MD Áudio  Cirilo Cabos  Devialet     
        


Página 37 de 40 PrimeiraPrimeira ... 27323334353637383940 ÚltimaÚltima
Resultados 541 a 555 de 593

Tópico: Fotos e esquema da parte elétrica após trabalho do eletricista.


  1. #541
    Membro
    Registro em
    18-2-12
    Localização
    Blumenau
    Mensagens
    3
    ——————————————
    Obrigado:
    0 concedido(s)
    0 recebidos por 0 msgs

    exatamente isto. depois da caixa de disjuntores, neutro e terra nunca mais se tocam.


  2. #542
    Membro
    Registro em
    14-3-12
    Localização
    Sao paulo/brasil
    Mensagens
    5
    ——————————————
    Obrigado:
    0 concedido(s)
    0 recebidos por 0 msgs

    Legal Duvidas Aterramento TT

    Senhores, Boa Tarde.

    Primeiramente gostaria de agradecer a ajuda que todos tem me prestado, mesmo sem saber..rs com as mensagens aqui arquivadas desde 2008. Bom, ja vi e li tudo sobre aterramento e seus tipos recomendados ou não.. mais ou menos.. etc.. mas na região onde moro, serra da cantareira-SP, a distribuidora não tem o Neutro aterrado em todos os pontos e quanto tem, este esta muito precário. Em minha casa, fiz o aterramento na entrada da rua (padrão) com 3 hastes em triangulo. Esta entrada, por sua vez, fica a mais de 20 metros da casa e do quadro de distribuição, assim, optei por fazer um aterramento TT.

    Estou utilizando os DPS(VCL) 275V 45KA na entrada, jogando para o terra/Neutro da entrada e no quadro, estou usando mais DPS nas fazes e um DR de 63A 0,03A.

    Quero também proteger o Neutro do quadro interno, ainda que tenha o aterrado bem na entrada, queria colocar um dispositivo de proteção dentro da casa. A Clamper recomendou um GCL com centelhador a gás, porem além de não se achar, o custo é de 175,00 na própria clamper.

    Alguém sabe como ter alguma melhor proteção? Medi a voltagem entre o neutro e o terra e tenho 1,7V. A alimentação é Bifásica 220V + Neutro.

    Um abraço!

  3. #543
    Membro
    Registro em
    26-1-12
    Localização
    Camboriu - Santa Catarina - Brasil
    Mensagens
    3
    ——————————————
    Obrigado:
    0 concedido(s)
    0 recebidos por 0 msgs

    Ola boa noite! hoje tive uma das piores exeriencias com energia eletrica junto com um disjuntor da soprano, refazendo uma entrada trifasica com cabos de 35mm, estava trocando o disjuntor geral pois o antiga nao estava + suportando a carga que estava sendo exigido no estabelecimento era um disjunto trifasico de 50a foi substituido por um de 90a, bom depois de refazer todo o cabeamento e faltando apenas bater o pinos ddos terminais pois eu nao estava com o alicate na mao, deixei por ultimo o disjuntor de entrada geral para trocar por ultimo a rede de entrada estavaligada pois foi decidido no sabado que iriamos fazer no domingo para nao fechar o estabelecimento a pedido do proprietario, sei que muitos vao me chingar e dizer que nao deveria ter feito ligado, mas sei que todo eletrecista uqe ja fez mudanca desse tipo com a energia ligada pois a demora e a burocracia das operadoras de energia deixa a desejar, bom fiz tudo como manda o figurino e na hora que fui por o novo disjuntor soprano ele esplodiu na minha cara os fios ja estava encaixados e ronco e esplodiu na minha cara, nao tinha nada ligado ainda e o disjuntor estava desarmado, nunca vi e nem ouvi nada parecido a nao ser hoje por um tecnico eletrecista e os proprios tecnicos da operado de energia aqui da minha cidade, falaram que ouve casos que a pessoa sofreu queimadura de 3 grau e teve que fazer reimplante, eu nao sofri decarga eletrica apesar de esta com os 3 cabos na mao, sofri queimadurs na minha mao direita e nos olhos os fios ja estava fixos eu estava alinhando o disjuntor no suporte da caixa vu por umas fotos aqui para analisarem eu nao sabia que um disjuntor podia esplodir assim, so um detalhe nunca gostei dos disjuntores da soprano peguei ele pois onde o proprietario pegava os materiais so tinha esse.
    Anexo 86446Anexo 86447Anexo 86448Anexo 86449Anexo 86450

  4. #544
    Membro
    Registro em
    4-3-12
    Localização
    Taboão da Serra
    Mensagens
    20
    ——————————————
    Obrigado:
    7 concedido(s)
    4 recebidos por 4 msgs

    Citação Originalmente Enviado por markandre Ver Mensagem
    Ola boa noite! hoje tive uma das piores exeriencias com energia eletrica junto com um disjuntor da soprano, refazendo uma entrada trifasica com cabos de 35mm, estava trocando o disjuntor geral pois o antiga nao estava + suportando a carga que estava sendo exigido no estabelecimento era um disjunto trifasico de 50a foi substituido por um de 90a, bom depois de refazer todo o cabeamento e faltando apenas bater o pinos ddos terminais pois eu nao estava com o alicate na mao, deixei por ultimo o disjuntor de entrada geral para trocar por ultimo a rede de entrada estavaligada pois foi decidido no sabado que iriamos fazer no domingo para nao fechar o estabelecimento a pedido do proprietario, sei que muitos vao me chingar e dizer que nao deveria ter feito ligado, mas sei que todo eletrecista uqe ja fez mudanca desse tipo com a energia ligada pois a demora e a burocracia das operadoras de energia deixa a desejar, bom fiz tudo como manda o figurino e na hora que fui por o novo disjuntor soprano ele esplodiu na minha cara os fios ja estava encaixados e ronco e esplodiu na minha cara, nao tinha nada ligado ainda e o disjuntor estava desarmado, nunca vi e nem ouvi nada parecido a nao ser hoje por um tecnico eletrecista e os proprios tecnicos da operado de energia aqui da minha cidade, falaram que ouve casos que a pessoa sofreu queimadura de 3 grau e teve que fazer reimplante, eu nao sofri decarga eletrica apesar de esta com os 3 cabos na mao, sofri queimadurs na minha mao direita e nos olhos os fios ja estava fixos eu estava alinhando o disjuntor no suporte da caixa vu por umas fotos aqui para analisarem eu nao sabia que um disjuntor podia esplodir assim, so um detalhe nunca gostei dos disjuntores da soprano peguei ele pois onde o proprietario pegava os materiais so tinha esse.
    Isso tá fedendo a defeito de fabricação. Onde já se viu isso? Vc encaixa os fios, uma pequena sacudida e o troço todo explode na sua cara? Já pensou em mandar periciar o disjuntor? Pq se for constatado defeito, acredito q vc tenha direito a indenização, por parte do fabricante (consulte antes um advogado, coisa que eu não sou, rs)

  5. #545
    Membro
    Registro em
    21-11-11
    Localização
    SP
    Mensagens
    55
    ——————————————
    Obrigado:
    3 concedido(s)
    4 recebidos por 3 msgs

    muito bom me ajudou muito os esquemas daqui

  6. #546
    π = 3.1415 Avatar do(a) hotsauce2007
    Registro em
    8-12-08
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    2.811
    Nome Verdadeiro
    Robert
    ——————————————
    Obrigado:
    8 concedido(s)
    889 recebidos por 469 msgs

    Coloquei luz no quadro, falta a moldura que coloco semana que vem, prometo tirar algumas fotos melhores do quadro quando estiver com a moldura, a iluminação é uma fita de led RGB com controle remoto que foi integrada a automação da casa...
    Foto:



    .

  7. #547
    Speed Racer Avatar do(a) Rafael23_RJ
    Registro em
    7-5-04
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    2.026
    Nome Verdadeiro
    Cláudio Ventura
    ——————————————
    Obrigado:
    138 concedido(s)
    254 recebidos por 204 msgs

    Seta TN-S ou TN-C-S ???

    Citação Originalmente Enviado por _rau_ Ver Mensagem
    Não, no Brasil o neutro já é multiaterrado, na maioria dos lugares, e é nesse ponto que eu quis dizer que o TN-C-S tem vários pontos aterrados, (na Europa esse esquema tb é chamado de PME - Protection Multiple Earth), já o TN-S só tem um ponto aterrado, no pé do transformador e a CIA te entrega tantos as Fases como neutro e terra, para você usar. A confusão que ocorre, inclusive atualizei meu tópico sobre aterramento justamente por causa dessa confusão (entre outros detalhes adicionados e retirados), é que é costume chamar de TN-S a porção do ponto onde terra é separado do neutro em diante, mas se o neutro está aterrado fora da sua residência em vários pontos e é aterrado na sua entrada e vc separa o neutro e terra nesse ponto, automaticamente estamos falando de um aterramento TN-C-S. Eu poderia também ter um aterramento TN-C-S com terra derivado dentro do neutro que chega no quadro de disjuntores, a diferença é que o sistema se torna mais vulnerável pq a separação de neutro e terra ficaria mais longe da ultima haste de aterramento, ficando o neutro mais vulnerável, já que ele não poderia se romper nesse caminho sob risco de todas as partes aterradas ficarem dando choque e aí entra a equipotencialização:

    A equipotencialização no caso serve pra se por ventura ocorrer um rompimento do neutro e surgir tensão no condutor terra, todas as superficies assuma um mesmo valor de tensão e isso serve para que não haja fluxo de corrente quando uma pessoa tocar em duas susperficies condutoras e aterradas em pontos diferentes, o que seria faltal. Uma superficie em 0V (contato com a terra) e outra com 127V, choque fatal caso uma pessoa manusei ambas superfícies ao mesmo tempo. Agora se tivermos 127V em ambas superficies, o choque elétrico é minimo ou nem há choque, mesmo potencial...

    Sobre a escolha entre TN-C-S e TN-S, voltamos à velha confusão explicada acima. Você só vai encontrar uma esquema TN-S puro quando a CIA Elétrica te entrega já um condutor de aterramento, isso é muito comum em Shopping Centers e prédios com transformador dedicado. No caso de casas e muitos prédios de apartamento, muito provavelmente a CIA Elétrica te entrega um neutro aterrado e as fases, sendo o neutro chegando em esquema TN-C e você cria sua porção TN-S, que no final das contas globalmente o esquema é um TN-C-S (neutro multiaterrado e terra separado no ponto de entrada ou no quadro de disjuntores, sendo a primeira opção mais recomendável)

    Será que eu consegui explicar direito?

    Amanha comento as imagens, to indo dormir!

    t+
    Amigo, essa confusão é terrível, não nos deixa em paz.
    Bom, vamos ver se eu entendi:
    A Cia. Elétrica (Light aqui no Rio de Janeiro) entrega as fases e o neutro (N) que já vem aterrado.
    Meu Pai fez um aterramento com 3 hastes em forma de triângulo, soldando as pontas e numa delas sai o cabo que vai até a carcaça do PC (4 relógios). Ainda não achei as fotos, talvez seja melhor tirar novas.
    Esse terra (PE) vai ser ligado no mesmo lugar onde o neutro (N) está, na carcaça.
    Entendi que posso tirar daí dois fios, 1 neutro (N) e outro terra (PE).



  8. #548
    π = 3.1415 Avatar do(a) hotsauce2007
    Registro em
    8-12-08
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    2.811
    Nome Verdadeiro
    Robert
    ——————————————
    Obrigado:
    8 concedido(s)
    889 recebidos por 469 msgs

    .
    Coloquei a moldura...




    ...


  9. 1 membro agradeceu hotsauce2007 por esta mensagem


  10. #549
    Speed Racer Avatar do(a) Rafael23_RJ
    Registro em
    7-5-04
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    2.026
    Nome Verdadeiro
    Cláudio Ventura
    ——————————————
    Obrigado:
    138 concedido(s)
    254 recebidos por 204 msgs

    Citação Originalmente Enviado por _rau_ Ver Mensagem
    Bem, o aterramento:

    O aterramento foi criado primeiramente com um intuito em mente, proteger as pessoas de choques e descargas atmosféricas, mas o aterramento por si só não protege contra tudo o que uma descaga atmosférica pode causar e se mal executado pouco protege as pessoas. Um sistema de para-raios num prédio por exemplo ou numa casa, onde vários terminais aéros são colocados ao longo da edificação e ligado diretamente em hastes aterradas, é assim feito pra proteger a edificação e as pessoas dentro dela contra impactos diretos de um raio, mas nao os equipamentos. Agora um aterramento da tomada por exemplo, por si só não protege em nada o equipamento contra descargas atmosféricas, pelo contrário, um aterramento mal executado abre mais uma linha pra gerar disturbios elétricos. Complicado, não? Pois é...

    Pra que o aterramento proteja as pessoas e não cause problemas com patrimônio, esse precisa seguir alguns padrões e protetores devem ser instalados na rede, que façam o uso dessa linha. Bons filtros e condicionadores por exemplo, muitas vezes usam a linha de aterramento na proteção contra descargas atmosféricas. Protetores telefonicos e pra cabo coaxial, usam o aterramento obrigatoriamente...

    Pra que o aterramento seja efetivo na proteção pessoal, eu expliquei ai atrás que ele deve seguir o padrão TN-S. Na pratica você consegue um sistema TN-S fazendo um ligamento proposital do neutro e terra, na caixa do medidor ou o mais próxima dela, com o uso de um parafuso fendido por exemplo. Um parafuso fendido é uma porca enrroscada numa rosca com uma fenda no meio onde vc colocará os fios e aperta. Mais abaixo vou colocar fotos pra vc, pra ajudar na compreensão. Desse parafuso em diante você parte o fio neutro normalmente e o fio terra. Seria interessante que as hastes do aterramento do neutro e terra fossem interligadas por baixo da terra, mas se for impossível aí, ligue as hastes por fora da terra mesmo, use um cabo grosso, uma cordoalha de cobre se possível, 10mm ou maior e leve-a até a caixa do medidor, na impossibilidade use um cabo isolado mesmo da Pirelli, de 10mm ou maior.

    Esse aterramento TN-S é condenado por alguns audiófilos pq dizem que esse terra não é "limpo" o suficiente pra dar um som perfeito nos seus equipamentos de alta definição, quando a isso não tenho conhecimento o suficiente pra contestar. Então no seu caso, o aterramento pros seus equipamentos de audio/video podem ficar como tá hoje mesmo, desde que você não conecte os equipamentos que estejam atados no terra TN-S aos equipamentos com terra TT. Pra qualquer outro equipamento o terra TN-S é mais eficiente e não interfere em nada na operação dos mesmos.

    Pra testar o terra TT que você tem atualmente, só com um equipamento próprio, mas eu tenho meus métodos Mckgiver! São três formas de testes sem equipamentos apropriados e que digo antes, os dois primeiros métodos abaixo são perigosos e mesmo assim não dá valores reais de se o terra tá bom ou não, só uma noção um pouco melhor do que o ultimo teste que citarei:

    1 - O primeiro teste consiste em pegar um fio grosso e coloca-lo na forma de "U" pra que vc possa curto-circuitar Fase-Terra na tomada. Ao tocar o fio entre Fase-Terra, o disjuntor tem que cair rapidamente, se faiscar e não cair, esse terra provavelmente tem alta impedância. Se demorar alguns segundos, ele também não é dos melhores pra proteção pessoal. Veja bem, se você fizer isso corre risco da tomada derreter, ficar preta e riscos de incêndio se algo inflamável tiver por perto! Faça por conta e risco próprios.

    2 - O segundo método é ligar um chuveiro elétrico entre Fase e Terra, se o chuveiro nem esquentar, esquece q esse terra é fraco, incapaz de passar a corrente requisitada pelo chuveiro e logo tem alta impedância. Novamente cuidado: Pode haver riscos de choque na água do chuveiro se esse terra tiver ruim, já que com sua resistência alta pode fazer com que água torne-se um meio pro resto da corrente descer pra terra.

    3 - Esse não nos diz muita coisa do terra, mas é valido pra se ter uma noção básica e esse é menos arriscado. Pegue uma lâmpada incandescente de 100W e ligue entre Fase-Neutro e depois Fase-Terra, primeiro observe se a intensidade da luminosidade é mais baixa ao ligar entre Fase-Terra. Se sim, provavelmente seu terra tá fraco, mas agora com um multimetro, meça a tensão entre Fase-Neutro e depois com a lâmpada ligada entre Fase-Terra e meça a tensão nessa linha, entre Fase-Terra. Fazendo a diferença entre a tensão medida entre Fase-Neutro e Fase-Terra, se der algo ai em torno de 10-20V, seu terra não é dos melhores, se a diferença for pouca, pode se ter uma noção de que o terra tá bom, mas dentro da relatividade de um aterramento realmente bom. Digo relativo porque se no caso você injetasse o dobro de corrente nesse teste ou seja, duas lampadas, talvez a tensão começasse a cair mais, sendo que não deveria. A queda de tensão tem que ser igual uma lampada ligada entre Fase-Neutro, a queda é praticamente inexistente.

    Quanto as proteções contra descargas atmosféricas e surtos, vou deixar pra outra mensagem, caso queira saber mais sobre isso, pra não te confundir demais.


    Agora as fotos pra ajudar um pouco o entendimento. A primeira foto é do meu quadro do medidor, veja que ai esta o disjuntor, o medidor, tres fazes passando pelo disjuntor, o neutro descendo por fora (fio preto). Os fios fase tão passando por protetores anti-surto (os vermelhinhos) que por si estão ligados no condutor PEN (Neutro/Terra). A carcaça metalica da caixa está aterrada (isso é feito pela CIA Elétrica) e do ponto onde tão todos os fios verdes ligados, parto o neutro e o terra pra dentro de casa, junto com as três fases. Esse medidor ai tem uns 18 anos, então na reparem a sujeira!





    Nessa foto aqui mostra o manual da CIA Elétrica daqui, mostrando como ligar neutro e terra seguindo o padrão TN-S:



    A outra foto apenas é pra ilustrar o parafuso usado nessa ligação:

    Depois de ler várias informações sobre aterramento e instalações elétricas, só tenha que te dar os parabens pelo belo texto.
    Quero mudar toda minha instalação e tua foto veio a calhar, só não devo colocar o clamper junto ao disjuntor geral para não cair tudo se for o caso.


  11. #550
    Speed Racer Avatar do(a) Rafael23_RJ
    Registro em
    7-5-04
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    2.026
    Nome Verdadeiro
    Cláudio Ventura
    ——————————————
    Obrigado:
    138 concedido(s)
    254 recebidos por 204 msgs

    Positivo TN-S ou TN-C-S ???

    Citação Originalmente Enviado por _rau_ Ver Mensagem
    Budegas, vamos lá:

    1 - Se o fio que sobe pro padrão é 10mm2 assumo que a corrente do disjuntor do padrão seja de 50A. Confirma isso pra mim. Se for 50A, os condutores de 10mm2 poderão ser utilizados até mais ou menos 30 metros, tendo uma queda de tensão pouco maior que 2%. A queda definida por norma até o circuito final, de uma tomada por exemplo, não deveria ser superior à 2% desde o padrão. A queda total, desde o ponto onde seu fio é emendado na rede da CIA Elétrica não deve ultrapassar os 4% com a corrente máxima permitida pelo disjuntor do padrão. Pra isso recomendo que você use se possível 16mm2 do padrão até o ponto final de 30 metros. Mantendo o 10mm2 a queda poderá chegar perto de 4% no circuito final de uma tomada ou seja, em 127V daria 5 volts, mais a queda do ramal da rua e na fiação até o transformador do poste. Se a tensão efetiva aí for de 110V, você teria apenas 100V ao consumir 50A numa fase.
    Creio que a distância do padrão para o CD seja menor que 30 metro. Sendo assim, poderei usar o fio de 10mm² e terei 50A por fase.

    2 - Trocar pra trifásico só se você precisar ligar um motor trifásico. Você pode muito bem pedir pra CIA pra aumentar a carga digamos de 50 pra 70A mantendo bi-fásico, só vão trocar os condutores pra bitola maior e o disjuntor do padrão. A propósito, se o seu disjuntor for de 50A, você tem 50A por fase aí, totalizando 100A, desde que as cargas sejam equilibradas. Ex: Se houver consumo de 55A numa fase e 10A na outra, o disjuntor vai desarmar dentro de poucos minutos, agora se for 50A numa fase e 30A na outra, o disjuntor não desarmará, vc pode por até 50A/50A, dependendo do que a CIA disponibilizar pra vc. Basicamente se o disjuntor é de 50A, você terá 100A disponiveis.
    Pretendo pedir a troca do bi-fásico para trifásico pois quero ter um melhor dimenssionamento, sendo que terei a minha disposição 150A (vou fazer a festa).

    3 - TN-C evite-o o máximo que puder! Não use mesmo! Pra fazer um TT tome às seguintes precauções: Dispositivo DR pra todos os circuitos e proteção contra picos de tensão entre Neutro e aterramento, aproveitando coloque entre Fases e Neutro tb, uma pra cada fase. Aterramento TT sem um Dispositivo DR não serve pra nada no quesito proteção contra choques elétricos devido falhas, só vai servir pra escoar pequenas fugas, mas é mais perigoso te-lo indiscriminadamente, pra te falar a verdade. Tensão de passo, alta impedância, correntes de surtos entre N e T, são apenas alguns dos problemas como sistema TT adotado indiscriminadamente, sem proteções.
    É ai que a dúvida permance. Tirei algumas fotos e talvez possa ajudar.







    4 - 2.5mm pra o que você pergunta? 1,5mm2 Iluminação, 2,5mm2 pra tomadas de uso geral, são valores mínimos pra esses dois casos. Analisando a corrente imposta nessa fiação x queda de tensão, mesmo que o fio estiver dimensionando pro nível correto de corrente, nos obrigaria a utilização a seção nominal seguinte, 4mm2 por exemplo se a queda de tensão for grande demais, se o aquecimento dentro do conduite for grande, devido muitos circuitos juntos ou limitar a corrente nessa fiação. Tudo depende do circuito em questão, distâncias até o disjuntor, temperatura ambiente, quantidade de condutores num mesmo conduite, etc.
    Entendo que 1,5mm² para iluminação e 2,5mm² para tomadas está de bom tamanho. Vale lembrar que pretendo por um disjuntor para cada cômodo da casa, já que nessa reforma, não terei condições de por um disjuntor para tomadas e outro para iluminação.
    Levando em conta que hoje (03/09/2012) só tenho instalado 2 disjuntores para a casa toda (iluminação e tomadas), mais um para o "ar condicionado" e outro para o "chuveiro", pelo visto a mudança será radical, de 4 disjuntores para 8 no total, podendo chegar a 12 caso consiga separar tomadas de iluminação em alguns cômodos.


    5 - Elétricamente falando, não há diferença em condutores rígidos e flexíveis. Os audiófilos como o Jorge Knirsch entretanto dizem que fios rigidos são melhores pros sistemas de alta fidelidade. Se não me engano eles propagam menos as distorções harmônicas. Sei que to sendo bem superficial nesse assunto, mas a questão funcional em nada muda. O flexivel apenas facilita a passagem em locais dificeis, mas em compensação as emendas de cabos flexiveis precisam ser feitas de forma mais cuidadosa ainda, de preferência soldadas com solda de estanho (dessas pra eletronicos) ou feitas por meio de conectores tipo parafuso fendido. Na impossibilidade, os capilares do cabo flexivel devem ficar bem torcidinhos com cada ponta a ser emendada e bem isolados com fita isolante. A ligação de cabos flexiveis em parafusos que "esmagam" o fio tb deve ser feita idealmente com uso de terminais, pra não quebrar os capilares do condutor.
    Vou usar os flexíveis por uma questão de facilidade do padrão até a caixa de distribuição (CD). No interior da casa, manterei a maioria dos fios rígidos. Como fiz uma misturada de 220v e 127v em todos os cômodos, decidi tirar o 220v na maioria deles, deixando apenas no banheiro (chuveiro e secador de cabelos), cozinha (micro-ondas), quarto (Ar Condicionado) e área de serviço (ferro de passar roupas e um refletor nos fundos da casa). Vou aproveitar e colocar fiação para um possível (ar condicionado / 220v) no quarto do meu filho.

    6 - No padrão não tem disjuntor geral não? Se for fio 10mm2 chegando até esse disjuntor de 60A, está alto, o ideal é não passar de 50A, para evitar sobreaquecimento do cabo 10mm2. Se vc instalar outro você só vai aumentar as chances de um maior nivel de corrente passar pelo fios que chega até o de 60A, que provavelmente estão subdimensionados pra um disjuntor de 60A. Agora se forem 16mm2, tudo bem, você até pode por outro, mas que não permite a corrente ultrapassar no máximo uns 70A nos condutores principais. Pode ligar outros fios junto com o de 60A, pra alimentar outro quadro, desde que esse geral de 60A esteja de acordo com o suportado pela fiação que atende esse disjuntor de 60A.
    Como já notou na foto, o técnico que fez o serviço e a light que aprovou, 20 anos (1992) colocou disjuntores de 30A monopolar para cada fase. Pretendo trocar esses por um tri-fásico de 50A com fio de 10mm².

    7 - Bipolar sempre! Nunca utilize um disjuntor pra cada uma das duas fases, troque por bipolar assim que der, independente de ser NEMA ou IEC ("DIN").
    Vou colocar um tripolar de 50A.

    8 - Existe diferença sim. Os DIN são mais precisos e em conformidade com um número maior de normas, apesar de os NEMA mais recentens não serem ruins, especialmente os Lorezentti que aumentaram a qualidade nos ultimos modelos que inclusive encaixam em trilhos DIN como nas garras NEMA.
    Vou gastar uma grana mas vai valer todo centavos gasto.

    9 - Quadro Tigre x Siemens. Eu uso Siemens, mas os Tigre tem uma vantagem em mais cortes pra entrada de conduites e de tamanhos mais usuais. Eles vem tb com tampinhas pros espaços vagos de disjuntores, os da Siemens não vem, e o quadro você compra já com ou sem barramento, sendo que o modelo c/ barramento já vem dois, um pra neutro e outro pra aterramento, os da Siemens vem sempre sem barramento, você tem que comprar por fora cada um deles. Os da Tigre tb tem uma porta única pra acesso à todos disjuntores, os da Siemens tem duas que achei muito frageis, não tem espaço pra colocar a descrição de cada disjuntor, já os da tigure além de espaço, vem com umas plaquinhas padronizadas tipo, "Cozinha", "Sala", "Chuveiro" e tem espaço pra vc por outras, os da Siemens não tem espaço algum, só um espacinho com numeros de 1 à 24 no modelo de 24 disjuntores. O Siemens entretanto tem um acabamento geral melhor, os trilhos são melhores, de metal, a caixa tem um espaço melhor, tem menos cortes pra conduites, mas aceita até 4 50mm e 4 de 20mm. Nos de 50mm vc pode abrir furos menores tb, mas não é nada pratico fazer isso. O quadro da Siemens vem tb com uma etiqueta adesiva com informações de advertência pra quando um disjuntor atuar ou um DR atuar - mais pra leigos mesmo, mas é exigência da norma.

    Barramento padrão 100kvA?? 100.000 Watts??? Barramento de que foto, vc diz? Barrameto de fases ou de neutro/aterramento?
    Pelo visto, irei de Tigre, modelo de 24 disjuntores (12 + 12). 1 IDR + 3 DPS + 10Disjunores (4 bipolar - espaço de 8 + 6 unipolar).


    10 - Aterramento em TT - USO OBRIGATÓRIO DE DISPOSITIVO DR pra todos os circuitos. Um geral tetrapolar engloba todos os circuitos (no teu caso passaria duas fases e neutro principais pelo DR, ficando uma fase vaga), mas há implicações em adotar um DR dessa forma, 1 pra tudo. A instalação não pode ter problemas de fuga elevada, chuveiros elétricos não podem apresentar fugas tb - deve ser no mínimo com selo "Compatível com DR" - Recomendo os FAME - medi uma fuga muito pequena nesses chuveiros, mas se a água ai for salobra, ferruginosa, tiver muito cloro, possívelmente você não consiga ligar mais de 1 chuveiro por DR, mesmo de baixa fuga. A resistividade da água precisa estar acima de 1300ohms por cm pra fuga não ser tão elevada. A implicação é que fuga em apenas um aparelho, vai desligar toda instalação. Mas você pode adotar um DR por chuveiro tb, DR bipolar - Fase e Neutro ou Fase-Fase. Você entretanto precisará de 1 disjuntor + 1 DR pra cada circuito a ser protegido por DR dedicado - Atenção: DR precisa ser especificado e instalados corretamente pra não se ter dor de cabeça depois, mas a segurança que ele dá pra você, família e patrimônio, é muito maior, pq o DR tb detecta pequenas fugas que podem virar um incêndio. São as pequenas fugas e arcos elétricos, que passam indetectáveis por um disjuntor comum, as maiores causas de incêndios por causas elétricas.

    Baixa incidência de raios - entretando a adoção de proteção não deve ser descartada só por isso. O uso de DPS entre Fase(s) e Neutro e entre Neutro e Aterramento é algo interessante já que protegerá contra picos de tensão por manobras (ligamento/religamentos) durante manutenção na rede elétrica e picos de tensão de outras naturezas. Acidentes com postes de alta tensão por exemplo, tocando na rede de baixa tensão, gera picos enormes de tensão, o DPS irá proteger tb, mesmo que ele se queime durante um evento desse tipo, já que a duração de um surto dessa natureza é mais longa do que um raio que duram milesimos de segundo - Atenção: DPS precisam ser escolhidos e instalados corretamente pra maior eficiência e menos transtornos na instalação, até o tamanho dos fios que vão ao DPS influenciam na sua operação.

    (continua abaixo)
    Já estou sonhando com a minha nova instalação.
    Editado por Rafael23_RJ, 03-09-2012 às 16:27. Motivo: Ajustes no conteúdo em geral.


  12. #551
    Speed Racer Avatar do(a) Rafael23_RJ
    Registro em
    7-5-04
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    2.026
    Nome Verdadeiro
    Cláudio Ventura
    ——————————————
    Obrigado:
    138 concedido(s)
    254 recebidos por 204 msgs

    Piscada Aterramento é coisa séria!

    ... continuando

    Citação Originalmente Enviado por _rau_ Ver Mensagem
    Respostas à outra leva de perguntas:

    1 - Normal. A carga da geladeira por ser de natureza indutiva, tem um pico elevado de corrente durante a partida, o mesmo acontece com bombas, ar-condicionado e alguns microondas mais potentes. Numa instalação de um ambiente de luxo eu diria que esse tipo de coisa constantemente tira um pouco a elegância do ambiente e uma solução que reduz esse problema é criar um circuito separado pra iluminação. Provavelmente as luzes aí estão ligadas no mesmo circuito das tomadas de cada cômodo.

    De forma ideal, cada fase deve ter tipos de cargas bem variadas entre cada uma e não apenas um tipo de coisa numa fase e outra na outra, mas colocando as luzes tudo numa fase diferente da fase que tá a geladeira, vai eliminar esse problema totalmente, mas não recomendo. Mantenha sempre a distribuição de cargas e equipamentos de especificações de funcionamento diferenciadas de forma misturada e equilibrada entre cada fase, dessa forma as chances de uma sobrecarga no condutor neutro são reduzidas, as correntes se anulam no neutro quanto mais equilibrado for o consumo nas fases...

    2 - Qual a potência em watts da cafeteira? Qual tipo de disjuntor utilizado? NEMA ou DIN? Se DIN, qual a curva? B ou C? Pra saber isso olhe o valor de corrente dele, o "B" ou "C" vem antes do valor da corrente.
    Essa é uma grande dúvida que ainda não obtive resposta.

    3 - Esse terra só vai ter uma função, escoar corrente de fuga "natural" e pra isso ele serve, mas tem uns problemas. Se ocorrer uma falha grave dentro do chuveiro que provoque uma energização direta da água, esse terra será incapaz de provocar um desligamento do disjuntor. Um aterramento em TN-C-S ou TN-S possivelvemente faria o disjuntor desarmar, mas não é garantido devido alguns fatores, por isso só um DR pra dar proteção completa mais efetiva seja em TN-C-S, TN-S ou TT e por isso são obrigatórios por norma no mínimo nas áreas molhadas ou sujeitas a estarem. O outro problema é a tensão de passo. Se essa malha se saturar com uma corrente de falta, o próprio chão vai dar choque - tensão de passo que pode ocorrer 1 a 2 metros ao redor de toda haste, podendo eletrocutar quem tiver tomando banho por estar descalço e com chão molhando, ainda por cima se a haste tiver ao lado do banheiro! E mais um problema: agora que você tocou num ponto que eu levantei ai acima, se seu chuveiro dá choque na torneira, possivelmente a fuga está elevada e um DR ficaria desarmando o tempo inteiro. Uso do dispositivo DR é obrigatório por norma, mas seus chuveiros precisam ser do tipo de baixa fuga ou melhor ainda, com resistência blindada que a fuga é 0. Aliais, qual é a marca e modelo desse chuveiro?
    Devo comprar um da Lorenzeth 220v 7500v (Ducha Advanced Eletrônica 220v 7500w - Lorenzetti).

    Aproveito aqui pra dizer, ao adotar um aterramento em esquema TN-S (separação do neutro e terra no padrão), todas as tubulações, de gás e água, precisar estar equipotencializadas com esse sistema de aterramento ou seja, ligadas ao fio terra. O próprio barramento de aterramento do QD pode servir de barra de equipotencialização, onde serão ligados os terra da tubulação de gás e de água. Deve ser criar pontos equipotenciais o quantos forem necessários pra qualquer metal que esteja em contato com a terra.
    Pretendo levar o fio terra (T) e o neutro (N) separadamente mas pela foto, vou ter que mudar alguma coisa.



    Esse fio que desce é o neutro (N) da Light que é ligado ao barramento (foto abaixo).



    Em seguida este fio vai ao encontro da haste do fio terra, formato triângulo.







    4 - Sendo possível ($$) recomendo! Você terá quedas de tensão menores, você poderá aproveitar esse 16mm2 pra ligar ao outro QD a partir do quadro antigo. Se no padrão não tiver um disjuntor geral, que o geral de cada quadro não permite a corrente se elevar acima de 70A no máximo, em cima dos condutores 16mm2. Se for puxar digamos 10mm2 do quadro antigo pro novo, que o disjuntor geral do novo quadro seja capaz de proteger o fio 10mm2 ou seja, no maximo de 50A.

    5 - Consumo não tem diferença em 127 ou 220V, o que tem diferença é a maior corrente no fio em 127V, que se não tiver bem dimensionando, vai esquentar mais e logo, vai dispediçar energia na fiação, em forma de calor. Os únicos equipamentos que costumam consumir menor energia em 220V, mas é algo irrisório, 2% mais ou menos, são fontes de eletrônicos. Por elas trabalharem internamente com um dobrador de tensão, como as fontes para computadores, há uma perda de 2 ou 3% nesse processo e logo consomem 2 à 3% menos em 220V. Mas no teu caso, pra conseguir 220V, vai usar duas fases, o que não recomendo pra eletrônicos tipo DVD, TV, Computadores... Mantenha fase/neutro nesses circuitos, é melhor. Use 220V pros chuveiros, pro ar-condicionado, pra máquina de lavar e coisas do tipo.
    É o que pretendo fazer, voltar com a iluminação para 127v e manter em 220v o chuveiro, ar condicionado, secador de cabelo e o o micro-ondas.

    No final da sua msg parece que ficou cortada, dá uma olhada ai. Espero ter respondido tudo, caso tenha ficado alguma coisa mal explicada, diga ai.
    Já estou vendo preços para ter uma idéia de quanto irei gastar.


  13. #552
    Membro
    Registro em
    9-9-12
    Localização
    Promissao SP
    Mensagens
    3
    ——————————————
    Obrigado:
    0 concedido(s)
    0 recebidos por 0 msgs

    MEU CARO RAU.
    Anexo 89205
    gostaria de saber se tenho q estalar os DPS antes ou depois do DR, isso faz diferença, outra coisa, tem diferença se fazer igual a imagem que o neutro passa no medidor se junta ao terra e vao os dois para o quadro de distrubuicao ou se o neutro passa no medidor direto para o quadro de distribuicao sem se juntar com o terra, isso da diferença ?

    Questao do chuveiro ativar o DR 63A 30mmA ? meu chuveiro 6800W é novo mas nao sei se quando eu estalar o DR ele vai cair toda hora, sera q tenho q estalar um cheiro blindado?

    Meu projeto eletrico fico assim:Anexo 89480Anexo 89481

    Tem algumas alterracao q vou fazer quando for estalar, por exemplo não vou mais usar bitola de 25mm, vo usar de 10mm e trocar aquele disjuntor de 60A para 50A (uma pergunta, a companhia de energia estalo um de 60A, estou querendo não mecher nele pq nao tem como desligar a força nele teria q chamar eles pra fazer isso, e to querendo estalar um geral de 50A no QD, o q vc acha), antes q vc comente esse DR é so ilustracao (nao tem DR com 3 polo) ele é com 4 polo, a distancia do QG ate o GD é 30m é por isso q tem esse DPS neutro terra, por causa da distancia estou certo ? (me explique em q caso ele nao precisaria?) a construcao é bem no fundo do terreno, futuramente vai construir mais na frente do terreno, a potencia estalada na casa é + ou - 14000W e potencia demandada +ou- 10000W, estalacao bifasica.

    Rau vc tem alguma observacao a fazer!!!!
    Editado por Paulo Rafael, 13-09-2012 às 15:29.

  14. #553
    Speed Racer Avatar do(a) Rafael23_RJ
    Registro em
    7-5-04
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    2.026
    Nome Verdadeiro
    Cláudio Ventura
    ——————————————
    Obrigado:
    138 concedido(s)
    254 recebidos por 204 msgs

    Pela distância, creio que você deva usar o cabo de 16mm² pois pesquisei sobre a minha distância de 22 metros e fui recomendado usar o cabo de 10mm²


  15. #554
    Membro
    Registro em
    3-12-08
    Localização
    Rio de Janeiro/RJ
    Mensagens
    83
    Nome Verdadeiro
    Erick
    ——————————————
    Obrigado:
    80 concedido(s)
    2 recebidos por 2 msgs

    Essa caixa de distribuição tigre que já vem com barramento. Qual o barramento? Trifásico ?? A gente que escolhe ?

  16. #555
    Membro
    Registro em
    10-12-10
    Localização
    Presidente Prudente São Paulo Brasil
    Mensagens
    160
    ——————————————
    Obrigado:
    22 concedido(s)
    29 recebidos por 27 msgs

    Topico extremamente util para quem como eu está em fase de construção da casa!
    Grande abraços aos amigos e continuem assim divulgando o maximo de conhecimento que puderam !

 
 
 
Página 37 de 40 PrimeiraPrimeira ... 27323334353637383940 ÚltimaÚltima

Tags para este Tópico

Regras de Postagem

  • Você não pode criar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode anexar arquivos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
  • Tags estão Ligado(s)
  • Smilies estão Ligado(s)
  • Tag [IMG] está Ligado(s)
  • Tag [VIDEO] está Ligado(s)
  • Código HTML está Desligado