Clube KEF

Discussão em 'Caixas Acústicas e Subwoofers' iniciada por Kbuchi, 11 Set 2005.

  1. GUSTAVO78

    GUSTAVO78 Usuário


    Desde 14 Out 2005
    FLORIANÓPOLIS/SC
    Anúncio do HT Forum
    Pessoal, gostaria da opinião dos senhores acerca de uma troca que pretendo fazer por aqui. Eu tenho um par de iq9 (as torres mais antigas da kef). Devido à otimização do espaço, pretendo troca-las pelas R1 ou R3 (bookshelfs). Minha dúvida é a seguinte: estarei eu fazendo um up ou downgrade ? Existe a possibilidade de algum modelo da kef bookshelf mais novo tocar melhor do que esse modelo mais antigo de torres? Pelas especificações, a sensibilidade das torres possuem 2db a mais do que as books...isso é suficiente pra garantir melhor desempenho das torres?
    O que dizem?
     


    Anúncio do HT Forum
  2. Redcruz

    Redcruz Usuário


    Desde 11 Dez 2008
    Mesquita
    Gustavo,

    Se não estou enganado a série ''R'' foi a substituta da série XQ, que por sua vez era contemporânea e superior à série IQ. Então na minha opinião sair da IQ para R é upgrade certo. (y)

    Claro que essas books não vão ter a extensão de baixas frequências que as torres possuem, porém, é provável que não sinta falta desta maior extensão devido ao generoso volume de graves que as books da linha R entregam, sobretudo se o novo ambiente não for grande.
     
    • 2
  3. Pedro Barros

    Pedro Barros Usuário


    Desde 21 Jan 2009
    BH/MG/Brasil
    Gustavo,
    Minha sala é modesta... não passa de 14 metros quadrados. Saí de uma par de 703 da B&W e migrei para um par de R300. Obviamente que as torres que tinha eram ótimas... quase unanimidades no nosso meio quanto à qualidade e eu as adorava. O que posso dizer é que, assim como o nobre colega @Redcruz@Redcruz disse - e aproveito para agradecer suas contribuições sempre precisas e ponderadas - tem-se, naturalmente, algumas perdas - notadamente certo recuo das frequências baixas - mas no meu caso, gostei muito da mudança, pois as novas caixas se acertaram melhor no meu ambiente. Apesar das minhas serem da geração anterior daquelas que está de olho, atesto que os graves aqui agradam demais. Ainda mais que no meu integrado consigo dar um ganho, caso a gravação não seja generosa.

    Fechei o multicanal recentemente, com a compra do subwoofer. Sei que o assunto é meio polêmico, mas não uso ele para audições em estéreo... achei que usaria, mas os graves das R300 são demais... como bem falam ao longo do fórum, são pequenas torres.

    Sucesso na escolha!
     
    • 5
  4. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.394 12.963 2.026

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    "Resposta" da Kef sobre uma possível indicação de produtos para evitar a oxidação nos terminais da linha R.

    [​IMG]
     
  5. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.394 12.963 2.026

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Sobre os graves da linha R, já era fã da assinatura muito tempo antes de entrar para o Clube.

    Também saí de torres com muito grave (MA S8) e dois woofers em cada caixa e concordo com o amigo acima.

    É evidente que perde-se algo, pois o volume interno das torres é muito maior, mas o ganho em velocidade, palco, resolução, clareza e separação de frequências é tão grande, que HOJE não cogito voltar para torres num futuro próximo.
     
    Última edição: 5 Dez 2019
    • 3
  6. Botika

    Botika Usuário

    "The terminals should not oxide if the speakers are not stored in an overly humid temperature"

    Só rindo mesmo....:p:p:p
    Esse Fred Cobb da KEF América descobriu a pólvora...
     
    • 2
  7. jewel

    jewel Usuário


    Desde 24 Jun 2005
    Londrina/PR/BRASIL
    Esses conectores utilizados pela KEF são realmente ruins e se deterioram rapidamente, no seu caso acelerado pela maresia. Nas minhas optei por trocar, substitui por WBT, uma vez que achei 2 sets no Ebay a um preço muito bom. Não acredito que limpeza/polimento va resolver. E cuidado com o Corrosion-x que ataca o plástico

    Caso vc opte por manter os originais, vão 2 sugestões:

    - Retirá-los e aplicar um banho de ródio, de forma a manter a cor,

    - Eliminar esses jumpers, que a KEF chama de link. Esse sistema pode até ser prático, porém piora o resultado e não é pouco. Já que terá que desmontar, ao montar de volta, parafuse os pares no mesmo terminal. Estará eliminando a bicablagem, porém se um dia quiser poderá voltar a configuração original.

    A melhora é significativa
     
    Última edição: 6 Dez 2019
    • 2
  8. ricardo.vix

    ricardo.vix Usuário

    Pessoal, agradeço a todos pelas respostas. Irei tentar limpar melhor hoje (ou amanhã) e inclusive vou caçar esse CorrosionX para comprar também.

    Aproveitando, é fácil trocar os terminais de caixas da KEF? É só questão de desparafusar aquela parte plástica, plugar/desplugar os conectores ou tem que soldar? Há algum vídeo e/ou tutorial mostrando como fazer?

    Além disso, qual terminal vocês recomendam? Estou pra trazer algo dos EUA, então dependendo do preço posso aproveitar e trazer eles logo. Não quero nada caríssimo, algo que seja um pouco melhor do que os da KEF já é mais que suficiente, até porque meu foco é exclusivamente filmes, então duvido que eu vá sentir qualquer diferença no som alterando os terminais.

    Se puderem me enviar um link ou o modelo específico, agradeço, pois não manjo nada disso.

    Obrigado!
     
  9. juan SL

    juan SL Usuário

    1.484 1.289 411

    Desde 19 Jan 2012
    sao paulo
    Show... parabéns!
     
    • 1
  10. jewel

    jewel Usuário


    Desde 24 Jun 2005
    Londrina/PR/BRASIL
    Veja se ajuda:

    Clube KEF

     
    • 1
  11. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.394 12.963 2.026

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Com a ressalva do Corrosion X atacar plástico, pensando apenas em conectores em perfeito estado, essa aplicação seria realmente interessante para mantê-los novos?
     
  12. danielromaobr

    danielromaobr Usuário


    Desde 10 Nov 2007
    Brasília
    Pessoal, vai dar para fazer um comparativo da KEF LSX com a Dynaudio Xeo 2 na semana que vem. Depois posto aqui as impressões.
     
    • 3
  13. ricardo.vix

    ricardo.vix Usuário

    Agradeço pelo link do post!

    Sobre os jumpers, apesar de melhorar, prefiro não fazer isso porque ano que vem devo trocar minhas r300 pelas as r500/r700/r900, então teria que "desfazer" essa mudança depois rsrs.

    Todavia, não manjo do assunto e admito que não entendi se para trocar os conectores é necessário mexer com solda ou somente soltá-los e parafusá-los. Se puder esclarecer, agradeço.

    Além disso, teria link dos conectores? Pode ser do eBay, amazon ou alguma outra loja dos EUA.\\

    Tentei achar mas só achei os conectores que vão nos cabos mesmo.

    Obrigado!
     
  14. jewel

    jewel Usuário


    Desde 24 Jun 2005
    Londrina/PR/BRASIL
    • 1
  15. juan SL

    juan SL Usuário

    1.484 1.289 411

    Desde 19 Jan 2012
    sao paulo
    Ele não ataca plástico... fica tranquilo quanto a isto.
    Já utilizei em conectores que tem a coroa de plástico, XLR fêmea da neuteick e outros... ele é um óleo, se colocar em locais empoeirados (nao.limpar antes do uso) aí vai haver corrosão por abrasão.
    Existem dois tipos de CorrosionX tem de ser o para armas.

    Edit.: é tanto que ele é recomendado por armeiros para limpeza e lubrificação de Glock.
     
    • 1
  16. juan SL

    juan SL Usuário

    1.484 1.289 411

    Desde 19 Jan 2012
    sao paulo
    Videozinho ilustrativo:
     
  17. FelipeRolim

    FelipeRolim Keep Improving Myself


    Desde 17 Ago 2008
    Quatiguá/Paraná/Brasil
    Cada um fala uma coisa. Esses dias atrás deparei-me com a (falsa) afirmação, sendo compartilhada no WhatsApp, de que o Limpa Contatos da Wurth (o que mais gosto, em vista do custo-benefício) estragava plásticos e borrachas. Uso-o há muitos anos, em todos os contatos do meu sistema, e nunca vi nenhum sinal de danificação em plásticos de bornes de amplificadores e de caixas, em conectores XLR dos cabos e dos DACs, nos cabos USB que tive, nos conectores Oyaide que uso nos cabos de força e tampouco em plásticos termo-retráteis.

    Sobre o CorrosionX, o que precisa ficar claro é que, por suas características, não é algo que pode ser aplicado aos terminais dos conectores e simplesmente usado como forma de "prevenção à oxidação". Isso porque, uma vez sendo um material não-condutor, mesmo uma fina camada depositada pode prejudicar a condutividade do metal. Então, o mais ideal é proceder à total lavagem de tudo aquilo em que for aplicado o CorrosionX. Também por isto uso o DeoxIT, pois seu efeito é o oposto, de otimizar a conexão e o contato físico entre os terminais.
     
    • 1
  18. juan SL

    juan SL Usuário

    1.484 1.289 411

    Desde 19 Jan 2012
    sao paulo
    Acho que o grande problema mesmo é que estes produtos campeões de vendas já possuem seus equivalentes falsificados... a chance de pegar um falseta é muito grande e o resultado ser desanimador.
     
  19. juan SL

    juan SL Usuário

    1.484 1.289 411

    Desde 19 Jan 2012
    sao paulo
    Sobre o corrosion desconheço esta afirmacao.
    Uma vez que os contatos estão unidos, o corrosion, assim como qualquer outro líquido, cede espaço ao contato forçado, não impedido em nada a condutividade elétrica entre as duas peças unidas. O que ele faz é justamente proteger aonde começa a perder contato envolvendo o material.

    O Corrosion X na audiofilia já é amplamente utilizado na proteção dos contatos de haste de terra, seccionadoras que ficam na caixa do poste etc. Acho que neste sentido, está mais que comprovado a sua eficácia contra a corrosão e a favor se um bom contato elétrico.
     
  20. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.394 12.963 2.026

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    No teste os dois Corrosion X tiveram o mesmo resultado.

    Tanto o vermelho, como o específico para armas.

    Sobre a questão do plástico, vi no ML o vendedor reforçando para não usar nesses materiais.

    Temos também que pensar que existem inúmeros tipo de de plástico. E os que normalmente são usados em terminais, não é o mesmo que a "tampa" da linha R, onde estão presos os terminais.
    Esses por sua vez são inteiros de metal. Inclusive a parte externa, onde muitos são de plástico.

    No meu caso por enquanto não tenho quaisquer problemas, pois as caixas são novas. Mal passaram de 3 meses de uso.

    Mas como costumo ficar bons anos com a maioria dos meus equipamentos, quero evitar esse tipo de problemas, se possível sem ter que comprar conectores caros, para caixas que já não são baratas.
     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso