NOVO GOLF 2013 REVELADO

Discussão em 'Mercado, Marcas e Modelos' iniciada por K7891, 4 Set 2012.

  1. maicon09

    maicon09 Usuário


    Desde 2 Nov 2011
    SC
    A autonomia de 900km é em modo hibrido, que combina o funcionamento dos motores.

    Quando propício (descidas, frenagens e etc.) as baterias são recarregadas.
     
  2. alt2000

    alt2000 Usuário


    Desde 19 Mai 2010
    Porto Alegre - RS
    Ok... so que eu acho que nao recarrega tanto assim em uma descida. So isso.


    Vou dar um exemplo... Usando o modo so eletrico. Voce sobe uma rua ingrime... ou morro. Voce gasta uma quantidade de energia. Ao chegar no topo da rua ingrime, voce da meia volta e desce essa mesma rua regenerando, ou carregando a bateria.

    Sera que ao descer... a energia gerada vai ser a mesma usanda para subir a rua?
     
  3. guinepal

    guinepal Usuário

    5.836 3.561 876

    Desde 21 Fev 2014
    São Paulo
    Mais um exemplo raso e irreal, obvio que se vc vai somente até a padaria comprar pão não vai voltar pra casa depois de 5 kms com a bateria toda carregada, estamos falando de viagem, horas de uso em várias citações, subidas, descidas, muitos kms rodados.
     
    • 1
  4. alt2000

    alt2000 Usuário


    Desde 19 Mai 2010
    Porto Alegre - RS

    exemplo raso... kkkkkk

    Se for tudo isso... vou ser o primeiro a comprar o GTE.
     
  5. maicon09

    maicon09 Usuário


    Desde 2 Nov 2011
    SC
    Claro que não. Assim a autonomia dele seria infinita.

    O motor elétrico não faz milagre, ele só está ali pra auxiliar, pois ele é muito mais eficiente do que o motor a combustão.
     
    • 1
    • 1
  6. nick_nac

    nick_nac Usuário

    Não vai, a eficiência precisaria ser 100% para isso ocorrer, nunca mais precisaria abastecer.
     
    • 1
  7. alt2000

    alt2000 Usuário


    Desde 19 Mai 2010
    Porto Alegre - RS
    é o que estou tentando dizer...

    Na materia fala:

    Modo recarga: nessa situação, apenas o motor 1.4 TSI de 110 kW (150 cv) e 250 Nm (25,5 kgfm) movimentará o veículo. E mais: além de mandar energia para as rodas, o propulsor fornecerá carga para a bateria.

    Desse jeito... nunca vai precisar carregar na tomada... usa modo eletrico, quando bateria acabar, usa modo recarrega.... ao carregar bateria... usa modo so eletrico, quando acabar usa modo recarga...

    Pode se usar so o motor a combustao so para tracao, como tracao e recarga. So que imagino eu que ao usar o modo recarga, vai consumir mais combustivel.. porque alem da tracao, tem que carregar as baterias...
     
    • 1
  8. guinepal

    guinepal Usuário

    5.836 3.561 876

    Desde 21 Fev 2014
    São Paulo
    Desisto, boa discussão pra vcs que estão tentando fazer o amigo abrir a mente e "entender" alguns conceitos óbvios.
     
    • 1
  9. nick_nac

    nick_nac Usuário

    Para tentar ajudar na compreensão:

    Em uma subida um carro comum utiliza 10kWh de energia, ao descer ele não gasta nada, mas não recupera nada também.

    O carro híbrido também gasta os mesmos 10kWh de energia, e para exemplificar, digamos que venham 5kWh do motor a combustão e 5kWh do motor elétrico. Na descida o que irá acontecer é que os 5kWh gastos pelo motor elétrico serão recuperados, porém os 5kWh do motor a gasolina não. Com isso houve 50% de economia de energia.

    Fez sentido?

    (antes que alguém me questione, os números foram aleatórios!)
     
  10. nick_nac

    nick_nac Usuário

    Sim, só carrega na tomada caso queira. Não é obrigatório.
     
    • 1
  11. nick_nac

    nick_nac Usuário

    • 2
  12. maicon09

    maicon09 Usuário


    Desde 2 Nov 2011
    SC
    Não, vc não precisa carregar ele na tomada pra usar como híbrido. Mas se carregar, ele gastará menos combustível.
     
  13. alt2000

    alt2000 Usuário


    Desde 19 Mai 2010
    Porto Alegre - RS
    Achei essa materia sobre o Fusion.

    https://jornaldocarro.estadao.com.br/carros/ford-fusion-hybrid-turbo-ou-flexivel-qual-compensa/

    Em certo momento diz:
    "
    A essa velocidade, durante a avaliação, o modo elétrico “entrou” diversas vezes em ação, o que tornou o híbrido mais econômico em percurso rodoviário. O problema é que, sem subsídios do governo, essa tecnologia é muito cara no País.
    Tabelada a R$ 124.990, a versão que combina dois motores é R$ 32 mil mais cara que a 2.5 flexível, a de entrada da linha. Assim, o Fusion Hybrid levaria quase 20 anos para se pagar com a economia de combustível (veja o quadro abaixo). Isso considerando um motorista que roda, em média, 15 mil km por ano, dos quais 70% em cidade e 30% na estrada, segundo dados da consultoria Jato Dynamics.

    Ao descontar o que essa versão traz a mais ante a flexível (teto solar e sistemas de segurança), por cerca de R$ 9.250, a amortização do investimento cai para 14 anos. Se o motorista rodar 60 mil km anualmente, vai recuperar o montante extra em cinco anos, o que ainda é muito tempo para um carro dessa faixa de preço. O conjunto de baterias tem garantia de oito anos ou 100 mil milhas, algo em torno de 160 mil km."



    Milagre não existe. 20 anos para se pagar por ter um carro Hibrido. Quem que fica 20 anos com o mesmo carro?
     
  14. maicon09

    maicon09 Usuário


    Desde 2 Nov 2011
    SC
    Exatamente, só que se a descida for igual a subida, ele irá recuperar uns 2 dos 5 gastos pra subir.

    É isso que deixa o carro mais econômico.
     
    • 1
  15. rpasini1

    rpasini1 Usuário


    Desde 18 Mai 2009
    Caxias do Sul/RS
    Ninguém.
    Francamente, em um cenário onde exista o golf highline 1.4 e o golf GTE por praticamente 65% do valor do GTE, sem sombra de dúvidas o highline é mais negócio.
    Em outro cenário onde só exista o GTI e o GTE, sendo que o GTI custe 85% do preço do GTE, dane-se a economia de combustível, eu quero é performance pois a diferença de valor entre ambos veículos não justifica a possível economia que o híbrido iria gerar.
     
    • 2
  16. maicon09

    maicon09 Usuário


    Desde 2 Nov 2011
    SC
    Hoje financeiramente não é vantagem, mas o fato é que é um conjunto mais eficiente.

    Em breve todos carros serão híbridos ou elétricos.
     
  17. doom

    doom Usuário


    Desde 15 Dez 2004
    Rio de Janeiro/RJ/BRASIL

    Cara, vc falou um monte de bobagens. Sua conta para a autonomia de um híbrido não tem absolutamente nada a ver com a realidade. Leia mais a respeito.
     
    • 1
    • 1
  18. alt2000

    alt2000 Usuário


    Desde 19 Mai 2010
    Porto Alegre - RS
    Vai voce ler a materia sobre o GTE.

    https://www.car.blog.br/2019/08/vw-golf-gte-eletrico-como-funciona-e.html

    https://revistaautoesporte.globo.co...ate-66-kml-e-e-recarregado-igual-celular.html

    "O primeiro é o elétrico, onde se usa só a bateria. Dessa forma, a autonomia do o carro é de 50 km, dependendo da carga da bateria, da temperatura exterior (se estiver muito frio, a autonomia diminui) e da forma de dirigir. A velocidade máxima será de 130 km/h. Outra forma é o “battery hold”, onde entra o motor a gasolina e isso faz manter a carga elétrica nesse momento. Também pode usar o modo “battery charge”, para otimizar o processo de carga da bateria, fazendo que o motor funcione também como gerador, o que naturalmente aumenta o consumo de gasolina. Os outros modos são o híbrido, onde o motor elétrico ajuda o a gasolina e diminui o consumo. É nesse modo que o GTE consegue a força máxima, fazendo dele o esportivo que o nome insinua."

    Esse GTE ate valeria a pena para mim... Da minha casa ao meu trabalho são 5 km. Então, ida e volta 10 km. Se o GTE faz 50 km no elétrico... eu posso ir de segunda a sexta, usando só a bateria. O custo para carregar, para rodar os 50 km, é de 5 reais. Se for isso mesmo... esta ótima. Problema é o preço do carro. Para tirar a diferença dele para um golf “normal”, vai alguns anos.. Então acho que não vale a pena.
     
    Última edição: 12 Ago 2019
  19. rpasini1

    rpasini1 Usuário


    Desde 18 Mai 2009
    Caxias do Sul/RS
    10 km/dia, sendo em média 21 dias úteis por mês, o que daria 210km por mês, R$ 21,00 de gasto de transporte.
    se fosse com gasolina, supondo uns 14km/l e o custo da mijolina a 4 reais o litro, tu gastaria R$ 60,00 de combustível.
    Inviável o tal GTE, ainda mais se custar 200 mil igual estão falando.
     
  20. alt2000

    alt2000 Usuário


    Desde 19 Mai 2010
    Porto Alegre - RS
    Gti no transito faz 5, 6. Entao ida e volta, vai 2 litros. Como coloco Podium, 6,7 o litro... ida e volta da 13,7 reais. Isso em um dia... GTE, como esta na reportagem, 5 reais para carregar a bateria e rodar 50 km.

    Entao... 5 reais para rodar a semana toda.


    Problema é o preco do carro. Que estao falando em 200 mil reais.
     
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso