PDA

Ver Versão Completa : Financiamento(veículo) em 60 meses é loucura?



Rona
04-01-2008, 09:39
Caros,

Na onda do carro novo,fazer um financianento em 60 meses é uma boa idéia?
Complicado dispor de 30 ou 40 mil reais na mão para pagamento a vista,mas ao mesmo tempo também é muito complicado entrar em um fiananciamento tão longo,já que pelo que andei vendo é "pague dois carros e meio e leve apenas um".
O que acham?entrar nessa ou continuar com semi-novos?

Abraços

Ronaldo

fbraghetto
04-01-2008, 09:49
No que diz a oportunidade financeira, é bem simples:

Um carro de 40000 vai custar 80000, e quando você terminar de pagar terá um carro de 5 anos de idade que vale 20000.

Como a maioria das pessoas dificilmente ficam tantos anos sem trocar de carro, pode ocorrer o caso onde se repassa a divida restante do primeiro veiculo em um novo e começa novamente.

Quando fui trocar de carro foi o momento onde eu gastava muito de manutenção com o anterior, e um 0km não tem isso... então valeu a pena neste quesito.

Outra alternativa é financiar em 60 meses e tentar pagar em 30. Porém cuidado com a quantidade de descontos que o banco oferece por pgto antecipado (muitos deles tiram apenas um pouco dos juros, e aí não vale a pena denovo).

mardenmb
04-01-2008, 09:53
Atenção redobrada porque este ano o governo pretende compensar parte da perda da CPMF com aumento dos juros sobre financiamento.

fernandobini
04-01-2008, 10:03
Um amigo comprou um space fox em 60x de R$1.180,00 totalizando R$70.800,00 , à vista esta versão custa R$41.600,00 ...:p

lucius
04-01-2008, 10:18
Eu não faria um financiamento de automóvel com um prazo tão longo, afinal 60 meses são 5 anos, o carro já está "velho" e você pagando as prestações...

Tenho conhecidos que entraram neste tipo de financiamento, tinham a grana para comprar o carro a vista, mas aplicaram o dinheiro em renda variável e dizem que compensa.

Engraçado que as concessionárias hoje viraram bancos, eles preferem vender o carro financiado, pela comissão que recebem também da financeira do que a vista....

Lucius

Diehl
04-01-2008, 10:18
Pela simulação da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), o consumidor pagará, no financiamento de um veículo de R$ 25 mil em cinco anos e juros de 2% ao mês, R$ 1.387,80 a mais do que antes. O valor é 8,3 vezes maior do que era desembolsado anteriormente ao final do financiamento, ainda com incidência da CPMF e da antiga alíquota do IOF.

JulioCesar
04-01-2008, 10:20
Ronaldo , a tentação de comprar um bem inatingível no momento , mas possível em diversas prestações é grande .

-Depois de alguns meses a tesão de ter um carro zero passou mas ainda restam umas 57 prestações pra pagar ...

-O IPVA não dá pra pagar em 60 X ...

-Depois de cinco anos você estaria pagando prestações absurdas em relação ao preço do bem desvalorizado neste tempo ...

Cada cabeça , uma sentença ...Eu não o faria . Se fosse um imóvel , talvez ...:legal:

Meu próximo carro ? Um Aero Wyllis 1968 !

mfrota
04-01-2008, 10:36
Tambem estou desistindo de comprar/trocar de carro, num financiamento tao longo, para comprar outro equipamento de HT... rs... :D Vou continuar por mais algum tempo com meu Gol Rolling Stones 95 que posso estacionar em qualquer lugar sem grandes preocupacoes. Mas, como nosso amigo Julio Cesar, gostaria de ter um Maverik enxutao. :legal:

Aqui em Fortaleza nao estah compensando comprar semi-novo nao, eles tambem estao caros. E, caro-por-caro, eh preferivel um 0Km que nao se tem manutencao.

Abracos.
Marcos.

mardenmb
04-01-2008, 10:40
O aumento do Imposto sobre Operações Financeiras vai pesar principalmente nas operações acima de 36 meses
Rodrigo Gallo e Márcia de Chiara
A troca da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) pelo aumento da alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) vai custar mais caro para o consumidor que tomar crédito a longo prazo, acima de 36 meses. Um exemplo é o da compra de um carro, em que a mudança tributária deixará a operação de financiamento oito vezes mais cara.

Na última quarta-feira, os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Paulo Bernardo, anunciaram medidas para compensar a extinção da CPMF. Com isso, o governo aumentou o índice da Contribuição Social Sobre Lucro Líquido (CSLL) de 9% para 15% e do IOF em 0,38 ponto porcentual em todas as operações de crédito e câmbio - aumentando também o IOF diária de 0,0041% para 0,0082% para pessoas físicas (ou seja, passa de 1,5% ao ano para 3%).

Isso, segundo especialistas, deixará o crédito mais caro. Simulações do vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel de Oliveira, comprovam essa teoria. Num veículo, cujo preço à vista é R$ 25 mil, financiado em 5 anos, com juros de 2% ao mês e tributado pela nova alíquota de IOF de 3% ao ano, o valor total financiado aumenta R$ 1.387,80, de R$ 44.415 para R$ 45.802. Oliveira ressalta que, com a alíquota de IOF de 1,5% ao ano, o comprador desse automóvel economizaria R$ 168,60 com o fim da CPMF ao fim de 5 anos.

Na prática, a partir de agora, ele terá de desembolsar 8,3 vezes o equivalente à economia que teria com a CPMF para adquirir o veículo por causa do aumento do IOF.

De acordo com Oliveira, o fim da CPMF e o aumento da alíquota do Imposto sobre Movimentação Financeira vai afetar com mais intensidade quem toma empréstimos ou faz crediários com regularidade. “O consumidor que toma crédito vai pagar mais caro por causa da mudança”, afirmou. Porém, as operações bancárias, como depósitos ou saques, estão livres do tributo.

Oliveira destaca que o impacto maior será no bolso daqueles que optarem pelos prazos mais longos de financiamento.Como nos últimos tempos o diferencial do crédito tem sido o prazo longo do crediário, e não a taxa de juros, a decisão do governo prejudica especialmente os consumidores de menor renda, que fazem empréstimos a ‘perder de vista’.

O motivo para o aumento dos gastos nos financiamentos é que as medidas do governo dobraram o valor do IOF diária. “A mudança elevou o índice de 1,5% ao ano para 3%, ou seja, o governo está aumentando em 100% a alíquota”, disse o matemático financeiro José Dutra Sobrinho. “Empréstimos de valores mais baixos e com prazo não muito comprido não serão tão afetados.”

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Humberto Barbato, acredita que em no máximo 90 dias o mercado deverá registrar uma queda no volume de vendas e de empréstimos concedidos, em função do aumento do custo dos financiamentos (leia nesta página).

SIMULAÇÕES DAS MUDANÇAS

COMPRA DE TV LCD DE 26 POLEGADAS

Preço à vista: R$ 1,5 mil
Juros ao mês: 6%
Prazo: 24 meses
IOF de 1,5% ao ano
Prestações: R$ 120,85
Total: 2.900,40

IOF de 3% ao ano
Prestação: R$ 122,29
Total: 2.934,96

Diferença prestação: R$ 1,44
Total: R$ 34,56

Economiza-se R$ 11,04 em CPMF no total do financiamento, mas paga-se R$ 34,56 a mais por conta do aumento da IOF

COMPRA DE VEÍCULO

Preço à vista: R$ 25 mil
Juros ao mês: 2%
Prazo: 60 meses
IOF de 1,5% ao ano
Prestação: R$ 740,25
Total: R$ 44.415,00

IOF de 3% ao ano
Prestação: R$ 763,38
Total: 45.802,80
Diferença prestação: R$ 23,13
Total: R$ 1.387,80

Neste caso, economiza-se R$ 168,60 em CPMF no valor total do financiamento, mas paga-se R$ 1.387,80 a mais por conta do aumento da alíquota da IOF

Alex Sound
04-01-2008, 10:50
Não compensa a não ser que você utilize o veículo para trabalhar e gerar renda.

Aplique o tutu, fique mais uns anos com o danado e compre à vista, aproveitando quando as montadoras entram em guerra de preços para determinados modelos em determinadas épocas do ano.

O que me deixa mais nervoso com esse negócio de carro novo é que no brasil as montadoras estão ganhando muuuuuito com o carro financiado (cerca de 70% das vendas dos carros 0Km são nesssa modalidade) e não estão nem aí para os 30% restantes.

Fora que carro novo custa uma fortuna aqui, lá nos EUA o Corolla novo com motor 2.4 custa de 18 a 19 mil dólares - 32 mil reais (teste na edição recente www.windingroad.com) :choro::xingo2:

Helio.
04-01-2008, 11:04
Fora que carro novo custa uma fortuna aqui, lá nos EUA o Corolla novo com motor 2.4 custa de 18 a 19 mil dólares - 32 mil reais

Em compensação alugar uma quitinete em Manhattan sai uns 2 mil dólares por mês...

mardenmb
04-01-2008, 11:08
E uma empregada doméstica uns U$ 1000/mês :p.

Alex Tanski
04-01-2008, 11:51
pessoalmente, não compro mais carro zero, prefiro pegar um com 1 ou 2 anos de uso, que vai ter aquela desvalorização inicial na mão dos outros, e com isso pagar menos e ter um carro melhor que o zero que compraria, e muito menos fazer um financiamento em 60 meses, pois ja não aguento mais pagar minha tv q fiz em 12 vezes, imagina um carro em 60, q a prestação é bem mais salgada

pois como bem disse o julio, o tesão do carro novo passa em alguns meses, mas a vontade de troca-lo, certamente chegara bem antes dos 5 anos do final do financiamento, e o tesão acaba virando frustração :lol:

:legal:

gujanuario
04-01-2008, 12:10
Com certeza continue com seminovos, ou financie um 0 KM de R$ 26.000 em 24x, ai acredito que compensa. Agora 60x com certeza será muito R$ jogado fora, e no fim terá um carro bem desgastado certamente cheio de manutenções pesadas para fazer.

Gustavo.

Alex Sound
04-01-2008, 12:33
A edição de novembro da Quatro Rodas tem um monte de dicas boas a respeito de financiamento, inclusive quando vender o carro financiado para não ter prejuízo, quando refinanciar sai mais em conta que pagar o restante das parcelas, a pegadinha das taxas.

Vale a pena ler, quem pretende entrar no carnê.

Arlequim
04-01-2008, 12:44
Como já disseram, o financiamento sempre acarreta prejuízo. Paga-se muito e por um longo período, para se ter um bem que desvaloriza diariamente.

No meu caso eu fiz uma projeção para trocar o carro dentro de 5 anos e estou juntando dinheiro desde já para isso. Ou seja, todo mês guardo uma quantia no banco e ainda vou aproveitando os juros.

Na situação do colega Ronaldo eu pegaria um carro usado mais simples e pagaria à vista e quando possível faria um up grade na máquina com o dinheiro que conseguisse juntar.

Altino
04-01-2008, 12:57
Eu comprei o meu carro em 60x...mas não pretendo pagar até o final...antes de terminar o financiamento já troco por outro e financio de novo....é a única maneira...

Papillon
04-01-2008, 13:34
Acho valido o financiamento só que se voce puder adiantar parcelas, digo, financiando em 60 meses e logo de cara pagando, 4, 5, 8 parcelas mensais afim de "abater" ai o valor cai consideravelmente das parcelas e caso voce tenha algo inesperado nao dança muito.

mas claro... ao invéz de comprar um carro novo por 60.000 é muito mais censato comprar um com 5 anos de uso por 25 e que já encontra-se desvalorizado, alias foi o que fiz, troquei os 8% ao mes do cheque especial por 1,6% do carro.

Alex Sound
04-01-2008, 14:17
em algumas financeiras não tem desconto por pagar as parcelas adiantado, ou o desconto é tão pequeno que não compensa. cada caso é um caso.

Nessa Quatro Rodas de novembro o presidente da GM brasileira (que agora voltou para os EUA) estava preocupado com o alto número de parcelas a serem quitadas no futuro ("seria o subprime da GM?"- disse ele)

lucius
04-01-2008, 14:33
em algumas financeiras não tem desconto por pagar as parcelas adiantado, ou o desconto é tão pequeno que não compenss. cada caso é um casO.

Correto :legal:

Inclusive se você ler o contrato de financiamento há uma cláusula neste sentido, qual seja, de o pagamento adiantado não reduziria drasticamente o valor a ser pago.

Uma colega de trabalho recentemente buscou quitar as parcelas pendentes de seu financiamento e viu que as coisas não são "bem assim" e que a quitação, pelos termos do contrato não representava vantagem tão expressiva.....

Lembremos que o financiamento é um contrato em que o Banco ou agente financeiro espera ter seu lucro projetado nos juros a serem pagos no período e assim eles amarram o contrato para não perderem dinheiro.

Há questionamentos na justiça sobre a abusividade ou não de tal cláusula, mas aí já é um problema a mais a ser somado ao pagamento do carro, depreciação e etc...

Lucius

Edu Carvalho
04-01-2008, 14:53
Procure fugir como o diabo foge da cruz. Se não puder comprar a vista, pegue um mais simples, junte dinheiro e compre um melhor depois. Evite ao máximo esta opção (opinião minha, evidentemente... sou bancário e tenho aversão a pagar juros! :lol:)

Mordechai
04-01-2008, 15:50
Eu tenho a seguinte filosofia: só compro o carro que eu puder pagar à vista ou em até 12x, mesmo que para isso eu tenha que andar em um carro mais simples ou semi-novo.

Sou funcionário público, ganho relativamente bem, não tenho filhos e ainda moro com meus pais. Ou seja, não tenho nenhum gasto. Alguns amigos acham um absurdo eu andar de Palio Fire... :lol:

Aqui em Goiânia tem concessionária vendendo carro sem entrada em até 84x com a primeira parcela para abril. Com isso muita gente aproveita para andar de carrão e tirar onda de bacana. Eu acho esse tipo de comportamento uma grande besteira.

Abraço! :legal:

GeraldoLMR
04-01-2008, 15:55
Eu acho que é fria, pois os juros a longo prazo acabam tornando o montante exorbitante. 60 meses é pra financiar apartamento e olhe lá.

Para prazo tão longo, de repente um consórcio pode ser uma opção, mas tem de verificar a taxa de administração e outras taxas (creio que seguro) que eles cobram, para ver se compensa e juntar algum para tentar dar um lance bom.

Geraldo.

arielcs
04-01-2008, 16:02
.... estava preocupado com o alto número de parcelas a serem quitadas no futuro ("seria o subprime da GM?"- disse ele)

EVIDENTE !!! ;)

sergiumx
04-01-2008, 16:13
Acho carro zero uma tremenda besteira .

Hoje mesmo liguei para uma concessionária Volkswagen e perguntei o preço de um Fox 1.6 0K c/ ar e dir preto / me pediram a bagatela de 41.126.00 já com o desc/ e um GOl Power 1.6 preto com Ar / Dir . por 35.205,00 queria trocar meu Audi A3 por estar mais antigo e pelo seguro que estou pagando muito caro .Resumindo vou ficar muito tempo com meu A3 quitado, teria que voltar dinheiro na troca do Fox .
Espera aí A3 com ABS, Teto elétrico ,ar , direção ,T 150 Hp mais barato que um carro casca de ovo e nacional pode parar:concordo:

Sergiumx

msouza
04-01-2008, 16:23
Também concordo com todo mundo que falou que carro zero é furada... O Governo incentiva a compra pq ?
Pq simplesmente é vender carro zero que faz a industria girar...Claro. Não pq é melhor pra vc exatamente.

Eu nunca comprei e pretendo nunca comprar um carro zero. A menos que não haja outra opção. Ok que eu tenho muita sorte com carros. Mas nunca tive problemas maiores com nenhum. Sabendo procurar e escolher acho que carro semi-novo é o que HÁ em custoXbeneficio EXTREMO.

Nào troco nenhum carro popular Zero pelo meu atual carro. Um baita carro que eu nunca iria ter dinheiro pra comprar zero. E que continua excelente semi-novo. Carro de verdade não um monte de ferro e plastico que sai rangendo de fabrica. :)
O lance é que carro nunca é investimento. Isso vc tem que ter em mente.

Carro = Gasto eterno = Prejuizo na certa.

Não importa se é novo ou usado. A menos que vc seja taxista ou exerça alguma função que o carro lhe trás dinheiro ou ganho te tempo.
Em 60 Meses, junte ao "segundo carro" que vc vai pagar de juros, o IPVa, as manutenções/Revisões, Seguros, e desgaste natural do carro, e também a desvalorização, pq certamente em 60 meses vão sair vários modelos novos do seu atual carro. Fora a desvalorização instantânea assim que o carro sair do portão da concessionária.

É muito gasto. Mas como falei. As vezes a unica maneira de vc pegar um carro é assim agora, então não tem muito o que fazer. Mas se vc tiver como juntar um troco e pegar um carro semi-novo, a vista. Eu acho muito mais jogo. :)

Meu primeiro carro decente (Era um 206 1.6 importado), Tinha uns 2 ou 3 anos de uso. E era PERFEITO. Nunca deu problema até o dia da revenda. Zero. Nada. Digo que era decente, pq quando comprei o meu era raro se ver 206 na rua e chamava atenção a beça, os nacionais nào tinham chegado ainda, ou eram muito caros...
Meu segundo carro decente (esse sim, mega-ultra-decente comparado com o antigo, é um Mitsubishi Galant 2.5 V6), um carro de quase 10 anos de uso. E impressionantemente bem conservado. Se lavado vc não diz que ele tem 5 anos de uso. E detalhe, estou rodando a quase 1 ano com ele e o Mecanico só olha e manda eu voltar pra casa, nem gorjeta o cara pega. kkkkk... Custou metade de um carro "mediano" zero.

lucius
04-01-2008, 16:31
Eu já sou encucado com carro zero, que para mim é a melhor marca do mercado :D

Lucius

Alex Tanski
04-01-2008, 16:59
Meu segundo carro decente (esse sim, mega-ultra-decente comparado com o antigo, é um Mitsubishi Galant 2.5 V6), um carro de quase 10 anos de uso. E impressionantemente bem conservado. Se lavado vc não diz que ele tem 5 anos de uso. E detalhe, estou rodando a quase 1 ano com ele e o Mecanico só olha e manda eu voltar pra casa, nem gorjeta o cara pega. kkkkk... Custou metade de um carro "mediano" zero.

Somos 2, em 2004 comprei um Galant VR 98 tbem, com 26.000KM, na época paguei mais barato que um gol 1.0 semi completo, e hoje vendo pelo menos o mesmo preço que paguei, só não troquei ainda pque da pena sair dum carro desses para pegar o q???????? sem desembolsar uma baita grana. Hoje ele tem 70.000km e esta bem conservado, praticamente manutenção zero

:legal:

Mordechai
04-01-2008, 19:17
De carro importado e mais antigo eu tenho medo. Não compraria nunca!

Por mais que o carro seja excelente e nunca dê despesa, sei lá!

Uma hora ele vai ter que passar por uma revisão mais completa e aí podem ter certeza que a facada vai ser grande! :chicote:

Sem contar que o seguro deve ser mais caro.

Eu acho que se uma pessoa não tem dinheiro pra ter um carro importado novo, também não tem pra ter um usado. Porque o preço da manutenção é o mesmo.

Se brincar, a manutenção de um semi-novo importado é até mais cara porque as autorizadas não constumam manter peças em estoque de modelos mais antigos e têm que importar quando surge a demanda.

Um amigo que passou no mesmo concurso que eu resolveu enfiar o pé na jaca e comprou um Golf GTI Turbo 2002 de 180cv com câmbio Tiptronic. O carro estava perfeito com menos de 40 mil km rodados e todas as revisões feitas em concessionária.

Acontece que depois de 01 ano de uso uma mangueirinha vagabunda do motor se rompeu. Custou apenas R$ 900,00 pra trocar a dita cuja. E olha que o carro dele nem é importado...

[]´s

msouza
04-01-2008, 19:42
Mordechai. Quem compra carro zero nacional, paga CARO pra ter um carro simples, muitas vezes, muitas vezes desconfortável e também inseguro. E ainda tem todos os gastos extras normais. Desvalorização, seguro, ipva, etc.

Quem compra carro semi-novo, paga um preço justo e muitas vezes baratissimo, pra ter um carro que é no minimo 2x melhor em TUDO que o tal carro zero de valor maior, e já compra um carro desvalorizado sabendo qnto conseguirá na venda. Terá todos os gastos normais e possivelmente "teoricamente" terá mais manutenção do que um zero. Porém um carro semi-novo de 30 paus, pode contar que é até 3x mais resistente em TUDO do que um carro zero de hoje em dia de valor maior. O "Fantasma" da manutenção existe, é claro. Mas no final das contas se botar tudo na ponta do lápis, te falo que acaba valendo a pena ou saindo na equivalência.

Em ambas as situações tem os prós e contras, claro. :)

Nos eua ou outros paises as pessoas nào tem medo de ter carros semi-novos. É bem comum. E por isso as peças e a manutenção nunca é tão cara assim como aqui.

Mas imagina. Na pior das hipoteses... O carro que eu tenho tem 10 anos, é um Galant VR 98, que nem o do Alex Tanski ai (Falar nisso vamos trocar uma figurinhas aêee ! )...
Se vc for comprar um carro de mesmo nivel hoje. Vc terá que comprar no MINIMO um Fusion, ou um Accord. Não me venha com NOVO MEGANE, ou New Civic, pois ambos são inferiores em vários aspectos. :)
Ou seja, é um carro de um nivel comparado a um carro de 80.000 hoje.

Te dá hoje o conforto, segurança e recursos de um carro de 80 paus, custando menos de 30. Se meu galant bichar. Der um problema MEGA GRAVE, que eu tenha que gastar 20 mil nele. Eu posso jogar ele no lixo, e pegar mais 2 iguais. E não vai chegar nos 80.000.
Se vc pensar assim vai ver que pegar um carro zero hoje, de menos de 40 conto é pagar caro demais pra ter um carro mais-ou-menos. E pagar mais de 40 paus é pagar caro demais pra ter um bom carro, mas que em poucos anos vai desvalorizar pacas. E ainda assim não é impossivel de dar problemas, e se der, vc vai ter gasto 80 conto e mais a grana da manutenção que nào vai ser "barata" como num carro de 30 paus. Então sei lá. A minha opção foi guardar 60 contos no bolso (Como se eu tivesser isso...rssrsr), e gastar 20 e pouco num putza carro. ;) Cansei de sofrer com carro popular.
Eu tenho a sorte de não usar o carro com uma frequencia muito grande, então o desgaste é muito vagaroso. Ando 10Km por dia. Mas digo que isso é opção minha. Se alguém usa o carro PACAS o risco de manutenção aumenta então a conta tem que ser feita com isso em mente.

Mas o fato no fim das contas é que carro barato ou caro, é sempre prejuizo e gasto. Então eu prefiro estar no prejuizo mas dirigir algo que me dê prazer. :)

Já que eu não pretendo gastar 40 paus num carro, mas não quero ter desconforto, quero potencia, quero ABS, quero AirBag duplo, Ar Digital, Quero Controle de TRação, quero Cambio Automático, quero Banco de Couro, quero , CRuise Control, quero espaço interno, quero acabamento... Então a opção é o Semi-novo, sem medo.

Mas eu vou dizer, sempre tive muito medo de oficina, mas talvez pelo destino, nunca gastei mais que 300 reais numa oficina com nenhum carro meu. O 206 da minha esposa que é 2001 e nacional já deu mais de 1200 reais numa visita somente. :)
Conheço gente que já gastou umas 3x isso num C3 "zero". :)
Conheço gente que tirou Fiesta zerado na loja, e ficou com o carro 1 mês indo e voltando com vários problemas.

Conheço gente que o carro pifou quando levava da concessionário pra casa (ClasseA). rsrsrs...
Conheço gente (Picasso), que o Cambio Automático foi pro buraco com menos de 1 ano de uso...
Acontece com as melhores familias.

Paulo Artur
04-01-2008, 20:06
:legal: Se você dispuser do dinheiro na mão, às vezes, vale comprar um carro zero. Em especial os ditos populares. Você, provavelmente, conseguirá um bom desconto.

Ví um carro zero na internet por um bom preço. Liguei prá chorar um desconto e qual foi minha surpresa: não vendem o carro a vista, só financiado ! :discordo:

Abrs.

msouza
04-01-2008, 20:24
Uma grande coisa boa de alguns carros Zero, é a baixa desvalorização. Meu 206 não foi zero, mas vendi 3 ou 4 anos depois praticamente pelo preço que comprei. :)

TEm vários carros nessa categoria...

alejandro
04-01-2008, 20:51
nunca me interessei en ter um carro, mas se colocarem a venda no Brasil este carro movido a ar comprimido, eu o compraria

http://i219.photobucket.com/albums/cc236/alejandrocarrasco/minicats3.jpg

vao vende-lo na australia por 5400euros e para encher o tanque com uma autonomia de 150 só se gastam 2.50 euros (sem esquecer que e totalmente ecologico- para estar sintonizado com os tempos modernos)

infelizmente o site esta em frances para quem nao le nessa lingua
http://www.miwim.fr/blog/mdi-energy-va-commercialiser-la-voiture-a-air-comprime-636

ANTUNES CARLOS
05-01-2008, 00:02
Opinião Pessoal. Eu não faria um financiamento de um carro em 60 meses de jeito nenhum. Já vi um amigo meu pagar o dobro por um carro e depois vendê-lo pela metade do valor de tabela:legal::legal::legal:.

Rona
05-01-2008, 11:02
Valeu amigos,obrigado pelos comentários:aplauso:.
Como não pretendia mudar de marca,tenho um Peugeot 306 99/00 Sedã,minha escolha natural foi o 307,porém o mais baratinho que achei foi por 62 mil reais com 60 parcelas de quase dois mil reais por mês!
Como estou ficando velho,gagá e mais teimoso,e não vou trocar de marca de jeito nenhum,resolvi esperar mais algum tempo para trocar de carro,aliás,um bom tempo,mesmo porquê o substituto do 306 mais em conta que achei usado foi por 40 mil,e ainda com motor 1.6
Incrível o contraste nesse país,qualquer pessoa financia um carro de 100 mil reais,(eu consegui de 80 mil facinho)mas não consegue um financiamento para comprar uma casa de 50 mil.

Abraços

Ronaldo

Renato_CWB
05-01-2008, 16:16
Grande Rona, não vou tentar mudar um "velho"... ;) ...acabei de ver a propaganda do 206 SW 1.4 a partir de 41 mil.... quem sabe se pode ser uma alternativa. É um padrão mais simples que um 307, mas não deixa de ter espaço... :legal:

Rona
05-01-2008, 22:46
Grande Renato,valeu;)
Reforçando o que disse,eu nunca tive um carro 1.0,o mais "fraquinho" que tive foi um Del Rey 1.6 que por sinal foi meu primeiro carro,e também jamais tive um hatch,sempre sedãs.O fato de não gostar de motores fracos já se tornou um hábito meu,visto que detesto dirigir feito um louco,no meu conceito,motores potentes é sinal de segurança.
Depois de tudo que vi por aí,e analizando a opinião dos amigos,financiamento em 36,48,60,72 e 84 vezes realmente é loucura.

Abraços

Ronaldo

Mordechai
05-01-2008, 23:28
Marcelo, tá certo que um carro importado super completo e potente é muito melhor do ponto de vista da satisfação, segurança, conforto e etc.

Mas não é necessário que o carro tenha um mega defeito para que fique inutilizável.

Veja por exemplo o preço de alguns BMW nesse site de usados em Goiânia: www.usadosgo.com.br (http://www.usadosgo.com.br)

Os modelos com 10 anos, em média, custam a partir de R$ 27.000.

É um carrão super completo? É claro que é. Dá vontade de comprar? Ô se dá!

Mas suponhamos que você tenha o azar de ter que trocar o parabrisa ou um farol... :bazuca:

Sem farol e sem parabrisa não dá pra rodar. E pode ter certeza que qualquer pecinha dessas não sai por menos de 10 mil. Sem contar que a troca de óleo ou de qualquer filtro de um carro como esse deve ser o olho da cara.

Eu não me arriscaria.

[]´s

Renato_CWB
06-01-2008, 08:24
Caro Ronaldo, o carro no qual eu me referi vem com motor 1.4 (e não 1.0). Quem sabe se vale a pena um test drive. Em função do peso menor do carro, ele pode eventualmente desenvolver um desempenho parecido à um 1.6 num carro mais pesado.

Um forte abraço!! :legal:

LioZ
06-01-2008, 18:12
Comprar carro com financiamento longo é a maior roubada que existe! Não só pelo juros, a gente nunca sabe o que pode acontecer amanhã... com já diziam: o seguro morreu de velho...

O pior é q muitas vezes o comprador chega na loja p/ comprar um uno mille por 25 mil reais a vista e sai de lá com um Punto de 40 mil financiado em 60 meses. O cara acha q as prestações cabem no orçamento, mas se esquece das revisões, do ipva, do seguro, etc...

Para mim a melhor marca de carro é o zero (já tive muita dor de cabeça com carro usado, é uma loteria), se não tiver o dindin eu espero! Suo muito p/ ganhar o meu e não vou ficar dando de bandeja para os banqueiros.

Para aqueles q não ligam e gostam de pegar carro usado, esperem daqui a uns 2 anos, qdo a manutenção dos carros vendidos financiados hoje começarem a dar manutenção, é revisão de 30mil km custando 1mil, 2mil reais. O cara vai querer desfazer do carro de qq jeito...:riso:

Papillon
07-01-2008, 09:59
em algumas financeiras não tem desconto por pagar as parcelas adiantado, ou o desconto é tão pequeno que não compensa. cada caso é um caso.

Algumas malandras colocam em contrato isso no CDC e no leasing só tem desconto ao quitar 100% do financiamento.

E concordando com todos, o financiamento longo é loucura (ainda mais agora com o aumento do IOF), as vezes um carro 2, 3, 4 anos mais novo porém usado pode compensar muito mais.

gujanuario
07-01-2008, 15:03
Acho carro zero uma tremenda besteira .

Hoje mesmo liguei para uma concessionária Volkswagen e perguntei o preço de um Fox 1.6 0K c/ ar e dir preto / me pediram a bagatela de 41.126.00 já com o desc/ e um GOl Power 1.6 preto com Ar / Dir . por 35.205,00 queria trocar meu Audi A3 por estar mais antigo e pelo seguro que estou pagando muito caro .Resumindo vou ficar muito tempo com meu A3 quitado, teria que voltar dinheiro na troca do Fox .
Espera aí A3 com ABS, Teto elétrico ,ar , direção ,T 150 Hp mais barato que um carro casca de ovo e nacional pode parar:concordo:

Sergiumx

Se bem que diversos acessórios quando passam de 5 anos se tornam ao invés de luxo, dor de cabeça. Teto solar entra água, direção é correia prá lá óleo prá cá, vidros e travas sempre quebram. Se o Audi for 2002/2003 ok, porém se for abaixo disso prefiro até um Gol 0KM ou 2007.

Gustavo

Cristian Camargo
23-03-2010, 12:20
Acho que financiamentos muito longos valem à pena pra quem não tem grana na hora e precisa do carro na hora.
Se vc juntar uma boa grana, só vai precisar financiar pouco e pode comprar um carro realmente goste.
Ouvi falar bem do financiamento do hsbc.
Dá uma olhada: http://www.hsbc.com.br/1/2/portal/pt/para-voce/emprestimos-financiamentos/financiamento-de-veiculos/auto-finance

Enfim, acho importante pesquisar todas as opções antes de tomar uma decisão.

kleberlpa
23-03-2010, 13:20
A esta altura, o colega já deve estar pagando a 24a parcela... hauhauhauhauhauhauhau

Helio.
24-03-2010, 11:46
Pois é... :p

EdisonK
24-03-2010, 11:51
Tudo o que se disse a respeito de financiar o veiculo em 60x vale tambem para financiar um imovel em 120x ou 240x.
Voce no final acaba pagando 2 ou 3 imoveis, e se nao conseguir honrar as parcelas, perde o imovel.
Ou a divida fica tao grande que é melhor dar o calote e perder o imovel do que continuar honrando os pagamentos, como acontece atualmente nos Eua.
A diferença é que pouca gente consegue pagar um imovel a vista, entao culturalmente fica mais aceitável financiar um imovel em longas prestacoes.

F@BIO
24-03-2010, 15:34
Eu sou a favor de quem tem um carro usado comprar um popular economico , acho que se economiza com combustivel e manutenção , não acho vantagem é pegar um carro caro e ficar com uma divida que consome toda a sua renda , aí é melhor juntar e comprar quando tiver o valor ou um financiamento sem juros .:legal:

MARCUS BRAGA
24-03-2010, 18:38
Um amigo comprou um space fox em 60x de R$1.180,00 totalizando R$70.800,00 , à vista esta versão custa R$41.600,00 ...:p


entao talvez seja vantajoso:legal::legal:

pois se a inflação em media vai comer 8 por cento do poder aquisitivo desse dinheiro

seria quase que em 5 anos algo acima de 40 por cento

se aplicar no valor total que vc pagou no carro de 70 mil

vc na realidade teria pago 42 mil , ou seja juros zeros;)

pagou so a correção monetaria.

logo nao pode ser isso que ele pagou:legal::legal:

kleberlpa
24-03-2010, 18:52
Isso sem falar que o povo se esquece que comprar um carro financiado é, na verdade, pegar um empréstimo de dinheiro. Você nãao termina de pagaar o carro, e sim o dinheiro que pediu emprestado, logo, nenhuma surpresa de se pagar 70k em um empréstimo de 40k usado pra comprar o carro.

Agostinho Silva Lins
24-03-2010, 20:25
Eu penso da seguinte maneira, um financiamento longo é igual á um aluguel, se você precisa de um carro, ter uma casa, e não tem dinheiro, tem que alugar... , a diferença, é que um dia esse financiamento pode acabar. e se não pagar, vai perder e ser despejado como em um aluguel.

Quanto a poupança, juntar dinheiro, infelizmente não tem o mesmo efeito, ainda mais em uma situação de emergência ou para fazer negócios de ocasião, que fazem o sujeito desistir das economias ( não todos, mas uma parcela... )

Estou no mesmo dilema, vivo de aluguel, e preciso de um carro, não tenho poupança, vou fazer o que?? Não é agradavel, mas melhor do que ficar se privando do bem de imediato... e ainda jogando dinheiro fora de todo jeito com um aluguel, se eu fosse fazer uma poupança, não dava, agora se trocar o que pago de aluguel por uma prestação menor da casa e com o resto, um carro... Já tenho como facilitar a minha vida.

Depois de 5, 15 anos no caso de um imóvel, aquilo é meu, posso lucrar com a valorização ou inflação, e se quiser trocar, vou ter poder de barganha pra conseguir algo a vista e com bom desconto, assim diminuindo todo o prejuizo ao longo desse tempo com juros.

Juros é o preço do dinheiro... simples :(

EdisonK
24-03-2010, 22:34
Se nao tem jeito, financia mesmo, afinal o carro ajuda a ganhar tempo, pode ser decisivo em algumas profissoes (vendas, suporte tecnico, etc). Ainda mais num pais como o nosso, onde inexiste transporte publico, carro nas grandes cidades é uma necessidade básica.

Hinotori
25-03-2010, 11:20
Eu penso da seguinte maneira, um financiamento longo é igual á um aluguel, se você precisa de um carro, ter uma casa, e não tem dinheiro, tem que alugar... , a diferença, é que um dia esse financiamento pode acabar. e se não pagar, vai perder e ser despejado como em um aluguel.

Quanto a poupança, juntar dinheiro, infelizmente não tem o mesmo efeito, ainda mais em uma situação de emergência ou para fazer negócios de ocasião, que fazem o sujeito desistir das economias ( não todos, mas uma parcela... )

Estou no mesmo dilema, vivo de aluguel, e preciso de um carro, não tenho poupança, vou fazer o que?? Não é agradavel, mas melhor do que ficar se privando do bem de imediato... e ainda jogando dinheiro fora de todo jeito com um aluguel, se eu fosse fazer uma poupança, não dava, agora se trocar o que pago de aluguel por uma prestação menor da casa e com o resto, um carro... Já tenho como facilitar a minha vida.

Depois de 5, 15 anos no caso de um imóvel, aquilo é meu, posso lucrar com a valorização ou inflação, e se quiser trocar, vou ter poder de barganha pra conseguir algo a vista e com bom desconto, assim diminuindo todo o prejuizo ao longo desse tempo com juros.

Juros é o preço do dinheiro... simples :(

Financiar não é aluguel...

Aluguel, a qualquer momento você pode devolver, se estiver em perfeito estado de conservação, não há gastos...

Financiamento, ao devolver, a empresa irá colocar o carro em leilão... E o seu destino irá depender do valor arrecadado em leilão:

- Se for maior que o saldo devedor, parabéns, vai embolsar um dinheiro nessa devolução
- Se for igual o saldo devedor, parabéns, não deve nada a ninguém
- Se for menor que o saldo devedor (e geralmente é), você continua devendo a diferença entre o valor arrecadado e o saldo devedor para a financeira, e continua tendo risco de ter seu nome na lista negra

Advinha o que mais acontece quando se devolve o carro? A número 3, por isso muita gente prefere (ilegalmente, diga-se de passagem) não devolver o carro, abandona ele, deixa em local escondido para a financeira não poder reaver, pois o leilão não é vantajoso para quem faz o financiamento... Ou então repassar o financiamento, ainda que com um grande prejuízo, pelo menos é menor que o prejuízo do carro ir a leilão e tu continuar devendo dinheiro....

Financiamento tem que ser algo bem estudado, e não pode ser por necessidade. Meu carro ano 2000 foi comprado 0Km, metade à vista e metade financiado... Me arrependo amargamente.... Podia ter pego essa metade à vista e comprado um carro 93/94 em excelente estado, e então guardado dinheiro. No término dos 3 anos, praticamente tinha pago o carro 2000 inteiro, e a metade paga à vista ficou de bônus pra financeira... :ataque:Não me arrependo do carro, estou com ele até hoje, excelente carro, me arrependo do financiamento, se tivesse segurado as pontas, estaria com um carro 0 em 03, teria vendido um carro 93 em 03, não teria pago juros de financiamento, pelo contrário, só perderia a depreciação do carro usado que seria vendido....

Outra coisa que não me entra na cabeça é comprar um carro 0Km para não ter gastos...

Geralmente, para "não ter gastos", você tem que investir 10-15 mil no mínimo para se manter no mesmo nível de carro.... 10-15mil é manutenção pra caramba, mesmo em carro com mecânica cara... Meu carro tem motor de Alfa Romeu e em 10 anos não gaste 10 mil reais em manutenção com ele...

São pequenas ilusões que nos impomos, em nossa criação capitalista... Hoje só penso em talvez trocar meu carro por estar muito difícil segurar o mesmo, chegando o momento que o seguro ficar inviável, aí realmente vai ser a hora dele partir... Infelizmente... Pois viver em São Paulo ou qualquer capital desse país e não ter seguro do carro é inviável na minha opinião.

Agostinho Silva Lins
25-03-2010, 15:44
Desculpe, me expressei mal, me referi ao Aluguel pois dificilmente, por maior conservação que haja, eu nunca sai de um imóvel sem ter que colocar ou pintar algo devido ao uso. ou seja, sempre tive um prejuizo final. Só consegui receber um cascalho a mais em leilão por causa de um penhor, havia me acidentado e não paguei a cautela, no fim, leiloaram a joia e o que eu recebi a mais do leilão foi um bom lucro :D quebrou o galho na epoca, mas não é sempre e nem em tudo.

Eu tenho estudando bastante mesmo, a compra de uma casa e de um carro, no momento moro em um apartamento que pago R$1800 De aluguel, um valor alto comparado a outros alugueis na mesma area que moro. O que eu vou fazer é entregar esse apartamento aonde estou, procurar um aluguel mais em conta, economizar um dinheiro para conseguir dar 10% de entrada num imovel e financiar pela caixa, e com o carro, seria sem entrada, segundo umas contas que fiz, financio um bom imovel por R$ 1070,00 com juros pré-fixados e algo em torno de 878,00 com juros pós fixados, isso pela CEF. o carro, a prestação sairia em torno de R$ 750,00x60 ainda não sei bem qual modelo, mas pretendo algo nessa faixa e já encontrei algumas coisas boas 0KM.

Agora, se eu fosse juntar a grana... , ficaria morando mal num imovel de aluguel de uns 900 reais por mês, o restante eu iria juntar por no mínimo uns 10 anos contando com eventuais sazonalidades que fossem entrando na poupança alem da correção monetária. fora o gasto de renovação da MÁFIA do seguro-fiança já que praticamente mais NINGUÉM aceita caução, aceitam fiador que é uma coisa que não dá garantia nenhuma e não tiro um tostão do bolso, mas na porto seguro tenho que morrer com seguro todo ano jogando dinheiro fora. E o dinheiro de taxi?, moro com uma senhora de idade e não consegue mais se locomover por grandes distâncias, ainda mais de onibus, tenho que pegar taxi, a cada saida, 50 reais no mínimo, se pego 8x por mês, já são 400 !, É ai que que eu coloco o transtorno de depender de taxi, de morar de aluguel podendo o proprietário pedir o imóvel de volta ( como já aconteceu uma vez, claro, sai sem onus, mas em compensação tive que me virar pra achar outro... ) e ter que escolher se o preço do "dinheiro" sai mais caro do que a situação atual.

Eu odeio dividas, ficar com uma responsabilidade maior, mas estou estudando com MUITO carinho e cuidado entrar numa dessas... Como alguns colegas já postaram aqui, se eu quiser abater parcelas, não tenho desconto, ou seja, isso seria um ponto negativo...

Achei muito interessante o debate sobre o assunto, tá sendo muito útil :)

Hinotori
25-03-2010, 17:45
Desculpe, me expressei mal, me referi ao Aluguel pois dificilmente, por maior conservação que haja, eu nunca sai de um imóvel sem ter que colocar ou pintar algo devido ao uso. ou seja, sempre tive um prejuizo final. Só consegui receber um cascalho a mais em leilão por causa de um penhor, havia me acidentado e não paguei a cautela, no fim, leiloaram a joia e o que eu recebi a mais do leilão foi um bom lucro :D quebrou o galho na epoca, mas não é sempre e nem em tudo.

Eu tenho estudando bastante mesmo, a compra de uma casa e de um carro, no momento moro em um apartamento que pago R$1800 De aluguel, um valor alto comparado a outros alugueis na mesma area que moro. O que eu vou fazer é entregar esse apartamento aonde estou, procurar um aluguel mais em conta, economizar um dinheiro para conseguir dar 10% de entrada num imovel e financiar pela caixa, e com o carro, seria sem entrada, segundo umas contas que fiz, financio um bom imovel por R$ 1070,00 com juros pré-fixados e algo em torno de 878,00 com juros pós fixados, isso pela CEF. o carro, a prestação sairia em torno de R$ 750,00x60 ainda não sei bem qual modelo, mas pretendo algo nessa faixa e já encontrei algumas coisas boas 0KM.

Agora, se eu fosse juntar a grana... , ficaria morando mal num imovel de aluguel de uns 900 reais por mês, o restante eu iria juntar por no mínimo uns 10 anos contando com eventuais sazonalidades que fossem entrando na poupança alem da correção monetária. fora o gasto de renovação da MÁFIA do seguro-fiança já que praticamente mais NINGUÉM aceita caução, aceitam fiador que é uma coisa que não dá garantia nenhuma e não tiro um tostão do bolso, mas na porto seguro tenho que morrer com seguro todo ano jogando dinheiro fora. E o dinheiro de taxi?, moro com uma senhora de idade e não consegue mais se locomover por grandes distâncias, ainda mais de onibus, tenho que pegar taxi, a cada saida, 50 reais no mínimo, se pego 8x por mês, já são 400 !, É ai que que eu coloco o transtorno de depender de taxi, de morar de aluguel podendo o proprietário pedir o imóvel de volta ( como já aconteceu uma vez, claro, sai sem onus, mas em compensação tive que me virar pra achar outro... ) e ter que escolher se o preço do "dinheiro" sai mais caro do que a situação atual.

Eu odeio dividas, ficar com uma responsabilidade maior, mas estou estudando com MUITO carinho e cuidado entrar numa dessas... Como alguns colegas já postaram aqui, se eu quiser abater parcelas, não tenho desconto, ou seja, isso seria um ponto negativo...

Achei muito interessante o debate sobre o assunto, tá sendo muito útil :)


Imóvel é bem diferente de carro... Primeiro que imóvel raramente deprecia (apesar de às vezes acontecer)... E segundo que as taxas de financiamento para imóveis são muito mais amigáveis (justamente pela menor possibilidade de depreciação, geralmente valoriza)... Meu apartamento é financiado e com certeza é melhor que aluguel, na região aonde eu moro eu gastaria tranquilo no mínimo 1000 reais para morar em um apartamento equivalente, dei uma entrada de 17 mil reais e as prestações começaram em 800 reais.... Esses 17 mil reais investidos não dariam para pagar um mês de aluguel. Nem sempre alugar é vantagem, cada caso é um caso.

No caso do carro, o valor do bem deprecia, e por isso os juros são bem menos amigáveis, e uma devolução costuma dar prejuízo (até pela comodidade da financeira de simplesmente leiloar o bem). Uma devolução de imóvel, raramente dá prejuízo, a menos que seja um daqueles financiamentos diretos com construtora ou exploradores (o Unibanco tinha um plano de financiamento que era um verdadeiro assalto).

Às vezes necessitamos muito de algo e o financiamento é o único meio de chegar a aquele item, aí é um mal necessário (escrevi mal no texto anterior, deu a entender o contrário)... Muitas vezes o item é supérfluo ou pode ser substituído por algo que você consegue pagar à vista ou pode ter sua compra adiada, aí compensa economizar, partir para um consórcio (bem estruturado e honesto, pois tem consórcio que é pior que financiamento)... Pior, muitas vezes estamos com um veículo em perfeitas condições, ou que com um pequeno investimento (perto do que se investe para a troca do veículo) fica perfeito, mas entramos em um financiamento para trocar por um "novo" e ficar "livre dos gastos do carro velho".... Só a diferença de preço geralmente é maior que os gastos, e aí ainda tem o dinheiro perdido em juros...

Cada caso é um caso, mas, muitos financiamentos podem ser evitados. Tá, eu sei, a vontade de ter algo novo é grande, eu também tenho, não sou hipócrita... Tem vezes que não conseguimos controlar e a emoção ultrapassa a razão. :p

EdisonK
25-03-2010, 18:16
A população Brasileira vinha num crescente, mas agora está estabilizada. Imóvel deprecia sim, ocorre que em muitas vezes a valorização compensa a depreciação. Além disso, gera gastos com impostos e manutenção.
Quanto a questão da valorização, tem que ser vista com muito cuidado, pois se você comprar um imóvel no auge de uma bolha especulativa, ele sofrerá uma forte desvalorização e você estará comprometido com um financiamento atrelado ao valor do pico. Isso está acontecendo atualmente nos Eua e vai acontecer no Brasil, aqui a bolha ainda está no começo.
Os financiamentos atualmente são feitos por alienação fiduciária, então voce perde facinho o imovel no caso de atraso. Neste caso seu imóvel irá a leilão, em geral por 60% do valor de mercado e voce ainda fica com a dívida para pagar.

Hinotori
26-03-2010, 11:37
A população Brasileira vinha num crescente, mas agora está estabilizada. Imóvel deprecia sim, ocorre que em muitas vezes a valorização compensa a depreciação. Além disso, gera gastos com impostos e manutenção.
Quanto a questão da valorização, tem que ser vista com muito cuidado, pois se você comprar um imóvel no auge de uma bolha especulativa, ele sofrerá uma forte desvalorização e você estará comprometido com um financiamento atrelado ao valor do pico. Isso está acontecendo atualmente nos Eua e vai acontecer no Brasil, aqui a bolha ainda está no começo.
Os financiamentos atualmente são feitos por alienação fiduciária, então voce perde facinho o imovel no caso de atraso. Neste caso seu imóvel irá a leilão, em geral por 60% do valor de mercado e voce ainda fica com a dívida para pagar.

Então dekkar, bem lembrado na questão do financiamento de imóvel alienado....

Os impostos são pagos de qualquer jeito. Difícil achar quem alugue e não faça você (inquilino) pagar o IPTU, se não faz, o IPTU está "embutido" no aluguel... O mesmo vale para manutenção, você não pode sair de uma casa que estava com a pintura perfeita e deixar ela com parede mofada... Você se livra de alguns custos com manutenção, mas não todos...

Sobre alienação fiduciária, posso falar da Caixa que é o financiamento que fiz, me foram oferecidas as duas opções, Alienação ou Hipoteca. Fazendo Hipotecado a parcela aumentava muito pouco (alguns reais), e a gerente me explicou claramente a diferença entre Alienação e Hipoteca, inclusive para reaver o imóvel, que como você falou, é desvantajoso fazer Alienação pelo mesmo caso dos automóveis. Não tive qualquer dificuldade em fazer Hipotecado e não colocaram qualquer dificuldade para isso, ao contrário, me informaram as diferenças. Nesse ponto posso dizer que fiquei muito satisfeito com o atendimento da caixa, acredito que tenha muitos gerentes ou mesmo bancos que não sejam assim transparentes e empurrem o que é mais vantajoso pro banco. :p

EdisonK
26-03-2010, 23:18
Sim, nao se escapa dos impostos e manutencao caso seja seu primeiro imovel. Mas é verdade que os impostos e manutencao se somarao as despesas para quem adquire um 2o. 3o. 4o, 5o imovel para "investimento".
A consideracao sobre o aumento populacional é muito importante, pois um bem tem seu valor determinado pela relacao oferta/demanda. No Brasil a populacao está se estabilizando, o que acontecerá com o valor dos imoveis quando a populacao nao crescer mais? Será que continuarao a se valorizar ou desvalorizarao? No caso de desvalorizar, o seu financiamento ignora isso e voce acaba com uma divida maior do que o bem que adquiriu.
No momento atual, a tendencia é de valorizacao, devido a maior disponibilidade de credito imobiliario, mas isso tem que ser visto de acordo com a regiao geografica, pois certos locais acabam sofrendo desvalorizacao por varios motivos (degradacao do bairro, ocupacao por cortiços, etc).
Quem já jogou o "jogo da vida" sabe que ao vender o seu imovel, o preco obtido pode ser maior, igual ou menor que o preco de compra. Então, atenção que se pode entrar numa situação de perder dinheiro com um financiamento de imovel tambem.

MARCUS BRAGA
27-03-2010, 07:07
vc comprando um carro zero, de algumas marcas, ainda tem a vantagem de ter 5 anos de garantia sem limites de quilometragem

nesse caso entendo como um alugel e o mercado assim o classifica:legal:

em outros paises , se a forma for a de leasing o nome se aproxima mais da locação
"O Leasing Financeiro se assemelha a um aluguel, com a diferença que se pode comprar o bem no final do prazo pré-determinado por um preço já estabelecido."
http://pt.wikipedia.org/wiki/Leasing
Leasing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Ir para: navegação (http://www.htforum.com/vb/#column-one), pesquisa (http://www.htforum.com/vb/#searchInput)
Locação financeira (português europeu (http://www.htforum.com/wiki/Portugu%C3%AAs_europeu)) ou arrendamento mercantil (português brasileiro (http://www.htforum.com/wiki/Portugu%C3%AAs_brasileiro))

Hinotori
27-03-2010, 08:47
vc comprando um carro zero, de algumas marcas, ainda tem a vantagem de ter 5 anos de garantia sem limites de quilometragem

nesse caso entendo como um alugel e o mercado assim o classifica:legal:

em outros paises , se a forma for a de leasing o nome se aproxima mais da locação
"O Leasing Financeiro se assemelha a um aluguel, com a diferença que se pode comprar o bem no final do prazo pré-determinado por um preço já estabelecido."
http://pt.wikipedia.org/wiki/Leasing
Leasing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Ir para: navegação (http://www.htforum.com/vb/#column-one), pesquisa (http://www.htforum.com/vb/#searchInput)
Locação financeira (português europeu (http://www.htforum.com/wiki/Portugu%C3%AAs_europeu)) ou arrendamento mercantil (português brasileiro (http://www.htforum.com/wiki/Portugu%C3%AAs_brasileiro))


Tutu, aqui no Brasil tem uma empresa que faz o Leasing dessa forma para pessoa física, acho que é a Rodobens, não tenho certeza. O preço não é dos melhores, sai o preço de um financiamento e para ficar com o carro no final tem que desembolsar uma grana a mais. A vantagem é que a manutenção é totalmente por conta deles, você troca de carro a cada 2 anos e também não paga seguro...

http://www.rodobens.com/GrupoVerdi/rodobensbanco/leasing_operacional.jsp

P.s.: não sou afiliado de qualquer forma com a empresa, nunca utilizei dos serviços da mesma. Apenas lembrei que ela presta esse tipo de serviço a pessoa física no Brasil, diferente dos "leasing" que tem por aí. :legal:

MARCUS BRAGA
27-03-2010, 16:02
O Bradesco faz isso.

fica no nome deles ate pagar a ultima prestação depois o carro é seu.

vc nao pode vender o carro antes


"As parcelas do leasing são dedutíveis do IRPJ - Lucro Real e, ao final do contrato, após terem sido cumpridas todas as obrigações contratuais, o bem é vendido para sua empresa ou a quem ela indicar pelo Valor Residual Garantido (VRG) estabelecido em contrato."


porem paga mais barato nas prestações ,geralmente fixas e nao desembolsa nada a mais:legal:pois VRG ja vem calculado nas prestaçoes.

mas acho que o limite é de 36 ou 48 meses

mauricio_unifisa
02-05-2011, 13:38
Nao faca isso voce ira jogar seu dinheiro no ralo.
Voce pode fazer um consorcio q nao tem juros!!!!
E voce vai comprar a vista,
voce tera poder de nociacao.

Se precisa de ajuda me coloco a disposicao.

Mauricio Barreto
11 7502-7898
Unifisa consorcio Nacional