmo nestes concertos como por exemplo o de Joachim e Ernst (este tido como o mais difícil do repertório violinístico, na opinião de muitos), ele faz parecer fácil demais.

Abçs

Voltando ao assunto dos concertos pouco executados, lembrei-me de algo que li sobre o concerto para violino de Schumann alguns anos atrás que me deixou bastante curioso. Como gosto de procurar por concertos para violino pouco gravados, acabei adquirindo este também.

Pois bem, Schumann escreveu este concerto, após assistir uma apresentação de Joseph Joachim do concerto de Beethoven.

Mas por alguma deficiência na escrita, coisa que não entendo nem um pouco, este concerto continua pouco gravado. E foi exatamente este argumento que fez Joachim desaconselhar Schumann a publicá-lo, pois este trabalho estava muito aquém dos outros, como por exemplo os concertos para piano e o de cello, que ao contrário da maioria, gosto muito também.

Por fim somente na década de 30, que este concerto teve sua estréia através do violinista Kullenkampf, após uma sobrinha (também violinista) do mesmo Joachim ter dito que recebera uma visão que deveria “ressuscitar” este concerto.

Quem tiver também esta curiosidade sugiro a gravação do Szeryng, que já ouvi pelo Youtube e é sensacional (aliás, difícil não gostar de alguma coisa com ele), a que eu possuo é com o Joshua Bell que também é muito boa.


:legal:

Wieniawski
17-11-2008, 19:52
O concerto de Schumann com o Kulenkampff (1º movimento):

http://www.youtube.com/watch?v=cQCLH77Fdcg

http://www.youtube.com/watch?v=rWiMOblmLBg

Karlson
17-11-2008, 21:17
Sidney agradeço as Musas e, por favor, povoe com mais Musas o nosso Monte Parnaso.:legal:

Z,
Com a “ sempre úmida” Esther Willians .
E umedecendo os espectadores... – ao menos no meu caso.:D

Wieniawski ,
Em minha opinião o que levou ao Joseph Joachim desaconselhar a publicação, é que este concerto não tem cadenza é o mesmo que proibir rubato aos pianistas.:riso:

Leonid Kogan Paganini
http://www.youtube.com/watch?v=Ovnky2hwgWM&feature=related

Leonid Kogan - Cantabile, Paganini
http://www.youtube.com/watch?v=xsFJS4I_05E&feature=related
Leonid Kogan - Paganini Violin Concerto in D (1st mov p1-3)
http://www.youtube.com/watch?v=l0PR0qAnQpk&feature=related
Leonid Kogan - Paganini Violin Concerto in D (1st mov p2-3)
http://www.youtube.com/watch?v=dDTGuhE8pME&feature=related
Leonid Kogan - Paganini Violin Concerto in D (1st mov p3-3)
http://www.youtube.com/watch?v=BCyghMbSjFY&feature=related

Leonid Kogan - Paganini Violin Concerto in D (2nd mov)
http://www.youtube.com/watch?v=psDasypUWXc&feature=related

Leonid Kogan - Paganini Violin Concerto in D (3rd mov)
http://www.youtube.com/watch?v=1MDdvBg8GNM&feature=related

Campanella Paganini by L. KOGAN Played on Paganini's own Violin!!!!!!!
http://www.youtube.com/watch?v=ql_g6ZSMhn8&feature=related
Kogan Paganini Concerto Cadenza (rare recording)
http://www.youtube.com/watch?v=gtC9oVyjyUY&feature=related

Viktoria Mullova
http://www.viktoriamullova.com/

Mullova plays Bach´s Chaconne (Part 1)
http://www.youtube.com/watch?v=lnOzyvQyevM
Mullova plays Bach´s Chaconne (Part 2)
http://www.youtube.com/watch?v=g5vc3ioCec0&feature=related

Abraços a todos,
Karlson

Wieniawski
18-11-2008, 21:54
Wieniawski ,
Em minha opinião o que levou ao Joseph Joachim desaconselhar a publicação, é que este concerto não tem cadenza é o mesmo que proibir rubato aos pianistas.:riso:

Abraços a todos,
Karlson

Eu diria que não Karlson, pois Joachim teria escrito uma cadenza para este concerto também, assim como fez com o de Beethoven e Brahms. Aliás a cadenza do concerto de Beethoven escrita por ele é muito interessante, e bem mais difícil que a de Kreisler, veja neste vídeo com o Szeryng:

http://www.youtube.com/watch?v=zXe1Biqw3h4

http://www.youtube.com/watch?v=0YV_usT4ZLg&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=3uppf3CoPGk&feature=related

Karlson
18-11-2008, 23:22
Wieniawsky este concerto tem uma história muito estranha na Wikipédia. O redator do tópico, relata que o concerto era dedicado ao Joachim, mas como Schumann estava mentalmente enfermo e alegando que o mesmo fora lhe ditado pelos espíritos de Mendelssohn e Schubert.

Joachim pela morbidez dos fatos. Então depositou o concerto na biblioteca da Prússia em Berlim e em seu testamento – Que o concerto apenas fosse executado após 100 anos da morte de Schumann, portanto em 1956. Mas em março de 1933, em Londres durante uma sessão espírita com as duas sobrinhas de Joachim, Jelly d´Arányi e Adila Fachiri, uma voz de um espírito identificando - se como Robert Schumann solicitou a senhorita d´Aranyi para recuperar uma obra sem publicação e executá-la (Miss d´Arányi declara que não tinha conhecimento da obra e o seu paradeiro).
Em uma segunda mensagem desta vez do espírito do Joachim direcionando-os à Biblioteca da Prússia onde se encontrava o concerto.

http://en.wikipedia.org/wiki/Violin_Concerto_(Schumann) (http://en.wikipedia.org/wiki/Violin_Concerto_%28Schumann%29)

Bach Adagio g-minor played by Joseph Joachim 1904

http://www.youtube.com/watch?v=i3wysuAIDGc (http://en.wikipedia.org/wiki/Violin_Concerto_%28Schumann%29)
Joseph Joachim plays Brahms Hungarian Dance #1

http://www.youtube.com/watch?v=f-p8YeIQkxs&feature=related

(http://en.wikipedia.org/wiki/Violin_Concerto_%28Schumann%29)

Tenho uma grande admiração por Robert Schuman e esta na lista dos meus compositores favoritos.

Requiescat in pace..

Até mais,
Karlson





(http://en.wikipedia.org/wiki/Violin_Concerto_%28Schumann%29)

Wieniawski
20-11-2008, 10:40
Este é dedicado ao Mestre Z e a todos aqueles que curtem o Concerto de Sibelius:


Christian Ferras, 1º Movimento

x6Kq0qMMpgU

Curtam muito.

Grande abraço em todos

Ferras, também é um dos meus preferidos no concerto de Sibelius, ao lado de Oistrakh, gostaria de citar também um violinista atual que tenho grande admiração principalmente neste concerto: Vadim Repin.

http://www.youtube.com/watch?v=VVffoqCEC-8

http://www.youtube.com/watch?v=faRk1ew7CiE&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=g9sNfyMbr1c&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=TW9ReElbHjY&feature=related

ZpínoZ
20-11-2008, 16:15
Infelizmente,

Como ainda não tive oportunidade de encontrar o Terceiro Concerto para Violino de Bruch; mais grave ainda, também não tenho esses deslumbrantes e luminosos aparatos do meu amigo Edison (before aka Parsifal, now aka James ‘McIntosh’ Kirk) que vão, audaciosamente, aonde nenhum de nós jamais esteve....

Fico em casa humildemente ouvindo o 15° Quarteto de Cordas do Shostakovich, uma das obras primas do século XX, abençoada (?) pelo mestre Holbein, com um conjunto passável que tem Guidon Kremer no violino e Yo Yo Ma no violoncelo.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51Fu44J3tzL._SL500_AA280_.jpg

Z

Karlson
20-11-2008, 18:36
Algumas sugestões em Azuis e espero que o formato perdure, ao menos para ter um acervo de obras de qualidade.


Aos audiófilos , videófilos e Cinemaníacos e outros .
Experiências
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51w6yFWK%2BNL._SS500_.jpg

(http://www.amazon.co.uk/Uncommon-Bach-3-Dimensional-Transcriptions-Instruments/dp/B001BZPEE0/ref=pd_sim_d_h__2)
Uncommon Bach - Music Experience in 3-Dimensional Sound Reality (Transcriptions for Virtual Instruments and Modern Synthesis) (http://www.amazon.co.uk/Uncommon-Bach-3-Dimensional-Transcriptions-Instruments/dp/B001BZPEE0/ref=pd_sim_d_h__2)
[B]
Spatial Dynamics - Music Experience in 3-Dimensional Sound Reality [Blu-ray] (http://www.amazon.com/Spatial-Dynamics-Experience-3-Dimensional-Reality/dp/B001HEMFHE/ref=pd_cp_d_3?pf_rd_p=413864101&pf_rd_s=center-41&pf_rd_t=201&pf_rd_i=B001IER66I&pf_rd_m=ATVPDKIKX0DER&pf_rd_r=0M8Z61WEMBV8TJ9JQYC1)

Filmes
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51q-TkcsQGL._SL500_AA240_.jpg

Amadeus [1984] (http://www.amazon.co.uk/Amadeus-Blu-ray-F-Murray-Abraham/dp/B001JNNE64/ref=sr_1_55?ie=UTF8&s=dvd&qid=1227213096&sr=1-55) - Este é uma obra prima por si com variações musicais do Maestro Neville Marriner que apenas temos no filme.

Gustav Mahler - Conducting Mahler / I Have Lost Touch With The World [Frank Scheffer 2005] (http://www.amazon.co.uk/Gustav-Mahler-Conducting-Touch-Scheffer/dp/B000AOGMIK/ref=pd_sim_d_h__10)

Eroica [2003] (http://www.amazon.co.uk/Eroica-Ian-Hart/dp/B000936H7S/ref=pd_sim_d_h__3)
– Sobre Beethoven no estilo Inglês

[B]Sonata de Amor (http://www.classicline.com.br/filmes/sonatadeamor/capa.htm) -
http://www.classicline.com.br/filmes/sonatadeamor/grande.jpg

Por falar sobre Robert Schumann um belo filme sobre sua vida e Clara Schumann

Balé
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51Hd8KmVvqL._SS400_.jpg

Mendelssohn - A Midsummer Night's Dream [1996] (http://www.amazon.co.uk/Mendelssohn-Midsummer-Nights-Dream-Blu-ray/dp/B0012KOCMO/ref=pd_sim_d_h__11) – Coreografia de George Balanchine


[B]Concerto
The Pyongyang Concert - Wagner: Lohengrin, Prelude to Act III/Dvorak: Symphony No.9/Gershwin: An American in Paris (New York Philharmonic / Lorin Maazel) [Blu-ray] (http://www.amazon.co.uk/Pyongyang-Concert-Lohengrin-Symphony-Philharmonic/dp/B001DELX1M/ref=pd_cp_d_h__3?pf_rd_p=212521591&pf_rd_s=center-41&pf_rd_t=201&pf_rd_i=B0019HSQ68&pf_rd_m=A3P5ROKL5A1OLE&pf_rd_r=18VEFGF189Z836S6ZETG)

Opera
Mozart - Die Zauberflote [Blu-ray] [2003] (http://www.amazon.co.uk/Mozart-Zauberflote-Blu-ray-David-McVicar/dp/B00142X56Y/ref=pd_cp_d_h__3?pf_rd_p=212521591&pf_rd_s=center-41&pf_rd_t=201&pf_rd_i=B0019MQBJW&pf_rd_m=A3P5ROKL5A1OLE&pf_rd_r=1MAJ5FETK1QRYP80RSEK) Com a bela Diane Damrau com Rainha da Noite
Diana Damrau as Queen of the Night I (http://www.youtube.com/watch?v=7EUOmdxo2jE&feature=related)
Diana Damrau as Queen of the Night II (http://www.youtube.com/watch?v=DvuKxL4LOqc&feature=related)
Diana Damrau as Queen of the Night III (extended) (http://www.youtube.com/watch?v=wMWRCMBf5QQ&feature=related)
Diana Damrau Amor (Richard Strauss) (http://www.youtube.com/watch?v=Vt72BFNeKWY&feature=related)


Musical
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51wvoiKN15L._SS500_.jpg

Guys And Dolls (Special Collector's Edition) [1955] (http://www.amazon.co.uk/Dolls-Special-Collectors-Marlon-Brando/dp/B000F3T91I/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=dvd&qid=1227215926&sr=1-1)


Bom Feriado a todos!

Karlson

membroativo
21-11-2008, 14:35
...
Depois mando mais meninos.

Sidão

Como uma vírgula faz diferença!:ataque:
Por certo o Sidão quis dizer:
Depois mando mais, meninos. :)

Abraços,
Mauricio

O Carteiro
22-11-2008, 06:35
A PEDIDOS, MAIS MUSAS QUE NOS ENCANTAM:[...]
Sidão

Grande Sidão. Meu sábado já começou muito bem.

Abração,
Gondim

O Carteiro
22-11-2008, 06:41
Algumas sugestões em Azuis e espero que o formato perdure, ao menos para ter um acervo de obras de qualidade.
[...]

Filmes
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51q-TkcsQGL._SL500_AA240_.jpg

Amadeus [Blu-ray] [1984] (http://www.amazon.co.uk/Amadeus-Blu-ray-F-Murray-Abraham/dp/B001JNNE64/ref=sr_1_55?ie=UTF8&s=dvd&qid=1227213096&sr=1-55) - Este é uma obra prima por si com variações musicais do Maestro Neville Marriner que apenas temos no filme.

[...]
Karlson

Karlson, meu caro, como ficou o som do Amadeus? Em LD era ruim e em DVD é mais ou menos. Nunca entendi isso. As trilhas foram todas gravadas para vender LPs aos milhões.

Abração,
Gondim

O Carteiro
22-11-2008, 06:45
[...]Fico em casa humildemente ouvindo o 15° Quarteto de Cordas do Shostakovich, uma das obras primas do século XX, abençoada (?) pelo mestre Holbein, com um conjunto passável que tem Guidon Kremer no violino e Yo Yo Ma no violoncelo.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51Fu44J3tzL._SL500_AA280_.jpg

Z

Z, meu bom, ouvi esse quarteto com o Holbein em Fortaleza, em janeiro desse ano. Foi muito tocante. Como se o quarteto fosse um carta enviada de Shostakovich para Holbein e ele estivesse lendo pra mim.

Abração,
Gondim

Wieniawski
22-11-2008, 13:52
Eu gosto muito do concerto n. 1. Brahms detestava e com razão, o terceiro movimento é quase que uma paráfrase do concerto dele. E tem uma história engraçada. Bruch tocou pessoalmente o concerto para Brahms, acho que antes da estréia (piano e violino). Quando acabou, ao invés de fazer algum comentário, Brahms roçou os dedos para sentir a textura do papel da partitura, virou para o Bruch e disse: “onde você compra essa pauta? É de primeira qualidade!”.




Legal esta história Gondim, eu não conhecia!

Brahms também levou uma "tirada" de Sarasate quanto ao seu concerto:

Dizem que Sarasate odiava seu concerto (o de Brahms), e nunca o executou, pois dizia que o solista tinha que ficar em pé assistindo o oboé desenrolar a única melodia de toda a obra!!! :ataque::ataque::ataque:

abçs

O Carteiro
22-11-2008, 15:56
[...]Brahms também levou uma "tirada" de Sarasate quanto ao seu concerto:

Dizem que Sarasate odiava seu concerto (o de Brahms), e nunca o executou, pois dizia que o solista tinha que ficar em pé assistindo o oboé desenrolar a única melodia de toda a obra!!! :ataque::ataque::ataque:

abçs

:ataque::ataque::ataque:
Muito boa! Muito boa! Essa eu nunca tinha ouvido.

Abração,
Gondim

Karlson
22-11-2008, 17:48
Karlson, meu caro, como ficou o som do Amadeus? Em LD era ruim e em DVD é mais ou menos. Nunca entendi isso. As trilhas foram todas gravadas para vender LPs aos milhões.

Abração,
Gondim

Gondim , a versão Blu-ray é a de 2002 - Amadeus--The Director's Cut ,um pouco mais refinada neste questão. A trilha sonora é uma compilação
da Philips e outras gravadoras, apenas uma visão da música de Mozart, excelente seleção.

Mas as músicas e os trechos musicais no filme é outra obra, que o maestro Merriner criou. No filme há duplo sentido com os compositores Bach, Gluck e com a própria música de Mozart, ex. Na cena da taverna em que "Mozart" toca ao contrário e cita quais compositores admira ou não, tem um garoto!!! No local - Quem seria o garoto? E muito mais...

Mas se você deseja áudio agradáveis aos ouvidos de connaisseur , que presumo serem os seus, ouça o DVD adicional do musical(Disco 2) Cantando na Chuva com as tomadas da trilha sonora, gravado com equipamento Western Electric Sound System em mono ,que na remasterização ainda permanece o som suave de outrora. :aplauso:

Estou aguardando a versão em Blu-ray. Mas em DVD também está ótima.

Cantando na Chuva - Ed. Comemorativa 50 Anos (http://www.2001video.com.br/detalhes_produto_extra_dvd.asp?produto=4942&PTRN=29&POS=5)

http://www.2001video.com.br/images/fotos_produtos/dvd_4942.jpg

Singing in the Rain (http://www.youtube.com/watch?v=bkEvy-9yVyQ)

Grande abraço,
Karlson

O Carteiro
24-11-2008, 12:11
MATÉRIA DE RICARDO PRADO NO GLOBO ON LINE:

A edição de dezembro da revista Gramophone (http://www.gramophone.co.uk/) chegou às bancas de Londres neste fim de semana com uma lista das 20 melhores orquestras do mundo. Melhor é um conceito relativo e, na maior parte das vezes, é opinião feita para provocar discussão. Principalmente quando publicadas como listas.
Mas ninguém vai vender milhares de revista com uma matéria chamada "As 20 Orquestras Prediletas de 11 Críticos". Mesmo sendo, na maior parte deles, gente séria, críticos de sólida formação musical que convivem diariamente com estas orquestras há muitos anos, podendo mesmo compará-las às outras e, mais importante, à elas mesmas em outros momentos. Uma comparação técnica é quase impossível; precisaríamos ter gravações de uma mesma obra, dirigida por um mesmo maestro em diversas orquestras para uma "audição cega", em que pudéssemos compará-las sem saber quais estamos ouvindo. A lista tem muitas surpresas. Veja:
1 Orquestra Royal Concertgebouw de Amsterdam

2 Orquestra Filarmônica de Berlim

3 Orquestra Filarmônica de Viena

4 Orquestra Sinfônica de Londres

5 Orquestra Sinfônica de Chicago

6 Orquestra Sinfônica da Rádio da Bavaria

7 Cleveland Orchestra

8 Orquestra Filarmônica de Los Angeles

9 Orquestra do Festival de Budapest

10 Dresden Staatskapelle

11 Orquestra Sinfônica de Boston

12 Orquestra Filarmônica de Nova Iorque

13 Orquestra Sinfônica de São Francisco

14 Orquestra do Teatro Mariinsky

15 Orquestra Nacional Russa

16 Orquestra Filarmônica de Leningrado

17 Orquestra da Gewandhaus de Leipzig

18 Metropolitan Opera Orchestra

19 Orquestra Sinfônica Saito Kinen

20 Orquestra Filarmônica Tcheca

Provavelmente a primeira surpresa é: a Filarmônica de Berlim não está em primeiro lugar? Nem a de Viena? Não. A primeira colocada é a orquestra dirigida por Mariss Jansons. E aqui começa a resposta: exite um elemento importantíssimo chamado "maestro".Claro que músicos de qualidade, tradição, bons sistemas de gestão, recursos abundantes, autonomia artística, tudo isso faz diferença, mas essas são condições básicas de existência, não de suficiência. Todas estas, e mais outras dezenas delas, têm essas condições. A diferença está em Mariss Jansosn, Simon Rattle, Colin Davis, Bernard Haitink, entre vários outros. Conjuntos são a essência de sonoridades extraordinárias: maestros dão a elas um sentido, uma interpretação. Um exemplo clássico é a Filarmônica de Viena que, sem contar com um diretor permanente, escolhe seus regentes convidados - numa mesma semana ela pode soar como o instrumento dos deuses e como um desastre.
Uma outra surpresa, que acho especialmente feliz, é que aparecem aqui orquestras que só poderiam ser destacadas por especialistas muito criteriosos, com muita autonomia das pressões das grandes marcas. Estão aí a Orquestra do Festival de Budapeste, a Filarmônica Tcheca e a japonesa Saito Kinen. Também há ausências incompreensíveis como a Orquestra do Festival de Lucerna, dirigida por Claudio Abbado, e a Berlin Staatskapelle, dirigida por Daniel Barenboim. Também é difícil concordar com esta Filarmônica de Nova Iorque de Lorin Maazel ser considerada melhor do que a Sinfônica de São Francisco de Michael Tilson Thomas e a Metropolitan Opera.
Provavelmente a lista voltará a ser publicada no ano que vem e haverá uma dança das cadeiras. Até lá, vamos ouvir muita música, por todos esses conjuntos maravilhosos que continuam sempre a demonstrar como a música sinfônica é uma das maiores realizações humanas. Como, por exemplo, a primeira colocada tocando Petrushka, de Igor Stravinsky, sob a direção de Mariss Jansons.
__________________________________
__________________________________

Na MHO, a Gramophone (http://www.gramophone.co.uk/) é o exemplo vivo de como os ingleses podem ser insulares. Acho uma revista de visão estreita, de opiniões de cartilha e excessivamente comprometida com a indústria. Seu próprio editor já assumiu que não fala mal de gravações, procura “aspectos positivos”. Mas, pelo menos no item 1 da lista, concordo com a revista.

A Concertgebouw, que desde o tempo do Mengelberg sempre foi uma das maiores orquestras do mundo (provavelmente com a sala de melhor acústica do mundo), está tocando esplendidamente.

Abraços,
Gondim

ZpínoZ
24-11-2008, 13:26
Na MHO, a Gramophone (http://www.gramophone.co.uk/) é o exemplo vivo de como os ingleses podem ser insulares. Acho uma revista de visão estreita, de opiniões de cartilha e excessivamente comprometida com a indústria. Seu próprio editor já assumiu que não fala mal de gravações, procura “aspectos positivos”. Mas, pelo menos no item 1 da lista, concordo com a revista.

A Concertgebouw, que desde o tempo do Mengelberg sempre foi uma das maiores orquestras do mundo (provavelmente com a sala de melhor acústica do mundo), está tocando esplendidamente.

Abraços,
Gondim

É verdade, e talvez o ponto chave de sua análise seja a palavra "insular".

Eventualmente, presumo, como exercício, seria possivel chegar a este conjunto de orquestras, recenseando e especulando acerca das opiniões e viéses da Gramophone.

Uma divisão entre Europa e USA. Com forte presença da mundo alemão e da Europa Central.

Uma menção japonêsa para assegurar o caráter "universal" da seleção.

Me surpreendeu a ausencia da Europa meridional (ou Latina) e de alguma coisa da escandinávia.

Desenho geográfico que, quem sabe, tenha correspondência com a penetração da revista.


Z

O Carteiro
27-11-2008, 13:12
Coisa pouca essa última comprinha do Brandão.

Olhem a minha:


http://ecx.images-amazon.com/images/I/51TN56EGH5L._SS400_.jpg

[...]
Sidão

Sidão, Tennstedt não precisava ter feito nada na vida além de ter gravado a VI de Mahler. Mas graças a Deus não ficou só nela.

Esse era Regente. Deve estar agora mesmo conversando com Celibidache e Kleiber.

Por favor, mano, nos diga depois como está o som do DVD.

Abraços,
Gondim

ZpínoZ
27-11-2008, 13:53
Sidão,

Como deve ter observado, pelos meus posts anteriores, tenho os dois últimos itens de suas compras: o DVD do Christian Ferras e o CD do Purcell. Acho que você vai se deliciar com ambos.

De Purcell chamo especial atenção para as cancões fénebres para a rainha Mary. Gostaria de saber sua opinião acerca da surpreendente percussão. Se você gostar exija que seu recalcitrante pupilo também compre, afinal pelo som que tem, precisa de um bom repertório.

Ma Vlast (Smetana) comprei duas gravações completas e tenho ouvido muito desde a minha viagem à Praga. É uma obra preciosa, do tempo em que a música clássica e o povo se entendiam.

Z

Redlaw
27-11-2008, 14:18
Pessoal, um disco, sensacional:

Daniel Barenboim, Brazilian Raphsody

Adorei a versão Manhã de Carnaval, uma das melhores que já ouvi.

http://media.israel-music.com/images/42148221.jpg

http://media.israel-music.com/images/42148221_b.jpg

[ ]'s Walder.

Karlson
27-11-2008, 18:30
(http://www.amazon.com/Pachelbel-Kanon-Tchaikovsky-Serenade-Strings/dp/B000003CSY/ref=sr_1_5?ie=UTF8&s=music&qid=1227820010&sr=1-5)
Parabéns a todos!

Minha contribuição sonora e visual.


http://ecx.images-amazon.com/images/I/41GCRVWFCBL._SL500_AA240_.jpg


Pachelbel: Kanon; Tchaikovsky: Serenade for Strings (http://www.amazon.com/Pachelbel-Kanon-Tchaikovsky-Serenade-Strings/dp/B000003CSY/ref=sr_1_5?ie=UTF8&s=music&qid=1227820010&sr=1-5)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/6179H3TN9BL._SL500_AA240_.jpg



Respighi: Ancient Dances and Airs for Lute Suites 1, 2 & 3 [HYBRID SACD] (http://www.amazon.com/Respighi-Ancient-Dances-Airs-Suites/dp/B0001BPPN0/ref=sr_1_3?ie=UTF8&s=music&qid=1227820168&sr=1-3)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/212H1XGFBWL._SL500_AA130_.jpg


Schumann: Piano Concerto in A Minor, Op. 54; Tchaikovsky: Piano Concerto No. 1 in B flat Major, Op. 23 (http://www.amazon.com/Schumann-Piano-Concerto-Minor-Tchaikovsky/dp/B0000057KT/ref=sr_1_25?ie=UTF8&s=music&qid=1227821652&sr=1-25)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/21X34SV5C1L._SL500_AA130_.jpg


(http://www.amazon.com/Scriabin-Po%C3%A8me-LExtase-Concerto-Prometheus/dp/B0000041RH/ref=sr_1_15?ie=UTF8&s=music&qid=1227820401&sr=1-15)
Scriabin: le Poème De L'Extase/Piano Concerto/Prometheus (http://www.amazon.com/Scriabin-Po%C3%A8me-LExtase-Concerto-Prometheus/dp/B0000041RH/ref=sr_1_15?ie=UTF8&s=music&qid=1227820401&sr=1-15)


http://ecx.images-amazon.com/images/I/21ZyqE2ByZL._SL500_AA240_.jpg


Bach: Goldberg Variations / Keith Jarrett [ORIGINAL RECORDING REISSUED] (http://www.amazon.com/Bach-Goldberg-Variations-Keith-Jarrett/dp/B00004STOZ/ref=sr_1_70?ie=UTF8&s=music&qid=1227820509&sr=1-70)


http://ecx.images-amazon.com/images/I/415UuS1Z7PL._SL500_AA240_.jpg


Beethoven, Mozart & Brahms Piano Concertos (2005) (http://www.amazon.com/Beethoven-Mozart-Brahms-Piano-Concertos/dp/B000A3VTTI/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=dvd&qid=1227820643&sr=1-1)

Abraços a todos os amigos.
Karlson

Wieniawski
02-12-2008, 12:09
Ainda na fase "Rosandiana":

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51kXH7t802L._SS500_.jpg

André Maltese
02-12-2008, 16:20
Caros,

Segue a dica (muito bem) citada antes, pelo Edison Brandão:

http://store.acousticsounds.com/images/as60gif/ALSC-243045Q.jpg

Não sou fã de álbuns-colagem com duas ou mais orquestras ou maestros, porém esse álbum é o melhor exemplo de que toda regra tem sua exceção.

As performances são espetaculares, tanto na "Rapsódia sobre um Tema de Paganini" (Rachmaninoff), quanto no deslumbrante "Noites num Jardim de Espanha" (De Falla).

Não tenho o original RCA Living Stereo, porém arrisco dizer que a prensagem da Classic Records em Quiex SV-P 200g está impecável. Tão boa quanto a original? Melhor? Não sei e nem tenho como saber. Só sei que essa prensagem toca uma barbaridade. Ponto.

A dinâmica, principalmente do lado A - "Rapsódia sobre um Tema de Paganini" - é assustadora. Mais assustadora ela se torna quando lembro aos amigos de audição que essa gravação foi feita em 1958 sobre TRÊS canais. Não escrevi errado. TRÊS canais.

Adoro mostrar essa e outras gravações RCA Living Stereo, Mercury Living Presence além das soberbas Everest 35MM para outros colegas de áudio profissional e músicos. No final da audição sempre pergunto para o ouvinte se ele acha que realmente precisamos de novos formatos e suas complicações decorrentes, ou se o que realmente precisamos é nos esforçar mais nos trabalhos que realizamos.

Eles nunca resopondem, nunca responderam nem nunca responderão. Quem cala...

Um abraço!

ZpínoZ
02-12-2008, 19:54
A Igreja tinha absoluta razão...

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41E0YZ6G40L._SL500_AA180_.jpg

Bruckner é bonito demais para tocar nos ofícios religiosos. Acabava distraindo e desencaminhando os fiéis.

Mais avisado proibí-lo. Que fosse apenas um simples sinfonista!

Z

Karlson
02-12-2008, 22:13
Z e amigos, já para entrar no clima…

Minhas sugestões…

The John Rutter Christmas Album (http://www.amazon.com/The-John-Rutter-Christmas-Album/dp/B00006JJ4T/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=music&qid=1228261597&sr=1-1)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/61ZKEM3QK6L._SL500_AA240_.jpg

A famosa Star Carol
Star Carol - Concierto Navidad UANDES 2007 (http://www.youtube.com/watch?v=2Gra8cMqdcE&feature=related)

Taverner: Missa Gloria Tibi Trinitas [IMPORT] [ORIGINAL RECORDING REISSUED (http://www.amazon.com/Taverner-Missa-Gloria-Tibi-Trinitas/dp/B00005AU0N/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=music&qid=1228266092&sr=1-1)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41GJXVN5DYL._SL500_AA240_.jpg

Em especial ouçam a - Kyrie "Leroy", for 4 voices

No youtube com os The Tallis Scholars;
"Sanctus" - John Taverner (http://www.youtube.com/watch?v=-9fPoigD0wY)
The Tallis Scholars sings Palestrina (http://www.youtube.com/watch?v=i4VoKso5ERI)
The Tallis Scholars - William Byrd - Vigilate (http://www.youtube.com/watch?v=uo9OnbLLnfE)
William Byrd 'Mass for Five Voices : Kyrie & Gloria' (http://www.youtube.com/watch?v=kSo5K9gNS_4)

Com o grupo A Sei Voci – Gregorio Allegri : Miserere

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51SS63TRBRL._SL500_AA240_.jpg

Couperin - Leçons de Ténèbres / Daneman, Petibon, Les Arts Florissants, Christie (http://www.amazon.com/Couperin-T%C3%A9n%C3%A8bres-Daneman-Florissants-Christie/dp/B000005E4Y/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=music&qid=1228265966&sr=1-1)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/512DCZ8A3PL._SL500_AA240_.jpg


Couperin Troisieme leçon de Tenebres
1. Couperin: Troisieme leçon de Tenebres (http://www.youtube.com/watch?v=II54b9XazpY&feature=related)
2. Couperin: Troisieme leçon de Tenebres (http://www.youtube.com/watch?v=xVSQqBEX0Tw&feature=related)
3. Couperin: Troisieme leçon de Tenebres (http://www.youtube.com/watch?v=W-hwp5ysHDU&feature=related)
4. Couperin: Troisieme leçon de Tenebres (http://www.youtube.com/watch?v=W97Te5Rl2xo&feature=related)
5. Couperin: Troisieme leçon de Tenebres (http://www.youtube.com/watch?v=Lh-Fct3tmww&feature=related)
6. Couperin: Troisieme leçon de Tenebres (http://www.youtube.com/watch?v=Vh6Jg4yy2_s&feature=related)

Em video..
Couperin-Lecons de Tenebre 3 (http://www.youtube.com/watch?v=kbOYS08dAeU&feature=related)


Bom deleite,
Karlson

ZpínoZ
03-12-2008, 21:22
Sidão, mestre do Edison McIntosh Brandão e de todos nós,

Com todo o prazer.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51716KQXEFL._SL500_AA240_.jpg

O que poderia resultar da somatoria de tantas excelências? A Chicago Symphony Orchestra (melhor conjunto americano segundo post do Gondim - #1892), Pierre Boulez, o MusikTriennale, Stravinsky, Debussi e Berg - uma escalação para não botar reparo.

Conclusivamente o que posso dizer é que tive o prazer de "ouvEr" um dos melhores Firebirds da minha vida.

A Symphony Selection from LULU, nunca tinha ouvido, mas Berg sempre me deixa confuso, ao mesmo tempo fascinado e estranhado. Parece que por trás da música dele sempre tem um mundo escamoteado, sugerido. Dimensões que ele deliberadamente escondeu.

Uma opinião sem fundamentação. Mais exatamente uma idéia brincalhona que me ocorre as vezes: toda grande orquestra americana que ouço me deixa a sensação de uma interpretação perfeita, mas com resquícios de um indisfarçável sotaque. Gringo tocanco Bossa Nova (coisa, inclusive, que adoro). A única excessão plena é a NBC sob regência de Toscanini. Nunca percebo isso nas grandes orquestras da Europa, mesmo naquelas volúveis formações do Leste europeu.

Z

migrando
06-12-2008, 18:07
Prezado Sidão.

Permita-me fazer a indicação dos DVDs mencionados na #1574, uma coleção primorosa.

:feliz:

migrando
06-12-2008, 18:13
Recebi ontem a Haydn Edition, sem nada pagar à Receita. Aliás, fato idêntico ocorreu com as coleções de Beethovem e Brahms.

O Leão somente me pegou quando adquiri as de Bach e Mozart. De qualquer forma, não devemos perder a esperança de que a Receita continue boazinha com os audiófilos.

:feliz:

O Carteiro
07-12-2008, 06:59
Gondim:


Assim que o DCD chegar eu direi como está o som.
Estou com 8 garrafas de Prima Mano em casa e não sei o que faço pra desocupar o espaço que elas utilizam aqui em casa.
Alguma sugestão?

Sidão, querido, é um trabalho sujo, mas alguém tem que fazê-lo. Tenho várias sugestões, mas todas exigiriam a minha participação in loco. Espero poder ajudar em janeiro.

Beijo,
Gondim

O Carteiro
07-12-2008, 07:03
Comprei ontem e ainda nem abri.

Quem se arrisca a vir em casa na terça, pra sofrer junto?

É DVD !!!!!

Nunca vi a 8ª em vídeo.


http://ecx.images-amazon.com/images/I/414B62KAD6L._SS500_.jpg

Garanto vinho e esfiha.

Sidão

Tenho essa VIII em LD. É uma celebração. Profundamente tocante.

Abraços a todos,
Gondim

ZpínoZ
07-12-2008, 18:53
Desde muito tempo venho colecionando os Choros de Villa Lobos, um dos seus ciclos de trabalho mais importantes, somente comparável, em criatividade, às Bachianas Brasileiras. Dispersos, em vários CDs, tinha quase todas as peças. Só me faltavam os Choros N. 11 e 12.

No segundo semestre deste ano a Osesp gravou todos os 12 Choros, inclusive com a Introdução aos Choros e os Choros (Bis). Agora em dezembro saiu o último, completando a série em três CDs.
http://www.lojaclassicos.com.br/imagens/produtos/BC%20232g.jpg http://www.lojaclassicos.com.br/imagens/produtos/BC%20230g.jpghttp://www.lojaclassicos.com.br/imagens/produtos/BC%20236g.jpg

Para aqueles que comprarem, gostaria de chamar especial atenção para o belo sincopado e balanço do Choros N. 10 - Rasga Coração, assim chamado por fazer uma citação da música de mesmo nome de Anacleto de Medeiros e Catulo da Paixão Cearense.

Z

ZpínoZ
07-12-2008, 19:29
Mestre Sidão,

Dada minha formação, não sou dado a indagar sobre obviedades, contudo não resisto a esta: conhece essa versão da La Traviata, com Netrebko e Villazón? Minha desculpa por essa questão, talvez seja porque a pergunta prolonga meu prazer de, neste fim de semana, ter assistido essa belíssima opera, e me dá a oportunidade de conversar mais sobre essa magnífica montagem.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/214XtwOFxOL._SL500_AA180_.jpg

Sem dúvida falar acerca das brilhantes interpretações da megadiva e Villazón é desnecessário. Ambos, como sempre, estão sublimes. Assim quero ressaltar duas coisas: o inteligente e criativo despojamento do cenário e o uso minimalista dos efeitos cênicos (o relógio, a cobertura dos sofás...) que enfatizam as interpretações e focam o que é essencial no enredo da ópera.

Gostei imensamente de um longo e detalhado “making of” do trabalho no disco 2, onde os cantores explicam a composição dos seus personagens.

Sidão é impressionante a Netrebko, em cada novo trabalho que eu vejo, parece que ela “nasceu” para o papel.

Na estante esta esperando...

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51U8WFmz5TL._SL500_AA240_.jpg


Z

Redlaw
09-12-2008, 16:53
Pessoal, estou pouco contribuindo com o tópico, pois o meu tempo está escasso, em plena crise estou em ampliação dos negócios, e acredito que até o primeiro trimestre de 2009, continuarei com pouco tempo.

Mas vou mostrar alguns discos que ouvi ultimamente, com qualidade audiófila, e também fabulosos musicalmente.

- Astor Piazzolla - The Central Park Concert
- Brahms, Symph N° 4 - Beethoven, Egmont Overture -Fritz Reiner
- Debussy - Poulenc Cello Sonatas, Queyras & Tharaud - Harmonia Mundi
- Rachmaninov - Piano Concerto N° 2 ; Isle of the Dead - Earl Wild
- HI-FI Flamenco - The Audiophile JVC
- Pepe Romero - Flamenco [LIM K2HD 022]
- Proprius - Cantate Domino
- Rachmaninov - Piano Concerto N° 2 ; Isle of the Dead - Earl Wild


http://ecx.images-amazon.com/images/I/418VP1HMDDL._SS500_.jpg

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41VGQ0Y0KEL._SS400_.jpg

http://ecx.images-amazon.com/images/I/31s2Y18V4cL._SS400_.jpg


http://ecx.images-amazon.com/images/I/41QZRJYCH8L._SS400_.jpg

Estes acima estão à venda na Amazon.

http://www.elusivedisc.com/images/jvcxr1015.jpg

Este se acha na Elusive.

http://store.acousticsounds.com/images/as60gif/CLIM-022.jpg

http://store.acousticsounds.com/images/as60gif/PRO-7762LG.jpg

Estes dois últimos acha-se à venda na Acousticsounds.

Se tivesse de escolher apenas um disco destes, seria o do Astor Piazzolla. Apesar da gravação ser ao vivo, o áudio está excepcional, e muito mais ainda a qualidade musical.

[ ]'s Walder.

Redlaw
09-12-2008, 17:02
Z e amigos, já para entrar no clima…

Com o grupo A Sei Voci – Gregorio Allegri : Miserere

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51SS63TRBRL._SL500_AA240_.jpg

...


Acabou de chegar aqui um Miserere, mas do Jose de Nebra. Vou ouvir logo mais à noite, e depois informo o resultado. Será apenas na quinta, pois amanhã é feriado por aqui.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/618qX0n3bhL._SS400_.jpg

[ ]'s Walder.

ZpínoZ
09-12-2008, 21:39
No livro A Música Moderna – Uma história concisa e ilustrada de Debussy a Boulez (Jorge Zahar Editor), Paul Griffiths, um autor eclético e multi-talentoso, diz que música moderna começa exatamente com a fascinante flauta de Prélude à l´après-midi d´un faune, a fantástica obra de Debussy.

Acho essa informação curiosa, porque o tipo de melodia desta flauta me lembra outras que já ouvi em César Franck: Psyqué, Les Éolides... Porém como as gravações que tenho dessas peças são todas de Toscanini, não é impossível que il maestro tenha cometido o pecado do anacronismo, transportando clandestinamente a "levada" desta ébria flauta mágica mais para trás no tempo, me enganando completamente.


http://i16.ebayimg.com/03/i/001/1f/c9/5155_2.JPG

Z

Wieniawski
10-12-2008, 12:43
Não sei se já foi citada, mas vai aí uma dica: Sinfonia Espanhola de Lalo, obra obrigatória no repertório violinístico:


http://ecx.images-amazon.com/images/I/518LBZAcZ2L._SS500_.jpg

Só uma curiosidade, muitos violinistas do passado só gravavam 4 movimentos por achar a obra longa demais, nesta gravação com o Perlman, estão os 5 movimentos.

Esta composição foi dedicada ao grande Pablo de Sarasate.

abçs.

Karlson
10-12-2008, 19:43
Saudações aos amigos.

Walder , tem um cd difícil de encontrar não sei o porque de não constar mais da discografia do grupo. A Sei Voci – que é fenomenal em interpretação e gravação – referência de trabalho.

Helfer: Requiem for the Dukes of Lorraine (http://www.amazon.co.uk/Helfer-Requiem-Dukes-Lorraine/dp/B000025U9Y)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51VCD0HZJKL._SL500_AA240_.jpg

Sugestão para as tardes.

Grieg: Holberg Suite; Dvorák: Serenade for Strings; Elgar: Serenade for Strings (http://www.amazon.com/Grieg-Holberg-Dvor%C3%A1k-Serenade-Strings/dp/B0000DG01H)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/412Z0WJE51L._SL500_AA240_.jpg

Elgar - Serenade for strings, Op.20

Elgar - Serenade for strings, Op.20 (I mov.), Ramon Tebar (http://www.youtube.com/watch?v=4GjggrJE9No&feature=related)
Elgar - Serenade for strings, Op.20 (II mov.), Ramon Tebar (http://www.youtube.com/watch?v=OUUFPNCv7Pw&feature=related)
Elgar - Serenade for strings, Op.20 (III mov.) Ramon Tebar (http://www.youtube.com/watch?v=8DKB0Lya244&feature=related)

Outra boa interpretação
Elgar - Serenade for Strings op. 20 (http://www.youtube.com/watch?v=nBymdjGvj60)

Cadê o Sr. Holbien?

Karlson

Luiz Hallei
10-12-2008, 21:30
Se alguém tiver paciência:legal:: estou atrás de uma gravação DDD (não vale remaster antigo) dos Concertos de Brandenburgo, Bach, que fosse boa mesmo. Não tenho player SACD (e não pretendo ter) e preferiria algo que não fosse assim.
Alguma sugestão? http://www.htforum.com/vb/images/icons/icon7.gif

ZpínoZ
11-12-2008, 10:31
Se o meretíssimo permitir voto...

Gosto mais da opção com o Trevor Pinnock, mas concordo que ambas alternativas são excelentes.

Z

Karlson
11-12-2008, 12:59
“Se alguém tiver paciência estou atrás de uma gravação DDD (não vale remaster antigo) dos Concertos de Brandenburgo, Bach, que fosse boa mesmo. Não tenho player SACD (e não pretendo ter) e preferiria algo que não fosse assim.
Alguma sugestão?”

Luiz Soldani – Depende da sua concepção de “boa” neste caso.

Gravação apenas para testar equipamentos?
Gravação de valor artística? – Histórica?

Minhas sugestões artísticas.

DVD :aplauso:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41AH53QVJCL._SS500_.jpg

Bach - Brandenburg Concertos 1-6 / Karl Richter, Munchener Bach-Orchester (2006 (http://www.amazon.co.uk/Bach-Brandenburg-Concertos-1046-Richter/dp/B000C1XGCG/ref=sr_1_5?ie=UTF8&s=dvd&qid=1229009979&sr=1-5)

CDs
http://ecx.images-amazon.com/images/I/41SMM3XXSRL._SS500_.jpg



Bach: Brandenburg Concertos [Box set] (http://www.amazon.co.uk/Bach-Brandenburg-Concertos/dp/B000060O58)
J.S. Bach: Brandenburg Concertos [Remastered] [Japan] [IMPORT] [ORIGINAL RECORDING REMASTERED] (http://www.amazon.com/J-S-Bach-Brandenburg-Concertos-Remastered/dp/B0007INZIY/ref=cm_lmf_tit_3_rsrsrs0)


http://ecx.images-amazon.com/images/I/61Z8ESVX7BL._SS500_.jpg





(http://www.amazon.com/Bach-Brandenburg-Concertos-Overture-Orchestral/dp/B0000057FD/ref=sr_1_56?ie=UTF8&s=music&qid=1229009496&sr=1-56)
Bach: Brandenburg Concertos 1, 2, 3 - Overture - Orchestral Suite BWV 1066 [IMPORT] (http://www.amazon.com/Bach-Brandenburg-Concertos-Overture-Orchestral/dp/B0000057FD/ref=sr_1_56?ie=UTF8&s=music&qid=1229009496&sr=1-56)


http://ecx.images-amazon.com/images/I/513NABXY6CL._SS500_.jpg



Bach: Brandenburg Concerto 4, 5, 6 - Overture - Orchestral Suite BWV 1069 [IMPORT] (http://www.amazon.com/Bach-Brandenburg-Concerto-Overture-Orchestral/dp/B0000057FE/ref=pd_bxgy_m_img_b)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41MVS6MCSHL._SS500_.jpg




SACD Hibrido – reproduz em qualquer CD ou DVD Player.

Bach: Brandenburgische Konzerte Nr. 1-4, BWV 1046-1049 [Hybrid SACD] [HYBRID SACD] (http://www.amazon.com/Bach-Brandenburgische-Konzerte-1046-1049-Hybrid/dp/B000KX0GTM/ref=sr_1_3?ie=UTF8&s=music&qid=1229010378&sr=1-3)
http://ecx.images-amazon.com/images/I/31Wirs9s5GL._SS500_.jpg


Bach: Brandenburgische Konzerte Nr. 5 & 6, BWV 1050 & 1051; Tripelkonzert, BWV 1044 [Hybrid SACD] [HYBRID SACD] (http://www.amazon.com/Bach-Brandenburgische-Konzerte-Tripelkonzert-Hybrid/dp/B000KX0GTW/ref=sr_1_4?ie=UTF8&s=music&qid=1229010378&sr=1-4)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51OOs7Z7A9L._SS500_.jpg
Abraço e Boas Festas,
Karlson

Luiz Hallei
11-12-2008, 17:58
Luiz Soldani – Depende da sua concepção de “boa” neste caso.

Gravação apenas para testar equipamentos?
Gravação de valor artística? – Histórica?

Abraço e Boas Festas,
Karlson

Karlson

Eu procuro, se existir, as duas: gravações do tipo "testar equipamentos" e de valor artístico... tenho muita coisa histórica, inclusive os de Brandenburgo, anos 50-60-70, mas procuro agora dar uma renovada na minha coleção de clássicos com versões modernas em DDD e que também tenham valor como interpretação.
Se eu procurasse apenas a gravação, não ia perder meu tempo e comprava direto os discos da Fim:bD, o que não é a minha praia...
Agradeço as suas sugestões e a do Sidão:aplauso:
Vou dar uma pesquisada e pegar uma... posto depois minhas impressões.
Hoje estou ouvindo este:


http://jimmosk1.home.comcast.net/stokysound.jpg

Karlson
11-12-2008, 21:25
Luiz, as minhas perguntas foram em função de observar o Fórum .

Quanto ao desempenho de equipamentos e sistemas de vídeo e áudio terem a maiorias dos tópicos e que é excelente nesta função.

Não estou questionando o valor de se utilizar gravações para comprovar as qualidades sonoras ou visuais, apenas pensei que esta seria a sua escolha, uma gravação que proporcionasse excelência artística e técnica de registro. Quantos as indicações todas são excelentes e terá dificuldade em escolher apenas uma opção.

Como você já tem gravações dos Concertos Brandenburgo , proponho , caso aceite... Optar as escolhas musicologicamente, cada Maestro tem um interpretação diferente dos concertos, alguns enfatiza os movimentos lentos, frase ou instrumentos. Podemos discutir estes parâmetros de cada gravação.

Mas seja qual for a sua escolha com as indicações proporcionadas pelo Sidney, Z ou minhas, estará em boa companhia na sua discoteca ou dvdteca.

Grande abraço,
Karlson

Wieniawski
12-12-2008, 12:36
Este CD eu nunca ouvi, mas aposto nele, já ouvi esta dupla nos duos de Paganini, e conheço muito bem Schubert, se alguém tiver, gostaria de comentários:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51FK7HHWGEL._SS500_.jpg

Menko
12-12-2008, 16:34
14167

Quanta coisa boa por aqui:legal::legal::legal:

Estou atrás desta gravação, alguém já ouviu?

ÉdisonCh
12-12-2008, 23:02
Entre vários presentes maravilhosos que ganhei em minha passagem para sessentinha, quero destacar esse album magnífico, desafiador, que recebi de um grande amigo aqui do Fórum.

É tudo quanto possa sonhar um admirador de música de câmera. A versão do ABQ para todas obras é sempre criativa, extremamente inspirada em termos musicais, e desafiadora para nosso intelecto.

Absolutamente imperdível. Assim vale à pena ficar mais velho. :legal:
Hommage Alban Berg Quartett (http://www.amazon.com/exec/obidos/search-handle-url?%5Fencoding=UTF8&search-type=ss&index=music&field-artist=Alban%20Berg%20Quartett) (Performer)



http://ecx.images-amazon.com/images/I/316LYR7-CgL._SL500_AA240_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B000UGXF0G/sr=1-13/qid=1229133472/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music&qid=1229133472&sr=1-13)

ÉdisonCh
13-12-2008, 10:23
Isso é que é amor !

Nem sei a quem agradecer .:hilario::hilario::hilario:

Muito obrigado Sidão. Esse álbum é monumental !!:legal:

Mas o Xará está me mandando, via e-mail, um grande número de sugestões de boas gravações de música clássica. Estou esperando. Sentado.

ZpínoZ
13-12-2008, 11:03
A versão do ABQ para todas obras é sempre criativa, extremamente inspirada em termos musicais, e desafiadora para nosso intelecto.

Hoje estou para aforismos:

+ Este tópico melhora com a sábia participação do ÉdsonCh.

+ Os presentes do Sidão valem dobrados: pela coisa em sí e pela qualidade da escolha.

+ Tudo que é bom dura pouco. O ABQ acabou. Agora só nas midias gravadas.

Em tempo:

Sidão (que sofre com a tresloucada and Cruel Tutelage of Pai Mei), comprei Il Barbiere di Siviglia, pretendo assistir na proxima semana. No que devo prestar atenção?

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51-rj6U7SwL._SL500_AA240_.jpg

Z

Karlson
14-12-2008, 20:57
Amigos com as Festas na iminência...


Qual é a lista dos desejos dos amigos?
Valendo os devaneios...


Minha lista.
Eletrônicos:

http://www.luxurylifestyle.com/authorImages/86/Image1.jpg


Home Theater da Steinway Lyngdorg. :hilario: (http://www.steinwaylyngdorf.com/Model_D/C_Theater_System-121.aspx)


Lazer:
http://1.bp.blogspot.com/_2Se8jibrAlM/SRfYmFOvIhI/AAAAAAAAAY0/e0vhC31i8jw/s1600/Renzo%2BLibrary%2BI.jpg


Uma biblioteca projetada por Renzo Mongiardino (http://1.bp.blogspot.com/_2Se8jibrAlM/SRfYmFOvIhI/AAAAAAAAAY0/e0vhC31i8jw/s1600-h/Renzo+Library+I.jpg) - Lembra alguém muito caro aos amantes da Ópera – Estou certo Sidney?.


Livros:
The Most Beautiful Libraries in the World (Hardcover) (http://www.amazon.com/Most-Beautiful-Libraries-World/dp/0810946343/ref=pd_bbs_sr_1?ie=UTF8&s=books&qid=1229296559&sr=8-1)

Le Grand Livre de cuisine d'Alain Ducasse (Hardcover) (http://www.amazon.com/Grand-Livre-cuisine-dAlain-Ducasse/dp/2951647301/ref=sr_1_2?ie=UTF8&s=books&qid=1229297390&sr=8-2)

Vinho:
Algumas garrafas do Domaine de Bauleine Petit Chablis 2005

https://www.laithwaites.co.uk/images/products/25974.jpg :D



Musica:


http://ecx.images-amazon.com/images/I/51WCF2lN6aL._SS500_.jpg


(http://www.amazon.com/Glenn-Gould-Collection-Amazon-com-Exclusive/dp/B000TJQ75E/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1229298116&sr=8-1)
Glenn Gould: The Complete Original Jacket Collection - Amazon.com Exclusive [BOX SET] [LIMITED EDITION] (http://www.amazon.com/Glenn-Gould-Collection-Amazon-com-Exclusive/dp/B000TJQ75E/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1229298116&sr=8-1)



Abraços,
Karlson

Karlson
14-12-2008, 21:31
Uma sugestão

Ann Sofie Van Otter

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51Y6tWYSioL._SL500_AA240_.jpg

Bizet: Carmen [Blu-ray] (2003) (http://www.amazon.com/Bizet-Anne-Sofie-Von-Otter/dp/B001F5IO66)


Karlson

O Carteiro
15-12-2008, 15:26
[...]Qual é a lista dos desejos dos amigos?
Valendo os devaneios... [...]

Karlson, meu velho, eu só queria um par do novo monobloco Audiopax model 55. A criança é transistorizada, mas não tem som nem de válvula nem de transistor: tem o som do instrumento que estiver tocando.

Esse é o amplificador mais PERFEITO que já ouvi em minha vida. E olha que já ouvi muitos.

Abraços,
Gondim

ZpínoZ
15-12-2008, 16:54
Karlson, meu velho, eu só queria um par do novo monobloco Audiopax model 55. A criança é transistorizada, mas não tem som nem de válvula nem de transistor: tem o som do instrumento que estiver tocando.

Esse é o amplificador mais PERFEITO que já ouvi em minha vida. E olha que já ouvi muitos.

Tanto assim mestre Gondim!?

Então, parodiando o Edward Norton no filme Italian Job, não vou nem pensar: Quero tudo igual ao que você pediu.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51REWHHVV6L._SS500_.jpg


Amigos:



Minha lista para o fim de ano:



Quero...

...ter o orgulho de, humildemente, ser capaz de manter uma amizade dessa qualidade.


Em tempo.

Sidão, no fim de semana ou viajar para Ilha Grande e só volto depois do natal.

Como faço para devolver o belissímmo DVD que você me emprestou?

Z

O Carteiro
15-12-2008, 21:08
Tanto assim mestre Gondim!? [...]

Mestre Z, aquele amplificador é miraculoso. Vens ao Rio ou vai ficar só na Ilha Grande? Infelizmente aqui não tem Prima Mano. Mas tem o Mano Gondim.

Abraços,
O Próprio

ÉdisonCh
16-12-2008, 08:37
+ Este tópico melhora com a sábia participação do ÉdsonCh.

Z

Desculpe-me, Z, tenho passado muito rápido pelo HTF.

Muito obrigado pela carinhosa atenção e gentileza com que sempre nos trata.

Sidão rima com coração, e com irmão!!:aplauso::aplauso::aplauso:

Brandão também.

Flexibilidade, simplicidade, sinceridade, humor, sabedoria diligente, disponibilidade de espírito. Não rimam, mas descrevem bastante bem o pessoal deste tópico.

Boas festas a todos.

Brandão o novo pré e o novo power da Audiopax representam uma relação preço/qualidade absolutamente imbatível. Na sala certa, com as caixas adequadas, e uma discoteca eclética, fica dificil concorrer, seja qual for a marca do rival. :legal:

O Carteiro
16-12-2008, 12:57
Amigos:

Minha lista para o fim de ano:

Quero que meus amigos sejam ainda mais amigos, transformando-se em meus irmãos na essência de Deus. Quero conhecer ainda mais gente e colher, de cada um, uma centelha da divindade que as alimenta.

Quero muita saúde pra todos nós, pra vivermos muitos anos nessa irmandade, trocando experiências, acumulando conhecimentos e aumentando nossa capacidade de amar ao próximo como amamos a nós mesmos.

Quero sempre ter a capacidade de perdoar, mesmo que jamais possa ser perdoado.

Quero que nossas pretensões profissionais sejam amplamente recompensadas, dando-nos condição de fornecer a nossos familiares e amigos não apenas conforto, mas também apoio no momento em que eles mais precisem. E que a Caridade e o Amor presidam meus atos, dando-me a cada jornada a oportunidade de auxiliar meu irmão em Deus, independente da sua cor, raça, religião ou condição social.

Quero que minhas orações gerem energia positiva e que esta, através da intercessão do Altíssimo, possa ser espargida sobre todos a quem amo, mas sobretudo àqueles que não conheço ou que, voluntária ou involuntariamente, tenham sido vítimas de atos meus, nesta ou em outras vidas.

Quero que a fome acabe, que as guerras sejam apenas lembranças nos livros de história, que o ódio, em qualquer de suas formas, seja carregado ao oblívio, e que a humanidade alcance, sob o signo da esperança e da fé, avanço espiritual que a autorize a ter contatos livres com seres de outros mundos ou de outras esferas, para aprendermos mais e caminharmos no sentido da perfeição que Deus quer que tenhamos.

Quero que através da música os povos do universo sejam ligados por laços de amizade, confiança e busca do bem comum.

Quero que num dia desses, quando não estiver mais por aqui, ou melhor, já estiver aprendendo em outro lugar ou esfera, eu possa ser apoiado e ajudado por um sentimento de benesse que todos que me conhecem possam eventualmente me dirigir, se eu merecer.

E, por fim, suplico que Deus, em suas infinitas Bondade e Misericórdia, possa a todos guardar e proteger, nunca mais nos separando espiritualmente, se esta for a Sua vontade.

Um beijo no coração de todos,


Sidão

Meu Amigo Sidão.



Mimado por você, Elisa, Z, Noemi e Maurício, vivi ao fim de julho um dos grandes momentos de 2008. Foi uma noite de profundo aprendizado e de absoluta afinidade intelectual e espiritual.

Na manhã seguinte, meu filho perguntou se a noite tinha sido bacana. Respondi que pediria a Deus para que, ao crescer, ele tivesse amigos tão excelentes quanto o pai tem.

Espero que esse encontro se repita por muitos e muitos anos.
Espero que o Holbein, o ÉdisonCH e o Brandão compareçam.
Espero que as safras futuras não alterem o Prima Mano.
Espero que a Elisa continue não reparando no meu apetite voraz por pizza.
Espero que a Naomi continue zelando pelo meu apetite voraz por pizza.
Espero que o Z continue sócio-atleta do nosso Toscanini FC.

Espero que Deus abençoe a todos nós.

E que Ele nos conceda grandes audições e descobertas.

Obrigado a todos vocês, meus amigos.

Um beijo,
Gondim

Harq
16-12-2008, 15:03
Brandão,
Gosto muito da música Lascia ch'io pianga, do filme Farinelli.
Recetemente comprei este disco, edição nacional.
Comente aí Brandão.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51UrD9gdASL._SS400_.jpg

ZpínoZ
16-12-2008, 16:31
Mestre Z, aquele amplificador é miraculoso. Vens ao Rio ou vai ficar só na Ilha Grande? Infelizmente aqui não tem Prima Mano. Mas tem o Mano Gondim.

É,

Entre os melhores momentos que passei em 2008, certamente, foram os encontros (e as mensagens trocadas) com a "turma" desse tópico.

Todos são pessoas que, desde o primeiro encontro, se tonaram meus amigos. Calorosas e companheiras que compartilhavam as mesmas afinidades eletivas.

Por essas experiências posso concluir que a Música melhora as pessoas, em consequência, a boa Música melhora muito mais.

Tanto que, quando vou na casa do Sidão, não é pelo Prima Mano, nem pelas esfihas, nem pelos discos...

Iria ouvir os discos do Edson Brandão mesmo se ele só tivesse um 3 em 1 (Parsifal, se tiver interessado sei onde tem...)

As conversas com o Gondim só pecaram pela exiguidade delas.

Do Holbein não quero lalar nada, do muito que tenho a dizer, apenas agradecer tudo que aprendi com ele.

Assim, meu sonho principal é que 2009 nos dê mais desses momentos.

Meu sonho sedundário, como um neo-tecaniniano, é descobrir il maestro regendo Shost. Quem dera existisse???

Gondim,

Vou direto, de carro, São Paulo - Ilha Grande.

Z







ssim, meu principal gostaria que esses momentos se multiplicassd ,

O Carteiro
16-12-2008, 16:58
[...]As conversas com o Gondim só pecaram pela exiguidade delas.

Do Holbein não quero lalar nada, do muito que tenho a dizer, apenas agradecer tudo que aprendi com ele.[...]

Estou de férias! Sou um novo homem! Vou caminhar, ouvir música, escrever artigos, usar óculos, tratar da sinosite, render-me ao proctologista e freqüentar diariamente o nosso tópico.

Z, acabo de colocar no ar um novo artigo do Velho Leão com detalhes da nova sala:

http://www.logoseletronico.com/audiodicas_jornal_166.htm

Dê uma passada. E se tiver chance, pois está esgotado (comprei num sebo) experimente Martinu:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51ld89eqRhL._SS500_.jpg
São os 5 concertos e o concertino de Martinu. Não conhecia. Gostei muito. Cada obra tem uma feição diferente da anterior.

E o 3o. concerto é lindo demais.

Abraços.
Gondim

Zaratrustra
16-12-2008, 17:14
Prezados amigos,

Busco o auxílio de vocês para sugestões de gravações de obras em catedrais ou igrejas, onde possa ser perceptível a profundidade do coro, como, por exemplo, no "Cantate Domino".

Se possível gostaria que as indicações contemplassem obras memoráveis, com gravações no mesmo nível.

Abs a todos,

Karlson
16-12-2008, 21:16
Caro e apreciado Amigo Gondim , talvez estou sendo indelicado em dizer que ao sentir a perfeição no Audipax 5.5 , esta sensação de plenitude eufórica..., aludir os detalhes, que é o todo, e não a parte seja a realização do seu prazer. Este “todo” digo o conjunto dos componentes agregado ao Audiopax 5.5 na sua audição.
Será que o Modelo 5.5 em outro sistema proporcionará o mesmo sabor? :legal:

Sidney suas palavras somente poder brotar de um coração com savoir vivre! :aplauso:

Saudações ao Édison! :legal:

Zaratrusta, para não ser mal interpretado, atar-me-ei as suas palavras – “Busco o auxílio de vocês para sugestões de gravações de obras em catedrais ou igrejas, onde possa ser perceptível a profundidade do coro, como, por exemplo, no "Cantate Domino".

A “Cantate Domino” é uma gravação do selo Propius e em conjunto com outra gravação: - a famosa “Jazz at the Pawnshop”, tornaram-se os sinais de iniciação da sociedades secreta dos audiófilos, se não possuir as duas gravações é porque não atingiu ainda o grau de “aprendiz”. (risos... perdoe-me a ironia)

Com as mesmas caracteristica e não menos estranha na combinação de instrumentos e local, temos a “ Antiphone Blues: e nas mesma linha, mas da gravadora ECM temos o “Officium” com Jan Garbarek.

http://store.acousticsounds.com/images/as201JPG/fim-003.jpg

Antiphone Blues (http://store.acousticsounds.com/browse_detail.cfm?Title_ID=3921)



http://store.acousticsounds.com/images/as60gif/CPRO-7897-SA.jpg
Jazz At The Pawnshop 30th Anniversary (http://store.acousticsounds.com/browse_detail.cfm?Title_ID=37425)


http://www.ecmrecords.com/Images/cover/New_Series/1500/N1525g.jpg


Officium (http://www.ecmrecords.com/Catalogue/New_Series/1500/1525.php?cat=%2FArtists%2FGarbarek+Jan%23%23Jan+Ga rbarek&we_start=16&lvredir=712)

Na Amazon Officium (http://www.amazon.com/Officium/dp/B000025IL0/ref=pd_bbs_sr_3?ie=UTF8&s=music&qid=1229471403&sr=8-3)




Que os amigos possam indicar outras gravações.

Abraços a todos,
Karlson

Karlson
16-12-2008, 21:31
Ao apreciador da música barroca um site de Beleza e Arte.


http://www.baroquemusiclibrary.com/imglibrary.jpg


THE BAROQUE MUSIC LIBRARY (http://www.baroquemusiclibrary.com/index.html)


http://www.baroquemusiclibrary.com/39Large.jpg :aplauso:


karlson

Karlson
16-12-2008, 22:34
Indicação de livro e filme para assistir com os amigos .

Sobre a vida da escritora Dorothy Parker e seus amigos.

Site: http://www.dorothyparker.com/
DVD
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51CX7BZN66L._SS500_.jpg

Mrs Parker & Vicious Circle (1994) (http://www.amazon.com/Parker-Vicious-Circle-Jennifer-Jason/dp/6303422136)
Livro:


http://ecx.images-amazon.com/images/I/41QE7DD9P5L._SS500_.jpg


The Portable Dorothy Parker (Penguin Classics Deluxe Edition) (Paperback) (http://www.amazon.com/Portable-Dorothy-Parker-Penguin-Classics/dp/0143039539/ref=pd_sim_v_3)

Contos de Dorothy Parker com tradução de Ruy Castro.

(http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=66226&sid=00168767610121683449712811&k5=21B486EA&uid=)
http://www.livrariacultura.com.br/imagem/capas1/226/66226.jpg (http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=66226&sid=00168767610121683449712811&k5=21B486EA&uid=)

(http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=66226&sid=00168767610121683449712811&k5=21B486EA&uid=)
BIG LOIRA
E OUTRAS HISTORIAS DE NOVA YORK (http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=66226&sid=00168767610121683449712811&k5=21B486EA&uid=)

Musica:
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51MqVVOm-6L._SS500_.jpg

Dorothy Parker Blue (http://www.youtube.com/watch?v=U8bhS98O5nQ)
The London Book of the Dead (http://www.amazon.com/London-Book-Dead/dp/B000XTGS1S/ref=dm_ap_alb4)
The Real Tuesday Weld (http://www.amazon.com/gp/product/B000QJRJLS/ref=dm_sp_adp)


Cenas no youtube:
Mrs. Parker And The Vicious Circle (http://www.youtube.com/watch?v=eMX6BubBwmM&feature=related)
Mrs Parker and the Vicious Circle: Resume (http://www.youtube.com/watch?v=77Ip47PpiVs&feature=related)
Algonquin Round Table (http://www.youtube.com/watch?v=aRqoYuxKfoc&feature=related)
That Dorothy Parker Coming to Fringe NYC (http://www.youtube.com/watch?v=8n-DAIuZv84&feature=related)
Robert Benchley and the Knights of the Algonquin (scene) (http://www.youtube.com/watch?v=64-15TwZnJU&feature=related)
How to Sleep (1935) - Robert Benchley's Oscar-winning short (http://www.youtube.com/watch?v=BZO68-2mDIE&feature=related)


Até mais…
Karlson

O Carteiro
17-12-2008, 06:52
Caro e apreciado Amigo Gondim , talvez estou sendo indelicado em dizer que ao sentir a perfeição no Audipax 5.5 , esta sensação de plenitude eufórica..., aludir os detalhes, que é o todo, e não a parte seja a realização do seu prazer. Este “todo” digo o conjunto dos componentes agregado ao Audiopax 5.5 na sua audição.
Será que o Modelo 5.5 em outro sistema proporcionará o mesmo sabor? :legal:

Indelicado nada, Karlson, imagina. Não entendi bem a frase “aludir os detalhes, que é o todo, e não a parte seja a realização do seu prazer”. Mas se for o que entendi, está certo, o todo para mim é a soma das partes (rs).

A realização do meu prazer é ouvir música, não o equipamento. Quero um máximo de música e um mínimo de “eletrônica”. Como diria o Holbein, quero ouvir música sem aquele "filó eletrônico". Com o 55 não pensei em nada que não fosse música. Os jargões audiófilos tornaram-se desnecessários. E as referências migraram para o campo dos instrumentos musicais.

Estou exagerando? Não: estou falando de mim mesmo, de algo que me é altamente desejável. E o que isso significa? Nada. A não ser, é claro, que um sonho que eu considerava uma miragem mostrou-se possível – mas isso, infelizmente, só tem um valor anedótico, particular; um valor de varejo, sem relevância no atacado. E por isso o artigo do 55 não foi escrito: como alguém poderia escrever um artigo nesses termos? Olha, meu sonho se realizou, minha audiofilia está concluída (rs). Se eu leio uma coisa dessas, ia achar que o Gondim é sócio da Audiopax. Mas foi exatamente por isso que perdi o interesse de escrever sobre equipamentos. Vou escrever sobre outras coisas.

Será que o 55 em outro sistema proporcionará o mesmo sabor? Vai depender, é claro, do sistema, pois se existe uma relação entre cada elemento... Essa questão é um dos poucos axiomas do mundo do áudio. Enquanto alguns casamentos são perfeitos, outros – a despeito do valor individual dos parceiros – fracassam miseravelmente.

Quanto a sua indicação de DVD, homem, eu gosto muito desse filme:
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51CX7BZN66L._SS500_.jpg

Muito bem construído, e um show de interpretação da Jason Leigh, que está irresistível - ainda mais falando daquele jeito peculiar da Sra. Parker.

Abraços,
Gondim

ZpínoZ
17-12-2008, 08:41
Mestre Karlson,

Acho que não entendi este Dorothy Parker Revival. Perdi alguma coisa (data, lançamentos...) importante?

Z

O Carteiro
17-12-2008, 16:28
Rapazes.

Andei consultando alfarrábios. Em 2009 teremos:

250 anos da morte de Handel.

200 anos da morte de Haydn.
200 anos do nascimento de Mendelsshon.

150 anos de Un Ballo in maschera.

100 anos da Elektra de Strauss.
100 anos da IX de Mahler.

Em 2008 mosquei os 200 anos da V e da Pastoral.

Como a vida é breve.

Abraços,
Gondim

O Carteiro
17-12-2008, 16:43
A respeito do Un Ballo in maschera, esse é um dos libretos mais perfeitos que eu conheço. Somos convidados a odiar cada personagem um após o outro, para logo em seguida descobrir as razões que os movem e... absolvê-los. É como um “jogo de espelhos que se deslocam”.

Um Ballo é um exemplo refinado do alto senso teatral de Verdi. E também uma das grandes expressões da sua máxima grandeza, o contraponto. Poucos compositores depois de Bach fizeram contraponto como Verdi.

Aliás, se alguém retirasse as vozes do Falstaff, ainda assim teria uma obra-prima.

Estou certo ou errado, Mestre Sidão?

Abraços,
Gondim

Karlson
18-12-2008, 16:47
Caros Amigos, Gondim e Z.

Este é o dilema da escolha de algo que nos dá prazer ou utilizar para os momentos que nos proporcionam bem estar. A escolha de um objeto ou no caso um “utilitário” cujo fim seja proporcionar prazer através da Música ou de outra forma d´ Arte, não é apenas de sensibilidade e racionalidade cientifica. Mas uma escolha individual, diria poeticamente - individualidade cósmica. Fico feliz que a sua escolha chegou a termo e que os momentos de Arte e enlevos na música se concretizem.

O que questionava era que as partes quando escolhidas separadamente por uma qualidade apenas atribuída as mesmas, raramente quando unidas mantém a sinergia desta união. E este “casamento”, não depende de “rank” de valor no mercado ou avaliação de “autoridade”, mas apenas e simplesmente de nossas sensações.

No outro no tópico sobre as “Imagens sonoras reproduzidas pelos equipamentos”, tivermos (no meu caso) dificuldade em correlacionar as evoluções cientificas com o subjetivismo aos demais participantes.

No mundo científico temos três problemas quando analisamos um evento.

1.A teoria influencia a observação.
2.O observador atua sobre o observado.
3.Equipamentos constroem resultados.

No primeiro caso segundo Werner Heisenberg – a teoria em parte constrói a Realidade, naturalmente, a Realidade existe independente do observador, mas nossas percepções da realidade são influenciadas pelas teorias que moldam nosso exame dela. Se já tivermos conceitos moldado pelas publicações e valores de mercado a nossa visão e percepção das atuações dos equipamentos estarão distorcidas do real propósito, apenas você pode estabelecer uma real finalidade e qual instrumento melhor lhe servirá.

A segunda parece auto-evidente. Mas para alguns não.

Quanto à terceira, o equipamento que utilizado em uma experiência determinam o resultado, exemplo - se vejo o Cosmo com uma luneta obtenho uma percepção, observando-o com o Hubble tenho outra.

Nas revistas destinadas ao consumidor de aparelhos eletrônicos as medidas eletrônicas servem apenas para subsídio de Marketing. Pois seu em meu laboratório submeto o Audiopax 5.5 a um sinal de onda quadrada de 1KHZ /1v rms, se utilizo um osciloscópio de faixa de 10 Megahertz, terei uma forma de onda, com outro osciloscópio de 100 Megahertz terei outra forma de onda na tela.

Mas por favor, não nos prive dos seus textos.

Mestre Z, Apenas a indicação de uma mulher de extraordinário espírito em ambos os sentidos. Uma mulher que tem como epitáfio “DESCULPE A POEIRA”-"Excuse my dust."

Mas uma indicação realmente picante segundo: “The Independent” – A ópera que trouxe o “fallatio” ao palco operístico-:

Powder her Face, Royal Opera House: Linbury Studio Theatre, London (http://www.independent.co.uk/arts-entertainment/classical/reviews/powder-her-face-royal-opera-house-linbury-studio-theatre-london-846195.html)

Ópera do compositor Thomas Ades - Power Her Faces.
DVD:


http://ecx.images-amazon.com/images/I/415BYJA0NZL._SS500_.jpg


Ades - Powder Her Face / Mary Plazas, Heather Buck, Daniel Norman, Graeme Broadbent, Thomas Ades, Birmingham Contemporary Music Group (1999) (http://www.amazon.com/Ades-Heather-Broadbent-Birmingham-Contemporary/dp/B000G1ALGG)

No youtube.

Thomas Ades Conducts His 1st Opera Powder Her Face (1995) (http://www.youtube.com/watch?v=HBE9TyOgMqA)
Thomas Adès: Powder Her Face (http://www.youtube.com/watch?v=j8OCuAfIO2g&feature=related)

Thomas Adès - Powder Her Face Suite (I) (http://www.youtube.com/watch?v=Hy4rqn3miAk&feature=related)
Thomas Adès - Powder Her Face Suite (II) (http://www.youtube.com/watch?v=P7VGjPkZ3qM&feature=related)


Abraços a todos,
Karlson

Karlson
18-12-2008, 23:36
Sugestões de Filmes

O diretor Peter Greenaway.
Os livros de Prospero de Peter Greenaway encontra-se ainda em VHS no Brasil.
Interpretação de “A Tempestade” de William Shakespeare – Belíssimo visual.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51H7uRs3g4L._SS400_.jpg


A trilha sonora é de Michael Nyman


http://ecx.images-amazon.com/images/I/41DTVZJ3SDL._SS500_.jpg



E o estranho “Not Mozart (Letters, Riddles and Writs / M is for Man, Music, Mozart)” (1991)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/515KV10V0TL._SS500_.jpg


Abraços,
Karlson

O Carteiro
19-12-2008, 08:42
[...]Este é o dilema da escolha de algo que nos dá prazer ou utilizar para os momentos que nos proporcionam bem estar. A escolha de um objeto ou no caso um “utilitário” cujo fim seja proporcionar prazer através da Música ou de outra forma d´ Arte, não é apenas de sensibilidade e racionalidade cientifica. Mas uma escolha individual, diria poeticamente - individualidade cósmica. Fico feliz que a sua escolha chegou a termo e que os momentos de Arte e enlevos na música se concretizem.

O que questionava era que as partes quando escolhidas separadamente por uma qualidade apenas atribuída as mesmas, raramente quando unidas mantém a sinergia desta união. E este “casamento”, não depende de “rank” de valor no mercado ou avaliação de “autoridade”, mas apenas e simplesmente de nossas sensações.

No outro no tópico sobre as “Imagens sonoras reproduzidas pelos equipamentos”, tivermos (no meu caso) dificuldade em correlacionar as evoluções cientificas com o subjetivismo aos demais participantes.

No mundo científico temos três problemas quando analisamos um evento.

1.A teoria influencia a observação.
2.O observador atua sobre o observado.
3.Equipamentos constroem resultados.

No primeiro caso segundo Werner Heisenberg – a teoria em parte constrói a Realidade, naturalmente, a Realidade existe independente do observador, mas nossas percepções da realidade são influenciadas pelas teorias que moldam nosso exame dela. Se já tivermos conceitos moldado pelas publicações e valores de mercado a nossa visão e percepção das atuações dos equipamentos estarão distorcidas do real propósito, apenas você pode estabelecer uma real finalidade e qual instrumento melhor lhe servirá.

A segunda parece auto-evidente. Mas para alguns não.

Quanto à terceira, o equipamento que utilizado em uma experiência determinam o resultado, exemplo - se vejo o Cosmo com uma luneta obtenho uma percepção, observando-o com o Hubble tenho outra.

Nas revistas destinadas ao consumidor de aparelhos eletrônicos as medidas eletrônicas servem apenas para subsídio de Marketing. Pois seu em meu laboratório submeto o Audiopax 5.5 a um sinal de onda quadrada de 1KHZ /1v rms, se utilizo um osciloscópio de faixa de 10 Megahertz, terei uma forma de onda, com outro osciloscópio de 100 Megahertz terei outra forma de onda na tela.[...]

Karlson, tive um osciloscópio quando estudava eletrônica. Ele enxergava coisas que eu não ouvia, mas era irremediavelmente surdo. De minha parte, só posso interpretar o princípio da incerteza “filosoficamente” – e acho irrefutável.

Minha intimidade com Heisenberg é de almanaque. Mas penso que, por caminhos diferentes concordamos com as mesmas coisas. Que o amigo perdoe a ousadia, mas queria pedir que, quando tivesse um tempinho, desse uma olhada neste artigo:

http://www.logoseletronico.com/arqaudi/imprensa.htm (http://www.logoseletronico.com/arqaudi/imprensa.htm)

As variáveis envolvidas num sistema de áudio são tão vastas que, NMHO, cada audição é única, anedótica, singular: “não se pode ouvir duas vezes a mesma gravação, pois o sistema já não será o mesmo nem você”.

Radical, hein? (rs)

Abraços,
Gondim

O Carteiro
19-12-2008, 08:48
http://ecx.images-amazon.com/images/I/51PVzrUFe4L._SS500_.jpg

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51E4Y37ZMEL._SS500_.jpg

Divirtam-se.

Sidão

Solti foi um dos maiores regentes do século XX. Mas Levine é um grande músico, e se mostra tão maior quanto a orquestra do MET é ruim.

Como é que os caras da Gramophone inseriram essa orquestra naquela lista? Eles se superam a cada ano. Estão fazendo uma revista de humor melhor que a MAD.

Abraços,
Gondim

Karlson
19-12-2008, 14:12
Gondim,
Realmente escrevi muita abobrinha, apenas para dizer que não há padrão de preferência na escolha de sistema de áudio, respeitando o mínimo estabelecido pela estatística da audição humana relativo à faixa freqüência e a sensibilidade. É uma exclusivamente uma questão pessoal ou de influência externa...

A indicação de excelente cd muito bem gravado.

Sonatas for violoncello and basso continuo
Works by Vivaldi and Geminiani

ACC 10081 ; recorded 1991-11-01 ; published 2005-05-01
http://www.accent-records.com/public/catalogue.php?action=select&cdNumber=10081
http://www.accent-records.com/public/show_image.php?filename=../jpg/cover_400/acc10081.jpg&width=400&height=400

Abraços,
Karlson

O Carteiro
19-12-2008, 15:25
[...] não há padrão de preferência na escolha de sistema de áudio, respeitando o mínimo estabelecido pela estatística da audição humana relativo à faixa freqüência e a sensibilidade. É uma exclusivamente uma questão pessoal ou de influência externa...
[...]

Exatamente o que eu penso. Os audiófilos seriam mais felizes se escolhessem equipamentos para si mesmos, não para impressionar visitas.

Abraços,
Gondim

O Carteiro
19-12-2008, 15:29
Mozart para cravo a 4 mãos gravado pela Harmonia Mundi em instrumento de 1777 (Stein Vis-a-vis):
http://ecx.images-amazon.com/images/I/413U0oVtHML._SS400_.jpg
Excelente... se você gosta de cravo. Se não gosta, vai preferir uma eutanásia com gelo e limão, pois Mozart carregou nos arcodes e na polifonia.

Abs.
Gondim

O Carteiro
20-12-2008, 10:50
Amigos:

Não conhecia, ganhei de amigo secreto e estou devorando, pois é uma leitura proveitosa e muito didática, inclusive nos oferecendo explicações muito simples quanto à história da regência, a dificuldade da técnica,dos gestos, da escolha de tempos, etc..., procurando, outrossim, trazer ao leitor uma análise tanto quanto possível clara sobre a concepção de maestros famosos acerca de obras primas da música clássica. E, para além de qualquer expectativa, apresenta uma breve biografia de dezenas de maestros, além de inúmeras indicações discográficas.

Recomendo bastante:


http://imagens.travessa.com.br/livro/DT/83/831ea13d-8d51-45d3-a27a-2fdb871683b8.jpg


[
DADOS DO PRODUTO
TÍTULO: A ARTE DA REGENCIA: HISTORIA, TECNICA E MAESTROS
ISBN: 9788560187102
IDIOMA: Português.
ENCADERNAÇÃO: Brochura | Formato: 17,5 x 24 | 830 págs.
ANO DA OBRA/COPYRIGHT: 2008
ANO EDIÇÃO: 2008

AUTOR: Sylvio Lago (http://www.travessa.com.br/Sylvio_Lago/autor/A222DCBD-6D5F-4F9B-80B4-209A4D45C847)



Grande abraço em todos,

Sidão

Encomendei, deve chegar lá pela quarta ou quinta. Fico feliz de poder ler um livro sobre regência no idioma original. As traduções no campo da música em geral são grotescas, com exceção da Jorge Zahar.

Obrigado, Sidão.
Gondim

ÉdisonCh
21-12-2008, 13:45
Se já tivermos conceitos moldado pelas publicações e valores de mercado a nossa visão e percepção das atuações dos equipamentos estarão distorcidas do real propósito, apenas você pode estabelecer uma real finalidade e qual instrumento melhor lhe servirá.



Karlson,

Tudo o que você coloca aqui é auto-demonstrável, sensato. Verdadeiro. Mas inevitável.

Agora, dizer que a realidade modifica a realidade é um truismo. Um moto-contínuo heurístico. Uma constatação.

Se fôssemos contestar todos os princípios e proposições, começaríamos do zero. Ou seja, de alguma premissa nós temos que partir, pois normalmente o ser humano apenas recria, modifica, reage.
________________________


Se alguém quiser um disco que demonstra um Bach humano, sentimental, cheio do romantismo barroco, maravilhoso, deve escutar esses concertos para violino (entre os quais os "Italianos"), tocados por A. Grumiaux.

É um disco a que sempre volto, neste época do ano, há décadas.

Bach: Violin Concertos, BWV 1041 & 1042; Double Concertos, BWV 1060 & 1043


http://ecx.images-amazon.com/images/I/41eAWynAAeL._SL500_AA240_.jpg (http://www.amazon.com/gp/product/images/B0000040Z3/sr=1-2/qid=1229877730/ref=dp_image_0?ie=UTF8&n=5174&s=music&qid=1229877730&sr=1-2)

O Carteiro
23-12-2008, 12:48
Sidão, por falar em balet de Tchaikovsky, a Bela Adormercida com Dorati é uma aula de regência. O homem pega uma música subestimada por todo mundo, desmonta a partitura, mostra toda a sua construção e o faz com uma das 3 maiores orquestras do mundo. O som da gravação é um segundo espetáculo que se soma à leitura de Dorati.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/414X3X5DFZL._SS500_.jpg
O Quebra-Nozes com Dorati é lindo, mas não é tão "superlativo". Uma versão equivalente seria, NMHO, a do Gergiev com Kirov:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41NN-LE7fQL._SS500_.jpg
Para quem quer ouvir um dos maiores regentes do mundo transformar uma árvore de Natal numa montanha, a versão é esta:
http://ecx.images-amazon.com/images/I/41P6NAKXVZL._SS400_.jpg
E pra quem já conhece Mravinsky:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/512J2P011QL._SS500_.jpg

Abraços,
Gondim

Wieniawski
23-12-2008, 16:31
Sidão, fico aguardando seus comentários sobre a interpretação do concerto de Brahms pelo Szeryng :legal:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41X49EBQCCL._SS500_.jpg

Wieniawski
24-12-2008, 11:23
Um violinista que acho que nunca citei aqui é Shlomo Mintz, talvez pelo seu jeitão pessoal de interpretação, não tenha muitos admiradores, mas eu gosto. O concerto de Sibelius tem gravações memoráveis, como a já citada pelo Sidão, Christian Ferras, tem a Ginette Neveu, Heifetz, Oistrakh, e mais alguma que não me lembro agora. E eu gosto também desta com o Mintz, com a regência do Esa-Pekka, segue o link com o 3º movimento em homenagem ao pupilo do Sidão que parece gostar mais deste :D :

http://www.youtube.com/watch?v=oQPSQzfOrL4

abçs

migrando
24-12-2008, 11:27
À tarde vou ouvir a Cantata 91, abaixo:
A todos Feliz Natal!http://ecx.images-amazon.com/images/I/31AHDUOnn3L._SS400_.jpg

ZpínoZ
26-12-2008, 13:17
Cruz, Credo e Stabat Mater...

Alguns dias sem entrar e o pessoal faz uma blitz nas lojas. Não é a toa que o correio anda atravancado... Mais comedido, passei estes dias lendo, caminhando e ouvindo CD Player.

Já que não tenho compras, comento minhas leituras.

Ilha Grande – Angra dos Reis foi proveitosa, consegui acabar alguns livros que estavam estacionados na estante. Um excelente policial - Quinteto de Buenos Aires, Manuel Vásques Montalbán – entre outras coisas, uma celebração da tangueira Adriana Varela (recomendo que ouçam). Uma súcuba perto de Mercedes Sosa. Também uma História da Música, especificamente dedicada às experiências mais recentes, ou quase, porque o livro foi publicado em 1986, 22 anos atrás

A Música Moderna: Uma História Concisa e Ilustrada de Debussy a Boulez, Paul Griffiths – Jorge Zahar Editor – que termina com uma ponderação intrigante:

“Graças às gravações, praticamente toda a música existente, do cantochão a Stockhausen, de Pink Floyd ao gagaku japonês, esta ao alcance da maioria das pessoas no Ocidente industrializado; de certa maneira, já não existe necessidade de uma nova música.”

Chegando abro nosso tópico e se me espanto com a corroboração da tese de Griffiths. Qualquer solicitação de indicação de música é respondida com uma inundação de alternativas. No belíssimo post do Sidão, somos apresentados a uma coleção - e não completa – de opções de La Bohéme.

Aí pergunto, não estamos, inescapavelmente, cada vez mais, mergulhados numa espécie de escolástica musical, fadados a discutir peculiaridades e preciosidades? Com a agravante de que nos declararmos sobranceiramente audiófilos, isto é, a priori admitimos especial atenção às sutilezas, aos detalhes.

Meio a Dom Casmurro (por favor não pensen no da minisérie) esta é uma das minhas inevitáveis considerações de final-de-ano.

Z

ZpínoZ
26-12-2008, 17:50
Sidão e mestres do tópico,

Em dois tempos.

Sobre a Música Moderna.

Concordo com você, veja o "inescapavelmente" do meu post. Obviamente é preciso fazer uma divisão de águas: Debussy, Stravinsky, Mahler, Ravel, R.Strauss, Shostakovich et al, rigorosamente são modernos e fazem Música de qualidade soberana e inconteste. A coisa degringolou mesmo foi depois da Segunda Escola de Viena. Aí, quase com certeza, comprar é jogar dinheiro fora. Minha exceção pessoal é Ligeti.

Nesse sentido são imperdíveis os últimos escritos de Willy Corrêa de Oliveira, que depois de viver, por décadas, entranhado no miolo da música moderna, um de seus expoentes; caiu em si, entendeu a melódia, e passou a fazer acerbas críticas aos programas, pressupostos e, até, à honestidade intelectual dos atores da cena experimental. Seus textos não são nem publicados.

Sobre o pupilo.

Será que não é perigoso confrontá-lo assim com a verdade? Será que não é como os sonâmbulos que recomnenda-se não acordá-los?

Um excelente 2009 para você e Elisa.

Z

O Carteiro
27-12-2008, 07:21
Sidão e mestres do tópico,

Em dois tempos.

Sobre a Música Moderna.

Concordo com você, veja o "inescapavelmente" do meu post. Obviamente é preciso fazer uma divisão de águas: Debussy, Stravinsky, Mahler, Ravel, R.Strauss, Shostakovich et al, rigorosamente são modernos e fazem Música de qualidade soberana e inconteste. A coisa degringolou mesmo foi depois da Segunda Escola de Viena. Aí, quase com certeza, comprar é jogar dinheiro fora. Minha exceção pessoal é Ligeti.

Nesse sentido são imperdíveis os últimos escritos de Willy Corrêa de Oliveira, que depois de viver, por décadas, entranhado no miolo da música moderna, um de seus expoentes; caiu em si, entendeu a melódia, e passou a fazer acerbas críticas aos programas, pressupostos e, até, à honestidade intelectual dos atores da cena experimental. Seus textos não são nem publicados. [...]

Z

Cavalheiros, se depois de 100 anos a Segunda Escola de Viena ainda causa irritação temos aí um bom indício, pois não?

NMHO, o grande problema da música contemporânea é que ela perdeu o poder de comunicação com o público. Não é escrita somente para músicos, mas acaba sendo entendida apenas pelos melhores dentre eles. Li o Paul Griffiths há muitos anos, e lembro-me de um modo nebuloso que ele escreve alguma coisa há respeito. Aliás, acho que refuta a minha tese - que seja: continuo com ela.

Vejamos o Wozzeck, por exemplo. É uma música difícil, mas tem um poder expressivo e uma capacidade de envolvimento que só é possível pela íntima relação entre o drama e a atonalidade. É uma ópera perfeita. Seu poder de comunicação é enorme.

Em Moisés e Arão, de Schöenberg, o uso do coro como Voz de Deus, por exemplo, com suas dissonâncias e harmonias brutais é um outro exemplo de perfeição músico-dramática. Gosto especialmente, mas reconheço que é uma música mais difícil, que requer maior esforço – e preparação. Convém ler bastante sobre a obra antes de enfrentá-la.

Mas notem, cavalheiros, que meus dois exemplos recorrem à ópera, onde a palavra cantada me guia pelo labirinto. O que seria de mim sem ela?

Chegamos a Boulez.

Beethoven escreveu 9 sinfonias utilizando a mesma forma. Boulez propõe uma nova forma a cada música. Pelo que leio, posso entender que – de um ponto de vista estritamente musical - Boulez é um compositor tão grande quanto Beethoven. Mas quando ouço, sou totalmente indiferente ao seu discurso.

Aliás, suponho que esse discurso se revele muito mais no silêncio e na simetria da partitura do que materializado no tempo e no espaço por sua execução. Posso dizer sem medo que a música em Boulez é tão pura que retorna (ou evolui?) à um estado de modelo matemático, onde a emoção é sublimada por uma lógica inflexível.

Isso não é grandioso? É, senhores, de fato. É uma nítida imagem da nossa época, um testemunho para as gerações futuras.

Receio, contudo, que só será apreciado como discurso musical pelas gerações futuras.

De minha parte, fico com o Beethoven.

Abraços,
Gondim

O Carteiro
27-12-2008, 07:42
Grande Gondin, mio fratello:

Dicas anotadíssimas e, a propósito, vc já ouviu a Titan que indiquei com o Gergiev à frente da London?

Salvo engano de minha parte, vc vai adorar. Eu deliro ouvindo todos os detalhes da partitura, a separação dos instrumentos, a leitura dinâmica, mas sem deixar de ser lírica nos momentos exatos, e uma clareza de linha melódica muito rara hj em dia, na minha humilde opinião.

Já até encomendei a Ressurreição.

Grande abraço,

Sidão

Mestre Sidão, não ouvi a Titan com o Gergiev, ouvi a VI. É boa - mas como o acho um regentaço, esperava mais. O problema foram os tempos. A VI é muito complexa, e em alguns momentos ele toca tão rápido que não dá para ouvir os detalhes. As indicações do Mahler são precisas, não dá pra fazer mais rápido, só mais lento (como Tensted que tem a melhor VI que já ouvi). Gergiev também fez a inversão dos movimentos internos (como Scherchen inventou de fazer) e isso funcionou muito bem.

Vou procurar a Titan – e fico no aguardo da sua crítica à Ressurreição.

O livro do Sylvio Lago sobre regência que você recomendou chegou ontem. Rapaz, gostei muito mesmo. A obra é um tour de force. Clara, simples e vasta - muito vasta. Achei a organização da obra muito inteligente também.

Grande dica, Sidão, muito obrigado.
Gondim

ZpínoZ
27-12-2008, 10:50
Gondim,

Continuando a conversa.


Cavalheiros, se depois de 100 anos a Segunda Escola de Viena ainda causa irritação temos aí um bom indício, pois não?
A Nova Escola de Viena não causa problemas, suas premissas básicas respeitavam as tradições musicais austro-germânicas. NMHO gosto de toda ela, em especial os quartetos de Schoenberg e a Música de Câmara toda. Recentemente assisti/ouvi uma audição do Pierrot Lunaire comentada, escutei de novo a peça, extasiado e encantado; Like a Virgen, já que estamos ainda no rastro de Madonna. As tragédias, ou óperas buffas, começaram com as pirações, siderações, embustes, platitudes e soma de tudo isso que vieram depois.


NMHO, o grande problema da música contemporânea é que ela perdeu o poder de comunicação com o público. Não é escrita somente para músicos, mas acaba sendo entendida apenas pelos melhores dentre eles. Li o Paul Griffiths há muitos anos, e lembro-me de um modo nebuloso que ele escreve alguma coisa há respeito. Aliás, acho que refuta a minha tese - que seja: continuo com ela.
Griffiths concorda, não explicitamente neste livro, mas em outros. Efetivamente essa é uma das raras convergências da crítica recente: o intransponível hiato entre a Música Moderna e o público. Alias não é um sintoma somente da Música, aparece em outras artes.


Receio, contudo, que só será apreciado como discurso musical pelas gerações futuras.
Será? Quem sabe tudo isso fique apenas como estranhas curiosidades históricas. "Pseudomúsica", como as pseudociências (no mau sentido): frenologia e outras tiragens de sorte.


De minha parte, fico com o Beethoven.
A santíssima trindade (Bach, Beethoven e Mozart) eu não discuto; cotejo, comparo apenas os grandes patriarcas e santos de devoção.

Z

ZpínoZ
27-12-2008, 11:24
Recentemente, alguns posts acima (#1926/#1927), pedi vênia para apoiar uma das indicações do Sidão, acerca dos Concertos de Brandenburgo, porque gosto do Trevor Pinnock.

Ontem adiquiri um primoroso Messiah de Handel, que além do Pinnock tem a Anne Sofie von Otter, que junto com a Juliane Banse forma meu par de anjas preferido nas Cantatas.

http://ecx.images-amazon.com/images/I/314TPSC0CML._SL500_AA180_.jpg


Z

O Carteiro
27-12-2008, 12:36
Gondim,

Continuando a conversa.


A Nova Escola de Viena não causa problemas, suas premissas básicas respeitavam as tradições musicais austro-germânicas. NMHO gosto de toda ela, em especial os quartetos de Schoenberg e a Música de Câmara toda. Recentemente assisti/ouvi uma audição do Pierrot Lunaire comentada, escutei de novo a peça, extasiado e encantado; Like a Virgen, já que estamos ainda no rastro de Madonna. As tragédias, ou óperas buffas, começaram com as pirações, siderações, embustes, platitudes e soma de tudo isso que vieram depois.


Griffiths concorda, não explicitamente neste livro, mas em outros. Efetivamente essa é uma das raras convergências da crítica recente: o intransponível hiato entre a Música Moderna e o público. Alias não é um sintoma somente da Música, aparece em outras artes.


Será? Quem sabe tudo isso fique apenas como estranhas curiosidades históricas. "Pseudomúsica", como as pseudociências (no mau sentido): frenologia e outras tiragens de sorte.


A santíssima trindade (Bach, Beethoven e Mozart) eu não discuto; cotejo, comparo apenas os grandes patriarcas e santos de devoção.

Z


Mestre Z.

Da Segunda Escola de Viena saíram o serialismo e o serialismo integral que têm muito pouco a ver com a Escola de Manheim.

Não dá pra afirmar ou negar que Boulez não será entendido daqui a 100 anos. Infelizmente, é uma aposta que nenhum de nós dois teria como pagar.

Abraços,
Gondim

O Carteiro
27-12-2008, 12:39
Fratello mio:

A 2ª de Mahler deve chegar só em janeiro.

Quando vc ouvir a Titan, verificará que a escolha dos tempi me pareceu muito escupulosa. O início é mais do que lento, revelando-se mesmo exploratório. O segundo, é lírico, extremamente inteligível. E o restante, de uma beleza diamantina.

O livro do Sylvio Lago, segundo penso, veio preencher uma lacuna inexplicável na literatura nacional. Sua escrita é realmente clara, precisa e muito didática. Como vc referiu, a organização do plano da obra é um show à parte.

Eu não agüentei esperar e mesmo lendo-o linearmente, vez por outro procuro a biografia de um dos grandes maestros. É uma delícia ler sobre eles.

Falando em regentaçõ, há quase 20 anos atrás, no Vídeo Verdi Opera Club, do meu saudoso amigo Dr. Rapahel Cilento, foi exibida uma CARMEN, na Ópera de Viena, com o Casrlos Kleiber, encenação do Zefirelli, com Elena Obraztsova e Placido Domingo, de 1978. Naquela ocasião, prejudicada a exibição pela péssima qualidade do VHS, ainda assim dava pra perceber a aula de regência que o Kleiber deu, tanto que a maior ovação, ao final, foi para ele, e não para os cantores.

Recentmente, cumprindo um dos meu fetiches mais profundos em termos de coleção de mídias de ópera, consegui comprar o DVD com essa récita:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51CTJP36K3L._SS500_.jpg


Se vc a conhece, perdoe-me, mas se não, das duas uma: ou compra correndo ou vem aqui em janeiro pra ver junto com o Z e o Brãndão e tomamos alguns Prima Mano.

É a maior regência de todas que já vi em vídeo, especialmente em ópera.

Um paradigma de controle, de ritmo, de escolha de tempos, de gestos arrebatadores, tem momentos em que parece que ela vai decolar do pódio e, mesmo assim, se mostra tímido e arredio aos aplausos que recebe, mormente no início, quando ele nem espera o público parar de aplaudir para que ele inicie a ópera. Ele interrompe o público com a mais devastadora entrada de abertura da Carmen que já vi. O que ele faz na cena da fábrioca de cigarros no primeiro ato é primoroso. Na taberna de Lilas Pastia, então, é estupendo. O terceiro ato, nas montanhas, com vigor e ao mesmo tempo sobriedade, delicadeza, sobretudo na ária da Micaela e um quarto ato, mormente no dueto final, simplesmente eletrizante. E nisso tudo ainda temos a vantagem de assistir e ouvir Elena Obraztsova, grande mezzosoprano russo, de voz linda, técnica impecável, uma das mais enormes Carmen já registradas em vídeo, com o Don Josè do Placido Domingo numa noite de gala. O resto do cast é muito equilibrado, a encenação é linda, e a orquestra/coro, incluindo o das crianças do primeiro ato, de nível estelar, na minha opinião.

Recomendadíssimo.

Agora vc só tem a escolher: ou vê aí ou vem tomar um Prima Mano aqui.

Grande abraço,

Sidão

Sidão, essa Carmem é célebre, mas eu nunca vi ou ouvi. Mas teria imenso prazer em assistir com vocês. Vou ver o que dá pra fazer, queria muito mesmo visitá-los.

Estou lendo o livro do Lago exatamente como você. Tem horas que não dá pra esperar.

Abração,
Gondim

MAGUS
28-12-2008, 22:43
Olá péssoal :rever1:

Venho aqui compartilhar uma dica que peguei com o Grande Gondim :rever1:, se já foi postada no tópico peço mil desculpas, mas de qualquer forma vale a pena relembrar :). Um CD lindo, lindo, lindo:

http://www.investarte.com.br/cdclassic/site/big/18.jpg

Encontra-se neste site (http://www.investarte.com.br/cdclassic/site/cd_pres2.asp?classic_cdc_id=18&destino=fonograma1.asp?classic_interprete_id=67) .

Link (http://www.investarte.com.br/cdclassic/site/cd_pres2.asp?classic_cdc_id=18&destino=fonograma1.asp?classic_interprete_id=67) para a página do CD com o tracklist :legal:

Abraço a todos,

César

Wieniawski
29-12-2008, 11:43
No Estadão de hoje:

O menino que queria ser pianista

O jovem chinês Lang Lang relembra em livro o começo de sua carreira, a saída da China e a relação conturbada com o pai.

João Luiz Sampaio

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20081229/img/2.12.imagem_lang.jpg
O pianista chinês Lang Lang está com 26 anos. Ainda assim, já contabiliza mais de duas décadas de carreira - ou, pelo menos, de contato com o instrumento que, nos últimos anos, o tornou em celebridade. Figura freqüente em programas de televisão, tem contrato milionário com o selo Deutsche Grammophon, é patrocinado pela Sony e, pelo posto de garoto-propaganda da Mont Blanc, ganha a comodidade de ter um piano à sua disposição em qualquer hotel que se hospede mundo afora em suas turnês ou viagens como embaixador da Unicef. Mais: em 2008, a tradicional Steinway celebrou o lançamento de uma linha de pianos em sua homenagem. Se no mundo de hoje tudo acontece muito rapidamente, não pode haver melhor exemplo que a carreira de Lang Lang e o fato de que, antes dos 30, ele acaba de publicar suas memórias, Uma Jornada de Mil Milhas: Minha História, depoimento a David Ritz, publicado agora no Brasil pela editora Amarylis (241 págs., R$ 39, tradução de Elaine Alves Trindade).

Um dos encantos por trás da figura de Lang Lang é seu jeito de menino inocente; outro é o fascínio pela cultura chinesa, pelo outsider formado em uma tradição muito forte de ensino que, de uma hora para outra, toma de assalto o mundo ocidental, interpretando os clássicos do repertório com virtuosismo fora do comum, sendo logo apadrinhado por grandes como Cristoph Eschenbach e Daniel Barenboim. Mais: ele se tornou símbolo de uma nova China, fiel à sua tradição mas aberta ao mundo, revelando-se potência econômica, política e, por que não, cultural - para se ter uma idéia, segundo levantamento do jornal New York Times, feito em 2007, há 30 milhões de jovens estudando piano na China (10 milhões optaram pelo violino e os números não diminuem à medida que se repassa a lista de demais instrumentos).

Todos esses elementos se misturam na biografia. A relação entre Ocidente e Oriente, os métodos de ensino, a transformação da música em negócio, as ligações entre música e política - está tudo ali, mas por meio da mente e das percepções de um menino que, desde muito pequeno, teve o futuro definido pelo pai, músico frustrado, que resolveu fazer dele o "pianista nº 1 do mundo", abandonando o emprego, mandando a esposa trabalhar para sustentar a casa e correndo a China e, depois, o mundo, ao lado de seu menino prodígio. O relato é contundente em sua honestidade. Lang Lang parece não esconder absolutamente nada. Seu pai, entre outras coisas, sugeriu ao filho que se matasse após ser rejeitado por uma professora de Pequim - a morte, afinal, seria melhor do que a vergonha de voltar à Shenyang natal sem ter sido aceito no conservatório. Isso para não falar da limitação de seu contato com a mãe, cujo "carinho" seria um empecilho à formação do caráter determinado de quem deveria tornar-se o pianista número um do mundo.

A biografia o acompanha desde a infância até os dias de hoje. Há capítulos dedicados a professores e figuras fundamentais em sua formação; aos anos de fome e dificuldade em Pequim; à adaptação na Filadélfia, onde estudou no Curtis Institute e desenvolveu, na escola, gosto por hip-hop e Britney Spears. Ele fala também longamente sobre os críticos e questiona o argumento de que suas interpretações se têm tornado apenas exibições virtuosísticas, vazias até não poder mais. Lang Lang nega que a grande exposição e a agenda frenética o tenham impedido de se concentrar na pesquisa e no estudo da música que interpreta. E completa: não é justo que o considerem tão auto-indulgente a ponto de fazer da música um meio de exibição de seus talentos.

Não há como questionar o talento de Lang Lang - e conhecer sua história nos oferece um senso muito preciso do que foi preciso abrir mão para desenvolvê-lo. Porém, musicalmente - depois dos primeiros álbuns, espantosos - suas leituras do grande repertório têm sido bastante decepcionantes, corretas, mas não mais do que isso. O melhor de Lang Lang, enfim, ainda está por vir. Não é por acaso que os capítulos dedicados aos ensinamentos de seus principais mentores, como Barenboim, sejam os mais pobres do livro - há sim, na carreira e no livro de Lang Lang, uma certa auto-indulgência. O tempo, claro, pode se ocupar disso - que, em meio ao furacão em que viveu seus primeiros anos, ele tenha conseguido manter acesa a paixão pela música, não deixa de ser um começo promissor.



Trecho


- Quero que pratique uma hora a mais antes da escola e uma hora a mais depois da escola. Quando chegar em casa às 3 horas da tarde, pratique não até as 5, mas até as 6 horas. (...) - Pratique como se não houvesse amanhã - disse ele. - Deve praticar até que todos vejam que não podem rejeitá-lo, que você é o Número 1.

Naquele dia, no ensaio do coral, tentei esquecer a professora e o jeito insano de meu pai. A maestrina estendeu o ensaio por mais noventa minutos. Sabia que meu pai ficaria irritado, mas não tive escolha. (...)

Depois do ensaio, fui rápido para casa. (...)

- Por onde esteve? Está atrasado! Não se pode confiar em você! Você acabou com a sua vida! Você acabou com a vida de todos nós! (...)

- Não é minha culpa, a professora pediu que ficássemos até mais tarde para praticar...

- Você é um mentiroso, você é preguiçoso! Você é um horror, não tem razão para viver! Você não pode voltar para Shenyang depois dessa vergonha! Todos saberão que você não entrou para o conservatório. Morrer é a única solução. Morrer é melhor que viver na vergonha! Primeiro você morre, depois eu morro! Pegue esses comprimidos! Engula todos os 30 comprimidos imediatamente. Tudo está terminado e você estará morto. (...)

ZpínoZ
29-12-2008, 20:55
Quanto às Sinfonias de Mahler, gosto mesmo da 1ª, da 4ª, da 2ª e da 5ª.

A 5ª é belíssima, não só por causa do Adagietto. A introdução do primeito movimento, com aquele metal, já nos arrebata.

Um neo mahleriano. E dos melhores...

Só falta se dar conta das sutis e derramadas belezas da sexta.

Começo com duas sugestões:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/51KVzo5M4DL._SL500_AA240_.jpg http://ecx.images-amazon.com/images/I/41ATNEB8CTL._SL500_AA240_.jpg

E depois a Oitava... Mas aí, Sidão, sei que é dificil acreditar, uma boa gravação vem de uma dica que peguei na casa do seu pupilo favorito, porém que ainda recalcitra. :ataque:

Z

ZpínoZ
30-12-2008, 13:19
Comprei,

Recomendado pelo Sidão e referendado pelo Gondim,

Arte da Regência - História, Técnica e Maestros, de Sylvio Lago, Quase 850 página.

Um livro para degustar por longo tempo.

Obrigado camaradas...

Z

ZpínoZ
31-12-2008, 10:25
http://ecx.images-amazon.com/images/I/61YPATC7DML._SS400_.jpg

Esta por recomendação expressa do Mestre Z, uma das coisas mais lindas, profundas, contidas e, por isso mesmo, arrepiantes que já ouvi em termos de música clássica. É de uma beleza diamantina.

Não conseguiria achar palavras melhores para explicar a beleza desse CD. As faixas 24, 25 e 26 são para ouvir de joelhos.

Z

Wieniawski
31-12-2008, 12:40
Hoje comemora-se 105 anos do nascimento de um dos maiores violinistas da história, Nathan Milstein, gostaria de citar uma gravação esplêndida com ele, em que como de costume ele executa com suas próprias cadências :

http://cover6.cduniverse.com/MuzeAudioArt/Large/69/431069.jpg

lcgomes
31-12-2008, 20:06
Alguém conhece essa coleção? Será que é de boa qualidade?
http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/produto.dll/detalhe?pro_id=202603&PAC_ID=25387

Abraços a todos,

ZpínoZ
01-01-2009, 08:25
lcgomes,

É preciso partir de algum lugar, assim, 6 CDs por R$39,90, pode ser uma porta de entrada para o maravilhoso mundo de Mozart.

http://www.livrariasaraiva.com.br/imagem/imagem.dll?tam=2&pro_id=202603&PIM_Id=203782

Quem sabe um dia você considere comprar a obra completa, 170 CDs por US$ 149,98. Um preço por CD menor. ;)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41NK6XcNqnL._SL500_AA240_.jpg
Z

Holbein Menezes
01-01-2009, 14:16
"Cadê o Sr. Holbien?" Karlson.


Não sei onde me ando, Karlson; procuro-me, é fato.

Quem sabe esteja entre as estrelas do céu sempre azul de Fortaleza, único patrimônio da cidade que não pertense ao Sr. Tasso Jereissati!

Quem sabe não seja aquela ali que vejo brilhar todas as noites da sacada de meu nono andar sobre o Parque do Cocó, parque natural secionado pelo Sr. Jereissati para edificar sua máquina de fazer dinheiro chamada Shopping Iguatemi.

Quem sabe?

Pô, mas aquela luz ali é de um satélite que espia ou espiona todas as noites e todas as horas as loucuras que estamos a fazer cá embaixo!

Pois, dantes situada em vasta planura litorânea quase sem-fim, cuja megalomania simiesca de seus habitantes, sem quê nem para quê resolveu imitar Nova Iorque e crescer para cima, dez andares, vinte andares, trinta andares, a formar o esdruxúlo tabuleiro das urbes apertadas entre morros e serras e montanhas. Porquanto, para esses a civilização deve ser vertical!

Procuro-me, é fato!

Busco descobrir o que se fez do Teatro José de Alencar, monumental construção toda em ferro batido que pela via do mar "verdes mares" veio de França, teatro hoje encapsulado em casca de tijolo e armassa, a desnatrurar a única casa de música da Terra da Luz! Que, além de feia tornou-se acústicamente imprópria para..., pois é, para música!

Não mais estou a cismar, cismarento; quedo-me, em vez, estupefato! Procuro-me, de fato.

Enquanto não descubro onde me estou, ouço música na gesso-filled number two. Sozinho. Solitário. Ninguém comigo. Só Hermoasa Maria, que me basta.

Amém.

Holbein.

Pamuju
02-01-2009, 09:54
Chame Waldo de Los Rios na Last.FM e ame e/ou odeie o que vem na sequencia ...

ZpínoZ
02-01-2009, 11:37
Enquanto não descubro onde me estou, ouço música na gesso-filled number two. Sozinho. Solitário. Ninguém comigo. Só Hermoasa Maria, que me basta.

Mestre Holbein,

Hurrah, Hurrah! Bem-vindo de volta.
Senta e se espalha que a sala é sua.

Assim descrita
esta morada à beira do Parque do Cocó,
donde um sábio sabido vigia as jereichatices
a que todos estamos sujeitos na vida
(por sua vez vigiado pela atenta Hermosa,
dulcíssima Dulcinéia de um outro Quixote)
parece sabe o que? Sabe não? Vou dizer.

O Pensatório.
De As Nuvens de Aristófanes, o gauche grego,
lugar especial, eleito, elevado e ascencionado,
que só os melhores espíritos freqüentavam
em eterno gozo da mais plena sabedoria.
Bem longe do tédio perene do Paraíso
(concebido pelo gênio maligno de Descartes)
que deve enjoar por causa da insistência
nos ensembles carregados de flautas e harpas.

Muito melhor que isso,
lá o velho Leão montou a Gesso Filled Two,
Fenix três vezes renascida, revisitada,
que ensina as belezas da boa Música
aos ares e verdes mares de Fortaleza,
e só conversa com os doces marulhos
dos crepúsculos e auroras de Iracema,
que se, conforme a lenda, têm lábios de mel,
fico pensando no gosto das outras partes.

Um ano novo tão bom como vocês, Hermosa e Holbein, merecem.

Z

Holbein Menezes
02-01-2009, 14:34
Essa nos foi ficada no fundo do coração, como a lança todopoderosa de Wotan.

O afeto, Z, se fosse gente se chamaria Douglas,

se fosse pássaro, beijaflor.

Mas como é sentimento raro,

só os muito bons possuem.

H e H.

ZpínoZ
03-01-2009, 10:34
Tudo isso em 6 CDs, Edison?

E se os movimentos que selecionaram não forem aqueles que gosto?


Em tempo:

Nunca fui avesso à compra. Acho apenas que é uma razoável introdução. Depois de viciados a gente não para mais.

Por exemplo, tenho um amigo que mora num castelo no alto do morro dos Franceses que cuida do seu ninho de Mcintoshs feito o dragão Fafnir. Acredite ele compra a mesma versão em SACD e XRCD, veja só. Entendo, no setup dele vale a pena mirar nessas sutilezas.

Z

ZpínoZ
03-01-2009, 16:23
Edison,

Meu maior exemplo em audiofilia, habitante dos ínalcançáveis píncaros do maior dos pinheiros,

Não seja sofista, se abstenha de tergiversar e retorcer minhas intenções.

http://bp0.blogger.com/_JIldCfPttAk/R18Y9JUHvxI/AAAAAAAAAYU/Ecj-P88_oSo/s400/socrat2.jpg


Veja meu “post” original.


lcgomes,

É preciso partir de algum lugar, assim, 6 CDs por R$39,90, pode ser uma porta de entrada para o maravilhoso mundo de Mozart.

http://www.livrariasaraiva.com.br/imagem/imagem.dll?tam=2&pro_id=202603&PIM_Id=203782

Quem sabe um dia você considere comprar a obra completa, 170 CDs por US$ 149,98. Um preço por CD menor. ;)

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41NK6XcNqnL._SL500_AA240_.jpg
Z


Nele só trabalho com duas idéias:

Primeira. Afirmando que a alternativa do lcgomes é uma boa compra, excelente porta de entrada para o mundo do Mozart, inlusive com preços convenientes.

Segundo. Desejando que ele aprecie Mozart, e, quem sabe um dia, se interesse pela integral da Brilliant Classics.

Acerca de alpinisto, picos, pontas de pinheiro...

Sou palmeirense contumaz, portanto porco, evito alturas. O mais que faço é procurar, entre as extensas integrais que você condena, algumas trufas.

Minha única falha honorabilíssimo e altíssimo Pai Mei, foi responder à sua reprimenda, nos posts seguintes, dizendo que, pessoalmente, entre as duas alternativas, prefiria o segunda.

Z

O Carteiro
04-01-2009, 08:25
Mestres do nosso cantinho:

Sempre confessei não ser um especialista em música clássica, apesar de conhecer alguma coisa.

Quanto às Sinfonias de Mahler, gosto mesmo da 1ª, da 4ª, da 2ª e da 5ª.

A 5ª é belíssima, não só por causa do Adagietto. A introdução do primeito movimento, com aquele metal, já nos arrebata.

Eu tinha, até recentemente, a do Bernstein e a do Dudamel.

Agora comprei esta:

http://ecx.images-amazon.com/images/I/41qKyR7XZrL._SS500_.jpg

Passou a ser minha referência.

Essa Orquestra, em minha humilde opinião, está entre as melhores cinco do mundo e ninguém pode negar que o MARISS JANSONS é um senhor regente.

Quem seguir minha indicação e comprar não irá se arrepender, com adendo de que a gravação é ao vivo, logo não tem aquela coisa de corrigir algo que não tenha dado certo. Vai do jeito que deve ser, em função dos ensaios, que são exaustivos, como o JANSONS exige.

Simplesmente maravilhosa, com uma grande e merecidíssima ovação ao final.

Acho que vou ser obrigado a comprar todo o ciclo com RCA e o JANSONS.

Abraço a todos,

Sidão

Sidão, NMHO, a Concertgebouw é uma das 3 melhores do mundo, junto com Berlim e Viena. Nunca ouvi uma gravação dessa orquestra de que não gostasse, mesmo com regentes "menores" como Colin Davis. Pude ouvi-la ao vivo com Chailly aqui no Rio. No programa, o Concerto para violino de Mendelsohn com Maxim Vengerov (som lindo de morrer) e a IV de Brahms. O volume de som que a orquestra gerou no Brahms já no primeiro compasso foi inacreditável.

Também sou fã de carteirinha do Jansons. NMHO, é um dos poucos regentes contemporâneos com algo novo a dizer. Acho um maestro sutil, muito inteligente, com um grande poder de “persuasão”.

Essa gravação das sinfonias de Rachmaninov com Jansons está mais barato na Amazon do que água mineral no botequim da esquina: são três CDs por 11,99. A orquestra é a de São Petersburgo, que Jansons faz tocar com uma sutileza diametralmente oposta ao peso de Mravinsky (que também adoro). http://ecx.images-amazon.com/images/I/31a%2B2zzFsKL._SS400_.jpg
As Danças Sinfônicas incluídas no pacote são espetaculares. Tenho mais de dez versões e a do Jansons está entre as favoritas. Aliás, é uma gravação perfeita para se testar e ouvir transientes.

No geral, o que o maestro propõem é um Rachmaninov sem adição de açúcar, coisa que ele não precisa. A música é regida como foi escrita, e não como música de cinema, suntuosa a cada compasso.

Nota 10.

Abraços,
Gondim

ZpínoZ
04-01-2009, 09:49
Gondim e Sidão,

Apesar de não ser endereçada a mim :D, aproveitei a dica e comprei.

O preço esta ótimo e gosto muito do Mariss Jansons. Uma das minhas completas preferidas do Shostakovich e com ele.

Z

O Carteiro
04-01-2009, 10:28
Queridos Sidão e Z, ainda a respeito das Danças Sinfônicas (3 danças), esqueci de contar que a Ana descreve a última dança como “música escrita com linhas de bordado”. É isso mesmo, são linhas se desenhando no espaço, um diálogo entre amantes, uma despedida.

Com Jansons a gente enxerga cada linha.

Esqueci de dizer também que os CDs são muito bem gravados, com um balanço incomum. Também na Dança n. 3 o equilíbrio entre o canto dos violinos e o contraponto dos violoncelos é fantástico, com as texturas muito bem definidas e uma harmonia clara como cristal.

Não chega a ser uma gravação DENON, mas tem aquele som EMI de primeira.

A propósito, tem um artigo inédito do Velho Leão lá no Logos.

Abraços, rapazes.
Gondim

O Carteiro
04-01-2009, 10:32
Gondim e Sidão,

Apesar de não se endereçada a mim :D, aproveitei a dica e comprei.

O preço esta ótimo e gosto muito do Mariss Jansons. Uma das minhas completas preferidas do Shostakovich e com ele.

Z

Z, eu também tenho muita coisa com Jansons. O homem é regente. Eu comparo o estilo dele com o do Maazel - só que Maazel é um pouco frio, às vezes sutil demais, enquanto NMHO o Jansons é mais equilibrado. Em compensação, em termos puramente artísticos, acho que Berlim fez péssimo negócio trocando o Maazel por Rattle.

Abraços,
Gondim

lcgomes
04-01-2009, 12:12
Alguém conhece essas coleções e poderia opinar sobre a sua qualidade e custo benefício?

http://www.amazon.com/Piano-Classics/dp/B000JMK6FI/ref=pd_rhf_p_t_4
4CDs $13,98

http://www.amazon.com/50-Most-Loved-Piano-Classics/dp/B000AHJ7SY/ref=pd_sim_dbs_m_5
3CDs $13,97

http://www.amazon.com/100-Best-Piano-Classics/dp/B000GPIPQK/ref=pd_sim_m_4
6CDs $12,97

O se conhecerem outras semelhantes, fiquem à vontade.

Grato e abraços,

ZpínoZ
04-01-2009, 12:44
Sidão e Gondim,

Continuando um pouco uma conversa que tive com o Sidão dias atrás, por telefone...

Hoje pude fazer uma pesquisa na Internet sobre o Sylvio Lago, autor do livro que estamos lendo: Arte da Regência. Curiosos os resultados.

É uma falha imperdoável ainda não ter se me deparado com outros textos dele por aí.

Também chamo atenção para o acervo da Editôra Algol. Precisa ser melhor acompanhado.

Aliás sempre alguma coisa se nos escapa. Lendo sobre os maestros, especialmente Gennadi Rozhdentvensky, me surprendeu algumas considerações tecidas acerca da Sinfonia N. 4 de Shostakovith. Escutei com outros ouvidos, um pouco espantado e extasiado. Me surprendeu, agora, pelas ousadias, pela frescura e novidade.

É bom lembrar que era marcadamente moderna (com base nos padrões russos de então), e ficou engavetada por longo tempo em virtude dos problemas políticos do autor.

Z

Aristóteles
05-01-2009, 11:28
Prezados,

Alguém já experimentou comprar na loja on-line da Deutsche Grammophon?

É possível fazer o download de albuns inteiros ou mesmo de faixas. Há várias opções de arquivos, inclusive no formato flac (lossless).

Abraços

Wieniawski
07-01-2009, 12:18
06/01/09 - 10h14 - Atualizado em 06/01/09 - 10h14

Globo.com.br
Orquestra formada por árabes e israelenses cancela apresentações

Maestro Daniel Barenboim alegou que se preocupa com segurança.
Músico sempre defendeu a paz entre israelenses e palestinos.

Da AP

http://g1.globo.com/Portal/cda/Multimateria/img/ico-ampliar-foto.gif http://g1.globo.com/Noticias/Musica/foto/0,,16263839-FMMP,00.jpg Foto: AP (http://g1.globo.com/Noticias/Musica/foto/0,,16263840-EX,00.jpg)


Maestro Daniel Barenboim (Foto: AP)



O maestro Daniel Barenboim e sua orquestra formada por músicos árabes e israelenses cancelaram apresentações no Oriente Médio no próximo fim de semana por causa dos combates entre Israel e o Hamas.

Barenboim alegou que se preocupa com a segurança de seus músicos. As apresentações seriam feitas no Qatar e no Egito, e agora foram transferidas para Berlim.

A West-Eastern Divan Orchestra irá executar canções de Beethoven e Brahms no teatro Staatsoper, em Berlim, na segunda-feira (12).

Nascido na Argentina e naturalizado israelense, Barenboim sempre defendeu a paz entre israelenses e palestinos, mas é considerada figura controversa em Israel, por suas provocativas performances das óperas de Wagner e por ter aceito cidadania palestina honorária.

Holbein Menezes
07-01-2009, 17:18
"Tenho mais de dez versões..." O Carteiro.

Há os que ouvem, e portanto justificam-se dez versões; já os que escutam e para esses basta a sua versão. Assim como há os equipamentófilos e os musiciatas... Moraram?

Não é que o Gondim não seja musicista, o é, e dos melhores; mas não gosta de se desfazer de seus discos, e aí só Freud explica; talvez porque cada um deles tenha história própria e independente não só com relação a historicidade do evento original assim também das circunstâncias particulares da aquisição da conserva.

Uma vez que Ricardo é antes de tudo um colecionador, e todo colecionar é
sentimental! Ora, "... ouvir estrelas!" ou gauardar caixa de fósforos...

Porque musicistas amadores não sabemos disso de correta interpretação; não dominamos a teoria musical nem a técnica de regência. Nosso limite está no gostar ou não gostar, isto é, a coisa bater dentro de nós.

Passa pela admiração circunstancial... dos músicos (orquestra), regentes e intérpretes. Eu gosto do Rostropovitch a tocar as Suítes para celo desacompanhado de Bach mas não gosto do Aldo Parisot a tocar tais suítes; nas mesmas peças gosto do Anner Bylsma com seu violoncelo barroco mas não gosto do Pierre Fournier. Nessas condições, que faço? Tenho apenas a versão do Rostropovitch ainda que tenha tido as outras...

Meu jeito é este: há que ouvi-las todas mas gostar apenas de uma; tal como mulher, só uma fica...

Holbein, doente da cabeça porque Hermosa quebrou o pé.