PDA

Ver Versão Completa : Lei que obriga carros nacionais a ter airbag e ABS será aprovada em janeiro.



CCPinho
28-12-2008, 02:02
Será que agora vai???? tomara !!!:legal:

"Apesar de protestos por parte das montadoras, começam a vigorar a partir do ano que vem, resoluções que tornam obrigatória a instalação de vários itens de segurança nos automóveis. A inclusão dos equipamentos de segurança vitais como freio ABS, air bag e até mesmo o brake light devem encarecer o carros em em quase R$ 4 mil.


Os executivos das grandes montadoras brasileiras consideram a segurança um requisito muito importante, mas na opinião deles, quem deve escolher por ter ou não os sistemas em seus veículos (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#) são os consumidores (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#).


Em janeiro, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) deve aprovar a obrigatoriedade de todos os carros, inclusive os populares, de saírem de fábrica com ABS (sistema antibloqueio de frenagem) e airbag, bolsa inflável que evita o choque do corpo com o volante ou pára-brisa. Hoje, como opcionais, os dois itens custam entre R$ 2,8 mil e R$ 3 mil.



A instalação dos itens não será imediata. A pedido da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), cada montadora pode determinar os modelos que receberão os equipamentos primeiro, sendo que devem respeitar a seguinte regra: a partir de janeiro de 2011, 20% dos veículos deverão sair de fábrica com ABS, subindo para 40% em 2013 e 100% em 2014. Já para o air bag, o cronograma a ser seguido é: 15% dos carros produzido devem estar com o equipamento em janeiro de 2012, 30% em 2013 e para 100% em 2014.



Especificamente para os automóveis (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#) de passeio e comerciais leves, a inclusão do Air bag começa antes. Em agosto de 2009, o percentual de 20% da produção deve receber o equipamento, índice que sobe para 40% em fevereiro de 2010 e 100% em agosto do mesmo ano. O rastreador via satélite também é item que passará a ser obrigatório de fábrica."


Fonte: Jornal O Estado de S. Paulo e G1

PS: AS RESOLUÇÕES DO CONTRAN QUE TRATAM DAS MATÉRIAS EM TELA SÃO:

ABS - Nº 312

AIR BAGS - Nº 311

AMBAS FORAM PUBLICADAS EM 07/04/2009.

Márcio
28-12-2008, 02:45
Pinho, esta estória de R$4000 é balela, a renault vendia o airbag duplo para o clio por R$900, custa caro porque eles ganham muito.
Outro ponto é que com o aumento da demanda a produção acabará sendo feita no Brasil e com o aumento da escala os preços reduzidos.
Torço para que tudo corra bem, está cada vez mais dificil comprar um carro compacto com airbag, é preciso esperar dois ou três meses.

Cubas
28-12-2008, 03:52
Taí a melhor notícia da entrada do novo ano que se inicia !!!
O que se gasta no país com as despesas de saúde provocadas nas estradas brasileiras é um absurdo... pq isso não veio antes ? essa é a pergunta que não quer calar.


...

gujanuario
28-12-2008, 12:05
Os executivos das grandes montadoras brasileiras consideram a segurança um requisito muito importante, mas na opinião deles, quem deve escolher por ter ou não os sistemas em seus veículos (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#) são os consumidores (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#).



Concordo plenamente com os executivos, quem tem que tomar a decisão sobre esses itens são os consumidores, agora vão enfiar guela abaixo esses itens em nós e colocar o preço lá em cima, deve ser uma forma de compensar a redução do IPI, imaginem um MILLE Economy com freios ABS e Air Bag por quase 30 pilas :hilario: Que ridiculo, existem coisas que não foram feitas para determinadas coisas, essa é minha opinião.

msouza
28-12-2008, 12:21
É eu acho que tinha que baixar o imposto de importação de peças que sejam importadas, ou de alguma forma subsidiar isso ai... Pq carro popular já é ruim e CARO PACAS, imagina agora obrigando todos a Terem ABS e AirBag ? Um Celtinha vai custar o preço de um New Civic. kkkk

Acho esses Itens indispensáveis. Com meu antigo Peugeot, que não tinha Airbag, já deslisei na Chuva VARIAS vezes, por sorte nenhum acidente, mas mesmo tipo, entrando numa curva e um logo um carro parado na frente, eu tendo que freiar rapido, o carro ia embora patinando na chuva... depois que troquei por um carro com ABS, nunca mais tive esse tipo de susto. Aumenta muito a segurança em dirigir, mesmo nessas situações "corriqueiras".

Márcio
28-12-2008, 12:44
ABS e AIRBAG não são caros assim, aqui eles custam caro porque os fabricantes não querem oferecer a opção, exatamente porque a maior parte dos consumidores não faz questão.
No momento que estes ítens vierem em todos os carros o preço irá desabar, e carros como celta/corsa classic e uno irão desaparecer.
Na Europa não é obrigatório, mas o índice minimo de segurança exigido obriga, nos EUA primeiro o airbag frontal se tornou obrigatório, agora também é obrigatório o lateral.
No mundo inteiro o consumidor é irresponsável, dependendo do local mais ou menos.
Esta lei protege quem anda de carona com o proprietário que não iria querer pagar pelos ítens de segurança, protege o governo porque o sistema público irá atender uma menor quantidade de acidentados ou com ferimentos de menor gravidade.
Também irá proteger quem está dirigindo um carro que não se envolveu em algum acidente porque o carro que iría provocar o possível acidente possui abs.
Sou totalmente a favor da obrigatoriedade, até porque hoje tenho um clio com airbag, sem abs, pelo que vejo no mercado está cada vez mais dificil comprar um compacto com estes equipamentos.
Não existem à pronta entrega, é preciso esperar dois ou três meses para receber o carro, quando não demora ainda mais.
Por outro lado, concordo que o governo deveria retirar totalmente os impostos sobre os sistemas de abs e airbag, se estão pensando na segurança então que não nos cobrem impostos abusivos como já pagamos pelos carros.
Viva a lei :ola:

TomD
28-12-2008, 13:35
Será que agora vai???? tomara !!!:legal:
Os executivos das grandes montadoras brasileiras consideram a segurança um requisito muito importante, mas na opinião deles, quem deve escolher por ter ou não os sistemas em seus veículos (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#) são os consumidores (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#).

Fonte: Jornal O Estado de S. Paulo e G1


Algum executivo da GM pode me informar onde compro Celta com airbag e ABS? :rolleyes:

Vontade de dar uma surra nesses executivos :xingo2:

Agora essa resolução se aprovada é frouxa demais, o ABS já está presente em mais de 10% dos carros HOJE, (era 13 em 2005, não achei um número mais atual) e querem 20% só em 2011? Ninguém fará nada, esse número se alcança por osmose :p

A obrigatoriedade tem que começar agora para as montadoras já começarem a se mexer e não dar tempo de rolar proprina pra todo lado e cancelarem tudo depois que o cerco apertar.
100% em 2014 é ridículo, alguém vai inventar o ABS por acaso? Qual é a grande dificuldade técnica pra levar todo esse tempo só pra implementar um dispositivo no carro?

Sei não, tá parecendo que um pessoal do Contran vai ganhar dinheiro com esse negócio :aiai:
Essa do rastreador ainda, muito $u$peito.


Claro que eu apoio, mas não estou animado não. Infelizmente essas coisas no Brasil só dá pra acreditar vendo.

victornba
28-12-2008, 22:52
Será que sai? Se sim, vai ser um bom primeiro passo, mas achei muito frouxa essa regra, tinha que ser 100% e imediato.

Sobre a questão do custo é sabido que no Brasil é um dos países senão o país onde os fabricantes de automóveis mais ganham dinheiro, seja com o preço dos carros nas alturas ou com o preço dos opcionais abusivo. É piada dizer que airbag duplo e ABS custam mais de R$3k... O exemplo da Renault que o Márcio citou é dentro da realidade do que pode ser feito com volume.

abraço,

Victor

Márcio
28-12-2008, 23:50
Victor, na época o airbag era de série em todos os clio, mas como o consumidor não dava bola a renault resolveu deixar como opcional no clio authentique e de série no expression e privilege.
Como até aquele momento vinha de série em todos os clio o custo era baixo, hoje no caso de sandero e logan, opcional apenas nos modelos mais caros e de série em nenhum, também ficou mais caro.
Nos EUA já vi em vários carros como abs como opcional por U$250, caso venham de série em todos os carros nacionais podem ter certeza de que o custo irá desabar, pagaremos muito pouco a mais para ter estes equipamentos.
Como já disse antes, hoje em um carro compacto ou até em um médio básico é preciso encomendar para a fábrica com airbag e/ou abs, leva-se muito tempo para receber o carro e ainda é caro.
Para piorar, além de se pagar caro quando vendemos o carro o comprador não liga se o carro tem abs ou airbag, e a ***** do carro nao valoriza um centavo pelos opcionais, vale o mesmo que um carro sem abs ou airbag.

leonardocortes
29-12-2008, 00:00
Não sei não, essa lei tá me cheirando a mais uma embromação que não vai dar em nada.Como os colegas aí falaram,tinha que ser de imediato,pra que esse prazo tão longo?Infelizmente não consigo acreditar que isso vai vingar,como a maioria das coisas aqui no nosso país.:aiai::td:

Márcio
29-12-2008, 00:07
Acredito que não seja imediato principalmente porque muitos carros provavelmente nem possam receber airbags, ou teria que ser desenvolvido um projeto específico.
De qualquer forma estava tudo indo de mal a pior, se realmente o prazo for cumprido em cinco anos todos os carros terão abs e airbag, nem na Europa e EUA o abs é obrigatório.
Se for cumprido o prazo, já estou feliz :legal:
Em três anos quando for trocar de carro provavelmente já terei mais opções do que havia no início de 2008.

leonardocortes
29-12-2008, 00:21
Aí é que está o problema Márcio, se nem nos USA e em toda a Europa que são países desenvolvidos é obrigatório,imagina aqui.É difícil acreditar que isso realmente vai sair do papel.

Vinícius RS
29-12-2008, 05:57
Se dependesse exclusivamente da boa vontade dos executivos das montadoras, estaríamos andando ainda de chevette, brasilia, 147 e corcel... e pagando preço de BMW M5...
Concordo com a obrigatoriedade, e vai dos consumidores, na hora da compra, não aceitarem um aumento abusivo dos preços colocando a culpa nos equipamentos...

Fernando Kuhn
29-12-2008, 23:45
Finalmente!!!!
:aplauso::aplauso::aplauso::aplauso::aplauso::apla uso::aplauso::aplauso::aplauso:

wassis
30-12-2008, 01:14
Demorou!!!!!!!


Eu fui ver um Sandero na concessionária e deixei de fechar negócio porque a o airbag era o penúltimo opcional do carro, só vinha antes das rodas de liga-leve. Para instalar o airbag era necessário antes o carro vir com direção hidráulica, vidros elétricos, ar condicionado e travas elétricas. O problema é que o carro acabava ficando uns 6 k mais caro.

Fora isso era o problema de esperar um tempão para o carro chegar depois de encomendado. O pior era o vendedor querendo me empurrar um carro sem airbag, mas com "rodas", "puxadores na cor", etc.

Acabei desistindo da compra e peguei um megane hatch usado (2004) e já vinha com airbag duplo, além dos citados opcionais.

A questão é que esses enfeites são mais valorizados pelo brasileiro que os itens de segurança.

Prefiro andar num carro cor de m&rda, mas com segurança, que andar num carro lindíssimo que não me oferece itens mínimos nesse quesito.

Um ótimo 2009 para todos!!!

Washington

Papillon
30-12-2008, 05:50
Mais uma lei "burra", perderam a oportunidade de fazer certo e estão a remediar e o pior é que com um prazo longuíssimo de adaptação.

Reintero o que já escrevi em outro forum e no topico de segurança, é necessário um Programa de Segurança no Transito que passe por:

- Carros mais seguros
- Motoristas mais preparados (em especial os profissionais
- Estradas mais seguras.

A adoção do airbag e abs obrigatórios é uma medida tímida, pois não entra no foco principal que é a segurança do veículo, um uno mille com airbag será mais seguro? Não é necessário inventar nada, existem dois programas de relativo sucesso, o americano e o europeu, os moldes do programa americano vem seguindo o europeu, o mais exigente do mundo...

Esse programa conhecido por EuroNcap, faz exatamente o que clamei, avalia todos os aspectos da segurança, inclusive a segurança do pedestre em caso de atropelamento.

Porém na barganha brasileira onde mortes são negociadas em plenário, as montadoras optam pela saída mais barata, que é oferecer ítens sim fundamentais, mas não tocam no ponto mais crucial que é melhorar especialmente os carros feitos exclusivamente para mercados terceiromundistas tais como:

- Mille, Celta, Ka, Fiesta, Sandero.
- Palio, Gol, Ecoesporte, 207BR, 207BR Sedan
- Vectra

Não pode-se extender a segurança do similar europeu ou "base" já que os nacionais são adaptados, e pontos de fixação de cinto de segurança, paineis, parachoques são distintos dos "primos" evoluidos.

É uma medida necessária mas que não toca o foco da questão, tão burra quanto a lei seca (que já provou-se ineficaz como previsto por muitos aqui).

mauricio mariano
30-12-2008, 07:29
Os executivos das grandes montadoras brasileiras consideram a segurança um requisito muito importante, mas na opinião deles, quem deve escolher por ter ou não os sistemas em seus veículos (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#) são os consumidores (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#).


Sou obrigado a concordar com os executivos, quem deve escolher se quer segurança ou não é o consumidor. Fato é, não existe nenhum incentivo para as montadoras barateares e/ou facilitarem a disponibilização destes 2 equipamentos. Bastaria ter um programa aos moldes do EuroNcap que iria pontuar os carros ai basta o consumidor estar informado que o carro dele é inseguro e ele que decide, a pontuação avisaria de forma clara que ele o carro que ele estava comprando era inseguro, existiria inclusive um comparativo único entre as diferentes marcas.

Lembrando que o ABS é muito bom, mas ele é falho em várias situações. Em estradas lisas como muitas na Europa e nos Estados Unidos ele funciona de forma primorosa, porém em algumas situações como pistas irregulares, especialmente "costelas de vaca" o ABS pode fazer com que o carro não pare pois o ABS é enganado e entende que deve aliviar os freios quando na verdade ele deve deve se desativar.

Outra questão é a dos fabricantes de pequeno porte como a Lobini onde um ABS e/ou um Airbag podem tornar o desenvolvimento extremamente caro devido a necessidade de design específico e poucas unidades.

Meu carro atual não tem ABS nem Airbag, mais por uma questão de eu não ter conseguido comprar do que outra coisa, mas o próximo terá. É uma escolha minha que recomendo a todos os amigos, mas gostaria de que eles tivessem a escolha de ao menos não ter o abs/airbag e/ou poder desliga-los quando for necessário.

Amplexos,

Mauricio

Márcio
30-12-2008, 08:13
Maucírio, se o consumidor tiver a opção de não comprar abs e airbag não comprará, o preço nao cairá e o consumidor que quer comprar abs e airbag não consegue por falta de opções e absurda espera para receber o carro.
Como já citei antes, o consumidor além de estar quase sem opções entre os carros compactos e médios básicos, é ignorante, prefere comprar ar condicionado e um puxador na cor prata do que ítens de segurança.
na Europa praticamente se tornou obrigatório por conta das exigências nos crash tests e nos Estados Unidos É obrigatório, mas somente o airbag frontal e lateral.
Lembre de que quando o consumidor opta por não comprar airbag está colocando em risco naõ só a vida dele mas a do passageiro, e quando o carro naõ possui abs estão em risco todos os ocupantes do carro além dos ocupantes do outro carro que será envolvido no acidente.
Quando abs e airbag começarem a ser produzidos em grande escala o preço cairá muito, não custarão caro como ocorre hoje.

mauricio mariano
30-12-2008, 08:59
se o consumidor tiver a opção de não comprar abs e airbag não comprará, o preço nao cairá e o consumidor que quer comprar abs e airbag não consegue por falta de opções e absurda espera para receber o carro.

Márcio, o ponto é exatamente este, porém permita me discordar um pouco de suas opiniões. O consumidor atualmente opta por não ter ABS + Airbag, ou porque ele prefere (financeiramente) ou porque ele não pode (o carro não disponibiliza). Se ele prefere não ter é o direito de escolha dele, se ele não consegue o governo poderia garantir que ele pudesse conseguir. Não seria uma certa presunção definir que doravante o airbag e o abs devem ser obrigatórios? Não seria o caso de informar aos motoristas "atenção o seu carro é inseguro" aquele outro modelo, de outra montadora é mais seguro, etc. Eu acredito que deva existir o incentivo ao uso de airbags (renuncia fiscal, por exemplo), políticas de redução de imposto ou de seguro obrigatório para carros com airbag e/ou abs.

Quanto a colocar a vida em risco, em qualquer hipótese a responsabilidade é do condutor. Se eu opto por não obrigar o uso do cinto de segurança é responsabilidade minha, se eu ando acima do limite de velocidade é responsabilidade minha. Pneus carecas, freios com fluido vencido, panes secas, falta de manutenção, tudo é responsabilidade do motorista, cabe a ele optar por como tratará a sua própria segurança. É hora de termos responsabilidade pelos nossos atos.

Um indicador nacional aos moldes do EuroNCap faria com que o consumidor tivesse consciencia do que está comprando, hoje não há sequer como comparar o consumo dos automóveis. Se eu sabendo que um carro é inseguro opto por adiquiri-lo, bem é uma escolha minha e por ela devo ser responsabilizado, assim como são tantas outras coisas na vida.

Minha posição não é contra o airbag ou do abs, mas sim da sua obrigatoriedade. Na minha opinião, na medida do possível, o governo deve garantir que eu possa escolher ou facilitar as minhas escolhas, mas não fazer as minhas escolhas.

Mas que fique claro, concordo 100% quando você diz que o ABS e o Airbag salvam vidas! :legal:

Amplexos,

Mauricio

mauricio mariano
30-12-2008, 09:04
Lembrei de um caso interessante que foi o do Fox Europeu e o Fox Brasileiro, inclusive teve um tópico sobre isso aqui no HTForum: Fox Nacional X Fox Europeu (http://www.htforum.com/vb/showthread.php?t=43947) é interessante notar que em linhas gerais o mesmo fox produzido aqui possivelmente poderia ser vendido legalmente na Europa, mas ninguém compraria pois lá o consumidor já está consciente da necessidade de mais segurança. :D

Amplexos,

Mauricio

Papillon
30-12-2008, 09:15
Exato Maurício, o carro poderia ser vendido mas sequer é cogitada essa hipótese, ai entram os fatores sociais que levam um fox a custar o salário de 3 meses do bretão em média contra 20 da média brasileira, afinal o carro é em espécie mais barato ao bretão que por sua vez ganha mais que o brasileiro...

Dai a necessidade da interferência do estado, com a nova lei, modelos como o Fox passarão a ter ítens fundamentais, porém ainda podem carecer de outros fundamentos como o cinto com pré-tensionador (aqui opcional no fox), coluna de direção anti-esmagamento (muitos dos motoristas de uno morrem por esmagamento do abdómen), estudo do posicionamento da fixação dos cintos (aqui, em geral o doomie é o usuário e só chamam para recall depois de alta incidência de vítimas), fora a questão da estrutura e da segurança ao pedestre que sequer é abordada.

Ao pé da letra, aqui no Brasil por ter airbag e abs "NADA" diferencia um carro seguro do famoso carro chinês (http://www.youtube.com/watch?v=DZWy_fASSiQ) que falhou no crash test.

mauricio mariano
30-12-2008, 09:36
Luiz,

Muito bem lembrado, um indice como o EuroNCap ainda me daria informações sobre outras questões não obrigatórias como célula de segurança, deformação programável, etc, ou seja um conjunto de características que faz aquele modelo ser seguro.

O brasileiro em geral tem que começar a fazer suas próprias escolhas, se quer continuar a viver desta forma ou se quer mudar. Se for escolha da maioria, bem é a democracia.

Inclusive o mesmo princípio vale para a obrigatoriedade dos Airbags e ABS se a população achar que com isso estará salva e a maioria assim decidir, podemos criticar, mas deveremos acatar.

Amplexos,

Mauricio

Edu Carvalho
30-12-2008, 09:55
A escolha do carro para mim tem como ítem principal a segurança. Tenho carro com airbag duplo desde 2001 e não abro mão disto (hoje possuo um com 8 airbags e a escolha do carro foi, entre outros motivos, primordialmente pelo sistema de proteção)!

A lei é muito boa! Tem todo o meu apoio!

Alex Sound
30-12-2008, 10:19
Quando alguém bate o carro e se machuca, quem vai lá tirar o caboclo de dentro do carro? O SIATE, pago com o dinheiro dos nossos impostos.

Para onde ele é levado se não tiver convênio de assistência médica?
Para algum hospital público, e se estiver grave, vai ser submetido a tomografia e/ou cirurgia, vai ficar em uma UTI, gastando muito tutu (também dos impostos que pagamos).

O hospital cobre parte dessa conta de quem? Do seguro, DPVAT, que nós temos que pagar todo ano quando vamos renovar o licenciamento.

Tem sim que ter ABS e airbag obrigatórios. As seguradoras são contra, é claro, porque vai subir o preço do seguro. As montadoras também são contra porque vão ter que diminuir ou a margem de lucro ou o número de veículos vendidos, porque o custo final vai subir.

Se o consumidor tivesse consciência para escolher o melhor em relação a sua segurança a utilização do cinto também não teria que ser obrigatória e sim opcional.

Kabrumbs
30-12-2008, 10:21
É obrigatório o uso de cinto de segurança. Houve época em que seu uso não era obrigatório. Agora é e salva muitas vidas.

Pensem em outras regulamentações. Não se pode transitar com carros sem luz de freio, lanterna e outras cositas. Não se pode transitar a mais de 120 km/h na Bandeirantes... Tá cheio de regulamentações para segurança!

Certas coisas devem ser impostas ao cidadão para que o todo não seja prejudicado por uma decisão individual.

ABS e Airbags são "novos" itens de segurança. Hoje seu uso não é obrigatório. No futuro será e salvará muitas vidas...

Tem muuuuita gente que não consegue comprar hoje um carro dentro das regulamentações atuais. Este número pode aumentar com o carro mais caro e mais seguro? Claro que pode. Porém, para mim, este trade-off é totalmente justificado.

[]s Humberto

Márcio
30-12-2008, 10:45
Maurício, eu penso que deve ser obrigatório porque o consumidor é ignorante, e não adianta fazer alarde ou campanha de concientização.
Eu mostrei o video comparativo entre os dois fox para várias pessoas, algumas estavam pensando em trocar de carro, quantas delas achas que optaram por um carro com airbag depois de assistir ao video?
Se disseste nenhuma acertaste, quando vi este comparativo fiquei impressionado, mas acho que a tendência é pensar que isso não irá acontecer comigo.
Esta colisão aconteceu ontem, o motorista do alfa morreu e a do focus ficou presa nas ferragens, mas nas pernas, mesmo com a violência da batida estava conciente depois do acidente, o focus tem airbag.
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a2351283.xml&template=3898.dwt&edition=11402&section=1003#
Nos Estados Unidos o airbag se tornou obrigatório porque o americano também não fazia muita questão.
Como já coloquei antes, penso que quando uma pessoa deixa de comprar o airbag por ignorância ou descaso, está colocando em risco a vida da família ou de quem estiver no banco do carona, então se o brasileiro não tem discernimento para perceber que é importante, que seja obrigatório.
No caso do abs, não estamos falando apenas da vida do proprietário do carro e da sua família, mas também das pessoas que estão no carro em que ele irá bater, a situação fica até um pouco mais grave, poderiamos chamar de caso de saúde pública :D
A gravidade da situação atual é muito grande, os fabricantes perceberam que o consumidor não liga para abs e airbag e simplesmente deixaram de oferecer para os modelos básicos.
Apenas duas fábricas oferecem airbags mais acessíveis, fiat(para toda linha) e volks(para o polo e fox), nos dois casos na faixa de R$3000, mesmo assim é necessário esperar muito tempo pelos carros.
Para o novo gol, se não me engano são vendidos separados e custam mais ou menos R$5.000, e também existe uma espera enorme.
No caso do corsa, somente no modelo maxx e precisa ser no carro completo, o mesmo vale para toda a linha 207 da peugeot, para o ka e fiesta, para os renault sandero e logan, novamente, todos com espera grande.
O colega wassis aqui do fórum enfrentou este problema, queria comprar um sandero com airbag e desistiu pela longa espera, acabou comprando um carro usado com airbag.
O caso da renault considero um marco no mercado, por muito tempo ofereceu airbag de série em todos os clio, depois deixou como opcional no clio básico e por fim nem mesmo como opcional.
Hoje somente os modelos top de sandero e logan oferecem opção de airbag, e mesmo assim também somente nos modelos completos.
Isso acontece porque a renault percebeu que o consumidor NÃO QUER airbag, estamos entrando em um ciclo que o consumidor que gostaría de comprar um carro com airbag (nem entro no assunto abs) não consegue por falta de opções.
Seguindo a tendência atual dentro de algum tempo somente comprará carro com airbag quem puder pagar por um focus, civic ou corolla, o mercado está fazendo o caminho inverso ao que seria o ideal.
Se não estou enganado o peugeot 207 top tem apenas um pacote de opcionais, inclui airbag, bancos de couro e outra perfumaria, custa um pouco mais de R$5.000.
Sou a favor da obrigatoriedade também por este motivo, na minha próxima troca de carro possivelmente não encontre uma opção com airbag para comprar, esta é da tendencia.
No início do ano consegui talvez o último clio expression disponivel no mercado :D, com airbag, hoje minha única opção seria esperar dois ou três meses por um carro.
Além da espera possivelmente teria que ser um fiat palio ou fox, nenhum deles me agrada, fox mal acabado e desconfortável, o palio fraco estruturalmente e com baixa estabilidade.

victornba
30-12-2008, 11:35
Também concordo, tem que ser obrigatório, o consumidor médio prefere o sonzão e a roda de liga leve do que proteger sua própria vida, de sua família e de outros. É só ver nas eleições o que se faz quando é o consumidor que decide pra ver que em algumas situações as decisões têm que ser impostas para o bem maior da sociedade.

Abraço,

Victor

sereni
30-12-2008, 12:16
Exigir um equipamento não garante segurança, acredito que muitos modelos de carro feitos no Brasil nem foram concebidos para ter airbag - imaginem um Celta com airbag, vai acertar a coluna da porta e não o passageiro de tão torto que é!
Quando é que vão tirar de circulação os carros que andam por ai sem freios, com motores queimando óleo? Estão colocando a carroça na frente dos burros por comodidade ou loby - ter airbag e abs é importante e os 2 carros que temos em casa tem, porém a solução não é tão simplista. A exigência do governo deveria ser de segurança e não de equipamento.

Márcio
30-12-2008, 12:23
Sereni, no momento que estes equipamentos forem obrigatórios os carros que não puderem recebê-los sairão do mercado, inclusive li a algum tempo atrás que havia sido aprovado o crash test com dumies para homologação dos carros nacionais.
Não sei em que ano este novo método entrará em vigor, hoje é feita uma colisão e analisa-se apenas danos ao carro, se ficar dentro de certos parâmetros o carro está homologado.
Também posso estar falando bobagem, mas se recordo bem foi algo assim que li.
Independente de qualquer coisa, se todos os carros possuírem airbag os consumidores concientes poderão pesquisar e escolher um carro seguro, os consumidores que preferem ficar na ignorância continuarão comprando gol G4, uno, celta, classic, prisma, palio, siena, ke e outras bombas que existem no mercado.
Com a lei aprovado eu sei que poderei comprar um carro seguro, hoje estou sem opções.

Papillon
30-12-2008, 14:59
Atualmente não é feito crash test para homologação no Brasil, o único feito é pelo Cesvi para a Fenaseg que é para calculo do índice de reparabilidade que é utilizado para chegar-se ao valor do seguro do veículo, e ainda assim é feito a baixíssima velocidade (se não me engano 26km/h).

Eu até não me oponho que o carro seja vendido sem o ítem de segurança, porém como esse veículo "perigoso" tende a fazer mais danos, o DPVAT para carros inseguros deveria ser proporcional a insegurança dos mesmos.

Exemplo:

Mille 2010 "caixão ambulante", DPVAT = 2100,00
Polo 2010 ABS, Air Bag, EBD, DPVAT = 45,00.

Mecheu no bolso resolve a parada... liberal... e ainda podem criar até um selo "morte" ai o mille e o celta veem com cinco "caveirinhas" coladas.

sereni
30-12-2008, 17:07
Márcio, desculpe mas com a "criatividade terceiro mundista" duvido que algum veículo saia de linha se não foi concebido para ter airbag, ele apenas terá o airbag porém como não é cobrada a eficiência do equipamento será praticamente inútil.
O problema é que tudo que dá mais trabalho, não gera propinas, não está a serviço de interesses particulares não vai para frente neste país. No fundo todos nós concordamos e queremos a mesma coisa, porém acho que sou mais pessimista quanto ao curso da coisa.

Márcio
30-12-2008, 19:45
Sereni, não lembro o prazo mas está aprovada uma lei para que passem a ser feitos crash tests com carros nacionais, mas agora não consegui encontrar nada a respeito buscando no google.
Mas como te disse antes, ao menos quem fizer questão de comprar um carro seguro poderá comprar.
Fiesta, gol G5, fox, polo, astra, meriva, corsa, clio, sandero, logan, 206 e 207 são carros no minimo aceitávelmente serguros com airbag e abs.
Nenhum deles é lixo como palio, ka, gol, uno, classic e celta, então quem for desinformado e não ligar para o que está comprando poderá comprar porcaria, quem fizer questão de se informar a respeito dos carros sem a menor dúvida poderá comprar um carro seguro.

lucius
30-12-2008, 20:46
Márcio,

O povo quer é preço (já dizia o Ricardo Eletro nessas bandas :D) e vai continuar comprando carros que, pelo projeto defasado, não comportam o air bag.

Não basta haver lei, a questão é sócio-econômica-cultural (nuuuuh!)

Lucius

Márcio
30-12-2008, 21:46
Lucius, se eles quiserem se matar que se matem, ao menos eu vou poder comprar um carro seguro :D
Independente de o projeto ser antigo o freio abs irá funcionar bem, e isso interessa também já que será mais dificil outro carro provocar um acidente.
Para nós a situação ficará perfeita, já pensaste na possibilidade de poder comprar o focus antigo, que considero uma barganha pelo que custa, com abs e airbag?

lucius
30-12-2008, 21:50
Pois é, no mínimo isto aumentará a escala e pode diminuir o preço, pode, porque por aqui embaixo as leis são diferentes (como diria o Biquini Cavadão).

Lucius

TomD
30-12-2008, 22:01
Repostando minha mensagem



O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou novas normas para a realização de teste de impacto nos veículos. Com o objetivo de aperfeiçoar as normas existentes, tornar os testes mais rigorosos e garantir mais segurança para os ocupantes dos veículos, o Contran editou as Resoluções 220 e 221. De acordo com as Resoluções, publicadas em 30 de janeiro de 2007, os automóveis e camionetas nacionais e importados deverão atender aos requisitos estabelecidos nas normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) na realização dos testes de impacto.
As normas anteriores tratavam somente de requisitos referentes a ensaios de natureza estrutural, sem levar em consideração os possíveis danos causados aos passageiros. As novas normas exigidas pela Resolução 221 Contran visam atender a critérios biomecânicos de segurança para os ocupantes dos veículos e garantir também a integridade do sistema de combustível, passando a exigir que sejam realizados testes traseiros e não somente frontais como anteriormente.


A Resolução 220 estabelece novas condições para os ensaios de resistência e ancoragem dos bancos e apoios de cabeça nos veículos. Esses requisitos serão aplicados aos novos projetos produzidos ou importados para o território nacional a partir de cinco anos contados da data de publicação da Resolução. Quanto às exigências referentes à proteção dos ocupantes e do sistema de combustível, o prazo para adequação é de cinco anos para os novos projetos e de sete anos para os demais projetos que não se encaixam nessa classificação. Considera-se novo projeto o modelo de veículo que nunca obteve o Código de Marca / Modelo / Versão junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).


Se as montadoras acham que isso é pra valer, já colocaram uma data pra tirar os caixões de circulação pra evitar a vergonha.

E não acho que é cultural o problema, ignorante tem no mundo inteiro. Nas campanhas pelo ESP nos países desenvolvidos dá pra ver como as pessoas são desinformadas ou não ligam pra isso.

Como o Márcio falou, o pior não é o Uno não ter esses itens, e sim que o consumidor não escolhe nada, ao contrário do que as montadoras dizem, pelo fato de não terem a opção. Os carros tem trocentos itens fúteis e nada de segurança, ou quando tem é junto de um monte de inutilidades.
Ao menos evitaria alguém de se gabar de lançar um moderno carro como Corolla sem ABS. Peraí, a Toyota não fez isso? :lol:

Enquanto isso me divirto com o item segurança nas avaliações da 4 Rodas. É cada coisa que os jornalistas escrevem que só rindo.

sergioserra
31-12-2008, 10:05
Bem, voto a favor, mas os preços já caros, vão ficar meio impraticaveis em alguns casos!!

Márcio
31-12-2008, 10:24
Sérgio, acredite que não, se hoje algumas fábricas oferecem airbag e abs por R$2800 no mínimo este custo cairá pela metade assim que a escala ficar razoável.

Papillon
01-01-2009, 11:46
Fora que 2800 é um kit, que a fiat vende né, com mais ítens de segurança básica. Quando falamos, claro a maioria, escrevemos sobre o uso generalizado, afinal para cada individuo a opção é diferente como bem falou o Márcio, para mim nada muda pois sequer considero carros sem segurança para minha família.

Alex Sound
19-03-2009, 16:22
"Agora é oficial. Todos os veículos leves produzidos e vendidos no Brasil terão de ter airbag duplo a partir de 2014. A lei foi publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira (19), após ser sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com isso, todos os modelos vendidos no país deverão adotar o produto num período de até cinco anos, inclusive os importados zero quilômetro.

A regulamentação do cronograma de implantação do equipamento em todos os veículos será feita pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que também determinará as especificações técnicas do acessório. Além disso, os novos projetos das montadoras produzidos a partir do primeiro ano de regulamentação da lei devem contar com o airbag duplo como item de série. Hoje em dia, o custo de um equipamento semelhante sai em torno de R$ 2 mil, valor que deve ser reduzido com a produção em série"

TomD
19-03-2009, 22:03
"Agora é oficial. Todos os veículos leves produzidos e vendidos no Brasil terão de ter airbag duplo a partir de 2014. A lei foi publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira (19), após ser sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com isso, todos os modelos vendidos no país deverão adotar o produto num período de até cinco anos, inclusive os importados zero quilômetro.


E qual importado não tem airbag? chana? :D

Márcio
02-05-2009, 23:32
Esta colisão frontal entre um uno e um clio aconteceu perto de Pelotas, como vocês podem ver o uno até ficou estragadinho mas não ficou destruído.
O que vocês acham que aconteceu com os condutores?
O detalhe interessante da foto é um saquinho branco já vazio no interior do clio :D

http://i655.photobucket.com/albums/uu280/Marcio73/AIRBAG/IMG.jpg

kleberlpa
03-05-2009, 01:11
E como podemos afirmar que o airbag salvou a vida dos condutores?

Qual a influência estrutural dos veículos?

A influência do ângulo da colisão, do posicionamento dos bancos?

Existia passageiro no banco traseiro? Estava com cinto?

Só pra ter certeza, antes de creditar o milagre ao santo...

AsdfTurbo
03-05-2009, 02:52
E como podemos afirmar que o airbag salvou a vida dos condutores?

Qual a influência estrutural dos veículos?

A influência do ângulo da colisão, do posicionamento dos bancos?

Existia passageiro no banco traseiro? Estava com cinto?

Só pra ter certeza, antes de creditar o milagre ao santo...

Que o airbag reduz sim as chances de ferimentos/morte, isso é certeza.
O que acontece é que o airbag vai ser obrigatório, e novos projetos vão ser submetidos ao crash test contra uma parede a 40 km/h. Isto é decepcionante. Enquanto na Europa é a 64 km/h, 40% (ou 60%?) do carro contra um troço deformável (que força muito mais a estrutura), aqui no Brasil até o Uno vai ser aprovado com louvor. E se os airbags forem incluídos sem um teste de estrutura e cintos de segurança mais evoluídos, em caso de acidente o airbag infla, e a pessoa bate a cabeça no volante/painel da mesma forma.
Já deviam aprovar também a inclusão obrigatória de ABS e ESC nos veículos.
Outro problema: As batidas laterais são muito mais perigosas, e o airbag lateral é coisa rara. Talvez sejam menos comuns, mas são muito mais mortais.

Isso encareceria o carro, certo? Não necessariamente. Basta dar um tempo para as montadoras, bem como abaixar muito o imposto sobre as peças do airbag, ABS, ESC,etc. Eu li num jornal que eles deviam dar esse incentivo, mas até agora nada.

Vídeos

A importância do ESC (Controle eletrônico de estabilidade):
http://www.howsafeisyourcar.com.au/electronic_stability_control.php

A importância do airbag lateral (muito chocante):
http://www.howsafeisyourcar.com.au/curtain_airbags.php

Márcio
03-05-2009, 03:31
Kleber, por favor, pense um pouco antes de continuar malhando os airbags.
Preste a atenção na frente do clio :legal:
A batida foi frontal, não existe um lado da parte dianteira do clio mais afetada do que a outra, se fosse em qualquer outro ângulo um dos lados seria mais atingido...
Pela descrição do acidente o no uno estavam duas pessoas e no clio apenas uma, no clio não houve feridos e no uno o passageiro saiu ferido e o motorista morto.
Obviamente que fica claro pela foto que o clio foi mais afetado, mas não destruído, com airbag o motorista estaría vivo, machucado mas muito provavelmente vivo.
O airbag só não é eficiente quando a cabine é destruída, no máximo o motorista do uno tería ferimentos graves nas pernas, dependendo de como estiver o interior do carro.

TomD
03-05-2009, 22:22
Asdfturbo, o ABS será obrigatório, acho que até já comentaram aqui ou foi em outro tópico.

kleberlpa
03-05-2009, 23:09
Kleber, por favor, pense um pouco antes de continuar malhando os airbags.
Preste a atenção na frente do clio :legal:
A batida foi frontal, não existe um lado da parte dianteira do clio mais afetada do que a outra, se fosse em qualquer outro ângulo um dos lados seria mais atingido...
Pela descrição do acidente o no uno estavam duas pessoas e no clio apenas uma, no clio não houve feridos e no uno o passageiro saiu ferido e o motorista morto.
Obviamente que fica claro pela foto que o clio foi mais afetado, mas não destruído, com airbag o motorista estaría vivo, machucado mas muito provavelmente vivo.
O airbag só não é eficiente quando a cabine é destruída, no máximo o motorista do uno tería ferimentos graves nas pernas, dependendo de como estiver o interior do carro.

Eu não estou malhando... estou apenas questionando fatos... a Não ser, claro, que seja pecado questionar o Senhor Aribag.

Eu só acho precipitado demais dizer que com airbag isto ou aquilo teria ocorrido, quando na realidade, há muito mais coisas envolvidas.

Pra quem tem fé, pode ser feito um intensivo tratamento, com médicos especialistas, mas a cura vai ser sempre por milagre divino, não pelo trabalho do médico.

Pense nisso. Não sou contra airbag. Sou contra o culto ao airbag.

Márcio
03-05-2009, 23:39
Então analise as fotos, a batida foi absolutamente frontal, os capôs estão amassados de forma igual nos dois lados, não tem como não ter sido frontal.
O uno estava com duas pessoas, uma morreu e outra ficou ferida, no clio a condutora não sofreu ferimentos.
A cabine do uno não foi afetada a ponto de matar alguém, até mesmo a direção parece estar no lugar normal.
O único motivo para alguém morrer dirigindo o uno nesta situação é a falta de airbag.
Dá uma olhada nos crash tests do fox, veja a diferença aburda entre o carro com airbag e sem, naquele teste mesmo foi dito que o condutor do fox com airbag não sofrería quase nada e o condutor do fox sem airbag estaría provavelmente morto.
A situação desta foto que postei é idêntica.

Papillon
04-05-2009, 00:08
Não sei porque discutem com o kleber, ele não teme porque é cara de pau mesmo...rs.

Um fato que acho imporante na escolha do carro é o tamanho, dois carros de categorias diferentes podem ter resultados semelhantes em no teste, mas na pratica acidentes nem sempre acontecem com veículos do mesmo porte, assim sendo um carro 5 estrelas de 900kg pode sofrer muito mais que um 4 estrelas de 1500kg, o video a seguir ilustra isso:

accord x fit
NLfK35O91gE

camry x yaris
vcTf78b8WfY

C300 x Smart
he6TL15pJtw

Eu "tinha" certo fascínio por carros pequenos e urbanos, apesar do desconforto... (e olha que pra mim o corolla é pequeniníssimo).

Márcio
04-05-2009, 04:14
Luiz, o problema é comprar um carro médio e equipado, falta $$$
Ao invés do clio com airbag eu podería ter comprado um focus gl sem airbag....
Tenho muita esperança que o novo focus não flex tenha uma boa desvalorização.
Como ele tem 3 anos de garantia em um ano e meio será uma compra muito interessante, ao menos espero que assim seja :D
Independente disso, não importa o tamanho do carro, o ideal é comprar um carro com abs e airbag, independente do tamanho não tem cabimento hoje querer comprar um carro sem estes equipamentos, mesmo sendo um médio ou grande.
Até pouco tempo atrás eu estava preocupado porque não havia nenhum carro compacto seguro e com airbag que eu pudesse comprar.
O polo não vale o que custa, siena e palio tem projetos antiquados, punto utiliza plataforma derivada de palio e siena, além de que todos os fiat tem motores péssimos, fiesta com abs e airbag somente em versões completas e caras, além do acabamento ruim e da suspensão traseira ruim.
Sobraría o corsa maxx com ar, direção e airbag, mas é um carro peladão e com dois motores que também não me agradam, o 1.4 com ar ligado é morto em baixa e o 1.8 péssimo em todos os sentidos.
Minha solução seria, daqui pouco menos de dois anos, continuar com o clio atual, na minha avaliação não havería uma boa opção no mercado, além de que para comprar qualquer um destes carros precisaría esperar três meses porque somente por encomenda.
Hoje teria um symbol para comprar com abs e airbag por menos de quarenta e dois mil, bom, hoje, não sei o motivo mas estão com ágio nas concessionárias renault :D
Com esta nova, maravilhosa e salvadora lei dentro de dois anos tenho certeza de que além do symbol terei outras opções com abs e talvez airbag para pronta entrega nas concessionárias, e melhor, pela escala e pela necessidade de não poder vender o carro sem o equipamento os preços de abs e airbag serão muito mais baixos.

Paulo FC
04-05-2009, 16:50
Em 2007 um colega meu e a noiva dele sairam de uma festa e na volta pra casa o carro bateu na traseira de um ônibus que estava parado no acostamento. A velocidade na hora do impacto estava próxima de 110km/h, segundo a PRF. Ele tinha bebido além da conta e provavelmente perdeu o controle do carro. O carro era um VOLVO S60 com menos de dois meses de uso, com vários air bags e ABS de última geração. Ele morreu na hora e a noiva morreu dois dias depois, no hospital.

Acho a lei importante e necessária mas isso é apenas uma parte. O fundamental é ter responsabilidade e prudência ao dirigir :legal:

kleberlpa
04-05-2009, 17:11
Interessante esse vídeo da C330 vs Smart... Mesmo com airbag, o boneco leva uma tremenda paulada... O do Yaris foi ainda pior... o boneco bateu a cabeça no painel, não no airbag.

Depois quando eu digo que o airbag não é eficiente em todas as colisões, o povo já vai acendendo a fogueira... :ataque:

Quanto à colisão entre grandes e pequenos, aí entram outros fatores... Diz a teoria que 2 veículos a 60km/h ao bater de frente, equivaleria a uma colisão a 120km/h. Agora, quando envolve duas massas tão diferentes, dá pra ver que o veículo menor chega a ser acelerado no sentido contrário. O Smart é arremessado, impressionante!

O problema é que, mesmo escolhendo um carro maior, como um sedã grande, o outro carro pode ser ainda maior... vai que é uma Land Rover, uma D20, um caminhão pequeno, um ônibus... como raramente dá pra escolher em quem bater, eu prefiro não me preocupar em estar no carro que irá provocar o maior estrago.

Nota mental: "Daqui a pouco alguém vai me chamar de irresponsável por andar num compacto..."

Arlequim
04-05-2009, 18:22
Air bag não faz milagre. A única coisa 100% eficiente é não se envolver em acidentes, mas isso nem sempre depende apenas de nós.

Por isso, faço questão que o meu próximo carro tenha duplo air bag e abs.

Basta imaginar o seguinte: num acidente você prefere que sua esposa/namorada esteja num carro com air bag ou em um que não tenha esse equipamento. Mesmo que ajude só 1%, eu prefiro o air bag, porque pode ser que um pequeno detalhe que faça a diferença entre a vida e a morte.

O grande problema é que no Brasil ainda não encontramos carros pequenos com esses "acessórios". Na Fiat tem o Linea, enquanto que os outros modelos você tem que esperar 90 dias para chegar o carro.

Na volks tem o Polo, na Chevrolet encontrei o Meriva e na Ford o Focus, que já é um patamar ($$$) acima.

Citroên e Peugeot eu não gosto. Na renault tem o Symbol com pronta entrega e preço atraente. A Nissan, do mesmo grupo, oferece o Livinia, mas só o modelo intermediário (custa 52 mil) é que tem ABS e duplo air bag.

Enfim, não acho que air bag vá ser milagroso e me salvar dos acidentes. Mas se ajudar um pouquinho que seja, já terá valido.

sergioserra
04-05-2009, 18:30
Olha, o carro brasileiro, pelo que ele representa é muito caro. Sou a favor do AB, mas se o governo retirar proprocionalmente o imposto sobre o veiculo, para o preço dar na mesma. É obvio que um saco de ar entre o motorista e a estrutura do carro aumenta a segurança. Mas não pode ser feito da maneira que esta se querendo. Deve ser dada uma opção, BARATA, para quem quiser colocar. :tu:

Papillon
04-05-2009, 22:44
Marcio, levando em consideração que dentro de alguns anos não existirão carros sem airbag... dai parte minha analogia, alias, para mim não existe carro sem airbag ou abs, simplesmente é impossivel que eu compre um sem esses itens, agora eu estava entusiasmado com o picanto... já voltei a querer só carros grandes, acho que vou vender o passat e partir para um c5 2004 ou 2005, carro completo v6 um monte de airbag, abs, esp, tc, por menos de 40k, o preço que um colega pagou num fiesta sedan sem airbag, abs e com bancos com um tecido que lembra lixa de ferro.

AsdfTurbo
04-05-2009, 23:11
Marcio, levando em consideração que dentro de alguns anos não existirão carros sem airbag... dai parte minha analogia, alias, para mim não existe carro sem airbag ou abs, simplesmente é impossivel que eu compre um sem esses itens, agora eu estava entusiasmado com o picanto... já voltei a querer só carros grandes, acho que vou vender o passat e partir para um c5 2004 ou 2005, carro completo v6 um monte de airbag, abs, esp, tc, por menos de 40k, o preço que um colega pagou num fiesta sedan sem airbag, abs e com bancos com um tecido que lembra lixa de ferro.

O Fiesta tem um acabamento terrível, confirmo o que você disse. Todos aqueles plásticos chegam a dar medo. Também não gosto do visual externo.

E realmente: airbag não faz milagre, mas aumenta comprovadamente as chances de reduzir danos. É só pesquisar um pouquinho no Google. O melhor mesmo é evitar o acidente, e para isso já existem tecnologias como o ESC e ABS, que ajudam a manter o controle do veículo.

Márcio
05-05-2009, 03:06
Luiz, não tens um pouco de medo da manutenção do C5?
Um amigo possui um e está arrepiando.

kleberlpa
05-05-2009, 10:44
Luiz, não tens um pouco de medo da manutenção do C5?
Um amigo possui um e está arrepiando.

Como todo bom Citroen, a manutenção é bem salgada. Especialmente quando o assunto é suspensão. No Xantia já era muito caro, variando de 3 a 6 mil, dependendo do modelo (4 a 8 esferas)... e pagando barato.

Agora, é um **** carrão... tenho vontade também, embora nem sequer considere a aquisição de um.

Arlequim
05-05-2009, 10:47
Meu pai teve um citroen até 2000 e as revisões normais eram de assustar. Não sei se as coisas mudaram mas para se ter uma idéia, na revisão de 60 mil, a concessionária cobrou R$3000,00 (em 2000), sendo que o preço de mercado do carro era R$13.000,00.

Hoje em dia tenho muito receio dos carros da citroen. São excelente automóveis, mas mesmo se não quebrar nada você ainda paga muito para mantê-los.

Paulo FC
05-05-2009, 12:26
Arlequim, essa Meriva 1.8 completa que você citou, com airbag e ABS por R$ 50.000 é, na minha opinião, um negócio bem melhor do que pagar R$ 45.000 em um Symbol. Se prefere um sedan, tem o Polo sedan com ABS airbag também por R$ 50.000, opção bem superior ao Symbol :legal:

Arlequim
05-05-2009, 12:44
Pafeco, o problema da Meriva é que tem um desenho que em breve deve mudar, o motor 1.8 consome muito combustível e o acabamento apenas razoável. Mas o espaço é melhor e oferece câmbio automatizado.

O Polo oferece menos equipamentos que o Symbol e Meriva, e além de tudo irá mudar radicalmente no próximo ano. Já o acabamento é superior e o motor 1.6 tem manutenção simples e barata.

O Symbol tem garantia de 3 anos, é um lançamento e tem acabamento melhor do que o Meriva. Só que o espaço para quem vai atrás é muito pequeno.

Se os três estivessem com o mesmo preço eu teria uma grande dúvida, porque todos tem vantagens e defeitos, mas 5 mil é muito dinheiro para não se ter algo proporcionalmente melhor.

Paulo FC
05-05-2009, 21:14
Arlequim, eu ainda acho que tanto o Meriva quanto o Polo valem cada centavo dos R$ 5.000,00 que custam a mais do que o Symbol. Eu até achei o acabamento do Symbol razoável, mas fiz o test drive e não gostei. O motor é barulhento e tem desempenho equivalente a um 1.6 8v. Na minha opinião, não vale os R$ 45.000 ;)

Papillon
06-05-2009, 00:09
Symbol 45k? Isso é preço de mégane... acho caro sim. O polo acho um carro muito bem encaixado no preço, não que seja barato, mas em face dos concorrentes...

Márcio
06-05-2009, 00:41
Polo bem encaixado??
Completo como vem o symbol de R$45k ele custa mais de R$50k, não é quase o preço do mégane, é o preço do mégane.
As únicas vantagem do polo em relação ao symbol são o câmbio e o acabamento, sendo que perde em alguns ítens, então não vale R$5k a mais.
Pafeco, eu tenho um clio 1.6 16v e anda bem mais do que um polo 1.6, minha pergunta é tentaste dirigir o carro como um 8v ou como um 16v?
O polo não justifica o custo a mais de forma nenhuma, e a meriva...
Faça um test drive na nissan livina, não tem como comprar a meriva depois de dirigir a livina.

Papillon
06-05-2009, 10:35
Então estou desatualizado....hehehe ultima vez que vi o polo tava 46,500 com airbag, abs..etc, ainda assim entre ele e um megane 1.6, ficaria com o megane.

Márcio
06-05-2009, 12:28
Então ai está mais barato, aqui custa R$50k :legal:

Arlequim
06-05-2009, 15:33
Em BH eu encontrei Polo por 48 mil com ABS e Air Bag, mas sem roda, sem som, sem ar digita, etc.

Na verdade nenhum desses itens é essencial para mim, mas pagar mais para se ter menos é um pouco complicado.

Papillon
06-05-2009, 19:09
Concordo plenamente, meu cunhado pegou um Passat V6 2005 com 26.000km por 42k e tem "algumas" coisinhas a mais que esses carrinhos.

Paulo FC
06-05-2009, 20:51
Aqui em Curitiba o Polo Sedan 1.6 completo com airbag e ABS está por R$ 49.500 O Polo é bem mais confortável e agradável de dirigir. O motor parece que tem mais torque e anda mais silencioso do que o 1.6 16v da Renault. O acabamento é superior e para completar de qualquer lado que se olhe, por dentro ou por fora, o Polo é muito mais bonito do que o Symbol. Márcio, continuo achando R$ 5000 uma diferença até pequena :riso:

Márcio
07-05-2009, 00:51
Pafeco, primeiramente veja que a diferença não é R$5000, o symbol que custa, a versão básica do symbol que equivale a este polo custa quase R$7k a mais.
O polo realmente é mais silencioso, mas não é mais confortável, em piso irregular é duro e desconfortável, o symbol é bem mais confortável.
O acabamento é superior mas nada do outro mundo, os materiais utilizados no interior do symbol são bons.
Exatamente por conta da suspensão dura, na minha opinião o symbol ganha neste quesito, em situações limite o polo é mais estável mas isso é util apenas para quem gosta de "pilotar" carros entrando com tudo nas curvas, motoristas normais não fazem isso.
Em situação normal o symbol é muito estável, ao menos se for como o clio sedan.
Os bancos do symbol são bem melhores, na verdade são poltronas que geralmente só encontramos em carros de categoría superior.
O torque do polo é um pouco melhor mas dizer que o clio é também muito ágil no trânsito, o pico de torque ocorre a 3750rpm mas a 2300rpm ele já tem 90% do torque disponivel.
Por outro lado em alta rotação o motor 1.6 da volks anda muito menos, em alta o motor morre, veja que mesmo com vantagem no torque, o que ajuda no primeira arrancada, o polo é 1s mais lento na aceleração até 100/h.
O symbol anda junto de civic e corolla.
Eu penso que o symbol é muito mais agradável de dirigir pela motor e pela suspensão.
Pergunta para ti:
Dirigiste o symbol do test drive? O polo foi de test drive ou foi um carro já usado?
Abraço



Aqui em Curitiba o Polo Sedan 1.6 completo com airbag e ABS está por R$ 49.500 O Polo é bem mais confortável e agradável de dirigir. O motor parece que tem mais torque e anda mais silencioso do que o 1.6 16v da Renault. O acabamento é superior e para completar de qualquer lado que se olhe, por dentro ou por fora, o Polo é muito mais bonito do que o Symbol. Márcio, continuo achando R$ 5000 uma diferença até pequena :riso:

Arlequim
07-05-2009, 09:41
Para mim, o grande problema do Polo é a Volkswagen. Nas duas concessionárias que fui tive um tratamento péssimo.

Inclusive, minha esposa acha o Polo feio e por isso nem queria olhar, mas como eu insisti ela resolveu dar uma conferida. Mas depois do péssimo atendimento nas 2 concessionárias a situação ficou ainda mais difícil.

Ao invés dos vendedores mostrarem o carro e falarem das qualidades eles nos levaram direto para a mesa e foram falar dos preços. Depois que disseram os preços eu e minha esposa tivemos que ir num carro do salão e olhar tudo sozinho porque os vendedores foram bater papo com outros vendedores.

E mesmo o acabamento sendo melhor, o Polo que vi de 48 mil não tinha vários itens internos, tais como som e ar digital, o que tornava o interior mais “pobre” do que o do Symbol.

Eu fiz um test drive no Symbol e gostei do motor. Não achei tão barulhento como dizem e a suspensão é muuuuuito mais confortável do que a do Fit que tenho hoje. O grande problema do Symbol, como já disse, é o espaço no bando de trás. Mas como só pretendemos ter filhos dentros de uns 2 anos acredito que isso não seja problema.

Mas se eu tivesse uma família com adolescentes ou que tivesse o costume de levar pessoas altas como carona, certamente procuraria outro carro.

CCPinho
07-05-2009, 10:22
Então estou desatualizado....hehehe ultima vez que vi o polo tava 46,500 com airbag, abs..etc, ainda assim entre ele e um megane 1.6, ficaria com o megane.
Opa, sem querer botar lenha na fogueira, há um mês e meio comprei o "barulhento" gol V power por 41 k (incluindo ABS), na mesma ocasião o vendedor me ofereceu o Polo 1.6 mais completo que tinha pelo mesmo preço.;)

Por opção minha, já que cansei de perder dinheiro como afirmei em outro tópico, acabei optando pelo gol mesmo, pois o povão gosta é de gol então...lá fui eu. Mas, de qualquer forma não compraria o Polo, tendo em vista que o NOVO POLO está em vias de desembarcar por aqui.:concordo:

PS: Fala grande Márcio, sempre bem vindo nos meus tópicos, um grande abraço amigo.

Abs.

kleberlpa
07-05-2009, 12:11
O Symbol não tem bom espaço no banco traseiro? Eita, taí uma coisa que não sabia... por fora aparenta ser bem espaçoso.

Arlequim
07-05-2009, 12:24
O Symbol não tem bom espaço no banco traseiro? Eita, taí uma coisa que não sabia... por fora aparenta ser bem espaçoso.

Na largura o espaço é muito bom, mas na altura é ruim. Quem tem mais de 1.80 certamente vai bater a cabeça no teto.

Mas no meu caso, como não tenho filhos e tendo em vista que não levo muitos caronas, atente tranquilamente.

Gerrit_smit_br
07-05-2009, 17:44
Em 2007 um colega meu e a noiva dele sairam de uma festa e na volta pra casa o carro bateu na traseira de um ônibus que estava parado no acostamento. A velocidade na hora do impacto estava próxima de 110km/h, segundo a PRF. Ele tinha bebido além da conta e provavelmente perdeu o controle do carro. O carro era um VOLVO S60 com menos de dois meses de uso, com vários air bags e ABS de última geração. Ele morreu na hora e a noiva morreu dois dias depois, no hospital.

Acho a lei importante e necessária mas isso é apenas uma parte. O fundamental é ter responsabilidade e prudência ao dirigir :legal:

Concordo 100% que Responsabilidade e prudência são os fatores mais importantes.

Mas também, antes de falar que o airbag não serve, nem o abs precisamos ver algumas coisas:

* ABS só serve quando você piso no freio. Parece que ele nem usou o freio já que bateu com 110km/hr
* Airbag ajuda REDUZIR ferimentos, não faz milagres
* Airbag ajuda reduzir, depende da velocidade:
a) numa batida de 10km/hr, muito provavelmente o airbag não vai fazer diferença nenhuma
b) numa batida de 1000km/hr, muito provavelmente o airbag não vai fazer diferença nenhuma
c) numa batida de 60km/hr, o airbag pode ajudar em reduzir os ferimentos em 30%
d) Ou seja, chega numa velocidade ( não sei, talvez 30km/hr ) que o airbag começa fazer diferença, e pode chegar numa velocidade ( não sei, talvez 100km/hr ) que não faz mais diferença

Então fico tão triste com estas histórias que airbag não serve, porque um cara morreu no carro que tinha airbag, e cigarro não faz mal, porque meu avô fuma feito uma locomotiva, e já tem 100 anos, e remédio não serve para nada, porque minha tia nunca tomou e teve 35 filhos de parto normal e já tem 90 anos.

Gente, todas estas medidas ajudam em conjunto para ter carros mais seguros. Pessoalmente considero as partes mais importantes na segurança passiva de uma carro ( a segurança passiva é a segurança que entre 'em ação' quando sofre um acidente - cinto, airbag, a segurança ativa é a segurança que ajuda evitar um acidente - freios, estabilidade, visibilidade )

* Primeiramente a construção do carro - zona de impacto / absorção e a celula de sobrevivencia : exemplo, o airbag e cinto não servem para nada se o compartimento dos passageiros é reduzido para 10% do seu tamanho original numa colisão
* Segundo o cinto de segurança : exemplo, numa batida qualquer, o cinto ajuda o passageiro ficar no assento e não ser jogado pelo compartimento ou para fora. Ajuda o passageiro em caso de colisão ficar de frente para o eventual airbag
* Terceiro o airbag : o airbag só tem efeito quando o compartimento de passageiros fica intacto, e o passageiro não é jogado para fora do alcance do airbag.

Sendo assim, um airbag pode ser muito efetivo num Volvo, e não ter quase nenhuma utilidade num Uno. Veja a foto de uns posts antes: O Clio está 100% intacto. Tudo bem, o motor e a frente do carro foram para o saco, mas isto foi projetado assim. A frente absorveu toda energia do impacto, aliviando as forças sobre os passageiros. O Uno está mais destruido. O compartimento dos passageiros não está mais 100%, o teto e as portas se deformaram e os assentos sairam do lugar.

Agora, imagine só, um UNO com airbag. O Uno bate, o assento voa pelo carro, não tem airbag que segura. No Clio sim, o assento fica no lugar, o compartimento está inteiro, e o airbag ajuda diminuir mais aínda o risco de ferimentos.

Por isto acho de extrema importância ter crash-test publicos ( isto é, com resultado divulgados na mídia ) com parâmetros corretos. Não adiante nada, jogar um Uno contra uma parede à 40km/hr, capaz que o boneco sai vivo. Agora, joga o mesmo Uno com 65km/hr ... aí o bicho vai pegar.

TomD
07-05-2009, 19:53
100km/h é muito baixo, a não ser que esteja em um Gol, Uno, etc. só não faz diferença se o carro virar uma lata de sardinha, aí nada faz diferença.

Arlequim
07-05-2009, 19:57
Uma colisão a 100km/h causa um estrago enorme. Muito provavelmente deixa feridos graves ou mortos.

Márcio
07-05-2009, 20:13
O airbag só não faz diferença quando o habitáculo do carro é destruído, enquanto a estrutura do carro resiste e não esmaga o motorista o airbag é eficiente, seja evitando quanto reduzindo ferimentos.
Polo completo por R$41?
Te enganaram, o polo que aqui custa R$42.000 tem apenas ar e direção, o pack elétrico custa R$3000 + R$3600 di abs e airbag.
Neste valor não estão incluídos cd player, computador de bordo, ar digital e vidros elétricos traseiros os dois últimos nem como opcional na versão básica.
Por R$45.000 o symbol oferece tudo o que foi citado acima.
Para pessoas te 1.75m o espaço traseiro do symbol é razoável na altura, acima disso pode incomodar mesmo.
Arlequim, mesmo que os teus filhos tivessem 10 anos de idade não terías problema de espaço, eu também não sei qual é a tua altura e da tua esposa, mas caso vocês não sejam gigantes filhos com 15 anos poderiam viajar no carro sem problemas.

kleberlpa
07-05-2009, 22:17
Então fico tão triste com estas histórias que airbag não serve, porque um cara morreu no carro que tinha airbag, e cigarro não faz mal, porque meu avô fuma feito uma locomotiva, e já tem 100 anos, e remédio não serve para nada, porque minha tia nunca tomou e teve 35 filhos de parto normal e já tem 90 anos.

Bom, não sei se você está comentando sobre algo que eu tenha falado, já que muita gente preferiu ignorar tudo o que disse pra simplesmente poder dizer que eu disse que airbag não serve pra nada...

O airbag serve sim é um acessório importante. Mas foi eleito pra um papel que ele mesmo não consegue cumprir, que é a de salvar as vidas que o governo deveria salvar com medidas em diferentes frentes - Educação e Infra-estrutura.

Muito se fala que o airbag fará toda a diferença numa colisão frontal sem deformação do habitáculo. Aí vem o vídeo do Smart, postado acima, que prova que nem toda colisão frontal sem dano ao habitáculo é realmente segura com airbaag. Basta ver como a cabeça do boneco desvia da bolsa...

É complicado... realmente, o Uno é um projeto muito antigo... Mesmo com airbag, o risco é grande. E não é só o uno... o Celta provavelmente nunca viu um crash test na vida. O fox nacional é inferior ao europeu. E por aí vai. Sem crash test nacional e eficiente, vamos continuar inseguros (na verdade, nos enganando que estamos em segurança).

Aí vamos ao placar legislativo:

Projeto de lei do Crash Test: Enorme custo para as montadoras -> Negado.

Projeto de lei do Airbag: Enorme lucro para a Bosch e a TRW -> Aprovado

Projeto de lei do Rastreador: Enorme lucro pros fabricantes do hardware e pras empresas de monitoramento -> Aprovado.

Quer dizer... onde há custo se nega... onde há lucro, se aprova. Alguém se habilita a explicar o porquê disso?

Enquanto o brasileiro se contentar com pouco, vamos continuar sendo o mercado irracional que todos tanto criticam, mas que fazem questáo de manter.

velocidade
07-05-2009, 23:08
http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2009/05/ribas_carli2.jpg
Deputado Ribas Carli - (PSB)
Passat estava clavado em 190 km/h.

Racha termina com 2 mortos e 1 ferido grave no PR


Um trágico acidente na madrugada desta quinta-feira (7) tirou a vida de dois jovens e deixou outro gravemente ferido no Bairro Mossunguê, em Curitiba. A colisão aconteceu nas esquinas das ruas Monsenhor Ivo Zanlorenzi com Paulo Gorski, por volta da 1h00. Um veículo Passat SW, de placas ANR-0097 de Guarapuava, acabou colidindo fortemente contra a traseira de um Honda Fit, de placas BEK-9253 de Curitiba, quando passavam pelo cruzamento das duas ruas. O impacto foi tão forte que o veículo Honda teve o teto e laterais arrancados pelo Passat. Os veículos acabaram saindo da Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi indo parar em uma rua inclinada, situada paralelamente, a Rua Barbara Cvintal. O Passat conduzido pelo deputado estadual Fernando Carli Filho, 27 anos, filho do atual prefeito de Guarapuava, foi parar a 200 metros do local da colisão.
O Siate, médico e bombeiros foram acionados porém quando chegaram no local, encontraram duas vítimas já em óbito no veículo Honda Fit. Gilmar Rafael Souza Yared, 26 anos, condutor do veículo e Carlos Murilo de Almeida, 20 anos, passageiro, tiveram morte instantânea. O deputado foi encaminhado ao Hospital Evangélico em estado grave e com risco de morte.

Foi instaurado um inquérito na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) para investigar o acidente. De acordo com a testemunha Leandro Lopes, em entrevista a rádio Band News, o acidente foi causado pela imprudência do motorista do Passat, e que não houve disputa de racha entre os motoristas. De acordo com o depoimento da vítima à imprensa, foi ele quem chamou o Siate para socorrer o deputado e os ocupantes do Honda. “Quando apareci na esquina para atravessar a rápida, veio o Passat quase decolando, passou por mim, saiu do chão e foi por cima do Honda. Por causa do declive que existe na rua, ele saiu do chão. Mesmo que o Honda não estivesse lá, o motorista do Passat iria se perder”, garante.


http://terratv.terra.com.br/templates/channelContents.aspx?channel=2481&contentid=232739

http://plantao190.com.br/wp-content/uploads/2009/05/ainterna_acidenterapida.jpg

http://farm4.static.flickr.com/3393/3509916308_f14f049fc2_o.jpg

http://plantao190.com.br/wp-content/uploads/2009/05/ainterna_acidenterapida1.jpg
http://farm4.static.flickr.com/3559/3509916952_ef7f91beee_o.jpg


-----------------------------------------------------------------


Colisão com trem destrói veículo em SC; motorista sai ileso


Um veículo Land Rover avaliado em R$ 180 mil ficou completamente destruído após colidir contra um trem na madrugada deste domingo em Içara, cidade localizada na região sul de Santa Catarina. O motorista Sérgio Pires, 38 anos, escapou ileso.
De acordo com as informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros, o motorista do veículo não teria escutado a aproximação do trem carregado de carvão e cruzou a linha férrea.
A locomotiva, que levava 36 vagões, atingiu a lateral do carro e o arrastou por cerca de 50 m. A colisão foi tão forte que o eixo traseiro se desprendeu por completo do veículo.
Duas ruas da região central da cidade acabaram interditadas devido ao acidente. Uma equipe dos Bombeiros levou cerca de duas horas para retirar o que sobrou do carro dos trilhos.

http://img.terra.com.br/i/2009/01/25/963878-4495-it2.jpg

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI3471885-EI306,00.html




.

JP!
07-05-2009, 23:23
Muito se fala que o airbag fará toda a diferença numa colisão frontal sem deformação do habitáculo. Aí vem o vídeo do Smart, postado acima, que prova que nem toda colisão frontal sem dano ao habitáculo é realmente segura com airbag. Basta ver como a cabeça do boneco desvia da bolsa...


Se o airbag frontal fosse 100% eficiente em 100% dos casos, não seria necessário cinto de segurança, airbag lateral, barras laterais ...




É complicado... realmente, o Uno é um projeto muito antigo... Mesmo com airbag, o risco é grande. E não é só o uno... o Celta provavelmente nunca viu um crash test na vida. O fox nacional é inferior ao europeu. E por aí vai. Sem crash test nacional e eficiente, vamos continuar inseguros (na verdade, nos enganando que estamos em segurança).



O Uno é um projeto antigo e provavelmente não tem estrutura de deformação programada como vários carros modernos, mas ele já possui airbag no passado em versões para exportação, assim como a Fiorino, portanto é passível o uso de airbags sem grandes alterações.

Sobre o Fox, no teste da Proteste e segundo a própria VW, a estrutura é igual entre as versões nacional e exportada, diferenciando-se apenas nos airbags e outros equipamentos opcionais de segurança, o que reforça a eficiência do airbag.

http://www.proteste.org.br/map/src/442761.htm

http://www.youtube.com/watch?v=4CzV9FKZvAM&feature=player_embedded



Aí vamos ao placar legislativo:

Projeto de lei do Crash Test: Enorme custo para as montadoras -> Negado.

Projeto de lei do Airbag: Enorme lucro para a Bosch e a TRW -> Aprovado

Projeto de lei do Rastreador: Enorme lucro pros fabricantes do hardware e pras empresas de monitoramento -> Aprovado.

Quer dizer... onde há custo se nega... onde há lucro, se aprova. Alguém se habilita a explicar o porquê disso?


Faltou dizer que todas tem custo para as montadoras, portanto não posso concordar com seu argumento. Posso estar desinformado, mas acredito que as resoluções do Denatran que regulam o crash test continuam válidas e em vigor.

Para mim o resumo das história é, caso as opções sejam:

1) Obrigar airbag
2) Educar e melhor e infraestrutura
3) Ambas respostas
4) NDA

Me parece que a pior de todas é a 4) e ainda bem que acabamos de sair dela.

JP

kleberlpa
08-05-2009, 00:22
Airbag tem custo pra montadora???? Dese quando? A montadora dá o airbag de graça?

Quanto ao airbag, as pessoas me condenam porquê eu digo que ele tem baixa eficácia... Pronto, vc mesmo confirmou o que eu disse. Mas o governo, e parte da população, preferem acreditar numa eficácia absoluta.

Se você juntar alguns dados oficiais, vai descobrir que a eficiência é de 5%. Porquê as medidas realmente efetivas não são tomadas, nem sequer consideradas? Porquê?

10% a mais no uso do cinto salvam 3x mais vidas que o airbag. Quem diz isso é o próprio governo... Mas quem gaanha dinheiro com isto?

Márcio
08-05-2009, 03:05
Kleber, tens link para alguma pesquisa confiável que comente sobre esta baixíssima baixa eficácia do airgab e a alta eficácia do cinto?

Papillon
08-05-2009, 09:01
Eu só conheço o Klebão que tem teorias anti-airbag :lol:

Gerrit_smit_br
08-05-2009, 09:29
Racha termina com 2 mortos e 1 ferido grave no PR


Um trágico acidente ...


Neste exemplo, o airbag e abs do fit realmente não fizeram diferença, nem tem como. Da mesma forma que cinto de segurança não salva vidas quando o carro pega fogo, ou cai na agua.

Gerrit_smit_br
08-05-2009, 09:44
... as medidas realmente efetivas não são tomadas, nem sequer consideradas?

OK, vamos ver de dois lados então, para defender a obrigatoriedade do airbag e abs.

1o lado: Diminuir os mortes no transito, ou seja, melhorar as estatisticas
* Concordo plenamente, mas 100%, não, 1000% mesmo que para diminuir os mortes no trânsito o airbag não vai fazer diferença nenhuma! Quando viajo para Belo Horizonte vejo aqueles caminhões latodos de Fiat Palios, com pneus totalmente carecas. Basta estourar um pneu destes e o caminhão tomba e mata. Basta chover e o caminhão patina. Irresponsabilidade no trânsito. Também vejo toda noita motoqueiro sem farol, carro com luz apagado, ou um farol só e assim vai. Pessoal continua bebendo, racha, etc. etc. Ou seja, se não muda isto, vai continuar com as mesmas estatisticas

2o lado: Proteger a minha própria vida, e da minha familia
* É aqui que vai fazer diferença sim. Hoje tenho que gastar muito dinheiro para conseguir comprar um carro com ABS e Airbag. Eu sou um anjo no trânsito ( como todos vocês :legal:), nunca corro acima da velocidade permitida :aplauso:, faço revisão do meu carro, os freios, troco farol quando queimado, não bebo quando tem que dirigir, e assim vai. Realmente, sou um anjo como todos vocês :D . Então, já que está tudo 100%, inclusive uso cinto até no estacionamento, para mim aribag e abs podem fazer uma diferença grande sim. Por isto estou 100% a favor deste projeto. É uma necessidade por grande parte individual minha. Eu quero poder comprar um carro 'normal', isto é abaixo de 40K, com Airbag e ABS, não quero ter que recorrer sempre para os carros de luxo.

TomD
08-05-2009, 09:48
Projeto de lei do Crash Test: Enorme custo para as montadoras -> Negado.


Tá por fora hein

Resolução do CONTRAN obrigando crash-test seguindo critérios biomecânicos -> aprovado

Arlequim
08-05-2009, 10:07
Gerrit, hoje em dia é realmente impossível comprar um carro com ABS e duplo Air Bag por menos de 40 mil.

Entre 40 e 50 mil temos algumas opções, mas a maioria delas tem de ser pedido especial que demora 90 dias para chegar, como é o caso dos carros da Fiat.

Com essa nova lei, em alguns anos poderemos comprar carros com ABS e Air Bag bem mais baratos e em todas as faixas de preço.

Como o meu escritório fica a 100 metros de onde moro, o carro fica com minha esposa. Por causa disso quero que o nosso próximo veículo tenha todos os itens de segurança que podermos pegar.

Kleber, eu entendi sua revolta contra a propaganda de que o air bag irá resolver todos os problemas de segurança no trânsito. Tudo bem que a propaganda está exagerada, mas na prática o air bag ajuda, mesmo que não resolva tudo.

Imagine apenas que um ente querido esteja dirigindo num dia de chuva e de repente, num momento de distração, veja que o carro da frente está parado. Pelo menos para mim eu prefiro que a pessoa esteja em um carro com ABS (que pode evitar o acidente) e com air bag (que pode ajudar a minimizar os ferimentos).

P.S. - no caso do acidente do deputado, um cara desse devia ser preso por duplo homicídio doloso. Mas como isso não acontece no Brasil, só resta esperar uma sequela grave que impeça esse criminoso de dirigir novamente.

Márcio
08-05-2009, 11:43
Senhores, uma correção, foi lançado o symbol da renault que vem com airbag de série em todas as versões, a mais barata começa por pouco mais de R$39k e vem com ar, direção, vidros, travas e airbag.
O abs custa R$1500 e com isso ele chega a aproximadamente R$41.000, não sei dizer qual a demora para se conseguir um modelo com abs na versõa básica, na top que custa R$44.500, se não estou enganado, deve ser mais fácil.
Outro ponto interessante é que ele não tem motor 1.4, as opções são 1.6 8v e 1.6 16v.

Arlequim
08-05-2009, 14:04
Senhores, uma correção, foi lançado o symbol da renault que vem com airbag de série em todas as versões, a mais barata começa por pouco mais de R$39k e vem com ar, direção, vidros, travas e airbag.
O abs custa R$1500 e com isso ele chega a aproximadamente R$41.000, não sei dizer qual a demora para se conseguir um modelo com abs na versõa básica, na top que custa R$44.500, se não estou enganado, deve ser mais fácil.
Outro ponto interessante é que ele não tem motor 1.4, as opções são 1.6 8v e 1.6 16v.

Em Belo Horizonte, na última vez que estive na concessionária, eles disseram que estavam dando desconto de 2% e ainda ofereciam emplacamento + licenciamento + insulfilm + tapetes de brinde.

Ou seja, a versão TOP com PM sairia por R$45.800 + IPVA.

kleberlpa
08-05-2009, 14:30
Eu só conheço o Klebão que tem teorias anti-airbag :lol:

Ué... vários usuários postaram... A diferença é que eu estou esfregando fatos na parede limpa da ignorância (discurso anarco-esquerdista livremente adaptado por mim... Tenho que parar de prestar serviço ao P-SOL :ataque:).

kleberlpa
08-05-2009, 14:55
Kleber, tens link para alguma pesquisa confiável que comente sobre esta baixíssima baixa eficácia do airgab e a alta eficácia do cinto?

Esses dados são do CESVI... agora tenho que procurar...

Deixe ver...

Ainda não achei, mas aqui tem uma matéria interessante: http://portal.alert-online.com/index.cfm?event=newsDetail&id=261447

Mais uma:

http://www.sarah.br/paginas/prevencao/po/airbags.pdf
A obrigatoriedade de instalação de airbags nos automóveis fabricados no Brasil poderia contribuir de maneira importante para a redução do número de mortes e para a prevenção de lesões gravemente incapacitantes (especialmente traumatismos crânioencefálicos), tais como a que são tratadas na Rede SARAH de Hospitais do Aparelho Locomotor.
A introdução da obrigatoriedade de instalação de airbags acarreta, entretanto, riscos à integridade física dos ocupantes de veículos que devem ser consideradas cuidadosamente, principalmente se considerarmos a grande discrepância das taxas de uso do cinto de segurança por motoristas e passageiros nas grandes metrópoles brasileiras. O uso do cinto de segurança é um fator crítico a ser considerado no caso de legislação que torne obrigatória a instalação de airbags nos veículos produzidos no país. No entanto, ainda hoje, mais de seis anos após a promulgação do Código de Trânsito Brasileiro (Lei no 9.503 de 23/09/1997), o uso do cinto de segurança constitui tema central das infrequentes e assistemáticas campanhas de educação das autoridades públicas de trânsito em todos os níveis da federação, inexistindo sequer como tema o uso do cinto de segurança pelos passageiros dos bancos traseiros.

Agora, os dados oficiais:
http://www.webmotors.com.br/wmpublicador/Manutencao_Conteudo.vxlpub?hnid=40222

"No Brasil, considerando apenas os condutores de automóveis e camionetas, o potencial do airbag poderia contribuir para, em média, manter a vida de aproximadamente 490 pessoas (1,4% dos 35 mil que morrem por ano) que hoje morrem no trânsito, ou evitar ferimentos em mais de 10 mil pessoas, proporcionando um impacto econômico positivo de cerca de R$ 315 milhões por ano.

Como não foram encontrados dados, ficaram de fora, dentre outras coisas, o potencial efeito positivo do airbag em relação aos condutores de picape e os passageiros dianteiros dos veículos que fossem equipados também com airbags desses passageiros.

Considerando os índices médios de uso do cinto adotados nesta pesquisa (estimativa), de 82,7% nas rodovias e 75,2% nas cidades, em 2007, a cada aumento de 10% de adesão ao uso do cinto, temos potencial para salvar mais de 1.600 vidas, com um impacto econômico associado de 156,6 milhões de reais, por ano."

Ou seja, fica claro que:

1) Se não fiscalizar o uso do cinto, a eficácia do airbag será ainda menor.

2) SE fiscalizar o uso do cinto, teremos uma redução mais efetiva no número de mortes, não por causa do airbag.

3) Lembram quando eu falei sobe fiscalização? Não ficalizam nem motoristas alcoolizados de forma efetiva. Será que a solução é meramente adotar o airbag, ou há muito mais o que fazer?

Estamos discutindo 1,4% como medida milagrosa, enquanto os outros 98,6% ainda vão continuar morrendo.

Será que apenas a sensação de segurança vai ter alguma real utilidade? Não. Estamos falando de 35 mil pessoas mortas ao ano, não é de 35 mil chicletes, nem de 35 mil balas...

Não sou (mais uma vez) contra o airbag. Sou contra o péssimo remendo legislativo que fizeram. Ótimo pra mim, que também vou poder comprar meu próximo carro com airbag, independentemente do modelo que escolher. Agora, já pararam pra pensar que, nem de longe, esse foi o objetivo da lei? O objetivo da lei era reduzir a letalidade no trânsito. Que redução é essa?

Enquanto a opção do governo for tapar o sol com a peneira, cada vez mais amigos, parentes, vizinhos e etc vão continuar morrendo.

Passividade nesse momento só serve pra perpetuar a carnificina.

RLB
08-05-2009, 15:04
Se não me engano, tem um carrinho, picanto da kia, que custa 36,000 ou 37,000 e vem com airbag de série.

Alex Sound
08-05-2009, 15:40
"ou evitar ferimentos em mais de 10 mil pessoas, proporcionando um impacto econômico positivo de cerca de R$ 315 milhões por ano."

Para mim já justifica a adoção obrigatória de airbag, abs e cinto com pré-tensionador.

Educação nas escolas é fundamental, mas enquanto não houver endurecimento da fiscalização não vai adiantar muito.

Quer resolver o problema da fiscalização?

Dê 20% do valor da multa para o fiscal de trânsito (multa assinada pelo condutor, presencial). Se o fical pedir uma propina, cadeia nele, se o condutor oferecer uma propina, cadeia nele. Simples assim, como ocorre nos países sérios.

kleberlpa
08-05-2009, 16:46
"ou evitar ferimentos em mais de 10 mil pessoas, proporcionando um impacto econômico positivo de cerca de R$ 315 milhões por ano."

Para mim já justifica a adoção obrigatória de airbag, abs e cinto com pré-tensionador.

Sim, é um fato que justifica. Mas enquanto alguém sofre menos ferimentos numa cidente, outros 35 mil estão morrendo.

Ou seja, adotar airbag é medida secundária, não é medida principal.

Medida principal é o governo se contingenciar na fiscalização. Reforçar as equipes, melhorar equipamentos, contratar agentes, acelerar processos.

Fala-se dos louros colhidos com a lei seca... mas ninguém fala que no estado da Bahia havia apenas UM bafômetro. Em vários estados, não havia um sequer. Agora há muitos, e estão sendo usados (menos do que deveria). O que deu resultados não foi lei-seca, foi fiscalização.

Porquê os policiais de trânsito não tiram a bunda das cadeiras e dos bancos das viaturas, e vão para as calçadas, multar condutores que trafegam sem cinto? Porquê ninguém tem interesse.

Dar comissão pra policial multar dá início a uma fábrica de multas. Pra engrossar salário, vão carimbar qualquer placa, afinal, o cara tem fé pública, o que ele diz é praticamente indiscutível.

O fato é que, nesse momento, discutir medidas secundárias é ser ineficiente. Têm que se partir de medidas mais efetivas, medidas que tragam 10, 15, 20% de redução... DEPOIS medidas que tragam 1, 2 ou 3%. Incêndio não se apaga pelas beiradas, ou você toma medidas primárias e efetivas pra conter o principal, ou vai ficar combatendo focos secundários, até que o incêndio acabe por falta do que queimar... em outras palavras, até que tenham morrido todos os motoristas.

Fiscalizar o uso do cinto é algo tão simples, que até espanta o fato de ser deixado ao léu. Olha a importância disso: falamos em milhares de vidas salvas por ano. Com airbag, ainda mais. Porém, o que vai ser feito pelo governo? Nada... Além de fiscalizar o conto, o governo vai ter que fiscalizar menores de 8 anos no banco da frente, e dar educação a respeito do airbag, já que tudo isto é a diferença entre a pessoa sobreviver por causa do air bag ou ser morta ou lesionada por ele.

O fato é que, entre o gasto pro governo e o lucro dos empresários, a decisão vai ser sempre pro lado dos fabricantes.

Gerrit_smit_br
08-05-2009, 17:38
Estamos discutindo 1,4% como medida milagrosa, enquanto os outros 98,6% ainda vão continuar morrendo.

Será que apenas a sensação de segurança vai ter alguma real utilidade? Não. Estamos falando de 35 mil pessoas mortas ao ano, não é de 35 mil chicletes, nem de 35 mil balas...

.

Hmmm ... estou chutando, mas acho que estes dados estão errados.
35mil pessoas, são motoristas e passageiros de carros de passeio, passageiros de ônibus, caminhoneiros, (moto)ciclistas, pedestres

O Airbag só serve para salvar a vida do motorista e passageiro de frente do carro de passeio ( já que não tem airbag para passageiro no banco de tras ).

Então, o numero é bem menor que 35 mil ( tá certo para o total, mas tá errado para o publico alvo, que são os motoristas de carro de passeio e os co-pilotos ), consequentemente, a porcentagem de vidas que pode salvar e maior.

Sei muito bem, que quando eu, como pedestre, atravesso a rua sem prestar atenção, que posso ser atropelado e morrer. Mas para salvar pedestres temos que tomar outras ações.

Juntando tudo vamos conseguir, cinto, não beber, carro em ordem, fiscalização de velocidade, abs, airbag, estradas boas, caminhoneiros que não fazem horas extras, manutenção dos veículos, responsabilidade no transito, etc. Se cada um destes consegue diminuir 2%, no total já é uma boa coisa.

Como já falei lá em cima, pessoalmente já tirei os outros fatores de risco: já uso cinto, já não corro mais, faço manutenção, não bebo, resumindo, já sou um anjo :D então para mim pessoalmente a diferença pode ser muito maior que 1.4%. Talvez para mim e minha familia a diferença entre ter e não ter em caso de acidente chega a ser 30% ... veja o teste do FOX, o carro era identico, com airbag 4 estrelas, sem airbag 1,5 estrelas. É uma bela diferença para quem está lá dentro do carro. Talvez não nos numeros grandes, nas estatisticas do país, mas para quem tá lá dentro sim, pode fazer uma diferença danada.

Márcio
08-05-2009, 17:55
Quem viu o video que postei comparando o fox com airbag e sem airbag sabe que estes 1.4% são balela, coisa de quem está contra a obrigatoriedade do cinto.
Estes 1.4% são estória para boi dormir....

Alex Sound
08-05-2009, 19:06
Essa é a velha lei da estatística, se eu comi três frangos e você nenhum, na média cada um comeu um frango e meio...

Quando acontece com você a probabilidade estatística passa a ser de 100% :D

Curioso como ninguém quer que os agentes da lei saiam multando geral quem estiver fora da lei (praticamente quase todos nós), tenho certeza que se fossem rigorosos como nos EUA os acidentes diminuiriam rapidinho.

Quem anda a 40 Km/h em uma via secundária ? Só no engarrafamento.

JP!
08-05-2009, 21:20
Airbag tem custo pra montadora???? Dese quando? A montadora dá o airbag de graça?

Quanto ao airbag, as pessoas me condenam porquê eu digo que ele tem baixa eficácia... Pronto, vc mesmo confirmou o que eu disse. Mas o governo, e parte da população, preferem acreditar numa eficácia absoluta.

Se você juntar alguns dados oficiais, vai descobrir que a eficiência é de 5%. Porquê as medidas realmente efetivas não são tomadas, nem sequer consideradas? Porquê?

10% a mais no uso do cinto salvam 3x mais vidas que o airbag. Quem diz isso é o próprio governo... Mas quem gaanha dinheiro com isto?

Agora entendi onde você quer chegar.

Você tem toda razão, desculpe.

JP

kleberlpa
09-05-2009, 02:04
Quem viu o video que postei comparando o fox com airbag e sem airbag sabe que estes 1.4% são balela, coisa de quem está contra a obrigatoriedade do cinto.
Estes 1.4% são estória para boi dormir....

Te dei um dado oficial do CESVI, levado em conta pelo DENATRAN para definir políticas de segurança no trânsito...

Agora, dizer que é conversa pra boi dormir, que é coisa de quem está contra o airbag... tenha a santa paciência, né amigo... Aí fica complicado falar sério...

Deixa o airbaag como Santo Airbag, milagreiro... assim qualquer questionamento vira pecado... vou pro inferno.

---------- Mensagem adicionada às 02:04 ---------- Mensagem anterior foi às 01:54 ----------


Essa é a velha lei da estatística, se eu comi três frangos e você nenhum, na média cada um comeu um frango e meio...

Essa é a estatística burra. Sem dados estatísticos levados a sério, então nunca vamos poder discutir nada sem sair do império do achismo.

não vamos ignorar fatos, pelo amor de Deus...


Quando acontece com você a probabilidade estatística passa a ser de 100% :D

Com o boneco do vídeo do smart, foi 100% testada no painel, mesmo com airbag aberto. Então será mesmo que existem dois pesos e duas medidas? Ou será que, realmente, os 100% podem ser 100% salvo, OU 100% morto, ou 50% machucado, ou 30% machucado, ou 80% machucado, ou...

... podemos passar dias chutando valores, sem nunca chegar a lugar nenhum, enquanto a prática do dia a dia vai dar as respostas que procuramos. A tal balela que o próprio órgão do governo publicou é, na realidade, baseado em fatos... Mas acredita quem quer... Não vou acabar com as ilusões, afinal elas são mais efetivas que a realidade.


Curioso como ninguém quer que os agentes da lei saiam multando geral quem estiver fora da lei (praticamente quase todos nós), tenho certeza que se fossem rigorosos como nos EUA os acidentes diminuiriam rapidinho.

Fala isso não... o pessoal por aqui não gosta de admitir que anda fora da lei... :ataque:

Mas é fato... ou fiscaliza, ou vamos viver de ilusões, até o dia que a morte selar as ilusões, sonhos e tudo mais.


Quem anda a 40 Km/h em uma via secundária ? Só no engarrafamento.

Eu não ando MESMO. Mas é melhor nem comentar isto aqui, senão logo aparece um chato dizendo que estou fazendo apologia à direção perigosa... :ataque:

TomD
09-05-2009, 07:04
Vamos começar a fiscalização multando o Kleber por andar no acostamento :D

Não entendo como você ainda é a favor da fiscalização, parece político falando:p

kleberlpa
09-05-2009, 11:31
Ou, sou candango, mas quem anda no acostamento não sou eu não!!!!! Era outro user que não me lembro!

Podem me mmultar por excesso de velocidade e por "direção perigosa" por sair cortando as lesmas que insistem em ocupaar a faixa da esquerda... :ataque:

Márcio
09-05-2009, 12:58
Mas Kleber, eu é que tenho que te dizer "tenha a santa paciência"...
O que este cesvi entende de crash test real como os feitos pela euroncap?
Como avaliar o teste dos fox em que no caso do brasileiro provavelmente o motorista tería morrido ou então se ferido gravemente e no crash do fox para Europa nada tería acontecido?
Aí podes dizer que em situações específicas....
Específicas nada, é uma batida frontal, ponto, nada além disso, se fosse uma batida lateral sería diferente mas frontal não tem nada de especifico.
A única diferença que podería ocorrer no trânsito seria uma batida contra um veículo maior, nada além disso.
Esta estória de 1.4% é balela, nada além disso.

Papillon
10-05-2009, 00:05
O cesvi tinha todos os videos no site, depois que fiz um topico mostrando a "tamanha velocidade" do crash test que nossos evoluidos automóveis são submetidos, quase todos evaporaram do site...

um exemplo de como o gol é seguro:
KgNosCRX6kg

Hoje quase interpelei um motorista de um 206, iria convida-lo para um racha, mas não com meu carro, e sim com minha lesma de estimação... 35km/h na faixa da esquerda de uma avenida cujo limite é 70!!!!

Bom, quanto as demais colocações do Klebão, eu obviamente concordo que são necessários maiores esforços para diminuir mortos no transito (mas nem por isso negligenciar outros fatores), como defendo "desde que se começou a falar em lei seca" é necessário um programa nacional de segurança automotiva que englobe:

- Segurança veicular (carroceria, airbag, crash test, abs....)
- Treinamento, formação e carga horária de motoristas profissionais (70% dos acidentes envolvendo vitima teem ao menos 1 veiculo pesado envolvido).
- Treinamento e formação do condutor, do pedestre (desde o ensino fundamental), e do agente de transito.
- Renovação da frota veicular, em especial a de veículos pesados (idade média 15 anos e para autonomos 25 anos)
- sinlalização e vias mais seguras.
- Equipes de salvamento e resgate melhor estruturadas, treinadas e aparelhadas.

Isso deveria ser obrigação básica da diretoria da ANTT, enquanto a diretoria da ANAC caiu por 400 mortos em 2 anos, 35.000 mortos e 200.000 feridos anuais não "comovem" uma atitude decente.


O índice de acidentados alcoolizados só aumentou depois da burra lei seca, afinal náo pararam de beber e como o limiar para ser considerado bebado diminuiu, mais motoristas passaram a ser considerados bebados, o indice de fatalidade aumentou em todos os estados, como eu previra anteriormente.

kleberlpa
10-05-2009, 00:53
O que este cesvi entende de crash test real como os feitos pela euroncap?
...

Esta estória de 1.4% é balela, nada além disso.

É Márcio, então ninguém entende nada... Euroncap funciona ddentro da Europa. No Brasil não tem, então não tem dados estatísticos, não tem especialistas, não tem nada. Vamos sentar e esperar a morte chegar.

Do mesmo jeito como médico não sabe diagnosticar doença... toda hora tem alguém falando que não vai ao médico por conta disto, bom mesmo é o raizeiro da esquina.

Se todos os acidentes com morte ocorressem apenas com colisões frontais... Aliás, pela sua bola de cristal, qual seria ot al índice, e quais são os índices de acidentes por colisão frontal, lateral, capotamento, entre outros?

---------- Mensagem adicionada às 00:53 ---------- Mensagem anterior foi às 00:40 ----------


Bom, quanto as demais colocações do Klebão, eu obviamente concordo que são necessários maiores esforços para diminuir mortos no transito (mas nem por isso negligenciar outros fatores), como defendo "desde que se começou a falar em lei seca" é necessário um programa nacional de segurança automotiva que englobe:

- Segurança veicular (carroceria, airbag, crash test, abs....)
- Treinamento, formação e carga horária de motoristas profissionais (70% dos acidentes envolvendo vitima teem ao menos 1 veiculo pesado envolvido).
- Treinamento e formação do condutor, do pedestre (desde o ensino fundamental), e do agente de transito.
- Renovação da frota veicular, em especial a de veículos pesados (idade média 15 anos e para autonomos 25 anos)
- sinlalização e vias mais seguras.
- Equipes de salvamento e resgate melhor estruturadas, treinadas e aparelhadas.

Pois é, Papito... o **** é a neligência. A quase totalidade dessas medidas já estão tipificadas há 11 anos pelo CTB e nem sequer exigem regulamentação, já deveriam produzir efeitos há 11 nos, mas não produzem, por falta de interesse público em fiscalizar.

O airbag deveria estar dentro de um "pacotão" de medidas pro trânsito, não como ação isolada. Os estados deveriam ser diretamente responsabilizados pela redução, dentro de uma meta, sob risco de intervenção federal. O DETRAN e os CIRETRANS deveriam ser melhor equipados. Do que adiantam leis que não são fiscalizadas? Não servem pra nada!

Muitas ações desse pacotão só surtiriam efeitos em 5 anos, e nem sequer entraram em discussão. E nem sequer irão entrar, a não ser que um dia alguém se lembre delas.

Não me entra na cabeça como o governo pode pensar em airbag sem pensar em fiscalizar os ítens básicos de segurança. Quando tinha 22 anos, quaase morri entrando embaixo de um caminhão velho e sem iluminação, numa rodovia. É uma estupidez pensar em airbag enquanto a simples falta de uma lâmpada funcionando podia ceifar a vida de 5 pessoas.

Uma lâmpada de 1 real.

CCPinho
10-05-2009, 13:15
O cesvi tinha todos os videos no site, depois que fiz um topico mostrando a "tamanha velocidade" do crash test que nossos evoluidos automóveis são submetidos, quase todos evaporaram do site...

um exemplo de como o gol é seguro:
KgNosCRX6kg
Isso só pode ser sacanagem, não é possível que os crash testes no Brasil sejam assim ?????:queixo::queixo::bunda:

Todos nós sabemos que os nossos carros nacionais não são seguros, mas fazer testes nesta velocidade...PQP. Querem provar o que????

Pelo amor de Deus, onde vamos parar ?!!!!!!!!

Abs.

AsdfTurbo
10-05-2009, 14:17
Isso só pode ser sacanagem, não é possível que os crash testes no Brasil sejam assim ?????:queixo::queixo::bunda:

Todos nós sabemos que os nossos carros nacionais não são seguros, mas fazer testes nesta velocidade...PQP. Querem provar o que????

Pelo amor de Deus, onde vamos parar ?!!!!!!!!

Abs.

Lá nos comentários o cara diz que é teste de reparabilidade a 15 km/h.
De qualquer modo, eu li numa notícia que o crash test seria a 40 km/h.
Que seja qualquer uma dessas velocidades, é muito lento para testar. Pelo menos não jogaram o carro todo contra um parede.
Achei tosco se for um crash test.

Queria ver mais se tiver, obrigado.

Editado: Encontrei mais um:
http://www.youtube.com/watch?v=fv_bTpHvcAc

Márcio
10-05-2009, 16:58
Kleber, novamente estás distorcendo o que eu disse.
Obviamente que estou comentando apenas em colisões frontais, como podes querer que airbag frontal proteja alguém que sofre um capotamente, só falta quereres que o airbag salva alguém que caia em um rio.
Neste nivel não dá para continuar a discussão, tu pareces um político que pinça um comentario, distorce e faz um comentário sem nexo sobre ele, assim não dá...



É Márcio, então ninguém entende nada... Euroncap funciona ddentro da Europa. No Brasil não tem, então não tem dados estatísticos, não tem especialistas, não tem nada. Vamos sentar e esperar a morte chegar.

Do mesmo jeito como médico não sabe diagnosticar doença... toda hora tem alguém falando que não vai ao médico por conta disto, bom mesmo é o raizeiro da esquina.

Se todos os acidentes com morte ocorressem apenas com colisões frontais... Aliás, pela sua bola de cristal, qual seria ot al índice, e quais são os índices de acidentes por colisão frontal, lateral, capotamento, entre outros?

---------- Mensagem adicionada às 00:53 ---------- Mensagem anterior foi às 00:40 ----------



Pois é, Papito... o **** é a neligência. A quase totalidade dessas medidas já estão tipificadas há 11 anos pelo CTB e nem sequer exigem regulamentação, já deveriam produzir efeitos há 11 nos, mas não produzem, por falta de interesse público em fiscalizar.

O airbag deveria estar dentro de um "pacotão" de medidas pro trânsito, não como ação isolada. Os estados deveriam ser diretamente responsabilizados pela redução, dentro de uma meta, sob risco de intervenção federal. O DETRAN e os CIRETRANS deveriam ser melhor equipados. Do que adiantam leis que não são fiscalizadas? Não servem pra nada!

Muitas ações desse pacotão só surtiriam efeitos em 5 anos, e nem sequer entraram em discussão. E nem sequer irão entrar, a não ser que um dia alguém se lembre delas.

Não me entra na cabeça como o governo pode pensar em airbag sem pensar em fiscalizar os ítens básicos de segurança. Quando tinha 22 anos, quaase morri entrando embaixo de um caminhão velho e sem iluminação, numa rodovia. É uma estupidez pensar em airbag enquanto a simples falta de uma lâmpada funcionando podia ceifar a vida de 5 pessoas.

Uma lâmpada de 1 real.

Alex Sound
10-05-2009, 17:29
Isso aqui é que é crash test

BPEAWY8AEX8&feature=fvsr

kleberlpa
11-05-2009, 02:02
Kleber, novamente estás distorcendo o que eu disse.
Obviamente que estou comentando apenas em colisões frontais, como podes querer que airbag frontal proteja alguém que sofre um capotamente, só falta quereres que o airbag salva alguém que caia em um rio.
Neste nivel não dá para continuar a discussão, tu pareces um político que pinça um comentario, distorce e faz um comentário sem nexo sobre ele, assim não dá...

Não, meu caro... eu apenas apresentei dados, que você, baseado apenas em conclusões próprias baseadas em achismo, preferiu simplesmente qualificar como mentira.

Se isto é distorcer o que você disse, então creio que você anda pensando uma coisa e escrevendo outra... só pode.

Sem saber quais são os índices de acidentes e de mortes em cada tipo de acidente, como é que você pode dizer que é lorota? Peço que pelo menos me explique isto então...

O pessoal do CESVI tem esses dados... então devo confiar mais em quem? Neles, ou em você?

Paulo FC
12-05-2009, 18:20
Pergunta para ti:
Dirigiste o symbol do test drive? O polo foi de test drive ou foi um carro já usado?
Abraço[/quote]


Márcio, fiquei um tempo sem acessar o Forum. Respondendo a sua pergunta: os dois carros foram dirigidos no test drive :legal:

Márcio
12-05-2009, 20:18
Pafeco, perguntei porque o clio hatch anda muito mais do que o polo hatch, ambos 1.0.
No acelerador a diferença é grande e no 0 a 100 a diferença passa de 1.5s.
Imaginei que o symbol pudesse estar com o motor preso por ser lançamento, o clio 1.6 anda mais do que new civic e corolla.

Papillon
13-05-2009, 00:21
Lá nos comentários o cara diz que é teste de reparabilidade a 15 km/h.
De qualquer modo, eu li numa notícia que o crash test seria a 40 km/h.
Que seja qualquer uma dessas velocidades, é muito lento para testar. Pelo menos não jogaram o carro todo contra um parede.
Achei tosco se for um crash test.

Queria ver mais se tiver, obrigado.

Editado: Encontrei mais um:
http://www.youtube.com/watch?v=fv_bTpHvcAc

Isso , é o teste de reparabilidade do cesvi, para a fenaseg, com base nesse teste determinam o indice de reparabilidade que encarece ou abranda o custo do seguro, no site do cesvi eles gabam-se de promover crash test de carros nacionais...isso ai.

As montadoras fazem testes cada qual a sua maneira para escolher a fixação do cinto apenas, a regulamentação do crash test está aprovada, regulamentada, mas as empresas náo precisam aplicar em veiculos em linha e nos novos só dentro de alguns anos...:aplauso:

Alex Sound
03-02-2010, 13:14
olha só como a escala de produção vai abaixar gradativamente os preços

Fiat baixa preço de airbag e ABS em toda a linha

A Fiat passa a oferecer o pacote HSD (High Safety Drive), composto por airbags dianteiros e freios ABS, de série para as versões Adventure do Palio, Idea e Doblò. O equipamento, vendido antes como opcional por R$ 3.075, terá um repasse para o preço final de cada modelo de apenas R$ 1.000.
A fábrica também reduziu o preço do conjunto para toda a gama Fiat, de Palio 1.0 a Ducato, com desconto de R$ 650 a R$ 810, dependendo do modelo.

Márcio
03-02-2010, 14:06
Mais importante do que reduzir o preço do opcional seria entregar o carro em um prazo menor.
Hoje a espera para um palio ou punto com airbag chega aos três meses.
.

Alph@ Cent@urus
03-02-2010, 14:16
o clio 1.6 anda mais do que new civic e corolla.
http://img694.imageshack.us/img694/2331/facepalmu.jpg

kleberlpa
03-02-2010, 14:20
Hauhauhauhauhauhauhauhauhauhau

Boa!

Márcio
03-02-2010, 14:28
Na estrada sempre que inicio uma ultrapassagem atrás de new civic ou corolla preciso aliviar o pé, do contrário encostaria no para choques.
Se vocês preferem fazer graça com isso façam, estão no direito sagrado de debochar dos outros por pura ignorância.
Com focus varia, às vezes o eu consigo aproximar e em outras não, então considero que depende do motorista, se souber fazer o carro andar eu não encosto.
Com 206 1.6 já aconteceu de andar exatamente igual, tenho a impressão de eles andam juntos.
Não posso acreditar que em todas as vezes que a situação que citei aconteceu os motoristas do new civic e corolla eram roda presa, estatísticamente é impossível.

trezoitao38
03-02-2010, 15:23
Carro de corrida não tem air bag e abs. E desde que o Senna morreu as mortes no automobilismo passaram a ser possives de se contar nos dedos. Eu mesmo só lembro agora de uma na Nascar e outra na IRL, a primeira se deveu porque estava sem aquela coisa no pescoço, a segunda porque foi uma colisão que qualquer carro teria matado quem estava ali dentro.

Então eu acho que abs e air bag não vão resolver o problema de muitos carros por aqui. Carro aliás deveria vir com teto reforçado já com as barras embutidas nele como é por exemplo num Porsche da Ruf, você não vê, mas está lá, e se capotar você vai ficar inteiro.

---------- Mensagem adicionada às 16:23 ---------- Mensagem anterior foi às 16:13 ----------


Os executivos das grandes montadoras brasileiras consideram a segurança um requisito muito importante, mas na opinião deles, quem deve escolher por ter ou não os sistemas em seus veículos (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#) são os consumidores (http://www.carplace.com.br/lei-que-obriga-carros-nacionais-a-ter-airbag-e-abs-sera-aprovada-em-janeiro/#).

Sim, a opção de beber e dirigir tambem deveria ser de quem dirige o carro...

rcamaral
03-02-2010, 15:32
Mais importante do que reduzir o preço do opcional seria entregar o carro em um prazo menor.
Hoje a espera para um palio ou punto com airbag chega aos três meses.
.

Com o preço mais baixo o opcional tende a se popularizar e o prazo de entrega tende a diminuir.

Arlequim
03-02-2010, 16:06
Carro de corrida não tem air bag e abs. E desde que o Senna morreu as mortes no automobilismo passaram a ser possives de se contar nos dedos. Eu mesmo só lembro agora de uma na Nascar e outra na IRL, a primeira se deveu porque estava sem aquela coisa no pescoço, a segunda porque foi uma colisão que qualquer carro teria matado quem estava ali dentro.

Então eu acho que abs e air bag não vão resolver o problema de muitos carros por aqui. Carro aliás deveria vir com teto reforçado já com as barras embutidas nele como é por exemplo num Porsche da Ruf, você não vê, mas está lá, e se capotar você vai ficar inteiro.

O problema é que nem todos os motoristas são tão bons e hábeis como aqueles que dirigem na F1 e Nascar.

Por isso é muuuuito mais provável que um motorista normal sofra um acidente por falta de ABS, principalmente em situações com chuva ou freadas muito bruscas. Em um momento de acidente iminente, são poucas as pessoas que têm o sangue frio para aliviar a pressão do freio e, assim, fazer com que as rodas retomem a aderência.


Sim, a opção de beber e dirigir tambem deveria ser de quem dirige o carro...

Se quem beber fosse dirigir sozinho num autódromo, também acho que a decisão seria só dele. Mas quem bebe e dirige sempre trafega nas ruas e estradas, colocando em risco os outros motoristas e pedestres.

Não é incomum de vermos acidentes fatais causados por motoristas bêbados.

trezoitao38
03-02-2010, 16:25
Esta colisão frontal entre um uno e um clio aconteceu perto de Pelotas, como vocês podem ver o uno até ficou estragadinho mas não ficou destruído.
O que vocês acham que aconteceu com os condutores?
O detalhe interessante da foto é um saquinho branco já vazio no interior do clio :D

http://i655.photobucket.com/albums/uu280/Marcio73/AIRBAG/IMG.jpg

E o legal da foto é ver que o Clio é que está na contra-mão. Ou a foto não é do Brasil? Ou eu não entendi bem a colisão (provalmente uma tentativa mal sucedida de ultrapassagem do motorista do Clio)?

Colisões frontais, em estradas como essa aí Márcio, não são comuns. E se devem a motoristas imprudentes. É dia, a iluminação é boa e não é uma serra, deve te sido numa reta.

---------- Mensagem adicionada às 17:25 ---------- Mensagem anterior foi às 17:21 ----------


O problema é que nem todos os motoristas são tão bons e hábeis como aqueles que dirigem na F1 e Nascar.

Por isso é muuuuito mais provável que um motorista normal sofra um acidente por falta de ABS, principalmente em situações com chuva ou freadas muito bruscas. Em um momento de acidente iminente, são poucas as pessoas que têm o sangue frio para aliviar a pressão do freio e, assim, fazer com que as rodas retomem a aderência.



Se quem beber fosse dirigir sozinho num autódromo, também acho que a decisão seria só dele. Mas quem bebe e dirige sempre trafega nas ruas e estradas, colocando em risco os outros motoristas e pedestres.

Não é incomum de vermos acidentes fatais causados por motoristas bêbados.

Pois é, os pilotos são bons, mas mesmo assim acontece acidentes, já viu um big one na Nascar? já viu carro capotando várias vezes e o piloto sair ileso acenando para todos?

Tá certo que cinto de 4 pontas e aquele monte de santo-antonio são coisas que não dá pra ter num carro comum, mas pra mim, um carro de corrida é o mais seguro de todos, é o carro que você bota 300 km/h e não sente medo de pisar mais fundo.

Eu deveria ter colocado outro exemplo então, o uso de cintos de segurança não deveria ser obrigatório, já que quem vai sofrer com isso é só quem dirigi, né?

Márcio
03-02-2010, 16:44
Trezoitão, mesmo entre os compactos temos no pais carros relativamente seguros, fiesta, corsa, clio, 206/207, polo e fox são todos quatro estrelas na euroncap, mas com airbag.
Sem airbag uma estrela sendo otimista, estes carros podem ser seguros.

Rcamaral, só o preço não resolve, precisa ser obrigatório.
Se não me engano a renault deixou de oferecer airbag de série no clio authentique em 2006, ou 2007, nesta época ela oferecia o airbag como opcional para o mesmo clio authentique por R$900, isso mesmo, R$900.
Achas que o consumidor pedia airbag? Nada, segundo o vendedor da renault que sempre me atende 99% dos compradores não queriam airbag.
No Brasil ou passa a ser obrigatório ou não teremos carro com airbag, o consumidor médio demonstra nenhum interesse por segurança.

Trezoitão, se o motorista bêbado pudesse ferir ou matar apenas a ele próprio concordaria contigo, a decisão seria individual.
Acontece que o motorista bêbado pode matar o seus caronas, pode matar pedestres e pode matar outros motoristas, ou seja, DE FORMA NENHUMA um bêbado deve ter o direito de dirigir.
Sobre o abs, o escreveu o arlequim está perfeito, um ótimo motorista pode controlar o carro sem abs, o motorista médio não, na chuva muitas vezes um ótimo motorista não consegue impedir o travamento das rodas.



Carro de corrida não tem air bag e abs. E desde que o Senna morreu as mortes no automobilismo passaram a ser possives de se contar nos dedos. Eu mesmo só lembro agora de uma na Nascar e outra na IRL, a primeira se deveu porque estava sem aquela coisa no pescoço, a segunda porque foi uma colisão que qualquer carro teria matado quem estava ali dentro.

Então eu acho que abs e air bag não vão resolver o problema de muitos carros por aqui. Carro aliás deveria vir com teto reforçado já com as barras embutidas nele como é por exemplo num Porsche da Ruf, você não vê, mas está lá, e se capotar você vai ficar inteiro.

---------- Mensagem adicionada às 16:23 ---------- Mensagem anterior foi às 16:13 ----------



Sim, a opção de beber e dirigir tambem deveria ser de quem dirige o carro...

---------- Mensagem adicionada às 17:38 ---------- Mensagem anterior foi às 17:27 ----------

Na foto não interessa quem está certo ou errado, interessa o resultado final.
Como o consumidor é irresponsável deve sim ser obrigatório o uso do cinto, desta forma as crianças crescem vendo os pais utilizando o cinto, e fica algo natural.
A irresponsabilidade dos pais não deve ser passada para os filhos.
Outro ponto, quando um motorista se acidente, seja por qual motivo, geralmente o custo do tratamento médio é do estado, ou seja, se eu estiver sem cinto o tratamento custará mais caro.
Já deves ter visto este video mas não custa nada relembrar, mostra a diferença entre um carro com airbag e um carro sem airbag.
4CzV9FKZvAM

---------- Mensagem adicionada às 17:44 ---------- Mensagem anterior foi às 17:38 ----------

No final deste video abaixo é possivel ver um teste com o punto com abs contra um punto sem abs feito pela quatro rodas.
Os carros freiam com duas rodas no molhado e duas rodas no seco, como é padrão o carro deve estar sendo dirigido por um profissional.
Com abs desligado o punto roda.
Sobre o logan, vale lembrar que a dacia alegou que o motivo foram os pneus desgastados, o carro já havia sido avaliado de forma rigorosa.
O teste do alce foi refeito com pneus novos e o logan passou, não captou como aparece neste video.
OI41ePfgx2c&feature=related

rcamaral
03-02-2010, 16:56
Se quem beber fosse dirigir sozinho num autódromo, também acho que a decisão seria só dele. Mas quem bebe e dirige sempre trafega nas ruas e estradas, colocando em risco os outros motoristas e pedestres.

Não é incomum de vermos acidentes fatais causados por motoristas bêbados.

Excelente.:aplauso::aplauso: Assino embaixo.



Pois é, os pilotos são bons, mas mesmo assim acontece acidentes, já viu um big one na Nascar? já viu carro capotando várias vezes e o piloto sair ileso acenando para todos?

Tá certo que cinto de 4 pontas e aquele monte de santo-antonio são coisas que não dá pra ter num carro comum, mas pra mim, um carro de corrida é o mais seguro de todos, é o carro que você bota 300 km/h e não sente medo de pisar mais fundo.


Mas um carro de corrida tem que ser seguro mesmo, se não esse "esporte" ia ser uma carnificina danada, com gente morrendo a torto e a direito.
Mas quanto custa um carro de corrida?

Ah, existem vários modelos atuais que vem com barras de proteção, células de sobrevivência e outros conceitos modernos de segurança estrutural em veículos.



Rcamaral, só o preço não resolve, precisa ser obrigatório.
Se não me engano a renault deixou de oferecer airbag de série no clio authentique em 2006, ou 2007, nesta época ela oferecia o airbag como opcional para o mesmo clio authentique por R$900, isso mesmo, R$900.
Achas que o consumidor pedia airbag? Nada, segundo o vendedor da renault que sempre me atende 99% dos compradores não queriam airbag.
No Brasil ou passa a ser obrigatório ou não teremos carro com airbag, o consumidor médio demonstra nenhum interesse por segurança.


Márcio, o problema do Clio era outro: ninguém queria comprar! Foi por isso que ele não deu certo. E só por isso. Depois que a Renault tirou o airbag ele passou a vender mais? Passou a ocupar uma posição expressiva no mercado? Não!
O fato do airbag não ser aceito por R$900 num popular é simples. Quantas prestações de um popular são pagas com R$900? Duas? Três? Quatro talvez. Quem compra um popular, com raríssimas exceções tá raspando o tacho para comprar. Qualquer coisa a mais é supérfluo. E claro que tem o aspecto cultural, de as pessoas valorizarem mais os itens visuais (rodas, sonzão, etc) do que os de segurança, mesmo porque os de segurança são como um seguro, vc paga a mais por uma coisa que vc pode vir a usar enquanto os rodões e sonzões vão fazer vc "tirar onda" c/ a galera no momento em q vc puser o carro na rua.
Veja a atitude da Fiat, que pode ter vários defeitos, mas que tem uma qualidade muito boa, ela sabe ler o mercado. Quais foram os automóveis em que ela colocou air-bag e abs de série? Os de topo de cada linha. Carros em que R$1000 não são impactantes no preço final. Imagina se eles aumentam em R$1000 o preço do Palio Fire por causa de air-bag e abs? Ia ser um fracasso (como foi o Clio).
A Fiat já percebeu que os consumidores estão com poder aquisitivo maior, comprando carros mais caros e estão mais exigentes.

Eu não acho q as coisas precisam ser obrigatórias para que passem a acontecer. É só ver o segmento dos médios. Hoje todos os médios modernos (Novo Focus, Megane, Civic, Corolla, Sentra, C4, 307) já trazem esses itens de série em quase todas as versões. E muitos consumidores desse segmento passam a exigir esses itens (eu sou um deles). É um pulo para que os compactos premium passem a ser oferecidos da mesma forma e assim vai. Mas pra chegar no Celta... bom, aí vai demorar.:lol:

Abraços

Márcio
03-02-2010, 17:16
Rcamaral, não sei qual carro tu tens, caso seja um médio então não estás sentindo na pele o que eu sinto.
Meu próximo carro será comprado entre o meio e o final do próximo ano, hoje o único carro com airbag que posso comprar é o symbol, mais nenhum, qualquer outra opção vou morrer esperando na fila.
É preciso que seja obrigatório pois hoje quem não compra um carro da faixa destes médios não tem opções, é um absurdo o cara ter U$20.000 na mão para comprar um carro e ter UMA opção de carro com airbag.
Culturalmente o brasileiro não liga para segurança, se não for obrigatório não irá acontecer mesmo.
Sobre o clio, caso não lembres, no final de 2003 era o oitavo carro mais vendido do pais, ou seja, não foi um carro que sempre vendeu pouco.

trezoitao38
03-02-2010, 17:19
O Symbol não tem bom espaço no banco traseiro? Eita, taí uma coisa que não sabia... por fora aparenta ser bem espaçoso.

O Symbol é um compacto premiun. Minha mãe tem um, sorte da pessoa mais alta da familia ter 1 metro e 73 cms.

E como compacto ele sofre de várias outras coisas dos outros compactos. Não tem bom isolamento acústico, o som de fábrica é ruim e distorce o som já nos volumes médios altos, o acabamento possui muito plástico a suspensão só é boa nos primeiros 1000 kms e depois você passa a perceber todas as irregularidades do asfalto.

Grande mesmo é só o porta-malas.

Arlequim
03-02-2010, 17:24
É verdade, abaixo de 50 mil é muito difícil conseguir um carro com duplo air bag e ABS. Ano passado eu troquei de carro, e nessa faixa o que eu vi foi o seguinte:

- Fiat: O punto e Idea podiam vir com esses "acessórios", mas tinha que esperar de 60 a 75 dias para o carro chegar. Para pronta entrega só o Linea.

- Volks: A opção mais barata era o Polo, mas só encontrei um carro em uma única concessionária. Se fosse encomendar com os acessórios que que queria, só receberia o Polo depois de uns 60 dias.

- Ford: Só se fosse o modelo top da Ecosport (tinha que encomendar mas chegava em uns 15/20 dias) ou Focus (itens de série).

- GM: Disseram que a opção mais barata seria o Vectra GT, e mesmo assim, se não tivesse no estoque, eram mais uns 30 dias de espera.

- Nissan: O livina SL (ABS + Air Bag de série) tinha para pronta entrega.

- Renault: Apesar do Symbol só vir com air bag de série, as concessionárias tinham alguns carros com ABS para pronta entrega.

- Honda: a opção mais barata era o Fit LXL 1.4 por 54 mil.

Enfim, a pessoa pode até querer um carro com ABS e air bag que custe menos do que 50 mil, mas é muito difícil de conseguir.

rcamaral
03-02-2010, 20:29
Márcio, eu tenho um Novo Focus, com air-bag e abs de série, dentre outros. E tinha um Stilo antes, sem air-bag ou abs.
Quando eu comprei o Stilo, em 2004, já tinha a intenção de comprar um carro com esses itens e senti na pele a dificuldade que vc está relatando agora. Não consegui encontrar um médio que tivesse esses itens, isso há 6 anos atrás. Nenhum trazia isso de série. E se tivesse que encomendar, demorava meses...
Agora veja a situação atual. Praticamente todos os médios (com exceção de Astra e Golf, que são médios mas estão disputando outro segmento) trazem esses itens de série. Sem nenhuma obrigação governamental! Foi exigência dos consumidores. Quando a Fiat lançou o Tipo com air-bag e a GM o Vectra com air-bag, em 1996, esses lançamentos foram apenas figurativos. Puro marketing. Esses carros não existiam no mercado. Sei disso pq meu pai comprou um Vectra B no lançamento, em 96. De novo, veja a situação atual dos médios. De 2004 para cá esses itens ficaram obrigatórios, por desejo do consumidor.
O que muda o mercado é o consumidor, em alguns casos a passos lentos é verdade. A Fiat já é a primeira a lançar os itens de série em um compacto de grande vendagem (Palio Adventure). Em breve as outras vão pelo mesmo caminho.
Agora, C3, Livina e 207 não podem ser encontrados com esses itens por menos de 50k? Eu não sei pq não andei pesquisando esse segmento recentemente. Só sei que minha irmã tem um C3 Exclusive 1.4 2008, com air-bag e abs e quando ela comprou acho q foi pouco mais de 40k. Como de 2008 para cá muitos carros mantiveram ou caíram os preços, achei q já dava para encontrar alguns nessa faixa.
Ah Márcio, e mais uma coisa. Infelizmente vc é 1 em 1 milhão que quer comprar um carro nessa faixa de preço com esses itens. Assim como era eu há 5 anos atrás. As coisas estão mudando. Para melhor.

Abraços

CCPinho
04-02-2010, 08:47
Complementando o que o nosso amigo Rodrigo falou, hoje as coisas estão mudando vejam o exemplo do novo gol, a partir de agora vc já pode comprar um pagando r$ 2.000,00 a mais e vindo com ABS/AIRBAGS no pacote. Faz poucos meses atras, quando comprei um power (que graças a Deus já vendi), paguei exatos 2.800,00 somente no ABS.

Agora a Fiat também demonstra estar querendo baratear os produtos citados. Acho que estamos no caminho certo.

Abs.

MatheusR
04-02-2010, 10:11
Tem também o Agile, que por R$43000 vem com ABS/EBD e Air Bag.

Márcio
04-02-2010, 10:34
São todos carros fictícios, só é possivel comprar esperando pelo menos de 45 a 60 dias, e pior, como é um carro encomendado perde-se todos os descontos promocionais.
Paga-se o preço de tabela + os opcionais.

---------- Mensagem adicionada às 11:34 ---------- Mensagem anterior foi às 11:22 ----------

Vou reescrever.
Não exatamente carros fictícios já que é possível encomendá-los, na verdade carros que não existem para pronta entrega.

Mack
04-02-2010, 11:38
Amigos

A implantação da obrigatoriedade deveria ser mais ágil, no máximo dois anos, de uma maneira geral o custo futuro dos equipamentos será muito menor, coisa de 1.000 R$ pra menos na linha de montagem, hoje é possivel comprar carros com os equipamentos mas dependendo do modelo só esperando e perdendo descontos, pessoas conscientes como nós somos ainda são poucas, hj eu estou ajudando a disseminar a informação da necessidade desses itens de segurança no meu círculo de amizades para q no futuro as pessoas possam cobrar isso nas revendas, por exemplo, hj quando alguém fala pra mim q comprou um carro completo eu pergunto se tem a dupla de segurança (abs, air-bag) se não tiver falo q não é completo e q o meu tem, meio q tirando onda ( mas explicando a importancia dos mesmos), pois brasileiro é orgulhoso e quer sempre superar o vizinho, estimulo esse "desejo" de ter algo melhor pra q no futuro esse comprador cobre esses itens no carro dele e possa vir falar pra mim q o dele tambem tem akilo q antes nao tinha, e assim sigo tentando formar consumidores melhores no meu circulo da amizades. Acho q daki a tres anos vamos encontrar quase toda a frota já com os equipamentos disponives pra pronta entrega em boa parte dos modelos inclusive os populares ( me deixem sonhar por favor :D). Um abraço a todos. :legal:

Márcio
04-02-2010, 13:20
Camaral, esta faixa de mercado dos médios possui um melhor poder aquisitivo, se levou estes anos todos para que tivéssemos médios completos imagine o tempo para que, naturalmente, os compactos passe a vir com abs e airbag de série.
Ainda hoje a versão básica do focus não tem abs, a básica do vectra não tem abs nem airbag de série, golf idem, city não tem abs nem como opcional na versão mais barata, cerato na versão básica também não tem abs.
Estamos falando de carros que custam de R$49k para cima.
A fiat já deu uma demonstração de que hoje pode aumentar o custo dos carros em apenas R$1000 vindo de série, ou seja, com abs e airbag de série em todos os carros do pais o preço será ainda menor.
Os terroristas que afirmavam aumento de preço de R$3.000 em um caso novo já devem estar percebendo que não era bem assim.

Sobre o prazo até 2014, acho justo para os carros já fabricados no pais pois se fosse algo imediato as montadoras precisariam tirar vários carros de linha, possivelmente sem ter outro pronto para oferecer.
Mas, penso que todo novo carro, ou nova geração de um carro deveria ser obrigatório já.
Por exemplo, o agile já deveria vir de série em todos os modelos, o mesmo vale para focus, cerato ou qualquer outro carro recém lançado.




Márcio, eu tenho um Novo Focus, com air-bag e abs de série, dentre outros. E tinha um Stilo antes, sem air-bag ou abs.
Quando eu comprei o Stilo, em 2004, já tinha a intenção de comprar um carro com esses itens e senti na pele a dificuldade que vc está relatando agora. Não consegui encontrar um médio que tivesse esses itens, isso há 6 anos atrás. Nenhum trazia isso de série. E se tivesse que encomendar, demorava meses...
Agora veja a situação atual. Praticamente todos os médios (com exceção de Astra e Golf, que são médios mas estão disputando outro segmento) trazem esses itens de série. Sem nenhuma obrigação governamental! Foi exigência dos consumidores. Quando a Fiat lançou o Tipo com air-bag e a GM o Vectra com air-bag, em 1996, esses lançamentos foram apenas figurativos. Puro marketing. Esses carros não existiam no mercado. Sei disso pq meu pai comprou um Vectra B no lançamento, em 96. De novo, veja a situação atual dos médios. De 2004 para cá esses itens ficaram obrigatórios, por desejo do consumidor.
O que muda o mercado é o consumidor, em alguns casos a passos lentos é verdade. A Fiat já é a primeira a lançar os itens de série em um compacto de grande vendagem (Palio Adventure). Em breve as outras vão pelo mesmo caminho.
Agora, C3, Livina e 207 não podem ser encontrados com esses itens por menos de 50k? Eu não sei pq não andei pesquisando esse segmento recentemente. Só sei que minha irmã tem um C3 Exclusive 1.4 2008, com air-bag e abs e quando ela comprou acho q foi pouco mais de 40k. Como de 2008 para cá muitos carros mantiveram ou caíram os preços, achei q já dava para encontrar alguns nessa faixa.
Ah Márcio, e mais uma coisa. Infelizmente vc é 1 em 1 milhão que quer comprar um carro nessa faixa de preço com esses itens. Assim como era eu há 5 anos atrás. As coisas estão mudando. Para melhor.

Abraços

JP!
05-02-2010, 10:03
Esse movimento da Fiat vai começar a ocorrer com as outras marcas e com mais modelos, pois senão as montadoras não vão atingir os percentuais mínimas determinados na lei para esses equipamentos.

Começam com modelos de vendagem moderada nas versões mais caras e vai descendo.

Não lembro exatamente do cronograma, mas acho que até 2014 100% dos carros tem possuir esses equipamentos.

JP

Márcio
05-02-2010, 11:59
Eu tenho esta esperança, devo trocar de carro entre o meio e final do ano, até pensei em antecipar mas tenho sempre a expectativa de algo mude.
Se a volks começasse a vender o novo fox com airbag e abs de série por um preço mais amigável seria forte candidato.

JP!
05-02-2010, 16:07
Veja o cronograma detalhado: http://www.denatran.gov.br/ultimas/20090407_abs_airbag.htm

Começou a valer a partir de Jan/2010 com 8% e até Jan/2014 100% dos carros vendidos em território nacional deverão sair de fábrica com airbag e ABS.

JP

Márcio
05-02-2010, 16:53
A situação começa a melhorar em janeiro de 2012 quando 30% da frota deverá ter airbag, com 30% eles já serão obrigados a instalar nos compactos premium em maior quantidade.
Falta pouco :D
Dependendo de como estiver a disponibilidade de carros com airbag quando decidir trocar espero mais um ano, no início de 2001 parece que realmente estará bem melhor.

Kiyoshi
06-02-2010, 21:05
Pensando na relação custo x benefiicio, para quem deseja comprar um carro novo este ano, pagar por veículos com ABS e Airbag como opcionais seria ruim, devido ao alto preço ainda este ano e sua provavel queda com o aumento da produção?!

Estava pensando em aposentar meu corsa hatch este ano... agora fiquei em dúvida!

trezoitao38
07-02-2010, 10:05
Por outro lado eu acredito que a venda de um usado sem air bag e abs pode passar a ser complicada daqui alguns anos, em 2014 então...

Márcio
07-02-2010, 15:04
Pois é, mesmo que seja a força talvez o consumidor goste da idéia de ter um carro com abs e airbag :D
Um ponto que deve ser considerado também é o custo para repor o airbag, carros com este recurso obrigatoriamente devem ter seguro, sem seguro fica difícil.

CCPinho
25-02-2010, 09:15
É pessoal, 2014 está chegando e as fábricas já estão se antecipando. Vejam este exemplo:

"Volkswagen pede a matriz que desenvolva ABS para a Kombi
http://www.noticiasautomotivas.com.br/img/f/volkswagen-pede-a-matriz-que-desenvolva-abs-para-a-kombi.jpg

A Volkswagen do Brasil quer vida longa a já longeva Kombi. Como a data limite para que todos os carros e comerciais leves tenham freios ABS e airbag de fábrica (2014), a filial brasileira já prepara sua Kombi 2014!

Kombi 2014 é apenas um modo de dizer, já que será o mesmo veículo que nossos avós já usavam na década de 50. Depois de seis décadas de produção, o famoso utilitário quer ficar mais seguro. Será?

A VW pediu a sua matriz na Alemanha o desenvolvimento do sistema de freios ABS para a Kombi, que segundo a engenharia alemã, será tarefa difícil, mas não impossível.

A tarefa será a de introduzir em algum ponto da antiga estrutura da Kombi os sensores para o sistema antitravamento. Além disso, a Kombi deverá passar por mais uma reestruturação para atender as novas normas de impacto.

Se isso não bastasse, ainda falta a introdução das bolsas de ar infláveis. Será que a Kombi suporta todas essas alterações sem mudar sua concepção arcaica? "

Abs.

geraaraujo
25-02-2010, 14:10
Essa é a história do lucro fácil. Ainda bem que vai ter que passar no teste de impacto e aí duvido muito que a Kombi seja aprovada.
Isso é o que causa a falta de concorrência. Ninguém consegue produzir um veículo com a capacidade de transporte da Kombi com o custo dela.
Se a moda pegar, daqui a pouco a Fiat vai meter air bag/abs no UNO e ele vai ficar eternamente no mercado. Não duvido se isso realmente acontecer.

kleberlpa
25-02-2010, 14:54
Instalar airbag e ABS não exige nenhuma mudança estrutural. Mas tem que ver se mercadológicamente é viável.

Quanto á kombi... pouco importaa se ela é projeto dos anos 50... o custo benefíco dela continua imbatível.

Márcio
27-02-2010, 00:25
Realmente, para entregas dentro da cidade não existe nada melhor, nenhum carro é tão versátil nesta faixa de preço.
Torço para que ela seja reprovada em testes de impacto, do contrário continuará vendendo muito bem.

TomD
27-02-2010, 00:29
Sobre o abs, o escreveu o arlequim está perfeito, um ótimo motorista pode controlar o carro sem abs, o motorista médio não, na chuva muitas vezes um ótimo motorista não consegue impedir o travamento das rodas.



Ótimo não, ninja, se piloto não consegue, como um cidadão comum vai conseguir?

Não usar ABS em corrida é pra limitar a AJUDA eletrônica no carro, assim como não tem ESP, não tem NADA a ver com o que ele falou. Foi uma comparação triste.

Pelo jeito só eu vejo os pilotos fritando pneu nas freadas de curva. Se tem um pedestre ali perto...

A única coisa que não desce na Fiat é chamar dois AB mais ABS de High Safety.
Dá pra ver o nível da coisa aqui, nível de anos 80 europeu.

A VW depenou o Jetta a dois airbags, mais um exemplo de que nem consumidor com dinheiro valoriza segurança( ainda tem Corolla e Civic nas versões completas no time dos depenados e caros pra ******)

kleberlpa
27-02-2010, 12:37
Realmente, para entregas dentro da cidade não existe nada melhor, nenhum carro é tão versátil nesta faixa de preço.
Torço para que ela seja reprovada em testes de impacto, do contrário continuará vendendo muito bem.

Se eu não tivesse empresa, talvez pensasse exatamente como você...

Mas o buraco é mais embaixo.