Clube NET HD

Discussão em 'Operadoras e Mercado' iniciada por saires, 20 Jun 2008.

  1. lazamb

    lazamb Usuário


    Desde 1 Mar 2007
    Rio de Janeiro
    Instalei três decoders 4K, tem dois que ligo direto, e um que primeiro vai em uma matrix HDMI, que repassa o sinal duplicado para uma TV e um receiver. Achei inclusive legal pq agora, eu posso manter tanto o receiver como a TV no decoder e ele aceita passar Dolby 5.1 para o receiver. No decoder antigo, o áudio acabava chegando no receiver como 2.0 quando a TV estava ligada com sinal do decoder.
     
  2. Mario B

    Mario B Tudo sobre TV me interessa


    Desde 4 Mai 2012
    São José/SC
    OFF Tópic: E quando a Globo começar a produzir em 4K (Provavelmente o primeiro produto será uma novela das 21 hs, como foi com o HD), na TV digital terrestre, quem já tem TV 4K, vai entrar no mesmo canal HD? Ou seja, o canal digital terrestre que temos hoje poderá alternar programas em HD com programas em 4K? E antena externa UHF, precisará trocar, ou mexer em alguma coisa?
     
  3. edufaria4

    edufaria4 Usuário


    Desde 17 Mai 2006
    RJ / SP
    A Globo já produz em 4K faz algum tempo... no Globoplay é possível encontrar esses programas... na maioria as séries.

    A norma da TV Digital terrestre não prevê transmissão em 4K, portanto transmissões abertas em 4K não é algo para um curto prazo... ela deve ficar restrita aos apps e à tv por assinatura por enquanto.

    Abs,
    Eduardo
     
    • 5
  4. jugurta

    jugurta Usuário

    59 66 13

    Desde 27 Jul 2017
    São Paulo
    Além dos canais que podem ser disponibilizado no futuro, ainda há o NOW que já oferece alguns conteúdos em 4k e isso pode ser expandido
     
  5. Mario B

    Mario B Tudo sobre TV me interessa


    Desde 4 Mai 2012
    São José/SC
    1 - Sim, eu sei que a Globo já produz conteúdo em 4K, séries, como você disse. Produz em 4K mas não vai ao ar em 4K. Vai para o Globoplay e para exportação.

    2 - Como assim a "norma" da TV digital terrestre não prevê transmissão em 4K? Impedimento legal, técnico, qual o problema?
     
  6. edufaria4

    edufaria4 Usuário


    Desde 17 Mai 2006
    RJ / SP
    As transmissões da tv digital terrestre no Brasil devem respeitar as normas do ISDB-Tb, e nele não tem a transmissão em 4K, portanto não é permitido.

    Será necessário rever a norma... e provavelmente na revisão virá um novo codec de vídeo (provavelmente o HEVC) e provavelmente até uma nova modulação, para permitir transmitir um bitrate mais alto... ou seja, não será nessa geração que veremos o 4K na tv digital terrestre.

    Abs,
    Eduardo
     
    • 2
  7. RBNT

    RBNT Usuário


    Desde 11 Fev 2007
    Atibaia/SP
    Houve uma meio 'falha de comunicação' aí hehehe. O caso demonstrado pelo @lazamb@lazamb ele ligou o receptor 4K num projetor full HD, conforme disse acima:

    "(...) Vc pode colocar a saida do sinal em 1080p, eu uso em uma TV q nao é 4K tb e em um projetor full HD"

    O receptor 4K passará normalmente o conteúdo mesmo se baixar o padrão a 1080p, já que o receptor é compatível. Agora nos led azul mesmo que apareça na grade o canal 704 você não conseguirá ver nada, como inclusive foi citado por vários aqui ao tentar assistir os conteúdos 4K da NET no Now (somente saindo o som).
     
  8. Ldeandrade

    Ldeandrade Usuário


    Desde 12 Jun 2018
    Rio de Janeiro
    No now já tem conteúdo 4k ( alguns títulos e séries). A tendência é aumentar
     
  9. murilin

    murilin Usuário


    Desde 21 Jun 2006
    São Paulo/Fortaleza
    Em SP! Em Fortaleza assino Sky, não sei se a NET de lá já tá oferecendo também.
     
    • 1
  10. Tinhualves

    Tinhualves Usuário

    1.236 1.313 479

    Desde 6 Abr 2010
    Curitiba
    Basicamente será necessário uma nova geração/versão do padrão de transmissão de TV pra ter suporte ao 4K... Isso é coisa pra daqui alguns anos... E é bem provável que seja usado como base pra uma nova versão o ISDB-S3 ( uma variante de transmissão via satélite) que já tem um pé no 4K e 8K.
     
    • 2
  11. ralves58

    ralves58 Usuário


    Desde 27 Abr 2006
    Rio de Janeiro

    A mensagem do Lucas Mendes nao deixa isso claro, mas repare que ele falou de trocar decoder para ter 4K, ou para ter o Now. O caso dele é sobre o Now (nada a ver com 4K). E ele tambem nao disse, mas se voce olhar o cadastro dele, ele é de Araçatuba (SP). Sendo assim, eu econcluí que ele provavelmente possui 3 decoders de led verde (incompativeis com o Now por IP) e na cidade dele o Now é por IP. Ou seja, a unica forma dele ter acesso ao Now é fazendo uma troca para os decoders de led azul. Neste caso, ele tambem tem que pagar R$ 90 por cada decoder.

    .
     
  12. ralves58

    ralves58 Usuário


    Desde 27 Abr 2006
    Rio de Janeiro

    Por que nao abriria?...

    (notar que essa configuracao de "1080p" é para configurar a resolucao de SAIDA de imagem do decoder para a tv... Voce está dizendo para o decoder algo como "nao importa a resolucao que voce recebe a imagem, mande para a minha tv a imagem em 1080p")

    .
     
  13. ralves58

    ralves58 Usuário


    Desde 27 Abr 2006
    Rio de Janeiro

    Na verdade o significado da luz verde/laranja depende do modelo do modem. Em alguns o laranja significa 100 Mbps, em outros significa 1000 Mbps. E vice-versa para a cor verde.

    Melhor coisa a fazer é verificar o significado da cor da luz no manual do aparelho (pesquise na internet, que muitas vezes o manual se encontra por la).

    .
     
  14. ralves58

    ralves58 Usuário


    Desde 27 Abr 2006
    Rio de Janeiro

    O Brasil nem definiu ainda como será o sistema de transmissao ISDB-T para o 4K (o país pode simplesmente adotar as definicoes japonesas e mais nada, mas ainda nao definiu isso, e nem mesmo existe grupo de trabalho analisando o assunto), quanto mais definir detalhes como canais reservados para a transmissao pelo ar (o que tambem definiria o tipo de antena para captar o sinal)...

    Enfim, nao existe nenhum plano para isso a curto e medio prazo. Nem mesmo é sabido se a resolucao 4K vai "pegar", ou vai se tornar viavel comercialmente (muitas emissoras ainda nem se recuperaram dos gastos da migracao para o HD).

    .
     
    • 1
  15. ralves58

    ralves58 Usuário


    Desde 27 Abr 2006
    Rio de Janeiro

    Nao precisa, o ISDB-T (terrestre) original (japones) tambem ja tem "um pé" no 4K e 8K, ja usado pelo NHK em seus testes.

    .
     
  16. Vinícius Bartholdi

    Vinícius Bartholdi Usuário


    Desde 16 Dez 2008
    São Paulo, SP
    Achei também que precisasse de uma nova versão do ISDB-T ou algum padrão totalmente novo. Aí teríamos a Globo transmitindo dois canais simultaneamente, um em HD, outro em 4K, como era até pouco tempo atrás com o analógico e digital, duas tecnologias distintas em transmissão simultânea e cada TV capta a tecnologia que lhe convém, sendo que as futuras TVs 4K seriam "retrocompatíveis". No caso das TVs 4K atuais, seria necessário um conversor externo, como ocorreu nas primeiras plasmas e LCDs. É bom saber que o sistema digital atual já prevê o 4K, mas acho que será eternamente um nicho dedicado à TV paga e streaming.
     
    • 1
    • 1
  17. The Brain

    The Brain Usuário Participativo


    Desde 5 Set 2008
    São Paulo/SP
    Qual a velocidade da sua conexão à internet?
     
  18. Xvcntdysud

    Xvcntdysud Usuário


    Desde 4 Mai 2009
    Shshd
    "Brasil vai ter tecnologia 4k de imagem na TV digital até 2020, diz Kassab
    As imagens Ultra HD equivalem a quatro vezes mais informações visuais que o sistema Full HD na tela

    O Brasil deverá adotar o sistema de tecnologia de ultra resolução de imagem 4k para TV Digital até 2020. O anúncio foi feito pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, nesta terça-feira (30), durante a abertura da Set Expo, evento que faz parte do 28º Congresso Set sobre inovações e mudanças no segmento da indústria de broadcast e novas mídias.

    Diferente das imagens em Full HD, com 1920 x 1080 pixels, a imagem em 4k equivale a quatro vezes a quantidade de pixels na tela – 3840 x 2160 pixels – o que torna a imagem mais nítida.

    "Esperamos que em 2020 tenhamos dado os primeiros passos para levar aos usuários esse sistema", disse o ministro.

    Padrão regional

    No evento estavam presentes, entre outros convidados, o ex-ministro das Comunicações, Hélio Costa, que foi homenageado por sua atuação durante o processo de adoção do padrão ISDB, tecnologia japonesa para implantação da TV Digital no Brasil.

    Além dele, foi homenageado o ministro das Comunicações do Japão, Jiro Akama. Os dois países assinaram o acordo em 2006. Kassab destacou ainda que o sistema japonês vem sendo adotado em toda a América Latina, com exceção da Colômbia e do Suriname.

    Segundo o ministro, representantes dos governos brasileiros e japonês têm feito contatos com autoridades colombianas sobre a possibilidade de adesão, mas sempre respeitando a decisão daquele país, que optou pelo sistema europeu.
    "

    Fonte: http://www.brasil.gov.br/editoria/i...k-de-imagem-na-tv-digital-ate-2020-diz-kassab
     
    • 4
    • 1
    • 1
  19. ralves58

    ralves58 Usuário


    Desde 27 Abr 2006
    Rio de Janeiro

    Talvez eu nao tenha explicado direito: o ISDB-T japones ja roda 4K e 8K graças a alterações e novos "apendices" que os japoneses acrescentaram ao padrao, mas nao ha retrocompatibilidade com o padrao ISDB-Tb que temos atualmente no Brasil... Supondo que o Brasil adotasse o "ISDB-T 4K", continuaria sendo necessario 2 canais diferentes, um para a atual transmissao HD, outro para a nova transmissao 4K.

    De resto, é como voce disse: para captar futuras transmissoes "ISDB-T 4K", as atuais e futuras tvs 4K necessitariam de um "conversor" externo, e apenas os televisores fabricados algum tempo apos o novo padrao ser decidido é que seriam retrocompativeis com os 2 sistemas.

    Por ultimo, eu tambem nao levo fé em transmissoes 4K por tv aberta no Brasil, ao menos nao nos proximos 10 anos ou mais. Apostaria mais em ser um nicho para a tv paga e streaming.

    .
     
    • 2
  20. Xvcntdysud

    Xvcntdysud Usuário


    Desde 4 Mai 2009
    Shshd
    "
    Entrelaçamento Temporal



    Após o processo de síntese, os dados passam por um entrelaçador temporal, como mostra a figura 16 (a) e o interior dos segmentos em (b), que irá entrelaçar as subportadoras do sinal OFDM separadamente para no final serem combinadas ciclicamente, em que I é o parâmetro do ajuste do entrelaçamento como segue a equação (4.14).



    [​IMG]

    (a)

    [​IMG]

    (b)

    Figura 16: Entrelaçamento temporal (a), segmento interno do entrelaçador temporal (b)



    [​IMG]


    Onde:

    • I = Ajuste do tamanho do entrelaçador;
    • i = Entrada do entrelaçador temporal;
    • π (i) = Saída do entrelaçador temporal;
    • Nc = Número de portadoras. Nc = 96, 192 ou 384 para os modos 2k, 4k e 8k, respectivamente.


    O Atraso gerado pelo entrelaçador temporal pode ser calculado usando-se a equação (4.15) a seguir.



    [​IMG]


    Onde:

    • ATI = Atraso do entrelaçador temporal;
    • TF = Duração do símbolo OFDM;
    • NF = Número de quadros OFDM atrasados;
    • NSA = Número de símbolos para ajuste.


    A figura 17 (a), (b) e (c) ilustram os gráficos de dispersão do entrelaçador temporal nos modos 2k, 4k e 8k, respectivamente. Os valores típicos de atraso para esses entrelaçadores podem ser visualizados na tabela 5.



    Tabela 5: Atrasos gerados pelo entrelaçador temporal

    [​IMG]

    "

    Fonte: http://www.teleco.com.br/tutoriais/tutorialtvdentr2/pagina_2.asp



    "De acordo com o número de portadoras OFDM, há três modos de transmissão: modo 1 (2k) com 2048 portadoras totais, sendo 1405 portadoras úteis; modo 2 (4k) com 4096 portadoras totais, sendo 2809 portadoras úteis; modo 3 (8k) com 8192 portadoras totais, sendo 5613 portadoras úteis. A escolha do modo de transmissão está relacionada com a intensidade do efeito Doppler provocado pelo canal. Assim, pode-se ajustar o espaçamento entre as portadoras de acordo com o desvio de frequência gerado pelo efeito Doppler ou desvanecimento por multipercursos. A Tabela 4, extraída da norma NBR 15601, apresenta os parâmetros do sistema de transmissão."



    fonte: http://www.ppgee.ufam.edu.br/attachments/article/8/Dissertação_JoséIsaac.pdf
     
    Última edição: 18 Jun 2018
    • 2
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso