Clube Hegel

Discussão em 'Amplificadores, Prés e Integrados' iniciada por AHB, 8 Jun 2016.

  1. AHB

    AHB Usuário


    Desde 16 Abr 2008
    São Paulo/SP/Brasil
    Anúncio do HT Forum
    Oi, Rodrigo, escutei mto pouco depois que chegou o h360. Mas pelo pouco q escutei, deu para perceber uma maior transparência e melhor controle nos graves. Ainda preciso ouvir com mais calma e comparar com o m6i.

    Estou usando cabos de caixa da emotiva, assim como os de energia. E de fonte o próprio DAC do Hegel. Com o m6i estava usando o dc-1 tb da emotiva.
     
    • 1


    Anúncio do HT Forum
  2. RodrigoCarvalho

    RodrigoCarvalho Usuário


    Desde 19 Ago 2005
    Campina Grande - PB
    Para uma comparação criteriosa, só depois de amaciar totalmente. Mas sim, deve ser bastante melhor.

    Boa sorte.
     
  3. AHB

    AHB Usuário


    Desde 16 Abr 2008
    São Paulo/SP/Brasil
    Aliás, a fonte que uso é um PC não dedicado, que conecto por USB ao integrado.

    E para comparações mais criteriosas, melhor esperar o burn-in. Não acredito tanto nisso para eletrônico solid state, também não tenho tanta experiência nisso, mas nada melhor q a cautela para emitir uma opinião mais concreta.

    Um dia pretendo testar cabos para saber o qto isso pode influenciar no resultado. Mas isso vou pensar mais para frente.
     
  4. RodrigoCarvalho

    RodrigoCarvalho Usuário


    Desde 19 Ago 2005
    Campina Grande - PB
    Tive um Musical Fidelity M6500i que melhorou bastante após as cerca de primeiras cem horas de uso. Acredito bastante sim em burn in de eletrônicos e condutores.

    Acredito que com esse seu set bons cabos farão bastante diferença, até por experiência própria e de amigos também, inclusive USB. Se não quiser ter preocupação com isso, melhor nem testar, hehe. Se puser uns cabos porretas aí e que casem bem com a sonoridade do sistema, não vai mais querer que eles saiam.

    Sim, como você usa USB, não deixe de usar, ou pelo menos testar, o Regen, da UPTONE Audio, entre o PC e o DAC. Aparelhinho incrível, que está revolucionando o audio digital. Já há muitos depoimentos e relatos lá nos tópicos de audio via pc. Esse é mesmo indispensável.
     
  5. m.f.lima

    m.f.lima Usuário


    Desde 12 Dez 2006
    MARÍLIA- SP
    Parabéns pela aquisição!

    Qual o desempenho do DAC desse aparelho em Hi-res?
    Seria compatível com a qualidade da amplificação do integrado ou merece algo melhor?

    Obrigado.
     
  6. AHB

    AHB Usuário


    Desde 16 Abr 2008
    São Paulo/SP/Brasil
    Eu digo que não acredito em burn-in mto pq é a primeira vez que troco de integrado, não tenho experiência.

    Tenho um pouco mais experiência com fones e amplificadores de fones (ainda bem pouco experiência para ser sincero) e não percebi grandes mudanças no som. Tem que se levar em conta que costumo curtir o som de forma descompromissada e não de forma crítica, por isso posso deixar passar sutilezas.

    Quanto aos cabos (caixa, usb, energia) gostaria de experimentar, mas a brincadeira sai cara tb hahaha
     
  7. Tijuco

    Tijuco Usuário


    Desde 20 Ago 2008
    Uberaba/MG/Brasil
    Eu à convite de um amigo também aficionado, estivemos no local do representante da marca no último sábado para ver e ouvir o Hegel H30, tendo sido gentilmente recebido pelo pessoal da casa foi colocada a nossa disposição para sessão de audição: As caixas Wilson Alexia, cd player DCS Puccini, Pré da Krell, e os cabos interconnects , da caixa e de força da marca transparent. Após várias horas de audição, utilizando-se na reprodução cd(s) e SACD(s) de jazz, clássico e Mpb (voz feminina, voz masculina e instrumental) pode-se constatar que o Hegel 30 produziu um som maravilhoso.
     
  8. AHB

    AHB Usuário


    Desde 16 Abr 2008
    São Paulo/SP/Brasil
    Valeu, @m.f.lima@m.f.lima

    Olha, ainda não comparei com o DAC que possuo para ter alguma noção, mas acredito que seja um DAC honesto, talvez não do mesmo nível do restante do integrado (isso é um chute). Pelo menos nos reviews que li, falam que é um bom DAC.
     
    • 1
  9. m.f.lima

    m.f.lima Usuário


    Desde 12 Dez 2006
    MARÍLIA- SP
    Ok. Obrigado
     
  10. AHB

    AHB Usuário


    Desde 16 Abr 2008
    São Paulo/SP/Brasil
    Passei esse fds fora de casa, começar agora a curtir a evolução do set.

    Hmm interessante, vou pesquisar. Existe esse aparelho vendendo aqui no br ou tem que trazer de fora? Quanto custa?

    Aliás, teriam indicação de cabos de caixa, força e usb para começar? Ou linha de marcas (Audioquest, Kimber, VDH, etc)?

    Não tem ninguém no meu circulo de amizade que curta musica e que tenha equipamentos e cabos para poder testar, isso dificulta e encarece o hobby.

    Aí, sim! Deve tocar demais! Nunca escutei equipamento top
     
  11. Tijuco

    Tijuco Usuário


    Desde 20 Ago 2008
    Uberaba/MG/Brasil
    Aí, sim! Deve tocar demais! Nunca escutei equipamento top[/QUOTE]


    É claro, as condições da sala e o conjunto de equipamentos, além das gravações permitiram ouvir detalhadamente o Hegel H30, porém independente do setup, o Hegel H30 é um amplificador muito refinado , com muita pegada e reproduz a música com um detalhe impressionante, quer dizer, qualquer nível de gravação ele vai expor de forma contundente tanto os defeitos como as virtudes dessas gravações, este fato foi comprovado no teste quando dentre vários Cd(s) e SACD(s) que ouvimos, destacamos dois belíssimos CD(s): em um, o excesso de delay ficou bastante evidenciado no vocal masculino. O outro com um disco instrumental, o som do piano estava muito estridente. Há equipamentos que mascaram essas peculiaridades ou sutilezas mas o Hegel H30 e outros excelentes amplificadores com características semelhantes não deixa passar em branco, para o bem ou para o mal ele evidencia e entrega na bandeja a técnica aplicada pelo engenheiro de som utilizado na gravação.


    Um detalhe, foi utilizado apenas uma unidade do H30 obviamente no modo stereo, ele tem a opção de ligação em mono e ai pode-se utilizar dois H30 para audição em stereo, na minha avaliação a reprodução com uma única peça satisfaz plenamente.


    O Hegel H30 não é barato, mas em relação aos concorrentes que têm o mesmo nível de qualidade, ele é bastante competitivo.


    Se o H30 estiver encaixado em um sistema equilibrado, adeus upgrade!
     
    Última edição: 20 Jun 2016
    • 1
  12. lms

    lms Usuário


    Desde 26 Ago 2005
    [@]
    Tenho um H80 e o que mais me surpreende nele são sua naturalidade, musicalidade e transparência.

    Considerando a parcialidade de quem possui o produto, diria que são amplificadores que entregam uma apresentação neutra e transparente, mantendo a apresentação da musica na sua forma plena. Possuem um timing impecável. Comparando o H80 com o Naim 5i, considerei que ambos são semelhantes no PRaT (Pace Rythm and Timing), com o Hegel superando os demais requisitos, como tonalidade, transparência, graves e micro dinâmica. O som do Hegel é relaxado e fácil de ouvir por horas sem fadiga.

    O amplificador é forte e controla a apresentação musical de forma sublime. Considero que o equilíbrio tonal seja um pouco deslocado para os médios graves. Muitos revisores consideram que tenha um som semelhante a amplificadores classe A.

    Resumindo, considero o Hegel H80 como uma bela combinação de neutralidade com musicalidade. Um belo produto.
     
    Última edição: 30 Jun 2016
    • 2
  13. dario72

    dario72 meus amores

    2.082 1.116 971

    Desde 13 Nov 2008
    sao paulo/sp
    Saudades mano
    Qd estiver no Brasil não esquece dos amigos
     
  14. lms

    lms Usuário


    Desde 26 Ago 2005
    [@]
    E ai Dario. Nem esqueço. Abração
     
  15. Marco Araujo

    Marco Araujo À sombra do pinheiro


    Desde 3 Ago 2004
    São Paulo/SP
    Luciano,

    Tem muitas opções de escolha aí né?
    Sem comparação com a república das bananas...

    Falando nisso, qdo vem nos visitar...kkkkk

    Abração
     
  16. Lizandro

    Lizandro Usuário


    Desde 22 Ago 2010
    Curitiba

    Ima, eu estava pensando em adquirir um H80 e Monitor Audio Silver 8 como meu primeiro set estéreo. Visto que voce já tem um gostaria de saber sua opiniao e tambem quais caixas usa, e quais incicaria para este amplificador, bem como cabos.

    Obrigado!
     
  17. Ivancm

    Ivancm Usuário


    Desde 3 Jan 2003
    Curitiba
    Tenho o Hegel H160. Na minha opinião o som dele não é de maneira nenhuma analítico. O som é neutro, bem equilibrado e dinâmico. É agradável e não apresenta fadiga nas audições.
     
  18. lms

    lms Usuário


    Desde 26 Ago 2005
    [@]
    Sem previsão a curto prazo. Te mando uma msg

    Também não acho o som do H80 analítico.
     
    • 1
  19. lms

    lms Usuário


    Desde 26 Ago 2005
    [@]
    Estou utilizando o H80 com caixas Rega Rs1 e para a minha surpresa o resultado esta excelente. São caixas que apresentam um som muito natural e também são muito rápidas, casando muito bem com as características do Hegel e com o meu gosto musical. Nos audio shows os Hegel tem sido utilizados com caixas Amphion, Kef e Magico.

    Utilizo cabos de caixa Supra Sword, que são conhecidos pela sua precisão e neutralidade. Os cabo de forca são da Rega, que considero imbatíveis na sua faixa de preço. Cabos Nordost devem igualmente casar muito bem e são utilizados pela Hegel nas suas demonstrações.

    Acho que estará muito muito bem servido com a combinação Hegel + Monitor Audio. Abaixo coloquei o comentário da Stereophile sobre o H160 e que eu acho que se aplica igualmente ao H80.

    What the Hegel H160 did better than any but the absolute best amps I have heard was to generate correct-feeling tonal and structural balances in every loudspeaker I connected it to.
     
  20. TatoBurns

    TatoBurns Usuário


    Desde 1 Jul 2008
    São Paulo
    Amigo...perdoe a pergunta idiota...mas tenho um Player Sacd e um TD para ligar em um Hegel que estou quaaase me convencendo a ser meu próximo Up...mas vi que ele tem algumas entradas que não me serviriam de nada...as 2 que me interessam são as Line...só que uma é fixa e a outra variável...e a pergunta idiota é a seguinte...qual a diferença entre elas? Onde vc poderia ligar ai o TD e o Player? Sabendo que infelizmente Hegel não tem entrada Phono...o que acho muito ruim...tenho certeza que capacidade para fazer um excelente não lhes falta.

    De resto Parabéns pela escolha...estou em uma dúvida cruel entre o Hegel 160 e um Yamaha A-S2100...ou ainda quem sabe se me der a doida e eu conseguir vender um rim um Yamaha A-S3000...minha razão me manda ir para os Hegel...minha emoção me manda ir para os VUs dos Yamaha que acho muito muito legais em integrados...mas como Luxmans e Accuphases estão fora de questão...estou colocando os Yamahas na briga...lembrando que este A-S2100 é super bem cotado no Excelia HIFI...125 pontos se não me engano...na frente de muito Europeu...Americano...Japonês...de altíssimo pedigree.

    Ab

    Flávio

     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso