NAGAOKA MP-500

Discussão em 'Braços e Cápsulas' iniciada por wandique, 11 Jun 2013.

  1. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Muito se fala aqui no forum da Nagaoka MP-100. E MP-500, alguém já experimentou ?
     
  2. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Particularmente, não tenho coragem em pagar US$ 600,00 em uma MM. É engraçado na definição da needle doctor o seu perfil do estiloa a tocar . Nesta faixa de preço, deveria ser boa/ótima para todos estilos.Como sempre, vejo muito jabaculê e Nagaoka é mais conhecida pelas budgets. E este valor não é budget. Assim como Grado, seu MM atinge preços de MC - e eu não teria interesse também em comprar, especialmente pela fragilidade a ruídos - sem blindagem eletrica . E grande parte de comentários , não leva em conta o contexto de mercado - especialmente na faixa de preços, com seus principais concorrentes.

    É notório que aqui no Brasil o mercado seja conservador e neste forum vemos uma parcela muito pequena do que é disponível no exterior. E ... somos assim. Há uma quantidade enorme de fatores que podem justificar ..
     
  3. Audio Maniac

    Audio Maniac Usuário


    Desde 12 Out 2005
    SP
    Tenho curiosidade de escutar essas cápsulas de valores estratosféricos.
     
  4. ANTUNES CARLOS

    ANTUNES CARLOS Usuário


    Desde 11 Mar 2006
    MINAS GERAIS
    Segundo alguns fóruns estrangeiros, a NAGAOKA MP-500 está no mesmo nível da estupenda ORTOFON 2M BLACK:aplauso:.
    Ainda não tive a oportunidade de ouvir essa máquina da NAGAOKA.
     
  5. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Jefferson,

    Eu uso uma Grado Sonata 1 e paguei o mesmo preço da MP-500 e não me arrependo,
    a capsula é fantástica. Não tive problema nenhum com "ruidos", "dizem" que ela apresenta esse tipo de problema com os td Rega, não posso te confirmar isso. Mas é uma capsula que, até agora, está me fazendo muito feliz ! Não tive coragem de enfrentar uma MC porque não tenho nem o pre de fono para isso. Tenho pensado nesse investimento mas um teria que gastar muito para simplesmente fazer uma experiência. O som da Grado é muito gostoso, os graves e agudos são bons e os médios maravilhosos, é um som muito macio e "quente". Pelo que tenho lido em diversos forums americanos e ingleses a GRADO sofre muito preconceito, fala-se muito mal dela e não é bem assim. Fala-se das MM como um produto "menor". Como te disse nunca experimentei uma MC e tenho uma grande expectativa em relação à elas, vamos ver se eu tomo coragem de fazer o investimento. Estou investindo em mais um integrado valvulado single ended, isso por enquanto é a minha prioridade.
     
  6. ricsimas

    ricsimas Usuário


    Desde 18 Jul 2008
    Rio
    O curioso é que minha cápsula favorita na faixa de US$600 é uma MM - e ela é minha favorita mesmo até valores mais elevados.

    Abaixo dela sem dúvida que prefiro MMs em geral - o que não quer dizer que não goste de nenhuma MC, mas cada um procura coisas distintas do seu sistema de som.
     
  7. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Caro Wandique : É importante notar que ainda é muito usado o transformador step-up para elevar a tensão a nível de MM - penso nesta situação sem alterar o estágio de phono, com a escolha cuidadosa do trafo e agulha. Há algumas ótimas MC de alta saída como a Dynavector e da Benz Micro com saída de 2.5 mV suficiente para muitos estágios de phono. Também é importante o casamento com o braço, em função da ressonância do conjunto e umas poucas gramas a mais não são críticas. Sempre sugiro que se procure escutar sistemas diferentes e no caso da MC, eu senti que era uma outra categoria, uma outra ordem de grandeza. Para muitos, não é isto tudo e para muitos não faz diferença.
     
  8. ricsimas

    ricsimas Usuário


    Desde 18 Jul 2008
    Rio
    Eu estou usando uma MC no momento, diga-se de passagem, mas mais cara que as que estamos discutindo. Tem várias MCs baratas das quais nem gosto, para ser sincero, e prefiro as MMs nas faixas mais baixas.

    Acho que cada capsula tem que ser julgada individualmente, independente do tipo.
     
  9. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Caro Ricardo : procuro escutar o máximo possível. Mas nem sempre é possível e considero os comentários diversos em diversos sites com muita desconfiança , considerando sempre o contexto em que são escritos. A exceção de Antunes, não vi nenhuma crítica negativa a Dynavector, especialmente a modelo 20 - que foi parar na mão de Claudionor. É notório que muitos consideram MC é de uma categoria acima das MM, considerando-se que seu set-up seja correto em toda a cadeia. Como já coloquei anteriormente , é muito fácil nos acomodar no que gostamos e deixamos de lado conceitos, testes e opiniões alheias mais qualificadas do que nós. É fácil gostar de uma boa massa italiana, mas saber apreciar um caviar para degustá-lo ... não necessáriamente precisa gostar dêle.

    As críticas que leio da Benz Micro tanto da Dynavector - especialmente as inglesas HiFi Choice e Hifi News são mais que suficientes para aguçar a curiosidade e - assim como nesta sua curiosidade com a Nagaoka. E penso que o uso de um step-up transformer é mandatório para as MC de baixo sinal e apesar da desconfiança das High MC, é possível compará-las com as suas low . E a escolha de um step-up não é trivial.

    Devemos sempre escutar da forma que mais nos agrada , mas ... Fechamos as portas para outras sensações.
     
  10. ricsimas

    ricsimas Usuário


    Desde 18 Jul 2008
    Rio
    Jefferson: o fato de MCs estarem em uma categoria acima não quer dizer que qualquer MC seja melhor que qualquer MM. Na faixa de preço que estamos discutindo (até ~$600) as minhas cápsulas favoritas são MM; acima disso são MC.

    Para ter exemplo de o que eu estou falando, no meu sistema até essa faixa de MC (sem falar das MM) já passaram DV10x5, DV20X2L (de que gosto bastante, e já ouvi a H), DV XX-2 (mais cara, sim), Denon DL-103, DL-103R, Zu/DL-103, Zu/DL-103R, AT OC-9ML/II... fora as que ouvi em outros sistemas. Minha favorita continua sendo a MM Linn Adikt entre essas.

    Já ouvi step-ups também e continuo preferindo o meu pré de phono para MCs de sinal baixo - independente do que algumas pessoas dizem. Ao mesmo tempo, acho que pouca gente ouviu um pré MM bom de verdade, dado que freqüentemente as pessoas simplesmente trocam o conjunto todo.

    Não julgo que a opinião de revistas é mais qualificada que a minha nem o contrário; há muita gente cuja opinião respeito (entre críticos, lojistas e entusiastas), mas mesmo assim às vezes discordo deles, e não é por achar que sou mais qualificado, mas sim como uma conseqüência natural de priorizar coisas distintas.

    Todos os meus equipamentos foram escolhidos ouvindo em comparação com a concorrência, e algumas vezes cheguei a conclusões muito distintas das de revista quanto ao que preferia. Seria porque eu não sei apreciar? Meio agressivo esse comentário se foi isso que você quis dizer.

    Para mim uma MC barata é mais parecida com uma imitação de um produto caro que com caviar...

    Não tenho o menor problema em alguém preferir uma MC barata; só estou manifestando a opinião de alguém que não acha um problema gostar das MMs mais caras.
     
  11. zambembe

    zambembe Usuário

    530 30 1

    Desde 20 Set 2010
    Rio
    Se isso for verdade, a DL-110 me enganou direitinho. E continua enganando, rs.
     
  12. ricsimas

    ricsimas Usuário


    Desde 18 Jul 2008
    Rio
    zambembe, meu ponto não é que são ruins ou "enganação" - mas a idéia de que representam um grupo diferenciado por serem MC para mim é.
     
  13. zambembe

    zambembe Usuário

    530 30 1

    Desde 20 Set 2010
    Rio
    Eu sempre levo sua opinião em conta.

    É que a DL-110 (no meu sistema) me enche os olhos, ou melhor, os ouvidos. Um dia vou experimentar outras coisas, mas não tenho pressa nenhuma...
     
  14. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Ricardo,

    Corroborando a tua colocação, li num artigo sobre MC que as de saída alta são "inferiores"
    (não foi esse termo mas foi isso) que as de baixa saída devido à tecnologia que envolve a
    construção das mesmas.
     
  15. ricsimas

    ricsimas Usuário


    Desde 18 Jul 2008
    Rio
    wandique,

    A grande vantagem teórica das MC é terem a bobina, e não os magnetos, móvel, e com isso o conjunto móvel ser de massa mais baixa. Porém, para gerar saída alta você precisa enrolar mais vezes a bobina, aumentando a massa.

    Porém, minha preferência por MMs nessa faixa de preço é mesmo em comparação com MCs de saída baixa.
     
  16. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Pelo que noto, Dynavector e Micro Benz possuem modelos high and low da mesma agulha aparentemente com as mesmas características mecânicas e elétricas. Ambas ressaltam que usam bobinas confeccionadas com fios da espessura de fio de cabelo. O acréscimo destas voltas adicionais é insignificante sobre o peso total - normalmente na faixa de 5 a 10 gramas.

    Grado considera que as moving coil apresentam impedância mais constante que garante uma pré-amplificação mais eficiente.

    Acho que há mais mistérios que certezas nestas teorias e penso que não é possível conclusões e teorias simplistas quando são comparadas. Uma coisa tenho certeza : Moving Coil exige mais cuidados para sua utilização .Quando vejo os braços da Rega, solicitarem a distancia do eixo com décimos de milímetros, imagino se somos capazes de garantir esta precisão, bem como o posicionamento das capsulas.
     
  17. ricsimas

    ricsimas Usuário


    Desde 18 Jul 2008
    Rio
    Mesma característica elétrica claramente não é, dado que a saída é diferente (só para começar).

    O peso total inclui todo o conjunto gerador, o cantilever, a agulha, o corpo da cápsula... a diferença a que me referi é exclusivamente sobre o conjunto móvel, que é aquilo que efetivamente trilha o disco - quanto mais massa ali, pior.

    Em relação ao som, elas não fariam as baixas se não tivesse vantagem - lembre-se que, ceteris paribus, é melhor ter a saída mais alta pela questão do ganho necessário na amplificação.

    E, claro, basta ouvir para julgar se há diferença ou não.
     
  18. JeffersonLopes

    JeffersonLopes Só ouvindo..


    Desde 3 Set 2007
    São Paulo - SP
    Esta graciosa capsula está em uma closeout -deslacrada, uso mínimo, checada e garantida - por US$ 499,00 na needle doctor. É pegar ou largar.
     
  19. Wilton

    Wilton Powered by Music

    6.601 14.192 2.026

    Desde 26 Mar 2004
    SP
    Senhores,

    Sei que esse ja é um tópico um pouco antigo, mas como o assunto está diretamente ligado com meu dilema, achei mais saudável revive-lo do que abrir um novo e peguei carona no post citado mais abaixo.

    A questão é a seguinte:
    Depois do falecimento precoce da minha Ortofon 2m Blue e venda da agulha sem a cápsula, estou em pausa no sistema, mas pensando na substituta.
    Não cogito outra da família 2m face certa incompatibilidade com o braço do meu TD e outras entraram na lista, inclusive algumas MCs.

    Como não tenho como ouvir várias cápsulas, tenho lido muito o que se refere às MCs high and low em relação às MM. E particularmente no HTF, MMs, mesmo as caras, são vistas com certa desconfiança por quem ja enveredou pelo "mundo encantado das moving coil's".

    Por facilidade, considerando meu set atual e a ausência de um estágio de fono dedicado, uma boa MM ou uma MC high me atenderiam. Mas a curiosidade é grande em relação as MCs de baixa saída e existem algumas opções de todos os tipos, todas numa faixa de preço parecida.
    As que cogito e sei que são compatível com o braço, são as seguintes cápsulas:

    - Audio Technica 150MLX - MM
    - Sumiko Blue Point EVO III - MC alta (por tudo que li, tenho certa preferência por essa)
    - Sumiko Blue Point 2 - MC alta
    - Ortofon Vivo Blue - MC baixa
    - Benz Micro Gold - MC baixa
    - Benz Micro Silver - MC alta

    Minhas dúvidas são:
    Afinal, mais vale uma boa MM como a AT, ou "qualquer" MC na mesma faixa de preços é notadamente superior?
    No caso das MCs de alta saída, a voltagem fica em torno de 2/2,5mV, o que mesmo sendo elevado pra uma MC é beeemmmmmmm menor que os 5,5mV da minha antiga 2m Blue (a qual acendia até "OVER" em passagens de maior volume sonoro). Um estágio de phono para MM tocará sem necessidade de grande aumento do volume?

    Alguém ja ouviu as cápsulas em questão?

    Abçs(y)


    Ps.: Um bom estágio de fono está nos planos, mas é algo pra daqui certo tempo.



     
  20. Nikitidiver

    Nikitidiver Usuário

    1.550 2.325 941

    Desde 21 Ago 2007
    Niterói/RJ/Brasil
    Salve grande Wilton!

    Não posso opinar sobre nenhuma das MC's enumeradas. Nunca ouvi nenhuma delas.

    Mas me sinto na obrigação de defender a grande performance que percebo da AT-150MLX, em conjunto com o AT-LP1240/240. É uma grande cápsula que nem é tão cara pelo que toca. E tenha certeza de que ela se beneficiará do uso de um bom pré dedicado!

    Abraço e boa sorte na escolha!

    Paulo
     
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso