Anúncio do HT Forum

Player com qualidade de audio - HQPLAYER

Discussão em 'Computadores e Media Players/Servers' iniciada por newsonsegundo, 8 Out 2017.

  1. Recentemente iniciei uma busca entre os melhores softwares disponíveis para reprodução de arquivos digitais de musica estéreo. Como sou 100% digital e não uso mídia fisica era importante obter o máximo de qualidade na reprodução destes arquivos.
    Uso o foobar e testei também o Jriver e o Roon.
    No final me surpreendi com o que ouço com o HQplayer.

    Importante explicar que na reprodução normal, sem uso de nenhum dos seus filtros, ele revela-se no mesmo nível ou pouco superior a outros bons player´s. Ainda temos um pequeno diferencial face a possibilidade de uso dos seus inúmeros filtros mas isso se completa e se transforma num grande diferencial, ao efetuarmos o upsampling.

    Apesar de se tratar de um Player pago, ele lhe possibilita testar durante o tempo que quiser. Apenas com a restrição de 30 em 30 minutos ter que reiniciar.

    Decidi abrir o tópico para incentivar outros a postarem suas experiências e opiniões.

    Algumas coisas me chamaram atenção depois que passei a pesquisar mais. Precisava entender o porque um player tão simplório tinha uma melhor qualidade em relação aos outros mais antigos, caros e versáteis.

    1)O desenvolvedor trabalhava com desenvolvimento de sonar para submarinos. São aplicados algorítimos complexos nisso.
    Hoje tanto um aclamado DAC Chord que implementa um processador próprio, os usa no desenvolvimento, como também os algoritmos são a base dos filtros** de muitos DAC´s do mercado.

    2)Trata-se basicamente de um player desenvolvido em Linux, rodando em windows e MAC.
    Para desespero dos fans o desenvolvedor não quer desenvolver uma interface de média center com banco de dados de albuns e capas. A filosofia dele é a de que tem que focar em fazer o que sabe melhor : melhorar os filtros e manter o player enxuto, leve e rápido.

    Assim, pode-se usar só ele, embora a interface meio tosca não ajude.

    O Roon foi muito esperto ao ver o potencial e firmar parceria oferecendo a possibilidade de usar o HQplayer como player. Uptone e sotms também são compatíveis.

    É elogiada a qualidade do aúdio*, o HQP é um nível diferenciado.

    Para melhor explorar UPsamplig e filtros é necessário:
    _Um PC (Com uma capacidade de processamento compatível com a resolução do seu dac);
    _Um dac compatível, mesmo simples (relação disponível nesta página) que tenha capacidade de reproduzir boas taxas (quanto maior a taxa de reprodução melhor será a qualidade extraída da gravação original).

    EDIT/ATUALIZAÇÃO: Para entender melhor o que foi colocado e como funciona audio digital e upsampling vá para postagem : https://www.htforum.com/forum/threa...-de-audio-hqplayer.291109/page-8#post-8381719.

    *Uma avaliação Munich 2015 : https://www.audiostream.com/content...-garde-digital-done-right#tDh171cUooZQwsDA.99

    **Uma explicação sobre filtros : https://www.htforum.com/forum/threads/player-com-qualidade-de-audio-hqplayer.291109/#post-7865258
     
    Última edição: 4 Nov 2018
    • 5
    Anúncio do HT Forum
  2. O HQ recomenda o uso de dac simples com DSD nativo.
    Sabemos que o fato de ser DSD muitas vezes não implica que aquele album supere a mesma gravação em 44/16. Geralmente ouvimos poucas ou diferenças mínimas. È desanimador...

    Mas o grande diferencial no HQ é a possibilidade de UPsampling de arquivos baixa resolução, 44,1khz e 16 bits até para DSD 512 com boa qualidade.
    O Jriver por exemplo possibilita Upsampling mas necessitando de um PC muito mais robusto e com qualidade inferior.
    Usando o HQ é notável a melhoria na reprodução destes arquivos de baixa resolução em UP para DSD.

    Qual a lógica?
    Não sei com certeza, mas li uma explicação que resumidamente, talvez possa explicar: Ao aumentar a largura de banda destes arquivos, os ruídos são jogados para as maiores frequências, inaudíveis ao ouvido humano.

    Para isso necessita-se de um dac compatível e um PC.
     
    • 5
  3. PatLemos

    PatLemos Usuário

    288 156 48

    Desde 22 Fev 2012
    João Pessoa/PB/Brasil
    Acompanharei o tópico.
     
    • 1
  4. Um dos incentivadores, a dar uma chance a interface pobre deste HQplayer, foi @Almiro Lemos@Almiro Lemos .
    Me deu as orientações iniciais no uso.

    Usando o roon que é um fantástico média center com um banco de dados muito eficiente/rápido, atualmente, é a opção mais fácil para uso do HQplayer.
    Testei o MUSO..... mas é complicada a integração ao HQplayer.... não consegui e sugiro não perder tempo com ele.

    Não sei como funciona em NAA o Upsampling do HQplayer.
    Afinal um UP de 44.1khz para DSD256 passa para uma largura de banda de 11,2896Mhz... É uma carga grande de bit´s para rede.
    Se o pessoal do microrendu/sms200 já testou e pudesse opinar...
     
    • 1
  5. CarlosTP

    CarlosTP Usuário


    Desde 28 Abr 2008
    MG
    Já testei tendo como NAA um Raspi 2... ambos em rede cabeada. Rodou o stream sem problemas tendo como computador principal um iMac... meu MacMini que é dedicado ao audio não aguentou o processamento de 44.1 para DSD256... mesmo nos filtros que exigem menos processamento. O iMac consegue mas também esquenta... para uso em com NAA vi que tenho que rever o servidor, mas aí já não sei se compensa manter a plataforma da apple... montar um server dedicado com Linux ou Windows talvez seja melhor [e mais viável financeiramente] para quem não tem condições de comprar um já pronto e dedicado como o Audiopax, ou da Sound Galleries ou similares. Mas há os investimentos em fontes lineares, componentes de alta qualidade que tb fazem subir os valores... mas voltando ao assunto.

    Em resumo... dá para usar em rede cabeada usando HQPlayer com NAA fazendo upsampler para dsd256, se o servidor aguentar o processamento o stream rola sem travamentos. Aqui montei uma rede paralela à da casa para o audio... nela estão os computadores e o NAS e um roteador da Asus interligando eles e conectando tudo com a rede da casa, uso para atualizações ou eventuais streams do Tidal.

    ps. o cabeamento da rede é Furukawa CAT 6e ou 7 [um holandês que não lembro o nome]... novos e de qualidade.
     
    • 3
  6. CarlosTP

    CarlosTP Usuário


    Desde 28 Abr 2008
    MG
    Hoje fiz algumas experiências forçando o stream via rede sem fio.

    Tentei fazer o upsampler no Mac do escritório, que fica no segundo andar, jogando o sinal via wireless para a rede do som. Rodou bem o upsampler no servidor enviando para o NAA com amostragem até DSD128... o DSD256 não toca, fica picotando demais... nessa amostragem só cabeado ou com o DAC conectado direto no computador.
     
    • 2
  7. CarlosTP

    CarlosTP Usuário


    Desde 28 Abr 2008
    MG
    Não tenho como responder... queria saber se passava o stream aí não me preocupei em otimizar o computador do escritório e escutei apenas o equivalente a 01 disco que não tinha ouvido antes nessa configuração... além do HQPlayer outros programas estavam ligados e funcionando. E para fazer a comparação direta entre eles precisaria de mais um computador conectado ao set e o que uso para isso está parado esses dias [um alerta off: mandei para fazer um recall da Apple da placa mãe em autorizada.. disseram que a bateria estava durando quase nada... sabia que era mentira pois durava umas 9 horas... não aceitei... o macbook voltou... liguei e tudo certo... desliguei e guardei pois estava em obras com muita poeira... quando peguei para usar foi carregar duas vezes e a bateria explodiu... difícil provar mas tenho pra mim a certeza que trocaram a bateria ou fizeram alguma meleca... como passou um tempo com ele parado perdi o momento de reclamar].

    Quando fizer o macbook funcionar de novo posso fazer a comparação... tenho outro ponto de rede em uma outra sala que fica próxima ao set... fácil de trocar e comparar e ele ficaria também fora da sala de som como o que está no escritório... esse macbook é o melhor que tenho em termos de processamento... funcionando pelo SD lembro que tocava legal quando desligava o HD e o monitor... para servidor do HQPlayer quebrava um enorme galho.
     
    • 1
  8. Almiro Lemos

    Almiro Lemos Usuário


    Desde 24 Fev 2004
    Natal/RN
    Lucas, eu só ouvi o galo cantar e fui seguindo, pois via a opção do hqplayer no roon e comecei a pesquisar.

    Há muito material no computer audiophile, mas tive orientações desse cabra que já entrou aqui no tópico e é gente finíssima que é CarlosTP e mais recentemente de Silvio.

    Vou acompanhar o topico, oportunamente criado por Newson e vamos dividindo conhecimento.
     
    • 3
  9. ash

    ash Usuário


    Desde 9 Jul 2008
    sao paulo sp brasil
    Hoje experimentei o Roon com o HQplayer. Eu era meio cético com o upsample de música, mas o resultado foi espetacular. Assim que terminar o período de evaluation devo comprar o software.
     
    • 1
  10. filtros
    Uma tradução bem capenga(via google) de mais explicações sobre filtros. Postagem do próprio desenvolvedor, no site : https://www.computeraudiophile.com/...pling-filter-setup-guide-for-ordinary-person/

    Eu tentei evitar muito jargão técnico no manual, mas equilibrar é bastante difícil. Vou tentar explicar as coisas um pouco mais, mas pergunte se você gostaria de ter algumas áreas abrangidas.

    Primeiro explicação um pouco sobre o domínio do tempo e frequência, por favor, desculpe-me por algum jargão técnico. A frequência é mudança de sinal em função do tempo. Assim, um sinal tem apresentação nos domínios de freqüência e tempo. "Filtro de fase linear" é um filtro onde todas as frequências passam com o mesmo atraso de tempo. "Filtro de fase mínimo" é um filtro onde todas as frequências passam o mais rápido possível, freqüências mais altas do que as mais baixas. Filtros mais longos / mais acentuados mudam mais rapidamente, passando freqüências para não passar freqüências como função de freqüência. Filtros mais curtos / mais suaves transpõem mais lentamente ou "gentilmente" de passar para parar como função de freqüência. Mais precisamente, o filtro quer detectar freqüências e transição passar / parar mais rápido, mais tempo o filtro deve "procurar" no sinal. Isso tem efeito secundário chamado "toque" ou, em vez disso, "borrão de tempo". Por outro lado, o filtro extremamente curto, como um que olha apenas em um momento, não pode filtrar nada, porque vê apenas um único ponto do tempo de uma vez sem histórico ou futuro (portanto, não pode detectar nenhuma freqüência, pois são mudanças ao longo do tempo). O filtro de fase linear assume igual quantidade de histórico e futuro em conta durante o cálculo. O problema nisso é que é um pouco natural para algo que aconteça no futuro afetar já o presente. O filtro de fase mínima, por outro lado, considera apenas de presente para passado, portanto não reflete coisas futuras. Este "toque" já está na maioria das gravações do RedBook, uma vez que, na maioria dos casos, o ADC passou por uma conversão descendente e possivelmente outra rodada no domínio de 24/96 ou similar ao RedBook. O filtro "Apodificação" é aquele que substitui ou modifica esse toque original com ele próprio - que pode ser inferior ao original. Todos os filtros explicados abaixo são mais ou menos "apodificação", salvo indicação em contrário.

    Por que é necessário "filtragem"? Porque, de outra forma, o upsampling / oversampling produz componentes de alias (distorção) em freqüências acima do original. No caso de conversão descendente, é ainda pior, porque esses componentes são produzidos abaixo dos originais. A conversão DA também produz esses componentes acima da metade da freqüência da taxa de amostragem, e aqueles são então removidos pelos filtros de reconstrução analógicos. Maior a taxa de amostragem observada pelo estágio de conversão DA, mais simples, o seguinte filtro analógico pode ser. Os filtros digitais podem facilmente superar os analógicos. A remoção dessas frequências espúrias através da filtragem é chamada de "reconstrução" do sinal.

    Então, se eu for da esquerda para a direita na janela principal ...


    Primeiro é a seleção do filtro, a maioria deles pode executar a conversão para cima ou para baixo, dependendo do que é necessário.

    - Então "IIR" o primeiro é como um filtro analógico íngreme soa como, eu não recomendo usá-lo para qualquer outra coisa que o upsampling e apenas em proporções de 2x ou 3x, embora ele possa fazer taxas mais altas ou conversão descendente também. Eu acho que isso é principalmente útil para ouvir como "análogo extremo" soa como. Alguns chips DAC possuem estágios de saída ligeiramente similares.

    - Depois, existem três tipos de "FIR" tradicionais, estes são semelhantes em construção aos utilizados na maioria dos DAC, sendo o "asym" algum entre fases lineares e mínimas, tendo apenas em conta o "futuro próximo". Então, um design tradicional feito o melhor possível.

    - "FFT" é um tipo especial na medida em que executa seu trabalho em domínio de freqüência e também é bastante íngreme. Isto é tecnicamente mais próximo de como os codecs de áudio funcionam do que o processo de upsampling é tradicionalmente feito. Não sei se qualquer implementação de sobreaplicação de hardware usaria técnica similar.

    - "poly-sinc- *" estes são os que eu uso mais e recomendo mais, estes podem realizar a conversão da maioria das taxas de entrada para as taxas de saídas em uma única passagem e com uma carga de CPU muito baixa. A abordagem de passagem única maximiza a precisão do filtro. (aqueles que acabarão por pedir, estes são conversores síncronos )

    - "sinc" é um verdadeiro conversor assíncrono e pode realizar a conversão praticamente de qualquer taxa para qualquer outra taxa. Embora seja de alta qualidade, tem carga de CPU bastante alta e não recomendada, a menos que os "poly-sinc- *" não possam fazer a conversão necessária.

    - "polinômio *" não é um filtro como tal, mas apenas uma abordagem de interpolação polinomial para upsampling. Estes visam apenas um pequeno número de amostras para calcular um novo e, portanto, não "soam", mas, por outro lado, o desempenho de filtragem também é fraco. Esse tipo de filtro tipicamente também causa o bloqueio de agudos prematuros (aproximadamente 3 dB ou mais a 20 kHz para o material RedBook, começando por ~ 10 kHz). Estes são os controversos upsampling "filtros", algumas pessoas gostam muito, enquanto outras não gostam de nada. (não apodificação)

    - "minringFIR", este é um filtro de passagem única que é muito parecido com as interpoladoras polinomiais acima, pois é muito curto e parece apenas um período de tempo muito curto, enquanto ainda está melhorando na filtragem e não tendo tal agilidade problemas. Não recomendado por razões diferentes de 2x / 4x / 8x / etc. (não apodificação)


    Em seguida, para o próximo item, dither e noise-shaping. Isso é necessário sempre que qualquer processamento é executado. A razão é que os cálculos podem levar a resultados que tenham mais precisão do que podem ser expressos na resolução suportada pelo DAC. Apenas truncar ou arredondar o resultado para ajustar a precisão dos DAC provoca distorção diretamente relacionada ao sinal. Dither esconde esse erro de arredondamento em um ruído constante não-audível de muito baixo nível (um pouco como ruído térmico) - então não está mais relacionado ao sinal. A mudança de ruído leva isso ainda mais movendo esse ruído para freqüências menos ou não audíveis. Especialmente conversores de vários bits, mas, em certa medida, outros também se beneficiam do amassamento em forma de ruído em linearidade melhorada.

    Eu não recomendo nenhum formador de ruído para taxas de saída de 44,1 / 48 kHz, porque não há espaço de freqüência apropriado disponível para estacionar o ruído.

    Há um número de formadores de ruído:

    - "NS1" é um formador de primeira ordem, apenas inclinando o piso de ruído para que ele aumente em direção a freqüências mais altas e também tenha um pouco de ruído de alta freqüência "contra-parede" extra. Realmente não recomendado para nada, mas incluído por completo.

    - "NS4" é um formador de quarta ordem que tem um passo suave para mover um pouco de ruído de freqüência mais baixa para frequências ultra-sônicas. O único formador que eu diria é útil às taxas de 88.2 / 96 kHz.

    - "NS5" é o formador de quinta ordem que foi projetado para ser usado em taxas de saída de 352,8 / 384 kHz ou acima. Este movimenta-se agressivamente com cerca de 40 dB de ruído de baixas freqüências para alcance ultra-sônico.

    - "NS9" é uma variante shaper de nona ordem para uso com 176,4 / 192 kHz, o passo de ruído baixo para maior é mais claro, mas, de outra forma, é semelhante ao "NS5"

    - "RPDF", este é apenas um ruído branco, não realmente recomendado, mas também incluído para o bem de integridade.

    - "TPDF" é um padrão de triângulo triangular padrão da indústria, bom para qualquer caso, especialmente para casos de reprodução 44.1 / 48. Também não gera praticamente nenhuma carga de CPU.

    - "Gauss1" é um dique Gaussian, deve ser mais "perfeito" do que o TPDF, mas também carrega a CPU mais. Funciona para todos os casos também.

    A terceira seleção é um conjunto de taxas de amostragem de saída disponíveis, calculadas de acordo com o que o hardware e o filtro selecionado são capazes de combinar.


    Geralmente, eu recomendo escolher entre filtros "poly-sinc- *" e usar a taxa de amostragem mais alta possível. Dither ou noise-shaper escolhido com base na descrição acima, "NS9" para saída de 192 kHz, "NS5" para saída de 384 kHz e "TPDF" ou "Gauss1" para taxas mais baixas ...

    Para continuar, farei duas outras postagens. Um para a conversão DSD-> PCM e talvez outro para conversão PCM-> SDM (DSD).

    Espero que isto ajude... [​IMG]
     
    • 2
  11. bem vindo ash, não deixe de partilhar os avanços obtidos e as soluções para as dificuldades encontradas.

    Falo isso porque é estimulante ouvir o resultado obtido, mas entendam que pela filosofia de ter qualidade na reprodução ele tem que ser rápido, preciso e usar o mínimo de recursos do windows/PC.
    Para conseguir, ele foca num código enxuto em linux e sem muitas facilidades e pirotecnias que tanto encantam em player normais (mas que deterioram o audio).
     
  12. Carlos.Simoes

    Carlos.Simoes Usuário


    Desde 30 Mar 2007
    Aracaju/SE - BRASIL
    Agradeço pela abertura do tópico e pelas contribuições dos amigos que por aqui passaram.

    Também bati a cabeça :idiota: com o MUSO e ainda estou aprendendo. Acredito que o problema esteja na importação das pastas (biblioteca). Para ambos conseguirem conectar-se basta isso, fazer a importação em cada software. Ocorre que, e não sei o porquê, o HQ não consegue importar algumas pastas na varredura automática, fato que também ocorre com o MUSO, mas você pode inclui-las individualmente. Em alguns casos, a depender do formato, a gente consegue importar pelo MUSO, mas pelo HQ não. Se a pasta não foi importada em ambos, não vai haver show.

    Alguns ajustes de imagens, pastas duplicadas devido ao mesmo álbum com formatos diferentes ocorrem no MUSO, mas são problemas semelhantes de importação que ocorreram no Roon, ao menos comigo.

    Ops, ia esquecendo.

    a) Tem que habilitar o HQPlayer no MUSO:

    Tools>Options>Players (marcar o HQPlayer)

    b) Também coloquei o caminho da Pasta principal onde estão gravadas as músicas:

    Tools>Options>Music Folders>Add Folder

    Exemplo: C:\Users\carlos.simoes\Music

    Obs: Marquei a opção Include Sub Folders .

    (y)
     
    Última edição: 18 Out 2017
    • 1
  13. Boa informação Julio, Infelizmente Já desinstalei o MUSO mas ajudará quem for usar.

    Que filtros gostou no HQplayer? seu dac permite o Upsampling para DSD?
     
  14. Carlos.Simoes

    Carlos.Simoes Usuário


    Desde 30 Mar 2007
    Aracaju/SE - BRASIL
    Newson,

    Creio que o meu DAC não permita o upsampling para DSD. Como verifico?

    DAC: Audio-gd Reference 5.32

    O Limit do sample rate está configurado em 384K mas a indicação durante a reprodução só vai até 192K.

    Já variei e testei os filtros e estou afunilando para a situação abaixo:

    PCM
    Filter: poly-sinc mqa
    Dither: NS9

    SDM
    Oversampling: poly-sinc mqa
    Modulator: ASDM7
     
  15. Eu tive o modelo mais simples da AudioGD com antigo chipset Wolfson.
    O seu é um dac que gostaria muito ouvir pois usa 4 dos aclamados e caros chipset PCM 1704.
    Pela USB ele pode fazer upsamplig de flac até PCM 192khz. Uma limitação da USB antiga e não permite DSD.

    Mas trata-se de excelente dac e a sonoridade deve compensar.
     
  16. Carlos.Simoes

    Carlos.Simoes Usuário


    Desde 30 Mar 2007
    Aracaju/SE - BRASIL
    Gosto muito do Audio-gd Reference 5.32 e depois que adicionei a Recovery da Wyred4Sound...:D

    Mais um pouco sobre o MUSO:

    Ao tentar importar algumas pastas com conteúdo wav, não houve jeito. Alterei o formato para Flac e o problema de importação foi resolvido.

    Ocorre uma certa poluição/confusão na importação caso um determinado álbum seja uma compilação de vários álbuns e, no cadastro das Tracks, o nome do álbum importado não esteja cadastrado adequadamente.

    Exemplo: Em relação ao álbum Alexander Reference Signature, o campo Album de cada Música (Track) continha a informação do álbum original de que a música foi extraída, assim o MUSO em vez de entender que todos pertenciam ao Alexander Reference Signature, já que estavam na mesma pasta, separava a importação conforme o álbum original cadastrado na Track. Ou seja, eram gerados vários álbuns que agrupavam suas respectivas músicas. Tive que alterar o campo Album em todas as Tracks para Alexander Reference Signature para ele importar sem efeitos colaterais.

    Um outro fato observado quando da criação dos vários álbuns a partir do Alexander Reference Signature , conforme citado acima, foi que eles apareciam na barra superior (New Albuns), mas não apareciam no quadro principal (n). Para acessá-los, somente pela barra superior.

    Caso façam a importação de vários álbuns de uma só vez, pode ser que alguns deles não apareçam no quadro principal, contudo poderão estar na barra superior, separados em vários álbuns.

    Integração com o HQPlayer sem problemas.

    (y)
     
    Última edição: 24 Out 2017
  17. Ivancm

    Ivancm Usuário


    Desde 3 Jan 2003
    Curitiba
    O HQPlayer pode ser utilizado sozinho (sem o Roon, por exemplo) para reproduzir músicas arquivadas no HD de um Notebook?
    O HQPlayer funciona no Windows e Mac?
    Qual a diferença de qualidade na reprodução de áudio, em relação ao Foobar2000, que eu tenho, ou outros Players?
     
  18. Ivancm

    Ivancm Usuário


    Desde 3 Jan 2003
    Curitiba
    Não achei o preço do HQPlayer. Parece que você tem que se registrar pra saber o preço.
     
  19. Usava o excelente foobar.

    Mas o HQplayer.....

    Mesmo sem uso do Upsampling que é um bom diferencial. (Foobar, Jplayer e Roon por exemplo, tem upsampling mas é um "quebra galho" comparado com o dele).

    Mesmo sem uso dos filtros (que vc pode usar mesmo sem upsampling), fica realmente minima a diferença de qualidade...
    Mas existe no meu sistema.


    Teste no seu, creio que valerá a pena....
     
    • 1
  20. CarlosTP

    CarlosTP Usuário


    Desde 28 Abr 2008
    MG
    Pode usar sozinho e tocar o que estiver no HD, na Rede, etc.

    Tem versões para Mac, Linux e Windows...

    BRL 496.77

    Não uso Foobar então não tenho como ajudar nisso.
     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso