Cabos para uma ressaltada nas altas: quais sugerem?

Discussão em 'Cabos e Conexões de Áudio' iniciada por Progger58, 11 Set 2019.

  1. Progger58

    Progger58 Usuário


    Desde 7 Mai 2004
    Campina Grande-PB
    Anúncio do HT Forum
    Estou pensando em ver se consigo dar uma ressaltada nos agudos no meu sistema através da troca dos cabos de interconexão.

    Seriam, especificamente, um par de cabos RCA para conexão entre o toca-discos e o pré de phono, juntamente com um par de cabos XLR para conexão entre o pré de phono e o integrado.

    Atualmente eu estou utilizando nessa conexão a que me referi um par de Kimber Hero (RCA) e um par de cabos Logical Cables (XLR).

    Vocês acham que isso seria realmente possível, ou seja, a simples troca desses cabos proporcionar alguma arejada nos agudos?

    E caso positivo, quais marcas sugerem como opção nesse sentido?

    Agradecido. (y)
     
  2. bob51

    bob51 Usuário


    Desde 3 Fev 2014
    Cotia - SP
    Cabos de prata costumam ter essas caracteristicas.
     
    • 3
  3. Progger58

    Progger58 Usuário


    Desde 7 Mai 2004
    Campina Grande-PB
    Eu já tinha lido comentários sobre isso realmente.

    Sugestões sobre cabos com essa características seriam muito bem-vindas. (y)
     
    • 1
  4. Nascimento

    Nascimento Usuário

    Nao qual a seu target $$$, mas Kimber 1130/1136 pode ser uma solucao!
    Tenho um 1130 anunciado!
    Pagando os custos, posso enviar para voce ouvir!
     
    • 2
  5. Renato Gomes

    Renato Gomes Arquiteto e Urbanista


    Desde 18 Mar 2007
    Rio de Janeiro/RJ/Brasil
    Acho que um amigo tem um par de Acoustic zen XLR aqui.
    Vou verificar se ele pode enviar pra você testar.
     
    • 1
  6. MSR

    MSR Usuário


    Desde 11 Ago 2005
    Campina Grande, PB
    Demetrio,

    A qed tem uns cabos de prata e são de excelente custo-benefício

    Marcelo
     
    • 3
  7. Renato Gomes

    Renato Gomes Arquiteto e Urbanista


    Desde 18 Mar 2007
    Rio de Janeiro/RJ/Brasil
    Infelizmente ele não tem mais o cabo.
    Mas fica o registro aqui. Era um Silver Reference da Acoustic Zen XLR. Excelente cabo!
     
    • 1
  8. Nascimento

    Nascimento Usuário

    Um amigo acabou de pedir para ouvir, amanha estou colocando no SEDEX!
     
    • 1
  9. FelipeRolim

    FelipeRolim Keep Improving Myself


    Desde 17 Ago 2008
    Quatiguá/Paraná/Brasil
    Qualquer marca de cabo terá, nas suas linhas básicas e intermediárias, limitações ou características muito evidentes que tornarão a escolha algo obrigatório. Somente nas linhas top é que os cabos são o que chamo de "completos". Por exemplo, o Kimber 8TC é um cabo aberto, com graves um pouco tímidos (embora nada ocultos) e agudos mais proeminentes, além daquela "secura" à qual sempre me refiro quando falo sobre a linha TC da Kimber. Já o 12TC, para mim, é um cabo neutro e equilibrado, mas é preciso ponderar que, mesmo eu atribuindo ao 12TC tais características, ainda não perde a a secura, a dureza. Já a linha Select representa uma clara evolução de sonoridade, não só porque tem mais detalhamento, mas também porque apresenta mais delicadeza, corpo, riqueza, com tempos de decaimento melhores, e isso faz do conjunto algo superior, mais aprimorado. Usei a marca como exemplo, mas esta "progressão" é verificável em qualquer outra.

    Seguindo nos exemplos, se considerar marcas como Kimber (linha TC), Nordost (Heimdall e Frey), Chord (a maioria), terá marcas que, nos modelos de cabo mais básicos, priorizam a secura, a precisão, o foco, o brilho e a abertura. Eles deixam o som um pouco mais técnico, o que não é, nem de longe, ruim, mas em excesso causa fadiga. Já marcas como Wireworld, MIT, Transparent, Purist, alguns Siltech e alguns van den hul são as que priorizam o todo em detrimento do detalhe. Então, cabos como o Oasis 7, o MIT Shotgun, o Transparent MusicLink Super e o Siltech 330i são cabos que não vão permitir ouvir o detalhe do detalhe, não vão entregar rigidez e precisão na localização de palco, mas vão dar uma noção panorâmica melhor, mais musicalidade, relaxamento, delicadeza etc. Então, uma coisa é equilíbrio tonal, outra a sonoridade típica, o "approach". Isso, é importante que fique claro, não é defeito, mas sim característica.

    Estou fazendo esta distinção porque, como é de se esperar, à medida em que se vai subindo de nível, os cabos vão ganhando cada vez mais equilíbrio, cada vez mais "conteúdo de música" é entregue (e não quantidade de informação - que, na prática, nada tem a ver com música), e isso pode deixar as escolhas mais difíceis, quando se busca o "desequilíbrio". Ora, no alto nível, não é de se esperar que um cabo toque com sobra de graves ou excesso de agudos e, essencialmente, o que sobra é apenas o que denomino de "approach", a forma de tocar típica. Os Nordost não vão perder sua precisão, sua articulação, seu arejamento, sua dinâmica. sua vivacidade, mas vão ganhar corpo harmônico, fidelidade tímbrica, delicadeza e musicalidade. Os Transparent não perderão sua musicalidade, seu relaxamento, mas ganharão em precisão, em foco, em brilho, em velocidade. De forma sintética, quase sempre, ganharão em equilíbrio.

    Diria, portanto, que o mais correto não é procurar por algo que seja mais ressaltado nas altas, porque isso implicaria quase sempre num cabo de baixo nível (desequilibrado), mas sim algo com características típicas de precisão e brilho, como é o caso dos Nordost e dos Kimber da linha Select. Um Frey de caixas, por exemplo, faria um trabalho maravilhoso. E, quanto ao mais, na parte que proposital e deliberadamente precisa ser "desequilibrada" (a seção de graves), eu optaria por promover o ajuste deles por meio do posicionamento das caixas no ambiente, e não por meio do cabeamento. Com isso, praticamente se consegue "eliminar" a variável do equilíbrio tonal do próprio cabo, restando apenas sua forma de tocar. O acerto fica por conta das caixas na sala.

    Abraço!
     
    Última edição: 12 Set 2019
    • 6
  10. Almiro Lemos

    Almiro Lemos Usuário


    Desde 24 Fev 2004
    Natal/RN
    Demétrio, suas caixas estão com “toe in’? Seria uma forma de abrir o agudo
     
    • 1
  11. Progger58

    Progger58 Usuário


    Desde 7 Mai 2004
    Campina Grande-PB
    Prezado Almiro, as caixas estão com pouquíssimo toe-in.
    De fato eu já percebi que, com toe-in mais acentuado, os agudos aparecem mais, no entanto eu não gostei do palco proporcionado com esse posicionamento das caixas e então deixei como estavam antes, ou seja, apenas com um leve toe-in.
     
  12. marcio1965

    marcio1965 Usuário


    Desde 16 Abr 2009
    Florianópolis/sc
    Isso não existe. É pura ficção.
     
    • 1
    • 1
  13. C R C

    C R C Usuário


    Desde 8 Mar 2006
    Juiz de Fora/Rio
    Meu caso é o oposto, então evito cabos de prata, pois já verifiquei que acentuam esse brilho nos agudos. Mas sinceramente era muitíssimo pior, usando os mesmos cabos com o sistema anterior antes de um upgrade radical. Então toda a sinergia do sistema em relação ao seu gosto ( elétrica, acústica, eletrônica, caixas e no finalzinho... cabos). Se a troca do seu IC por um de prata não te satisfizer então procure outro elo, porque talvez não sejam mesmo cabos.
    Um lembrete apenas, mas porque não vejo o pessoal se preocupar com isso. Muitos de nós temos acumulo progressivo de cera nos condutos auditivos. Uma simples limpeza pode causar um espanto. Os sons agudos ficam extremamente nítidos e chegam a incomodar. Fiz há poucos dias sem precisar, estava ouvindo "perfeitamente", só de curiosidade e novamente foi absurda a diferença...
     
    • 3
  14. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    [​IMG]
     
    • 1
  15. FastMHZ

    FastMHZ Usuário


    Desde 24 Nov 2003
    Alluris
    Acredito que seja mais evidente a troca de cabos de caixa, no caso a base de prata como já indicaram.

    Suas caixas permitem bi-cablar ? Há cabos da Supra que poderia acentuar os agudos.
     
  16. Renato Nickel

    Renato Nickel Usuário


    Desde 15 Jul 2004
    Curitiba
    Última edição: 15 Nov 2019
    • 1
  17. Pamuju

    Pamuju Paulo


    Desde 3 Abr 2005
    Rio Grande / RS / Brasil
    Está aí algo que nunca fiz e tenho curiosidade sobre ...
    Consultas a oftalmo são raridade para mim ...

    Não se arrisca nada nesse processo ?
    Tenho um sobrinho que teve dores intensas após uma limpeza dessas ...
     
  18. wandique

    wandique Usuário Intrometido

  19. Renato Nickel

    Renato Nickel Usuário


    Desde 15 Jul 2004
    Curitiba
    Wandique,
    Comprei o que me orientou, Neotech NEMOS-5080.
    Renato
     
  20. C R C

    C R C Usuário


    Desde 8 Mar 2006
    Juiz de Fora/Rio
    Super simples, geralmente com jato de água morna. Pode ter havido erro médico. Mas tem gente que não acumula cera, porem não custa verificar. Isso foi só um lembrete, já que isso não costuma ser relatado e pode ser progressivo. Em audio é tudo tão relativo, que a mesma pessoa que tenha essa característica irá referir diferença com o tempo e achar que são componentes do sistema. Te garanto que vai custar menos que um cabo de prata. srs
     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso