Governo diz que outras duas empresas vão fabricar conversor de TV Digital

Discussão em 'Recepção Local & Mercado' iniciada por pimcom, 16 Ago 2008.

  1. pimcom

    pimcom Usuário


    Desde 11 Dez 2007
    Campo Grande - MS
    São Paulo, 15 de agosto de 2008 - O Ministério das Comunicações informou que outras duas empresas pretendem lançar conversores populares da TV Digital até o final do ano. A Comsat Tecnologia e a NortCom querem uma fatia do mercado. Em julho, a Proview anunciou o lançamento do primeiro modelo por R$ 299.

    "À medida que o sinal digital for avançando pelo Brasil afora, a demanda por esses equipamentos vai aumentar, fazendo com que os preços fiquem cada vez mais acessíveis ao consumidor", disse o presidente da empresa, Tseng Ling Yun. Até agosto, quatro capitais (SP, RJ, Belo Horizonte e Goiânia) anteciparam o lançamento da TV Digital em mais de um ano.
    Isenção de tributos
    O governo federal está apoiando todas as indústrias nacionais ou estrangeiras instaladas no Brasil que querem fabricar conversores e equipamentos baratos da TV Digital. O ministro das Comunicações, Hélio Costa, trabalha para que os governos estaduais isentem o ICMS dos conversores; e o PIS e Cofins na esfera federal. Neste caso, uma das propostas é incluir os conversores na mesma política do computador popular, o que possibilita a redução dos preços e estimula as vendas.
    Financiamento
    O Banco do Brasil está financiando em até 48 vezes com juros que chegam a custar menos da metade dos cobrados pelo mercado. Os Correios também estão se preparando para distribuir o equipamento em suas 12 mil unidades, sendo seis mil agências próprias.

    Fonte: http://wnews.uol.com.br/site/noticias/materia.php?id_secao=4&id_conteudo=11408
     
  2. Billy Gun

    Billy Gun Usuário


    Desde 20 Mai 2008
    São José dos Campos
    Muito bom.. com o tempo a concorrência vai aumentar.. O conversor facilita muito para quem tem Tv. Mas eu queria saber: Quando será obrigatorio que toda tv vendida tenha o conversor embutido?

    Suponho que a Tv digital tenha se desenvolvido mais no momento da obrigatoriedade de conversor embutido do que com a venda de STB nos EUA. Estou errado?

    Quero ver Tv's com conversores embutidos pelo mesmo preço de uma Tv sem conversor.
     
  3. castanha

    castanha Usuário


    Desde 2 Dez 2005
    Guarapari-ES
    isso começou errado,o governo falou que seria um preço e foi lançado custando 5x mais,outra coisa; o governo deveria ajudar as empresas de TV (principalmente as retransmissoras) na parte de aquisiçao de equipamentos cobrando menos impostos na hora da importaçao de câmeras e outros equipamentos para geraçao da imagem.
     
  4. rafael_netto

    rafael_netto Voltando ao forum


    Desde 23 Abr 2005
    Rio de Janeiro/RJ
    Eu acho que isso já foi anunciado (não sei se foi implementado), além de uma linha de crédito para compra de equipamentos, que não agradou às emissoras porque os valores eram inadequados (muito baixos ou muito altos, não sei direito). Tudo isso já foi falado aqui no fórum.

    Essa história da Comsat é uma daquelas que vem se arrastando desde o início do ano junto com a Proview, a última previsão, na época do evento da Proview, era que iriam lançar em setembro.
     
  5. roldao

    roldao Usuário


    Desde 23 Mai 2007
    rio de janeiro/RJ
    Ajudar a rede Globo ? Fala sério !!!(y)
     
    • 1
  6. rafael_netto

    rafael_netto Voltando ao forum


    Desde 23 Abr 2005
    Rio de Janeiro/RJ
    Na verdade as maiores beneficiadas seriam as afiliadas e retransmissoras, por isso queriam que as linhas de crédito tivessem valores menores.
     
  7. castanha

    castanha Usuário


    Desde 2 Dez 2005
    Guarapari-ES

    mas nao podemos fazer leis que possam ajudar somente "A" ou "B",se a globo usufruir de vantagens referente a reduçao de impostos relativos a compra de equipamentos para geraçao de imagens HD e ajudar 100 outras retransmissoras ou geradoras voce acha que nao seria de grande ajuda na implantaçao da nossa sonhada TV HD ?

    falo sério (y)
     
  8. Fabius_

    Fabius_ Usuário


    Desde 24 Jul 2008
    Campinas
    Não sei se meu raciocínio está correto, mas vejamos: não adianta muito as empresas fabricarem televisores com conversor embutido enquanto não houver escala.

    Pouquíssimas cidades têm TV digital, as que têm não têm muitos canais, pouca gente está interessada em adquirir aparelhos que ainda são caros para a maioria da população.

    Somente quando o preço dos conversores cair ainda mais, houver mais cidades e canais transmitindo em digital, e a transição começar de verdade, é que haverá escala para se começar a exigir o conversor embutido nos televisores.

    Antes disso, nas condições atuais, o conversor ainda está encarecendo a TV e não terá uso algum na maioria do país. Quando isso mudar, a mudança para a condição que v. deseja será rápida e os aparelhos passarão a vir com o conversor embutido de fábrica.
     
  9. Desde que os conversores sejam de qualidade e acessíveis, tudo certo.

    Esperar pra ver.

    (y)
     
  10. dener

    dener Usuário


    Desde 18 Mai 2007
    sao paulo
    Grande São Paulo: 19.223.897 habitantes (2007)
    Grande Rio de Janeiro: 12.400.865 habitantes (2007)
    Grande Belo Horizonte: 4.939.053 habitante (2007)
    Grande Goiânia: 2.007.868 habitantes (2007)

    Só essas quatro regiões metropolitantas somam 38.571.683 habitantes, população maior do que a de vários países europeus, e representa aproximadamente 21% dos 183,9 milhões de habitantes do Brasil.

    Se considerarmos a família média como sendo composta por 4 pessoas temos pelo menos 10 milhões de residências, e se 10% dessas famílias resolverem adquirir uma tv lcd ou plasma ao longo dos próximos 2 anos o mercado potencial é de 1 milhão de tvs...
     
  11. Fabius_

    Fabius_ Usuário


    Desde 24 Jul 2008
    Campinas
    Que a TV digital teoricamente atinja 21% da população brasileira até eu sei. Mas e daí? E os outros 79%? Não valem nada? Não fazem escala? Claro que não, é só quando a TV digital se difundir de verdade, que a escala vai ser feita e vai tornar os aparelhos baratos. Baratos em termos, porque quando surgir interatividade e outras coisas, o preço das novidades com mais recursos vai ser alto de novo!

    É muito interessante colocar dados objetivos, mas eles às vezes não são a melhor resposta. É preciso considerar vários fatores subjetivos, completamente ignorados quando apenas se mencionam dados:

    Todas essas indagações podem ser feitas em diferentes momentos, com o tempo as variáveis mudam e com a maior penetração da TV digital, a escala aumenta, porque ela está começando a ser criada agora...

    * Quantas pessoas moram em cidades atingidas pela TV digital? (Na prática dá menos de 21%, porque é só ver que o sinal digital não atinge ainda o mesmo alcance do analógico nas regiões já contempladas, por exemplo, parece que até hoje certas regiões da RMSP e a RMRJ têm recepção péssima)
    * Quantas pessoas sabem o que TV digital, HDTV, 1080i, 720p, ISDB e coisas do tipo?
    * Quantas pessoas, sabendo o que é TV digital, podem adquirir um conversor?
    * Quantas pessoas, sabendo o que é TV digital e podendo adquirir um conversor, estão interessadas em adquirir um?
    * Quantas pessoas, sabendo o que é TV digital, podendo adquirir um conversor, com interesse em comprar um, estão dispostas a instalar um, considerando que vão pegar, fora de SPO, três, dois ou até mesmo um canal digital, com qualidade questionável, pouca programação (fora da RedeTV!) em HD, etc.?

    Eu não falei que não houvesse potencial de escala, que é o que v. disse. Eu disse que neste momento não há escala. Que vai haver no futuro, eu não duvido.

    E repito: historicamente falando, a transição analógico-digital é idêntica a p&B-cores. Ambas começaram com muitos problemas e sem escala. A escala real - não potencial - só surgiu anos depois.
     
  12. dener

    dener Usuário


    Desde 18 Mai 2007
    sao paulo
    O que não há agora é demanda, que não é o mesmo que escala, embora uma coisa esteja intrinsicamente ligada à outra.

    Até outro dia o Daniel Castro afirmava que em seis meses foram produzidos menos de 30 mil conversores, e pelo que se comenta a Proview, sozinha e em menos de um mês já vendeu mais do que isso.

    Isso de o povo não saber o que é, como é ou para que serve o conversor influi mas não como se imagina, basta ver o que acontece com os celulares, onde quase todo mundo que compra o primeiro ou troca um mais antigo vai logo pros modelos que tiram fotos ou tocam mp3. Eu tenho certeza de que a boa parte dessas pessoas nem sabem como usar o zoom, ajustar o flash ou programar o timer, mas mesmo assim fotografam nem que seja a sogra pra colocar como wallpaper na telinha minúscula do aparelho.
     
  13. Fabius_

    Fabius_ Usuário


    Desde 24 Jul 2008
    Campinas
    Se você puder explicar para mim essa diferença, vou ficar muito agradecido! (y):concordo:
    Porque eu falei em escala pensando no volume de produção dos aparelhos. Demanda é o interesse do mercado consumidor em comprar esses aparelhos. E demanda gera escala, mas não o contrário. É isso?

    Muito interessante. Demanda reprimida gerando escala, a partir de agora. Imaginamos que no futuro isso seja ainda mais intenso. E vai ficar...:)

    No início influi muito, mas com o aumento da penetração dos conversores e a expansão do número de cidades atendidas e de canais digitais, é certo que influi cada vez menos, até não ter mais relevância real. Isso acontece com todas as tecnologias.
    Bom exemplo esse, eu acredito na sua validade também.
     
  14. mixirica

    mixirica Usuário


    Desde 26 Fev 2007
    / Taguatinga/ Df/
  15. sergiofortier

    sergiofortier Usuário


    Desde 17 Mar 2008
    São Paulo/SP/Brasil
    Esse topfield, apesar do que o apresentador falou, parece ser apenas DVB-S/DVB-S2...
     
  16. mixirica

    mixirica Usuário


    Desde 26 Fev 2007
    / Taguatinga/ Df/
    Acho que vai ter duas opçoes para satelite e terrestre.
     
  17. sergiofortier

    sergiofortier Usuário


    Desde 17 Mar 2008
    São Paulo/SP/Brasil
    Vamos torcer!!! :)
     
  18. PARKERsp

    PARKERsp www.transparencia.org.br


    Desde 20 Dez 2006
    São Paulo/SP/Brasil
    Com essa notícia vemos que o mercado ainda vai demorar um pouco pra se consolidar!
    O número de opções ainda vai crescer mais que isto pelo visto!
     
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso