Clube dos Rockeiros Audiófilos - Sistemas para tocar Rock

Discussão em 'Áudio Estéreo: Sistemas 2 Canais' iniciada por RockAndRoll, 26 Abr 2008.

  1. André Ribeiro

    André Ribeiro Usuário


    Desde 26 Ago 2013
    Rio de Janeiro
    Bem, os outros eu não tenho refeência de preço, mas o Musical Fidellity M6 custa quase o dobro do 851A. Daí é natural ser melhor, certo ?

    https://www.htclick.com.br/amplificador-integrado-cambridge-audio-azur-851a-preto-220v
    https://www.htclick.com.br/amplificador-integrado-musical-fidelity-m6si
     
    • 1


    Anúncio do HT Forum
  2. Paulo5832

    Paulo5832 Usuário

    287 224 48

    Desde 27 Jul 2010
    porto alegre
    Achei um artigo interessante sobre o 815A na hifiplanet, que pode ajudar em possíveis escolhas, além de tirar um pouco da defesa/ataque de marcas, infelizmente tão comum aqui no forum e que no geral desconsideram uma série de fatores, como ambiente, outros componentes do set, tipo de música, ect, ect...

    Destaquei uma pequena parte que me pareceu bem significativa e facilita a vida daqueles que não tem muito tempo ou paciência pra textos longos:

    "O 851A é um equipamento excelente, tudo o que se pode esperar de um integrado produzido para o mercado hi-end de equipamentos direcionados ao audiófilo. Graves precisos e potentes, médios muito naturais e agudos limpos e bastante agradáveis. Ele apresenta um baixíssimo (imperceptível) ruído de fundo, raro até em equipamentos muito mais caros.
    Possui ótima velocidade e bastante controle."


    http://hifiplanet.com.br/blog/teste-review-do-amplificador-integrado-cambridge-azur-851a/
     
    Última edição: 23 Jan 2019
    • 1
  3. galegorafa

    galegorafa Usuário


    Desde 15 Mai 2007
    Londrina
    Já vi MF com valores bem próximos, usados.
    E valor tbm não é tudo. O bom e velho adcom gfa555 ou o gfa555mk ll já é suficiente pra dar um banho em todos aspectos (do áudio) no Cambridge.

    Inclusive li esse artigo antes de comprar o integrado. Desconsiderei demais leituras no site após constatar totalmente o oposto do que foi dito.

    Não sou só eu mas todos que ouviram minha sala na época e alguns que já tiverem oportunidade de ouvir concordam com o que tenho dito aqui.

    Não vale o que custa.




     
    • 1
  4. SantosRJ

    SantosRJ Usuário

    666 1.108 356

    Desde 6 Nov 2008
    Rio de Janeiro
    Ao longo dos anos o que eu pude perceber é que a escolha das caixas corretas para um determinado gênero musical faz mais diferença no resultado final do que a escolha da amplificação, principalmente quando falamos de caixas Bookshelf, em sua grande maioria mais fáceis de tocar do que torres. Já fiz testes com amplificação vintage, (sansui, pioneer , marantz luxman) e caixas modernas e tive resultados surpreendentes.
     
    • 6
  5. SantosRJ

    SantosRJ Usuário

    666 1.108 356

    Desde 6 Nov 2008
    Rio de Janeiro
    Colegas estou pensando em anunciar nos classificados um par de Monitor Audio BX2, as caixas estão em perfeito estado, acredito ser a melhor opção dentro da faixa de preço para escutar rock, estou querendo vender pois também tenho no mesmo sistema (Musical fidelity M6i + seletor de caixas ADCOM) uma par de dynaudio audience 42 , dali concept 1 monitor áudio gold 7, e uma DIY que eu fiz com falntes vifa, se alguém estiver interessado me manda uma mp, lembrando que quem for do rj pode vir escutar aqui em casa
     
  6. PWORJ

    PWORJ Felicidade se mede em decibéis.


    Desde 24 Mar 2019
    Rio de Janeiro
    Tópico assinado, ouço Rock n’ Roll desde moleque. Acabei de vender meu Marantz PM7005 que, apesar de ser um bom integrado, não casava bem com as minhas Dynaudio Emit10 e tinha pouca potência para o meu gosto. Mudei para o Sunrise V8 MIV e o som melhorou muito, parece até que deu um Upgrade de caixas também. Pretendo num futuro próximo me mudar, e aí sim, com espaço suficiente, atualmente tenho que deixar as caixas em cima do rack, mudar minhas caixas, pois sinto falta exatamente dos graves.
     
    • 5
  7. Yamaoka

    Yamaoka Usuário


    Desde 21 Dez 2010
    Brasilia/DF/Brasil
    Participando mais dos fóruns porque é um saco achar informações sobre sistemas pra ouvir rock sob todos aspectos. Meu gosto musical vem de torres Gradiente, primeiros CD Players. O Nakamichi Dragon era uma tecnologia absurda e eu gravava CDs em fitas K7 TDK e Sony pra ouvir no Walkman. Lógico que não tinha um Nakamichi, mas a qualidade de ouvir Sepultura, Dismembered e Obituary numa TDK MA 90 era bem diferente da BASF FE 60. Hoje, eu tenho essa paixão irracional por torres pq da pra ouvir aquela palhetada de Inner Self do Sepultura, as patadas do Geezer em NIB. Pra mim as Torres reproduzem algo mais próximo do que esses gênios quiseram fazer. Hoje, percebo que meu investimento em som busca chegar mais perto das minhas primeiras experiências sonoras. E aí percebo que não quero ouvir aquele chiado. Não quero uma bagunça sonora. Ouvir rock em sistemas Hi Fi é difícil. Dos maravilhosamente gravados, produzidos e reproduzidos álbuns dos anos 70,vamos para os secos, velozes e pesados álbuns dos anos 80
     
    • 8
  8. Yamaoka

    Yamaoka Usuário


    Desde 21 Dez 2010
    Brasilia/DF/Brasil
    Pesados e comprimidos entre 90 e 2010. É difícil escolher o que vai reproduzir isso. Por isso gosto de torres. E as fontes e amps devem ficar entre o detalhe, o warm e o wooof. Hi Fi é chato pra Rock. Mas quando funciona, é lindo demais. Minha opinião: fuja do detalhamento e agudos, um pouco warm e graves bem controlados. O que quero dizer com isso: não deixe os pratos te irritarem,não deixe a guitarra muito ardida, a palhetada do riff e o kick da batera devem estar bem juntos. Enfim, let there be rock!
     
    • 7
  9. thiagocaverna

    thiagocaverna Usuário

    Assinando topico. Muito interessante as discussões que vem acontecendo aqui ao longo de mais de 10 anos.

    Atualmente utilizo, para ouvir musica meu sistema multicanal, em puredirect. Isolando minhas torres (Jamo C109, alimentadas por Marantz PM7055). Porem acabei de adquirir um integrado Hegel H160 e Books Dynaudio Emit 20 (as caixas ainda não chegaram), mais o Hegel ligado nas C109 faz um excelente trabalho.

    Ja testei essas torres tb com Nad M3, e esse mesmo integrado tocando Contour 30, também achei um espetáculo. Enfim nada com um integrado de qualidade para fazer o trabalho bonito, mas como vem sendo dito e infelizmente é uma verdade as vezes, temos que garimpar gravações de rock que se encaixem melhor em um sistema que reflete aquilo que foi gravado na integra. Se a gravação foi uma bosta, o som será uma bosta !

    O mais importante é a musica em primeiro lugar e ouvirmos aquilo que nos agrada da melhor forma que conseguimos.
     
    • 3
  10. FastMHZ

    FastMHZ Usuário


    Desde 24 Nov 2003
    Alluris
    Gosto de rock, alternativo e metal.

    Há um bom tempo escuto diversos sistemas, de receivers, integrados e pre/power.

    Nessa jornada, os que me encantaram com boa pegada foram Yamaha DSP-A1 (receiver), Yamaha RX-Z1 (receiver), Rotel RC1070+RB1080 (pre/power), integrado Denon PMA2000, CA CXN+851W (networkplayer/pre + power), Parasound P6+A21 (pre/power) e integrado ECI-5 MKII.

    Minhas caixas sempre foram B&W, tive vários modelos, desde de entrada até os top de linha.

    Outros equipamentos que testei e não gostei para esses gêneros foram Marantz, Musical Fidelity e Krell.

    Nas casas de colegas do forum, pude apreciar outros equipamentos e caixas que também gostei, como KEF R300, MA PL200 e PL300, KEF Reference 201/2, 203/2, 205/2.

    Há muita opção interessante para se escutar rock, e nem mencionei os bons e velhos vintage.
     
    • 5
  11. Aleksei1

    Aleksei1 Hit me from the top! you crazy..


    Desde 11 Set 2016
    brasilia
    meu sansui g7700 e minha velhinhas paradigm mini monitor v2 de guerra nao me decepcionam com cabos de microfone canare p2 ligadas na minha humilde meridien explorer 2 o bicho pega, agora vou fazer um upgrade para as moinitor audio bronze 2, vamos ver como e que ficam. quando quero algo mais moderno ouço nas minha jbl lsr 305 com interface focusrite. sinto saudade de um setup mais moderno porem a saudade nao ´´e láaa aquela saudade kkk
     
  12. Rinaldi Moreira

    Rinaldi Moreira Usuário

    2.207 1.878 361

    Desde 14 Jun 2013
    Pinheiro/MA
    Nas minhas experiencias que tive com discos de rock/metal mal gravados o melhor resultado foi com amplificação (integrado) vintage, como eles não tem a mesma resolução dos aparelhos atuais isso acaba favorecendo esse tipo de gravação. A medida que vc aumenta a resolução/detalhamento os "defeitos" do disco fica mais evidente, claro que existe alguns bem gravados e o som é muito top mas tem que garimpar bastante.
     
    • 5
  13. *Toledo*

    *Toledo* Usuário


    Desde 31 Mai 2006
    Paulínia - SP

    Minha opinião diverge um pouco da do colega, acho que existem poucas opções . Ouvi essas caixas, todas elas, e já tive um par de R300.
    Sempre tenho a nítida impressão que essas caixas não foram feitas pra tocar isso, análogo a estar colocando um carro sport na terra. Perceba que em qualquer Hi-fi show vão estar reproduzindo o tipo "jaz vassourinha" pra mostrar uma resolução que torna ruim a reprodução de material mais dinâmico e agressivo em volumes um pouco mais elevados.
     
  14. PWORJ

    PWORJ Felicidade se mede em decibéis.


    Desde 24 Mar 2019
    Rio de Janeiro
    Estou bastante interessado em conhecer as Klipsch Heritage III com seu woofer de 12". Acredito que com o integrado certo, funcione muitíssimo bem.
     
  15. Rinaldi Moreira

    Rinaldi Moreira Usuário

    2.207 1.878 361

    Desde 14 Jun 2013
    Pinheiro/MA
    Aqui tenho as Silver 6 com falantes de 6" e não sinto falta de graves, minha sala tem uns 18m² e caixas bem afastadas das paredes laterais e de fundo.
     
  16. *Toledo*

    *Toledo* Usuário


    Desde 31 Mai 2006
    Paulínia - SP
    Sim, qualquer Heritage vai tocar um absurdo.... inclusive Rock. Ruim é o preço
     
    • 1
  17. SandroPOA

    SandroPOA Já está a tocar!

    4.197 1.177 626

    Desde 24 Ago 2010
    Portugal
    IMG-20191218-WA0011.jpg
     
    • 5
    • 1
  18. Cmatos

    Cmatos Usuário


    Desde 15 Dez 2019
    Guarulhos
    Sim , para quem tem Monitor Audio GX300, pré valvulado Audio Research, power classe AB dedicado, etc. é normal perceber isso.
    Já testei o 851. Nem cheguei a pegar. O vintage Marantz PM-80 operando em classe A e o Sansui Alpha 707NRA se demonstraram mais musicais que o 851.
     
    • 2
  19. Cmatos

    Cmatos Usuário


    Desde 15 Dez 2019
    Guarulhos
    concordo!
    Caixas reveladoras, é isso aí que acontece.
    o S300i também esperava mais pela fama. troquei por um Sansui Alpha 707NRA, este mais musical.
     
    • 2
  20. Cmatos

    Cmatos Usuário


    Desde 15 Dez 2019
    Guarulhos
    eu tenho 3 setups.
    Para o setup de rock tenho um sistema Pioneer vintage com caixas CS-905 também da Pioneer. é pancadaria, grave, médio, agudo, tem de tudo kkk, mas não tem musicalidade, claro.

    mas experimentei um par de JBL L100t3, o que é isso amigo! vc tem musicalidade em baixas, excelente sensibilidade para equipamentos pouco fortes, e quando senta o reio treme até a porta!
    essas L100t3 usam mesmos drives de grave e médio das JBL 4425, caixas de estúdio , e tweeter da JBL 4312A também de estúdio. Mas seu formato e acabamento voltado para residência. É uma excelente pedida para os rockeiros de plantão, que querem qualidade também. Nada de graves boomy ou engordurados, que vi muito em caixas modernas, inclusive de marca famosa inglesa...
     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso