PDA

Ver Versão Completa : Morre Steve, o "caçador de crocodilos".



Vinicius Lima
04-09-2006, 12:55
04/09/2006 - 11h13 Arraia mata Steve Irwin, 44, o "caçador de crocodilos" do Animal Planet

http://de.i.uol.com.br/1x1.gif
da Folha Online

O apresentador de televisão australiano Steve Irwin, conhecido como o caçador de crocodilos, morreu nesta segunda-feira aos 44 anos, vítima da picada de uma arraia. O naturalista estava mergulhando perto de Cairns, em Low Isles, no litoral nordeste da Austrália, quando ocorreu o acidente.

Stephen Robert Irwin (seu nome completo) filmava um documentário sobre animais marinhos quando foi atingido.

O aguilhão da arraia entrou no peito de Irwin, atingindo seu coração e, possivelmente, segundo médicos, provocando um ataque cardíaco. Uma equipe de resgate chegou a ser enviada ao local, mas ele morreu antes de chegar ao hospital.

"Ele segurou uma arraia e o barbilhão do animal entrou no peito dele, abrindo um buraco em seu coração", disse o produtor dos programas de Irwin, John Stainton, que estava ao lado do aventureiro.

APhttp://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/images/20060904-steve175.jpgIrwin causou polêmica ao alimentar um crocodilo com o filho no colo"Provavelmente ele morreu na hora. Não acredito que tenha sentido dor", acrescentou Stainton, com lágrimas nos olhos.

Estréia em 92

Famoso em seu país, Irwin se tornou conhecido internacionalmente graças a programas de televisão sobre animais nos quais aparecia ao lado de feras perigosas, como no programa "Caçador de Crocodilos", que estreou em 1992 e rapidamente virou sucesso.

Steve Irwin oferecia seus serviços de caçador de crocodilos aos habitantes de zonas residenciais que recebiam a visita inesperada dos répteis.

Irwin também participou do filme "Dr. Dolittle 2", protagonizado por Eddie Murphy.

O apresentador causou grande polêmica em 2004, quando, diante das câmeras de televisão, alimentou um crocodilo de quatro metros, com o filho recém-nascido no colo. O aventureiro justificou a ousadia ao alegar a necessidade de educar o público sobre os perigos da natureza.

O australiano havia herdado o amor pelos répteis de seu pai, Bob Irwin, proprietário de uma fazenda de crocodilos na Sunshine Coast, no Estado australiano de Queensland.

Irwin era casado e tinha dois filhos, de três e oito anos.

Confira uma entrevista com o apresentador no site do canal pago Animal Planet (http://www.animalplanetbrasil.com/steve_irwin/index.shtml).

puma conversivel
04-09-2006, 13:08
fala sério.. o cara era um maluco.. aquela de tratar crocodilos com o filho no colo deveria ter mandado o cara pra cadeia, ou prum sanatório...

quem procura, acha!

lucius
04-09-2006, 13:11
Com todo respeito ao Steve, digo que "demorô".

O cara "facilitava" demais com os bichos era completamente maluco.

Lucius

Vinicius Lima
04-09-2006, 13:16
Realmente, era questão de tempo algo ruim acontecer, o cara era totalmente maluco. Mas eu gostava dele. :(

arielcs
04-09-2006, 13:17
Acabei de ver na TV. Nao é só ele que fazia/faz essas maluquices. tem mais uns doidos ai pelas tvs.

henoch
04-09-2006, 13:52
Que pena. Apesar de toda a maluquice era muito engraçado.
Mas o ruim é que deixou a porta do hospício aberta para outros doidos como ele, apresentadores de programa sobre animais, inclusive aqui no Brasil. A sua morte fica como lição de prudência.

Alex Sound
04-09-2006, 14:19
Como diz meu pai, deixa o jacaré quieto lá na dele.

Thiago de Sá
04-09-2006, 14:24
Achou pra cabeça...

André Maltese
04-09-2006, 14:27
Pessoal,

Na Wikipédia temos uma coleção excelente de informações sobre a vida e a morte do Steve:

http://en.wikipedia.org/wiki/Steve_Irwin

Abcoon
04-09-2006, 14:50
O fato inusitado e que ele foi vitima de uma Arraia Jamanta , que eu saiba nunca tinho ouvido falar em acidente fatal com Arraias, foi uma extrema falta de sorte.

mardenmb
04-09-2006, 19:06
É muita ironia.
O cara nada com baleias orca, sai no braço com crocodilos, pega cobras na mão e nada acontece.
E morre com uma perfuração de arraia.
A ironia é que, de acordo com a Wikipedia, em toda a história foram registradas apenas 20 mortes por perfuração dessa arraia. Muito azar.

piupa
04-09-2006, 21:49
O fato inusitado e que ele foi vitima de uma Arraia Jamanta , que eu saiba nunca tinho ouvido falar em acidente fatal com Arraias, foi uma extrema falta de sorte.

Abcoon,

Me parece que o "acidente" foi com uma Arraia Prego.
As Arraias Jamanta não têm ferrões :legal:


"...Na pesquisa, que teve como produto o Atlas de Animais Aquáticos Perigosos do Brasil: Guia Médico de Identificação e Tratamento, Vidal Haddad constatou que nem todas as arraias possuem ferrão. É o caso das gigantescas e inofensivas arraias-jamanta. Nas arraias-elétricas (Narcine brasiliensis), o maior perigo são descargas de até 50 volts. O trabalho do dermatologista da Unesp prosseguiu pelos rios brasileiros, onde observou-se que o ferrão das arraias de rios produzem efeitos mais drásticos que as de água salgada. Mas é bom frisar: ambos são terríveis!!" Habitante de todos os mares (http://globorural.globo.com/edic/186/ficha_2a.htm)


Abraço,
Adilson.

corvão
04-09-2006, 22:58
Já foi tarde, nenhum bebê corre mais risco de vida por causa dele.

Abcoon
04-09-2006, 23:23
Olha o tamanho(187mm) do ferrão:

http://www.amonline.net.au/FISHES/fishfacts/images/dthetspine2.jpg

http://www.amonline.net.au/FISHES/fishfacts/images/dthetidspine2.jpg

Fonte: http://www.amonline.net.au/FISHES/fishfacts/fish/dthetidis.htm

Desotti
04-09-2006, 23:35
O cara era realmente tão habilidoso quanto ousado, mas essa fatalidade não deixa de ser uma prova irrefutável de que excesso de confiança nas próprias capacidades/habilidades, cedo ou tarde induz ao erro.

No caso do Steve um erro desse tipo era mesmo uma questão de tempo EMHO e difícilmente ele teria uma segunda chance... :(

[[]]'s

CP500
05-09-2006, 07:51
Menos um, agora só falta aquele chato do Richard da Rede Record que não dá sossego para os bichos.

Dmaumau
05-09-2006, 08:35
Uma pena. Aqui em casa a gente assiste Animal Planet sempre e gostava muito desse doido.

Mas, quem procura acha, e ele procurava demais...

Sonali
05-09-2006, 08:40
Fiquei muito triste com isto. Ele era uma pessoa legal, que se preocupava com os bichos. Uma pena.

André
05-09-2006, 12:45
Dizem que o acidente foi filmado. Se alguém tiver acesso ao video, posta aí. :legal:


abraço.

†Russel Allen†®
05-09-2006, 15:18
Putz, que comentário desnecessário!


Menos um, agora só falta aquele chato do Richard da Rede Record que não dá sossego para os bichos.

Alex Sound
05-09-2006, 15:45
O Richard Rassmussen não corre esse perigo. ele tem medo até de lagartixa. Outro dia uma perereca pulou em cima dele e quase deu um faniquito:ataque:

lucius
05-09-2006, 16:37
Também acho que o bicho deva ser deixado sossegado, nunca entendi o porque de tanta manipulação dos pobres coitados ;)

Foi o dia da caça....

Lucius

JFC
05-09-2006, 18:00
Caçador de crocodilos morre ao ser atacado por raia


Tema: Mergulho
Autor: Marcelo Szpilman
Data: 5/9/2006
http://360graus.terra.com.br/mergulho/images/h_h/h_h_20060905102404.jpg
Dasyatis centroura (Mitchill, 1815) Foto: Unesp

A notícia acima, veiculada nesta segunda-feira (04) nos principais portais de internet, pode promover junto ao público leigo uma noção absolutamente errada a respeito do comportamento das raias e seus possíveis acidentes. Como biológo marinho e diretor do Instituto Ecológico Aqualung, acredito ser importante fornecer informações pertinentes sobre o assunto de modo a esclarecer os fatos.

Conhecido como o "Caçador de Crocodilos", o apresentador de TV australiano Steve Irwin era famoso por se aproximar demais dos animais selvagens quando captava imagens para seus documentários. Um de seus muitos "espetáculos", que sempre geravam polêmica mundo afora, foi dar de comer a um gigantesco crocodilo enquanto segurava seu filho recém-nascido nos braços. Nessa segunda-feira, quando filmava cenas submarinas para um novo documentário, na praia de Port Douglas, na Austrália, Irwin foi morto por uma raia.

Ferido no peito pelo animal, chegou a ser socorrido por paramédicos, mas foi considerado morto no local do acidente. De acordo com o produtor de seus programas, "Steve segurou uma raia e o barbilhão entrou no peito dele, abrindo um buraco no coração". Provavelmente, foi uma raia-prego (do gênero Dasyatis) que ao ser manipulada de forma irresponsável penetrou seu aguilhão no tórax e inoculou peçonha no coração do apresentador.

Grande parte das raias costuma passar quase todo o dia em repouso na areia, onde algumas se enterram. As espécies potencialmente perigosas possuem em sua cauda um aguilhão (às vezes mais de um ao mesmo tempo) que pode inocular uma potente peçonha. O aguilhão é um grande espinho retroserrilhado e pontudo composto de um duro material semelhante ao osso coberto por uma fina camada de tecido, onde estão inseridas algumas glândulas produtoras de peçonha.

Quando o animal está tranqüilo e em repouso, o aguilhão fica encostado paralelo à cauda, acondicionado em uma dobra membranosa e imerso em muco e peçonha produzidos pelas glândulas da epiderme. Ao ser perturbada ou estressada, a raia costuma dar violentas "chicotadas" com sua cauda. Nesse momento, seu aguilhão adquire uma posição perpendicular à cauda e, ao atingir sua vítima, provoca ferimentos profundos e graves com inoculação de peçonha.

No entanto, quando não molestadas, as raias são totalmente inofensivas e incapazes de atacar ativamente quem quer que seja. Para que ocorra um acidente, é necessário que a raia sinta-se muito ameaçada ou acuada, pois ao menor sinal de perigo ela costuma afastar-se do local com extrema rapidez. Cerca de 99% dos acidentes com raia são provocados por pescadores que insistem em capturá-las, e no ato de dominá-las ou retirá-las da rede ou anzol são atingidos pelo aguilhão, ou mergulhadores inconseqüentes que acham que podem acariciá-las ou molestá-las até o limite do insuportável, como se elas fossem um animal doméstico e bobo. Apenas 1% ocorre por acidente, quando alguém inadvertidamente, ao desembarcar de suas lancha na praia por exemplo, dá uma "pisada" em uma raia que esteja repousando na água rasa. Leia mais (http://360graus.terra.com.br/mergulho/default.asp?did=20818&action=reportagem)

Marcelo Szpilman, Biólogo Marinho formado pela UFRJ, com Pós-Graduação Executiva em Meio Ambiente (MBE) pela COPPE/UFRJ, é autor do livro GUIA AQUALUNG DE PEIXES, editado em 1991, de sua versão ampliada em inglês AQUALUNG GUIDE TO FISHES, editado em 1992, do livro SERES MARINHOS, editado em 1998/99, do livro PEIXES MARINHOS DO BRASIL, editado em 2000/01, do livro TUBARÕES NO BRASIL, editado em 2004, e de várias matérias e artigos sobre a natureza, ecologia, evolução e fauna marinha publicados nos últimos anos em diversas revistas e jornais e no Informativo do Instituto. Atualmente, Marcelo Szpilman é diretor do Instituto Ecológico Aqualung, Editor e Redator do Informativo do citado Instituto, diretor do Projeto Tubarões no Brasil (PROTUBA) e membro da Comissão Científica Nacional (COCIEN) da Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos (CBPDS).


É isso aí!

José Francisco

Wladimir
05-09-2006, 20:29
Estou prá ver comentários mais idiotas, impróprios e descontextualizados do que alguns dos postados aqui. Só pode ser falta de informação. Ignorância mesmo. Inclusive o do biólogo marinho citado no post acima.

Steve Irwin foi um grande conservacionista. Um dos maiores. Na Austrália, país de fauna e flora peculiares, nem se fala. Destemido, interagia com os animais de forma única e respeitosa. E graças a essa sua forma de tratar a vida selvagem salvou dezenas de animais e ambientes selvagens, além de ter educado, direta e indiretamente, muita gente que não nutria o menor respeito pela vida animal.

Era um herói nacional na Austrália. Merece respeito.

Acho que o mundo perdeu uma grande figura.

Aqueles que acharam pouco a morte de Steve ou que já foi tarde, rezem para que os seus filhos e netos ainda consigam ver alguma vida selvagem.

Abraço
Wladimir

Roosevelt
05-09-2006, 20:32
Concordo com o amigo Wladimir. :aplauso: :legal:

Abraço,
Roosevelt

Ronaldodg
05-09-2006, 21:04
:aplauso: É isso aí Wladimir.

Foi uma grande perda.

Att.
Ronaldo

corvão
05-09-2006, 21:09
Estressar animais selvagens sabidamente não domesticáveis para ganhar dinheiro fácil em circos de horrores para a televisão e ainda colocar em risco a vida do próprio filho recém nascido agora é considerado uma grande façanha.
Tenho pena de quem pensa assim.

Abraços,

Fernando

lucius
05-09-2006, 21:20
O Jacques Cousteu e Sir David Attenborough nunca precisaram fazer nada disso :legal:

Lucius

megaray
05-09-2006, 21:51
Caramba pra mim essa é nova, eu achava que as arrais fossem totalmente inofensivas, não fazia idéia que algumas espécies tivesse esse aguilhão, pela foto que o abcoon postou trata-se de uma bela arma de defesa, é lamentavel a morte dele quando vi ele pela primeira vez brincando com os crocodilos eu achei que ele tinha um parafuso a menos mas depois achei que ele sabia o que tava fazendo, pra mim foi mais falta de azar do que aviso da natureza.

silx
05-09-2006, 21:58
Gente,

Como tem gente desinformada neste mundo...até parece que se esse cara fosse apenas um "estressador" de animais, um país culto como a Austrália teria parado ontem e hoje...

Vai no youtube na guia de vídeos e clica em most rated, mosted viewed, most favorites, most linked e verás o tanto que este cara era "mercenário".

:legal:

edson
05-09-2006, 22:46
Arraias são doceis e não se incomodam com mergulhadores proximo a elas, mas toca-las é aum risco muito grande, pois elas se sentem ameaçadas.
Achei uma grande perda, gostava dele, pois voce via que os animais so se tornam agressivos se sentem ameaçados.

Abcoon
05-09-2006, 23:11
Assim como as Arraias os peixes de bico, Salfish, Marlin tambem requerem extremo cuidado ao serem apreciados em mergulhos(raros p/ ser alto mar) ou manipulados na pesca.Para embarca-lo e nescessario muita cuidado e uma pessoa somente com a função de segurar o bico do peixe com auxilio de luvas, pois alem do bico ser penetrante e aspero como uma lixa o peixe se debate freneticamente com muita força.A inumeros casos de ferimentos graves até fatais em pescarias esportivas em alto mar de peixes de bico. Atualmente o numero de acidentes tem diminuido por conta da maioria dos Torneios de pesca exigirem a liberação do peixe ainda vivo, sendo assim o peixe não chega a ser embarcado , e solto ainda na agua.Já participei de algumas pescarias destas e realmete tem que se tomar muito cuidado , pois alem da força do peixe junta-se o balaço da lancha e eventual desequilibri em caso de mar mexido.

corvão
05-09-2006, 23:35
Caros foristas, aqui apenas trocamos experiências e opiniões, que todo mundo sabe não são teses científicas nem verdades absolutas, são apenas opiniões. Expressões como "comentários idiotas", ou chamar outras pessoas de "desinformadas", sem conhece-las é no mínimo grosseiro e nada edificante.
Notem que a princípio eu apenas me referi ao fato e não a opinião de quem quer que seja. Quanto aos fatos, ele estava "cavalgando" a arraia quando foi atacado, coisa que não deve dar prazer ao animal.
Eu acho isto abusivo e cruel, é apenas a minha opinião, não é uma verdade absoluta.
Com o tempo, ao me aprofundar em sua história pelo estímulo das outras opiniões, posso até mudar a minha, é por isso que as pessoas devem divergir e trocar informações e opiniões a respeito deste fato.
Critiquem as opiniões não seus autores por favor.
Eu estou levando em consideração todas opiniões aqui relatadas e não estou criticando seus autores, muito pelo contrário, estou aprendendo muito com as discordâncias.
Eu não costumo proferir comentários idiotas, e muito menos sou mal informado. Este tópico está me deixando um pouco mais bem informado do que eu já era.
Eu não quis ofender seus fãs, e se o fiz não foi intencional, aliás acho que não o fiz mesmo.
Seria também edificante para o tópico se seus defensores/fãs dessem a sua opinião sobre o episódio do recém nascido.

Abraços,

Fernando

Byrd
06-09-2006, 06:56
.....achei que ele sabia o que tava fazendo, pra mim foi mais falta de azar do que aviso da natureza.

Concordo; aliás, excesso de azar .:tu:

E entendo que quando se está decidido a fazer algo, acaba-se por fazê-lo, independente de se imaginar pretensamente sabê-lo ou não. Como já teria dito o Matheus: quem tá na chuva é prá se queimar.

Analisar os resultados, depois da Inês morta, ah, aí fica mais fácil...

Como me parece acontecer com alguns aqui, sempre que posso, acompanho documentários os mais diversos, onde o tema são os animais.

Na mho, para a natureza (e prá mim, é claro) melhor um Animal Planet, uma NatGeo na telinha, que somadas todas as abertas. Melhor um "caçador de crocodilos" vivo, que morto.

Byrd
06-09-2006, 07:03
.....achei que ele sabia o que tava fazendo, pra mim foi mais falta de azar do que aviso da natureza.

Concordo; aliás, excesso de azar .:tu:

E entendo que quando se está decidido a fazer algo, acaba-se por fazê-lo, independente de se imaginar pretensamente sabê-lo ou não. Como já teria dito o Matheus: quem tá na chuva é prá se queimar.

Analisar os resultados, depois da Inês morta, ah, aí fica mais fácil...

Como me parece acontecer com alguns aqui, sempre que posso, acompanho documentários os mais diversos, onde o tema são os animais.

Na mho, para a natureza (e prá mim, é claro) melhor um Animal Planet, uma NatGeo na telinha, que somadas todas as abertas. Melhor um "caçador de crocodilos" vivo, que morto.

Lucius, precisar não precisaram; mas os enfoques não eram semelhantes! Cada um fez, e ao seu jeito... :legal:

Schutz
06-09-2006, 09:05
Uma grande perda, realmente tem alguns post aqui no mínimo desnecessários...

Wladimir
06-09-2006, 11:42
"Expressões como "comentários idiotas", ou chamar outras pessoas de "desinformadas", sem conhece-las é no mínimo grosseiro e nada edificante."

Caro Corvão, você há de concordar que a seu comentário "Já foi tarde", além de grosseiro e nada edificante, demonstrou uma grande insensibilidade.

"Quanto aos fatos, ele estava "cavalgando" a arraia quando foi atacado, coisa que não deve dar prazer ao animal."

Não vi nenhuma informação seja na imprensa seja na internet que pudesse dar a entender que ele estava "cavalgando" a arraia. Na verdade a última informação não oficial que li dava conta de que o ataque ocorreu porque o cinegrafista que filmava a ação, desavisadamente, bloqueou a passagem do animal, sobrando para o Steve que nadava acima do bicho. Agora, o que realmente ocorreu, somente com tempo ficaremos sabendo em detalhes.

"Critiquem as opiniões não seus autores por favor."

Foi exatamente o que fiz. Não citei pessoas e sim os comentários, que, na minha opinião, de tão absurdos só poderiam derivar de falta de informação e de uma contextualização mais adequada da situação.

"Eu não quis ofender seus fãs, e se o fiz não foi intencional, aliás acho que não o fiz mesmo."

Não me senti pessoalmente ofendido, e considero que a minha mensagem também não foi ofensiva no sentido pessoal a quem quer que seja. Obviamente que você estará no seu direito se discordar disso e, se assim for, adianto minhas desculpas.

"Seria também edificante para o tópico se seus defensores/fãs dessem a sua opinião sobre o episódio do recém nascido."

Obviamente que foi uma atitude altamente inadequada. Tenho filhas pequenas e jamais as submeteria a riscos desnecessários. Entretanto, acho que esse erro não invalida a grande contribuição do Steve, muito menos achar que ele mereceria morrer por causa desse erro.

Abraço,
Wladimir

corvão
06-09-2006, 12:54
Caro Wladimir, meu comentário "já foi tarde" foi grosseiro, mas não se referia aos colegas foristas.

A informação dele estar "cavalgando" foi obtida na internet, procurarei a fonte.

Na realidade também não me senti ofendido, apenas entendi que estavam dando mais importância às minhas (e a outras também) opiniões divergentes do que ao fato em si.

Eu apenas acho que as vezes erramos na forma de transmitir nossas opiniões.

Se ofendi alguém, peço sinceras desculpas, mas realmente não me senti ofendido, apenas não queria ser o foco do tópico por ter opinião contrária à maioria.

Abraços,

Fernando

corvão
06-09-2006, 23:53
A expressão "cavalgando" foi muito mal traduzida, na verdade a fonte é um forista de um site de automobilismo citando um jornal australiano, que na realidade diz algo como "nadar por cima da arraia segurando em suas asas", algo que segundo o jornal é muito perigoso quando feito em águas rasas porque o animal se sente acuado.
Segundo este jornal, o próprio Steve retirou o ferrão do peito e permaneceu vivo ainda por alguns minutos.
Segundo o jornal também sua filha estava presente.
Minha opinião é muito diferente da maioria de nós do forum,
mas o caso é realmente uma tristeza.

Abraços,

Fernando

MELO
07-09-2006, 01:37
A morte é sempre uma coisa triste, mas , par mim, o cara nao passava de um molestador de animais.:mal:

Abraços,
Melo.

piupa
07-09-2006, 03:14
.... Ignorância mesmo. Inclusive o do biólogo marinho citado no post acima.
Wladimir

Tive a oportunidade de ouvir uma entrevista ao vivo do Biólogo Marcelo Szpilman na rádio CBN e ele em nenhum momento "desmereceu" Steve Irwin.

A preocupação do Biólogo (com a qual eu compatilho) é não criar uma imagem errada de um animal como a arraia, que em função de um acidente, pode ser considerado uma ameaça. Isso já acontece com os tubarões...

Também fiquei "triste" com o ocorrido com o Steve Irwin que comprovadamente sempre foi um defensor dos animais (apesar das loucuras dele).

O problema é a "forma" que a mídia divulga esses fatos... "Ataque da Arraia" .... e o Biólogo Marcelo tentou (talves com um exemplo infeliz), esclarecer o ocorrido :legal:

Abraço,
Adilson

arielcs
07-09-2006, 11:22
Eu concordo que ninguem tem o direito de chamar alguem disso ou daquilo.
Mas esses apresentadores da natureza, sei la como devo chama-los, sao pessoas publicas e receber criticas faz parte.
Alem disso, quem convive com animais sabe que TODOS sao imprevisiveis. Do cachorro mais docil ate um elefante. A qualquer hora vc leva um tranco.
E os caras abusam. Tem uns 10 na TV todos os dias.
Tem um que enfia a mao em tocas de cobra, um outro fica de fora do carro ao lado de um leao que ta só ali de olho, babando naquele bife. É sensacionalismo puro.
E o que o cara quer com isso? Chamar a atençao para um problema ecologico? Dinheiro ?
Sei lá, só sei que tem muito biologo serio, trabalhando em prol da vida em geral que nao faz essas coisas.
Como diz o ditado, nao se cutuca onça com vara curta :concordo:

rapsaid
08-09-2006, 17:57
Essa história do filho no colo, exposto prum lagartão, me lembrou do nosso amigo :p Maicou Jéquisson... Quase que me solta o moleque da janela do edifício :ataque: . É cada doido nesse mundão de Deus...

Abcoon
21-10-2006, 18:03
Video assinates UOL:

http://noticias.uol.com.br/uolnews/internacional/2006/10/21/ult2503u222.jhtm

"19/10/2006 - 19h35

Idoso americano tem condição estável após ferroada de arraia no coração

da France Presse, em Miami

Um idoso da Flórida sofreu uma ferroada no coração de uma arraia que pulou dentro de sua lancha. Internado nesta quinta-feira em um hospital local, apresenta quadro estável de saúde, informaram funcionários da instituição.

James Bertakis, de 82 anos, viajava na quarta-feira em sua lancha de 5,5 metros de comprimento pelos canais do condado de Broward (norte de Miami) quando a arraia pulou dentro do barco. Ele "tentou retirar o animal da embarcação e foi ferroado na parte superior esquerda do peito", informou em comunicado a polícia da cidade de Lighthouse Point.

Funcionários do Hospital Geral de Broward disseram que Bertakis mostrava um quadro estável depois que os cirurgiões removeram o ferrão.

Especialistas dizem que as arraias são animais naturalmente dóceis e que ataques como este são extremamente raros.

No mês passado, no entanto, correu o mundo a notícia da morte de Steve Irwin --o "caçador de crocodilos", apresentador de um popular programa de TV--, que morreu em águas rasas da Grande Barreira de Coral australiana após sofrer ataque semelhante."

Abcoon
02-12-2006, 23:54
Mas um que se da mal ao desafiar os animais:

"02/12/2006 - 14h15

"Rei das serpentes" morre após ser picado por cobra de 6 metros

Kuala Lumpur, 2 dez (EFE).- O homem conhecido como "o rei das serpentes" da Malásia, Ali Khan Samsuddin, morreu após ser picado por uma cobra-rei, informou a imprensa local.

Samsuddin, de 48 anos e que bateu recordes mundiais ao conviver com milhares de escorpiões e centenas de serpentes, morreu nesta sexta-feira, três dias depois de uma cobra-rei de seis metros de comprimento ter picado sua mão esquerda, disse seu filho Amjad ao jornal malaio "The Malaysian Star".

Na hora do ocorrido, "o rei das serpentes" se apresentava em Kuala Lumpur. Sua família não estava preocupada, já que ele já tinha sido picado por outras cobras várias vezes.

"Não achávamos que aconteceria algo. Eu estava tranqüilo", disse seu filho, de 21 anos.

Segundo Amjad, o estado de saúde de seu pai se agravou na quinta-feira à noite. Quando a família foi visitá-lo no hospital em que tinha sido internado em Kuala Lumpur, já havia morrido.

Samsuddin entrou para o "Livro dos Recordes" em 1997, depois de ter passado 21 dias com mais de 5.000 escorpiões numa redoma de vidro.

http://www.cnn.com/WORLD/9707/27/fringe.scorpion/scorpion.face.jpg

Amjad disse que pretende seguir o ofício do pai."

arielcs
03-12-2006, 17:33
Ricardo, outro doido !!

Tou esperando o dia :D daquele maluco do Animal Planet, nao sei seu nome, que vai ate bem perto ( a pe) dos bichos selvagens.