Anúncio do HT Forum

Escola de Música

Discussão em 'Zona Livre' iniciada por José Luiz Negreiros, 12 Jan 2016.

  1. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Um dos recentes sucessos da música pop internacional, Surround me, de Porter, é um alento para o que tem rolado por aí.

    Como profissional do disco, por vários bons anos, sempre me emociono quando ouço um trabalho de nível alto, tanto na criação como na produção.

    Musicona, musicona mesmo. Bom para nós e para o planeta!

     
    Última edição: 20 Nov 2018
    • 2
  2. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Hoje, ele é jurado num desses repetitivos concursos de novos talentos da música. Acredito que ele faça um personagem-tipo, atendendo ao planejamento dos produtores do programa.

    Os programas de calouros, décadas atrás, eram mais animados e com espírito circense. Hoje, como a maioria das ações humanas, tudo é pensado em cima de lucro e dinheiro. Sim, lucro e dinheiro são alvos das civilizações desde tempos imemoriais. Não sei se é meu humor, que anda muito racional, fruto de décadas vividas aqui na Mãe Terra, mas a grana anda contando demais, além da conta.

    Terminada mais uma saudável confissão, amigos da Escola de Música, estou comentando sobre Marco Camargo, um jovem que teve um início de carreira promissor, mas acabou virando jurado de concurso de músicos.

    Como muitos artistas da década de 1980, havia, naquele tempo, uma busca intensa por encontrar um novo rumo, uma nova identidade para a produção musical no mundo. Coisas boas aconteceram, além de outras ruins também.

    O trabalho de estreia do Marco Camargo gerou o sucesso Se vê Por Aí, uma ótima música pop, com influências ambientais do Rio e de São Paulo. E a dita canção teve a valiosa colaboração do trompetista, infelizmente falecido, Dizzy Gillespie, um dos maiores jazzistas de todos os tempos.

    Quem não se lembra vai reconhecê-la. Quem nunca a ouviu terá a chance de curtir uma ótima canção pop com um arranjo inesquecível.

    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:


     
    • 2
  3. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Vou apresentar-lhes três momentos mágicos de um dos maiores maestros arranjadores da história da música: Paul Mauriat.

    Esse brilhante artista francês, infelizmente falecido, deve ter sido um dos músicos mais sensíveis do século 20. Inventivo, entusiasta pela arte, bom compositor e, para nosso orgulho, que anda meio em baixa, um amante da música brasileira.

    No tempo da alta fidelidade e da explosão do som estéreo, Paul soube utilizar como ninguém os recursos da então nova tecnologia, para produzir arranjos espetaculares dos grandes sucessos da época. Naquela época, maestro arranjador fazia muito sucesso com sua orquestra. Sinto muita falta desse segmento da música, que, praticamente, não é explorado mais nesses dias.

    Curtamos, pois, três joias da canção popular sob a batuta e genialidade do nosso inesquecível irmão francês!(y)





     
    Última edição: 21 Abr 2016
    • 2
  4. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos da HT da Escola de Música!

    Para nos situarmos no tempo, minha atuação no meio artístico/musical/radiofônico aconteceu entre meus 18 e 29 anos de idade.

    Entusiasta, que sempre fui, pela música (a literatura é outra história, eu sou literatura, a música é uma paixão especial), vivenciei emoções muito especiais, como tenho podido mostrar aqui na Escola de Música.

    Na época, eu era jovem para ser levado muito a sério. Não posso me queixar, a juventude é uma fase paradoxal na vida de qualquer humano.

    Apesar desse tempo todo no ramo, não pude ter a chance de produzir um disco. Em função de meu perfil de comunicador, a principal missão que tive nesse meio foi vender, vender e... vender.! Eu carregava com entusiasmo as novidades dos discos para mostrar a lojistas e radiodifusores. Eram cerca de 20 quilos!, apesar dos LP's de então já serem produzidos com um material plástico muito avançado, o vinil.

    Houve um artista, que conheci, ainda em seu tempo de amador. O Deo Lopes. Ele trabalhava como metalúrgico junto com um irmão meu em uma empresa do Brás. O Deo era um artista nato. Eu não tinha muito ascendência a meus superiores, mas com a ajuda do mestre Júlio (gerente de vendas e grande figura humana), conseguimos convencer o diretor da CID a lançar o primeiro compacto da carreira do Deo. Poderia ter ido melhor, mas naqueles tempos os bodes comiam milho demais.

    Vou mostrar a vocês, fãs da Escola de Música, três músicas representativas do Deo Lopes, um compositor e cantor da mais alta qualidade. Será fácil encontrar trabalhos dele no You Tube. Há algum tempo, ele teve uma ótima aparição no Senhor Brasil, do Rolando Boldrin, que a TV Cultura fez o favor de descontinuar, apenas reprisando programas do acervo.

    Pois bem, ficou dentro de mim a sensação de um vazio não ter produzido um disco (mesmo não sendo músico), principalmente com o Deo. Perdoem-me, mas penso que eu poderia ter influído mais na carreira dele, e o meu amigo poderia (ainda pode) ter feito muito mais sucesso do que ele faz.

    Não foi possível, enfim. Importa que o Deo Lopes se profissionalizou e vive da música até os dias de hoje.



    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:



     
    Última edição: 11 Nov 2016
    • 2
  5. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Os Herman's Hermits compuseram um grupo de muito sucesso na década de 1960. Fizeram tanto sucesso que estrelaram um longa metragem bem ao gosto da juventude da época.

    There is a kind of hush (Há um tipo de silêncio...) foi o maior sucesso dos Hermans. Na senda criada pelos Beatles, vários grupos tiveram a oportunidade de mostrar seus trabalhos, fato este muito positivo, pois muita música boa foi produzida na década mais importante na era moderna da humanidade.

    Como curiosidade, além da interpretação dos Hermann's, vou colocar no ar, também, a versão dos irmãos Carpenters, produzida cerca de 10 anos depois, também com muito sucesso. Analisando a versão dos manos, posso afirmar que ela foi concebida para mostrar ao público uma ideia mais solta do que teria sido a década de 1960, que, em realidade, foi um tempo de grandes mudanças na sociedade humana.

    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:



     
    • 1
  6. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Em um certo momento histórico da música pop, houve um alinhamento de vários artistas, no sentido de abordar questões que afligiam a raça humana de então. John Lennon foi um dos líderes desse movimento com a sua Give Peace a Chance. Outro exemplo notável e maravilhoso, foi o projeto de Lionel Ritchie e Michael Jackson, com a coordenação do produtor e maestro Quincy Jones, que redundou na espetacular canção We are The World, em que dezenas de artistas de primeira linha deram sua contribuição caridosa, no intuito de ajudar o povo irmão sofrido da Mãe África.

    Nesse caminho, o grupo Simple Minds lançou uma música, também fantástica, homenageando um dos principais líderes do século 20, Nelson Mandela, o herói da paz e da reconciliação do povo da África do Sul.

    Mandela Day é uma musicona, em um arranjo carregado de sentimento, sentimento maravilhoso, pulsante, quase indescritível.

     
    • 2
  7. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Paulinho da Viola é um dos maiores bambas da MPB em todos os tempos. Seus sambas têm conteúdo, harmonia e grande facilidade de compreensão pelo grande público brasileiro.

    Mestre do samba-canção, subgênero do nosso maior legado musical, Paulinho tem na serenidade o fio condutor para criar e interpretar suas magníficas obras musicais.

    A Escola de Música escolheu, provavelmente, seu maior sucesso, lançado no início da carreira do Paulinho, em 1969. Foi Um Rio Que Passou Em Minha Vida, uma apaixonada e sincera declaração de amor à tradicional escola de samba do Brasil, a Portela, para quem ele fez este tema de enredo do Carnaval.

    Uma obra-prima, que haverá de empolgar, ainda, muitas gerações futuras do Brasil.(y)

     
    Última edição: 24 Abr 2016
    • 1
  8. jfreitas

    jfreitas Usuário


    Desde 11 Abr 2005
    São Paulo
    Amigo Caetano, acompanhando o tópico desde já!
    Gostando muito da sua eclética seleção. Na medida do possível, podemos auxiliar com algumas sugestões?
     
    • 1
  9. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    JFreitas!

    Bom dia e bom domingo para você.

    Fico muito feliz que você quer participar da Escola de Música, também, como outros amigos têm feito.

    Fique à vontade. Tenho certeza de que sua contribuição vai ajudar a expandir os limites geográficos de nossa Escola, aqui no HT.

    Seja muito feliz!(y)
     
    • 1
  10. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Perdoem-me, mas tenho de dar uma de Coronel Pantaleão, do imortal Chico Anízio- É mentira, Terta?, e voltar à referência da década de 1960, um momento histórico da Era Contemporânea da humanidade.

    Naquela época, no plano musical, não apenas americanos e ingleses tiveram espaço destacado no setor. Italianos, espanhóis, russos, japoneses, franceses. Houve até um sucesso cantado em hebraico, Hava Naguila, uma canção nativa de Israel, grande êxito adaptado pelo inesquecível Chubby Checker.

    A França contribuiu muito na década de 1960, com cantores e compositores do mais alto nível. Charles Aznavour, Adamo, Yves Montand, Alain Barrière, Dalida, dentre outros.

    Os anos se passaram, e o espaço da música pop ficou restrito, praticamente aos americanos e um pouco mais de ingleses.

    A música popular da França demorou quase 15 anos para voltar às paradas internacionais.

    Em 1988, finalmente, explodiram dois sucessos do pop francês. Au Bal Masqué, da Compagnie Créole (esse pessoal é da Guiana), e a excelente cantora Desireless, que os franceses patrioticamente dizem desirrelés e o seu sucessão Voyage, Voyage, que serão revividos, agora, na Escola de Música.

    Bons demais!;)



     
    Última edição: 26 Abr 2016
    • 2
  11. Ricardo Leão

    Ricardo Leão Usuário


    Desde 12 Jun 2003
    Maceió/AL/Brasil



    Uma "oldie", com o inesquecível Dean Martin.

    Ricardo.
     
    • 3
  12. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    É muito legal quando a letra e melodia de uma canção realizam a dualidade perfeita.

    Coube a Sílvio César, brilhante artista de nossa MPB, o mérito de ter composto uma das mais perfeitas canções já nascidas em nosso cancioneiro popular.

    Prá Você nasceu para ser eterna.

    Resta-nos aplaudir, hoje e sempre!:aplauso:


     
    Última edição: 27 Abr 2016
    • 2
  13. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Continuando a abrir caminhos da música pop por mares nunca dantes navegados em águas brasileiras, vou mostrar-lhes um grande sucesso da canção popular francesa, conhecida por aqui apenas pelos francófonos (comme moi- como eu).

    Jeanne Mas é o nome da cantora, intérprete da balançante, melódica e envolvente Toute Première Fois (Toda Primeira Vez).

    Tenho certeza de que, mesmo na primeira vez (ao ouvir a música:D), vocês vão se enturmar na grande qualidade desse trabalho primoroso da Jeanne.

    Privilegiados da Escola da Música, mais uma descoberta em terras brasileiras, vinda de nossos irmãos franceses, apaixonados de coração pela nossa cultura e história!

     
    Última edição: 27 Abr 2016
    • 2
  14. Ricardo Leão

    Ricardo Leão Usuário


    Desde 12 Jun 2003
    Maceió/AL/Brasil
    Pura poesia:



    Ricardo.
     
    • 2
  15. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Aos poucos, para manter o bom tempero de programa, irei divulgando a vocês músicas que poderiam ter feito sucesso no Brasil, pois fizeram sucesso lá fora, mas assim não se sucedeu por razões logísticas de nossa querida Chantecler, que, conforme relatei aqui, a gravadora tinha um forte vínculo com a música regional (sertaneja, dentre outros gêneros populares do interior do Brasil) e, de alguma maneira, isso interferiu para que sucessos de nossas representadas não tivessem êxito por aqui.

    O Grupo Sweet Sensations, da Pye Records, que recebeu forte influência do Jackson Five (isto não é demérito algum, é natural até), explodiu no mundo pop com a canção Sad Sweet Dreamer, canção bela, muito bem arranjada e com a interpretação envolvente e classuda do grupo.

    Vocês não conhecem a canção comentada, quero crer. Mas creio, finalmente, que vocês vão curti-la muito bem, pois é um trabalho de altíssimo nível.

    Ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:



     
    Última edição: 16 Fev 2018
    • 2
  16. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Sempre tenho imenso prazer quando, em nossas aulas, posso apresentar criações primorosas da música. E o gênero pop é vastíssimo de trabalhos memoráveis. Isto é plenamente explicável, pois a música popular é didática pela própria natureza dela. Reflitamos: a música nasce para alcançar a maior audiência possível. Isso é natural, pois todo artista tem a legítima vocação de desejar que sua música atinja o maior número de irmãos possíveis. Uma música pop bem elaborada deverá conter os melhores elementos que redundem em um produto (no melhor sentido da expressão) que seja aceito e amado pelas pessoas, quando em contato com essa criação.

    Vibro intensamente quando entro em comunhão com músicas como essa, da Anne Murray, You Needed Me, a qual têm todos os elementos sedutores que qualquer criação artística precisa conter.

    Sucesso memorável, que haverá de sobreviver por muitos anos, pois You Needed Me nasceu para encantar e emocionar todas as gerações que viveram e haverão de viver no futuro nesse planetão.

    Sejamos todos muito felizes!(y)

     
    Última edição: 2 Jul 2016
    • 3
  17. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Sucesso de 1970, aqui vem à baila o estouro do ótimo grupo de cantores, Golden Boys, os quais tiveram o privilégio de gravar essa composição. Brejeira, balançante, divertida e, como era comum naquela época, de duplo sentido. Mas para essa curiosa música, prefiro defini-la como de quádruplo sentido.

    Nos tempos de correção pedagógica do século 21, o ideal seria ligar para 193, ao ouvir essa música. Como se trata, porém, de uma música dançante, vamos dar um belo desconto e curti-la, em sua genialidade, a música Fumacê.

     
    Última edição: 1 Mai 2016
  18. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Vamos levantar o astral do Brasil?

    Então vamos. Venham para cá, venham para cá, queridos Incríveis!

     
    • 1
  19. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Existem pessoas que vêm ao mundo com múltiplas possibilidades de fazer a vida.

    Ronnie Von é um desses caras.

    Quando ele surgiu, no mundo musical, seu empresário tratou de defini-lo como o Príncipe da Jovem Guarda, por razões muito óbvias, já que o Roberto Carlos era mais popular e bem-sucedido artista desse segmento pop.

    Como o Ronnie Von era um típico galã, não tardou a ter oportunidade para trabalhar de ator.

    O Ronnie, em certo momento de sua vida, teve manifestada em seu corpo uma doença raríssima, lúpus, que costuma ser fatal, mas ele a superou.

    Na época da Jovem Guarda, o Ronnie já era piloto privado na aviação.

    Passou o tempo, o poligota Ronnie quase não canta profissionalmente, mas apresenta um talk show na paulistana TV Gazeta com um sucesso alto, se levarmos em consideração o alcance e audiência limitados da citada tevê.

    A Escola de Música selecionou, para vocês, amigos dessa página, o sucesso que marcou a maturidade do artista. Cachoeira é o nome da obra-prima.

    O Ronnie merece todo esse sucesso na vida dele. Quem o conhece, sabe que ele mereceria muito mais.

    Artista brasileiro e ser humano muito especial, Ronnie Von merece nosso aplauso!:aplauso:

     
    Última edição: 20 Nov 2018
    • 1
  20. José Luiz Negreiros

    José Luiz Negreiros Usuário

    3.335 3.617 651

    Desde 11 Dez 2008
    Cabreúva-SP
    Amigos HT da Escola de Música!

    Tenho a imensa alegria de inserir, em nosso programa, uma das mais assombrosas e mágicas composições da história do homem. Das Quatro Estações, o trecho denominado Inverno, autoria de Il Padre Rosso (o padre Ruivo), Antonio Lucio Vivaldi.

    Vivaldi foi um dos seres, iluminados por Deus, que praticamente criou as bases para a moderna música, da forma como é hoje. Essa tarefa ele dividiu com Bach, Beethoven, dentre outros virtuosos.

    A interpretação da peça, aqui revelada, é de altíssimo nível. A solista, Maria Samuelsen, não precisa ser apresentada, apenas ouvida.

    Portanto, ouvidos atentos e coração aberto!:aplauso:

     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso