Anúncio do HT Forum

Brasil

Discussão em 'Política e Economia, Nacional e Internacional' iniciada por Dennis, 14 Mar 2010.

  1. LUCAZ

    LUCAZ Lá vem o Brasil, descendo a ladeira...


    Desde 1 Jun 2006
    vinhedo/sp/brasil
    upload_2019-6-19_23-25-30.jpeg

    Mito! Mito! Mito! :lol::lol::lol::lol:


    Grande abraço
    Lucaz, iconoclasta sempre
     
    • 4
  2. Luigi

    Luigi Usuário


    Desde 24 Dez 2005
    Brasil
    68E284F2-4856-49D8-A43F-0E4616189B4B.jpeg
     
    • 1
  3. π2018

    π2018 Usuário

    5.243 4.502 886

    Desde 19 Set 2006
    Atlanta/GA
    O papel dos Bancos de Fomento
    por André Motta Araújo

    A partir da criação do Banco Mundial, fundado como Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento, em 1946, cujo primeiro presidente foi Eugene Meyer, dono do jornal The Washington Post, deu ensejo a criação de bancos de fomento pelo mundo, considerando no grupo os bancos de fomento à exportação.

    Os EUA criaram o EXIMBANK, a Europa muito depois o Banco Europeu de Desenvolvimento, criados também bancos similares na Ásia e África, a Corporacion Andina de Fomento, hoje muito ativa, o Banco Interamericano de Desenvolvimento, por inspiração de Juscelino Kubitschek, no grupo dos bancos de fomento à exportação, os EXIMBANKS do Japão e Coreia do Sul, o grande banco alemão de exportação, KfG, a COFACE e o Banque Française pour le Commerce Exterieur da França, o Export Credit Guarantee Department do Reino Unido, o Export Credit Department do Canada, também tem bancos de fomento os países nórdicos. A China tem 12 bancos de fomento para tudo, os BRICS criaram o New Development Bank com sede em Shangai.


    PUBLICIDADE
    Os bancos de fomento são BRAÇOS GEOPOLÍTICOS dos seus governos e fazem operações de caráter político, muitas operações têm problemas.

    O Brasil foi grande tomador desses bancos quando construiu suas usinas hidroelétricas, a Ponte Rio Niterói (financiamento do Reino Unido), a Ferrovia do Aço e, em várias épocas entre 1950 e 1990, ATRASOU e entrou em moratória.

    Países não podem falir e as moratórias são resolvidas em NEGOCIAÇÕES. Os países credores reúnem seus bancos de fomento em um comitê informal conhecido como “CLUBE DE PARIS”, que funciona no Quai d´Orsay, o Ministério de Relações Exteriores da França, e lá se renegocia. O Brasil lá esteve em mais de cinco situações de moratória, chegou a atrasar operações por três anos.

    Leia também: Greenwald: "A cada mentira, nós publicaremos prova de que Moro está mentindo"
    As operações de bancos de fomento estatais têm um duplo caráter, comercial e geopolítico. Créditos são abertos para conquistar influência em outros países, o Pentágono tem um grande banco para financiar exportações de material bélico, o DEFENSE SECURITY COOPERATION AGENCY, que opera como braço auxiliar da política externa dos EUA, é um braço estratégico do sistema geopolítico de Washington.


    Um dos maiores créditos da história do EXIMBANK americano foi o financiamento da ICOMI, a companhia de exploração do manganês do Amapá, do empresário Augusto Azevedo Antunes. Manganês era minério estratégico e os EUA precisavam desesperadamente desse material para sua indústria bélica, a mina do Amapá foi explorada e se esgotou. A operação do Eximbank foi essencialmente estratégica, de interesse do governo dos EUA.

    O BNDES

    O BNDES foi criado por inspiração americana, da Missão Abbink, a Comissão Mista Brasileiro Americana de Desenvolvimento (Pano Salte). Os americanos propuseram a criação de um banco de fomento com os recursos do Fundo do Trigo, conta em cruzeiros depositada no Banco do Brasil e pertencente ao Governo dos EUA por conta de exportações de seu estoque de trigo. A estruturação do então BNDE ficou a cargo do Embaixador Roberto Campos, depois seu presidente. Campos era um liberal em economia, mas sempre considerou crucial a existência de um banco de fomento para o Brasil.

    O BNDES foi o financiador fundamental do grande parque hidroelétrico brasileiro, dos metrôs nas capitais do Brasil e de grande número de obras públicas fundamentais. Mais ainda, o BNDES foi ESSENCIAL no desenvolvimento da EMBRAER, porque financia suas exportações de aeronaves.

    Leia também: Vaza Jato do Intercept desperta o "demasiado humano" nacional, por Wilson Ferreira
    Considerar que o BNDES deve ser extinto, como pensam alguns malucos neoliberais que hoje comandam a economia brasileira, é uma traição ao Brasil.

    Talvez seu fanatismo parta da ideia que o grande inventor dos bancos de fomento foi Lord Keynes, pai do Banco Mundial. Keynes é o demônio para os neoliberais fanáticos que amam a concentração de capital, a guerra aos pobres e a ideia de que o mercado resolve tudo.

    AMA
     
    • 2
  4. Rodriguezz

    Rodriguezz Turn On, Tune Up, Rock Out!


    Desde 20 Jan 2006
    Rio
    Coisa mais inútil aquela sabatina do Moro.

    Assisti quase tudo, basicamente serviu de palanque, sem nenhum efeito prático, nem contra, nem a favor.
     
    • 2
  5. Edizão

    Edizão Usuário

    298 111 48

    Desde 7 Abr 2010
    São Paulo


    SE EU FIZESSE ISSO SAIA DA DELEGACIA PRESO.
     
    • 1
  6. Zkyzytuz

    Zkyzytuz Esganando Estátuas


    Desde 6 Jun 2005
    Juiz de Fora
    O país está avançando...

    RIO — Os economistas seguem cada vez mais pessimistas em relação ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro neste ano. Pela 16ª vez consecutiva, os analistas consultados peloBanco Central (BC) para a elaboração do Boletim Focus cortaram a projeção de expansão da economia em 2019: agora, estimam que o PIB cresça apenas 0,93%.

    O percentual é inferior ao crescimento da economia em 2017 e 2018, quando o PIB avançou 1,1%. No início deste ano, as projeções eram muito mais otimistas. Alguns economistas chegavam a apostar em crescimento na faixa de 2,5%.

    As estimativas seguem a divulgação do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) , espécie de prévia do Produto Interno Bruto (PIB) , na semana passada, que registrou queda de 0,47% em abril. O número reforça a avaliação de analistas de que a economia brasileira perdeu fôlego e vai crescer menos ao longo de 2019.

    As expectativas pessimistas também começam a afetar as projeções para 2020. Também de acordo com o Focus, o PIB do próximo ano deve avançar 2,2%. Este é o segundo corte na projeção de crescimento da eocnomia para o ano que vem.

    https://oglobo.globo.com/economia/m...ento-da-economia-abaixo-de-1-em-2019-23744913
     
    • 1
  7. Zkyzytuz

    Zkyzytuz Esganando Estátuas


    Desde 6 Jun 2005
    Juiz de Fora
    O país está avançando (parte 2)


    Por que o país não cresce? Entenda como a engrenagem do PIB parou
    Economia voltou a ficar no vermelho no 1º trimestre deste ano, com queda de 0,2%
    A queda do PIB, depois de um período de fraco crescimento — a economia cresceu só 1,1% em 2017 e repetiu essa baixa expansão em 2018 — já leva alguns economistas a avaliarem que o país vive um quadro contínuo de estagnação e outros a não descartarem o risco de o Brasil cair numa depressão .

    Indicador síntese da atividade econômica, o PIB reflete a falta de ânimo de consumidores e empresários e a crise fiscal do governo. Entenda, abaixo, como a engrenagem da economia brasileira parou.

    [​IMG]

    EMPREGOS

    Sérgia Monteiro, de 49 anos, perdeu o emprego como secretária em 2015 e desde então mantém a casa com o dinheiro das encomendas de doces que faz e o salário do filho mais velho, que trabalha com inspeção veicular.

    Do ano passado para cá, porém, viu a clientela cair por conta da crise. E precisou cortar despesas e adaptar as compras de mercado para não fechar o mês no vermelho:

    — Cheguei a pedir dinheiro emprestado para conseguir pagar as contas. Tive que cancelar o telefone residencial e mudar o pacote da TV a cabo para um mais básico. No mercado, só compro as marcas mais baratas ou que estão em promoção — explica a moradora de Bonsucesso, na Zona Norte do Rio.


    No Brasil, a economia é muito dependente do consumo das famílias. Os gastos de 210 milhões brasileiros respondem por mais de dois terços do PIB, com um peso de 64% na geração de renda do país. Ou seja, quando as famílias têm que cortar suas despesas, é muito difícil o país crescer.

    No primeiro trimestre de 2019, os gastos das famílias ficaram estagnados, com alta de só 0,3%.

    Com mais de 13 milhões de brasileiros desempregados e 62,3 milhões de consumidores com contas em atraso, as famílias estão sem fôlego para consumir . Mesmo quem está empregado e sem dívidas é afetado pelo clima econômico ruim e se mantém cauteloso nos gastos.

    O quadro de desemprego só não é pior porque há muitos brasileiros na informalidade. Mas, sem renda fixa, este trabalhador tende a consumir menos. O vendedor ambulante Anísio Santana, de 33 anos, pai de dois filhos, vende água e cerveja no trem "de meio-dia até a hora que dá.


    COMÉRCIO

    O índice de confiança dos consumidores brasileiros, que chegou a subir entre outubro de 2018, logo após as eleições, e janeiro deste ano, em meio a uma expectativa de melhora na economia, voltou a cair em fevereiro e há três meses está em queda.

    — Não sei onde está o crescimento, até agora estou esperando a melhora no comércio — diz ele.

    No ano passado, o varejo teve um alívio e chegou a abrir 11 mil lojas pelo país — número pequeno se comparado a um total de 220 mil pontos de venda fechados entre 2014 e 2017.


    INDÚSTRIA

    Se o consumidor não gasta e o comércio não vende, a indústria não produz. O setor industrial foi o mais afetado pela crise e, após crescer só 0,6% em 2018, sofreu uma queda de 0,7% no primeiro trimestre deste ano.

    À frente da fábrica Plastlab, que construiu há 28 anos em Madureira, na Zona Norte do Rio, o empresário Marcelo Oazen já chegou a fabricar 130 toneladas por mês de plásticos variados. Hoje, sua produção é de 40 toneladas mensais. Os plásticos e derivados são vendidos para hospitais, companhias aéreas e comércio em geral.

    No auge, ele chegou a empregar 82 trabalhadores, mas demitiu 22 funcionários.

    — Há oito anos, no pico de produção, produzíamos muito para multinacionais que acabaram saindo do país.

    .
     
    Última edição: 20 Jun 2019
    • 3
  8. Foi o poste mijando no cachorro.

    Como sempre nesse Brasil:annoyed:
     
    • 4
  9. carlos_camardella

    carlos_camardella Usuário


    Desde 29 Dez 2004
    Rio de Janeiro
    Também assisti e concordo plenamente.
     
  10. Zkyzytuz

    Zkyzytuz Esganando Estátuas


    Desde 6 Jun 2005
    Juiz de Fora
    sss.png
     
    • 3
  11. carlos_camardella

    carlos_camardella Usuário


    Desde 29 Dez 2004
    Rio de Janeiro
    A pergunta não foi pra mim, mas parte da resposta é que o mercado está precificando a Reforma da Previdência. Quanto mais "tímida" e mais demorar, menor será o desejo de investir aqui, e não estou falando de especulação, mas dos empresários e seus investidores (sócios capitalistas) mesmo.
     
  12. spf1

    spf1 Usuário


    Desde 24 Jul 2012
    Nova Friburgo
     
    • 1
  13. spf1

    spf1 Usuário


    Desde 24 Jul 2012
    Nova Friburgo
  14. π2018

    π2018 Usuário

    5.243 4.502 886

    Desde 19 Set 2006
    Atlanta/GA
    Qual mercado o financiero ou o que investe em fábricas e gera emprego.
    O Mercado financeiro sempre faz suas jogatinas mas no Brasil dificilmente colocarão investimentos em ativos produtivos que demandem prazo longo de retorno.
    Só se interessam por ativos privatizáveis vendidos por uma fração do que vale os ativos da empresa e de preferência com financiamentos a juros baixos.
     
  15. carlos_camardella

    carlos_camardella Usuário


    Desde 29 Dez 2004
    Rio de Janeiro
    Eu expliquei no fim do post, " não estou falando de especulação, mas dos empresários e seus investidores (sócios capitalistas) mesmo".

    Há um monte de empresas prevendo investimentos pro 2o semestre, justamente aguardando a aprovação da Reforma pra ver se o Governo terá força pra empurrar pra cima a economia do país. Entre eles, temos a Honda em Manaus (500 milhões), Hyundai em Piracicaba (100 milhões), Scania em São Bernardo (1,5 bilhões), Heineken em São Paulo (500 milhões), Klabin que vai contratar mais de 10 mil pessoas, Carrefour vai abrir um monte de lojas novas, a GM também vai investir não seu quantos bilhões, e outras que não lembro. Investimentos represados há 2 anos em média e que estão programados pro 2o semestre, no aguardo do que vai acontecer.
     
    • 2
  16. spf1

    spf1 Usuário


    Desde 24 Jul 2012
    Nova Friburgo
    Crime a conta-gotas
    SALVARBrasil 20.06.19 06:34 Continue lendo sua newsletter
    Leia mais sobre este assunto
    Newsletter - Política de privacidade



    O Globo, em editorial, analisou a sabatina de Sergio Moro no Senado:

    “Há uma questão técnica e jurídica a ser resolvida: é preciso que as mensagens sejam atestadas como verdadeiras. Mas para quem se interessa apenas em usar o caso com finalidade política, tudo caminha no passo adequado: supostos diálogos são divulgados a conta-gotas, e isso alimenta discursos constantes a favor da anulação da Lava Jato e consequente libertação e limpeza do prontuário do ex-presidente.



    O depoimento do ministro Sergio Moro não foi um extenso declaratório. O ex-juiz também apresentou estatísticas para afastar a ideia de conluio com procuradores. Das 45 ações nas quais deu sentenças, o MP recorreu em 44. A oposição corre o risco de ficar falando só para convertidos.
     
    • 2
  17. Zkyzytuz

    Zkyzytuz Esganando Estátuas


    Desde 6 Jun 2005
    Juiz de Fora
    É. Ou seja, por enquanto o país não tá avançando, muito pelo contrário.

    Última: Depois da Ford, agora a Toyota anuncia uma penca de demissões.

    Eu só espero que, depois que a reforma passar, o mercado fique meio imune das trapalhadas da Bozo Family e que a economia cresça APESAR deles...
     
    Última edição: 20 Jun 2019
  18. Zkyzytuz

    Zkyzytuz Esganando Estátuas


    Desde 6 Jun 2005
    Juiz de Fora
    Depois de 845 séculos...

    Justiça Federal em SP condena filhos de Paulo Maluf por lavagem de dinheiro
    Os filhos Flávio, Ligia e Lina Maluf foram condenados e podem recorrer em liberdade. Defesa diz que vai recorrer.
    https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/n...-de-paulo-maluf-por-lavagem-de-dinheiro.ghtml

    Os desvios ocorreram por meio de propinas cobradas principalmente durante a construção da Avenida Água Espraiada, atual Avenida Jornalista Roberto Marinho, na Zona Sul da cidade. A obra, a cargo das empreiteiras Mendes Júnior e OAS, custou R$ 796 milhões, mais que o triplo do necessário, segundo estimativas de testemunhas.

    Segundo o MPF, o esquema envolveu a abertura de contas e fundos de investimento ligados a empresas offshore sediadas na Ilha de Jersey e nas Ilhas Virgens Britânicas, dois paraísos fiscais. O dinheiro, que também passava por bancos de Nova York, era repatriado a partir da suposta compra de títulos que essas companhias realizavam em favor da Eucatex, empresa da família Maluf no Brasil.
     
  19. spf1

    spf1 Usuário


    Desde 24 Jul 2012
    Nova Friburgo
    Fachin dá a Lula acesso a dados sigilosos do acordo de leniência da Odebrecht
    SALVARBrasil 20.06.19 08:30
    Por Renan Ramalho
    Continue lendo sua newsletter
    Leia mais sobre este assunto
    Newsletter - Política de privacidade



    Edson Fachin aceitou um pedido da defesa de Lula para ter acesso a informações sigilosas do acordo de leniência da Odebrecht, que está sob os cuidados de Luiz Antonio Bonat.

    Os advogados dizem querer conferir se são fidedignos dados extraídos dos sistemas de pagamento de propina da empresa que apontam o ex-presidente como beneficiário.



    Na ação apresentada ao STF, a defesa também pedia a suspensão da ação penal na qual Lula é acusado de corrupção e lavagem por receber um terreno da Odebrecht para seu instituto.

    Fachin rejeitou esse pedido, mas deu acesso aos dados da leniência que digam respeito ao ex-presidente e que não sejam objeto de investigações em andamento.

    A defesa deverá manter os documentos em sigilo.
     
  20. spf1

    spf1 Usuário


    Desde 24 Jul 2012
    Nova Friburgo
    Saíram com Onix da casa civil
     
    • 2
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso