Escola de Música

Discussão em 'Zona Livre' iniciada por José Luiz Negreiros, 12 Jan 2016.

  1. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola da Música!

    Finalmente, hoje, adquiri o último CD lançado pela ótima Enya, Dark Sky Island, lançado no Natal de 2015.

    Como a maior parte do mundo já sabe, o estouro do disco é a canção (ótima) Echoes In Rain.

    O disco está bom. Não é o melhor da carreira dela, lá se vão trinta anos, mas o trabalho merece o nosso respeito.

    Há dois casos do disco que me levaram a um grau de surpresa pouco comum.

    A primeira foi surpresa foi que a Enya andou esbarrando no plágio (inconsciente ou não) em duas composições dela, a saber:

    1) Even In The Shadows namorou bem de pertinho o sucesso do Alan Parsons Project, Eyes In The Sky;

    2) Outra aproximação meio perigosa a plágio acontece com a canção dela, I Could Never Say Goodbye, que tem uma semelhança muito próxima, em sua primeira parte, com o grande sucesso de Elvis Presley, I Can't Help Falling In Love With You.

    Sabemos que, embora tenha uma carreira além de 30 anos, a Enya é muito criteriosa no lançamento de seus CDs. Por exemplo, esse CD Dark Sky Island saiu seis anos depois de And Winter came.

    Porém, porém..., tive uma surpresa muito agradável ao ouvir a faixa Sancta Maria, uma belíssima homenagem à mãe de Jesus e de toda a humanidade.

    A surpresa é o uso, por parte da Enya (ela é multimídia- toca todos os instrumentos e põe todas as vozes dela nos discos dela), de instrumentos de corda com sonoridade muito semelhante à da viola brasileira, fazendo uma base interessantíssima na singela e envolvente canção.

    Aqui vai, enfim, da Enya, para você, fã da Escola de Música, Enya e a sua Sancta Maria.

     
    Última edição: 20 Mar 2016
    • 3
  2. Ricardo Leão

    Ricardo Leão Usuário


    Desde 12 Jun 2003
    Maceió/AL/Brasil
    Caetano Guerreiro sempre nos brindando com ótimas sugestões. Estava meio esquecido da Enya, apesar de ter vários CDs dela.

    Grato e abraço,

    Ricardo.
     
    • 2
  3. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Já comentei aqui sobre a importância da música no contexto humano, dada sua relevância artística, cultural e, especialmente, do envolvimento dela no universo emocional de cada pessoa.

    Podemos separar a música em dois contextos bem definidos.

    O primeiro é sua ligação com o meio em que ela é criada. No caso, a música é harmônica com seu tempo;

    O segundo é sua existência própria, sem maiores vínculos com o meio social e temporal. Seria a música pela música. Nesse campo, nem sempre a música é bem assimilada, mas, quando a é, o efeito na humanidade transcende a qualquer compreensão.

    Ambas as formas de compreender a música abrigam nelas obras de extraordinária qualidade, como também, obras dignas de pouco crédito.

    Vamos trabalhar essas ideias com calma e tranquilidade aqui, na Escola de Música, com o objetivo de contribuir para a compreensão da música como a mais impressionante e robusta forma de arte, que complementa a visão humana de mundo e faz parte da própria essência de ser da humanidade.

    Preencho a parte musical, do comentário acima, apresentando aos fãs da Escola um magnífico sucesso da irlandesa meio doidona, mas muito competente, Sinnead O' Connor, interpretando a genial composição de Prince, a já antológica Nothing Compares To You, de 1.990. O arranjo da canção é excepcional, um dos mais belos que já ouvi.

    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:

     
    Última edição: 28 Fev 2017
    • 2
  4. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Existem muitos artistas que passam sua carreira à busca de um som que os identifique perante o grande público.

    Certa vez, o grande Tom Zé confessou, em uma entrevista de jornal, que, quando ele entrava no estúdio para gravar um disco novo, ele nutria uma ansiedade muito grande, no afã de criar, naquele trabalho, um tipo de som diferente, de tudo que ele tinha feito, pois o Tom Zé sempre foi muito franco em demonstrar sua insatisfação pelo trabalho realizado, já que ele queria sempre mais.

    George Harrison, brilhante artista, que compôs o conjunto pop mais importante da história, The Beatles, demonstrou, depois de partir para o trabalho solo, uma excepcional capacidade inventiva, pois, a cada trabalho novo, ele trazia à realidade músicas fantásticas, inovadoras, ampliando o reconhecimento do público e da crítica pela obra do ex-Beatle.

    Infelizmente, George se foi muito cedo, com 58 anos. Fico imaginando quanto coisa ele poderia ter criado, contribuindo mais ainda para o universo musical humano.

    George Harrison nos deixou um legado consistente, diversificado, pleno de arte e emoção, que certamente os próximos séculos não vão esquecer.

    Baby, Don't Run Away é uma prova da genialidade do inesquecível George.

    Deus o guarde sempre.

     
    Última edição: 28 Fev 2017
    • 1
  5. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Neste sábado especial, que festeja a aleluia de Nosso Senhor, quando o mundo de então viu o sinal definitivo da salvação, a Escola de Música traz, para animar os nossos corações, o último grande sucesso da imortal Donna Summer, rainha insubstituível da Disco Music, cantando I Don't Wanna Get Hurt, música balançante, inspirada, um vendaval de alegria para virar o disco pessimista, desses últimos tempos, que insiste em assolar nossas mentes.

    Uma coisa me parece muito clara, sobretudo nessa etapa sexagenária de minha vida. O sofrimento é uma opção estúpida para quem crê na felicidade e no porvir glorioso.

    Sejamos todos muito felizes!(y)

     
    • 1
  6. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Em um momento em que a música italiana perdia muito prestígio na cena internacional, Claudio Baglioni, em 1976, lançou um dos discos mais importantes daquela década e, também, de relevante peso no século 20. O LP, produzido pelo genial artista Luis Enriques Bacalov, não é uma coleção de músicas de inspirações distintas, mas, sim, uma obra continuada, em que cada canção tem relação direta com a próxima. O disco contém 13 canções, das quais, com muito esforço, recolhi quatro para divulgar nesse espaço da Escola.

    Todas as canções do disco são de Claudio Baglioni e Antonio Caggio.

    Por causa desse excepcional trabalho, Claudio Baglioni é reconhecido, até hoje, como um dos mais importantes artistas da história da música popular da Itália.

    Se há algum fã da Escola da Música que conheça muito pouco ou nada do trabalho do Claudio, está aqui uma oportunidade única para tanto.

    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:

     
    Última edição: 19 Jun 2020
    • 1
  7. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Cerca de 12 anos desde o fim do grupo The Beatles, o mundo ainda vivia uma sensação de perda irreparável do trabalho conjunto de John, Paul, George e Ringo. Depois de 1970, todos os rapazes deram rumo a suas carreiras, e muita coisa boa foi produzida. Mas ainda persistia, e persiste, uma vontade de que esse tempo não poderia acabar e deveria permanecer em nossos corações pela eternidade adentro.

    Ringo foi o menos badalado membro dos Beatles, ainda que internamente, no Grupo, ele tenha sido um dos elos fortes para a manutenção do trabalho conjunto de seus membros.

    Em 1982, enfim, com a generosidade esplendorosa de George Harrison, amigo eterno de Ringo, o grande guitarrista produziu para o ex-parceiro o LP Stop The Smell and Roses.

    Desse disco, ficou na memória dos fãs de Ringo o sucesso Wrack My Brain, uma alegre e divertida canção, na qual se teve a ousadia de botar um baixo tuba na função de base do arranjo.

    Genial!(y)

     
    Última edição: 6 Abr 2016
    • 2
  8. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Intervenção da Escola de Música suspensa por questões de direitos autorais do YouTube.

    Desculpem-me, amigos da Escola de Música...:desculpe:
     
    Última edição: 13 Fev 2019
    • 1
  9. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Sabemos que a década de 1960 foi avassaladora em todos os sentidos.

    Na música, principalmente, é possível registrar, na história, antes dos 60 e depois dos 60.

    Com essa carga criativa, a arte musical, na década de 1970, começou seguindo os passos marcados no tempo anterior e, de alguma forma, foi possível manter um padrão de qualidade muito alto.

    O movimento Disco Music, surgido em meados de 1975, ditou a moda no mundo, mas não durou muito. Não mais que cinco anos, significativamente.

    O grupo inglês/australiano, Bee Gees, soube se posicionar bem no mercado e marcou o tempo dele com muita competência. Inclusive pela sua rápida adaptação à Disco Music. Stay In Alive foi uma explosão atômica no mundo da música, proporcionada pela genialidade dos irmãos.

    Para esse momento da Escola de Música, vou apresentar-lhes um grande e sensível sucesso do Grupo, quando os Bee Gees produziram canções extraordinárias como Run To Me.

     
    Última edição: 11 Nov 2016
    • 2
  10. Ricardo Leão

    Ricardo Leão Usuário


    Desde 12 Jun 2003
    Maceió/AL/Brasil
    Dando uma vez à nossa MPB:



    Abraços,

    Ricardo.
     
    • 2
  11. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Tom Zé já foi citado diversas vezes, aqui, em nosso programa. O Tom foi um dos expoentes do Tropicalismo, movimento musical da MPB, que começou com Gilberto Gil e Caetano, lá por volta de 1967.

    O Tom ganhou o Festival da MPB, da Record, com a música São Paulo, Meu Amor. Depois, ele lançou essa música em compacto simples (bolacha preta com uma música de cada lado- que gerou a expressão Vira o Disco!, usada até hoje). No lado B do compacto simples, ele incluiu a canção Curso Intensivo de Boas Maneiras, uma homenagem meio escrachada a Marcelino de Carvalho, mestre de boas maneiras da época.

    Os fãs do programa vão ter a oportunidade de acompanhar essas duas composições excepcionais do grande Tom Zé!(y)



     
    Última edição: 6 Abr 2016
    • 1
  12. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    O grupo The Korgis, de estrondoso sucesso na década de 1970, quando, em sua metade, nela viu o movimento Disco Music ocupar quase todos os espaços disponíveis no show business.

    The Korgis foram uma exceção à regra, produzindo canções românticas de intensa beleza, longe, mas muito longe de serem consideradas músicas de consumo, como críticos ácidos definiam os sucessos de público.

    Everebody's Got To Learn Sometime está entre as 10 maiores canções pop desse período 70/virando para 80.

    Em minha opinião, coloco, com toda a segurança, o sucessão dos Korgis entre as melhores 100 canções pop de todos os tempos.

    Atentem para o solo de violino, que acontece no meio da música. É divino mesmo!

    Portanto, ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:

     
    Última edição: 20 Nov 2018
    • 2
    • 1
  13. Jonas Negreiros

    Jonas Negreiros Usuário

    7.959 2.927 816

    Desde 2 Nov 2008
    jundiaí/sp/brasil
    Linda música, arranjo divino!
    Uma joia esculpida nos anos 80.
     
    • 1
  14. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Mais um sábado com intensas, verdadeiras e sentidas emoções nesse bloco.

    Por favor, escutem a seleção de cima para baixo.

    Sejamos todos muito felizes (e sensíveis...)!





     
    Última edição: 9 Abr 2016
    • 2
  15. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Rick Wakeman, um sua fase solo, produziu peças fantásticas na década de 1970.

    Em minha opinião, seu trabalho mais importante, nesse período, foi a apresentação pop para As Seis Esposas de Henrique VIII.

    Escolhemos, dessa obra-prima, a sua composição e interpretação de Catherine Of Aragon, uma das seis vítimas do baixinho mais invocado da história da Inglaterra em todos os tempos.

    A curiosidade tecnológica desse trabalho foi a edição em quadrafônico de seu trabalho. O que estava em voga, naquele tempo, eram os discos estereofônicos, que tinham, certamente, altíssima qualidade de som.

    Quem possuía (coisa rara), equipamentos de reprodução em quadraestéreo, pôde curtir melhor o trabalho antológico do Rick, um verdadeiro mago, gênio da música eletrônica, que tinha (e ainda tem) um espaço enorme no gosto dos fãs da inigualável arte da música.

    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:



     
    Última edição: 10 Abr 2016
    • 4
  16. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Para a maioria da população terrena, o sábado é o dia mais festeiro da semana. É a oportunidade em que o cidadão se desconecta de seus afazeres e compromissos, sempre urgentes, e se entrega a uma alimentação mais extravagante, ri com muito ou nenhum motivo com seus amigos, deixa o tempo passar sem se preocupar com ele e assume a felicidade como absoluta opção. Acho que a vida eterna, para aqueles que cumprirem sua missão aqui, deverá ser assim.

    A sua Escola de Música, em celebração ao dia mais fascinante da semana, elaborou uma sequência de três grandes sucessos da Disco Music, músicas essas que permanecem na memória daqueles sortudos que puderam curtir um tempo genial.

    Ouvidos atentos, coração aberto e espaço na sala para se sacudir!



     
    Última edição: 19 Jun 2020
    • 2
  17. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Um dos gêneros musicais de maior significância em nossa cultura, sem dúvida alguma, é o choro ou chorinho, dependendo da intimidade que você tiver com ele:).

    O choro é um gênero musical que surgiu no início do Século 20. Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth são expoentes e grande difusores dessa escola.

    Podemos definir o choro como parente muito próximo do samba. Quando ele nasceu, o samba era mais conhecido como batuque do que propriamente como samba. Em princípio, o choro era um gênero elegante, pois fazia parte da cultura da fina sociedade, sobretudo a carioca, naqueles tempos que já se vão muito longe.

    Hoje, podemos determinar, além da influência direta do samba, uma forte inspiração bachiana em sua estrutura profunda. O Mano Jonas, com muita sabedoria, também incluiu o jazz como matriz inspiradora e sinérgica do choro, pois, como se sabe, os dois gêneros aconteceram, em termos de popularidade, em um mesmo momento histórico.

    Não é exagero afirmar que o maior expoente do choro foi Pixinguinha, virtuoso músico e um compositor excepcional, que faz parte dos dez maiores compositores da MPB em todos os tempos. Pixinguinha compunha, invariavelmente, as melodias e dobrava com grandes poetas, que tinham a responsabilidade de casar suas letras com as melodias fantásticas do grande Pixinga. Carinhoso, uma das maiores obras da MPB, foi composta por Pixinguinha e João de Barro, por exemplo.

    A Escola de Música escolheu, para ilustrar essa pequena aula, a canção Lamento, em que o Pixinguinha teve como parceiro o maior poeta contemporâneo do Brasil, Vinícius de Morais.

    Lamento
    , uma obra-prima que se imortalizou na interpretação do gênio Jacó do Bandolim e seu regional.

    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:

     
    Última edição: 28 Fev 2017
    • 3
  18. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    No universo maravilhoso da música existem muitos contribuintes, para que ela evolua sempre. É importante que o povo tenha a melhor formação da música, pois ela é a melhor companheira para nosso espírito e, também, para renovar nosso ânimo e não temermos pelo destino que terá as nossas vidas.

    Waldo de Los Ríos, maestro arranjador de excepcional talento, fez um trabalho pedagógico de grande impacto, nos anos 1970, quando produziu uma série de adaptações da música universal, tornando esta mais acessível ao povo.

    A Escola de Música escolheu três trabalhos do grande artista argentino, radicado na Espanha. Pelo selo Hispavox, representado no Brasil pela nossa querida Chantecler, o maestro deixou sua marca na história, pela qualidade das adaptações. Infelizmente, Waldo não habita mais no nosso plano terrestre.

    De Los Ríos deu o tom adequado para cada peça clássica, colocando a emoção justa, explorando com uma genial habilidade as múltiplas formas possíveis de traduzir a música eterna para, adaptada ao nosso tempo, passar alegria e encanto para as mais diversas audiências do mundo.

    A trinca dos sucessos de Waldo de los Ríos, nesse bloco, compõe-se por clássicos de Mozart, Mendelsohn e Marcello.

    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:






     
    Última edição: 13 Fev 2019
    • 2
  19. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Smetana foi um dos grandes compositores da música clássica da Tchecoslováquia. O trabalho dele se inspirou na cultura de seu povo e na beleza de seu país.

    Smetana é um compositor romântico e nacionalista. O amor pelas coisas de sua Pátria inspirou Smetana a criar obras monumentais como o Rio Moldávia, importante rio de seu país. Impressiona como ele conta, em música, a história desse rio com seus percursos e vida própria.

    Na Escola de Música, temos a ousadia de apresentar aos fãs uma composição breve, de 1m13seg, fortemente ligada ao folclore tcheco.

    Creio que essa pequena e brilhante canção, Heslo, vai ficar na cabeça de vocês um tempão. Arte e inspiração pura!

     
    • 1
  20. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.524 3.767 761

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Antonio Carlos Gomes...Belchior!, um dos mais importantes artistas da MPB de nosso tempo.

    Canção originalmente gravada em 1973, na nossa querida Chantecler, quando o Belchior iniciava sua carreira, A Palo Seco é um caso muito sério. Ele viria a regravá-la, algum tempo depois, de maneira pasteurizada, na Philips, onde ele fizera um contrato mais vantajoso e dali, na competente multinacional holandesa, que o conduziria ao estrelato.

    A gravação original, de 1973, conosco, porém é incomparável à outra verão. Na nossa gravação, ele doou seu coração e deixou um trabalho para a eternidade.

    Ouvidos atentos e coração aberto!

     
    Última edição: 19 Jun 2020
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso