Anúncio do HT Forum

Terraplanismo, um assunto para quem pode perder tempo

Discussão em 'Zona Livre' iniciada por Jonas Negreiros, 16 Abr 2017.

?

Para você, o formato da Terra é:

  1. Geóide

    36 voto(s)
    58,1%
  2. Plano

    2 voto(s)
    3,2%
  3. Terra Redonda, Águas Planas

    4 voto(s)
    6,5%
  4. Parte da Matrix

    15 voto(s)
    24,2%
  5. Outros (comentar)

    5 voto(s)
    8,1%
  1. Jonas Negreiros

    Jonas Negreiros Usuário

    6.576 2.352 681

    Desde 2 Nov 2008
    jundiaí/sp/brasil
    Estava pesquisando sobre a balança de torção de Cavendish, instrumento usado para testar as leis de Newton, quando topei com as críticas de um terraplanista de que a gravidade não existe.

    Sou um cara de mente aberta e acho que, aqui no querido HT-Fórum, também há muita gente que pensa assim.

    De muitas incongruências, encontrei um vídeo de um defensor dessa hipótese que discute o tema dentro de limites razoáveis.

    Quem tiver tempo a perder, acompanhe um vídeo estrangeiro de 21 minutos, devidamente legendado, abaixo:



    A doutrina do terraplanismo parece ser um depósito de entulhos, cheio de contradições, mas esconde pequenos tesouros em seu interior.
     
    Última edição: 16 Abr 2017
    • 2
  2. PH7

    PH7 Usuário

    Infelizmente , a hipótese do sujeito cai por terra, porque o projeto gravity probe b, levado a cabo pela nasa, confirmou através de um giroscópio preciso, que duas das teorias de Albert Einstein estavam corretas, uma delas justamente , sobre a gravidade.


    https://www.nasa.gov/mission_pages/gpb/gpb_results.html
     
    • 2
  3. Zkyzytuz

    Zkyzytuz Esganando Estátuas


    Desde 6 Jun 2005
    Juiz de Fora
     
    • 1
  4. Zkyzytuz

    Zkyzytuz Esganando Estátuas


    Desde 6 Jun 2005
    Juiz de Fora
  5. Jonas Negreiros

    Jonas Negreiros Usuário

    6.576 2.352 681

    Desde 2 Nov 2008
    jundiaí/sp/brasil

    Infelizmente, o satélite Gravity Probe B recebeu a pior nota,
    entre 10 projetos conduzidos pela NASA.

    Não conseguiram chegar nem perto da precisão obtida por clássicas observações telescópicas.

    Prometeram resultados dez vezes melhores.

    Um retumbante fracasso
     
    Última edição: 17 Abr 2017
  6. Jonas Negreiros

    Jonas Negreiros Usuário

    6.576 2.352 681

    Desde 2 Nov 2008
    jundiaí/sp/brasil
    Achei muito interessante as "provas" obtidas por terraplanistas, através de fotografias com teleobjetivas modernas.

    Parece que as telefotos revelam barcos que aparentemente "somem do horizonte" quando vistos a olho nu.

    Desconsiderando-se a troça dos críticos de plantão, como explicar esse interessante fenômeno óptico?
     
  7. Mmline

    Mmline Usuário

    6.178 4.052 176

    Desde 22 Set 2014
    Rio de Janeiro
    Jonas, as pessoas não entendem a ilusão de ótica sobre o nosso planeta. As fotos que supostamente a NASA diz ter tirado do espaço , mostra a terra redondinha e não e por aí. Já discutimos isso várias vezes no tópico Alienígenas (as discussões está lá você pode conferir). Particularmente , me interesso pouco pelo formato da Terra, mas posso afirmar que não e redonda.
     
  8. Alex Sound

    Alex Sound Usuário


    Desde 23 Jul 2003
    Londrina - PR
    O melhor argumento que vi na internê a favor da terra plana é que a Terra tem o nome de planeta por ser plana mesmo, se fosse redonda chamaria redondeta (y)
     
    • 5
    • 2
  9. PH7

    PH7 Usuário

    Toda a comunidade científica do mundo todo aprovou e concordou com os dados obtidos pelo experimento gravity probe b, que confirmou duas teorias de Albert Einstein, entre eles o efeito geodésico.

    Fiquei curioso com sua afirmação de que este projeto foi um retumbante fracasso. Você teria algum trabalho, ou algum link sério que comprove suas afirmações?
     
  10. Mmline

    Mmline Usuário

    6.178 4.052 176

    Desde 22 Set 2014
    Rio de Janeiro
    Jonas , achei esse link sobre o assunto, inclusive membros do grupo ufologico que faço parte foram conhecer o autor e ficaram impressionados, embora eu não tenha feito nenhum teste para tentar comprovar algo dito no texto e nos videos , e bem interessante. Se puder dar uma olhadinha com a mente aberta para possibilidades, e bem interessante. http://terraeplana1.blogspot.com.br/2016/01/as-provas-da-terra-plana.html
     
  11. Cotuba

    Cotuba Usuário

    4.090 2.346 746

    Desde 8 Mar 2008
    São Paulo
    Nossa!!!
    Esse é o melhor argumento???!!!
     
  12. Cotuba

    Cotuba Usuário

    4.090 2.346 746

    Desde 8 Mar 2008
    São Paulo
    Realmente.
    Desde o tempo que eu estava no Grupo Escolar a professora já dizia que ela é um pouco achatada nos polos, não é perfeitamente redonda.
    Mas, dai a se acreditar que ela é plana acho muito estranho.
    Agora, com tanto satélites colocados em órbita ao longo de todos esses anos, como é que nenhum tirou uma foto mostrando o "canto" da Terra?
     
    • 1
  13. PH7

    PH7 Usuário

    Se a terra fosse plana, seria impossível chegar aos resultados do experimento gravity probe b. O efeito de arrasto e o efeito geodésico comprovado pelo experimento não teriam sido verificados.

    Para que a terra seja plana, toda a teoria da gravidade teria de deixar de existir e se criar outra outra teoria que explicasse a curvatura do espaço-tempo, coisa que ninguém fez até o presente momento, só Einstein.

    Terra plana jamais criaria um vortex na dilatação da curvatura do espaço-tempo. A teoria da terra plana é tão esdrúxula, que não é nem referenciada no manual do escoteiro mirim, utilizado pelo menino do acre.
     
  14. Zkyzytuz

    Zkyzytuz Esganando Estátuas


    Desde 6 Jun 2005
    Juiz de Fora
    Na verdade a Terra tem formato de uma rosquinha. Só que a NASA esconde isso. Mas essa fotos vazadas de arquivos secretos mostram a verdade.



    [​IMG]



    [​IMG]


    [​IMG]


    [​IMG]
     
    Última edição: 18 Abr 2017
    • 1
  15. Edizão

    Edizão Usuário

    298 111 48

    Desde 7 Abr 2010
    São Paulo
  16. Ivanpetro

    Ivanpetro Cylon


    Desde 2 Jul 2005
    S.P./ Brasil
    Quer dizer que nos últimos quinhentos anos todos os navios (mercantes, militares e até de turismo), que afirmaram fazer a circunavegação da terra são mentirosos e parte de uma conspiração?

    Então eles deveriam ter caído da borda do mundo?
     
    • 1
  17. Jonas Negreiros

    Jonas Negreiros Usuário

    6.576 2.352 681

    Desde 2 Nov 2008
    jundiaí/sp/brasil

    Para o lobby einsteniano...


    [​IMG]

    ... Einstein é O Cara.

    Não é por menos. Por mais que provem que Einstein está certo, sempre formulam novas e caras experiências para provar "o óbvio".

    Em 2008, quando os pesquisadores estavam analisando os dados do vôo, Cornish serviu em um painel de avaliação que classificou a Gravity Probe B como a mais baixa de oito missões então em atividade em termos de ciência por dólar. Em resposta, a NASA tomou o passo notável de cortar o financiamento para a sonda antes de seus resultados foram pol Mas Universidade de Stanford, o contratante principal da missão, conseguiu manter a análise de dados vivo. Everitt e sua equipe arrecadaram mais US $ 3,73 milhões de fontes privadas, a maior parte da agência saudita de ciência King Abdulaziz City para Ciência e Tecnologia (KACST), organizada por Turki Al Saud, um príncipe da Arábia Saudita com um PhD de Stanford que É vice-presidente para pesquisa no KACST.

    Daqui a pouco, vamos nos esquecer disso e o Lobby continuará trombeteando o sucesso do experimento :idiota: ...

    "
    Uma vitória épica sobre desafios assustadores ou um projeto caro que nunca deveria ter voado? Depois de quase meio século de trabalho e US $ 750 milhões gastos, o Gravity Probe B, um dos programas missionários mais antigos da NASA, finalmente conseguiu algum fechamento científico. Mas ainda tem que acalmar seus críticos.

    Em 4 de maio, os pesquisadores divulgaram os resultados de uma tortuosa análise de dados de cinco anos, que contou com a generosidade de uma agência de financiamento saudita para concluir.O veredicto, a ser publicado na Physical Review Letters : Einstein estava certo. "Estou feliz e aliviado por termos conseguido isso", diz o físico Francis Everitt, da Universidade de Stanford, na Califórnia, que liderou o esforço desde o início.

    Para alguns físicos, no entanto, o impacto real da Gravity Probe B é ilustrar por que futuras missões devem ser classificadas contra propostas concorrentes para melhorar o retorno científico sobre o investimento. "Acho que há muitas lições nisso", diz Neil Cornish, físico da Universidade Estadual de Montana, em Bozeman, que há muito tem duvidado que a missão oferece valor pelo dinheiro.

    Financiado pela primeira vez em 1963, o Gravity Probe B contou com tecnologia que ficou fora de alcance por décadas. Finalmente lançado em 2004, carregava quatro giroscópios - compostos de bolas de quartzo fundidas revestidas com nióbio supercondutor que giravam até 5.000 vezes por minuto. Cada bola produzia um campo magnético, de modo que as mudanças nas suas orientações em relação a uma estrela guia, IM Pegasi, pudessem ser medidas. O ponto da medição foi confirmar duas previsões da relatividade geral. Uma é a precessão geodésica, em que a curvatura do espaço-tempo em torno de um objeto maciço, como a Terra, induz uma leve oscilação em um giroscópio em órbita. Outro efeito muito menor é o gravitomagnetismo, ou arrasto de quadros, em que o giro de um objeto massivo puxa o espaço-tempo na direção de sua rotação, como uma colher torcida em mel (veja "Uma reviravolta no espaço-tempo"). Gravidade Probe B confirmou o primeiro efeito para dentro de 0,3% eo segundo para dentro de 19%, diz Everitt.



    [​IMG]Clique para ampliar a imagem
    Mas a precessão geodésica já havia sido confirmada para quase esse nível de precisão em medições de luz refletida por refletores na Lua, e o resultado de arrasto de quadro não é mais preciso do que uma estimativa extraída de medições da precessão das órbitas do Laser. Satélites Geodinâmicos (LAGEOS) lançados em 1976 e 1992. Além disso, a meta declarada da Gravity Probe B era medir os efeitos com uma precisão de 0,01% e 1%, respectivamente.

    Ambos os resultados da Gravity Probe B tiveram que ser cuidadosamente retirados dos dados devido a efeitos eletrostáticos inesperados descobertos durante a missão de 17 meses da sonda que particularmente inundou o sinal de arrastamento de quadro. "É um resgate heróico", diz Clifford Will, da Universidade de Washington, em St. Louis, Missouri, presidente do conselho consultivo da Gravity Probe B.

    Outros vêem a complexidade dos cálculos como uma razão para duvidar da medição de arrastamento de quadros da sonda. "Pode ser que as pessoas repetindo essa análise com outra hipótese de trabalho sobre a natureza dos erros sistemáticos obtenham outro resultado", diz Ignazio Ciufolini, da Universidade de Salento, em Lecce, Itália, que publicou os resultados do LAGEOS ( I. Ciufolini e EC Pavlis Nature431, 958-960, 2004 ).

    Consciente de confirmações prévias dos efeitos da relatividade geral, a NASA convocou um painel externo em 1995 para avaliar se a sonda Gravity Probe B ainda valeria a pena. O painel deu uma luz verde à sonda, mas não a classificou contra outras possíveis missões. Isso foi um erro, diz Cornish, porque as missões mais bem concebidas parecem úteis quando consideradas isoladamente. "É uma perda de tempo fazer revisões de uma única missão", diz ele. Everitt responde que o Gravity Probe B foi revisado competitivamente várias vezes durante o seu desenvolvimento, mas reconhece que, como uma missão fundamental de física, não passou pelo mesmo processo de revisão usado para selecionar missões de astronomia.

    Em 2008, quando os pesquisadores estavam analisando os dados do voo, Cornish participou de um painel de revisão que classificou a Gravity Probe B como a menor das oito missões então ativas em termos de ciência por dólar. Em resposta, a NASA deu o passo notável de cortar o financiamento para a investigação antes que seus resultados chegassem. Mas a Universidade de Stanford, principal contratada da missão, conseguiu manter viva a análise de dados.Everitt e sua equipe arrecadaram mais US $ 3,73 milhões de fontes privadas, a maior parte da agência de financiamento da ciência saudita King Abdulaziz para Ciência e Tecnologia (KACST), organizada por Turki Al Saud, um príncipe saudita com um PhD de Stanford que é vice-presidente de pesquisa do KACST.


    O especialista em gravitação Bernard Schutz, do Instituto Max Planck de Física Gravitacional, em Potsdam, na Alemanha, diz acreditar que a missão valeria a pena, porque a relatividade geral deveria ser verificada de várias formas. "O fato de eles estarem recebendo a mesma coisa é o que queremos na física. Acho fantástico", diz ele. Mas ele lamenta os atrasos no lançamento de um satélite dedicado que equivaleria a uma versão mais precisa do LAGEOS, como proposto por Ciufolini nos anos 80. "Isso poderia ter sido feito há uma década", diz Schutz.

    O Satellite Relativity Satellite (LARES), no qual Ciufolini é investigador principal, será finalmente lançado este ano pela Agência Espacial Italiana. A equipe pretende medir o arraste de quadros com precisão de 1% monitorando a precessão da órbita de LARES. Seu custo de cerca de 4 milhões de euros (US $ 5,7 milhões), sem incluir o lançamento, empalidece em comparação com o da Gravity Probe B.


    Há uma matéria na NATURE, disponível na rede:
    http://www.nature.com/news/2011/110510/full/473131a.html

    À propósito, a hipótese do universo holográfico, descrita em lógica Booleana, é uma versão Hi-Tech da Terra Plana e ninguém desdenha de seus proponentes.

    https://olhardigital.com.br/noticia...e-que-o-universo-e-um-holograma-gigante/65738
     
    Última edição: 23 Mai 2019
  18. Jonas Negreiros

    Jonas Negreiros Usuário

    6.576 2.352 681

    Desde 2 Nov 2008
    jundiaí/sp/brasil
    Já disse que esta página foi aberta para quem tem tempo a perder.

    A explicação dos terraplanistas, em gráfico, abaixo:

    [​IMG]

    fonte:

    http://terraeplana1.blogspot.com.br/

    Gostaria que as afirmações e "provas" dos terraplanistas, fossem discutidas aqui nessa página.
     
  19. PH7

    PH7 Usuário

    Para quem disse que a missão foi um retumbante fracasso, a única informação que trouxe; da revista nature; foi de que a missão teve seus dados confirmados com as duas previsões da relatividade de Einstein: o efeito geodésico e o efeito de arrasto.

    O autor do artigo questiona se justificou todos os milhares de dólares investidos neste projeto. Mas isto é outra questão.

    A questão é que até para o autor do artigo a missão da gravity probe b alcançou seus objetivos e foi provado de acordo com a teoria da relatividade de Einstein; o efeito geodésico e o efeito de arrasto.

    Para provar que a missão foi um retumbante fracasso, você precisa muito, mas muito mais do que isso, para não correr o risco de transparecer que nutre um ódio pessoal por Einstein.
     
  20. Alex Sound

    Alex Sound Usuário


    Desde 23 Jul 2003
    Londrina - PR
    Última edição: 18 Abr 2017
  1. Usamos cookies próprios e de terceiros para dar um melhor serviço e mostrar publicidade. Ao continuar, aceita o seu uso.
    Fechar Aviso