Anúncio do HT Forum

Cabos WIREWORLD

Discussão em 'Cabos e Conexões de Áudio' iniciada por wandique, 3 Out 2013.

  1. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Anúncio do HT Forum
    Alguém já usou ? Gostaria de saber sua opinião.
     
    Anúncio do HT Forum
  2. Rusoco

    Rusoco Usuário


    Desde 23 Dez 2008
    São Paulo - SP
    Wandique,

    O que exatamente voce gostaria de saber?

    Eu já tive alguns e tenho mais um outro tanto... É só voce dar uma olhada ali no "Meu Sistema" que vc vai ver a quantidade de Wireworld que eu tenho no sistema... Tenho cabo de caixa, cabo de força, coaxial digital, jumper, USB e RCA da marca ...

    Sou bem suspeito pra falar, porque eu gosto bastante deles...

    São cabos que são um pouco mais warm em suas linhas mais basicas que vão ficando neutros, abertos e detalhados até sua linha top. Como destaque tem a macrodinamica, a musicalidade e a largura de palco.

    Mas me diga o que voce realmente quer saber, ou se tem algum cabo específico que deseja ter alguma informação pra que eu possa tentar te ajudar...(y)



    []s

    Rui
     
  3. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Rui,

    Tenho pesquisado as arquiteturas de cabos pois estou interessado em diy. Encontrei esses Wireworld e achei
    muito interessante a construção deles lendo as informações do site.
    Tenho mais interesse em saber a performance dos cabos de caixa e conexão analógico.
    Onde vc os comprou ? Segundo o site o representante aqui no Brasil é a Som Maior.
     
  4. Rusoco

    Rusoco Usuário


    Desde 23 Dez 2008
    São Paulo - SP
    Wandique,

    Sobre os cabos de caixa, eu tive o Equinox 6, o Eclipse 6 e tenho hoje o Silver Eclipse 6...

    Pra começar o que posso te dizer é que cada linha que voce sobe dentro da Wireworld vai ser sempre um up consistente... Sempre voce vai peceber que as coisas evoluiram... Pelo menos sempre funcionou assim nos meus sets... Os tres cabos de caixa que eu tive (e este que eu ainda tenho hoje) pertenciam a linhas consecutivas... Hoje, acima do Silver, tem apenas o Gold e o Platinum.

    O Equinox 6 foi meu primeiro WW... Era um cabo bem musical, com uma otima dinamica, bem vivo, um pouco aberto (nada demais, bem controlado), otimos graves e sub graves... Falta um pouquinho de refinamento pra ele, mas é um baita cabo, muito agradável... Eu não canso de indica-lo...

    Quando troquei pelo Eclipse 6 (este já pertencendo a linha Reference da marca) já percebi que a coisa mudava um pouco de figura. Notei um outro patamar de refinamento. Aqui muda contrução do cabo. No Equinox 6 era um cabo tipo twisted, já o Eclipse 6 (o Silver Eclipse 6 tb) é um cabo tipo ribbon (fita). O Eclipse 6 é menos colorido, mais neutro, como disse, mais refinado... As vozes se tornam mais naturais, a micro dinamica melhora... O agudo fica mais preciso, o grave mais extenso ainda. Ganha-se profundidade de palco. Ganha-se transparencia tb.

    Já quando troquei o Eclipse 6 pelo Silver Eclipse 6, (a construção do cabo se mantem igual, mas o material condutor muda - o Eclipse 6 é OCC Copper e o Silver Eclipe 6 é Silver-clad OCC Copper), as principais diferenças foram nas altas... A extensão nas altas mudou sensilvelmente... Alem desta maior extensão, achei que melhorou o decaimento tb... Tb achei que tive um melhor silencio de fundo, maior separação de instrumentos e melhor transparencia... Ganhou-se tb um pouquinho de profundidade de palco, texturas e organicidade.

    Mas agora, em Abril saiu a linha 7 da WW, onde todos os cabos, inclusive os Platinum são tipo twisted, ou seja, não são mais tipo fita... A WW optou pela construção igual ao Equinox 6, agora pra toda a linha... (y)


    Cabos de conexão Analógica foram os tipos de cabos que eu tive menos contato da marca... O que eu mais tive/tenho foram os cabos de força... RCA eu tenho uma WW Atlantis 5, já é uma linha antiga que está descontinuada... Seria mais ou menos equivalente ao Equinox de hoje (mas tem material diferente do Equinox de hoje)... É um bom cabo, que tem mais ou menos as caracteristicas que citei no inicio... Boa Macrodinamica, bom Subgrave, boa Largura de Palco... Mas já é de uma linha mais antiga... Já saiu a 5²,a 6 e hoje tá na 7... Já evoluiu bem até hoje... (y)

    Eu comprei TODOS os meus lá fora... Na Som Maior não tem condições... Eu tentei algumas cotações, mas os preços são absolutamente fora da realidade...


    []s

    Rui
     
  5. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Rui,

    Muito obrigado pelo seu testemunho, era isso que eu estava querendo saber.
    Boas audições ! (y)
     
  6. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
    Como o senhor sabe, possuo o cabo de energia Electra 3.
    Está em fase de testes.

    Quanto ao acabamento, ele é muito bom. O isolamento tem um diâmetro bastante considerável. Os plugs utilizados são da marca Hubbel. Este que possuo tem 2 metros, um tamanho superior a média que vejo nos anúncios de cabo (normalmente com 1 ou 1.5 metros).
     
  7. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Em alguns saites (como diria o Millor Fernandes) de diy recomendam que cabos de força tenham
    entre 1,8m e 2m. Não me pergunte porquê.
     
  8. Wilton

    Wilton Powered by Music


    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Depois de ouvir alguns sistemas com Wirewordl, incluindo aí o sistema do Rui, acabei achando o custo x benefício muito bom, ainda mais com algumas avaliações que li fora do Brasil.
    Fora as famigeradas notas de publicações gringas, que colocam a linha 6 lado a lado com alguns cabos consagrados aqui no HTF.

    Ja mirando um futuro up de caixas, acabei comprando um par de Oasis 7 (Bi-Wire) e estou fechando a compra de um Electra 7 de força.
    O primeiro ja está no Brasil, mas nada de ser entregue.
    Acredito que se os Correios forem bonzinhos, nos próximos dias esteja com ele no sistema.

    Assim que conseguir ouvi-lo no sistema, posto minhas primeiras impressões por aqui.

    Abçs(y)
     
  9. Wilton

    Wilton Powered by Music


    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Chegaram meus Oasis 7 Bi-Wire:

    Algumas fotos e algumas primeiríssimas impressões:

    [​IMG]

    Antes de mais nada gostaria de deixar MUITO CLARO que as opiniões abaixo baseiam-se em MINHA OPINIÃO pessoal, proveniente das audições que fiz em meu sistema e em sistemas de amigos.
    Não sou sócio, nem vendedor de Cabo A ou B, muito menos estou sendo patrocinado por alguma marca.
    Não tenho qualquer intenção em diminuir ou ofender os proprietários de quaisquer cabos e sim APENAS dividir com todos informações que acredito serem úteis a quem tem interesse em partir para uma marca de cabos que não é tão conhecida no fórum.

    Pequena introdução sobre meu sistema atual:
    - Receiver Pioneer Elite SC-37 - Amplificação Class D, DAC AKM de 32 bits;
    - Fontes principais (por ordem/quantidade de uso): Toca-Discos Thorens TD 190-2 c/ cápsula Ortofon 2M Blue, CD Player/Transport Yamaha CD-C600, BD/SACD Oppo BDP-93;
    - Caixas Torre Klipsch RF62II.

    [​IMG]

    Com esse sistema (ou em parte dele) ja tocaram cabos Santo Angelo, Supra Ply, Tiaflex (provisoriamente) e agora os WW Oasis 7.

    Desde a chegada do novo TD no início do ano o sistema não sofreu nenhuma alteração de hardware, portanto acredito que o conheça em detalhes suficientes para perceber qualquer mudança de posicionamento de caixas ou alteração de cabos.

    Passei mais de um ano com os Supra Ply no sistema, ficando de forma provisoria por volta de 10 dias com os Tiaflex 2x 1,5mm e agora finalmente ha algumas horas com o WW.

    [​IMG]

    Mesmo que tenha sido um curto período, esse tempo passado com o Tiaflex serviu pra esclarecer algumas coisas e o que em tese foi ruim, acabou tendo um lado positivo:

    - Supra Ply NÃO É o cabo ideal para o casamento com Pioneer da linha SC. Pelo menos da linha SC-3x. Depois de tirar os Supra pude confirmar o quanto EXTREMAMENTE NEUTRO é esse receiver. Toca tudo o que está antes dele e qualquer alteração de cabo se faz perceptível.
    Se a gravação tem bons graves, estão lá, se tem agudos e ótimo detalhamento, idem. Não possui características sônicas que privilegiem essa ou aquele frequência.

    Passei muito tempo achando que meu sistema estava acertado, mas depois de ouvir uma série de sistemas de amigos e de receber alguns aqui em casa, a constatação geral foi: SEU (meu) SISTEMA ESTÁ MUITO FECHADO.
    O som quando em PURE DIRECT era literalmente fechado, beirando o abafado. Tinha bons graves, mas faltava resolução e detalhamento. Faltavam médias e altas frequencias na maioria das gravações.
    Em partes "resolvi isso" com uso da equalização e com o competente e customizável MCACC.

    O ganho nas médias/altas foi ótimo pro sistema, mas para ouvir em PURE com os Supra, somente gravações com extremos bem definidos, como Chris Jones e outras. E mesmo assim sempre senti falta de uma pitada a mais de sal nos agudos.
    Considerando que meu gosto musical vai de Sonic Youth a Vivaldi, passando por Radiohead e Elis Regina, prefiro adaptar meu sistema a meu gosto pessoal, e não o contrário. Sentia a necessidade de uma mudança pois sempre tive a impressão de que mesmo sem integrado ainda havia MUITO MAIS CALDO pra tirar por aqui.

    [​IMG]

    Decidido sobre o up (ainda sem saber qual cabo), acabei vendendo meus Supra Ply e pra não ficar "sem som" liguei antigos Tiaflex que foram das surround por muitos anos.
    Juro que queria não perceber mudanças, mas logo no primeiro CD que ouvi, o primeiro da Maria Rita que em minha opinião tem uma ótima gravação, na primeira nota ja notei algo estranho.
    Quando ela abriu a boca pra cantar a voz era ardida. Todas as médias altas vieram pra frente. Os graves que num primeiro momento não mereceram nenhum comentário meu, com os dias percebi o quanto ficaram descontrolados e sem profundidade. Tinham extensão, mas não tinha qualidade e controle.
    Lembrei da equalização e desliguei.
    Melhorou. Pois estava ajustado pros Supra, mas ouvir música por muito tempo tornou-se incômodo e cansativo. As vozes continuaram ruins, assim como todos os médios, graves e agudos.

    Hoje finalmente chegaram os Oasis 7 Bi-Wire.
    Segundo a tabela de notas que possuo, o Oasis 6 que é a geração anterior, tem 1 ponto a menos que o Kimber 12TC. Considerando que tenha havido algum tipo de evolução e pensando em quanto ele custa em relação ao KK, penso que o torne uma excelente opção e ótimo custo x benefício.
    Vou tentar fazer um comparativo com o KK 12TC e o WW Equinox 7 que é o cabo acima do Oasis pra ver o que acontece.

    O que posso dizer dessas últimas horas de audição é que ele colocou as coisas no lugar.
    Antes de ouvir rodei o MCACC em todos os modos possíveis, memorizei ajustes automáticos e personalizados e parti pra audição.
    De todos os modos que ouvi até agora, o que mais me agradou foi o PURE DIRECT. Sem nenhuma interferência do receiver na reprodução.

    [​IMG]

    Nesse momento ouço Agnes Obel - Aventime em vinil e sinto o palco um pouco recuado e com boa largura, mas acredito que tenha o que aumentar.
    As vozes estão suaves, pianos orgânicos e audição está muto agradável.
    Ja ouvi Pink Floyd em CD, com óooooooooootimos graves, agudos definidos e vozes nos devidos lugares. Mother do álbum The Wall toca divinamente com todos seus detalhes e suas mudanças de dinâmica.
    Ouvi também Dead Can Dance - In Concert e não me lembro de ter feito uma audição tão boa desse LP.

    Sobre o cabo, fisicamente a construção é muito diferente dos Supra, que são cabos honestos e excelentes em sua faixa de preço, estando em outro nível. Até porque custa várias vezes mais e seria o mínimo a se esperar.

    É claro que quando se compra algo no mundo do audio e paga-se caro por isso, até inconscientemente criamos uma expectativa de que tenha um rendimento equivalente ao que se gastou e assim atenda nossas expectativas.
    Mas não tenho a menor dúvida em afirmar que o Oasis 7 pode ocupar um lugar como cabo intermediário tendo ótimo c x b em sua faixa de preços.

    [​IMG]

    Possivelmente ainda mude bastante coisa com o amaciamento, mas por enquanto foi um up mais do que acertado que entendo inclusive estar preparado para um futuro up de caixas e quem sabe a inclusão de um integrado.

    Sem dúvida posso mudar de opinião e não teria problema nenhum em me desfazer dos cabos caso não gostasse do resultado, mas pelo o que ouvi até agora, acredito que passarão muitas temporadas por aqui.

    Grande abraço e ótimas audições(y)
     
    • 1
  10. Claudionei

    Claudionei Usuário


    Desde 31 Ago 2009
    Lages, SC - Brasil
    Olá Wilton,
    Como está o amigo?

    Parabéns pelo UP e também pelo ótimo texto descrevendo suas impressões iniciais.
    Abraço e excelentes audições.

    Claudionei.
     
  11. Wilton

    Wilton Powered by Music


    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Olá meu amigo Claudionei, tudo certo e contigo?

    Por aqui tudo certo.
    Agora mais certo ainda rs

    Abç(y)
     
  12. Oi Wilton

    Ótima analise e os cabos são muito bem acabados.
    Notei vc comedido na sua avaliação(como sempre) mas no fundo vibrando com a escolha, fico feliz pelo acerto(y). Pena não termos caixas iguais

    Um grande abraço
     
  13. fazpin

    fazpin Usuário


    Desde 6 Dez 2012
    passo fundo /rs/brasil
    Bom Dia Rusoco !
    Vc pode fazer alguns comentarios comparativos entre os cabos de força Purist Canorus x WW Platinun electra que vc possui?
     
  14. Wilton

    Wilton Powered by Music


    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Valeu Newson!

    Tento ser comedido, pois na hora da empolgação é fácil falar mais do que devemos e acabamos não sendo imparciais. CLARO que é difícil não ser um pouco parcial, até porque essas audições envolvem um misto de "expectativa e gosto pessoal".

    Sobre as caixas, no futuro quem sabe não migre para as MAs... mas nada certo por enquanto.

    Grande Abç(y)
     
  15. Rusoco

    Rusoco Usuário


    Desde 23 Dez 2008
    São Paulo - SP
    Faspin,

    Eu farei este comparativo logo logo... É que meu Canouros está "preso" ao condicionador...

    Explico... O meu powerline não tem plug inlet, e por isso, retirei o plug fêmea do meu Canouros e o liguei direto no condicionador... E como o Platinum chegou depois do PAD eu nunca os troquei numa mesma posição para compará-los.

    Porém, acabei de comprar um plug inlet da furutech, um AC-1501 pra instalar no meu condicionador e liberar o meu PAD, e assim poderei fazer este comparativo que você me pediu... Assim que eu instalar o pulg e fizer o comparativo eu volto aqui e posto minhas impressões...

    []s

    Rui
     
  16. triatletadan

    triatletadan Usuário


    Desde 21 Jul 2009
    sao paulo
    O sr. comprou um Purist é? quero ir escutar aí pra ver como tá o set!

    abs
     
  17. Rusoco

    Rusoco Usuário


    Desde 23 Dez 2008
    São Paulo - SP
    Fala aí Dan...

    Comprei sim... :D Mas foi um cabo de força... Um Canorus... O bixo é bom, viu?!

    Cara, desde que vc teve lá em casa, o set mudou muito... Mas muito mesmo...

    É só marcar... Agora o "rapazinho" já tá com 5 meses... As coisas já estão beeeem mais tranquilas... Uns dias atrás o Reginaldo deu um pulo lá pra conhecer...

    Manda MP ou me liga que a gente combina... (y)

    []s

    Rui
     
    • 1
  18. Redcruz

    Redcruz Usuário


    Desde 11 Dez 2008
    Mesquita
    Olá Pessoal,

    Reativando o tópico com uma pequena contribuição. (y)

    Recentemente adquiri alguns cabos de força Wireworld: 1 Electra e 3 Stratus.
    Ontem resolvi fazer uns testes trocando a posição dos cabos no sistema, que está configurado da seguinte maneira:

    PC com cabo de força genérico ligado ao DAC via ótica; DAC ligado ao integrado via rca; Em princípio todos os equipamentos com cabos Wireworld ligados ao condicionador de energia.

    - Stratus no condicionador e Stratus no integrado via condicionador = Graves fortes e controlados, som mais fechado e agudos suavizados e contidos, Pra mim a melhor configuração, sobretudo porque amenizou a agressividade proporcionada pelos outros gargalos do sistema. Fora que deixou grave forte e encorpado;

    - Stratus no condicionador e Electra no integrado via condicionador = Graves continuaram fortes, som mais aberto e agudos mais extensos, porém começando a mostrar as deficiências do sistema.

    - Electra no condicionador e Stratus no integrado via condicionador = Graves ainda fortes, som pouquinho mais aberto e agudos pouquinho mais extensos, porém mostrando mais as deficiências e incomodando mais;

    - Stratus no condicionador e Electra no integrado diretamente na tomada da parede = Esta foi a configuração em que o som ficou mais solto, mais aberto, agudos ainda mais extensos, graves pouquinho mais cheios porém menos controlados.

    Até segunda ordem o Electra vai ficar fora do sistema para que sejam realizados mais testes com ele em outras posições do sistema (DAC e PC) e talvez até envolvendo a troca de cabos IC.

    Abraços a todos
     
  19. weltec

    weltec Usuário

    5.781 3.541 446

    Desde 15 Nov 2011
    Rio de Janeiro
    Pessoal,

    Os cabos da Wireworld são bem legais, não sei como ainda não ficaram mais populares no fórum, acredito que seja por não terem no PY.

    Valem a pena, ainda não vi ninguém que tenha testado e não tenha gostado, é só pegar o modelo adequado, também não adianta pegar um muito abaixo do sistema, claro que não vai ficar legal.

    Da marca, possuo: Cabo de caixa (Oasis 7 bi-wire), cabo IC (Eclipse 7 XLR), cabo de Força (Stratus 5 e Aurora 7).


    Vou comentar sobre a impressão inicial que tive do Wireworld Eclipse XLR, recém colocado.


    A comparação foi com o Nordost Frey 1 RCA.


    De antemão, já sabemos que a comparação não é 100% justa, pois todos sabemos que alguns eletrônicos possuem performance melhor quando utilizado IC XLR, além disso o Eclipse está virgem e o Frey já está queimado. Essas duas variáveis dificultam o teste e não permitem que o resultado seja definitivo e muito menos imutável.


    Outra dificuldade foi achar um nível de volume adequado, já que a conexão XLR gera um ganho maior do que a RCA, que estimei aqui como sendo na ordem de 4db, mas com uma precisão ridícula...


    Deixei os dois no DAC (Calyx) e no integrado (Vincent SV-234), ficando alternando a input do integrado pelo controle remoto, o player usado foi o JRiver no Zotac Nano AD12. é exatamente o sistema descrito em "Meu Sistema".


    Os dois cabos são muito nivelados, reafirmando que a pontuação de 15 pontos para ambos está bem coerente, a diferença está mesmo na assinatura, sendo o Frey analítico e o Eclipse neutro.


    Com o Frey o som fica ligeiramente mais frio, com bastante detalhe e rico em conteúdo, mas faltando um "calor" mais "aconchegante". Já achava isso com as Klipsch reference e com as MA S6 isso continua.


    Com o Eclipse, o som fica um pouco mais quente, continua com todos os detalhes lá, porém a assinatura fica menos fria, as médias/altas ficam mais cheias, mais a frente e com mais extensão, o Frey destaca mais os agudos e enxuga um pouco das médias mais altas.


    Mas nos agudos, o Frey dá uma suavizada, lapida e torna mais confortável, o Eclipse é mais bruto e deixando ligeiramente menos confortável, diferença pouca mas existe. Esse é o tipo de característica que a queima influencia, vamos ver como fica depois.


    Nos graves e subgraves, os dois se saem bem, novamente a diferença é a assinatura, não consegui mensurar nem classificar a diferença, os dois ficaram se alternando na minha preferência entre as músicas.


    Quanto ao palco, os dois são similares, ainda não teve uma diferença que me chamasse atenção.
     
  20. Lopes Fernando

    Lopes Fernando Usuário


    Desde 19 Fev 2014
    Brasil
    Pessoal, alguém saberia me dizer se o Cabo Coaxial Digital Wireworld Starlight 7 seria uma boa pedida para conectar um Bluray player Sony ao DAC Cambridge 851D ???

    http://www.wireworldcable.com/hi-res-digital-audio-cables.html#coaxbaldigital

    Wireworld Starlight 7

    Tri DNA Helix

    26AWG | 0.1 sq. mm

    OCC Silver-clad Copper & Silver-plated OFC

    Composilex 2

    Silver-clad OFC

    STV (RCA to RCA) 75-Ohm; STA (XLR to XLR) 110-Ohm


    Ou existe cabo coaxial melhor nesta faixa de preço ?
     
  1. Este site usa cookies. Se você continuar a usar este site, automaticamente concorda com nosso uso de cookies.
    Fechar Aviso