Anúncio do HT Forum

Como reduzir o barulho do AP de cima ?

Discussão em 'Acústica e Construção de Salas' iniciada por garam, 5 Set 2006.

  1. garciahantke

    garciahantke Usuário

    1 0 0

    Desde 26 Mar 2011
    Jundiai/SP/Brasil
    Morei em um apartamento novo de 2007 a 2010 em Jundiai. Acima do meu apto moram 2 sapatões: a mais velha deve pesar uns 140 kilos e a mais nova uns 120 kilos. Elas faziam barulho a noite toda: derrubavam moedas no chão, arrastavam móveis por horas e horas seguidas, andavam de tamanco, gritavam e falavam alto, brigavam, enfim: toda uma sorte de ruídos infernais que quase me deixaram louco. Acabei vendendo o apartamento e aluguei um outro onde no inicio não havia ninguém morando acima do meu. Só que agora se mudou uma moça lá e inicialmente quase não ouvia nada. A cada dia que passa está mais parecido com os ruídos que o casal de sapatão fazia: já tá arrastando móveis direto, derrubando coisas, falando alto feito uma matraca trica... Só que como é alugado, posso me mudar quando quiser. No fim, a única solução é morar no último andar, não existe solução não.
     
  2. ThiagoPug

    ThiagoPug Usuário


    Desde 4 Ago 2008
    São Paulo
    Cara, eu já passei por isto antes. E o pior: a velha era mãe do síndico! Arrumei encrenca pelo barulho do tamanco, pela descarga ultra-hiper-mega-blaster forte que ela colocou na reforma mal feita nos turnos da noite - que, inclusive, causou o desabamento do teto do meu banheiro -, etc. Um vizinho transava a noite inteira com mulheres escandalosas e parece que fazia questão de bater a cama na parede...
    Por fim, acabei tendo que sair do prédio por reclamações quanto ao fato de eu tocar guitarra. Cansei de receber multas e reclamações em horários em que eu não me encontrava em casa!
    Resumo: Apartamento é uma verdadeira bost*! Sempre sobra pro mais fraco e o morador ainda é ofendido pelo zelador e pelo síndico, que se esquecem de que são apenas EMPREGADOS do condomínio.
     
  3. m4c0

    m4c0 Usuário

    1 0 0

    Desde 28 Mai 2011
    Sao Paulo
    Acham ruim reclamar com o síndico e não ter resposta? Que tal o vizinho tamancólatra chato de cima ser O SÍNDICO em pessoa? Da hora, né? Mas não pára por aí... Soma isso com uma maldita reforma que ele faz todo dia a mais de três anos (muitas vezes ultrapassando o horário permitido). Divertido? Calma que tem a cereja do bolo: o imbecil tem um PITBULL!!!! Sim, um bicho maior que ele em um apê de 52m2... Fala sério! Dá vontade mesmo de pagar um jagunço.

    Mas, antes, vou começar a tocar a zona aqui. Adorei a dica da notificação judicial e de acionar a lei! Não sei se resolve, mas quero quer o terror nos olhos dele ao me ver.
     
  4. ThiagoPug

    ThiagoPug Usuário


    Desde 4 Ago 2008
    São Paulo
    :bazuca:

    Vai um chá de camomila aí?
     
  5. felip01

    felip01 Usuário

    1 0 0

    Desde 15 Ago 2011
    taubaté/são paulo/brasil
    Fico feliz em saber que não sou o único a passar por isso, mas apesar da alegria meu sono de 3 noites em claro continuam.
    Moro à 4 meses em apartamento e até agora não sei o que é dormir até 9:00 no fim de semana.
    Minha vizinha de cima, faz aula de sapateado a madrugada toda e assiste novelas no volume da sala de cinema. Pra variar a fdp é surda.
    Não adianta dar vassouradas no teto ou bater na porta dela, ela não escuta. Todo o domingo a velha assiste a missa do Padre Marcelo Rossi às 6:00 (imaginem o som da TV).
    A velha não abre as janelas da casa, a luz é de 40watts amarela e a gente fica quase um mês sem ver a velha pq ela mal sai de casa. Dá medo. Pensei em mata-la, mais a bicha é tão assombrosa que pode voltar. Já mandei cartas, mas e vão. Ela diz que mora sozinha e não faz barulho (lógico, não escuta nada).
    Não sei mais o que fazer. É tamanco, descarga, móveis arrastando, televisão, porta batendo a madrugada toda. Durante o dia a fdp dorme; e vai tentar acorda-la, não dá. Tô pensando em colocar superbonder na fechadura da porta dela, assim qnd sair não entra mais a não ser que chame um chaveiro. Pelo menos, desta forma consigo irrita-la um pouco. Ou quem sabe jogar baratas pelo vão da porta, urina de gato no tapete, pagar a uns moleque da rua pra tacar pedra na janela de vidro da sala, jogar uma granada de gás lacrimogeneo na lavanderia, jogar alcool na porta e acender um fósforo...sei lá.A gente pensa tanta coisa ruim enquanto fica acordado na cama de madrugada, aguardando, na esperança do barulho acabar. Se eu ficar mais uma semana desse jeito acho que faço uma lista das pessoas que mais me incomodam e me torno um serial killer...rsrsrs.

    "Esse é o Brasil que conhecemos e o Brasil que se desconhece lá fora"
     
  6. thebox

    thebox Calibrador Vídeo RJ


    Desde 23 Fev 2005
    Brasil
    Além do barulho, o vizinho de cima comprou um cachorro, que agora deu de urinar na minha varanda.......! Já reclamei e nada, parece que se faz de tonto. Não sei se compro chumbinho (apesar de ser contra! rsrs), jogo de volta pagando na mesma moeda (hehehe) ou se vou a polícia, pois não aguento mais!!! :D
     
  7. nixcad

    nixcad Usuário


    Desde 18 Dez 2007
    São Paulo - SP
    Só se for chumbinho para o dono, né?! O idiota não é o cachorro (y)

    Mostre para a síndica, zelador, algum conselheiro, sei lá.
     
  8. Multimaker

    Multimaker Usuário

    1 0 0

    Desde 17 Dez 2011
    sao paulo
    Pessoal,

    Muita atenção. Conheço de perto todos esses problemas. Sou uma especialista e quero ajudar. Olhem só:

    1) Em primeiro lugar, vc tem que distinguir se o problema é com um tamancófilo ou um barulhófilo de modo geral (aquele que usa tamancos, no apto de cima, durante a madrugada, ou aquele que, por algum outro barulho, não lhe deixa dormir) ou se é um tagarelófilo (aquele ou aquela que fica falando às duas da manhã como se estivesse na bolsa de valores ou votando no plenário do Senado Federal).

    2) Uma vez identificado isso, vamos às técnicas: se tamancófilo/barulhófilo, vc vai precisar de um triturador de papéis. Na noite que vc não conseguiu dormir, coloque o despertador para vc acordar cedo, tipo oito ou nove da manhã, mesmo que vc esteja acabado, puto da vida, caindo de sono porque não conseguiu dormir na noite anterior. A ideia é "pegar" sua vizinha de cima dormindo, relaxando calmamente na manhã seguinte. Então, tendo acordado cedo, com o coração sorrindo de prazer, pegue sua mega-blaster trituradora de papéis, vá com ela até seu quarto, ligue-a na tomada e, com a ajuda de uma extensão, suba na cama com ela. Pegue uma pilha de papéis, dessas que vc precisa jogar fora há muito tempo, e comece a triturar todos, um por um. Mas atenção! Você vai triturar os papéis GRUDANDO a máquina na laje, enquanto o papel é picotado. Um a um. Quando ouvir que a vizinha acordou, dê um tempo, p/ ela achar que vc parou com aquela barbaridade e p/ que ela volte a dormir, e renasça das cinzas, voltando a triturar os papéis que ainda faltam, por pelo menos uma hora.

    Obs: se não tiver trituradora, vc pode fazer faxina e, com a ajuda de um rodo, limpar o teto do seu quarto. Ajuda bastante essa técnica, eu usei as duas numa manhã só, mas a da trituradora é a melhor.

    3) Para o vizinho ou vizinha tagarelófila, se for o apto em cima do seu, use essa técnica INFALÍVEL. Procure dominar seus instintos, abra sua janela, silenciosamente, grude seus ouvidos naquilo que está sendo falado. E TORÇA para que sejam coisas que sua vizinha não quer que todos saibam. No meu caso, a mulher falava um monte de baixarias, envolvendo pessoas da família, usando termos que tenho até vergonha de pôr aqui. Grave bem as expressões, e vá diretamente ao apartamento dela. Toque a campainha gentilmente, vestida de preferência de pijama, e diga que não foi lá para brigar, tão somente para pedir que façam silêncio, porque precisa trabalhar no dia seguinte. Sua vizinha, provavelmente, vai dizer que não está conversando alto. Então, essa é a hora: diga que ela está falando alto, infelizmente, apesar de ela não perceber. Que se sente envergonhado até de falar, mas que vai ter que falar. Então, comece a dizer que, mesmo sem querer, está sabendo tudo da vida dela – que não sei quem transa com não sei quem, etc. Pessoal, é infalível. A pessoa se dá conta do quanto a vida privada dela está sendo compartilhada.

    Usei as duas técnicas com duas vizinhas. A tamancófila nunca mais apareceu, acho que se mudou. E a tagarelófila, que era parente do proprietário e estava passando alguns dias, de férias, pediu-me desculpas. A última coisa que escutei ela dizendo, depois que voltei ao meu apartamento, foi que nunca mais voltaria àquele prédio. Após isso, dormi uma profuuuunda noite de sono :)

    Espero ter contribuído,

    Abçs em todos.
     
  9. zakkbr

    zakkbr Usuário


    Desde 7 Jan 2009
    São Paulo
    Mudem para uma casa e sejam felizes.
     
  10. sembarulhohome

    sembarulhohome Usuário

    1 0 0

    Desde 22 Jun 2012
    fortaleza
    Pessoal!
    Tive 2 problemas similares a esse! A única coisa que fiz para conseguir dormir ou estudar foi comprar uns tampões de ouvido importados! Esses reduzem 33 decibeis e são os mais confortáveis que encontrei! Comprei 5 modelos diferentes e esse foi o melhor sem dúvida! Diminui muitooo ou acaba praticamente com os barulhos! Segue o link do ebay http://www.ebay.co.uk/itm/ws/eBayISAPI.dll?ViewItem&item=230696792215&ssPageName=ADME:L:OU:GB:1123 demora cerca de 20 a 30 dias para chegar!
     
  11. Mordechai

    Mordechai Energy Geek


    Desde 3 Nov 2004
    Goiânia/Goiás/Brasil
    Pra me livrar desse problema, comprei uma cobertura duplex! :D

    Sempre morei em casa e não gosto de apartamentos, mas como não tinha grana pra comprar a casa que eu gostaria, resolvi comprar um apê que me desse, pelo menos, um mínimo de privacidade.

    Já fiz festas lá e ninguém reclamou. Como o andar inferior também é meu, e o apartamento tem apenas uma parede em comum com o apartamento vizinho, acho que os vizinhos nem notam o barulho.

    Agora vou montar o home no andar superior e espero trocar a porta da sala por uma mais reforçada. Quero ter a opção de poder ver filmes e escutar música a qualquer hora sem incomodar ninguém.

    Ah! E a patroa tem um sono de pedra. Ela entra pro quarto, fecha a porta e apaga. :p

    []´s (y)
     
  12. thebox

    thebox Calibrador Vídeo RJ


    Desde 23 Fev 2005
    Brasil
    como se fosse fácil ...

    ---------- Mensagem adicionada às 14:20 ---------- Mensagem anterior foi enviada às 14:18 ----------

    eu compro na farmácia da esquina que custa R$2 (c/ 2 pares) da 3M... muito bom tb, uso bastante.
     
  13. nixcad

    nixcad Usuário


    Desde 18 Dez 2007
    São Paulo - SP
    Depois de muito stress e convívio com pessoas sem educação, resolvi fazer a mesma coisa, passei 6 meses procurando coberturas em SP que não fossem absurdamente caras e que não tivessem divisa com vizinhos, mas coberturas assim são caríssimas e aquelas com divisa entre os quartos não me animam, você pode ter os mesmos problemas com o vizinho do lado. Sem falar que todas as coberturas que vi, 99% tinham 60% da área destinada a "quintal". Não preciso nem gosto disso.

    Acabei encontrando um apartamento legal no último andar, dois por andar e torre única. E a vizinha do andar de baixo mora sozinha, tem minha idade (!) e é dona dos dois apartamentos que transformou em um só.

    Mas também sou a favor do uso de tampões de ouvido, principalmente se você precisar dormir durante o dia e a empregada da vizinha de baixo não for muito gentil na faxina (pode acontecer…)
     
  14. GangstarrapeR

    GangstarrapeR TV é TV e PROJETOR é CINEMA ;)


    Desde 15 Abr 2006
    Vila Prudente - SP
    uhauha*

    Rí muito com as histórias do pessoal aqui, realmente o grande mal de apartamento é o barulho de vizinhos sem noção :(
    Moro em apê e meu maior problema é que a vizinha decima é exotérica e acende um bendito de um incenso fedido bem na sacada e o cheio vem pro meu apê, o de baixo é pior ainda, porque o infeliz é maconheiro e queima erva pelo menos 20 dias do mês, mês passado ele resolveu cheirar e ficou louco e começou bater coisas no apartamento dele da meia noite até 2 da manhã :doente:
    Depois de tomar uma bela saraivada da síndica o indivíduo tomou jeito...
    O que acho mais tosko é que morava em Itaquera em um apê de 100 pau e não rolava isso, agora aqui em um apê de quase 350 pau tem uns zé maloca que pensa que aqui é a cracolândia, não fazendo juízo de valor, mas imagina-se que investindo mais pra buscar qualidade de vida, você evita situações como essas, com pessoas mais cultas e sociáveis, mas não... lamentável.
     
  15. L.Fernando

    L.Fernando Funcionando dentro das especificações...


    Desde 12 Mar 2018
    São Paulo - SP
    Olá a todos !

    Compartilhando minha situação: vivo em um edifício há quase 15 anos, na zona oeste, 10º andar... e durante 14 anos, NUNCA tive problema com meu vizinho de cima, até que ele morreu e o apartamento recebeu um inquilino (diretamente das profundezas do inferno...) A situação é bem bizarra, pois meu vizinho antigo, o que morreu, não fazia ruído algum...tipo eu ouvia raramente alguma coisa cair no chão, sei lá uma bola de boliche ou algo pesado assim...e não ouvia mais NADA...e o bizarro é que, desse novo morador eu ouço os passos descalços, passos calçados, objetos caindo no chão o tempo todo, gritos, pancadas, correntes arrastando, moveis arrastando, brigas, a maldita descarga do banheiro...e como é que do meu finado vizinho eu não ouvia quase nada disso (nem a descarga...lol) ? Alguém tem alguma teoria ? Eu já desisti de imaginar...

    Às vezes, de noite (tipo 10:00/11:00) o morador atual parece que chega a cavalo no seu apartamento, com direito aos sons das ferraduras do quadrúpede, das esporas das suas botas, e da queda das pedras que ele deve ter recolhido pela estrada...

    Se o ruído é dentro do horário da “lei do silencio” eu tenho atirado uma bola de beisebol no meu teto, e os ruídos param...ou esmurro o teto com uma “ferramenta” especialmente projetada...o barulho para, pois creio que ele “se toca”...parece uma pessoa desconectada com a realidade mesmo...e se o ruído está exagerado dentro do “horário permitido” o que eu faço é aumentar minha TV ou a minha música mesmo...nem me interessa se ele vai parar por isso ou não...

    Pelo que investiguei, parece ser um tipo de sociopata... vai saber como reagirá a uma “conversa”...

    Por fim, o que pretendo fazer é (caso ele não mude mês que vem...rs) me mudar para um apartamento NO ULTIMO andar (quem sabe cobertura...cade o $$...), aproveitando que preciso mesmo de um ap maior...!!! Barulhos de pessoas vindo de cima eu não terei...e o mais curioso é que sons do vizinho do lado e de baixo eu eventualmente escuto mas não me incomodam...deve ser psicológico...queria uma casa, mas tenho receio...moro em prédio a 36 anos...

    abs
     
  16. L.Fernando

    L.Fernando Funcionando dentro das especificações...


    Desde 12 Mar 2018
    São Paulo - SP
    Putz...erro de principiante...acho que desenterrei o tópico...desculpem-me se isso é ruim de alguma forma...rs
     
  17. m-costa

    m-costa Usuário

    49 19 5

    Desde 15 Jan 2018
    São Paulo
    Situação muito comum essas e o síndico sempre foge da sua responsabilidade. Depois de conversar com o morador, conversar com o síndico, fazer reclamação por escrito, coletar o máximo de provas possível, recomendo que façam um boletim de ocorrência por perturbação do sossego. Aliás, para polícia não tem essa de horário de poder fazer barulho e horário de não poder. Claro, furadeira, obras em determinado horário é permitido, mas se for música alta, gritos, ou seja, coisas que a pessoa pode evitar, você pode fazer boletim de ocorrência.

    O comportamento padrão do síndico é dizer que vai averiguar, diz que não constata nada, mas vai mandar uma cartinha falando sobre boa convivência entre vizinhos. Se você conseguir provar, depois de apresentar essas provas para o síndico, você pode processar por não cumprir com suas funções, conforme regulamento do condomínio e obrigações que o síndico assume quando é eleito.
     
  18. L.Fernando

    L.Fernando Funcionando dentro das especificações...


    Desde 12 Mar 2018
    São Paulo - SP
    É alternativa a considerar sim...vou pensar nisso !
     
  1. Este site usa cookies. Se você continuar a usar este site, automaticamente concorda com nosso uso de cookies.
    Fechar Aviso