Anúncio do HT Forum

Gramofone .

Discussão em 'Vintage' iniciada por Ricardo Pontes, 12 Out 2009.

  1. Ricardo Pontes

    Ricardo Pontes Usuário


    Desde 8 Dez 2004
    fortaleza ce brazil
    Amigos ,comprei um Gramofone datado de 1904 !!

    O cara botou pra tocar mas eu fiquei tao intusiasmado que esqueci de perguntar como faz pra funcionar ,e o cara desapareceu, era um Boliviano .

    To com medo de dá corda demais naquela manivela ,nao sei fazer .
    Como é que voces podem me ajudar .Veio com uma agulha de 6 discos de reserva discartado .

    Ricardo.(y)
     
  2. Ricardo Pontes

    Ricardo Pontes Usuário


    Desde 8 Dez 2004
    fortaleza ce brazil
    TAÍ . Espero que tenhamos a soluçao (y) .
     
  3. Stone Free

    Stone Free Usuário


    Desde 11 Mar 2006
    SP
    Tem uma plaqueta com algo escrito, mas não dá pra ver direito. Ali pode ser que esteja descrita a marca e (talvez) o modelo do gramofone. Com uma pista fica mais fácil fazer uma pesquisa na internet.

    Abraço.

    Gustavo
     
  4. Ricardo Pontes

    Ricardo Pontes Usuário


    Desde 8 Dez 2004
    fortaleza ce brazil
    Gustavo ,nao sei se dá pra lê .Obrigado pelo seu interesse .

    Ele é de 1904 ,dois anos antes do Santos Dumont levantar voo!

    Quantas maos ja nao passaram por alí e quanta energia ,cara !! .

    Botei ontem pra tocar e consegui ,com muito cuidado .Acho que nao posso fazer isso todo tempo .... por causa da idade mas o som é joia !!!

    O 78 É UM DISCO DO NELSON GONÇALVES !! ''ALGUEM ME DISSE'' .

    Ricardo.(y)
     
  5. 105 anos :queixo::oloko:
     
  6. Shorinji

    Shorinji Usuário


    Desde 12 Mai 2007
    Porto Alegre - RS
    Ricardo:
    Olhando as fotos não consegui identificar, porém observo que, em se tratando de gramofones, existem muitas falsificações, a maioria delas fabricada na Índia. De qualquer forma, isso não impede sua utilização para diversão e/ou para decoração.
    Acho que não terás problemas quanto ao funcionamento do aparelho. Sugiro apenas que não gires muitas vezes a manivela da corda, para não forçar demais o mecanismo.
    Outro cuidado importante é não utilizar muitas vezes as agulhas. Originalmente, uma agulha tocava apenas uma vez um disco, devendo ser trocada em seguida.
    Mais agulhas e discos próprios podem ser comprados através do Ebay ou do Mercado Livre.
    Outras informações sobre gramofones ou victrolas podem ser obtidas no seguinte site: /www.victor-victrola.com
    Podes inclusive pesquisar o modelo através do nº de série.
    Abraço.
    Shorinji.
     
  7. Felipe Duarte

    Felipe Duarte Vinil, Válvula e Jazz


    Desde 30 Nov 2008
    São Paulo
    Caraca, 105 anos e ainda tocando:aplauso::aplauso:

    Muito legal Ricardo(y)
     
  8. marcosm

    marcosm Usuário


    Desde 2 Nov 2002
    São Paulo - SP
  9. JulioCesar

    JulioCesar Habeas Corpus


    Desde 6 Jan 2006
    Aparecida SP
  10. Ricardo Pontes

    Ricardo Pontes Usuário


    Desde 8 Dez 2004
    fortaleza ce brazil
    Julio ,Japa e amigos ,

    FIZ O TESTE COM O ''CARBONO 14'' E DEU MESMO 1904 ....:D . O boliviano disse que era da vó dele que morava em Santa cruz de la serra.

    Na partilha esta peça ficou pra ele .

    O disco de teste original que está comigo é de um conjunto boliviano
    chamado de '' Los cantantes'' datado de 1932 pela etiqueta R C A VICTOR

    Bom , é lindo e estoy bastante contento ,é muito conservado ,nao vi sinal
    de reparos.... :)

    Ta todo mundo com invi ja . Agora o sonido estáy cumpletissimo !!!

    Ricardito (y) :p
     
  11. Dmaumau

    Dmaumau Moving Forward


    Desde 9 Out 2002
    Campinas / Sampa
    Ricardinho, será que foi feito no mesmo dia que você ?

    :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl:
     
  12. JulioCesar

    JulioCesar Habeas Corpus


    Desde 6 Jan 2006
    Aparecida SP
    Há de se averinhar se tem saída USB atrás ...
    Caso positivo , " provavelmente " não é contemporâneo do Santos Dumond . :D

    Bela peça , de qualquer modo . (y)
     
  13. Ricardo Pontes

    Ricardo Pontes Usuário


    Desde 8 Dez 2004
    fortaleza ce brazil
    Mau ,

    nao é bom pressagio ''frescar'' com os GURUS !:lol: .

    Ricardito .(y)

    ps. Julio Cesar se a peça for falsa vou atras do cara até in ''Cocha Bamba''
    nem sua assinatura salva o boliviano....:aplauso: .
     
  14. ainda bem que é original, imagina compra replica ai ia ser mancada desse Boliviano :rofl:, agora se fosse argentino ai....:ataque:
     
  15. JCarneiro

    JCarneiro Usuário


    Desde 6 Ago 2007
    Rio
    Segundo as conjuminencias peperipoteticas, e replica.
    A vitrola listada no site como 199 nao e a da foto.
    A fonte e a impressao usados na plaqueta nao sao
    de 1927, quando os 199 foram construidos, a patente e anterior.
    A plaqueta original tem o serial "gravado" como chassis de automovel
    e nao silk.
    As plaquetas originais sao fixadas com preguinhos, nao com cola.(Acho que nao tinha rebite em 1927?)

    A corneta tem que ter o logo dentro, e esse desenho de flor e igual a das replicas de 500 reais no ml,
    numero de pontas, dobra nas abas, linhas retas em cada "petala".

    Infelizmente, pois meu intuito e nao deixar o Sr Ricardo ser enganado, e pegar esse boliviano
    trambiquero.
    Ah tambem achei estranho estar "febrero" em castellano na placa de um produto americano.

    Aberta a temporada de caça o boliviano 171
     
  16. Osvalter

    Osvalter Do or do not, there is no try


    Desde 17 Set 2004
    Cotia/SP/Brasil
    Amigos,
    Venho oportunamente reativar este tópico. Está uma onda de gramofones, que até no ML tem uma área específica. Tomem MUITO CUIDADO, há uma infinidade de replicas esparramadas pelo mundo inteiro.
    Uma rápida ideia pode ser conseguida neste blog:
    http://ogramofonedeouro.blogspot.com.br/2013/06/como-reconhecer-um-gramofone-falso.html

    MAS, há réplicas desde final da década de 60 e inicio anos 70, muito bem feitas, com madeira maciça e algumas peças de antigas vitrolas Garrard, Elac entre outras. Reaproveitam etiquetas etc. mas se denuncia fácil por possuir campana de latão fino entalhado (com desenhos, gravuras, ou pequenos frisos). Os originais são de ferro pintado.
    Recentemente tomei a liberdade de alertar uma vendedora no ML e humildimente aceitou o pitaco. Veja o que escrevi abaixo.
    Veja o aparelho dela... na primeira foto. Muito bem feito, tem até decoupé na madeira, mas, é replica provavelmente anos 70.

    https://questions.mercadolivre.com.br/#perguntas/comprador/produto/MLB685166892
    O que escrevi no anuncio dela
    "parabéns pela nobreza e caráter. Como áudio é meu hobby, estudo equipamentos vintage há 20 anos, "luto" contra a picaretagem instalada no nosso país. Lembrando que de forma alguma quero lhe prejudicar, vc pode copiar um anuncio novo e apagar este para que ninguém leia minhas considerações. Os gramofones originais da década de 10, 20 etc. possuem campana (corneta) de ferro e pintada, e a base (suporte) que segura a corneta é de ferro fundido , as réplicas são de estanho ou aluminio com desenhos decorativos, assim, um imã tem que grudar na corneta e nesta base. O início da campana é totalmente redondo, não tendo vincos. A alavanca deve sair da lateral da caixa, não da parte de cima. O reprodutor sim é de latão mas não pode ter nada escrito, como "His master of voice"... por fim, a etiqueta do cachorrinho, não pode ser colorida, o original é de chapa monocromática e bem rústico. A madeira é maciça e até sem verniz. Verniz era casca de barata no maximo. O seu parece ter sido feito um trabalho de decoupage (decopé). abraços"
    gramofone-original-reliquia-D_NQ_NP_966301-MLB20308431512_052015-F.jpg

    outros réplicas:
    Note esse abaixo, a quina na base da corneta.
    Muitos entalhes no latão. Outro detalhe reprodutor escrito "His Master of Voice":
    gramofone-antigo-original-1920-usa-funcionando-D_NQ_NP_732001-MLB20255933921_032015-F.jpg

    ETIQUETA COLORIDA (original é monocromática e de metal, normalmente menor):
    gramofone-antigo-original-1920-usa-funcionando-D_NQ_NP_914001-MLB20255935267_032015-F.jpg

    Esse abaixo me parece a linha de Frankstein, é usado partes de originais com madeiramento e corneta mais novos, já de latão:
    http://produto.mercadolivre.com.br/...o-victo-victrola-vitrola-gramophone-cf4-2-_JM


    Outro que engana muito bem:
    gramofone-antigo-frances-perfeito-funcionando-only-wood-D_NQ_NP_113911-MLB20666136254_042016-F.jpg
     
    • 3
  17. Osvalter

    Osvalter Do or do not, there is no try


    Desde 17 Set 2004
    Cotia/SP/Brasil
    • 2
  18. diabrantes

    diabrantes Usuário


    Desde 29 Jul 2011
    Natal/RN/Brasil
    Osvalter, hoje em dia infelizmente tem mais gente compromissada em cometer falsos históricos do que preservar a memória. O parecer ser se sobrepõe à essência, à história das coisas. Uma pena!
     
  19. tutomello

    tutomello Usuário


    Desde 11 Ago 2010
    curitiba parana Brasil
    Aqui não sei mas eu vejo em outros paises, nos programas Trato feito, peritos em aparelhos antigos que verificam autenticidade , concordo em restauração mas só das partes que se deterioram como madeiras e pinturas preservando a autenticidade , este tipo de objeto imitado não tem valor nenhum. Neste caso não precisa muito para verificar a falsidade.
     
  20. Pinazza

    Pinazza Hi-End: Definição = PUREZA!!


    Desde 7 Jun 2009
    Interior- S/P
    Boa tarde amigo @Osvalter@Osvalter
    Estive pesquisando recentemente sobre gramofones e achei nesse tópico sua explanação sobre réplicas e originais de muita valia! Com certeza tem me ajudado bastante nessa minha jornada de procura. Vlw mesmo pelas dicas. Abraço(y)
     
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso