Clube Google Home - Nest // Google Assistant

Discussão em 'Automação' iniciada por Pingo.br, 28 Mai 2017.

  1. Pingo.br

    Pingo.br This is just a punk rock song...

    Chromecast não usa sinal de RF nem de IR, usa wifi...
    Não tem como voce clonar comandos de um controle para o chromecast usando broadlink.
    Broadlink clona comandos de controle remoto que se comuniquem por rf (radio frequencia) e ir (infra vermelho).
    Lembrando que apenas o broadlink de modelo PRO clona controles que se comuniquem via RF.
     
  2. Pingo.br

    Pingo.br This is just a punk rock song...

    Alguém aqui precisou migrar pra uma rede mesh devido a quantidade de aparelhos de automação conectados em casa?
    Se sim, qual solução mesh adotaram?
     
  3. pzj007

    pzj007 Usuário

    6 0 2

    Desde 6 Jun 2019
    São Paulo
  4. Pingo.br

    Pingo.br This is just a punk rock song...

    se tem integração com o google assistant, tem integração com o google home.
    Mas nunca ouvi falar da marca, nem do modelo em si.

    No Youtube achei uns videos mas de autoria do proprio vendedor-fabricante


    e

     
  5. Paladino_Virtual

    Paladino_Virtual Usuário


    Desde 31 Mai 2020
    RJ
    Fala pessoal, boa tarde.
    Possuo dois ventiladores arno ultimate com 6 velocidades de vento e uma lâmpada todos controlados por Rádio frequência, você sabem me dizer qual equipamento posso utilizar para fazer a integração desde ventilador com o Google Nest? Já ouvi dizer que o broadlink Pro seria capaz, mas fiquei na dúvida de como ele faria esse pareamento entre a frequência de acionamento do ventilador. Alguém possui esse modelo de ventilador e já integrou?

    Um abraço, galera
    Valeiuuu
     
  6. Pingo.br

    Pingo.br This is just a punk rock song...

    Uai.
    O broadlink pro é RF.
    Se o controle do seu ventilador é RF ele vai clonar o controle sem problemas NA MAIOR PARTE dos casos
     
    • 1
  7. andrecrim

    andrecrim Usuário


    Desde 1 Set 2008
    RJ
    Tenho um parecido, o Mondial VTE-02, também por RF e o broadlink rm4 pro conseguiu controlar, gerando cenas que foram acessadas pelo google home, tanto pra luz, ligar o ventilador e velocidade, após ressincronizar os apps.

    o chato foi a clonagem dos botões, o macete é deixar o app da broadlink fazer a descoberta da frequencia do controle remoto no nível depois da virgula ex: "433,xx" para ficar mais liso a clonagem. Consegui fazer assim para 2 modelos que tenho em casa e não houve conflito entre eles.
     
  8. Pingo.br

    Pingo.br This is just a punk rock song...

    Dia 08 de Julho tem evento online marcado sobre possíveis novos produtos e soluções para casa inteligente da Google.
    Dizem inclusive da possibilidade de um novo google home (ou no caso um nest home)
    Eu espero mais informações sobre melhorias no sistemas que novos produtos.


    A Google anunciou um evento online para o dia 8 de julho com foco em produtos para casa conectada. A apresentação pode ser o palco de revelação de produtos aguardados da empresa, como um novo Chromecast que roda Android TVe o Google Home 2.

    Chamado de Hey Google Smart Home Summit, o evento ocorrerá 100% online por meio do site da empresa e trará “novidades empolgantes” para desenvolvedores. De acordo com a descrição do evento, a apresentação será realizada por Michele Turner, diretora de gerenciamento de produtos da Google, que revelará “ferramentas e recursos” para quem trabalha com produtos da marca.

    Arte da Google indica produtos que podem aparecer no eventoFonte: Google

    A empresa não revela detalhes sobre os dispositivos que podem aparecer na apresentação. Porém, a arte do evento mostra produtos como uma televisão com controle remoto e comandos de voz, um joystick para games, fones de ouvido e o Google Home.

    Novo Chromecast e Google Home 2
    Considerando a temática do evento, as especulações apontam que a empresa pode revelar na apresentação o suposto Google Home 2. A linha de alto-falantes inteligentes é a principal aposta da firma no segmento de casas conectadas.

    Recentemente, o 9to5Google obteve informações sobre o produto com fontes próximas da empresa. O novo Google Home estaria em desenvolvimento com o codinome Prince e pode chegar ao mercado com a marca Nest, de acordo com os rumores.

    Google HomeFonte: Android Authority

    Outro grande lançamento que deve aparecer é o sucessor do Chromecast Ultra. Segundo múltiplos vazamentos, a Google está desenvolvendo um novo dongle que possui Android TV integrado.

    Além de já ter aparecido em renderizações, o produto foi visto em um vídeo oficial da fabricante enviado para desenvolvedores, um grande indício de que o dispositivo pode ser revelado em breve.​
     
    • 1
  9. Pingo.br

    Pingo.br This is just a punk rock song...

    Última edição: 8 Jul 2020 às 22:28
    • 1
  10. Pingo.br

    Pingo.br This is just a punk rock song...

    Estou com tempo agora e vou fazer um resumão-apanhado do evento de ontem.

    Bom, ele foi melhor pra mim que pras magazines.

    Digo, o pessoal dos sites e portais, queriam novos gadgets, eu sinceramente acho que de gadgets de assistente a google tem tudo que precisa pra hoje, o que precisa melhorar mesmo é a integração e a IA em si.

    E foi o que apresentaram ontem, vamos lá às novidades do Summit 2020 do Google Home:

    O Google reitera seu trabalho no recurso Smart Controls de dispositivos domésticos no Android 11.

    O menu de energia no Android 11 agora pode exibir controles para dispositivos domésticos inteligentes.
    Com um toque longo na tecla liga / desliga, você pode acessar rapidamente esses controles de qualquer lugar.

    Os controles são personalizáveis e também podem ser acessados a partir da tela de bloqueio.
    Para coincidir com o novo recurso Controles do dispositivo no Android 11, o Google deseja garantir que os controles domésticos inteligentes estejam relatando com precisão o estado do dispositivo IoT conectado. O Google diz que eles introduzirão mais ferramentas para medir a confiabilidade e a latência do seu aplicativo, ajudando a melhorar e depurar os relatórios de estado. O Google diz que isso reduzirá o volume de consultas nos seus servidores e "melhorará a experiência do usuário com um estado preciso do dispositivo em várias superfícies". Em abril, a empresa lançou o Local Home SDK para oferecer suporte à execução local de determinados comandos do Assistente através da rede local. O Local Home SDK suporta ambientes de tempo de execução Chrome e Node.js. Os aplicativos podem ser criados e testados em máquinas locais ou servidores pessoais. Todos os desenvolvedores podem usar o SDK da Página inicial local por meio de ações no Google Console.

    Por fim, como as rotinas são uma grande parte da tecnologia de casa inteligente, o Google está expandindo o que pode fazer. No final deste ano, mais dispositivos do Google Assistant ganharão detecção de presença, para que possam disparar automaticamente rotinas com base no fato de o usuário estar em casa ou fora, como os dispositivos Nest . A nova característica do Efeito das luzes também foi divulgada para permitir que os desenvolvedores aumentem ou diminuam lentamente as luzes inteligentes em horários específicos ou quando um alarme matinal é acionado. No final deste ano, o Google também habilitará os efeitos Sono e Despertar suaves imediatamente para qualquer luz inteligente; O Google lançou esse recurso no Philips Hue no ano passado.
    As rotinas pessoais também serão estendidas com suporte para rotinas personalizadas projetadas por parceiros domésticos inteligentes. Pelo Google, os desenvolvedores poderão criar e sugerir rotinas personalizadas que podem até funcionar com outros dispositivos na casa de um usuário. Os usuários podem navegar e aceitar as rotinas sugeridas e optar por participar do seu Nest ou de outros dispositivos domésticos inteligentes nessa rotina.




    Em vez do Google I / O 2020 (o Google optou por não realizar um evento virtual este ano), os vários ramos da empresa que, de outra forma, teriam anúncios no evento, estão tentando realizar conferências virtuais. Isso continuou nesta semana com a Cúpula Virtual Smart Home do “Hey Google”. A grande novidade foi o Google trazendo os gatilhos Home / Away para as rotinas assistentes com 'detecção de presença' , mas outro pequeno detalhe surgiu: uma nova marca "Funciona com o Hey Google" que ainda não vimos. Vamos analisar demais isso, sim?

    Até o momento, os produtos de consumo nas prateleiras que funcionavam com o Google Assistant sempre tinham o selo abaixo "works with Google Assistant" carimbado em sua caixa de varejo.

    Na Cúpula Virtual Smart Home do “Hey Google”, o Google se referiu predominantemente a essa marca como “Works with Hey Google” - o que você pode perceber reflete a maneira como a maioria dos usuários realmente interage com o Assistente do Google, e não o nome do próprio assistente.

    Embora ainda não exista um produto de varejo de terceiros com o novo emblema, você pode esperar que ele apareça em algum momento nos próximos meses.

    antes:
    [​IMG]
    Agora:
    [​IMG]
    Mas tudo isso levanta a questão: o Google está renomeando o próprio Assistente do Google? Tanto quanto podemos dizer, a resposta é "provavelmente não " - por enquanto, pelo menos. Os representantes do Google usaram repetidamente o apelido do Google Assistant durante sua apresentação nesta semana e, como é uma marca que tem muito reconhecimento público e que os desenvolvedores se acostumaram, parece improvável que o Google se afaste do "Assistant" tão cedo .
    No entanto, isso indica uma ligeira mudança na maneira como deseja que o público perceba e pense no Google Assistant. Se o Google decidiu mudar sua marca "works with" de Google Assistant para Hey Google, pode haver algo sobre este último que seja mais reconhecível pelos consumidores ou transmita mais claramente o que exatamente significa para um produto "works with" o smart assistant da plataforma google.
    Eu sempre achei a marca inteligente da casa / assistente do Google a mais confusa das três grandes. A Amazon e a Apple decidiram desde cedo dar um nome humano aos seus serviços, enquanto o Google optou por algo que refletia sua própria marca. Isso provavelmente ocorreu devido à previsão do Google (aparentemente correta) de que seu assistente "Hey Google" acabaria substituindo as interações dos usuários com o google.com . Esse era o objetivo, não era?
    O Google tem tudo a ver com ajuda, e eles não querem que as pessoas esqueçam que era do Google que elas estavam sendo ajudadas.
    Mas isso deixa o Google Assistant também se sentindo o mais instável e corporativo a se usar. Enquanto Alexa e Siri permitem que você finja que não está interagindo com o produto de uma gigante da tecnologia multibilionária, o “Hey Google” não permitirá que você esqueça. Essa é uma história para outro dia, no entanto . (Ah, mas é também uma com a qual aparentemente as pessoas se identificam porque estão sempre procurando alternativas inteligentes - essa história gera uma tonelada de discussão.)
    Embora não exista uma marca registrada fundamental, parece-me que o Google está se inclinando para "Hey Google" como o "nome próprio" de seu serviço - equivalente a Alexa ou Siri. Eu acho que algum outro nome ainda tornaria o uso do Hey Google menos mentalmente complicado, mas se a empresa tiver que escolher algo para simplificar (pelo menos a percepção pública) da suya marca de assistente virtual, "Hey Google" faz mais sentido do que "Google Assistant".



    E não foi dessa vez que a Google apresentou o prince: https://9to5google.com/2020/06/15/exclusive-google-nest-home/
     
    • 1
  11. Pingo.br

    Pingo.br This is just a punk rock song...

    Sucessor do Google Home surge em fotos de homologação
    O provável sucessor do primeiro Google Home passa a ter corpo coberto por tecido e continua sem conector USB-C no cabo da tomada



    A FCC, agência dos Estados Unidos que pode ser comparada ao que temos na Anatel, registrou detalhes do que pode ser o primeiro sucessor do Google Home, que pode ter visual bastante diferente da primeira (e única) geração, além de receber o nome Nest da mesma forma como aconteceu com o Nest Mini.

    [​IMG]

    O Google Home foi o primeiro smart speaker do gigante das buscas, com um visual que lembra aqueles aparelhos que borrifam perfume de tempos em tempos e qualidade sonora bastante bacana para um alto-falante tão pequeno. Ele foi lançado em novembro de 2016 e até hoje é a única geração que existe – ainda bem, produtos deveriam durar por anos e mais anos.

    Porém, algumas imagens do que pode ser seu sucessor apareceram em registros da FCC, mostrando maior semelhança com o Nest Mini e isso significa que o visual mudou. Ele continua na vertical, mas passa a ser mais fino e largo, com altura que lembra algo próximo ao Google Home Max, smart speaker mais potente que o Google tem em seu portfólio.

    [​IMG]

    Outra mudança é a ausência de partes em plástico, que dão espaço para uma cobertura feita com tecido e que também segue o que aconteceu desde o primeiro Google Home Mini, que agora é chamado de Nest Mini e é o único modelo da empresa que é vendido oficialmente no Brasil.

    Assim como já acontece com o Google Home, este provável novo modelo utiliza uma conexão proprietária para a tomada e que é de 30 watts, retirando qualquer possibilidade de receber energia por uma porta USB-C.

    Muito provavelmente o sucessor do Google Home seria apresentado durante o Google I/O deste ano, que não aconteceu por conta da COVID-19. O lançamento pode ter sido postergado, mas agora ele, teoricamente, já pode chegar em terras americanas. Seria interessante ver o Google lançando este novo speaker no Brasil também, já que a Amazon vem sendo muito mais agressiva por aqui e vem trazendo muitos integrantes da família Echo, seu principal rival.
     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso