Anúncio do HT Forum

Clube Novo Virtus e Polo TSI

Discussão em 'Mercado, Marcas e Modelos' iniciada por CarlosRoberto, 22 Fev 2017.

  1. Gilmario Junior

    Gilmario Junior Usuário


    Desde 9 Mar 2006
    Aracaju/SE
    Realmente o carro é muito bom de dirigir, acerto dinâmico (direção/suspensão) é muito bom. Tive um focus titanium 2015 antes.

    Vou falar baixinho aqui: recentemente ia comprar um audi a4 2015 de um amigo meu, carro absolutamente impecável, mas pra dirigir aquele câmbio CVT me dá nos nervos, preferi meu polo na cidade, absurdo, kkkkkkk

    Tenho gostado tanto que penso em fazer um test drive no jetta novo e próximo ano partir pra um r-line, se seguir o prazer de dirigir do polo, com o consumo também comedido do 1.4

    Mas que acerto de câmbio porcaria e acabamento barulhento...
     
    • 1
    • 1
  2. Guilherme66

    Guilherme66 Senna always.


    Desde 16 Nov 2005
    Rio de Janeiro
    Fala Gilmario !

    Nessa faixa de preço não consigo achar nada melhor q o Polo.
    O carro tem um chão excelente e possui um conjunto mecânico / caixa muito bacana.
    Até agora nenhum barulho interno. (y)
    Tbm não tenho o q reclamar do câmbio.
     
    • 1
  3. Jarmen Kell

    Jarmen Kell Usuário

    676 449 33

    Desde 18 Fev 2018
    Maceió-AL
    16 mil KM e quanto ao acabamento está perfeito. Não bate nada, tudo muito silencioso.

    Já o câmbio poderia ter uma programação melhor, isso é fato.
     
    • 1
  4. VictorSS

    VictorSS Usuário

    47 11 5

    Desde 14 Mar 2018
    São Paulo, SP
    Acho que o acerto do câmbio depende do que estivermos relacionando. O powershift apesar dos problemas é um câmbio muito acertado. 0 trancos. Somente umas abestalhadas que ele da em casos de aceleração seguido de redução mas fora isso, é um dos melhores AT que já dirigi. Sim, AT. Porque automatizado é um termo não muito correto pra dupla embreagem.
     
  5. Mack

    Mack Usuário


    Desde 27 Mar 2006
    GO/Brasil
    Compensa ficar tão pouco tempo com o carro, a desvalorização não será maior do que manter o carro em boas condições num prazo de tempo maior ?
     
  6. DaN!

    DaN! Usuário

    8.491 2.316 686

    Desde 7 Fev 2009
    São Paulo/SP
    Se for realmente fazer a conta financeira, tem que levar em conta mais coisas do que somente o valor de compra, manutenção e seguro.

    O carro vai te custar o valor que você pagou, mais a manutenção, mais o seguro, mais o ipva, mais o custo de oportunidade (quanto o dinheiro renderia em investimentos), menos por quanto você vendeu.

    É aí que a coisa pega. Como a desvalorização do zero normalmente é maior, e o valor imobilizado também , tem que fazer bem a conta para saber se vale a pena a troca.
     
    Última edição: 17 Out 2019
    • 1
  7. VictorSS

    VictorSS Usuário

    47 11 5

    Desde 14 Mar 2018
    São Paulo, SP
    Sim!

    Eu fiz o cálculo com base no custo mensal. Pois é agora que estou precisando economizar e pretendo ficar com o carro por um tempo bem prolongado. No mínimo 3 anos para compensar a "economia" ou "redução de custos".

    Entre um Ford Powershift e um VW Polo 0km, a desvalorização com certeza será praticamente a mesma, infelizmente.
     
  8. ms73

    ms73 Usuário

    Eu também gosto do câmbio, depois das conversas aqui estive prestando a atenção, não é tranco mas eu sinto a troca da primeira para segunda e segunda para terceira, quando aquece melhora, mas não sinto nenhum tranco, nem em reduções.
    Nunca fui fã de automáticos e acabei me rendendo por falta de opções, mas testei vários e o que mais me acertei foi com este aisin da volks, por alguns motivos.
    O câmbio é rápido para um automático comum, com comum digo que não é um ZF.
    Aceita trocas de marchas pela palanca e pelas borboletas mesmo em drive, muitos carros precisam estar no modo manual ou ao menos no modo sport, então quando o carro não faz o que tu quer é possível fazer de modo atual mesmo no modo drive.
    Aceita reduções bruscas mesmo que a rotação vá próximo do limite de corte, muito automático não te permite fazer a redução que tu quer fazer.
    Para trocar para o modo sport basta dar um toque para trás na palanca, e no caso do modo manual basta empurrar para o lado, é muito prático intercalar entre um modo e outro dependendo na necessidade, muitos câmbios tem teclas para acionar ou uma posição específica da palanca para selecionar entre estes modos, tu está no trânsito e percebe que irá precisar de mais agilidade, um toque para trás e está no modo sport, ou basta reduzir pela borboleta em fazer qualquer outra modificação.
    O sistema é sensível a mais de um tipo de pressão no acelerador e é bem definido, fácil de usar, variando a pressão o carro responde ganhando velocidade sem reduzir, reduzindo um pouco ou com kickdown, nem todos carros automáticos tem um acerto tão bom neste sistema.
    E isso só funciona tão bem pelo torque em baixa ser muito bom, com pouca pressão no acelerador o carro consegue ganhar velocidade com facilidade sem reduzir marcha, com um motor fraco em baixa certamente seria necessário pressionar mais o acelerador e fatalmente o câmbio iria reduzir.
    Por conta destas características eu não sinto ter perdido muito do controle sobre o carro que sempre foi algo que relutei, por este motivo gosto de carro manual, com este câmbio eu faço exatamente o que quero, ou quase, gostaria apenas que o acionamento do kickdown fosse um pouco mais duro, que fosse necessário pressionar o acelerador com um pouco mais de força.
    O que desagrada mesmo é o delay do acelerador, mas isso não tem nada a ver com o câmbio.

     
    Última edição: 17 Out 2019
    • 1
    • 1
  9. Danzig

    Danzig Usuário


    Desde 7 Fev 2011
    SC
    Concordo com tudo que o colega falou, e principalmente o citado acima.
     
  10. vitalaine

    vitalaine Usuário

    239 115 45

    Desde 14 Jan 2011
    São Paulo SP
    A ideia é essa
    Mas quando chegar o momento será avaliado as condições
    De custo benefício
    (y)
     
    • 1
  11. jotaerrebd

    jotaerrebd Usuário

    7.030 4.452 436

    Desde 7 Mar 2012
    SP
    Na ponta do lápis, acho que sempre compensa ficar mais com o carro, mas a diferença não é muito grande. Por exemplo: aqui em casa eu costumo ficar com meu carro mais tempo enquanto minha mulher costuma trocar de carro, no máximo, a cada 3 anos, aí que geralmente o valor que eu gasto na troca do meu (costumo ficar 5/6 anos com meus carros) é mais ou menos o quanto ela gasta pra trocar o dela duas vezes, então, da quase na mesma e, segundo a patroa, ela sempre tá de carro novo, gastando o mesmo que eu o_O

    Mas como o colega aí em cima mencionou, não é só o valor do carro que entra na conta, tem também o custo de oportunidade, manutenção, desvalorização, custos fixos (IPVA, seguro), etc. No frigir dos ovos, acaba compensando ficar mais tempo com o carro, mas a economia não é muito grande. Na prática: minha esposa pegou um Civic LXR em 2014 por 72.000, trocou em 2017 por uma Tracker na CSS, pagaram 50.000 no Civic dela e ela pagou 80.000 na Tracker, semana passada ela entregou a Tracker na mesma CSS por 63.000. Ela perdeu 22.000 em três anos com o Civic e 17.000 em dois anos e meio com a Tracker. 22+17= 39k de desvalorização em 5 anos e meio.

    Antes disso ela teve um Civic por quase 6 anos, de fim de 2008 até início de 2014. Pagou 66.000 em um LXS aut. Entregou na CSS por 31.500. Perdeu 34,5k nos mesmos 5 anos e meio. Menos que 39? Sim, mas bem próximo, e andando mais tempo em carro 0 km.

    Eu cuido melhor do meu carro que ela do dela, também por isso, troco de 5 em 5 ou até de 6 em 6 anos mas a conta da esposa faz sentido, não? Ela gasta bem pouco a mais quando troca de carro mais vezes e sempre tá de carro novo.

    Ela até que me convenceu, se eu não tivesse esse apego idiota com os meus carros, talvez eu fizesse o mesmo...
     
    • 6
    • 1
  12. Jarmen Kell

    Jarmen Kell Usuário

    676 449 33

    Desde 18 Fev 2018
    Maceió-AL
    Belo exemplo. Mas você precisa levar em consideração que ela trocou diretamente na concessionária, logo, a desvalorização foi maior. Diferente seria se tivesse vendido para particular.
     
    • 1
  13. M E N A U

    M E N A U _____________ad augusta _____________per angusta


    Desde 13 Abr 2010
    Aqui-BR
    E se colocar na conta compra de semi-novo em garantia de fábrica, ainda que seja nas lojas ou autorizadas, e venda para particular, a conta fica ainda mais desfavorável a trocas sucessivas, e ainda pior se sem tentar vender pra particular antes.

    No final de 2012, comprei um Civic EXS 2010 na autorizada Honda, ainda tinha 6 meses de garantia de fábrica, por R$50k. Estava com 35 mil km rodados.
    Vendi esse carro para particular, com 2 semanas de anúncio na OLX, 105 mil KM, preço negociado final R$2k abaixo da FIPE (5% de desconto).
    Fiquei quase 6 anos com o carro (final de 2012 a meados de 2018), e ''perdi'' R$ 13k, pouco mais de R$2k ao ano.

    No Polo, como comprei 0km, se ficar os mesmos 6 anos, a desvalorização tende a ser o dobro, ou o triplo, ou de pelo R$25 no período, ou este mesmo montante todo e na metade do período, 3 anos.
    Considerando valor de tabela e entrega em loja/autorizada, R$80k (08/2108) x R$55k(08/2021), com o maior tombo no primeiro ano.

    Em suma, melhor nem fazer conta...
     
    • 2
  14. Rapts

    Rapts Usuário


    Desde 2 Jul 2009
    .
    Segue NF dos serviçoes realizados no Polo Comfortline 2017 - 14mil kms rodados.

    Soma se a esse valor a troca de pastilhas + mão de obra ($700) e + a mão de obra desse serviço feito em garantia (4 horas).
     

    Anexos:

  15. M E N A U

    M E N A U _____________ad augusta _____________per angusta


    Desde 13 Abr 2010
    Aqui-BR
    Um dado que eu ainda não havia lembrado de pesquisar é o índice de reparabilidade da CESVI.
    Leva em conta facilidade e custo de reparo, levando em conta uma cesta básica de peças e de Mão de obra. Pra isso a Cesvi realiza crash-tests dianteiros e traseiros.
    O resultado é CARGroup, quando menor o valor mais fácil e menos custoso o reparo.
    Em tese isso tem implicação direta no prêmio das apólices de seguro.

    http://www.cesvibrasil.com.br/Portal/Principal/Arquivos/HTML/Imagens/Boletim Car Group - agosto.pdf

    E o polo é o campeão na categoria, e o que tem um dos melhores índices no geral, varia entre 10 e 16.
    E curiosamente é o Virtus o campeão geral, com nota sempre oscilando perto de 10 no decorrer do ano.
    Uma pena faltarem muitos carros no ranking, principalmente os mais recentes.
     
    • 3
  16. jotaerrebd

    jotaerrebd Usuário

    7.030 4.452 436

    Desde 7 Mar 2012
    SP
    Caramba, diferença brutal de perda, na ponta do lápis comprar carro usado é sempre preferível ao zero. Impressionante. Problema é que eu nunca comprei um carro usado na minha vida, esposa idem. Nem sei como não ser enganado, comprando gato por lebre, mas pqp, que diferença brutal.

    se for comprar zero, melhor mesmo nem fazer conta...
     
  17. Mack

    Mack Usuário


    Desde 27 Mar 2006
    GO/Brasil
    Ano que vem provavelmente vou de Virtus/Onix Plus ou talvez o novo Versa (acho o mais bonito dentre os três), particularmente pretendo ficar de 6 a 7 anos com o carro para amortizar perdas, minhas trocas não foram muito favoráveis financeiramente, ultimamente prefiro focar o dinheiro em investimentos.
     
    • 2
  18. M E N A U

    M E N A U _____________ad augusta _____________per angusta


    Desde 13 Abr 2010
    Aqui-BR
    Sem dúvida, não deixa de ser fator sorte, ou seja, carro que não tem de fato vício oculto no momento da negociação.
    Comprar carro usado é ainda mais arriscado, tecnicamente, de preferência seria um semi novo mais negócio, e ainda com alguns meses de garantia de fábrica, pra tornar menos arriscada a aventura.
    Até hoje, contando só de 2000 pra cá, foram 5 semi-novos, e 3 0km.

    Pra compra do semi-novo, antes de fechar negócio o ideal é: 1) pagar por uma vistoria ampliada, que vai pegar se o carro sofreu grande intervenção na estrutura, se passou por alagamento, se leilão etc.; 2) Melhor ainda ter um serviço de detalhamento (polimento e afins) de confiança, pra ver se houve reparo importante na pintura; 3) Aliado a uma boa oficina mecânica, que vai avaliar como está motor, suspensão, parte elétrica. Ajuda a ter mais confiabilidade: assim que pegar o carro, trocar todos os fluidos e filtros, trocar palheta limpador de parabrisa, rodízio dos pneus, alinhar direção e balancear as rodas.

    Já para a venda pra particular, o interessante é: 1) marcar visitas em locais públicos, e permitir test drive somente com o interessado junto no carro; 2) fazer um recibo que a venda é do bem no estado que se encontra; 3) somente entregar o carro após certeza que o dinheiro foi depositado (pode-se fazer um pequeno documento de compromisso, pro comprador ter mais tranquilidade). Ajuda a venda, carimbos de manutenção, polimento pré venda, higienização interna.

    Ou seja, dá um trabalho em tanto, exige paciência até achar o carro que se quer, e tempo pros itens acima, mas pode-se ao longo dos anos perceber uma boa economia.
    Mas a tendência é mesmo a maioria marcar um dia pra pegar o 0km na autorizada, e deixar o seu como parte de pagamento. Em tese, zero estresse e perda de tempo.
    Hoje em dia, faço um meio termo, tento ou comprar ou vender pra particular.

    Então, na teoria é relativo, já dizia o cientista...
     
    • 2
  19. Lada

    Lada Usuário


    Desde 31 Jul 2011
    Ponta Grossa - PR
    Tive quatro carros até hoje, primeiro foi zero, os dois do meio foram seminovos, e o último agora zero. Depois de passar por duas compras de semi-novo resolvi partir pro zero novamente justamento pela comodidade, pois com um filho pequeno, um bebe e trabalho o tempo fica bem escasso pra vender no particular e comprar também.
     
  20. jotaerrebd

    jotaerrebd Usuário

    7.030 4.452 436

    Desde 7 Mar 2012
    SP
    Eu só comprei carro zero na vida. Kadett (98), 307 (2008), Azera (2011), Elantra (2016), Cruze (2017). De todos esses, só vendi no particular o 307 (porque as css não pagavam nada nele), todos os outros eu entreguei na CSS. Aqui em SP tem a facilidade de fazer leilão entre os grandes grupos de CSS, geralmente eu acho quem pague FIPE menos 10% no meu carro, quase o mesmo que eu venderia no particular, com a comodidade de trocar as chaves e já sair de carro novo.

    O Elantra eu esperei 3 meses com anúncio na OLX e na Webmotors, no fim das contas, achei uma css da GM que pegou o carro por dois mil a menos do que eu tava pedindo no particular... Já o 307, melhor proposta foi FIPE menos 30%, aí não dava, né? Demorei 6 meses pra vender aquela desgraça por FIPE menos 15% e nunca mais comprei pejô :p
     
    • 4
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso