REGRAS ÁUREAS DO ANALÓGICO

Discussão em 'Toca-Discos' iniciada por NMA, 3 Jan 2012.

  1. redneck

    redneck Usuário

    2.138 10.113 891

    Desde 26 Out 2008
    vitória es brasil
    Olá Pamuju
    Quando os discos vem embalados em encartes de papel quase sempre eles vem acompanhados de chiados e plocs.
    Essa semana recebi 4 LPs da MUSIC ON VYNIL: 2 Alan Parsons,Lynyrd Skynyrd e John Mayer. Destes apenas o John Mayer veio embalado em encarte de papel,e era o unico que tinha plocs e chiados. Há tempos atrás quando a CAPITOL relançou alguns classicos como The Band,Roxy MUsic e outros grandes titulos pensava em adquirir todos. Mas comprei apenas dois ,pois eles vinham embalados em encartes de papel e tinham muitos chiados e plocs.
    Um abraço
    Claudio ​
     
  2. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Redneck,

    Eu comprei todos os Roxy da Capitol e eles vieram perfeitinhos. De qualquer maneira troquei
    as capas internas. Creio que essa coisa das capas de papel depende do papel e quanto tempo
    o disco ficou em contato com o dito. Uma coisa que eu não sei como acontece é se o processo
    de confecção do vinyl inclui um tempo de secagem após a prensagem. Imagino que um disco
    recém prensado deve ficar um pouco grudento e isso pode contribuir para a contaminação do
    mesmo. Alguém sabe como isso acontece ?
     
  3. NMA

    NMA ANALÓGICO & ANALÓGICO

    9.039 6.514 866

    Desde 8 Ago 2008
    RIO DE JANEIRO
    Claudio, boa tarde

    este selo, MUSIC ON VYNIL, prensa bem, mas o seu "padrão de qualidade é questionável" - o disco pode chegar soberbo ou com "defeitos", cito: FOCUS, FOCUS 3. Na mesma música e passagem, defeitos a "olhos vistos", após a soundstagedirect trocar e reenviar sem nenhum custo adicional lá estavam "os mesmos defeitos da prensagem na mesma música e passagem".

    [​IMG]
     
  4. edmararj

    edmararj Usuário

    5.534 5.471 861

    Desde 2 Out 2008
    Rio de Janeiro
    Pamuju,

    Quando você seleciona no amplificador a entrada onde o toca-discos está, todo o sinal captado pela cápsula e fiação do braço/cabo RCA é enviado diretamente ao pré-amplificador e é amplificado, estando o toca-discos ligado ou não. O fato de ligar o toca-discos só aciona os mecanismos de controle (se houver) e a alimentação do motor, isto é, os periféricos do toca-discos. A cápsula estará sempre conectada ao pré-amplificador.

    É por isso que o "hum" estará sempre presente quando a sua entrada é selecionada, a interferência penetra pela cápsula ou fiação do braço/cabo RCA.

    Edmar
     
    • 2
  5. Pamuju

    Pamuju Paulo


    Desde 3 Abr 2005
    Rio Grande / RS / Brasil
    Obrigado pelas respostas amigos ...
    Vamos retornar o TD a seu lugar antigo ...
    Não queria me dar o trabalho sem um indício ...

    Abraços
     
  6. CHICO MATOS

    CHICO MATOS Usuário


    Desde 18 Mar 2008
    BELEM/PA/BR
    Colega, mais uma "dica prática": selecione o modo phono no amplificador e sem colocar discos p/rodar aumente o volume até que o "hum" seja bastante audível e com calma vá manuseando o cabo de audio do toca-discos que vc notará que o ruído irá aumentar ou diminuir à medida que vc. for mudando o cabo de posição (afastando da parede, principalmente,) faça isso também com o cabo de força do TD. Procure manter o cabo de àudio do TD afastado dos cabos de força dos outros aparelhos.
    Um abraço,
    CHICO.
     
    • 2
  7. NMA

    NMA ANALÓGICO & ANALÓGICO

    9.039 6.514 866

    Desde 8 Ago 2008
    RIO DE JANEIRO
    Chico, bom dia

    Para cabos que não são blindados você apresenta um "paleativo" que não apresenta custo algum (...), mas é fácil deduzir que devemos como regra áurea utilizarmos cabos blindados(shield).

    E, utilização de plugs de baixa massa para o cabo do braço, isto é, cabos entre TD e o preamplificador phono ou pre-pre de phono.


    P. S: Todos e quaisquer cabos devem ser blindados.
     
    • 1
  8. MSAdilson

    MSAdilson Usuário


    Desde 16 Dez 2008
    São Carlos-SP-Brasil
    Olá Nelson.

    Estávamos outro dia falando de Hum e Rumble la no CCV&TD e não me lembrava onde era que ja havia lido e postado sobre o assunto. Reli o #26 deste e descobri.
    Peço minha inscrição aqui pois não tenho recebido notificação por e-mail
     
  9. Douglas Bezerra

    Douglas Bezerra Usuário


    Desde 22 Jul 2012
    São Paulo - SP
    Christian, muito obrigado pelas dicas!!
    Sou novo e totalmente leigo nesse mundo analógico, não entendo muito bem essas regulagens (anti-skating, contra-peso vs. cápsula/agulha). Tenho um singelo e humilde TD Gradiente Spect 87 com cápsula GC-11 e agulha GS-11 (diamante cônica), e ele possui anti-skating e um contra-peso simples (o marcador é integrado com o contra-peso). Você teria alguns macetes pro meu caso?

    Obrigado, abraços.
     
  10. NMA

    NMA ANALÓGICO & ANALÓGICO

    9.039 6.514 866

    Desde 8 Ago 2008
    RIO DE JANEIRO

    Adendos em negrito
    (y)
     
    • 2
  11. NMA

    NMA ANALÓGICO & ANALÓGICO

    9.039 6.514 866

    Desde 8 Ago 2008
    RIO DE JANEIRO
    • 2
  12. MSAdilson

    MSAdilson Usuário


    Desde 16 Dez 2008
    São Carlos-SP-Brasil
    :aplauso::aplauso: Sem dúvida alguma o nivelamento é a primeira e fundamental coisa a se fazer. Com o TD desnivelado aumenta-se os esforços radiais nos eixos:
    1)- do prato causando maior solicitação do motor e forças laterais espúrias na agulha;
    2)- do braço comprometendo completamente outros ajustes, principalmente o anti-skating.

    Este nivelador em T é o máximo!! melhor que o circular que vem a seguir.

    Belo post ilustrado, enviado por NMA.
     
    • 1
  13. NMA

    NMA ANALÓGICO & ANALÓGICO

    9.039 6.514 866

    Desde 8 Ago 2008
    RIO DE JANEIRO
    Sim, o em "T" tem os seus defensores ...

    Mas a Clearaudio indica em forma "Circular" e tantos outros fabricantes (...)

    Gostaria que outros colegas comentassem ...


    P. S: A VPI por utilizar Unipivot se torna mais crítica a idéia da precisão no nivelamento.
     
  14. MSAdilson

    MSAdilson Usuário


    Desde 16 Dez 2008
    São Carlos-SP-Brasil
    Vai muito da qualidade de fabricação dos niveladores, da pressão dada sobre a bolha
     
  15. ricsimas

    ricsimas Usuário


    Desde 18 Jul 2008
    Rio
    Prefiro usar um nível Stanley de obra mesmo. Por causa do tamanho, ajuda a reparar se existem imperfeições na superfície que passariam despercebidas num nível pequeno e poderiam interferir na medição.

    Uso um circular bem pequeno (que eu calibrei contra o grande) como parte do meu ajuste de azimuth.
     
    • 1
  16. MSAdilson

    MSAdilson Usuário


    Desde 16 Dez 2008
    São Carlos-SP-Brasil
    Interessante observação. Valeu!
     
  17. wandique

    wandique Usuário Intrometido

    Eu uso um nível digital.
     
    • 1
  18. luisgdpereira

    luisgdpereira Usuário


    Desde 20 Set 2011
    Guarulhos/SP/Brasil
    Não sei se ajuda, mas hoje em dia, os celulares com Android, IOS e até Windows Phone permitem aplicativos que simulam níveis (verticais, horizontais, circulares) com opções e ajustes bem interessantes. Vale a pena conferir!

    Estejam em paz!
     
  19. Davide - Magis Audio

    Davide - Magis Audio MAGIS AUDIO


    Desde 12 Abr 2004
    Sorocaba - SP
    Ricardo, excelente opção, usava desta forma até adquirir o nível digital, é uma solução barata e NMO melhor que os pequenos níveis circulares (y)
     
  20. ricsimas

    ricsimas Usuário


    Desde 18 Jul 2008
    Rio
    Você usa o Cartridge Man? No meu caso eu teria que continuar usando o Stanley mesmo com ele, pois não há espaço no plinth onde eu pudesse colocá-lo sem interferir na suspensão e todo o conjunto tem que ser regulado.

    O Stanley faz tudo. rs Tem também uns de bolha ainda mais precisos - tinha um alemão que era popular entre o pessoal que buscava o máximo de precisão na LP12, vou ver se eu acho um link.
     
    • 1
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso