Clube Hegel

Discussão em 'Amplificadores, Prés e Integrados' iniciada por AHB, 8 Jun 2016.

  1. lms

    lms Usuário


    Desde 26 Ago 2005
    [@]
    Anúncio do HT Forum
    Não saberia comparar com o Yamaha pois não o conheço. O Hegel não possui entrada fono, assim teria que utilizar um pre de fono entre o toca discos e o amplificador. Em compensação o Hegel já vem um um DAC integrado muito bom, o qual você poderá ligar o seu SACD e percebera uma melhora significativa no som.
     
    • 1


    Anúncio do HT Forum
  2. Ivancm

    Ivancm Usuário


    Desde 3 Jan 2003
    Curitiba
    Eu utilizo a entrada fixa. Tem a balanceada XLR e a não balanceada RCA. Não saberia te dizer qual a utilidade da entrada variável. Aliás o Hegel tem muitas entradas que eu ainda não utilizei.
    Conforme o Ims falou o Hegel não tem entrada pre de fono.
    Também não saberia te dizer sobre os Yamaha, que eu não ouvi.
     
    • 1
  3. dario72

    dario72 meus amores

    2.087 1.126 971

    Desde 13 Nov 2008
    sao paulo/sp
    Já faz um tempo que estou com o H160, uns 45 dias +-
    Como o aparelho é novo tenho usado bastante para adiantar o amaciamento,todo meu sistema é novo,estou escrevendo que para quem pensa em consumo de energia ele é excelente ,praticamente não alterou nada o valor da minha conta de luz.
     
  4. Ivancm

    Ivancm Usuário


    Desde 3 Jan 2003
    Curitiba
    O meu é 230 volts. Trabalha bem frio.
     
  5. dario72

    dario72 meus amores

    2.087 1.126 971

    Desde 13 Nov 2008
    sao paulo/sp
    O meu é 120v também trabalha bem frio,acredito ser o integrado que trabalha mais frio que já tive.
     
  6. lms

    lms Usuário


    Desde 26 Ago 2005
    [@]
    E ai mano, que bom que esta gostando do Hegel. Impressionantes estes amplificadores. Ja tive algumas oportunidades de upgrade mas sempre acabo desistindo. Para o meu gosto, o Hegel é um amplificador muito correto. Tem pegada, fluidez e naturalidade. É transparente e musical. E tonalmente muito correto. Estou tocando agora as caixas Gamut phi3, simplesmente brilhante. A troca de cabos de forca para o alpha 3 também deu um belo up no conjunto

    Que caixas e cabos esta usando? Chegou a comparar o H160 com o H80?

    Abs
     
  7. dario72

    dario72 meus amores

    2.087 1.126 971

    Desde 13 Nov 2008
    sao paulo/sp
    Saudades de vc irmão!!
    Tenho um amigo que tem o H300 mas ainda não ouvi,o sistema dele é mega top,caixas Dynaudio c4 signature,fonte com transporte ,dac e acho que clock também tudo DCS ,acho que Puccini,cabeamento o de força no Hegel é o transparent power link MM,caixa interconect e etc sei que é coisa de altíssimo nível,sei pelo próprio dono (que confio)e mais a turma de Guarulhos que toca muito.
    Nunca ouvi o H80 , acabei comprando o meu no escuro ,e pelo fato de ter streaming e saida para headphone.
    Li muita coisa boa sobre a marca ,além de vcs 2 terem e são ouvidos que respeito e confio.
    Estou usando as LS50 ,pelo que li é uma receita bastante usada fora do Brasil,além de eu gostar das Kef.
    No momento o cabo de força que estou usando é um Furutech 314 ag montado de fábrica e com conectores de ouro,um cabo que tem por características ser bem transparente,mas tenho certeza que irá crescer com um upgrade de cabo.,é um cabo de entrada.
    Estou mega satisfeito,também acho musical,com transparência,equilibrado tonalmente,com dinâmica.
    Vou me mudar em um mês,aí terei uma salinha dedicada somente para áudio,nem Televisao terá e toda liberdade para fazer acústica.
    Hj no momento estou com as caixas na pior posição que já usei em minha sala e mesmo assim está muito bom
     
  8. lms

    lms Usuário


    Desde 26 Ago 2005
    [@]
    Fala mano,
    Esta receita Hegel+Kef é muito boa mesmo. Quando comprei o H80 o revendedor o demonstrou com um par de R300. Comparei com um Naim unitiqute, que apesar de estar na mesma faixa de preço, eu achei bem inferior ao Hegel.
    Tenho muita curiosidade de comparar o H80 com as linhas superiores. Se o H80 já toca uma barbaridade, nem consigo imaginar como seriam os irmãos maiores. Gosto muito da fluidez e naturalidade que o H80 apresenta o acontecimento musical. Os tempos são muito bem demarcados e os timbres muito corretos.
    Abraços
     
  9. dario72

    dario72 meus amores

    2.087 1.126 971

    Desde 13 Nov 2008
    sao paulo/sp
    E aí
    Vc sabe que confio 100% nos seus ouvidos e capacidade de julgamento.
    Vc e o meu amigo do H300 me serviram de parâmetro para eu ter coragem e comprar no escuro ,sem nunca sequer ter visto um na frente.

    Fui na semana passada na casa dele e com absoluta certeza foi o sistema caseiro que mais toca que ouvi em toda minha vida.
    Nível de sistema do Fernando Andretti que se ouve nas feiras,nível de sistema que melhor toca nas feiras.

    Com relação ao que vc escreveu está perfeito,muito coerente em relação à timbres,tempo ,naturalidade,tudo correto.

    Experimenta um dia um H160 ou até mesmo um H360

    Eu tenho curiosidade em fazer uma audição do H360 ,aqui no Brasil eles estão bem justos em relação a preço ,visto que estao vendendo no PY.
     
  10. lms

    lms Usuário


    Desde 26 Ago 2005
    [@]
    Hoje ouvi o H160 ao lado do H80, ambos com o mesmo setup: um squeezebox através da entrada coaxial e um par de dynaudio focus 160. Comecei com o H160, e a primeira impressão foi de ser um amplificador mais arejado que o H80 que já conheço. Ele apresenta um palco mais amplo e profundo, tem melhor definição dos agudos e separação dos instrumentos. Ele é um amplificador muito musical e com uma transparência absurda. Ouvi musica clássica, pop e jazz. Passamos para H80. Neste a apresentação musical ficou mais lenta e os agudos mais apagados. O palco é mais frontal e estreito e os médios tem uma organicidade e musicalidade mais doce. O acontecimento musical é mostrado como em um bloco, mas mantendo o timing e naturalidade típicos dos Hegel. Na macrodinâmica o H80 tem um bom desempenho mesmo com metade da potencia. É um amplificador forte.

    Em resumo, o teste me confirmou todas as qualidades do H80 que venho ouvindo no meu setup, como sua naturalidade e musicalidade. Uma barganha na minha opinião. Ao mesmo tempo foi com grande surpresa que conheci o H160 e ouvi um grande salto sobre o H80. O H160 adiciona camadas de transparência, melhor microdinâmica, foco e separação de instrumentos.

    Vale o upgrade? Diria que depende do gosto musical e dos equipamentos. Se o gosto musical for por uma apresentação mais intimista e sem a necessidade de muita definição em palco e microdinâmica, o H80 sera uma opção. É um amplificador ótimo para musicas onde ha o predomínio de vozes. Se sobre tudo isso, quiser adicionar a microdinamica, palco, arejamento, e tiver caixas a altura, acredito que H160 valera o investimento.
     
    • 7
  11. Lopes Fernando

    Lopes Fernando Usuário


    Desde 19 Fev 2014
    Brasil
    Alguém sabe se no novo H360 ouve alguma melhoria nos graves ???

    Pois na avaliação da Cavi, da edição 209 página 36, (no alto da coluna direita da página) o articulista relata que para que gosta de graves, o H300 não seria a melhor indicação.
     
  12. Lopes Fernando

    Lopes Fernando Usuário


    Desde 19 Fev 2014
    Brasil
    desculpe e erro de digitação.

    "Alguém sabe se no novo H360 houve alguma melhoria nos graves ???"
     
  13. Renato Gomes

    Renato Gomes Arquiteto e Urbanista


    Desde 18 Mar 2007
    Rio de Janeiro/RJ/Brasil
    @Lopes Fernando@Lopes Fernando ,

    Não sei em relação ao H-300, mas o H-360 é um sonho. Bem como os menos potentes da linha (H-80 / 160).
     
    • 1
  14. RAULNETO

    RAULNETO Usuário

    Lopes: qual seria o "problema" em graves do H300, relatado pelo Andrette? Definição, velocidade, peso...?
     
  15. Lopes Fernando

    Lopes Fernando Usuário


    Desde 19 Fev 2014
    Brasil

    Renato, no teste do Hegel H300 o Fernando Andrette não dá mais detalhes sobre qualidade , peso ou profundidade dos graves, ele apenas diz que para quem é gravedependente o H300 não é o mais indicado.
    Acho que faltou uma análise mais detalhada.
     
    • 1
  16. Lopes Fernando

    Lopes Fernando Usuário


    Desde 19 Fev 2014
    Brasil
    Depois de dar uma olhada nas especificações do novo Hegel 360, vi que houve um "generoso" incremento no Fator de Amortecimento passando de mais de 1000 (H300) para mais de 4000 (H360), respondendo a minha pergunta, houve sim, uma melhoras nos graves ( pelo menos nas especificações, não sei na prática).
     
    • 1
  17. Menko

    Menko Usuário


    Desde 28 Set 2008
    Campinas

    Peço uma ajuda

    Vc tem um Hegel 80 e estou considerando comprar um para tocar as Dynaudio DM 2/7.
    A minha dúvida é sobre a tonalidade do Hegel, não gosto de aparelho meio frio, li alguns reviews e fiquei meio perdido.
    Acha que ele pode casar bem com as Dynas?
     
    • 1
  18. Ivancm

    Ivancm Usuário


    Desde 3 Jan 2003
    Curitiba
    Eu tenho o Hegel 160 e Dynaudio Focus 140. Como os dois são neutros, o casamento é muito bom.
     
    • 2
  19. Renato Gomes

    Renato Gomes Arquiteto e Urbanista


    Desde 18 Mar 2007
    Rio de Janeiro/RJ/Brasil
    Um amigo tem com muito sucesso a dupla H-360 + Contour S 1.4 Platinum.
     
    • 1
  20. Menko

    Menko Usuário


    Desde 28 Set 2008
    Campinas
    Temos aqui uma perfeita estratificação financeira :D bem razoável

    1) H-360 + Contour S 1.4 Platinum
    2) H 160 e Dynaudio Focus 140
    3) H80 e Dynaudio DM 2/7

    Achei que ficou tudo consistente.

    Meu receio é esse termo "neutro"...
    Não é frio, técnico demais?
    Eu acostumado com Marantz não vou estranhar?

    E prá quem não conhece os Aura, informo que era marca da BW, que foi descontinuada. Ficou o museu....:(

    http://www.hifishock.org/gallery/electronics/aura/integrated-amplifier/
     
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso