Anúncio do HT Forum

CELULAR = HEADSET BLUETOOTH = CANCÊR ???!! MELHOR EVITAR??!!

Discussão em 'PlayStation' iniciada por ArnaldoJr, 6 Jun 2011.

  1. ArnaldoJr

    ArnaldoJr Fifa Addicted !


    Desde 7 Set 2010
    Recife / PE / Brasil !
    Pessoal!

    Acho este assunto de extrema relevância para nós. Por isso, achei melhor abrir um tópico separado.

    Com este alerta da OMS sobre o risco de câncer para aqueles que usam muito o celular, vocês não acham mais prudente que usemos pra jogar um headset com fios?

    Sou leigo neste negócio de rádiofrequência, Bluetooth e outras ondas....mas o sinal emitido por estes fones não teria o mesmo poder danoso dos celulares?

    A OMS fala em 30minutos por dia no máximo. Eu, que jogo pouco, passo umas 2 hrs/dia imagine a galera que fica umas 5hr diretão.

    É o fim dos fones wireless?? Agora é wired na cabeça??

    Estou pensando seriamente em comprar um headset com fios pra mim. É melhor se precaver, pois pretendo usá-los, pelo menos, pelos próximos 30anos. hehe

    Vamos debater!

    Abs,

    http://www1.folha.uol.com.br/equili...e-celular-pode-aumentar-risco-de-cancer.shtml

    http://fantastico.globo.com/Jornali...QUE+CELULAR+CAUSA+CANCER+DIZ+PESQUISADOR.html

    obs: Errei na hora de escrever o título do tópico e não sei como mudar. Onde há "Cancêr" leia-se "Câncer". Se a moderação puder corrigir, por favor, corrijam.
     
  2. ramonbn

    ramonbn Usuário


    Desde 27 Ago 2007
    Chapecó-SC
    sendo bem singelo e prático em minha resposta e também nada técnico, minha opinião é de que tudo que é feito em excesso em nossa vida faz mal, por tanto, tudo que é feito ou usado com prudência não há de fazer mal !!!!

    abraços galera
     
  3. frankhiromi

    frankhiromi Usuário


    Desde 4 Jan 2010
    Patos de Minas
    Ah velho, eu procuro conversar com o celular no viva-voz, principalmente com a minha namorada, que gosta de estender o papo... acho que pelo menos a distância ajuda um pouco. Quanto ao headset, uso ele tão pouco, só uma ou duas vezes por semana, que acho que nem justifica abolir. Se for ganhar um câncer, vai ser do celular, não do h7.

    Mas a sua preocupação é pertinente, principalmente para quem abusa.
     
  4. Camacho04

    Camacho04 Usuário


    Desde 8 Jan 2011
    Timor Leste
    O H7 não frita miolo de ninguém.
    Pra simplificar a coisa: ele faz tanto mal quanto seu telefone sem fio.
     
  5. affonso

    affonso Usuário


    Desde 29 Nov 2007
    São Paulo
    Uma coisa que eu não entendo é o seguinte, vejam meu raciocínio:

    1 - As ondas (bluetooth, a do celular, do telefone sem fio, da sua rede wi-fi) são disparadas para todos os lados a todo momento. Por exemplo, nosso controle DS3, é bluetooth e está disparando o sinal bluetooth para todos os lados (inclusive sua cabeça) a todo momento, ele não vai abrir um link direto em linha reta com seu PS3 para ficar enviando o sinal.
    2 - As ondas eletromagnéticas que chegam no seu celular estão sendo disparadas para ele a todo momento (sempre que ele está com sinal, é porque está recebendo ondas). Ou seja, as ondas estão em qualquer lugar que tenha sinal, a todo momento. Nossa cabeça/corpo está sendo bombardeada por ondas eletromagnéticas (de todas as operadoras) a todo momento, independente se estamos usando celular ou não. O mesmo com as redes wi-fi, o mesmo se passamos perto de alguma fonte bluetooth etc. Sem contar todas as estações de rádio, TV etc. Estamos sendo bombardeados sem parar por milhões de ondas eletromagnéticas.

    Considerando isso, eu não acredito que usar muito o celular/H7 vai dar câncer, pelo menos não por causa das ondas. Pode-se alegar que o celular emite alguma coisa específica, ou o lítio das baterias etc... ou chumbo ou o que for, e isso dá câncer. Mas não as ondas. As ondas nos bombardeiam sem parar faz muito tempo, e não é parar de usar celular/h7 que vai mudar isso.
     
  6. Dennis

    Dennis Moderador


    Desde 21 Mai 2002
    affonso,

    São 2 as principais variáveis envolvidas, a intensidade das emissões e o tempo de exposição.

    Ao andar na rua você está, de fato, sujeito a todo tipo de radiação, desde aquelas naturais (sol, por exemplo) até as geradas pelo homem. Ocorre que a radiação decresce rapidamente conforme você se afasta da fonte, logo quanto mais próximo da fonte, maior a intensidade de radiação a que você se expõe. Nós toleramos altas doses de radiação, desde que por períodos muito curtos. Se você acompanhou o incidente de Fukushima, provavelmente leu que o importante para os trabalhadores da usina é a "dose", ou seja, um produto da intensidade e do tempo de exposição.

    Como tantas outras fontes, o celular emite radiação eletromagnética, mas com uma diferença importante: ele está colado à sua cabeça. O mesmo vale para headsets bluetooth. O nível emitido durante uma chamada está muitas vezes abaixo do se poderia considerar perigoso, mas não existe ainda conclusão definitiva sobre o uso prolongado desses dispositivos. Trabalhei 12 anos projetando e instalando sistemas celulares e os níveis de radiação emitidos pelos aparelhos não são desprezíveis, mesmo assim nunca foram considerados perigosos. Já do lado das torres/antenas a história é outra e eu evitaria morar no último andar de um prédio que tivesse antenas instaladas.

    Já temos mais de um celular por habitante no Brasil e a recomendação da OMS é muito significativa no sentido de que deve-se moderar o uso de qualquer dispositivo muito próximo ao corpo, evitando altas "doses" de exposição. Ninguém precisa abandonar o celular, apenas evitar o excesso, como já disseram aí em cima ^^. (y)
     
  7. ArnaldoJr

    ArnaldoJr Fifa Addicted !


    Desde 7 Set 2010
    Recife / PE / Brasil !
    Affonso!

    Eu tinha estas mesmas dúvidas que você, mas acho que o vídeo da reportagem, que postei acima, esclarece bem (http://fantastico.globo.com/Jornali...QUE+CELULAR+CAUSA+CANCER+DIZ+PESQUISADOR.html), pois quando o cara afasta um pouco da cabeça imediatamente a radiação some, ou seja, parece que o bicho pega somente quando estamos com ele na cabeça mesmo. Parece que as ondas estabelecem uma ligação direta quando estabelece a conexão entre o aparelho e a antena.

    Abs,

     
  8. johnlocke

    johnlocke "Wake up and drive!"


    Desde 12 Fev 2009
    Palmas-TO
    Vish! Durmo com meu celular embaixo do meu travesseiro... será que é problema? Abs!
     
  9. sandrozc

    sandrozc descrente no país

    3.287 2.548 466

    Desde 29 Set 2009
    ES/Brasil
    Concordo!

    Até beber agua em excesso faz mal. Você pode se afogar!

    Acho que esse tipo de noticia, que celular "pode" causar cancer, é o fim da picada.

    Igual falar que comer carne faz mal para saúde. Viva o vegetarianismo.

    Só esqueceram de dizer que o nível de morte por câncer entre os esquimós (que só comem carne e não tem vegetais lá no Alasca) é insignificante.

    Tipo de notícia para colocar lá no fundo do baú, junto com aquelas de que o mundo vai acabar em 2011, 2012, 2033...etc, etc, e etc.

    Agora, claro, [nen aí mode ON] se for para morrer de cancer no cerebelo, prefiro morrer usando aquele hadset que a sony vai lançar, ouvindo os tiros de um bom FPS, ou o ronco de um carrão virtul, do que por causa de um MP3 tocando funk [nem aí mode OFF].

    Vamos viver que nem a VISA ensina: VIVA O HOJE!

    e pare de sofrer pelo amanhã!
     
  10. ramonbn

    ramonbn Usuário


    Desde 27 Ago 2007
    Chapecó-SC
    heehhe...Show;..é isso aí...

    Assino embaixo...

    Abraços
     
  11. piupa

    piupa Divemaster


    Desde 12 Ago 2004
    são paulo/sp/brasil
    Só lembrando que a potência do sinal Bluetooh do H7 (alcance em torno de 10mts) é bem menor que a do celular (alcance em torno de 2Km) e as faixas de frequências também são diferentes (y)

    Abraços,
    Piupa.
     
  12. Dennis

    Dennis Moderador


    Desde 21 Mai 2002
    Correto, mas novamente o que realmente importa é a dose e não a potência máxima do sinal em si, ou seja, mesmo um dispositivo de menor potência, usado com mais frequência, pode acumular níveis de exposição maiores do que outro aparelho cuja potência máxima é maior. (y)
     
  13. Capaverdealex

    Capaverdealex Usuário


    Desde 19 Nov 2010
    Porto Alegre/RS/Brasil
    Concordo com tudo que foi dito até agora mas a midia está transformando uma coisa em outra totalmente diferente. Vejam só, a publicação da OMS é baseada em um estudo feito em 2004 dizendo que existe uma possibilidade de um aumento de temperatura (cerca de 1 grau) nas regiões proxima ao aparelho de celular quando este é usado durante longos periodos de tempo. Isso poderia levar a alguma alteração celular o que poderia provocar cancer. Isso foi publicado a 7 anos, agora a OMS resolve se pronunciar (sem analisar novos dados) e a midia passa uma impresão de que um alerta é na verdade uma constatação. So acho que esse alerta poderia ter sido dado antes.

    Não estou querendo dizer que não devemos nos preocupar com as ondas eletromagneticas, pelo contrario. Com toda essa tecnologia que existe hoje fico me perguntando o não poderia nos causar um cancer?

    Acho q novos pesquisas deveriam ser feitas pois a tecnologia que temos hoje é diferente do que em 2004. Hoje todo celular tem bluetooth, alguns tem wi fi e outras coisas que em 2004 eram menos difundidas. Esse alerta deveria ter sido dado em 2004 e hoje novos dados estarem sendo avalidados, mas digamos que seja comprovado que essa tecnologia de hoje causa cancer, voces acham que as empresas que fabricam, vendem, comercializam os aparelhos, linhas e acessorios, deixariam de ganhar dinherio por causa disso? Talvez essa constatação jah tenha sido e a gente não saiba mas isso já teoria da conspiração. ahahhaa

    So acho que devemos ser prudentes, como os colegas já falaram ae em cima.

    Falei demais, desculpem.
     
  14. maublues

    maublues Ghost Of Sparta


    Desde 8 Nov 2008
    Goiânia
    Quer ouvir o sinal do celular atravessando sua cabeça?

    Pegue o telefone fixo (com fio de preferência) coloque na sua orelha esquerda e ligue para seu celular que está na sua orelha direita. Você vai ouvir um ruído no telefone fixo preveniente da propagação eletromagnética do barulho (trim trim) que o celular faz para lhe chamar a atenção. Coloque o celular perto de uma caixa de som ligada e ouvirá o mesmo ruído. Sou músico e em muitos shows deixo o celular em cima do cubo de baixo e várias vezes eu percebo que o celular está tocando (mesmo com a barulheira das guitarras e bateria). Como eu "presto" mais atenção no som do baixo, que é o instrumento que eu estou tocando, do que nos demais eu percebo quando algum ruído é produzido e quando o celular toca, mesmo que eu não escute o barulho, eu percebo pela interferência que sai no cubo de 300 watts!!!

    A todo momento somos bombardeados por radiação e nem sempre isso nos afeta. Agora, uma dica. SAIA DE PERTO DO MICROONDAS QUANDO ELE ESTÁ LIGADO!!!
     
  15. ramonbn

    ramonbn Usuário


    Desde 27 Ago 2007
    Chapecó-SC
    Só deixar o celular perto de um computador com caixa de som para escutar o ruído quando o celular tocar !!!
     
  16. wuemura

    wuemura Usuário


    Desde 13 Dez 2006
    Guarulhos - SP
    Se aprende no ensino primário que aparelhos de microondas utilizam uma "Gaiola de Faraday" que previne que a radiação gerada internamente escape, porém é óbvio que estamos falando de aparelhos em bom estado de conservação.

    De qualquer maneira, fica a verdadeira dica:
    http://brigatec.blogspot.com/2011/02/teste-de-seguranca-para-o-microondas.html

     
  17. Maratonista

    Maratonista Usuário


    Desde 10 Jul 2016
    Brasil
    Vou subir pra informar algo que talvez o pessoal não saiba: não tem essa de "se estiver em bom estado o micro-ondas não irá vazar radiação".

    A radiação (RF) é emitida SIM nas proximidades, enquanto ele estiver sendo usado e INDEPENDENTE DO MODELO. e como é sabido quanto mais distante a pessoa estiver do aparelho que emite radiação menos ela irá receber. Os obstáculos contam (por isso é que na minha cozinha o sinal wi-fi do roteador que está no quarto é severamente prejudicado, até pelas paredes grossas e pelo fato de estar em diagonal, e não em linha reta), mas a distância contará muito mais.

    Segue um vídeo que gravei com o medidor de radiação Acoustimeter. E o aparelho testado é novinho em folha.



    Então a dica que eu dou é: saia totalmente da cozinha enquanto o micro-ondas estiver sendo usado, vá para o quarto ou a sala, no mínimo uns 4-5 metros longe (isso também vale pra roteador, jamais deixe um no mesmo quarto em que vc dorme ou passa mais que alguns minutos. No caso do roteador recomendo mudar a POTÊNCIA DE TRANSMISSÃO para a mais baixa possível, e o Beacon Interval pra 1000 ao invés de 100).

    Nesse link abaixo eu gravei outros vídeos com esse medidor:

    https://www.youtube.com/playlist?list=PLCAm_SFVMXIKRZM2g3w9orS2vTthtO3Ka

    E aqui tem um bom resumo (em inglês) dos estudos a respeito dos males causados pela radiação:

    https://sites.google.com/site/understandingemfs/

    99.9% das fontes estão em inglês, livros por ex. tem vários, mas nenhum no nosso idioma.

    *******
    P.S. No caso de celulares a dica é desligar o wi-fi e bluetooth (não use o modo avião, pois aí não irá receber ligações) enquanto não estiver usando esses 2 recursos. E definitivamente desligar quando for dormir.

    O roteador wi-fi também, ele é o segundo aparelho que deve ser mais visado. Recomendo a compra de um timer, pra que seja desligado nas horas em que a pessoa vá dormir.

    O pior aparelho é de fato o telefone fixo SEM FIO (deveria ser trocado pelo modelo COM FIO). Porém se tiver o modo ECO Plus pelo menos assim o telefone fixo SEM FIO não emite radiação se estiver em standby.

    Vídeo que demonstra o modo ECO Plus:



    O modelo testado é o TSF 8002 da Elgin.
     
    Última edição: 24 Jul 2018
  1. Este site usa cookies. Se você continuar a usar este site, automaticamente concorda com nosso uso de cookies.
    Fechar Aviso