Anúncio do HT Forum

TORRE DE TRÊS VIAS - MINHA PRIMEIRA CAIXA DIY - MYST 7.5

Discussão em 'DIY' iniciada por Audio Slave, 9 Abr 2017.

  1. Audio Slave

    Audio Slave Usuário

    317 232 48

    Desde 8 Abr 2016
    rio de janeiro
    A ideia de montar uma caixa acústica nasceu do desejo de ter um equipamento de alta performance a um custo mais acessível.
    Primeiro achei que tudo seria fácil, que bastaria comprar os drives e montá-los na caixa. É óbvio que em dois tempos fui advertido que as coisas não eram bem assim, que um projeto de caixa acústica demandava conhecimento técnico para avaliar os inúmeros parâmetros envolvidos na implementação do crossover.
    Para resumir: desprovido de tais conhecimentos técnicos resolvi sair atrás de um técnico especializado.
    No Rio de Janeiro, onde moro... foi absolutamente impossível...
    Foi então que entre uma conversa e outra ouvi falar de um sujeito em Belo Horizonte que trabalhava com áudio desde 1989 e que também fabricava caixas acústicas para venda, além de um modelo de amplificador transistorizado. Procurei checar com alguns conhecidos que moravam em BH e as referências foram ótimas.
    Desde o primeiro contato, o Clever, da Áudio Phone de BH, se mostrou uma pessoa extremamente educada e muito solícita. Me ouviu com muita paciência e não tardou a compreender o que eu queria, sempre explicando, de forma clara, os aspectos técnicos envolvidos no projeto.
    Eu queria basicamente um par de torres de 3 vias com dois woofers, que empregasse falantes de alto nível. Fui adquirindo aos poucos os drivers toda vez que um amigo, que é casado com uma americana, vinha visitar o Brasil.
    Um agradecimento todo especial ao colega Luke, que sempre respondeu às minhas perguntas de forma muito atenciosa, compartilhando os parâmetros de sua caixa e até postando fotos e gráficos. Foi muito generoso da parte dele.
    O som da caixa ficou absolutamente maravilhoso. Ao contrário de muitas caixas acústicas que tem as frequências médios muito carregadas, com esta tudo é diferente, seu equilíbrio tonal é fantástico, ela soa doce, límpida, sutil e ao mesmo tempo poderosíssima - esse é o paradoxo. Os dois tweeters trabalhando em conjunto produzem uma harmonia incrível, o som dos pratos é inacreditável. Trata-se de uma caixa excepcional tanto para ouvir jazz como rock – minhas músicas de predileção.
    Estou muito feliz com o resultado, e certo de que gastaria cerca 4 ou 5 x mais para adquirir uma caixa do mesmo nível dentre as disponíveis no mercado.

    2017-04-09 11.26.05.jpg
     
    Última edição: 15 Out 2017
    • 6


    Anúncio do HT Forum
  2. Marcaosxc

    Marcaosxc Usuário

    213 29 1

    Desde 2 Fev 2010
    petropolis
    Muito bonitas! Parabens
     
    • 1
  3. Luke

    Luke STAND-BY


    Desde 10 Abr 2006
    Brasil
    Parabéns pelas caixas, obrigado pela consideração.
    É sempre um prazer ajudar.
    Agora é colher os frutos.
    Excelentes audições pra vc.
     
    • 1
  4. sanjad

    sanjad Usuário


    Desde 24 Jun 2015
    Sao Paulo
    Parabéns Áudio Slave caixas maravilhosas!!! Já pensou em uma base de aluminio em corte CNC para colocar uns spikes???
    Ia fechar com chave de ouro!!!
    Parabéns
     
    • 1
  5. Audio Slave

    Audio Slave Usuário

    317 232 48

    Desde 8 Abr 2016
    rio de janeiro
    Sim Sanjad, estou vendo isso. Na verdade estou à procura de um spike um pouco menos pontiagudo que não fure o piso aqui de casa, que é todo em madeira.
     
  6. MarcioTD

    MarcioTD Usuário

    308 133 78

    Desde 23 Abr 2015
    São Paulo
    Belíssimas caixas.
    Tentando imaginar a sonoridade aqui.

    Parabéns.
     
    • 2
  7. filipetolhuizen

    filipetolhuizen Usuário

    3.125 2.235 736

    Desde 4 Jun 2008
    Curitiba/PR/Brasil
    Gostei muito dessa caixa! No caso de duas vias repetidas, como se faz para manter a impedância?
     
    • 1
  8. alyssonlogus

    alyssonlogus Usuário


    Desde 3 Out 2008
    SP
    Parabéns......acompanhando
     
    • 1
  9. alyssonlogus

    alyssonlogus Usuário


    Desde 3 Out 2008
    SP
    Como fixou e frente c a pintura sem aparecer os parafusos? achei interessante
    se puder falar o segredo mande as fotos p eu copiar.......kkkkk
     
    • 1
  10. Kinsons

    Kinsons Usuário

    205 120 45

    Desde 5 Dez 2008
    Somewhere
    Parabéns pelo projeto... mas sentindo falta dos detalhes da construção, amortecimento interno, um videozinho mostrando as "meninas" tocando...

    Se não fosse DIY, iria na página do fabricante e pegaria tudo lá, não é mesmo?

    Se for "segredo de estado", queira me desculpar pelos pedidos.

    Abs.
     
    • 2
  11. Rinaldi Moreira

    Rinaldi Moreira Usuário

    1.622 1.256 301

    Desde 14 Jun 2013
    Pinheiro/MA
    Ficaram muito TOP :aplauso:, como vc chegou nesse acabamento na frente??? Q tipo de pintura e tinta utilizada??
     
    • 1
  12. Audio Slave

    Audio Slave Usuário

    317 232 48

    Desde 8 Abr 2016
    rio de janeiro
    Pessoal,

    Os detalhes mais técnicos quem pode dar é o Clever da Audio Phone de Belo Horizonte, que foi quem projetou a caixa. Conforme eu disse no meu post não tenho conhecimento técnico, sou apenas exigente para ouvir som e música de qualidade...:)

    Os detalhes da construção externa não são nenhum mistério: a parte frontal foi laqueada em preto fosco e não possui parafusos porque é constituída por um sistema de fixação de pinos de madeira. Simples e engenhoso.

    Poderia até fazer o vídeo, mas não acredito que o sistema de captação de som de um celular - que é bem rudimentar - possa dar uma idéia da qualidade dessas caixas ou de qualquer outra. Isso para não falar da qualidade de áudio do vídeo.

    Um outro detalhe importante: o gabinete foi construído em compensado naval de 2cm e forrado internamente com uma camada de manta de algodão e outra camada dupla de lã de vidro. Poderia até colocar uma camada adicional de manta de algodão - e ainda estudo isso - a exemplo do que sugere o Eduardo da Hi Fi Planet. Em todo o caso, os tradicionais fabricantes nem sempre dão atenção a esses detalhes, apesar de cobrarem caríssimo por seus produtos. Experimentem dar uma olhada no interior de certas caixas e provavelmente verão uma única camada de lã sintética ou coisa parecida, muitas vezes em cima de um mdf fino.
     
    Última edição: 10 Abr 2017
    • 1
  13. Audio Slave

    Audio Slave Usuário

    317 232 48

    Desde 8 Abr 2016
    rio de janeiro
    Façam caixas, não façam guerra!

    Não importa o seu orçamento, caixas DIY bem feitas sempre serão superiores - dentro de determinados limites, é claro - a caixas de marcas famosas com o mesmo preço ou até mesmo de modelos mais caros.

    Vale muito a pena.
     
    Última edição: 10 Abr 2017
    • 3
  14. Bilbon12

    Bilbon12 World of cats and Floyd


    Desde 5 Out 2012
    Belo Horizonte/MG
    Concordo plenamente...Caixas DiY bem projetadas e montadas geralmente são superiores a, no mínimo, caixas comerciais de preço equivalente. Isso já foi comprovado por muitos montadores aqui do fórum (y)

    As suas ficaram top, devem estar tocando muito...parabéns!:aplauso:
     
    • 1
  15. C4TI

    C4TI Usuário


    Desde 23 Out 2016
    Curitiba
    :aplauso::aplauso::aplauso::aplauso::aplauso::aplauso::aplauso::aplauso:(y)(y) tope
     
    • 1
  16. Discos Voadores

    Discos Voadores Usuário

    4.517 1.089 356

    Desde 18 Mar 2011
    Belo Horizonte
    Não sabia que você tinha montado suas caixas com o Clever, eu sempre recomendo ele para quem me pergunta, é meu técnico de confiança e suas caixas são de um custo beneficio excepcional, já ouvi muitos modelos dele, realmente som é equilibrado e doce, nesses falantes deve ter ficado de cair o queixo, um dia ele vai montar outras caixas dessas e poderei ter o prazer de ouvir, fora que ele é super honesto...

    Fico feliz pelo resultado!

    (y)
     
    • 1
  17. Audio Slave

    Audio Slave Usuário

    317 232 48

    Desde 8 Abr 2016
    rio de janeiro
    Obrigado!

    Pois é, virou também o meu técnico de confiança. Inclusive recebeu ontem pelo correio um Gradiente 246 que mandei para ele revisar.

    Como moro no Rio de Janeiro, infelizmente não pude ouvir as caixas do Clever, mas uma outra pessoa daqui do HT Fórum, que entrou em contato comigo, disse ter ficado impressionado com elas, sobretudo com a resposta dos graves.

    O que vou dizer agora serve até como uma espécie de atualização de minhas impressões iniciais e de algo que aprendi na prática.

    O som da caixa é realmente incrível, os graves são extremamente macios e amortecidos - nunca achei que graves fossem evocar uma sensação física de "amortecimento", mas é a única palavra que me vem à mente. Isso proporciona um som extremamente relaxante e orgânico. Mas como falei antes, elas tem ao mesmo tempo graves muito poderosos que dão para sentir o peso. Ouvir uma música como Enter Sandman é um acontecimento sonoro!

    Dos agudos nem falo, mas posso dizer que a fadiga sonora é zero, tal o equilíbrio.

    E você sabe o porquê disso? Por que o Clever rema na contramão da tendência contemporânea de saturar os médios. Infelizmente apreendi isso na prática: muitos dos amplificadores e caixas atuais possuem médios indecentemente carregados, que tiram a elegância e a maciez do som, conferindo uma sonoridade mais dura, magra e "esgoelada" (expressão do próprio Clever). São os graves e os agudos os sons que nos deleitam, não os médios. Estes últimos devem estar lá, mas para trabalhar invisivelmente em favor do equilíbrio geral, sem que eles próprios chamem a atenção. Infelizmente nem sempre é assim.

    A filosofia que orienta o Clever a produzir caixas passa muito por aí. Não é a toa que elas possuem um equilíbrio tonal maravilhoso que faz com que soem doces e poderosas, com maciez e muita pegada ao mesmo tempo, a ponto de tocarem maravilhosamente bem estilos muito diferentes como jazz e rock.

    Aprendi também uma coisa muito importante ( felizmente acertando): só mande fazer caixas de som com um projetista em cujo gosto musical você confie. De minha parte, eu jamais delegaria tal tarefa a um projetista com uma cultura musical pouco consistente. Sensibilidade musical é fundamental em um projeto DIY, e sem ela de pouco vale o conhecimento técnico.


    Um dado importante: não foi a toa que o casamento das torres com o Accuphase E-470 foi maravilhoso. Marcas japonesas como a Accuphase e a Luxman fazem questão de construir amplificadores que vão contra a tendência atual, incorporando inclusive recursos adoravelmente "fora de moda" como controle tonal e loudness, além de um design explicitamente nada contemporâneo. São amplificadores excepcionais, que contam com um número de admiradores cada vez mais numeroso, inclusive aqui no próprio HT Fórum.
     
    Última edição: 21 Jan 2018
    • 3
  18. Discos Voadores

    Discos Voadores Usuário

    4.517 1.089 356

    Desde 18 Mar 2011
    Belo Horizonte
    Excelente seu relato, pode ver no Clube Project e Clube Mineiro do Vinil, recentemente eu indiquei um Yamaha e falaram mal para promover o Cambridge, o grande problema desses integrados atuais é a amplificação classe D ou XD ou o que seja, que cria uma potencia fantasma e economiza energia, amplificadores digitais, isso é muito bom para música digital e péssimo para música analógica, basta fazer um teste com integrados atuais com DAC e Valvulados Classe AB como eu fiz aqui na fita K7... em um a Fita K7 detona o digital no caso do Valvulado, Na Classe D o som analógico perde muito e aí o digital sobrepõe...

    Você gosta de curtir um tipo de som organico, muito parecido suas percepções e gostos com o meu também, está num caminho legal, parabéns, o Clever comentou dessas caixas comigo mas não sabia que eram suas, descobri hoje no Face dele por acaso...
     
    • 1
  19. Audio Slave

    Audio Slave Usuário

    317 232 48

    Desde 8 Abr 2016
    rio de janeiro
    O que você fala faz todo o sentido, pois com o Cambridge eu achava que o vinil não era necessariamente superior ao som digital. Com o Accuphase tudo mudou (é verdade que adquiri um pré de phono valvulado também).

    Até ouço bastante digital, mas por pura praticidade, pois o Tidal me dá possibilidades quase infinitas de ouvir coisas que eu jamais ouviria normalmente. Mas não dá para se comparar com as boas gravações em vinil...

    Você disse a palavra certa: organicidade. É isso que essa caixa me dá.

    Só fiquei intrigado com a estória do Yamaha. Apesar de ser de marca japonesa e em estilo vintage, ouvi dizer que os Yamaha (2000 e 3000) possuem um som um pouco mais para o frio. Achei que isso não fazia muito sentido. É verdade? A qual modelo da Yamaha você estava se referindo?

    Obrigado pelas mensagens!
     
    Última edição: 9 Nov 2017
    • 1
  20. Discos Voadores

    Discos Voadores Usuário

    4.517 1.089 356

    Desde 18 Mar 2011
    Belo Horizonte
    Yamaha eu só recomendo como integrado de entrada AS201 ou AS301 na faixa de preço dos cambridge...

    Rega Brio é hoje o integrado sério que eu recomendo mas é 1000 USD lá fora sem DAC mas tem phono... Os Marantz eu gosto tbm...
     
    • 1
  1. Este site usa cookies. Se você continuar a usar este site, automaticamente concorda com nosso uso de cookies.
    Fechar Aviso