Anúncio do HT Forum

Clube paulista/paulistano do vinil

Discussão em 'Toca-Discos' iniciada por internet, 1 Jul 2014.

  1. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
    Saiu na VEJA SP: [eu não conhecia]
    http://vejasp.abril.com.br/materia/feira-1-milhao-de-vinis-mooca

    [h=1]Feirão na Mooca tem 1 milhão de discos de vinil à venda[/h]
    26.jun.2014 por Carolina Giovanelli
    À primeira vista, parece até cilada. Um galpão de 1 000 metros quadrados com corredores estreitos, entulhado de discos, quadros e quinquilharias. O pó é tanto que quem se aventura pelo espaço deve usar luvas e máscaras cirúrgicas, distribuídas na entrada. Os fãs de LPs parecem nem ligar. Trata-se de um negócio da China. No feirão realizado na Mooca desde março, 1 milhão de discos estão à venda por 5 reais cada um. Como se não bastasse, o valor dá direito a outro bolachão de graça, retirado em um setor especial, além de um pote de açaí na lanchonete no outro lado da rua. Nas compras acima de 100 reais, ganha-se um quadro. Quem tiver doado sangue e aparecer com o comprovante leva para casa dez álbuns. A partir deste fim de semana, basta visitar o espaço para ser presenteado com dois livros ou gibis.


    Na babilônia musical, a desordem faz parte do charme do lugar. Não existe separação por gênero ou artista. Ali, vale a prática do garimpo. Há quem passe horas admirando as capas das obras, analisando a lista de músicas. No meio de tanta coisa, existe muita porcaria, que inclui bandas das quais ninguém nunca ouviu falar e vinis riscados ou mofados — uma vitrola fica à disposição para testar os produtos. O grande momento se dá no encontro de tesouros, em meio a tantos Robertos Carlos e Xuxas. Nessas horas, deve-se segurar com gosto o achado ou ele pode facilmente ser afanado por outra pessoa. Bobeou, dançou.


    O analista de sistemas Claudinei Junior se encantou tanto com a proposta do evento que apareceu por lá mesmo sem ter toca-discos. “Quero comprar um, então já estou formando meu acervo”, justificou. Ele adquiriu catorze álbuns de jazz e samba e estava acompanhado da namorada, Juliana Aguiar, que selecionou para a mãe gravações do Trio Parada Dura e de Altemar Dutra. Também zanzava pelas caixas o vendedor Samuel Rodrigues, frequentador assíduo. Ele procurava principalmente por sertanejo e forró. “Compro por 5 reaisaqui e vendo por até 80 reais na internet”, garante. Entre outros clientes satisfeitos, houve quem levasse mais de 1 000 itens. Há ainda aqueles que saem de lá exultantes, encontrando a pérola que procuravam há décadas.

    Muito do sucesso da feira se deve à volta da moda do vinil. Percebendo a onda, o paulistano Manoel Jorge Dias, de 59 anos, pensou em criar a atração como uma boa estratégia para desovar seu acervo. Ele é um serial colecionador. A mania começou em 2000, quando viu um anúncio de um leilão da Avon no jornal de domingo. Arrematou um lote de cinco carretas cheias de roupas de cama, lingeries e trajes femininos. “Foi uma burrada, não tinha lugar para guardar as coisas e precisei abrir uma loja”, lembra. Foi aí que alugou seu primeiro galpão na Mooca. Em vez de vender, passou a fazer trocas por outros objetos. Hoje, tem três sebos no bairro, com um acervo de 1,2 milhão de vinis, 300 000 compactos, 5 000 quadros, 200 000 livros... Já fizeram parte de sua coleção, por exemplo, o primeiro LP de Roberto Carlos. A gravação raríssima, Louco por Você, de 1961, acabou vendida por 7 000 reais. “Normalmente, porém, não tinha lucro com isso”, diz. “Com o feirão, estou ganhando mais do que nunca.” Dias toca os depósitos em paralelo com a carreira de engenheiro especialista em implosões. Foi responsável por mais de 100 delas, como a do presídio do Carandiru e a do edifício Palace II, no Rio de Janeiro.
    + Galeria no centro é paraíso para fãs de vinis
    Sua ideia inicial era montar uma feira anual de vinis. O sucesso da estreia foi tanto que ele resolveu continuar. Fez mais uma edição, na qual vendeu 9 000 vinis graças à divulgação na internet — o Facebook da atração conta hoje com mais de 50 000 curtidas. O negócio, então, se estabeleceu todo fim de semana. Nos outros dias, o espaço da Rua da Mooca fica aberto normalmente — o preço dos produtos sobe para 10 reais. Dias trabalha agora na reforma do Casarão do Vinil, localizado em um de seus galpões alugados, que será um misto de espaço cultural e loja de itens mais caros e importados, com inauguração prevista para o fim de julho. “Quero transformar a Mooca na capital do vinil”, afirma.
     
  2. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Sebo do Messias mesmo com o aumento de 100% ainda começa a R$ 4,00. E sempre me impressiono com a variedade, especialmente discos doas 60 e 70 de todos os generos.
     
  3. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
    Engraçadas algumas partes do texto:
    1- O jornalista escreve "tesouros entre tantos roberto carlos e xuxa": lendo aqui no fórum percebemos que alguns "roberto carlos" são tesouros;
    2- O "Samuel Rodrigues" comprando a R$5 e vendendo por R$80 na net...
    3- A história do dono da empreitada começou com um monte de cobertor e calcinha!
     
  4. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
    https://catracalivre.com.br/sp/agen...de-lps-celebra-mais-uma-edicao-com-lps-a-r-5/


    A próxima edição do Feirão Um Milhão de LPs acontecerá nos dias 19 e 20 de julho, das 8h às 18h no bairro da Mooca, zona leste da capital paulista. O evento reúne um enorme acervo de vinis de todos os gêneros, vendidos a um preço único de R$ 5.
    Divulgação
    [​IMG]
    Discos de rock, soul, mpb, samba, funk, jazz, metal, nacionais e importados
    O Casarão do Vinil e o Sebo Jovem Guarda, responsáveis pela promoção do evento, distribuirão LPs do setor de brindes proporcionalmente ao número de discos comprados na loja. Além disso, em comemoração ao Dia Mundial do Rock, será realizado um sorteio de LPs deste estilo a cada hora entre os visitantes.
    Os amantes de vinil encontrarão peças de diversos gêneros misturadas nas bancas, sendo necessário o garimpo. Segundo o engenheiro e proprietário do acervo, Manoel Jorge Dias, a disposição dos discos é uma forma de democratização para que todos tenham a chance de encontrar seus vinis preferidos.
    Na loja, ainda podem ser encontrados livros, quadros, revistas, gibis e objetos antigos.
    As promoções válidas neste final de semana:
    - Qualquer LP a R$ 5,00 cada;
    - LPs de brinde retirados no setor específico (a mesma quantidade de discos comprados na loja);
    - Sorteio de discos de rock de hora em hora;
    - 7 gravuras de Debret a cada 5 discos comprados;
    - Nas compras acima de R$ 100,00, um quadro a ser retirado no setor específico.
     
  5. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.184 11.622 1.866

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Fui duas vezes no "Feirão de 1 Milhão".

    Pra quem tem um gosto abrangente é impossível sair de lá sem nada.
    Tem que ter uma baita paciência, pois não existe qualquer separação ou distinção de títulos, artistas ou gêneros, mas comprei alguns LPs em estado muito bom.

    Geralmente as capas estão mais judiadas que as mídias. Portanto se encontrar algo que te interesse, vale tirar da capa e olhar com calma.

    Abç
     
    • 1
  6. Francisco C Junior

    Francisco C Junior Usuário


    Desde 17 Fev 2014
    Amparo-SP
    acha titulos de rock e metal???
     
  7. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.184 11.622 1.866

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    De rock, uma coisa ou outra, mas é raro. De metal nunca vi nada além de um carregamento de LPs do Viper que andou por lá...
    Agora grupos como Iron Maiden, Megadeth, Metallica e coisas realmente pesadas... nunca vi nenhum.
     
  8. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
    Bem...vou adiar minha visita à feira. HEHE
    Deve valer a pena pra conhecer o lugar.
    @Wilton@Wilton música clássica tem alguma coisa quando você passou por lá?
     
    Última edição por um moderador: 19 Out 2014
  9. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.184 11.622 1.866

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Tem sim. É bem variado, mas tem. Ja comprei LPs que estavam como novos...
    Sempre aparecem alguns da Deutsche Gramophone nacionais e outras coisas bacanas.
     
  10. Francisco C Junior

    Francisco C Junior Usuário


    Desde 17 Fev 2014
    Amparo-SP
    rock classico nao acha? stones, hendrix, santana, the who , dire straits, alice cooper... nem nessa linha?? abraços
     
  11. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.184 11.622 1.866

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Nunca consegui olhar todas as prateleiras no mesmo dia, mas de clássic só vi Dire Straits e mais nada.
    Acredito que quando começou devia ter coisas assim, mas com certeza ja era.

    Só que ao que me parece o estoque deles é gigante, então TEORICAMENTE todas as semanas eles repõem com novas pilhas. Numa dessas, quem sabe aparece algo nessa linha.
     
  12. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
    Outros sebos e vendedores do mercado livre acabam comprando lá e vendendo mais caro também HEHE.
     
  13. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
  14. Renato_CWB

    Renato_CWB Membro & Colaborador


    Desde 15 Jul 2005
    Curitiba - PR
  15. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Raizen : as originais Nagaoka são feitas a partir de arroz e estão US$16,19 e postagem de US$15,00 . Confira a postagem do americano. Afirmo que as capas Nagaoka são excepcionais - especialmente o modelo 102 - e tenho diversas com 20 anos de idade.Afirmo também que estas capas de polietileno me são desconhecidas em relação a sua eficácia - podem até ser ótimas. Evidente que pagamos uma parcela da fama a Nagaoka , mas ....http://www.ebay.com/itm/JAPAN-Plast...9409835?pt=Music_on_Vinyl&hash=item4178ca7aab
     
  16. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
    Agradeço Jefferson.
    O preço que passou é o melhor que já vi.
     
  17. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Raizen : Já comprei neste mesmo vendedor do link que te passei e correu tudo bem.
     
  18. lukasm

    lukasm Usuário


    Desde 28 Dez 2013
    São Paulo/SP/Brasil
    Eu fui nessa feira de um milhão e não encontrei nada pra mim :( Apenas um carregamento gigantesco de Viper.
    Como eu gosto mais de rock, rock clássico e blues, ficou meio difícil.
    Abriu uma loja (que é do mesmo dono dessa feira eu acredito) aqui perto, mas eu nunca passei por lá hehe.
     
  19. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Eu sempre achei - e continuo achando - que o meu universo de vinil deva ficar limitado a 200, 300 lps. Para escutá-los , gostaria de escutar ao menos uma vez todos os discos no ano e é evidente que repetimos diversos em determinadas épocas por diversas razões. Se as vezes sinto dificuldade em escolher um disco neste universo, imagine com milhares . E para comprar em um local com milhões ... Penso que meu mundo é um pouco menor que o mundo de todos.
     
  20. internet

    internet Usuário


    Desde 31 Dez 2010
    ...
    Tem alguns que conseguem ouvir mais de 4 horas de música por dia. Aí "justificaria" ter uns 1000.
    Problema é, como aquele empresário do transporte, comprar por impulso/doença e deixar mofando.....além de causar efeito inflacionário, já que a oferta de muita coisa é dada.
     
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso