Anúncio do HT Forum

Clube Monitor Audio

Discussão em 'Caixas Acústicas e Subwoofers' iniciada por tukano, 25 Jun 2007.

  1. weltec

    weltec Usuário

    6.350 4.069 526

    Desde 15 Nov 2011
    Rio de Janeiro
    Anúncio do HT Forum
    É um creme de chocolate com avelã, delicioso:D
     
    • 6
    • 1


    Anúncio do HT Forum
  2. weltec

    weltec Usuário

    6.350 4.069 526

    Desde 15 Nov 2011
    Rio de Janeiro
    O seu telefone não envia nem MMS, Zap não vai rolar:lol::p
     
    • 4
    • 1
  3. Batman-X

    Batman-X Usuário


    Desde 29 Jan 2006
    Morrinhos-GO
    :aplauso::aplauso::aplauso::aplauso::aplauso:

     
    • 2
  4. reynaldohm

    reynaldohm Senior User


    Desde 29 Out 2008
    Blumenau/SC/Brasil
    Saiu em BD o filme Mission: Impossible - Fallout (2018), o som está em Dolby Atmos.
    Além do filme ter bastante ação, vale muito a pena pegar o disco de BONUS.
    Não da para acreditar o que foi feito, principalmente a atuação do Tom Cruise.

    poster_opt.jpg
     
    • 3
  5. Batman-X

    Batman-X Usuário


    Desde 29 Jan 2006
    Morrinhos-GO
     
    • 1
  6. Redcruz

    Redcruz Usuário


    Desde 11 Dez 2008
    Mesquita
    ''Minha gente amiga do esporte'', como diria um certo apresentador...

    Neste último final de semana rolou um novo embate entre o integrado Vincent SV234 e o receiver vintage Marantz SR2385. Da vez anterior foi aqui em casa quando ainda tinha as Silver 10, agora foi em condições totalmente diferentes.

    O local foi um terraço (ambiente grande e semi aberto) e os materiais usados foram:

    - Par de caixas de sonorização 3 vias com woofer de 15'', 250W cada;
    - Outro par com woofer de 12'', 2 vias e também 250W cada;
    - Cabos de caixa comuns usados em sonorização, tipo PP, talvez sejam até cabos de energia, não sei;
    - Cabos de força dos próprios aparelhos, com exceção do SV234 que foi com cabo DIY genérico 10AWG, montado com plugues Hubbel.
    - cabos IC RCA Emotiva série ''X'' e série ''U'';
    - As fontes foram um DVD Player LG o MD que comentei há alguns dias atrás.

    Fizemos uma série de variações na montagem do sistema:

    - Usamos o Vincent sozinho nas caixas maiores e depois nas caixas menores; fizemos o mesmo com o Marantz;
    - Depois colocamos o Marantz para tocar as caixas maiores e o Vincent para as menores;
    - Usamos o pré do Vincent servindo também como pré do Marantz (entrada by-pass), ou seja, a amplifcaçào do Marantz como escrava do Vincent;
    - Fizemos também o inverso, o pré do Marantz alimentando o Vincent através da entrada by-pass.

    Por incrível que possa parecer, até pelo fato da maioria do smateirla e equipamentos serem quase todos genéricos, o som apresentou uma qualidade sonora bem acima do esperado. Foi possível perceber as diferenças entre o vigor dos dois amplificadores, assim como a grande diferença das assinaturas dos 2 Pré-amplificadores e também diferenças entre o intensidade do sinal das preouts e/ou da sensibilidade das entradas by-pass de ambos os aparelhos.

    Sei que normalmente quase ninguém liga para isso, mas foi interessante perceber que a grande influência na sonoridade/assinatura de um integrado/receiver está no pré-amplicador!!!

    Naquelas condições pouco se pôde avaliar em termos de qual aparelho oferece maior ou menor qualidade, refinamento e tal, no geral ficou bem parelho, ressalvada a enorme diferença entre a assinatura de um e de outro (sobretudo o estágio de Pré).

    A diferença de vigor entre os aparelhos é considerável, e muito embora o Vincent tenha aguentado tocar bem tanto as caixas menores quanto as maiores, perde para o Marantz. Normal, o Marantz tem quase 10 KG a mais e quase o dobro da potência (pelo atual processo de medição).

    Os testes seguirão neste próximo final de semana e muito provavelmente no final de semana seguinte, com outras variações na montagem que permitirão fazer outros comparativos. (y)

    Abraços a todos
     
    Última edição: 22 Nov 2018
    • 4
  7. FelipeRolim

    FelipeRolim Keep Improving Myself


    Desde 17 Ago 2008
    Quatiguá/Paraná/Brasil
    Red, parabéns pelos testes. Confesso que me espanta o seu comentário de que o SV-234 não aguenta tocar caixas como estas. Sendo caixas desconhecidas, não consigo ter sequer um palpite a respeito delas, mas a julgar pelas descrições e pelos resultados colhidos (neste sistema e no seu próprio, com o MD), associado ao que se espera do Vincent, eu colocaria TODA a culpa na fonte. Sinceramente, com um DAC ou player melhor, a apresentação seria outra, e provavelmente o SV-234 tocaria com mais autoridade, mais controle e vigor. Abraço!!!

    PS.: não entendi como o Marantz tem o dobro da potência pelo processo de medição atual.
     
  8. Batman-X

    Batman-X Usuário


    Desde 29 Jan 2006
    Morrinhos-GO
    Qual a diferença na assinatura entre os amplificadores? O Marantz é muito mais Warm que o Vincent?

    E notou diferença na assinatura entre as caixas?

    Só faltou testar com suas Gold 300. :p:D:lol:

    E eles se saíram melhores sendo usados como integrado ou como powers?
     
  9. weltec

    weltec Usuário

    6.350 4.069 526

    Desde 15 Nov 2011
    Rio de Janeiro
    Eu diria que uma boa amplificação vintage possui mais facilidade para tocar caixa de sonorização como as que o Redcruz utilizou no teste. Acredito que essas caixas se assemelham mais com as características das caixas de som vintage.

    Ele não disse que o 234 não aguenta tocar, parece que o Marantz Vintage toca com mais folga.

    Imagina só se fosse um integrado mais anêmico do que o 234:assobio:
     
  10. FelipeRolim

    FelipeRolim Keep Improving Myself


    Desde 17 Ago 2008
    Quatiguá/Paraná/Brasil
    Agora que você falou, eu reli com calma. Passando o olho rapidamente, eu havia entendido que o SV-234 não aguentou. Desculpem-me a confusão.
     
    • 1
  11. weltec

    weltec Usuário

    6.350 4.069 526

    Desde 15 Nov 2011
    Rio de Janeiro
    Desculpa do quê? hahahaha
     
    • 1
  12. Redcruz

    Redcruz Usuário


    Desde 11 Dez 2008
    Mesquita
    Rolim,

    Na verdade o Vincent ''aguentou'' tocar as caixas, talvez eu tenha me expressado mal no post anterior. Acontece que o Marantz é consideravelmente mais forte e, no quesito força, e também se tratando de caixas de sonorização (uso profissional) feitas para tocar alto, ele demonstrou mais vigor.

    Sobre o ''processo de medição atual'' é fato que desde quando o SR2385 foi fabricado (último ano foi em 1977) o processo de medição veio sendo alterado ao longo do tempo. Basta ver que pelas especificações ele tem 185W/canal. Todavia em medição de bancada feita nos dias atuais, deu mais de 350W/canal, segundo informações.

    Quando falei que a qualidade do áudio foi surpreendentemente acima do esperado, foi pela proposta das caixas, periféricos e acessórios, porém, nada que se possa comparar com um bom sistema doméstico. ;)
     
    • 1
  13. Redcruz

    Redcruz Usuário


    Desde 11 Dez 2008
    Mesquita
    Batman,

    Sim, o Marantz (sobretudo o pré) tem assinatura mais warm. A parte de amplificação em si não foi possível uma análise mais atenta. Talvez nas próximas oportunidades dê para avaliar.

    O teste com as Gold300 já está sendo planejado, aqui em casa, para depois que terminar essa empreitada. (y)
     
    Última edição: 22 Nov 2018
    • 1
  14. Redcruz

    Redcruz Usuário


    Desde 11 Dez 2008
    Mesquita
    Realmente, essas caixas de sonorização são bem brutas e mesmo assim o Vincent não só conseguiu empurrá-las, como também conseguiu mostrar boa qualidade de som.

    Por exemplo, o HK3490 com essas mesmas caixas, passou vergonha!!! Na ocasião perdeu feio para um outro vintage Marantz de apenas 36W/canal!!! :o
     
  15. gujanuario

    gujanuario Membro

    Pois é Red, a verdade é que no passar dos anos tudo foi se simplificando, se vc pegar a construção de um Marantz desse para se ter algo parecido na atualidade se paga mais de 30-40k, é como carros antigos, outro dia vi uma matéria de um projetista da Ford dizendo que se o Galaxie fosse fabricado nos dias de hoje não sairia por menos de 300k. Capricho, materiais de primeira, cromo em quase todos os detalhes e muito processo artesanal usados no passado foram enterrados. Claro que a tecnologia chegou para facilitar e melhorar muita coisa, mas outras inevitavelmente pioram.

    Os ampls vintage foram feitos para empurrar caixas vintage, mais pesadas com grandes Tweeters, médios de 6", corneta, super tweeter e woffers de 10-12-15", os ampls atuais feitos para caixas atuais com tweeter de 2", médios de 4" e woofers de 8", essa é a realidade.
     
    • 3
  16. Redcruz

    Redcruz Usuário


    Desde 11 Dez 2008
    Mesquita
    Para não perder o costume.... :assobio:





    Abraços
     
    • 3
  17. Arthur krug

    Arthur krug Usuário

    51 16 11

    Desde 19 Jul 2010
    rio de janeiro
    Bom dia prezados sei que esse talvez não seja o fórum não indicado mas sei que alguns colegas veem muita midia através de seus hd's. Tinha um my book de 1T e conseguia acessar normalmente via meu oppo 93, mas comprei um seagate de 8T e não consigo acessar mais via oppo. Alguma dica do que pode estar ocorrendo? Desde já agradeço aos colegas.
     
  18. tiagoalam

    tiagoalam Usuário


    Desde 26 Mar 2009
    Pelotas
    Verifique o sistema de arquivos do novo HD, ele pode estar formatado em um sistema não compatível com seu Oppo
     
    • 1
  19. reynaldohm

    reynaldohm Senior User


    Desde 29 Out 2008
    Blumenau/SC/Brasil
    Acho que o Oppo 93 tem um limite de tamanho de HD que ele lê, se não estou enganado até 4T.
    Talvez vc precise particionar seu HD. O ideal seria vc formatar o HD em NTFS
     
    • 1
  20. Arthur krug

    Arthur krug Usuário

    51 16 11

    Desde 19 Jul 2010
    rio de janeiro
    Obrigado pelas informações vou particionar o HD a noite. Abs
     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso